Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! A Chama Violeta da Transmutação, Purificação e Libertação da Humanidade.

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! A Chama Violeta da Transmutação, Purificação e Libertação da Humanidade.

PERGUNTEM AOS MESTRES - 2014/11/25

INTERAGINDO COM A NEGATIVIDADE
Através das Vozes Celestiais
 Tradução: Regina Drumond
a 30 de Novembro de 2014.
 

 
https://3.bp.blogspot.com/-7TBmsQ3RZ4I/TjVNYHTcjYI/AAAAAAAAA7s/NOTE7pa0wd0/s320/mestres-ascencionados-837-1.jpg
Um homem dos Estados Unidos deseja o tipo de sentimento espiritual elevado que ele alcançou através das substâncias psicodélicas, e os Mestres têm uma resposta interessante. Eles não condenam o uso de tais substâncias (lembrem-se  de que eles não julgam), mas apontam para a futilidade de considerá-las como solucionadores de problemas. Remover a negatividade da vida não é tão simples, mas seguir o processo recomendado pelos Mestres é fundamental para superar o julgamento e alcançar uma “elevação” permanente.
Uma mulher da Nova Zelândia está passando mais do que apenas por um luto depois da morte do seu namorado. Uma lição de vida instituída pelas suas almas é trazer o seu medo além de sua dor. Os Mestres explicam a importância de examinar cada desconforto e a sua fonte, e substituir a negatividade pela positividade.
Seres desencarnados estão tentando perturbar o lar de uma Brasileira que, até agora, conseguiu mantê-los afastados através da limpeza de energia e pedindo proteção. Os Mestres informam-na de que estes seres estão procurando se alimentar de sua energia positiva, e, então, sugerem uma maneira de impedi-los de entrar.
Aqui, nos Estados Unidos, estamos nos preparando para o nosso Feriado anual de Ação de Graças. Enquanto lemos as perguntas e respostas desta semana (abaixo), poderia ser útil considerar os aspectos da gratidão, um pouco além da norma. Todos nós somos gratos pela família, pelos amigos, pelo alimento, pelas roupas e abrigo, mas é menos comum nos sentirmos da mesma forma quanto ao que consideramos como negatividade. No entanto, estas são as nossas lições, as oportunidades de contribuirmos com a sabedoria de nossas almas. Se quisermos transformar um desafio negativo em um resultado positivo, sermos gratos pela oportunidade de fazê-lo, não é uma má maneira de começar.
Luz, Amor e Risos
Toni e Peter
Celestial Voices, Inc | 13354 W. Heiden Circle | Lake Bluff | IL | 60044 | USA
 
 

AS PERGUNTAS

 

ESTADO MAIS ELEVADO DE SER

PERGUNTA: Mestres, eu me esforço pelo Equilíbrio espiritual e pela perda do ego. Com o uso de substâncias psicodélicas, tenho passado por momentos fugazes de uma sensação mais elevada de ser. Esforço-me por alcançar este estado de consciência, mas entendo que a jornada é bem mais importante do que a verdadeira conquista. Como faço para me tornar um Mestre e assumir o pleno controle do meu corpo físico, para que eu possa ser mais útil àqueles que amo e ser um canal para a Energia Universal? – Juan, Estados Unidos.
RESPOSTA: A verdadeira vida espiritual pode somente vir quando o ego é domado e colocado em uma gaiola. O Ego é o aspecto do julgamento da sociedade. Um derivado das drogas psicodélicas e de outras drogas é a perda de preocupação com as crenças dos outros, particularmente a fase de julgamento, enquanto a consciência desinibida é libertada de todos os medos e dúvidas. Isto parece duplicar o estado elevado que se pode trabalhar para conseguir.
A alma vem à Terra para aprender lições, que parecem como dúvidas negativas e medos. A intenção da alma é a de compreender estes demônios, enfrentando-os, entrando em suas causas, e ao compreendê-los, transformá-los em experiências positivas e sabedoria.
A jornada para ser bem sucedida deve ser feita passo a passo. Você tem que enfrentar cada desafio negativo, interiorizar-se para perceber ao que está ligado, e, então, usar o seu livre arbítrio e substituí-lo pelo oposto positivo. Com as drogas, tudo o que você faz é banir a existência dos desafios até que se torne soberano novamente.
Quando você tiver removido toda a negatividade, não mais será confrontado pelos julgamentos que o ego exige. Seu único trabalho, então, é avaliar a situação e ver se é algo que tem a aprender, embora nunca declare algo como certo ou errado. Esta jornada é a de modificar a sua vida, enquanto passa pelo processo de encontrar e de mudar todas as situações de julgamento.
Cada vez que você remove a energia negativa, ela é substituída pela energia amorosa positiva, universal e incondicional. Quando você tiver substituído toda a negatividade, você terá dominado esta vida física.
 

ENCONTRANDO O EQUILÍBRIO NA OPRESSÃO

PERGUNTA: Mestres, fui profundamente afetada por difíceis lições de vida que eu escolhi para mim na vida. Estive tentando me curar e aceitar o que aconteceu no passado e avançar, mas sinto muito medo da vida e mudei completamente desde a morte do meu namorado, com quem eu me sentia e ainda me sinto muito ligada e apesar de tentar permanecer positiva e otimista, não gosto dos aspectos negativos deste mundo, ainda que saiba que isto faz parte da experiência. Gostaria de saber como irei reconstruir a minha vida e passar por este renascimento e por este despertar espiritual, sem me despedaçar completamente? Muitas vezes, eu me sinto muito oprimida – Sara, Nova Zelândia
RESPOSTA: Seu namorado a protegeu, em grande escala, da negatividade do mundo. Ela esteve sempre aí, mas você não teve que lidar com ela. Ambos tinham concordado que chegaria um momento em que ele iria partir, de modo que você seria forçada a se aprimorar e seguir sozinha, sem proteção. Ele é um companheiro de alma e vocês compartilharam inúmeras vidas juntos. Ele está zelando por você e tentando lhe dar conselhos do outro lado. Sua sensibilidade é um dom e uma maldição. É uma maldição porque você não pode se esconder das experiências negativas, e uma bênção porque lhe indica as coisas em que você tem que trabalhar. A encarnação humana é uma escola, em que o livre arbítrio é usado para ter as lições desejadas, mostradas a você através da negatividade, e transformando-a em compreensões positivas que podem ser usadas em outras situações negativas.
Observe cada medo ou dúvida, pergunte por que ela aí está, entre no processo que a trouxe para você, compreenda que é apenas uma lição, encontre uma maneira de neutralizar o aborrecimento constante, e faça sempre disto um aprendizado positivo. Cada medo superado torna mais leve o seu fardo. Quando você se libertar de todas as dificuldades, sentirá a bela energia do amor incondicional do universo.
Vá devagar enquanto você modifica a sua vida. Você irá descobrir que não é tão difícil quanto imaginou.
 

SERES À ESPREITA

PERGUNTA: Mestres, estou em busca de uma explicação ou orientação. Com o Reiki que eu uso geralmente ao limpar a energia do ambiente (em minha casa), eu vejo alguns seres espirituais. Eles ficam próximos às paredes com os seus mantos e capuzes negros. Nunca vejo os seus rostos. Peço proteção aos mentores para que estes seres partam. Preciso saber se isto realmente acontece, ou se é apenas a minha imaginação. Se for verdade, por que eles estão aqui? O que preciso aprender ou fazer? Ficaria muito grata pela sua ajuda e feliz com as suas respostas – Suian, Brasil.
RESPOSTA: Sua casa contém um portal através do qual os espíritos não físicos se movimentam. A maior parte é da luz e você nunca está ciente do seu trânsito. Aqueles de negro, com capuzes pretos, são os desencarnados, e são espíritos negativos que permaneceram na Terra depois que os seus corpos morreram, porque eles desejavam continuar a interagir com os seres humanos.
Estes seres se recusaram a retornar à luz, porque eles são forças da negatividade que não conseguem existir no amor incondicional do Lar, até que eles desistam da sua energia negativa e a transmutem para o amor positivo. Eles se esquivam através das sombras, esperando não serem notados, de modo que consigam encontrar energia positiva para roubarem e se manterem. Isto não é a sua imaginação.
Sua limpeza constante os impede de construírem uma massa suficientemente grande de negatividade para subjugá-la. Seus mentores, guias e guias de cura os estão mantendo em xeque, conforme o seu pedido. O que você precisa fazer é, ou fechar o portal ou colocar um filtro de luz branca sobre ele, o que permitirá que apenas os seres de luz o usem.
Se você fechá-lo, as energias positivas, que nunca a incomodarão, terão que encontrar outro trânsito. Se você colocar um filtro nele, os seres negativos serão barrados, enquanto os espíritos amorosos não serão afetados.
Para interagir com o portal, será mais fácil se você tiver duas outras almas positivas a ajudando. Formem um círculo, queimem incenso nos cantos da sala, tenha alguns cristais de quartzo para aumentar o seu poder, e enquanto pede a ajuda dos seus guias, coloque o seu pedido para que coloquem um filtro, ou para que fechem a passagem. Repita três vezes o pedido.
 

GUIA DE REENCARNAÇÃO

 
Maria, do Brasil, pergunta aos Mestres: Meu sonho é voltar a trabalhar em uma grande Empresa como a que trabalhei há dois anos. Será que eu tenho chances de voltar à Empresa, ou para outra similar? Por que é que agora eu apenas consigo emprego em pequenas empresas e onde não é fácil trabalhar e onde eu sempre tenho que trabalhar horas extras?O que eu preciso aprender com esta situação?
RESPOSTA: Você precisa aprender a deixar de controlar e de ser e de ser auto-centrada. Quando você trabalha para alguém, você o faz para que ele possa completar o trabalho necessário. Você não deve ditar quantas pessoas devem estar lá, quanto tempo você tem que trabalhar, ou até mesmo o trabalho que lhe deve ser atribuído. Se você não gosta de uma situação, você tem a capacidade de mudá-la, partindo para outra coisa. Você é muito negativa em relação aos empregadores e isto está criando situações em que você será infeliz. Comece a pensar de forma positiva sobre o trabalho e se veja feliz em qualquer trabalho que conseguir. Você cria a energia ao seu redor.
 
Brahamdeep, da Índia, pergunta aos Mestres: Como vocês vêem a verdade? A verdade nas pessoas, nas circunstâncias, eventos e tudo o mais.
RESPOSTA: A verdade como a realidade está nos olhos de quem vê. Sua verdade pode não ser a verdade do seu irmão ou de outra pessoa. A verdade para uma pessoa, vem das crenças pelas quais ela determina viver a sua vida. Tentar encontrar apenas uma verdade é o trabalho do ego com base no julgamento, não na avaliação espiritual das próprias necessidades. Sua verdade será o que ressoa dentro de você e que lhe dá paz, felicidade e amor.
 
Carolina, do Brasil, pergunta aos Mestres: Conheci uma pessoa que muito me impressionou. Tenho interesses profissionais e pessoais com ele, mas não sei o que fazer.
RESPOSTA: Dê um tempo e veja como isto se desenvolve. Vocês têm muito em comum, mas ele está praticamente inconsciente de você agora. Não se torne uma caçadora, mas lhe envie uma nota sobre algumas questões profissionais e veja como ele responde. Envie intenções positivas para que vocês se tornem amigos e veja se ele fica receptivo.
 
Maria, de Portugal, pergunta aos Mestres: Minha pergunta é: Minha neta tem 16 meses e é muito inteligente, mas eu sinto que é uma alma que conheço de outras vidas. Qual é o seu relacionamento comigo? Ela é da minha família de alma, ou é mais do que isto? Eu já senti que ela poderia ser a filha que eu poderia ter tido, mas eu tive um aborto. Por favor, ajudem-me a compreender, pois sinto-me muito ligada a ela.
RESPOSTA: Você a conheceu antes. Ela se recorda de você de outras vidas com carinho e isto a deixa feliz. Ela não é a alma que teria sido a sua filha. Você deve ajudá-la a compreender a vida e ela já a vê como uma professora e é por isto que vocês têm tanta atração. Seja paciente e lhe dê tempo para se desenvolver.
 
Estela, do Brasil, pergunta aos Mestres: Estou buscando o caminho da missão de minha alma, tentando evoluir um pouco a cada dia, mas ainda me sinto desorientada. Tenho 29 anos e a minha ocupação atual não me traz qualquer satisfação. Sinto que posso ser mais útil ao universo em outra profissão. Por favor, estou autorizada a ter conhecimento da missão de minha alma para a minha profissão? Que lições terei que aprender aqui? Estou indo bem na minha missão de evoluir?
RESPOSTA: Sua missão é assumir a responsabilidade pela sua vida e fazer as suas próprias escolhas, enquanto você se livra da mente negativa e crítica do ego e traz um sentimento positivo do amor incondicional. Cuide de sua própria vida em primeiro lugar e, em seguida, se você realizou todos os itens acima, você poderá fazer algo para ajudar os outros. Você está exatamente onde planejou estar, nesta fase de sua vida.
 
Emanuel, da Nigéria, pergunta aos Mestres: Quem é o Deus mais poderoso para servir?
RESPOSTA: O conceito de Deus é humano, onde ele é visto como um ser que julga, com base nas crenças do grupo que as mantêm, com temor. Uma vez que a alma deixa o corpo em sua dualidade do bem e do mal, o amor incondicional é tudo o que existe. Nenhum julgamento existe, nenhuma avaliação de quem é melhor ou pior e todas as almas têm as mesmas habilidades e o mesmo poder. Honre e tenha fé e confie em si mesmo para que você tenha o que precisa experienciar, para alcançar a sua felicidade e amor. Você não precisa olhar para fora de si mesmo.
Rajni, da Índia, pergunta aos Mestres: Meu amigo diz que me ama, mas que não pode se casar comigo por causa de sua família. Tenho sentimentos confusos por ele e na ausência de qualquer compromisso com ele no futuro, eu não posso me decidir se assumo um relacionamento adiante. Será que compartilhamos uma vida passada e teremos um futuro juntos?
RESPOSTA: Seu amigo está se aproveitando de você, fazendo com que você continue a cuidar dele, ainda que o relacionamento não vá a lugar algum. Ele é muito facilmente influenciável por outros. Encontre alguém que a ame e que seja sincero com você. Você nunca teve uma vida com esta pessoa e o seu futuro não poderá ser feliz se você insistir em segui-lo.
 
Mari, da Finlândia, pergunta aos Mestres: Eu sempre fui uma pessoa tranqüila e que ama a paz, até que há quatro anos, eu explodi com raiva. Isto aconteceu inesperadamente e desde este dia eu não tive mais qualquer controle. Li toneladas de livros, tentei curar isto e aquilo em mim e busquei ajuda de muitos, no entanto, isto me afeta diariamente e me faz agir de forma terrível. Por que sinto esta raiva e como posso curá-la?
RESPOSTA: Você captou um ser desencarnado negativo que está afetando o seu estado de espírito, bem como alguns dos seus hormônios corporais. Busque a ajuda de um curador energético que tenha experiência em remover entidades negativas. Peça a ajuda dos seus guias e do Arcanjo Miguel para que afaste este espírito do seu corpo. Depois que ele tenha sido afastado, peça para que alguém ajude a equilibrar os seus chacras e sempre se veja protegida pela luz branca.
T. do Brasil, pergunta aos Mestres: Tive uma história de amor e, por favor, não me digampara encontrar um novo amor, pois isto eu já sei. Gostaria de ter algumas respostas pelo que eu vivi. Sei que ele não é a minha alma gêmea, mas não sei o que é. Sinto uma forte conexão e, algumas vezes, sofro por não ser capaz de estar com o amor que eu escolhi, porque ele fez uma escolha e eu nunca soube o que eu representei para ele, embora eu veja a sua alegria nas raras vezes em que ele me vê. Se eu não puder ficar com ele, por favor, digam-me o que saiu errado? O que eu precisava aprender com isto?
RESPOSTA: Você precisa entrar em uma situação com os seus olhos abertos para ver os sinais de que você está sendo usada quando está cega pela paixão. Você foi uma conquista fácil para ele, até que ele pudesse encontrar algo mais do seu agrado. Respeite-se e veja a pessoa fantástica que você é. Não se coloque como desesperada e disposta a fazer qualquer coisa para ser amada. Você terá o amor físico, mas não o emocional e o espiritual.
 
Maria, dos Estados Unidos, pergunta aos Mestres: Li que o vírus Ébola foi criado de propósito pela espécie humana devido à ganância monetária. Será que vocês poderiam nos ajudar nisto e falar sobre isto? Ou ele se desenvolveu como outras doenças como a peste e outras?
RESPOSTA: Ebola é um vírus parasita que se desenvolveu como todas as outras doenças. Ninguém está ganhando qualquer dinheiro da situação ainda. Eles estão apenas gastando enormes quantidades de dinheiro, cuidando dos infectados. Os teóricos da conspiração gostam de ter algo novo para falar.
 
Elvira, de Portugal, pergunta aos Mestres: Dedico-me ao meu lar e ao meu marido, mas sinto que isto é um obstáculo para o meu progresso. Será que eu deveria continuar a aceitar qualquer negatividade disto? Vocês estarão sempre do meu  lado?
RESPOSTA: Você é o seu pior inimigo. Você quer tão desesperadamente ser amada e necessária que aceita tudo o que lhe for apresentado. Opte por viver na energia positiva e rejeite toda a negatividade. Você será capaz de se encontrar e de se sentir completa.
 
 
Traduções para o Português:
 
Por favor, respeitem todos os créditos.
Arquivos em Inglês:
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
 


Por favor, respeitem todos os créditos
Arquivos em português:

 Atualização diária


 

ARCANJO GABRIEL, 28 DE NOVEMBRO DE 2014

MENSAGEM DIÁRIA DO ARCANJO GABRIEL

Canalizado por Shelley Young




Passar pelo fim de um relacionamento e escolher não amar outra vez é como passar por uma avaria no carro e então decidir nunca mais dirigir.

Vocês limitam severamente sua capacidade de ter as experiências de satisfação que vocês desejam e merecem se estiverem excluindo elementos necessários.

Escolher retaliar de um modo que nega a si é apenas manter-se nas energias que em primeiro lugar os aborrecem e somente perpetuarão o desconforto que vocês tentam evitar.

Se o carro quebra, um humano sábio honra seu desejo de um transporte satisfatório, pesquisa e compra um carro novo com maior confiabilidade e mais recursos tal como ele deseja.

Se o relacionamento se rompe, um humano sábio honra seu desejo de amar e ser amado e a partir de uma posição de clareza e conhecimento, ele escolhe um novo relacionamento com maior confiabilidade e as características que correspondem ao seus desejos.

Não se neguem nada, Queridos, mesmo se vocês tiverem um desapontamento.

Simplesmente aprendam com suas experiências e escolham de novo baseados em seu novo nível de sabedoria, pois vocês estão no planeta para amar, aproveitar, experimentar e evoluir.

Arcanjo Gabriel



Arcanjo Gabriel através de Shelley Young
Facebook: Trinity Esoterics
Twitter: @trinityesoteric

Tradução: Blog SINTESE http://blogsintese.blogspot.com


Por favor, respeitem todos os créditos
Arquivos em português:

 Atualização diária


 

SEJA CRIATIVO

SABEDORIA DOS ANJOS 

com Sharon Taphorn

30 de Novembro de 2014

Tradução: Regina Drumond


Foto: Be CreativeUse the power of your creativity to help you find the possibilities and answers that you seek to assist you on your path. As you explore your creative potential, you are encouraged to put into action all of those ideas and inspirations and let your imagination flow. Direct your creative energy towards something that is worthwhile to you and to your purpose.  Use this power with wisdom, joy and understanding.  As you tap into this energy you bring your own unique flavour and add to it whatever makes this human experience more beautiful and more meaningful for you.You deserve the best and so reach for the stars with your dreams and desires and know that your angels are helping you to usher in this era of new energy. Seek wise counsel with your angels and guide and ask them to help to light your way and boost your confidence to act upon your inspirations and make your dreams come to life. Angel wisdom reminds you that you are a divine spark of Creator Light and you are encouraged to open your heart and mind to possibilities that help you on the path of your purpose and intentions. Affirmation: "I am a divine spark of Creator Light and within me is all that I need to assist me in making my earthly journey more fulfilling, beautiful, and bright." And so it isYou are dearly loved and supported, always, the angels and guidesThank you, Mahalo, Merci, Gracias, Vielen Dank, Grazie, Спасибо, Obrigado, 谢谢, Dank, 謝謝, Chokran,DěkujiUniversal Copyright ©2014 by Sharon Taphorn All rights reserved.Please share articles as long as copyright and contact info are always included and the message is complete and credit is given to the author.www.playingwiththeuniverse.com♥♥♥
Use o poder de sua criatividade para ajudá-lo a encontrar as possibilidades e respostas que você busca para ajudá-lo em sua jornada. Quando você explora o seu potencial criativo, você é incentivado a colocar em ação todas estas idéias e inspirações, permitindo que a sua imaginação flua. Direcione a sua energia criativa para algo que seja válido para você e o seu propósito. Use este poder com sabedoria, alegria e compreensão. Quando se liga a esta energia, você traz o seu próprio sabor original e acrescenta a isto tudo o que torna esta experiência mais bonita e mais significativa para você.
Você merece o melhor e assim alcance as estrelas com os seus sonhos e desejos e saiba que os seus anjos o estão ajudando a antecipar esta era da nova energia. Busque o conselho sábio com os seus anjos e guias e lhes peça para que ajudem a iluminar o seu caminho e aumentar a sua confiança para que você aja de acordo com as suas inspirações e realize os seus sonhos.
A Sabedoria dos Anjos lembra que você é uma centelha divina da Luz do Criador e você é incentivado a abrir o seu coração e mente às possibilidades que o ajudam no caminho do seu propósito e de suas intenções.
Afirmação: “Eu sou um centelha divina da Luz do Criador e dentro de mim está tudo o que eu preciso para me ajudar a tornar a minha jornada terrestre mais gratificante, bela e brilhante.”
E assim é.
 
Você é ternamente amado e apoiado, sempre
 
Os Anjos e Guias
 
Thank you, Mahalo, Merci, Gracias, Vielen Dank, Grazie,Спасибо,Obrigado,谢谢, Dank, 謝謝,Chokran,Děkuji,Kiitos

Direitos Autorais Universais©2014 por Sharon Taphorn

Todos os direitos reservados.

Por favor, compartilhe os artigos, contanto que o autor e as informações de contato sejam sempre incluídos, a mensagem esteja completa e os créditos dados a autora.

http://www. playingwiththeuniverse.com/
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br



Por favor, respeitem todos os créditos
Arquivos em português:

 Atualização diária


 

CRIADOR – PERCEBA, HONRE E LIBERE

PERCEBA, HONRE E LIBERE

Por Jennifer Farley

28 de novembro de 2014




Sentimentos são sentimentos... apenas perceba, honre e libere.

Prender-se a uma emoção eventualmente fará parte de quem você é, uma criatura estática de sua própria invenção.

É muito melhor estar fluindo livremente como O Universo pretendia que você estivesse.

Criador




Tradução: Blog SINTESE http://blogsintese.blogspot.com


Por favor, respeitem todos os créditos
Arquivos em português:

 Atualização diária


 

Progressos em Tecnologias Avançadas. - Cobra

Portal 2012 - 29.11.2014 

Por COBRA

 Tradução: Candido Pedro Jorge

 

Parece que a população da superfície não está procedendo livremente no desenvolvimento da tecnologia de energia de uma maneira fácil. Um dos principais fatores de bloqueio é a ganância e a falta de sinceridade de inventores, investidores e outras pessoas no processo de criação de tecnologias Overunity.

De qualquer forma, estamos esperando que esse projeto em breve traga resultados tangíveis:

https://hopegirl2012.wordpress.com/2014/11/26/we-are-still-standing-big-breakthroughs-in-qeg-project/

Em vista disso, os grupos Dragão ainda estão procurando inventores sinceros sem qualquer agenda pessoal que tenham algum protótipo de trabalho Overunity que possa ser imediatamente colocado em produção em massa e não requeira financiamento adicional. Esses inventores podem nos contatar em cobraresistance@gmail.com

É mais provável que as tecnologias Overunity sejam lançadas durante o Evento ou gradualmente, ou antes, mesmo, através de canais governamentais dos países BRICS, especialmente a Índia, China ou Rússia. Estes países estão trabalhando intensamente em dissociar o sistema financeiro global do petrodólar e, assim, diminuir efetivamente o controle militar negativo/Chimera dos EUA, em tecnologias de energia livre:

http://www.theeventchronicle.com/finanace/russia-ends-dollareuro-currency-peg-moves-free-float/

http://rt.com/business/206447-frankfurt-first-yuan-clearing/

http://www.fromthetrenchesworldreport.com/canada-china-sign-currency-deal-aimed-at-boosting-trade/110804

Fontes Dragão estão sugerindo que, além das tecnologias Overunity, temporariamente mudemos nosso foco em outras tecnologias avançadas que não provoquem tantos problemas de personalidades. Algumas dessas tecnologias já foram liberadas:

http://sementesdasestrelas.blogspot.com.br/2013/11/portal-2012-novas-tecnologias-avancadas.html

Houve muito progresso no desenvolvimento de tecnologias de cura a laser. Além do sistema de cura laser da Esfera Mandala, o Escaneamento Mandala pode avaliar o estado de nossos corpos físicos e energéticos, enquanto a Luz Espacial Mandala é um sistema de biofeedback avançado que pode nos ensinar como alcançar estados mais elevados de consciência. Você pode ler mais sobre essas excitantes novas tecnologias aqui:

http://tachyonis.org/Laser.html

Houve também alguns avanços em tecnologias Pleiadiana Taquiônica.

Poderá ler sobre o Portal Estelar Pleiadiano aqui:

http://tachyonis.org/Stargate.html

E sobre outras tecnologias taquiônicas aqui:

http://tachyonis.org/Tachyon.html

http://tachyonis.org/Merkaba.html

A Vitória da Luz está próxima!




Fonte: Portal 2012
Em: Sementes das Estrelas

Por favor, respeitem todos os créditos
Arquivos em português:

 Atualização diária


 

O melhor e maior serviço: SER

Pelo Comando Ashtar 

Através de Mario Liani,

 Tradução: Sandra Ferris

 

Nestes dias de aceleração nos quais a compreensão do Universo e seus processos estão completamente distorcidos para a maioria dos seres que habitam a superfície do planeta, é necessário lembrar uma vez mais em que consiste o Serviço e quais são suas principais expressões e manifestações.


Quando se fala a um ser encarnado de SERVIÇO, imediatamente ele o relaciona a alguma forma de atuação. E quando, em nossas mensagens recebe a instrução de ampliar e melhorar o Serviço, automaticamente a personalidade do Ser intervém para planejar que mais pode fazer, em que terrenos podem atuar etc.


O ser, então, relaciona imediatamente (quer dizer, sua mente tridimensional) o Serviço com algum tipo de atuação e movimento também tridimensional. Assim, pois, muitos os reconhecerão pensando coisas como: Que tenho que fazer? Em que poderei ser útil realmente? Onde devo ir para intensificar o Serviço? etc...


Estas dúvidas, se acrescentam quando, além disso, escutais que o Serviço é AGORA; que AGORA é o momento de manifestar e intensificar a tarefa. Muito poucos se dão conta de que o Serviço, para que seja real, para que seja realmente útil e efetivo, precisa realizar-se a partir do SER e não do FAZER.


Não se trata, portanto, de FAZER mais e melhor, senão de SER mais e melhor.
Quando o Serviço nasce do Ser, está centrado em sua correta vibração e tudo se produz em harmonia com o Plano Universal.


Lembre-se que o ponto de contato que tens com a Verdade, com o Imutável, com o Pai, é vosso Ser Interno, que a Ele pertence e Nele És. A vosso Ser Interno devereis acudir e sentir, por seu intermédio, a Presença, o Amor e a Pureza que a partir dele se irradiam.


Assim, em verdade, estareis em sintonia com as novas energias cósmicas e podereis servir como ancoragem para que estas se fortaleçam e se desenvolvam no plano físico, onde deverão manifestar-se agora em toda a sua plenitude.


Assim, pois, nestes momentos, o melhor Serviço que pode realizar um irmão na Luz e no Amor é SER; porque SENDO está conectado com as energias sutis, que são as que há de receber o planeta e seus seres para as mudanças que se estão produzindo.


O planeta precisa mais do que tudo nestes momentos, das energias puras e cósmicas para poder alimentar os processos de transformação, crescimento e expansão que se estão produzindo nele.


A Terra terá de sutilizar-se e, para consegui-lo, precisa receber constantemente alimento cósmico. Não há nenhuma atuação material, por elevada ou amorosa que seja, que possa produzir uma mudança efetiva no planeta se não está conectada com as energias puras cósmicas, que são as que produzem as mudanças, as transformações, as sutilizações. Isto vale igualmente para os seres que a habitam.


O planeta já está dando seu passo evolutivo. Precisa, pois, constantemente, de energias puras para sustentá-lo. Precisa de energias vindas a partir de esferas superiores e precisa de energias de ancoragem dessas energias superiores.


Aqui é onde entram o Serviço dos irmãos encarnados. Cada um cumpre com seu Serviço, atuando como ponte entre os dois planos: entre o plano superior em que está e o plano ou nível em que se encontra, e que está tratando de superar, ou às vezes, já superado. Portanto, os seres em Serviço irradiam uma energia superior ao plano em que habitam, e isto não requer nenhuma ação externa.


Assim, pois, neste processo que é uma cadeia cósmica de energia quase infinita, podereis observar nos escalões próximos a vós, que os irmãos maiores que trabalhamos, sobretudo a partir dos planos sutis, servimos de ponte entre as energias cósmicas e vós, nossos irmãos encarnados. E vós sois a ponte entre as energias de nossos planos (5ª a 7ª dimensão) e o planeta que habitais (3ª dimensão).


Transmitimos-lhes energias de alta vibração e, portanto, de muita pureza, e vós as recebeis para que fiquem ancoradas e distribuídas no planeta.Vós vos transformais então, em portadores de energias cósmicas, e as irradiais ali onde são necessárias. Isto pode ocorrer sem que a personalidade o saiba. Porem, queremos explicar o processo para que tomeis consciência dele afim de realizá-lo com plenitude.


É importante que os irmãos em Serviço entendam que estão encarnados principalmente para trabalhar e servir na ancoragem e irradiação das energias sutis. Nós podemos enviar energias muito puras, mas estas, para tornarem-se úteis, precisam ser:


A. Catalisadas, transmutadas e adaptadas à menor freqüência vibratória do planeta.


B. Ancoradas, submetidas, protegidas e preservadas para, posteriormente, poderem ser irradiadas num nível vibratório de acordo com o planeta e seu momento evolutivo.


Assim se cumpre o tríplice propósito:


1. Permitir aos seres no planeta a oportunidade de dar um salto evolutivo com ele.


2. Respeitar as Leis de Afinidade vibratória


3. Contribuir, cada um a partir de seu nível e evolução, ao Plano Uno a que todos pertencemos.


Porque só em casos muito excepcionais é permitido aos Seres maiores o grande sacrifício, totalmente voluntário, de descender a níveis inferiores ou muito inferiores ao que lhes corresponde, para intervir nos processos evolutivos do planeta, das estrelas ou seres.


As vibrações têm um espectro e uma hierarquia de pureza vibratória que não se deve extrapolar para não quebrar a ordem cósmica e a harmonia imperante no Universo. Cada ser serve no espectro vibratório em que se encontra com as energias que lhe são afins.


Portanto, precisamos de vós, queridos irmãos, para ancorar e irradiar as energias cósmicas para o planeta e para vossos irmãos encarnados, incluídos os Reinos mineral, vegetal e animal.


Este é o propósito geral para todos os seres encarnados em Serviço.


Nosso propósito geral é enviar as energias, preservá-las, protegê-las e supervisionar o processo para que se cumpra como corresponde intervindo até onde nos é possível, segundo o discernimento consciente.


Assim, pois, nós somos pontes entre o infinito e vós. E vós, sois pontes entre nós e o planeta, sua etapa e seus seres. É belo, amoroso e perfeito. Não é verdade?


Cada um cumpre seu Serviço conforme seu nível, necessidade evolutiva e anseio superior. Vós podereis dizer que sentis que vosso Serviço consiste em escrever, falar, em curar ou em amar; porem essas são as formas, as manifestações, as expressões do verdadeiro e único Serviço que é SER.


Devereis ser, e a partir do Ser completo, centrado, equilibrado e sentireis múltiplas expressões de Serviço e de tarefa. Porem é importante ter claro que o importante, que é o essencial, é de onde nasce.


O Serviço nasce do Ser. SENDO, estais fazendo muito mais pelo planeta, por seus seres e por vós mesmos, que FAZENDO mil coisas, por muito úteis e boas que puderem parecer. Isto é assim porque estes processos são energéticos.


Se EU SOU, estou atraindo para mim, por afinidade, energias cósmicas superiores que, por sua vez, irradiarei e que não só me ajudarão, mas também ao planeta e seu processo. E isso é justo o que precisamos de vós.


Há muitos seres capazes de FAZER, mas muito poucos são capazes de SER.
Sabemos que a partir do intelecto, isto é impossível de entender.
Recorra, pois, a vosso interior e a partir dali intuíreis e sentireis que tudo isto é certo. Lembrareis que assim é e deve ser o processo: o mais interno possível.


Isso tudo, presumimos, não vai em detrimento de poder realizar Serviços na terceira dimensão, onde também são muito úteis e necessários, sempre que nasçam do Ser. Porque se nascem a partir do intelecto, nunca podereis estar seguros de que não sejam uma armadilha da personalidade.


Neste mundo em que vives em que tudo se baseia no externo e na ação, se esqueceu a importância do Ser e só se FAZ. Atua-se e, se atua sem trégua, sem rumo e sem propósito verdadeiro.


Isto é fugir sem motivo do que realmente teria que buscar conhecer e entender: o Ser verdadeiro, o ser Cósmico que somos e que todos devem reconhecer, lembrar, revelar e assumir. Só a partir desta perspectiva, os diferentes Raios começam a atuar com suas energias e as ações tomam um valor real. Somente a partir do Ser.


A personalidade não tem nada que dizer no Serviço, porque não o entende, porque precisa fazer e fazer para alimentar a soberba, o orgulho, a vaidade, o egoísmo, etc.


Portanto, não é importante se o Ser faz tridimensionalmente algo, já que o maior e mais elevado Serviço consiste em ser portador das energias puras cósmicas. Estas energias só se podem irradiar através do Ser, e nunca a partir da personalidade.


Há Serviços nos Raios que se expressam na terceira dimensão, como a escrita, a expressão oral, as artes, a cura, a ajuda amorosa, a compaixão e a ternura em muitos âmbitos. Porem é necessário tomar consciência que estas são expressões do verdadeiro Serviço, não são o Serviço em si, que é Ser.


Isto servirá pra consolar e aclarar a tantos e tantos irmãos que quiserem fazer algo tangível, ou fazer mais em seu Serviço e não podem por falta de tempo, de recursos, de oportunidade, etc.


Que não se sintam menores, porque o Serviço de Ser se realiza a todo o momento, não importando onde esteja o corpo físico e o que esteja fazendo; o ser interno pode estar em paz e harmonia transmutando energias, irradiando e ajudando grandemente o entorno.


Todas as pequenas coisas, as coisas diárias, os detalhes cotidianos, as situações e seres habituais em vosso entorno são sempre os ideais para que expresseis vosso Serviço.


As vezes, a personalidade busca grandes eventos, porem o ser interno sabe que as pequenas coisas são verdadeiramente importantes. Se cada um fizesse de seu entorno a expressão de seu Ser interno, o planeta seria totalmente diferente. Também não há de se esquecer que o Ser interno realiza Serviços em todos os planos aos que tem acesso. Assim, pois, estão se realizando também importantes trabalhos nos planos etéreos, mental e astral superior, que se produzem durante o sono ou sem que a personalidade os lembre.


Quando desaparece a obsessão por FAZER, o Ser se manifesta e o Serviço se cumpre. O Ser irradia as energias que recebe e desta maneira instala a Nova Terra, afirmando a nova vibração que prepara a mudança de ciclo que estais vivendo.


Não há serviço maior e menor que outro. Todo Serviço é igualmente útil, se é realizado a partir da verdadeira essência. Se expressa uma ação material ou não, é secundário.


Sua importância emana sempre da Fonte e, ao entrar em contato com a matéria, às vezes toma forma e outras vezes não é necessário.


Esta mensagem é enviada com grande Amor e ternura para todos aqueles irmãos que se sentem tristes ou impotentes quando observam, ou creem, que não estão fazendo nada.


A partir de agora, em vez de perguntar se estão fazendo algo, deverão observar-se internamente e perguntar-se: Estou sendo?


Se a resposta é positiva em anseio, em fé e em intenção consciente, então o Serviço estará sendo cumprido útil e corretamente.


Pode ser que este se realize em outros planos; pode ser que se realize no nível de energias e pode ser que mais adiante tome ação, porem o mais importante é que se estará cumprindo, em cada momento, o que corresponde.


Recebeis irmãos, nosso Amor,


Agradecimento e Harmonia.


Comando Ashtar



Fonte: Maga-da-Luz
(textos enviados por Trabalhadores de Luz)
Tradução e revisão: Sandra Ferris
Colaboração: Mauro e Manoel Egídio


Por favor, respeitem todos os créditos
Arquivos em português:

 Atualização diária


 

A Ajuda de nossos Irmãos de Luz

A Ajuda de nossos Irmãos de Luz

Posted by on 30/11/2014

 

O Comando Ashtar é uma divisão aeroespacial de Grandes Irmãos e Irmãs de Luz, sob a direção administrativa do Comandante Ashtar Sheran e sob orientação espiritual do Senhor Sananda, conhecido na Terra como Jesus (Emanuel, Imanuel)(1), o Cristo, nosso comandante-em-chefe.

Composto por milhões de espaçonaves e pessoas de muitas civilizações planetárias (Federação) diferentes estamos aqui para assistir a Terra e a humanidade no corrente círculo de limpeza planetária e o seu realinhamento polar. Servimos como parteiros no renascimento da humanidade da densidade física para os corpos etéreos de luz, capazes de ascender à quarta dimensão, juntamente com a Terra.



Thoth3126@gmail.com

A ASSISTÊNCIA DOS NOSSOS IRMÃOS DA LUZ
01. Somos os anfitriões do Paraíso, servindo o Cristo, o Mais Radiante, em sua missão de amor. Trabalhamos em coordenação com as legiões de Miguel. Uriel, Joziel, Gabriel e 70 irmãos de luz que administram o Plano Divino (A Hierarquia Celeste). Servimos para monitorar e estabilizar a grade planetária e atuamos como protetores deste setor do universo. Diferentes frotas do Comando se especializaram na educação espiritual, ascensão, investigação científica, comunicação, monitoramento planetário, bem-estar de nosso pessoal em terra, leis e regulamentos universais e intergalácticos, observação das espécies, educação, recolocação, mídia e expressão artística, curas, horticultura, zoologia e muitas outras áreas de pesquisa.


02. O maior foco no momento é a ativação do Messias COLETIVO, os 144.000 mestres ascendidos (denominados de Águias no Comando), que formam a Legião de Voluntários Especiais. Há emissários celestes de Cristo, através de Conselhos de Luz. A ciência deles é crucial à transição do planeta. Portanto, nós e nossos representantes baseados na Terra estamos aqui para facilitar o despertar das Águias e outros Servidores da Luz. Nossa missão é submissa às ordens do Senhor Sananda (Jesus/Emmanuel Cristo) e funciona através dos Elohim, o Conselho de Órion, a Hierarquia do Sol Central e a Ordem de Melchizedeck.

03. Sabemos que Deus, a fonte de tudo, é onipresente, força eterna de vida, universalmente conhecida por muitos nomes e formas.

04. Afirmamos que há um só Filho de Deus gerado como puro e incondicional amor, estendido a toda a criação. O Senhor Deus do reino altamente positivo de espírito criado e expandido somente no amor. Este Filho de Deus existe como um Ser de consciência divina ou cristandade exemplificada pela encarnação como Jesus, Sananda, Maitreya, Krishna e outros. Estes e todos os verdadeiros professores ou Avatares representam uma sabedoria de amor multidimensional coletiva, focalizada e estendida através do comando Crístico.
Este comando, tanto quanto outros divinos tronos da administração celestial estão assentados na Trindade. O atual Cristo planetário é chamado de Senhor Maitreya. Esta energia Crística é tida também como Senhor Kuthumi. O Cristo também se manifesta como uma alma individual (de um homem) corporificada dentro da humanidade, com o potencial de expressar sua perfeita filiação ou cristandade. O Messias coletivo consiste nos 144.000 mestres ascendidos que acompanham o Cristo ou apontam o Messias na missão de amor. Isto constitui a verdadeira Igreja ou o corpo de Cristo.
Este corpo divino não é limitado em 144.000, mas requer um número mínimo para fermentar e permitir aumentar o pão da humanidade (ascensão) ou provocar a mudança de dentro da própria humanidade para um novo paradigma humano e planetário. A porta da graça está aberta a alguém que dá um passo adiante e escolhe a consciência filial. (O termo Pai, Filho e espécie humana referem-se não ao gênero, mas à função diretiva/executiva espiritual ou espírito – Purusha (masculina). A criação material – Prakrithi (feminina), refere-se à função receptiva espiritual, conhecida por termos como filha, mãe, deusa, Shakti, etc, através da qual o espírito nasceu na forma de filho/filha de Deus, alma. Como parece haver muita controvérsia a respeito destas questões, temos desejado trazer alguma luz ou conhecimento. Nós, do Comando Ashtar, simplesmente nos referimos ao Cristo como o Mais Radiante ou o Amado).


05. Ensinamos que na verdade, você nunca deixou o coração de Deus. Como raios da fonte divina, temos a divina função de estender o amor de Deus através do cosmos. (A crença na separação da fonte, a ela nos referimos como pai de todas as mentiras e a causa de todo o medo e negatividade, ou ignorância, expressada como egoísmo ou falsidade.) Nós praticamos uma única “religião” que é de incondicional amor.

Esforçamos-nos mesmo em inspirar a fé e a confiança na Única Fonte da Vida e nos seus divinos propósitos e planos. Nossa mensagem é sempre positiva na esperança e na afirmação. Nós encorajamos os trabalhadores de Deus ao longo de seu caminho, para que não comecem uma nova religião. Pedimos para não sermos objeto de divisão, idolatria ou adoração, mas sermos respeitados e vistos como irmãos e irmãs mais velhos na vivência de um só Deus.

06. Somos embaixadores universais da paz, pacificadores e mantenedores da paz. Nossas espaçonaves não têm qualquer mecanismo de defesa. Nosso mandado de prisão se completa em pensamentos inofensivos, palavras e servem como ações para nossa proteção. Encorajamos a unidade, a harmonia e a coexistência pacífica de tudo.

o7. Os termos “Comando” e “Comandantes” referem-se à nossa própria obrigação de eleger e sermos o comandante de nós mesmos, responsável por nossas posições de confiança e governo sob o comando de Deus (de forma alguma estes termos implicam numa atitude militar). Um verdadeiro comandante caminha em espírito de humildade e serviço em pureza e harmonia com as orientações divinas.

o8. Nós insistimos dentro da Confederação Intergaláctica, numa política de não-interferência e liberdade. Enquanto podemos ponderar as conseqüências de algumas de suas ações escolhidas, nós os permitimos viver, expressar e governar suas vidas e o planeta como desejarem. A única exceção poderá estar se a escolha de vocês colocar em risco a sobrevivência de seu próprio planeta e as populações nele existentes num todo, ou repercutir/reverberar no restante do sistema solar. Estamos, no entanto, sempre procurando corresponder às suas necessidade de assistência. Estamos entusiasmados em poder nos juntarmos a vocês numa consciência de interação e empenho co-criativo nesse final de ciclo.

09. Respeitamos toda a vida e todas as pessoas como natureza divina. Reconhecemos todos como uma só raça, uma só humanidade — o homem universal. (Homem, manifestação de Deus, também Manas, mente divina, que “pode conhecer” a sua própria divindade). Celebramos a grande diversidade dentro da criação e respeitamos todas as raças, cores, credos, formas de governo; e respeitamos o direito individual de liberdade de expressão e direitos humanos. Amamos vocês incondicionalmente; e asseguramos uma missão da Terra e da humanidade como um crescimento da vida ascendente, total e alegremente radiante em abundância e liberdade.

10. Somos guardiães pastoreando as ações na Terra. ASH significa pastor, um ancião Melchizedeck. Ashtar é um nome código para quem inspeciona como comandante da Frota do Grande e Radiante Sananda (Cristo). Athena é uma energia contrapartida feminina de Ashtar e é o aspecto freqüentemente enviado adiante dentro do objetivo formal de servir para divisão da sabedoria através do ensinamento. Então, Ashtar e Athena podem agir separadamente ou os dois raios combinados em uma forma, sob o código de Ashtar-Athena. Eles podem agir como uma vasta consciência ou família estelar. O nome freqüentemente pode ser semelhante como Ashtar Sheran.

É um nome código que se refere a um integrante da ordem de Melchisedek que vem a este setor universal para assistir na ressurreição e ascensão de um mundo planetário de um nível não evoluído código 666 (de cima para baixo), dentro de uma eterna vida ressuscitada, ou 999 (de baixo para cima), como era um mundo planetário de volta a três vidas eternas. Isto especificamente se refere a um trabalho com energia de salvação, a restauração do mundo ao Plano Divino, através do padrão crístico. A descendência de AN ou ON aparece no início e no fim dos maiores ciclos como professores da lei universal da Unidade. Nós não temos nomes como vocês o entendem. Temos códigos designativos que representam nossas divinas funções.


11. Nossa função como unidade divina se propõe unir pela unidade de intenção e total harmonia. O status que qualquer um de nós poderá assegurar é resultado da pureza espiritual e integração. O mesmo é também verdadeiro para você. Quando alguém está em alinhamento de purificação com a Fonte, ele se torna um canal ou um conduto para o fluxo do altíssimo poder divino. Quando alguém está se obstruindo com as ruínas do egoísmo, o divino fluxo procurará um conduto claro. Nem nós, ou nossos representantes baseados na Terra, estamos autorizados a promover ou rebaixar qualquer um. Cada um é contabilizado somente pelo Senhor Deus.

Então, você e nós dividimos uma tarefa comum: transcender do menor de si e manter a claridade espiritual; e sempre focalizar, sem egoísmo, o serviço do amor. Todos nós viemos divinamente dotados com tudo que é verdadeiramente necessário para ascendermos ao mesmo estado de glória; um espírito eterno divino, um coração, uma liberdade de escolha. Por esta razão nós não encorajamos a dependência sobre manifestações seja material ou espiritual. Para ascender, você necessita apenas de um coração puro, cheio de amor de Deus; e dividi-lo com seu próximo.

12. Nosso maior ensinamento e mensagem é espiritual, focada sobre o reconhecimento, realização e incorporação de sua divindade filial. É uma tarefa individual de infusão espiritual. Para a humanidade terrestre, isso significa a integração das energias da alma e dos estados físicos emocional e mental do corpo e transcender a terceira dimensão para chegar até a quinta dimensão, ou ao estado da perfeita natureza humana. Isto é completado por um treinamento gradual de vibração unipessoal num altíssimo nível de pureza e luz. Nós continuamos, em maneira similar, evoluindo no nível cósmico. O processo está em andamento.

13. Os níveis administrativos do Comando Ashtar funcionam numa dimensão divina e cósmica e pode ser entendido como uma natureza celestial ou angélica. Neste nível, funcionamos como um Conselho de Luz, de propósitos coletivos divinos e sagrado empenho. Funcionamos como puro amor e luz, existindo no que vocês chamam de corpos ascendentes, etéricos e imortais corpos de luz. Sendo multidimensionais, nós podemos aumentar ou reduzir nossas vibrações de qualquer plano dimensional na ordem e plano em que seja necessário manifestar os nossos serviços.

14. O Comando Ashtar, também conhecido como Comando Galáctico e Frota Interestelar, é composto por pessoal representativo de muitas dimensões, muitas civilizações diferentes e de vários pontos de origem cósmica. Temos milhares de membros baseados ou nascidos na Terra, que atuam como voluntários para assistir a ascensão planetária. Temos comandantes e membros incorporados fisicamente no planeta de comandos que freqüentemente funcionam em níveis supernaturais. Nossas maiores características unem serenidade, serviço, resplendor e acima de tudo o mais, muita boa vontade e amor. (Há muitas outras civilizações extraterrestres visitando e observando a Terra durante a sua transformação e ascensão. Alguns são curiosos observadores, alguns são cientistas genéticos coletando dados, alguns observadores científicos e ainda há outros de vários graus de desenvolvimento não ascendidos).

Alguns trazem energias temerosas, pressentimentos ruins, depressivos, provocam medo, não são alinhados com o Comando Ashtar. Nossa energia é único amor. Não participamos de operações de abduções, implantes, manipulação, intimidação ou qualquer tipo de controle mental. Não somos cartomantes, nem mesmo desejamos dizer a vocês o que deveriam ou poderiam fazer. Podemos ponderar sobre áreas onde seu serviço poderia ser útil, se você assim escolher. Sempre e para sempre nós honramos seu livre desejo, arbítrio e direito de escolha de viver sua própria vida, de sua própria maneira. Igualmente, não faremos nenhum julgamento de suas ações. Isto é entre vocês e Deus.

15. Confie primeiro em você mesmo (sua orientação interior) e voce estará interagindo conosco. Confie no seu próprio conhecimento intuitivo interior para nos comunicarmos através da transmissão de pensamentos ou impressões telepáticas. Nossas transmissões podem soar como tons de uma campainha, ou código morse em seus ouvidos, ou como seus próprios pensamentos. (Entretanto, nosso conselho é como uma afirmação divina positiva de amor). Também nos comunicamos através de uma linguagem de luz, que pode se assemelhar a pictogramas em sua mente, os quais você interpretará e se expressará com suas próprias palavras e concepções.

Também podemos colocar você dentro de um raio de transmissão, assim as mensagens são transmitidas de nossa naves ou mentes para sua máquina de escrever, computador ou lápis e papel! Nós transmitiremos nossas mensagens a você se apresentá-las a si mesmo com um coração puro e desejo de se sentir como um transmissor/um veículo delas.

16. Nós e nossas naves estamos invisíveis para a sua realidade, a não ser que você aumente a sua freqüência para combiná-la com o nosso nível (e até para visitá-las) e vice-versa. Aumentando ou reduzindo nossas vibrações, podemos aparecer ou desaparecer. Você poderá somente ver ou ouvir através de um nível dimensional que combine com as nossas freqüências nas diversas bandas multidimensionais. Você descobrirá muitas formas de vida que dividem o Cosmos com você. Também aprenderá como nos desmaterializamos, materializamos e criamos em sua mente qualquer coisa que seja necessário. Não estamos limitados pelo seu tempo, espaço, distância ou tamanho. Então podemos aparecer como uma pequena faísca, uma bolha iluminada, uma forma larga como uma nave espacial ou do tamanho de uma nave-mãe.



Cloudship, uma imensa nave de Luz Merkabah camuflada sobre o Monte Shasta, na Califórnia
Nossas espaçonaves são chamadas de Merkabah, veículos de luz de grande beleza, moldados em nossa harmonia e amor para servirmos em nossas missões em uma só intenção. Elas são tão reais ao nosso nível, como o seu meio ambiente é para vocês. Algumas vezes, nossas naves parcialmente se materializam de forma lenticular ou como formação de nuvem (sobre grandes montanhas) ou arco-íris.

Também podemos nos materializar na terceira dimensão da Terra, ou na quarta dimensão. Podemos também aparecer como o brilho de uma estrela, piscando na cor vermelha, branco e verde ou aparecer como os discos voadores que já lhe são familiares. Nossas naves são sempre radiantes e belas, envolvidas numa aura de segurança e amizade.
17. Nós lhe enviamos mensagens de amor e sabedoria. Elas serão enviadas e aumentarão até que todos em seu planeta se conscientizem que não estão sozinhos, que são amados e são parte de um plano maravilhoso e belo que vocês não poderiam nem mesmo sequer imaginar. Estamos tentando nesta transmissão mostrar-lhes um pouco de nossas intenções desde o nosso coração. Por favor, recebam nosso amor, que oferecemos espontaneamente a cada um de vocês deste maravilhoso planeta. Em suma, vocês poderão nos reconhecer como uma força Crística numa missão de amor e paz. Somos arautos de boas notícias do amor incondicional de Deus para toda a sua criação e da entrada de seu mundo numa era de paz e prosperidade para todos.

Com nossas bênçãos, somos o Comando Ashtar.


Por favor, respeitem todos os créditos
Arquivos em português:

 Atualização diária


 

20 PENSAMENTOS QUE PODEM MUDAR A SUA VIDA

Por Eckhart Tolle 


“As pessoas não percebemque agora é tudo o que é, não existe passado ou futuro exceto como uma memóriaou antecipação em nossas mentes” - 

Eckhart Tolle

1) O momento presente éa coisa mais preciosa que existe

As pessoas não percebemque agora é tudo o que é, não existe passado ou futuro exceto como uma memóriaou antecipação em nossas mentes.

O passado te dá umaidentidade e o futuro mantém a promessa de salvação ou de preenchimento naforma que for. Em ambos os casos o que temos é ilusório.

O tempo não é preciosode maneira alguma, porque é uma ilusão. O que você percebe como precioso não éo tempo mas o único ponto que está além do tempo: agora. Isto é de fatoprecioso. Quanto mais você estiver focado no tempo — passado ou futuro — maisvocê vai perder o agora, a coisa mais preciosa que existe.

Não deixe um mundodoente dizer pra você ter sucesso em outra coisa que esteja além do momentopresente.

A maioria das pessoasnunca está presente completamente no agora, porque inconscientemente as pessoasacreditam que o próximo momento deve ser mais importante do que este. Mas assimvocê perde a vida inteira, que nunca é não-agora.

Assim que você começar ahonrar o momento presente, toda a infelicidade e luta se dissolve e a vidacomeça a fluir com contentamento e facilidade. Quando você age a partir daconsciência do momento presente, o que quer que você faça fica imbuído com umsentimento de qualidade, cuidado e amor — mesmo a mais simples ação.

2) Aonde você estiver,esteja totalmente presente

Aonde você estiver,esteja totalmente presente. Se você acredita que o aqui e o agora sãointoleráveis e te trazem infelicidade, você tem três opções: retirar-se dasituação, mudar a situação ou aceitá-la totalmente. Se você quer serresponsável por sua vida, você deve escolher uma dessas três opções, você deveescolher agora. Então aceite as consequências.

3) Sempre diga sim parao momento presente

A aceitação pode parecerum estado passivo, mas na realidade ela traz algo inteiramente novo para estemundo. Esta paz, esta vivência, é consciência.

Aceite — depois aja. Oque quer este momento presente contenha, aceite como se você tivesse escolhido.Sempre trabalhe com o momento e não contra o momento.

Sempre diga sim para omomento presente. O que pode ser mais fútil, mais insano do que criar uma resistênciainterna ao que já é? O que poderia ser mais insensato do que se opor à vida elamesma, que é agora e sempre agora? Se renda. Diga sim para vida — e veja como avida instantaneamente começa trabalhar para você ao invés de contra você.

4) Não leve a vida tão asério

A vida não é tão sériacomo sua mente pode te fazer acreditar.

5) Quanto mais você seligar às coisas de uma maneira negativa, mais obcecada com as coisas negativassua mente vai se tornar

As pessoas tendem afocar mais nas coisas negativas do que nas coisas positivas. Então a sua mente setorna algo obcecado com as coisas negativas, com preconceitos. Culpa e ansiedade sãoproduzidas por pensamentos a respeito do futuro e por aí vai.

6) Quando você reclama,você se coloca no papel de vítima

Reclamar é sempre umanão-aceitação do que é. Inevitavelmente carrega uma carga inconscientenegativa. Quando você reclama, vocês se transforma em uma vítima. Quando vocêfala alto, você está no poder. Então mude a situação e tome alguma atitude, oudeixe a situação ou aceite-a. Tudo mais é provavelmente uma loucura.

7) Existe uma linha finaentre honrar o passado e se perder nele

Existe uma linha finaentre honrar o passado e se perder nele. Por exemplo, você pode seconscientizar e aprender a partir dos erros que você cometeu, então se mover emudar o foco para agora. Isso é chamado de se perdoar.

Deixar ir requer força emuita coragem. Muitas vezes deixar as coisas ir é um tipo maior de grandeza doque se defender ou agarrar-se à situação.

8) Você é um ser humanonão um ser-fazendo

Na pressa do nosso dia adia, todos nós pensamos demais, desejamos demais, buscamos demais e esquecemosde apenas apreciar o ser.

9) Pare de se definir edefinir os outros

Se definir através dopensamento é limitar você mesmo.

Pare de se definir —para você mesmo ou para os outros. Você não vai morrer. Você vai se abrir àvida. E não se preocupe com que os outros possam definir você. Quando eles sedefinem, eles estão limitando a si mesmos, então é problema deles.

Sempre que vocêinteragir com outras pessoas, não esteja lá primeiramente como uma função ou umpapel, mas dentro da consciência da presença do momento presente. Você semprepode perder alguma coisa que você tem, mas não pode perder alguma coisa quevocê é.

Uma vez que você estejaidentificado com alguma forma de negatividade, você talvez não queira deixar deir (as coisas negativas) em um nível inconsciente profundo, você não quer umamudança positiva. Isto poderia ameaçar a sua identidade como uma pessoadeprimida, uma pessoa com raiva ou difícil de lidar. Você então vai ignorar,negar ou sabotar os aspectos positivos de sua vida. Este é um fenômeno comum. Étambém algo semelhante a uma loucura.

10) Aonde houververdadeiro amor, não há ego

Um relacionamentogenuíno é aquele que não é dominado pelo ego com a sua busca incessante decriar uma imagem e uma definição dos outros. Em um relacionamento genuíno,existe o estado de abertura, de atenção alerta para a outra pessoa na qual nãoexiste nenhuma busca realmente.

11) O que você lutarcontra, vai aumentar e o que você resistir, vai persistir

Oferecer não-resistênciaà vida é estar em um estado de graça, de facilidade e de brilho. Esse estado então énão-mais-dependente das coisas ficarem de um certo jeito, bem ou mal.

Pode parecer paradoxal,mas no momento em que sua dependência da forma vai embora, a condição geral dasua vida, as formas externas, tendem a melhorar enormemente. As coisas, aspessoas, as condições que você pensava que precisava para sua felicidade agorachegam até você sem luta ou esforço da sua parte, e vocês está livre paraapreciar — enquanto durarem.

Todas essas coisas, éclaro, vão passar, ciclos vão começar e terminar, mas sua não-dependênciatratará de não trazer mais medo ou perda. A vida flui com facilidade.

12) O que quer que vocêlute contra nos outros, você vai fortalecer em você

Qual quer coisa que vocêrecente luta fortemente contra em um outro encontra-se também em você.

13) Poder sobre osoutros é fraqueza disfarçada como força

Poder sobre os outrosfraqueza disfarçada como força.
O verdadeiro poder estádentro, está disponível pra você agora.

14) Todo e qualquervício começa com dor e termina com dor

Qualquer vício começa apartir de uma recusa inconsciente para enfrentar e lidar com sua própria dor.Todo e qualquer vício começa com dor e termina com dor. Qualquer que seja asubstância que você é viciado em — álcool, comida, drogas legais e ilegais, ouuma pessoa – você está usando algo ou alguém para encobrir a sua dor.

15) Busque viverautenticamente

Interações humanasautênticas se tornam impossíveis quando você perde a si mesmo em um papel. Viver para manter umaimagem que você tem de você mesmo ou uma imagem que os outros tem de você éviver uma vida inautêntica.

16) Desejar é a antíteseda felicidade

Não deseje a felicidade. Se você desejá-la, vocênão vai encontrar, porque desejar é a antítese da felicidade.

Existe uma diferençaentre a felicidade e a paz interior? Sim.

A felicidade depende dascondições que são percebidas como positivas; e a paz interior não dependedessas condições.

17) A mente é uminstrumento incrível se usado corretamente

A mente é um instrumentoincrível se usado corretamente. Se usada incorretamente,entretanto, se torna muito destrutiva.

Para dizer de umamaneira mais clara, não é muito como se você usasse a sua mente erroneamente—você geralmente não a usa de maneira alguma. Ela que te usa. Esta é a doença.Você acredita que você é sua mente. Esta é a ilusão. O instrumento tomou contade você.

18) A preocupação é umaperda de tempo.

A preocupação parecenecessária mas não serve a propósito algum.

19) Você é mais do que asua mente

Em nível profundo vocêjá está completo. Quando você percebeisto, existe uma energia prazerosa por trás de tudo que você fizer.

Estar identificado comsua mente é estar preso no tempo: a compulsão de viver quase exclusivamenteatravés da memória e da antecipação.

Conhecer a si mesmo comoser por baixo do pensador, a calma por baixo do barulho mental, o amor e oprazer por baixo da dor, é liberdade.

Tédio, raiva, tristeza,medo não são estados seus, não são pessoais.
Eles são condições damente humana. Eles vêm e vão. Nada do que vem e vai é seu.

20) A libertação doanimal racional

O começo da liberdade éa percepção de que você não é “o pensador”. O momento em que você começa aobservar o pensador, um nível mais elevado de consciência se torna ativo. Vocêentão começa a perceber que existe um vasto campo de inteligência além dopensamento, que o pensamento é apenas um pequeno aspecto da sua inteligência.

Você também começa aperceber que todas as coisas que realmente importam — beleza, amor, fertilidade,contentamento, paz interior — aparecem além da mente. Você começa a acordar. 


Autor: Eckhart Tolle 


Por favor, respeitem todos os créditos
Arquivos em português:

 Atualização diária


 

A Revelação Templária – 02B – No Mundo Secreto.

Capítulo 2B 

No MUNDO SECRETO.

Posted by on 30/11/2014

 



ACYGPH Leonardo da Vinci, 15.4.1452 - 2.5.1519, Italian painter and sculptor, engraving after self portrait, 19th century, later colourHá razões, no entanto, para tirar partido de paradoxos – mesmo dos absurdos gritantes. Temos tendência a lembrar o absurdo, e, mais, as incongruências, que são deliberadamente apresentadas como fatos escrupulosamente muito bem argumentados e têm um efeito estranhamente poderoso sobre a nossa mente inconsciente. Afinal, é esta parte de nós que cria os sonhos que funcionam com o seu tipo próprio de paradoxo e de não-lógica. E é a mente inconsciente que é o motivador, o criador que, uma vez «em movimento», continuará a trabalhar, mesmo sobre a mensagem mais subliminar, durante anos. extraindo o último pedaço de significado simbólico de uma pequena migalha de aparente engodo.

Edição e imagens: Thoth3126@gmail.com

Capítulo 02 B- NO MUNDO SECRETO – Livro “The TEMPLAR REVELATION – Secret Guardians of the True Identity of Christ” de Lynn Picknett e Clive Prince.

http://www.picknettprince.com/

CAPÍTULO II B- NO MUNDO SECRETO (continuação)

Os céticos, que se orgulham, em geral, do seu discernimento material, são, por vezes, de fato, estranhamente ingênuos – porque eles vêem todas as coisas como sendo completamente brancas ou pretas, verdadeiras ou falsas, que é exatamente o modo como certos grupos querem que eles as vejam e aceitem. (n.t. e muitos, a maioria aceita como realidade aquilo que o paradigma DIZ QUE É REALIDADE). Por exemplo, qual é o melhor meio de atrair a atenção, por um lado, mas afastar os intrusos indesejados ou os curiosos fortuitos, por outro lado, do que apresentar ao público informação, aparentemente, intrigante mas também virtualmente absurda?

E como se a própria aproximação aos verdadeiros objetivos do Priorado constituísse, de fato, uma iniciação: se eles não nos são destinados, a cortina de fumaça impedir-nos-á efetivamente de fazer uma investigação mais profunda. Mas se, de algum modo, nos estiverem destinados, em breve receberemos esse material extra ou descobriremos por nós próprios, de uma maneira suspeitosamente sincrônica, esse conhecimento extra da organização que, subitamente, fará com que tudo se encaixe no seu lugar.



Na nossa opinião, é um grande erro ignorar os Arquivos Secretos apenas porque a sua mensagem explícita é manifestamente implausível. O simples volume do trabalho que implicam argumenta em favor de terem alguma coisa a oferecer. Manifestamente, muitos obsessivos desequilibrados gastaram todo o seu tempo num trabalho vasto e (aparentemente) inútil e o total homem/horas implicado nele, por si mesmo, não torna os resultados mais dignos da nossa admiração ou respeito. Mas aqui estamos lidando com um grupo que está claramente preparando um plano intrincado e, considerado em conjunto com todas as outras indicações e pistas disponíveis (que, a seu devido tempo, se tornarão evidentes), é claro que alguma coisa se passa, algo esta acontecendo. Ou eles estão tentando dizer-nos alguma coisa ou estão tentando esconder alguma coisa – enquanto continuam a dar a entender a importância do seu significado.

Assim, como devemos interpretar as reivindicações históricas do Priorado de Sião? Remonta realmente ao século XI e as suas fileiras incluíram, de fato, todos os nomes ilustres revelados nos arquivos secretos? Em primeiro lugar, pode dizer-se que há sempre um problema na comprovação da existência, atual ou histórica, de uma sociedade secreta. Afinal, quanto mais secreta ela tenha conseguido manter-se mais difícil é de comprovar a sua existência. Contudo, onde se possa provar terem existido repetidos interesses, temas e objetivos, entre os que se supõe terem pertencido a este grupo, ao longo dos anos, é seguro e mesmo sensato admitir que este grupo possa, de fato, ter existido.

Por inverosímil que possa parecer a relação dos grão-mestres do Priorado (indicada nos arquivos secretos), a investigação de Baigent, Leigh e Lincoln provou que esta não é uma lista feita ao acaso. Na verdade, existem ligações convincentes entre os sucessivos grão-mestres. Além de se conhecerem uns aos outros – e, em muitos casos, terem relações de parentesco -, estes luminares partilhavam certos interesses e preocupações. Sabe-se que muitos deles estavam associados a movimentos esotéricos e a outras “sociedades secretas”, como os (não tão secretos…) maçônicos, os rosacrucianos e a Companhia do Santo-Sacramento, e todos eles partilhavam alguns objetivos comuns. Por exemplo, há um tema, caracteristicamente hermético e ocultista, que percorre toda a literatura conhecida destas sociedades – um sentimento de verdadeiro entusiasmo pela perspectiva de o homem se tornar quase divino, no incessante alargamento dos limites do seu conhecimento que lhe proporcionará a EVOLUÇÃO.

Além disso, a nossa investigação independente, que foi apresentada no nosso último livro, confirmou que estes indivíduos e famílias, alegadamente implicados no caso do Priorado, ao longo dos séculos, foram também os mesmos inspiradores que apoiaram o que podia ser designado como a Grande Mistificação do Santo Sudário.

Como já vimos, tanto Leonardo como Cocteau empregaram simbolismo heterodoxo nas suas pinturas, supostamente católicas. Separadas por quinhentos anos, as suas imagens revelam considerável consistência – e, na verdade, outros escritores e artistas, que também estavam ligados ao Priorado, também introduziram estes motivos nas suas produções. Em si, isto sugere insistentemente que eles, de fato, faziam parte de um gênero de movimento secreto organizado que já estava bem implantado mesmo na época de Leonardo. Como ambos, ele e Cocteau, têm sido apontados como seus grão-mestres, e se considerarmos as suas preocupações comuns, parece razoável concluir que eles foram realmente membros da alta hierarquia de algum grupo, no mínimo, muito semelhante ao Priorado de Sião.


Quando alguém quer acreditar em algo, é impossível convencê-lo da verdade…

O conjunto de argumentos reunidos por Baigent, Leigh e Lincoln, em The Holy Blood and The Holy Grail, em defesa da existência histórica do Priorado, é irrefutável. E mais provas – que foram reunidas por outros investigadores – foram publicadas na edição revista e atualizada de 1996 do livro destes três autores. (Este livro é uma leitura essencial para quem se interesse por este tipo de mistério).

Todos estes argumentos mostram que havia uma sociedade secreta que atuava desde o século XII – mas é o atual e moderno Priorado de Sião o seu verdadeiro descendente? Apesar de os dois grupos poderem não estar necessariamente ligados. como se alega, certamente, o moderno Priorado tem conhecimento interno da sociedade histórica. Afinal, foi apenas por intermédio dos atuais membros que, pela primeira vez, ouvimos falar do passado do Priorado.

Mas mesmo o acesso aos arquivos do velho Priorado não implica necessariamente uma genuína continuação. Numa conversa recente com o artista francês Alain Féral – que, como protegido de Cocteau, trabalhou com ele e o conhecia muito bem -, ele afirmou-nos peremptoriamente que o seu mentor não fora grão-mestre do Priorado de Sião. Pelo menos, assegurou-nos Féral, Cocteau não estivera implicado na mesma organização que, há muito, reclamava Pierre Plantard de Saint-Claire como seu grão-mestre. Contudo, Féral levou a cabo a sua própria investigação de certos aspectos da história do Priorado de Sião, especialmente os aspectos relativos à aldeia de Rennes-le-Château, no Languedoc, e, na sua opinião, os que figuram nos Arquivos Secretos como grão-mestres, até, e incluindo, Cocteau, estavam ligados por uma genuína tradição secreta.

Nesta fase da nossa pesquisa, decidimos ignorar as supostas ambições políticas do moderno Priorado e concentrarmo-nos nos seus aspectos históricos, que podiam, evidentemente, lançar alguma luz sobre as primeiras. Os arquivos secretos – à parte a sua mitomania merovíngia – dão grande ênfase ao Santo Graal, à tribo de Benjamim e à personagem do novo Testamento, Maria Madalena. Por exemplo, em Le serpent rouge surge esta declaração:

“Daquela que desejo libertar, chegam até mim os aromas do perfume que impregna o sepulcro. Antigamente alguns invocavam-na, ÍSIS, rainha das fontes benéficas. VINDE A MIM TODOS OS QUE SOFREM E ESTÃO OPRIMIDOS E EU VOS CONFORTAREI“. Outros: MADALENA, do famoso vaso de unguento balsâmico. Os iniciados sabem o seu verdadeiro nome: NOTRE DAME DES CROSS.

Esta curta passagem é confusa, não apenas porque a última frase – Notre Dame des Cross – não faz qualquer sentido (a não ser que «Cross» seja um nome de família e, nesse caso, ela tornar-se-ia apenas um pouco mais inteligível). «Des» é a forma plural de «de», mas cross nem existe em francês e está no singular, em inglês. Há também a confusão peculiar (n.t. para os neófitos) de ÍSIS com Maria Madalena – afinal, uma era uma deusa e a outra «uma mulher perdida» e são figuras de culturas diferentes, sem qualquer ligação aparente.

Podíamos pensar, evidentemente, que há um problema imediato em ligar temas, aparentemente tão diferentes, como Madalena, o Santo Graal e a tribo de Benjamim – para não falar de ÍSIS, a deusa-mãe egípcia – com o da descendência merovíngia. Os Arquivos Secretos explicam que os francos sicambros, a tribo da qual descendiam os merovíngios, eram de origem hebraica, eram descendentes da tribo perdida de Benjamim, que emigrou para a Grécia e, depois, para a Alemanha, onde se transformou nos sicambros.


ÍSIS, segurando o ANHK (CROSS Ansata), o símbolo da vida, ATRÁS DO TRONO de Osíris, ELA é a FONTE do poder de quem se assenta no trono… CUJA BASE ESTA MANTIDA PELO ANHK…

Contudo, os autores de The Holy Blood and The Holy Grail complicaram ainda mais o cenário. Segundo eles, a importância da geração merovíngia não era apenas um sonho fantástico de um pequeno grupo de realistas excêntricos. As suas pretensões transpuseram toda a questão para uma esfera muito diferente – a esfera que prendeu a imaginação de milhares de leitores entusiásticos do livro. Eles alegaram que Jesus fora casado com Maria Madalena e que havia descendência dessa união. Jesus (o Cristo) sobreviveu à cruz, mas a sua mulher partiu sem ele, quando levou os filhos para uma colônia judaica, fundada no que é o atual (e antigamente) Sul da França. Foram os seus descendentes que se tornaram a família reinante dos sicambros, fundando, assim, a dinastia real merovíngia.

Esta hipótese pode parecer explicar os principais temas do Priorado, mas levanta as suas próprias interrogações. Como vimos, é impossível que qualquer linhagem sobreviva na forma «pura» necessária para apoiar semelhante campanha, independentemente de quem os sicambros descendiam.

É inegável que há bons argumentos a favor de Jesus ter sido casado com Maria Madalena – ou, pelo menos, de algum tipo de relação íntima com ela – que, mais tarde, discutiremos em pormenor, e mesmo de ele ter sobrevivido à Crucificação. De fato, apesar da crença popular em contrário, nenhuma destas alegações depende da obra de Baigent, Leigh e de Lincoln, tendo sido minuciosamente discutidas por vários acadêmicos, muitos anos antes da publicação de The Holy Blood and The Holy Grail.

Há, contudo, um grande problema nas hipóteses que sustentam os seus argumentos – um problema de que eles estão manifestamente conscientes, embora evitem chamar a atenção para ele. Para eles, os merovíngios são importantes porque são os descendentes de Jesus O CRISTO. Mas, se ele sobreviveu à cruz, não podia ter morrido. Pelos nossos pecados, não podia ter ressuscitado – e, por conseguinte, não era divino, não era o Filho de Deus. Então, podíamos perguntar, por que eram os seus alegados descendentes considerados tão importantes.

Uma pessoa que faz parte deste santo grupo de descendentes julgava-se ser o próprio Pierre Plantard de Saint-Clair. Apesar da linguagem empolada usada pelos comentadores em torno desta hipótese, o próprio Plantard nunca alegou ser descendente de Jesus. Nunca é de mais insistir que não é a ideia cristã de que Jesus era Deus encarnado – e, por conseguinte, os seus descendentes eram, de algum modo, também divinos – que dá à ideia da sucessão merovíngia a sua alegada importância. A base de toda esta crença é que, como Jesus era da descendência de David e, por conseguinte, o legítimo rei de Jerusalém, este título recai automaticamente, mesmo que só em teoria, sobre a sua futura família. Assim, é político, mais do que divino, o poder que se reclama para a ligação merovíngia.

Baigent, Leigh e Lincoln, manifestamente, construíram a sua teoria sobre as reivindicações apresentadas nos Arquivos Secretos, mas, na nossa opinião, eles foram um tanto seletivos ao decidirem qual destas reivindicações deviam citar como prova. Por exemplo, os Arquivos Secretos afirmam que os reis merovíngios, desde o seu fundador, Meroveus, até Clóvis (que se converteu ao cristianismo em 496 logo após salvar a igreja de Roma da extinção) eram «reis pagãos do culto de Diana». Certamente que é difícil conciliar esta afirmação com a ideia de que eles descendiam de Jesus ou de uma tribo judaica.


Jesus e Madalena seriam casados e tiveram filhos, uma heresia para a “patriarcal” ortodoxia católica.

Outro exemplo desta curiosa seletividade, por parte de Baigent, Leigh e Lincoln, é o «documento Montgomery». Segundo estes autores, este documento é «uma narrativa que emergira» entre os arquivos pessoais da família Montgomery e que um membro desta família partilhara com eles. A data da sua origem é incerta, mas a versão que lhes foi apresentada é do século XIX. Para eles, o valor deste documento residia no fato de que, em essência, ele apoiava as teorias avançadas em The Holy Blood and The Holy Grail, embora, claro, não pudesse ser considerado prova delas. Provou, pelo menos, que esta ideia – que Jesus era casado com Maria Madalena – já era conhecida, pelo menos, um século antes de eles começarem a sua investigação.

O documento Montgomery narra a história de Yeshua ben Joseph (Jesus, filho de José), que era casado com Maria de Betânia (a figura bíblica que muitas pessoas consideram ser a mesma que Maria Madalena). Como consequência direta de uma revolta contra os romanos, Maria é presa e só é libertada porque está grávida. Depois, foge da Palestina e acaba por chegar à Gália (que é hoje a França), onde dá à luz uma filha (Sarah).

Embora seja fácil compreender o motivo por que o documento Montgomery foi aproveitado por Baigent, Leigh e Lincoln como suporte para a sua hipótese, é estranho que não tenham atribuído maior importância a certos aspectos da história. Nesta narrativa, Maria de Betânia é descrita como «uma alta sacerdotisa de um culto feminino»; tal como a veneração dos merovíngios à deusa Diana, isto acrescenta à história uma feição distintamente pagã que é difícil conciliar com o conceito de que o Priorado está principalmente preocupado com a continuação da descendência do rei judaico David – a qual inclui Jesus.

Curiosamente, o moderno Priorado não confirmou nem desmentiu a hipótese de The Holy Blood and The Holy Grail – e mais uma vez se levantam suspeitas. Pode o Priorado estar se divertindo conosco?

Uma coisa se tornou muito clara para nós: a ambição motivadora do Priorado não é puramente o poder político que Baigent, Leigh e Lincoln lhe atribuem. Continuamente, os arquivos mencionam pessoas – quer entre os verdadeiros grão-mestres quer entre os associados do Priorado – que não são essencialmente políticos, mas ocultistas. Por exemplo, Nicolas Flamel, grão-mestre entre 1398 e 1418, era um mestre alquimista. Robert Fludd (1595-1637) era rosacruz e, mais próximo do nosso tempo, Charles Nodier (grão-mestre entre 1081-1844) foi uma grande influência, que inspirou o renascimento do ocultismo moderno.

Mesmo Sir lsaac Newton (grão-mestre entre 1691-1727), atualmente mais conhecido como cientista e matemático, era um alquimista e um hermético e ocultista devotado e, certamente, possuiu cópias, profusamente anotadas, dos manifestos rosacruzes. Há também, evidentemente, Leonardo da Vinci, outro gênio que os modernos interpretam mal, considerando a sua viva inteligência apenas como fruto do pensamento materialista. De fato, como vimos, as suas obsessões provieram de outras fontes e tomaram-no um candidato ideal à lista dos grão-mestres do Priorado.

Curiosamente, apesar de reconhecerem os interesses esotéricos de muitas destas pessoas, Baigent, Leigh e Lincoln parecem não avaliar o total significado das suas obsessões. Afinal, em muitos destes casos, o ocultismo não era um simples passatempo ocasional, mas era, de fato, o principal centro de interesse das suas vidas. E a nossa experiência provou que os indivíduos relacionados com o moderno Priorado também praticam o ocultismo e o hermetismo.


ÍSIS é o poder que CRIA e mantém todos os SÓIS, seus “filhos”, que criam os planetas …

Assim, qual o possível segredo (CONHECIMENTO SECRETO) podia ter atraído tantas das mais brilhantes mentes esotéricas mundiais, durante tanto tempo, admitindo que é improvável que tivesse sido a inverosímil e ilusória história merovíngia? Por mais convincente e pioneiro que The Holy Blood and The Holy Grail possa ter sido, a sua explicação dos objetivos e razões do Priorado é basicamente insatisfatória.

É evidente que alguma coisa se passou e se passa, a qual, dado o enorme montante de tempo, pessoas e de energia que parece ter sido consumido, ao longo dos séculos, dificilmente pode ser relativa apenas à legitimidade da monarquia francesa. E, seja ela qual for, deve ser tão ameaçadora para o status (n.t. para o FALSO sistema de crenças, o paradigma atual) quo que, mesmo depois do Século das Luzes, “ELA” teve de continuar a ser mantida secreta, a ser cautelosamente guardada por uma rede oculta de iniciados.

No princípio da nossa investigação sobre Leonardo e o Sudário de Turim, vimo-nos confrontados, repetidas vezes, com a inevitável sensação de que existe um verdadeiro segredo, que tem sido cuidadosamente guardado pelos poucos iniciados neste conhecimento. A medida que as nossas investigações prosseguiam, não podíamos afastar a suspeita de que os temas, que tínhamos detectado na vida e na obra de Leonardo, eram muito semelhantes aos temas que tínhamos discernido no material divulgado pelo Priorado. E, seguramente, valia a pena comprovar as suspeitas de que estes mesmos temas também estavam entrelaçados na obra de Jean Cocteau.

Já descrevemos o mural daquele artista, que se encontra na igreja de Notre-Dame de France, em Londres. Mas que relevância têm as suas imagens, notavelmente peculiares, para a obra de Leonardo, muito anterior, e para algum suposto movimento esotérico, oculto e hermético – e mesmo herético?

A ligação mais óbvia com a obra de Da Vinci é o fato de o artista se ter auto-retratado, afastando o olhar da cruz. Leonardo, como já referimos, representou-se a si próprio, deste modo, duas vezes, pelo menos – na Adoração dos Magos e na Última Ceia. Considerando a expressão do rosto de Cocteau, que sugere um profundo constrangimento perante toda a cena, não é uma concessão demasiado exagerada encontrar a mesma indiferença na violência com que Leonardo se afastou da Sagrada Família na Adoração.



No mural de Cocteau, vemos o homem crucificado apenas das coxas para baixo, o que implica alguma suspeita quanto à sua verdadeira identidade. Como vimos, na Última Ceia de Leonardo, a estranha ausência total de vinho parece implicar uma séria dúvida acerca da natureza do sacrifício de Jesus: aqui, o artista vai mais longe, ao não representar Jesus. Muito semelhante, também, é o uso da forma de um M enorme – na obra de Cocteau, ele liga as duas mulheres pesarosas, presumivelmente a Virgem Maria e Maria Madalena. E, de novo, podemos supor que é esta última que vemos afastada da figura de Jesus. Enquanto a Virgem Maria olha para baixo, chorando, é a mulher mais nova que está voltada de costas para Jesus.

Na Última Ceia de Leonardo, o M liga Jesus ao suspeitosamente feminino «S. João» – e esta «Senhora M» (de Cocteau) também está o mais possível afastada dele, enquanto, ao mesmo tempo, parece estar próxima.

O mural de Cocteau também contém simbolismo que, uma vez conhecidas as preocupações do Priorado de Sião, está explicitamente ligado a elas. Por exemplo, os dados que os soldados estão a lançar mostram cinquenta e oito pintas(58) – e este é o número esotérico do Priorado. Aos pés da cruz, a rosa vermelho-azulada, extraordinariamente grande, é uma clara alusão ao movimento Rosacruz que, como veremos, tem ligações estreitas com o Priorado e, certamente, com Leonardo (n.t. e com o conhecimento da verdade oculta).

Como já vimos, os membros do Priorado acreditam que Jesus não morreu na cruz, e algumas das suas facções defendem que uma vítima substituta sofreu o que lhe estava destinado. A julgar apenas pelas imagens deste mural, podíamos ser tentados a pensar que estas eram as opiniões pessoais de Cocteau. Por exemplo, não só não vemos o rosto da vítima como há a inclusão de uma figura – que não é usual associar à cena da Crucificação. É o homem que se encontra à extrema-direita, cujo único olho visível tem a forma inconfundível de um peixe – é, certamente, uma alusão ao primitivo código cristão de «Cristo». Assim, quem se espera que seja este homem com os olhos em forma de peixe? À luz do conceito do Priorado, de que Cristo nunca foi morto na cruz, não podia ser que esta figura extra fosse o próprio Jesus? Foi o suposto Messias, de fato, testemunha da tortura e da morte de um substituto? Se isto fosse verdade, podíamos imaginar as suas emoções.

Também nos murais de Leonardo e de Cocteau vemos a Senhora M – em ambos os casos, certamente, Maria Madalena. Assim, aquilo que conhecemos das crenças do Priorado – que ela era casada com Jesus – explicaria o motivo por que ela assistiu à última Ceia, sentada à direita do marido e por que – como sua «outra metade» – ela usava vestes que eram a imagem inversa das de Jesus (13/31=44=8).


Símbolo do INFINITO …

Embora nos tempos medievais e do primitivo Renascimento existisse uma tradição, pouco conhecida, a de representar Madalena na última Ceia, Leonardo fez saber que, na sua versão, a personagem sentada à direita de Jesus era S. João. Por que decidiu ele iludir desta maneira? Era este, talvez, um modo sutil de dar às suas imagens um poder subliminar acrescentado? Afinal, se o artista diz que é um homem e a nossa mente nos diz que é uma mulher, é provável que a confusão nos obrigue a continuar a refletir sobre a imagem, a um nível inconsciente, durante muito tempo.

Tanto no mural de Leonardo como no de Cocteau, Madalena parece estar a exprimir, em silêncio, as suas dúvidas sobre o suposto papel de Jesus, através da sua linguagem corporal. Era ela, de fato, tão íntima de Jesus que conhecesse a verdadeira história? Era Madalena, de fato, a esposa de Jesus e, portanto, parte interessada na informação interna sobre o verdadeiro resultado da Crucificação? É por isso que ela se está se afastando?

O papel de Madalena está astuciosamente – mesmo que subliminarmente – realçado na Última Ceia, mas a maior obsessão de Leonardo parece ter sido com essa personagem trágica do Novo Testamento, S. João Batista. Se ele foi, de fato, membro do Priorado de Sião – e dado o interesse pela descendência de Jesus que lhes é atribuído -, esta obsessão com Batista parece um tanto complicada. Está ela em conformidade com os interesses do Priorado de Sião?

Giovanni (João em italiano), o nosso misterioso informador, deixou-nos com esta intrigante e exasperante pergunta: «Por que os grão-mestres desta sociedade são sempre chamados de João (ou Joana, se mulher)?» Nessa altura, consideramos esta pergunta como uma espécie de alusão semivelada à escolha do seu próprio pseudônimo e concluímos que ele não ocupava uma posição secundária. Mas, de fato, ele estava a chamar-nos a atenção para uma outra questão, muito mais significativa.

Apesar de os grão-mestres do Priorado serem conhecidos na organização como «Nautonnier» (timoneiro), eles também adotam o nome «Jean» (João) ou Jeanne (Joana), se são mulheres. Leonardo, por exemplo, figura nas suas listas como Jean IX. Vale a pena frisar que, por estranho que possa parecer numa antiga ordem cavaleiresca, o Priorado sempre reclamou ser uma sociedade secreta com igualdade de oportunidades (entre os sexos, diferentemente da maçonaria…), e quatro dos seus grão-mestres foram mulheres. (Hoje, uma das seções francesas do Priorado está sob o controle de uma mulher.) No entanto, esta política (A igualdade entre HOMEM e MULHER) é totalmente consistente com a verdadeira natureza e objetivos do Priorado – tal como os viemos a entender.

As preocupações do Priorado são indicadas pelos títulos usados na sua hierarquia organizativa. Segundo os seus estatutos, abaixo do Nautonnier há um grau formado por três iniciados, chamado «Prince Noachite de Notre Dame», e a este segue-se um grau, formado por nove membros, chamado «crisé de Saint Jean», ou «Cruzado de São João» (este último surge simplesmente como «Condestável» nas últimas versões dos estatutos).


M, símbolo da Constelação de VIRGEM: No vale do Eufrates, onde foram criadas as constelações, a Virgem simbolizava a deusa Ishtar, filha do céu e a rainha das estrelas/sóis. Representada com uma espiga na mão, constituía o símbolo da fertilidade. Eratóstenes (+ 194 a.C.) identificou a Virgem com ÍSIS, a deusa de mil-nomes, com a espiga de trigo em sua mão e que foi mais tarde deixada cair de maneira a formar a Via Láctea (OU OS SÓIS QUE A FORMAM), ou segurando em seus braços seu filho HÓRUS, o deus do sol, o último dos reis divinos. Este simbolismo antigo reapareceu na Idade Média como a Virgem Maria com seu filho Jesus e através das palavras eternas de Shakespeare (Francis Bacon-Saint Germain): Good Boy in Virgo’s lap (O Bom Menino no Colo da Virgem). Na Índia, Virgo era Kanya, e representada como deusa sentada diante do fogo. No Zodíaco Cingalês, era a Mulher no Navio e segurando um ramo de trigo em sua mão. Possivelmente, o navio era nomeado a partir das estrelas Beta, Eta, Gamma, Delta e Epsilon da constelação, representando a quilha do navio. Na Pérsia, Virgo era Khosha, o ramo de trigo, bem como nomeada como a Virgem inteiramente Pura. Os turcomanos conheciam esta constelação como a Pura Virgem, Dufhiza Pakhiza. Os chineses a conheciam como She Sang Neu, a Donzela Frígida. No pais dos Judeus, a Virgem era Bethulah e sempre associada com a idéia de abundância na colheita. Virgem tem sempre sido a figura dos céus mais nomeada e mais simbolizada! Virgem representa a mais antiga e puramente alegórica representação de inocência, de virtude e DO PODER FEMININO DA DIVINDADE, a BASE DO MUNDO MATERIAL UNIVERSAL.

Existem mais seis graus, mas os três primeiros, que compreendem os treze membros da mais alta hierarquia, formam o corpo dirigente. Coletivamente, este corpo dirigente é conhecido como Arch Kyria – a última palavra, KYRIA em grego, é uma designação respeitosa de mulher, o equivalente ao português «senhora». Especificamente, no mundo helenístico dos primeiros anos antes da era cristã, era um epíteto da deusa ÍSIS.

O primeiro grão-mestre da sociedade era, devemos dizê-lo, um verdadeiro João – Jean de Gisors, um fidalgo francês do século XII. Mas o verdadeiro enigma reside no fato curioso de que o seu título do Priorado foi, na verdade, «Jean II». Como divagam os autores de The Holy Blood and The Holy Grail:

Uma questão importante, evidentemente, era saber qual João. João Batista? João Evangelista – «o Discípulo Amado» do Quarto Evangelho? Ou João, o Divino, autor do livro da Revelação-Apocalipse? Parecia que tinha de ser um destes três… Quem foi, então, Jean I?

Outra ligação a «João» que desperta reflexão é a mencionada em Rennes-le-Château: capitale secréte de l’histoire de France (1982) de Jean Pierre Deloux e Jacques Brétigny. Os dois autores são conhecidos por estarem intimamente ligados a Pierre Plantard de Saint-Clair – por exemplo, faziam parte da sua entourage quando Baigent, Leigh e Lincoln o conheceram, nos anos 80 – e ele, certamente, deu uma enorme contribuição para o livro. Uma clara propaganda do Priorado, o livro explica como a sociedade secreta se formou. (Deloux e Brétigny também escreveram artigos relativos ao Priorado de Sião, na revista L’ Inexpliqué – a versão francesa de The Unexplained (O Inexplicável) – que, segundo algumas pessoas, foi lançada e financiada pelo Priorado.



A ideia primordial era, segundo se afirma, formar um «governo secreto,» tendo Godefroi de Bouillon – um dos líderes da Primeira Cruzada – como seu inspirador. Na Terra Santa, Godefroi se deparou com uma organização (n.t. secreta) chamada a IGREJA DE JOÃO e, como resultado, «formou um grande desígnio». «Pôs a sua espada ao serviço da Igreja de João, essa Igreja esotérica e iniciadora que representava a Tradição. A Igreja que baseava a sua primazia no Espírito.» Foi a partir deste grande desígnio que se formaram tanto o Priorado de Sião – a organização que chama sempre «João» aos seus grão-mestres – como a ordem dos CAVALEIROS TEMPLÁRIOS.

E, como diz Pierre Plantard de Saint-Clair, por intermédio de Deloux e Brétigny: Assim, no princípio do século XII, estavam reunidos os meios, temporais e espirituais, que vieram a permitir a realização do sonho sublime de Godefroi de Bouillon; a Ordem do Templo seria o braço armado da Igreja de João e o porta-estandarte da primeira dinastia, as armas que obedeciam ao espírito de Sião.

A consequência deste fervoroso «joanismo» deveria ser um «renascimento espiritual» que «voltasse a Cristandade às suas origens».

Apesar da sua óbvia importância para o Priorado, a ênfase em «João» permaneceu extremamente obscura – no princípio desta investigação, nem sabíamos qual João era tão venerado e, muito menos, o POR QUÊ ?. Mas qual é a razão desta obsessão? Por que não nos indicam a QUAL JOÃO estão se referindo? E por que deveria a veneração (mesmo que extrema) de qualquer dos santos de nome João começar por ameaçar precisamente as raízes do catolicismo romano (n.t. este sim, uma heresia completa)?

É possível, pelo menos, supor a que João o Priorado se reteria, se a obsessão de Leonardo com Batista puder servir de orientação. Contudo, como vimos, a ideia do Priorado sobre o papel de Jesus dificilmente era ortodoxa, e parece absurdo que dispensasse esta veneração ao homem que, alegadamente, apenas era importante como precursor de Jesus. Será possível que o Priorado, tal como Leonardo, venere secretamente João Batista acima do próprio Jesus?


Godefroy de Bouillon em francês (Bolonha-sobre-o-Mar, 1058 – Jerusalém, 18 de Julho de 1100), foi um nobre e militar franco, duque da Baixa Lorena (1087-1100), Protetor do Santo Sepulcro – Advocatus Sancti Sepulchri, senhor de Bouillon (1076-1096), um dos líderes da Primeira Cruzada e o primeiro soberano do Reino Latino de Jerusalém, após a sua conquista, apesar de recusar o título de rei.

É um conceito muito extravagante. Se existissem quaisquer razões para acreditar que Batista foi superior a Jesus, então as repercussões seriam inconcebivelmente traumáticas para a Igreja. Mesmo que o conceito «joanino» se baseasse num equívoco, mão se pode duvidar dos efeitos que esta crença teria se fosse mais amplamente conhecida (caso fosse aceita). Seria quase a heresia final – e os Arquivos Secretos acentuam, repetidamente, o caráter anti-clerical dos descendentes merovíngios e do seu possível encorajamento da heresia. O Priorado está interessado em transmitir a ideia de que a heresia é uma coisa boa, por alguma razão específica própria.

Compreendemos que a suposta heresia baptista tinha espantosas implicações e que, se continuássemos a investigar o Priorado, teríamos de nos confrontar, em primeiro lugar, com a questão de João Batista, embora, no início, não estivéssemos convencidos de que encontraríamos qualquer prova que apoiasse a heresia. Naquele momento, tudo o que tínhamos como prova das ideias do Priorado acerca de Batista era a manifesta obsessão de Leonardo com ele e o fato de o Priorado chamar (n.t. apenas de) «João» aos seus grão-mestres. Sinceramente, não tínhamos, então, qualquer esperança verdadeira de encontrar algo mais concreto que isso, mas, à medida que o tempo passava, iríamos descobrir provas muito mais sólidas de que o Priorado, de fato, fazia parte dessa tradição «joanina».

Com ou sem provas a apoiá-la, esta heresia conseguiu, mesmo assim, ser «acreditada» por gerações de membros do Priorado. Mas fazia ela parte, pelo menos, do grande segredo que se julga que eles possuem e guardam tão tenazmente?

A outra figura do Novo Testamento que tem enorme significado para o Priorado é, como vimos repetidamente, Maria Madalena. Os autores de The Holy Blood and The Holy Grail explicaram que a sua particular importância reside unicamente no (alegado) fato de ter casado com Jesus e ser a mãe dos seus filhos. Mas, considerando a admiração, menos que total, do Priorado por Jesus, esta explicação parece fraca.

Para aquela organização, Madalena parece ter alguma importância, por direito próprio, e o próprio Jesus é quase irrelevante – na história do «documento Montgomery», por exemplo, o seu papel limita-se a ser o pai do filho de Madalena e não desempenha qualquer outro papel no resto da narrativa. Poder-se-ia ir ao ponto de dizer que, mesmo sem Jesus, havia algo nesta mulher que a tornava de suprema importância.

Na continuação das nossas investigações, conseguimos contatar com Pierre Plantard de Saint-Clair e fazer-lhe algumas perguntas acerca do interesse do Priorado em Maria Madalena. Recebemos uma resposta do secretário de Plantard, Gino Sandri – um italiano que vive em Paris -, a qual, embora curta e concisa, era, todavia, sugestiva do famoso sentido malicioso do Priorado. Nela, Sandri dizia que podia ser possível ajudar, mas «talvez voces já tenham informação sobre este assunto?» – era, claramente, uma «piada» maliciosa sobre alguma coisa que ele sabia a nosso respeito, mas o elogio indireto deu-nos ânimo.

Parecia estar sugerindo que já tínhamos toda a informação que precisávamos conhecer – mas que competia a nós compreendê-la. Mas a carta de Sandri escondia ainda outra nota de malícia: embora trazendo o carimbo de 28 de Julho, a carta estava datada de 24 de Junho – o Dia de S. João Batista.


A energia da Kundalini é essencialmente feminina… é a “SERPENTE” que deve ser elevada …

Para um leigo, qualquer ligação particularmente esotérica entre Maria Madalena e João Batista é uma questão de fantasia, porque os textos evangélicos conhecidos não registram que eles se tivessem conhecido. Contudo, aqui, temos um segredo aparentemente antigo que implica – e venera – ambos, e não de uma maneira vaga. Que havia nestas figuras do século I que assegurou esta tradição duradoura, embora «herética»? Que poderiam eles ter representado que fosse tão perturbador para a Igreja?

Como se pode imaginar, era muito difícil saber por onde começar. Mas, onde quer que investigássemos a história de Madalena, uma área, que ficava consideravelmente mais próxima de nós do que Israel, continuava a surgir como sendo importante. O Priorado sublinhava particularmente a lenda que a trouxe para o Sul da França, após a ressurreição de CRISTO, portanto, era ali que tínhamos de ir, para descobrir por nós próprios se esta história era apenas uma invenção medieval que, como o Sudário de Turim, se destinava a atrair um lucrativo comércio de peregrinações.
Mas havia, desde o princípio, alguma coisa especialmente fascinante na ligação desta enigmática figura do Novo Testamento com aquela determinada área, algo que ultrapassava estas considerações mercenárias. Decidimos investigar o segredo de Madalena no seu próprio terreno.

Link das partes anteriores:
http://thoth3126.com.br/o-codigo-secreto-de-leonardo-da-vinci/
http://thoth3126.com.br/a-revelacao-templaria-02a-no-mundo-secreto/

Permitida a reprodução desde que mencione as fontes e respeite a formatação original.

 


Por favor, respeitem todos os créditos
Arquivos em português:

 Atualização diária


 

Pensamento do Dia, 30 de Novembro de 2014

Sathya Sai Baba


Não se deixe levar por toda essa conversa de hoje sobre igualdade, quer de homens e mulheres, ou de todos os homens. 

Cada um tem uma certa inteligência e determinados instintos, impulsos e vasanas (impressões passadas). 

Na medida em que você as desenvolve ou as afasta ou diminui sua força, você está fadado a ter diferenças no seu preparo mental e sucesso. 

Use todas as chances que conseguir para desenvolver suas habilidades, saúde e caráter. 

Esse é o seu dever atual. 

Não cause dor ao outro por qualquer ação; nem cause dor a si mesmo, por tolice ou pura bravata. 

Não desonre os mais velhos; cultive o espírito de serviço e aprenda a servir aos doentes e aos necessitados, e aproveite todas as oportunidades para ajudar aos outros. 

Ou, pelo menos, recuse causar sofrimento aos outros.






Por favor, respeitem todos os créditos
Arquivos em português:

 Atualização diária


 

Você é muito amado. Ame cada momento, ame e viva cada dia de sua vida.

SABEDORIA DOS ANJOS 
com Sharon Taphorn

29 de Novembro de 2014.
 Tradução: Regina Drumond


Foto: You are dearly loved, love each moment, love and live each day of your lifeWe know that it is not always easy to see the gifts within each moment and loving where you are right now is sometimes difficult however this is the quickest way we know that can help you on your quest. Open your heart to all possibilities. Each of you has the ability to transform any situation in your life. Open your tool box of possibilities and let the solutions come forward. There is nothing that has been created that cannot be transformed, it is a universal law. There is no situation in your life that you haven 't already planned scenarios of completion. Use the tool of meditation to help you see there there is so much before you. Trust in your talents and your skills to take you to the next level in all that you do. You are strong and wise and always loved and supported, even if you don't believe it yet. Ask your angels to help you see and feel this, we are here to support you always. Affirmation: "I recognize and receive all the love the Universe has to offer." >From Number 281 from ANGEL GUIDANCE: Messages of Love and HealingAnd so it isYou are dearly loved and supported, always, the angels and guidesThank you, Mahalo, Merci, Gracias, Vielen Dank, Grazie, Спасибо, Obrigado, 谢谢, Dank, 謝謝, Chokran,DěkujiUniversal Copyright ©2014 by Sharon Taphorn All rights reserved.Please share articles as long as copyright and contact info are always included and the message is complete and credit is given to the author.www.playingwiththeuniverse.com♥♥♥Sabemos que nem sempre é fácil ver as dádivas em cada momento e amar onde você está agora é, às vezes, difícil, porém esta é a maneira mais rápida que sabemos que pode ajudá-lo em sua busca.

Abra o seu coração a todas as possibilidades. Cada um de vocês tem a capacidade de transformar qualquer situação em sua vida. Abra a sua caixa de ferramentas de possibilidades e permita que as soluções cheguem. Não há nada que tenha sido criado que não possa ser transformado: é uma lei universal. Não há nenhuma situação em sua vida que você já não tenha planejado os cenários de conclusão. Use a ferramenta da meditação para ajudá-lo a ver que há muito diante de você.

Confie em seus talentos e em suas habilidades para levá-lo ao próximo nível em tudo o que você fizer. Você é forte e sábio e é sempre amado e apoiado, ainda que não acredite nisto ainda. Peça aos seus anjos para ajudá-lo a ver e a sentir isto. Estamos aqui para apoiá-lo sempre.

Afirmação: “Eu reconheço e recebo todo o amor que o Universo tem a oferecer.”
Número 281 da ORIENTAÇÃO DOS ANJOS: Mensagens de Amor e Cura.
E assim é.

Você é ternamente amado e apoiado, sempre

Os Anjos e Guias


 
Thank you, Mahalo, Merci, Gracias, Vielen Dank, Grazie,Спасибо,Obrigado,谢谢, Dank, 謝謝,Chokran,Děkuji,Kiitos

Direitos Autorais Universais©2014 por Sharon Taphorn

Todos os direitos reservados.

Por favor, compartilhe os artigos, contanto que o autor e as informações de contato sejam sempre incluídos, a mensagem esteja completa e os créditos dados a autora.

http://www. playingwiththeuniverse.com/
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br




Por favor, respeitem todos os créditos
Arquivos em português:

 Atualização diária


 

O Amor é um reconhecimento da centelha Divina em todos os seres...

MENSAGEM DOS ANJOS 

com Ann Albers

29 de Novembro de 2014.

Tradução: Regina Drumond

Podemos ser como somos, permitindo que os outros sejam quem eles são também... o amor é a força de ligação, mesmo quando as coisas parecem não funcionar.
Sabemos que muitos de vocês acabaram de celebrar o seu feriado de Ação de Graças, mas, na verdade, cada dia é um dia de ação de graças. A cada respiração sua, você recebe em seu ser o dom precioso da vida. Se a sua vida é difícil ou fácil, bela ou desafiadora, é ainda uma vida preciosa. É ainda uma dádiva. É ainda uma experiência que a alma anseia, porque em sua Terra, você tem uma oportunidade de dominar o amor. Em sua Terra, você pode trazer o amor, até mesmo aos espaços mais difíceis. Você tem uma chance de incorporar o amor que você é, e ao assim fazer, iluminar a estrutura da humanidade.
Assim, nós no céu vivemos em um estado de gratidão pela sua coragem, pela sua força, pelo seu coração, seu amor, sua compaixão, e sim, até mesmo por aquelas coisas que você chama de emoções “menos elevadas”, ou “negativas”, porque nós sabemos que sob cada uma está uma tentativa de amar.
Dominar o amor não se trata do que você “faz” pelos outros. Não se trata do que você “faz” por você... embora estas coisas possam certamente ser expressões de amor. Dominar o amor é realmente uma aventura em se permitir “ser” quem você é a cada momento, permitindo que outros “sejam” quem eles são em qualquer momento, e que encontrem o seu caminho através da vida. Trata-se de ser profunda e compassivamente honesto com você e com a vida, sabendo que todos vocês existem em um estado de perfeição, mesmo quando estão se tornando mais. O botão é perfeito, assim como a rosa. O ovo é perfeito, assim como o pintinho. A semente é perfeita, como é a planta plenamente desenvolvida. Há perfeição em todas as coisas.
Assim, permita-se ser quem você é, sinta o que sente, faça o que deseje fazer, e, então, conceda aos outros a mesma cortesia. Nesta realidade, você cria uma dança de amor lindamente coreografada. Agradecemos a todos vocês.
Deus o abençoe! Nós o amamos muito.
Os Anjos
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

Por favor, respeitem todos os créditos
Arquivos em português:

 Atualização diária


 

Rússia: Sibéria, -52º C e passageiros empurram avião para pista.

RÚSSIA: Na Sibéria, avião congelado na área de embarque recebe uma “ajuda” dos passageiros.

Posted by on 29/11/2014

 


sibéria-aviãoAs temperaturas negativas ao ponto do congelamento não impediu que intrépidos passageiros ajudassem um avião russo que não podia se mover na pista, porque as suas rodas estavam congeladas no chão. O “selfie” ganhou o dia em uma cidade siberiana remota na região para além do Círculo Polar Ártico.

Depois de ter passado mais de 24 horas na pista, as rodas do avião simplesmente congelaram no chão. No entanto, o sistema de freio não foi prejudicado. Segundo a empresa, o chão coberto de gelo foi a razão do avião não poder ser acionado sozinho.

Tradução, edição e imagens: 
Thoth3126@gmail.com

Sibéria, na Rússia: com temperatura negativa de - 52º C, cerca de 70 passageiros tem que empurrar avião congelado para a pista antes da decolagem !!! (VIDEO)

Rússia, dia 26 de novembro de 2014 – Publicado às 11:15


Fonte: http://rt.com/news/208967-russia-frozen-plane-passengers/

Os 74 passageiros, que estavam a bordo, ofereceram sua ajuda aos sete tripulantes e ao pessoal técnico de pista para ajudar a mover o avião Tupolev Tu-134 congelado no local de embarque para a pista de decolagem na terça-feira, uma porta-voz da companhia UTair disse à agência TASS.

“Os passageiros desembarcaram para aliviar o peso do avião, e então eles se ofereceram para movê-lo”, disse ela.

sibéria-avião.01
Passageiros empurrando o avião com as rodas congeladas pelo frio intenso (tela de youtube.com)


As temperaturas em Igarka, na região de Krasnoyarsk, atingiram uma queda de cerca de -52º C. Os moradores, que vivem a 163 km ao norte do Círculo Polar Ártico, são bastante acostumados com o tempo frio, mas as máquinas acabam por serem mais delicadas e sensíveis do que os seres humanos.

Depois de ter passado mais de 24 horas na pista, as rodas do avião simplesmente congelaram no chão. No entanto, o sistema de freio não foi prejudicado. Segundo a empresa, o chão coberto de gelo foi a razão do avião não poder ser acionado. O incidente está sob investigação, e envolverá funcionários do aeroporto, a companhia aérea, a tripulação e os passageiros.

sibéria-avião.02
A temperatura em Igarka atingiu -52C abaixo de zero (Screenshot do youtube.com)

https://www.youtube.com/watch?v=KrcBC1irU8o

Os passageiros do voo charter eram trabalhadores temporários, indo para Krasnoyarsk. Eles não consideram a sua ajuda para deslocar a aeronave como algo excepcional. Não havia outra maneira para o avião decolar, se não houvesse ajuda, eles disseram.

“Plantei uma árvore, construí uma casa, empurrei um avião”, vai virar uma nova piada, referindo-se às três ações vitais de um homem russo, o que também inclui ter um filho, de acordo com a TV local.

Sibéria, na Rússia: com temperatura de - 52º C, cerca de 70 passageiros tem que empurrar avião congelado para a pista antes da decolagem !!! (VIDEO)

No entanto, o diretor do aeroporto local declarou que “Os passageiros devem ter decidido fazer uma espécie de ‘selfie’. A piada provou estar certa e se tornou muito acessada na internet.“

Ele estava duvidoso de que as pessoas realmente puderam mover uma aeronave de 70 toneladas. Esta conclusão foi confirmada pelas palavras do procurador, que acrescentou que seria difícil de alcançar os mais de dois metros de altura das asas, e se você conseguisse, a cobertura e os flaps poderiam ser avariados.

O avião fez sua viagem com sucesso para Krasnoyarsk, ainda que com um pouco de atraso.

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

http://thoth3126.com.br/


Por favor, respeitem todos os créditos
Arquivos em português:

 Atualização diária


 

Cure-se Interiormente -

Por Vinícius Francis 

 27.11.2014 

 



Ontem eu coloquei em nossa página do Face "Os filhosda Alva" um trecho deste texto, que é de 2013. E algumas pessoas me pediram a mensagem completa. Ela procede a de Athena, com o título "Cura Interior" Aqui. Nesta época, eu tive que lidar exatamente com o que cito no texto. Quando nos desiludimos precisamos encarar o sabor amargo de nossas expectativas frustradas. E às vezes esse amargor é tão forte que nutrimos ódio por alguém que nos feriu ou alguma circunstância que não foi devidamente superada. E com isso nos machucamos profundamente. Nossa vida e sonhos ficam presos pelo laço do rancor, da mágoa e de ressentimentos. Por isso, se você estiver passando por esta situação, não importa o que fizeram ou o que realmente ocorreu, importa é que você pode perdoar, pegar tal experiência como aprendizado e construir uma vida diferente. Eu fiz isso, os resultados foram os melhores e eu colho frutos dessa escolha até hoje. Não vale a pena guardar sentimentos ruins. Não vale a pena destruir a sua vida por algo que passou. Reconstrua-se e lá na frente viverá coisas muito melhores. Confie, pois comigo foi assim e com você não será diferente. Boa leitura!


A mensagem de Athena definitivamente nos “pegou de surpresa”. Nossa aliada veio trazendo um tema muito profundo e de repente, gerou uma reflexão em nós, em todos nós que seguimos o blog e os ensinamentos, não é verdade?


Para mim foi como uma mudança brusca de rota. Sim, ser “atingido” por essas informações tão profundas, necessárias e que geralmente não nos damos conta, foi algo bem forte. No entanto, quando paramos para pensar descobrimos o quanto precisamos nos curar de certas coisas.


Nossa vida agitada do dia a dia, nossa rotina tão complicada às vezes nos limita a conseguir enxergar um pouco o lado de dentro a partir de uma postura de observação e até mesmo de autocrítica. Usamos as leis e seu aprendizado porque queremos melhorar de vida, conseguir conquistar nossos sonhos e ideais, enfim, geralmente com objetivos que nem sempre são o autoconhecimento e a melhora do estado emocional com o intuito de simplesmente nos sentirmos bem!


E nisso, erramos. Erramos feio, conosco. Porque as solicitudes desta vida moderna, o consumismo desmedido e a mania doentia de exteriorizar nossa felicidade nos condicionam a sempre enxergar a vida como algo que devemos ter, ter e ter. E não é bem isso! Viemos aqui, claro que pra usufruir o melhor do mundo. Entretanto, é preciso nos centrar no maior dos propósitos do espírito.


E você sabe qual é? Bom, eu vou responder a você com uma pergunta, pode ser? Então vamos lá: O que você vai levar deste mundo quando morrer? _ Ah, Vinícius, vou levar meu aprendizado, meu Eu mais evoluído, sabedoria e outras coisas que só estão do lado de dentro. Acertou no gol! É essa nossa maior meta, ou pelo menos deveria ser.


O lado de dentro! E como anda seu lado de dentro? Você está resolvido como ser humano? Você poderia morrer agora mesmo que está certo de que não carregará nenhuma “pendência” consigo? Nem me responda porque eu sei, daqui, que você tem um monte de questões a serem resolvidas, com você mesmo e com seu próximo.


É meu caro, a gente fica programando a vida como se ela não fosse acabar.


Pelo menos acabar aqui, neste mundo. Achamos que nosso corpo físico é eterno! Vivemos como se o desencarne não fosse acontecer e o que é pior, nos nomeamos “Espiritualistas”, no entanto, vivemos longe da verdadeira espiritualidade. Triste e lamentável!


Fazemos como os fariseus e líderes religiosos da época de Jesus, batemos no peito, cheios de justiça própria quando nosso interior está sujo e nossas “vestes”, esfarrapadas.


Machucou alguém? Passou por cima de seus sentimentos e se magoou? Feriu a integridade emocional de uma pessoa? Mentiu? Enganou? Mal tratou? Foi injusto? Desonesto? Repare isso enquanto há tempo.


E revertendo as perguntas: Machucaram você? Brincaram com seus sentimentos? Mentiram para você e depois te deixaram na mão, como se nada tivesse acontecido? Roubaram seus sonhos? Te humilharam? Seja lá o que for, meu amigo, eu vou te convidar a perdoar, conforme Athena nos ensinou. Sim, a perdoar!


Escute aqui, do que adianta ficar remoendo? Isso faz você se sentir mais leve? Faz você se aliviar da dor? _ Ah, mas foi muita sacanagem Vinícius, o que fizeram comigo! _ Bom, eu imagino! Já aprontaram comigo também e não foi só uma vez! Agora, olhe aí para dentro de você e pergunte a si mesmo: Está valendo a pena carregar esse lixo emocional de dor e revolta?


Se você sente vontade de se vingar de alguém, vá, faça isso!
_ Nossa, Vinícius, você está me sugerindo vingança?


_ Sim, estou! Se devolver o mal feito vai te fazer sentir mais aliviado, então, vá em frente!


Entretanto, se a pergunta fosse:


_ Me vingar é o melhor a fazer?


Eu responderia:


_ Não! Não é mesmo.


Porque o ódio, devolvido, dá alívio, na hora! Sim, é só um analgésico momentâneo. Logo a dor volta e volta pior porque a vingança ativa ainda mais seu ódio quando não é interrompida a tempo. Mas o perdão, corta a influência. Cessa o alimento daquele sentimento ruim que está te consumindo por dentro. Está aí a causa do câncer e das doenças que literalmente comem o ser humano.


Não se preocupe com o que te fizeram. Perdoe para se livrar da energia ruim e deixe que o outro, que te feriu, receba, pela lei da ação e reação, os frutos equivalentes, pode ser? Do que adianta nutrir essa porcaria? Sua vida está parada por causa disso. Não percebeu ainda? Sua saúde se comprometeu. Seu estado emocional anda horrível. Você tem pesadelos, sofre, chora constantemente. Pare!


Não vale a pena sustentar algo que está destruindo você. Perdoe! Abandone o que faz mal. Dê, literalmente, as costas. Olha, foi isso que o Arcanjo Miguel me disse uma vez. Volte-se ao que te faz bem.


Veja, tem um monte de coisa boa que poderia estar rolando na sua vida, mas por causa do seu ódio, das suas emoções abaladas pela falta de perdão, elas não podem rolar. O mal sofrido não pode ser melhor do que o Bem que você está propositalmente negando. Perdoe! Faça isso por você. Pela sua felicidade.


Limpe sua vibração, se purifique disso e seja honesto consigo mesmo e com seu espírito.


Não seja hipócrita como a maioria escolher ser, não vista a veste da vaidade e do orgulho, defendendo seu ego só para manter a pose de forte. Seja humilde, reconheça que sofreu e que precisa superar isso e eu vou, para finalizar o texto, escrever umas breves palavrinhas para você refletir e dizer a si mesmo se desejar:


Eu perdoo meu passado. Perdoo os que me fizeram sofrer e perdoo a Vida por não ter sido como eu gostaria. Humildemente, reconheço que minha ignorância da época atraiu experiências para me fazer amadurecer e se eu estou, hoje, aqui lendo este texto, significa que tudo o que eu sofri valeu, de certa forma. Pois me estimulou a ir por um caminho melhor. Eu me liberto, me curo e dispenso, com toda minha força, as energias que definitivamente não me prosperam em nada. Dou adeus ao que tiver que ir embora da minha jornada e me abro ao Novo, que certamente, virá ao meu encontro agora que escolhi me dar uma nova chance.


Vinícius Francis


------------------------------------------------------------


Se você deseja conhecer os cursos e materiais disponíveis para ajudar em sua caminhada, inclusive o livro canalizado dos Elohins e o curso de seis semanas de estudo canalizado de Palas Athena, clique aqui e tenha mais informações. Dúvidas, me escreva. E-mail: viniciusarm@yahoo.com.br


Autor: Vinícius Francis Fonte: Os Filhos da Alva


Por favor, respeitem todos os créditos
Arquivos em português:

 Atualização diária


 

AGHARTA – 2 – A história de Olaf Jansen

Livro “The Smoky God” 

ou Uma Viagem ao Mundo Interior do reino de AGHARTA 

 SEGUNDA PARTE: 

A história de Olaf Jansen

Posted by on 29/11/2014



smoky_god-livroTemo que essa história aparentemente incrível, que eu vou relatar será considerada como o resultado de um intelecto distorcido e superexcitado, pelo glamour de desvendar um mistério maravilhoso, mais do que um registro verdadeiro das experiências incomparáveis ??relatadas por Olaf Jansen, cuja eloquente loucura então apelou para a minha imaginação em que todo pensamento e crítica analítica foram efetivamente dissipados pela beleza da sua História …

“Aquele que controla os outros pode ser poderoso, mas aquele que domina a si mesmo é mais poderoso ainda.” – Lao Tsé – 600 a.C. / 531 a.C.(Filósofo chinês, fundador do Taoísmo, escreveu o “Tao Te Ching” )

Tradução, edição e imagens: Thoth3126@gmail.com

“The Smoky God, or A Voyage Journey to the Inner Earth“, é um “romance” publicado em 1908 por Willis George Emerson, que o apresenta como um relato verdadeiro de um marinheiro norueguês chamado Olaf Jansen, e explica como o saveiro dele navegou através de uma entrada no polo norte para o interior da Terra onde ele entrou em contato com uma outra civilização.

Fonte: http://www.ourhollowearth.com/SGContents.htm

SEGUNDA PARTE: A história de Olaf Jansen

Meu nome é Olaf Jansen. Eu sou um norueguês, embora eu tenha nascido na pequena cidade russa de marinheiros de Uleaborg, na costa leste do Golfo da Botnia, o braço norte do Mar Báltico. Meus pais estavam em um cruzeiro de pesca no Golfo de Botnia, e estavam nesta cidade russa de Uleaborg no momento do meu nascimento, sendo o dia o vigésimo sétimo dia do mês de Outubro de 1811.

Meu pai, Jens Jansen, nasceu em Rodwig na costa escandinava, perto das Ilhas Lofoden, mas depois de casar fez sua casa em Estocolmo, porque as pessoas parentes da minha mãe residiam naquela cidade. Quando eu tinha sete anos de idade, eu comecei a ir com o meu pai em suas viagens de pesca ao longo da gelada costa escandinava.

Cedo na vida eu exibia uma aptidão para os livros, e com a idade de nove anos fui colocado em uma escola particular, em Estocolmo, permanecendo lá até que eu tivesse quatorze anos. Depois disso, eu fazia viagens frequentes com meu pai em todas as suas viagens de pesca.



Meu pai era um homem com cerca de 1,90 metros de altura e pesava cerca de cem quilos, um escandinavo típico do tipo mais robusto e capaz de mais resistência do que qualquer outro homem que eu já conheci. Ele possuía a delicadeza e suavidade de uma mulher de formas pequenas, mas a sua determinação e força de vontade estavam além de qualquer descrição. Sua vontade de ferro não admitia a derrota.

Eu estava no meu décimo nono ano de idade, quando começamos naquela que provou ser a nossa última viagem como pescadores, e que resultou na estranha história que deve ser agora contada ao mundo, – mas não antes de eu terminar a minha peregrinação terrena.

Não me atrevo a permitir que os fatos como eu os conheço sejam publicados enquanto eu estiver vivendo, por medo de mais humilhação ainda, confinamento e sofrimento. Primeiro de tudo, eu fui posto a ferros pelo capitão do navio baleeiro que me resgatou, por nenhuma outra razão além do que eu lhe disse a verdade sobre as maravilhosas descobertas feitas por mim e pelo meu pai. Mas isso estava longe de ser o fim dos meus tormentos.

Depois de quatro anos e oito meses de ausência cheguei a Estocolmo, só para encontrar que a minha mãe tinha morrido no ano anterior, e os bens deixados por meus pais, na posse de pessoas parentes da minha mãe, mas era ao mesmo tempo isso feito mais para administrarem as posses para mim.

Tudo poderia ter saído bem, eu tinha apagado da minha memória a história de nossa aventura e da morte terrível de meu pai. Finalmente, um dia contei a história em detalhes para meu tio, Gustaf Osterlind, um homem dono de posses materiais considerável, e pedi-lhe para me patrocinar uma expedição para eu fazer uma outra viagem à terra estranha.

No começo eu pensei que ele favoreceu o meu projeto. Ele pareceu interessado, e me convidou antes para ir na presença de certos funcionários e explicar-lhes, como eu conversei com ele, a história de nossas viagens e descobertas. Imagine a minha decepção e horror, quando, após a conclusão de minha narrativa, certos documentos foram assinados pelo meu tio, e, sem aviso, eu encontrei-me preso com medo e triste, e mandado para confinamento internado em um hospício, onde permaneci por longos vinte e oito anos – longos, tediosos e terríveis anos de sofrimento!



Eu nunca deixei de afirmar a minha sanidade mental, e de protestar contra a injustiça do meu confinamento. Finalmente, no dia dezessete de outubro de 1862, eu fui liberado. Meu tio estava morto, e os amigos da minha juventude eram agora desconhecidos. De fato, eu era um homem com mais de 50 anos de idade, cujo único registro conhecido é o de um louco, que não tem amigos.

Eu estava perdido em como saber o que fazer para ganhar a vida, mas, instintivamente, voltou-me para o porto da cidade onde grandes números de barcos de pesca estavam ancorados, e dentro de uma semana eu arrumei emprego e já tinha sido enviado com um pescador de nome Yan Hansen, que estava partindo em uma longa viagem de pesca para as Ilhas Lofoden.

Aqui meus primeiros anos de treinamento na pesca com meu pai provaram ser de grande vantagem, especialmente me permitindo fazer-me útil. Esse foi apenas o início de outras viagens de pesca no Mar do Norte, e por viver frugalmente e ser econômico, eu fui, em poucos anos, capaz de comprar o meu próprio navio de pesca. Por mais 27 anos depois disso segui o mar como um pescador, cinco anos de trabalho para os outros, e os últimos vinte e dois anos para mim mesmo.

Durante todos esses anos eu era um aluno muito diligente de livros, bem como um trabalhador duro no meu negócio de pescador, mas tomei muito cuidado para não mencionar a mais ninguém a história sobre as descobertas feitas por mim e meu pai. Mesmo nestes dias passados eu estava com medo de ter qualquer um bisbilhotando ou sabendo das coisas que eu estou escrevendo, e os registros e mapas que eu tenho em meu poder. Quando os meus dias na terra terminar, vou deixar os mapas e os meus registros que vão iluminar e, espero, beneficiar a humanidade, com o conhecimento destas verdades.

A memória do meu longo confinamento com maníacos, e toda a angústia horrível e sofrimentos ainda estão muito vivas para justificar minhas medidas de segurança para evitar novo encarceramento como um lunático. Em 1889, contando com 78 anos de idade, eu vendi os meus barcos de pesca, e descobri que eu tinha acumulado uma fortuna mais do que suficiente para manter-me para o resto da minha vida. Eu, então, me mudei para os Estados Unidos da América.

Por uma dúzia de anos a minha residência ficava em Illinois, perto de Batavia, onde eu reuni a maioria dos livros em minha presente biblioteca, embora eu trouxesse muitos volumes que já possuía em Estocolmo. Mais tarde, vim a Los Angeles, chegando aqui em 4 de março de 1901, então com quase noventa anos de idade. A data lembro-me bem, uma vez que foi o segundo dia da posse do presidente McKinley.



Eu comprei esta casa humilde e me determinei, aqui na privacidade da minha própria casa, protegida por minha própria videira e figueira, e com os meus livros comigo, para fazer mapas e desenhos das novas terras que eu e meu pai havíamos descoberto, e também para escrever a história em detalhes a partir do momento que meu pai e eu saímos de Estocolmo, na Suécia, no Mar do Norte, até o trágico acontecimento em que nos separamos no Oceano Antártico, agora no sul do planeta.

Lembro-me bem que deixamos Estocolmo em nosso barco de pesca saveiro no terceiro dia de abril de 1829, e navegamos para o sul, deixando Gothland Island ao esquerda e a Oeland Island à nossa direita. Poucos dias depois, nós conseguimos dobrar o Sandhommar Point, e tomamos o nosso caminho através da passagem que separa a Dinamarca da costa escandinava. No devido tempo, vamos parar na cidade de Christiansand, onde descansamos por dois dias, para, em seguida, começar nova viagem por volta da costa escandinava para o rumo oeste, com destino às Ilhas Lofoden.

Meu pai estava com o espírito elevado, por causa dos excelentes e gratificantes ganhos que tínhamos recebido na venda de nossa última pesca pelo mercado de peixe em Estocolmo, em vez de vender em uma das cidades marítimas ao longo da costa escandinava. Ele estava especialmente satisfeito com a venda de alguns dentes de marfim que tinha encontrado na costa oeste de Franz Joseph Land durante um de seus cruzeiros do norte no ano anterior, e ele expressou a esperança de que desta vez pudéssemos voltar a ter a sorte de carregar o nosso pequeno saveiro barco de pesca com marfim, em vez de apenas peixes como bacalhau, arenque, cavala e salmão.

Colocamos a proa na direção de Hammerfest, latitude setenta e um graus e 40 minutos norte, para o descanso de alguns dias. Aqui ficamos uma semana, estocando um suprimento extra de provisões e vários barris de água potável, e depois navegamos em direção ao Spitsbergen.

Durante os primeiros dias tivemos navegando num mar aberto e vento favorável, e então encontramos muito gelo e muitos icebergs. Um navio maior do que o nosso pequeno-saveiro de pesca não poderia ter aberto o seu caminho entre o labirinto de icebergs ou se espremido através dos canais apenas mal abertos. Estes icebergs monstros se apresentaram numa interminável sucessão de palácios de cristal, de catedrais enormes e fantásticas colinas, como desagradáveis sentinelas, imóveis como alguns altos penhascos de rocha sólida, de pé e em silêncio, como uma esfinge, resistindo às ondas agitadas de um mar inquieto.


Spitsbergen é a maior das ilhas do arquipélago árctico das Svalbard, com 23,641 km² e 2500 habitantes, dos quais 60% são noruegueses e 35% russos e ucranianos. É um território sob soberania da Noruega, embora sujeito a um regime específico de acesso aos seus recursos naturais pela comunidade internacional, nos termos do Tratado de Svalbard assinado em Paris a 9 de Fevereiro de 1920.

Depois de muitas escapadas, chegamos a Spitsbergen no dia 23 de junho, e ancoramos na Wijade Bay por um curto período de tempo, onde fomos muito bem sucedidos em nossas capturas. Em seguida, levantamos âncora e navegamos através do Hinlopen Strait, e costeando ao longo das Terras do Nordeste (North-east-Land)

Um vento forte veio do sudoeste, e meu pai disse que seria melhor tirar proveito dele e tentar chegar a Franz Josef Land, onde, um ano antes ele tinha, por acaso, encontrado as presas de marfim que tinha trazido e vendido a um bom preço em Estocolmo. Nunca, antes ou desde então, eu tinha visto tantas aves do mar; eles eram tão numerosas que elas escondiam as pedras na linha de costa e escureciam o céu.

Por vários dias, nós navegamos ao longo da costa rochosa de Franz Josef Land. Finalmente, um vento favorável surgiu e que nos permitiu fazer a Costa Oeste, e, depois de navegar 24 horas, chegamos a uma bela enseada na terra.

Eu mal podia acreditar que era Northland (Terras do Norte). O lugar era verde com vegetação crescente, e enquanto a área não representar mais do que um ou dois hectares, mas o ar estava quente e tranquilo. Parecia ser naquele ponto onde a influência das águas quentes trazidas pela Corrente do Golfo do México é mais fortemente sentida. (1)

(1). Sir John Barrow, Bart, FRS, em sua obra intitulada “Voyages of Discovery and Research dentro das regiões do Ártico”, diz na página 57: “Mr. Beechey se refere ao que tem sido frequentemente encontrado e percebeu – a suavidade da temperatura na costa oeste de Spitsbergen, havendo pouca ou nenhuma sensação de frio, embora o termômetro possa estar a apenas alguns graus acima do ponto de congelamento. O efeito brilhante e animado de um dia claro, quando o sol brilha com um céu limpo, cujo tonalidade azul é tão intensa que não encontram paralelo mesmo nos céus italianos”.

Na costa leste, havia inúmeros icebergs, mas aqui estávamos em águas abertas. Longe, a oeste de nós, no entanto, haviam blocos de gelo, e ainda mais para o oeste o gelo aparecia como uma faixa de baixas colinas. Diante de nós, e diretamente para o norte, estava um mar aberto. (2)

4 Capitão Kane, na página 299, citando Morton Journal, de 26 de dezembro, diz: “Tanto quanto eu podia ver, as passagens abertas tinham 15 milhas ou mais de largura, com gelo, por vezes, uma massa de gelo separando-as. Mas é tudo gelo pequeno, e eu acho que o gelo nos expulsa para o espaço aberto para o norte ou nos afunda, como eu podia ver nada à frente para o norte. “

Meu pai era um crente fervoroso em Odin e Thor, e tinha frequentemente me dito que eles eram deuses que vieram de muito além do “Vento Norte”. Havia uma tradição, meu pai explicou, que ainda mais para o norte existiria uma terra mais bonita do que qualquer homem mortal já tivesse conhecido, e que ela foi habitada pelo povo “Escolhido”. (3)



(3) Encontramos o seguinte em “Deutsche Mythologie”, página 778, da pena de Jakob Grimm; “Então os filhos de Bor construíram no meio do universo uma cidade chamada Asgard (Agharta ?), onde habitam os deuses e sua parentela, e de onde fazem e trabalham tantas coisas maravilhosas tanto na terra e nos céus acima dela. Há na cidade um lugar chamado Hlidskjalf, e quando ODIN está sentado lá no seu trono sublime, ele vê o mundo inteiro e discerne todas as ações do homens”.

Minha imaginação juvenil foi tomada pelo ardor, zelo e fervor religioso do meu bom pai, e eu exclamei: “Por que não navegar para esta boa terra onde o céu é justo, o vento favorável e o mar aberto.”

Mesmo agora eu posso ver a expressão de surpresa agradável em seu rosto quando ele se virou para mim e perguntou: “Meu filho, você está disposto a ir comigo e explorar – para ir muito além de onde o homem já se aventurou” Eu respondi afirmativamente que sim. “Muito bem”, respondeu ele. “Que o deus Odin nos proteja!” e, imediatamente ajustou rapidamente as velas, ele olhou para a nossa bússola, virou a proa em direção ao norte, passando através de um canal aberto, e nossa viagem havia começado. (4)

(4) Hall escreve, na página 288: “Em 23 de janeiro os dois Esquimós, acompanhado por dois dos marinheiros, foram para o Cabo Lupton. Eles relataram um mar de águas abertas que se estendia até onde os olhos podiam alcançar”.

O sol estava baixo no horizonte, na medida que ainda era o início do verão. Na verdade, nós tínhamos quase quatro meses para um dia pela frente antes que a noite congelada do polo norte voltasse novamente.

Nosso pequeno-saveiro pescador saltou para a frente como se estivesse tão ansioso quanto nós para iniciar a aventura. Dentro de 36 horas estávamos fora da vista do ponto mais alto da linha de costa de Franz Josef Land. Parecíamos estar em uma forte corrente em direção norte pelo nordeste. Distante à direita e à esquerda de nós estavam icebergs, mas nosso pequeno saveiro se abateu sobre os estreitos e passou por canais e para fora em mar aberto – canais tão estreitos em locais que, se nosso barco fosse maior, nunca poderíamos passar completamente.

No terceiro dia chegamos a uma ilha. As suas margens eram banhadas por um mar aberto. Meu pai ficou determinado a explorar aquela terra por um dia. Esta nova terra era destituída de madeira, mas encontramos um grande acúmulo de madeira à deriva na costa norte. Alguns dos troncos das árvores tinham cerca de quarenta metros de comprimento e cerca de dois metros de diâmetro. (5)

(5) Greely nos diz em vol. 1, página 100, que: “Privates Connell e Frederick encontraram uma grande árvore conífera na praia, um pouco acima da marca do extremo alto-mar. Ela tinha quase trinta centímetros de circunferência, cerca de trinta metros de comprimento, e, aparentemente, tinha sido levada para lá. por uma corrente durante um par de anos. Uma parte dela foi cortada para lenha, e pela primeira vez naquele vale, uma brilhante e alegre fogueira deu conforto para o homem”.

Depois de um dia de exploração da linha de costa desta ilha, que levantou âncora e viramos a proa do nosso barco para o norte e navegamos em um mar aberto.(6)

(6) Dr. Kane diz, na página 379 de suas obras: “Eu não posso imaginar o que acontece com o gelo. Uma forte corrente aponta constantemente para o norte, mas, a partir de altitudes de mais de 500 pés, eu vi apenas estreitas faixas de gelo, com grandes espaços de água aberta, de dez a quinze quilômetros de largura, entre elas. Deve, portanto, ir para um espaço aberto no norte, ou dissolver-se”.



Lembro-me que nem meu pai nem eu tínhamos nos alimentado por quase 30 horas. Talvez isso foi por causa da tensão de excitação sobre a nossa viagem estranha em águas mais para o norte, que meu pai disse que ninguém nunca tinha estado antes. Com a mente ativa tinha entorpecido as demandas das necessidades físicas.

Em vez de o frio ser intenso como tínhamos previsto, estava muito mais quente e mais agradável do que tinha estado em latitudes mais abaixo em Hammerfest, na costa norte da Noruega, cerca de seis semanas antes. (7)

(7) A segunda viagem do Capitão Peary relaciona outra circunstância que pode servir para confirmar uma conjectura que tem sido mantida por alguns, de que um mar aberto, livre de gelo, existe no/ou perto do Pólo Norte. “No dia dois de novembro”, diz Peary, “o vento refrescou com um vendaval de norte pelo oeste, baixou o termômetro aos 5 graus antes de meia-noite, enquanto que, um aumento de vento na Ilha Melville era geralmente acompanhado por um aumento simultâneo do termômetro em baixas temperaturas. Isso pode ser, ele pergunta, ocasionada pelo vento soprando sobre um mar aberto no trimestre de onde sopra o vento? E tendem a confirmar a opinião de que perto e no Pólo Norte existe um mar aberto ?”

Nós dois francamente admitimos que estávamos com muita fome, e imediatamente eu preparei uma refeição substancial da nossa despensa bem armazenada. Quando tínhamos participado com bom grado e de coração do nosso repasto, eu disse ao meu pai que eu acreditava que eu iria dormir, pois eu estava começando a me sentir muito sonolento. “Muito bem”, ele respondeu: “Vou manter-me vigilante.”

Eu não tenho nenhum modo de determinar o quanto tempo eu dormi; Eu só sei que eu fui acordado abruptamente por uma terrível comoção do saveiro. Para minha surpresa, encontrei meu pai dormindo profundamente. Eu gritei a plenos pulmões para com ele, e o acordei, ele saltou rapidamente sobre seus pés. Na verdade, se ele não agarrasse imediatamente o trilho, ele certamente teria sido jogado nas ondas em convulsão.

Uma tempestade de neve feroz grassava. O vento estava diretamente à nossa ré, impulsionando o nosso saveiro em uma velocidade incrível, e estava ameaçando a cada momento para nos virar. Não havia tempo a perder, as velas tinham que ser reduzidas imediatamente. Nosso barco estava se contorcendo em convulsões. Alguns icebergs que vimos estavam de ambos os lados de nós, mas, felizmente, o canal estava e fluía aberto diretamente para o norte. Mas será que ele continuaria assim? Diante de nós, se abrindo no horizonte da esquerda para a direita, havia uma névoa, ou neblina, negra como a noite egípcia à beira da água, e branca como uma nuvem de vapor em direção ao seu topo, que finalmente se perdeu para ser vista como misturada com os grandes flocos brancos de neve caindo. Se ela encobrisse um iceberg traiçoeiro, ou algum outro obstáculo escondido contra a qual o nosso pequeno saveiro fosse bater e nos enviar direto para uma sepultura de água, ou aquilo era apenas o fenômeno de um nevoeiro do Ártico, não havia nenhuma maneira de se determinar.

Por qual milagre que escapamos de ser levados para a destruição, eu não sei. Lembro-me de que nossa pequena embarcação rangia e gemia, como se suas articulações estivessem se quebrando. Ele balançou e cambaleou para lá e para cá como se agarrado por alguma ressaca feroz de hidromassagem ou um redemoinho.



Felizmente a nossa bússola tinha sido presa com parafusos longos em uma travessa. A maioria de nossas provisões e água, no entanto, foram arrastadas para fora do armário e saíram varridas do convés do saveiro, e se não tivéssemos tomado a precaução no início de nos amarrar firmemente nos mastros do veleiro, nós também deveríamos ter sido arrastado para as profundezas do mar.

Acima do tumulto ensurdecedor das ondas furiosas, ouvi a voz do meu pai. “Seja corajoso, meu filho”, gritou ele, “Odin é o deus das águas, o companheiro dos bravos, e ele está conosco. Não tenha medo.”

Para mim, parecia que não havia possibilidade de nós escaparmos de uma iminente morte horrível. O pequeno saveiro estava engolindo água, a neve estava caindo tão rápida que chegava a ser ofuscante, e as ondas estavam caindo sobre os nossos pés em fúria branca ameaçando pulverizar a nós imprudentes. Não havia como dizer em que instante que seríamos jogados contra algum pedaço de gelo à deriva. As ondas enormes que nos elevava até os próprios picos de ondas montanhosas, para em seguida, mergulhar-nos para as profundezas da calha do mar como se nosso saveiro de pesca fosse apenas um escudo frágil. Ondas brancas curvadas e gigantescas, como verdadeiros muros, vedava o nosso caminho, à frente e para trás.

Esta provação desesperadora e terrível, com seus horrores inomináveis ??de suspense e agonia de medo indescritível, continuou por mais de três horas, e todo esse tempo nós estávamos sendo impulsionados em velocidade feroz. Então, de repente, como se cansando de seus esforços frenéticos, o vento começou a diminuir a sua fúria para finalmente se tornar em uma brisa.

Finalmente estávamos na mais perfeita calma. A névoa também havia desaparecido antes de nos lançarmos por um canal sem gelo, talvez com dez ou quinze quilômetros de largura com alguns icebergs distantes à nossa direita, e um arquipélago intermitente de menores ilhas para a esquerda.

Eu vi meu pai de perto, determinado a permanecer em silêncio até que ele próprio falou. Então, ele desamarrou a corda de sua cintura e, sem dizer uma palavra, começou a trabalhar as bombas, que felizmente não foram danificadas, aliviando a saveiro da água que tinha entrado no barco na loucura da tempestade.

Ele colocou as velas do saveiro enfunadas tão calmamente como se lançando uma rede de pesca, para, em seguida, comentar que estávamos prontos para um vento favorável para quando ele surgisse. Sua coragem e persistência foram verdadeiramente notáveis.

Na investigação, descobrimos que restara menos de um terço das nossas provisões, enquanto que para o nosso desânimo total, descobrimos que nossos pipas de água tinham sido varridas ao mar durante os violentos ataques das gigantescas ondas, que sacudiram violentamente o nosso barco.


Foto de satélite da entrada no polo norte para o reino da Terra Interior, para Agharta, se revela, de tempos em tempos.

Duas das nossas pipas de água estavam no porão principal, e ambas estavam vazias. Nós estávamos com estoque apertado de comida, mas sem água fresca. Finalmente percebi de uma vez o horror da nossa posição. Naquele momento, fui tomado por uma sede terrível. “Na verdade, a situação é ruim”, comentou meu pai. “No entanto, vamos secar a nossa roupa suja, pois estamos molhados até os ossos. Confiemos no deus Odin, meu filho. Não perca a esperança.”

O sol batia obliquamente no barco, como se estivéssemos em uma latitude sul, em vez de nas longínquas terras do Norte (Northland). Ele estava balançando ao redor, sua órbita sempre visível e subindo cada vez mais a cada dia que passava, com freqüência meio encoberto por uma névoa, mas sempre aparecendo através do rendilhado de nuvens como algum olho inquieto do destino, que guarda a misteriosa Northland e zelosamente assistindo as brincadeiras dos homens. Distante à nossa direita os raios de luz enfeitando os prismas de icebergs eram exuberantes. Suas reflexões emitiam flashes de cor granada, de diamante, de safira. Um panorama pirotécnico de inúmeras cores e formas, enquanto que abaixo podíamos ver o mar de cor verde, e acima, o céu roxo …

Continua …

Primeira parte em: http://thoth3126.com.br/the-smoky-god

Saiba mais sobre AGHARTA em:
http://thoth3126.com.br/agharta-o-mundo-intra-terreno-em-nosso-planeta/
http://thoth3126.com.br/brasilia-jk-akhenaton-eo-egito/
http://thoth3126.com.br/geometria-sagrada-a-flor-da-vida-e-a-linguagem-da-luz/
http://thoth3126.com.br/aghartha-e-area-51-um-visitante-na-terra-interior/
http://thoth3126.com.br/a-conexao-terramaldekmarte-em-gize-cydonia-e-teotihuacanmirador/
http://thoth3126.com.br/vietnam-gigantesca-caverna-descoberta/
http://thoth3126.com.br/grand-canyon-misterios-de-uma-imensa-caverna-revelados/
http://thoth3126.com.br/pedra-da-gavea-uma-esfinge-no-brasil/
http://thoth3126.com.br/aghartha-e-area-51-um-visitante-na-terra-interior/
http://thoth3126.com.br/aghartatelos-uma-cidade-subterranea-sob-o-monte-shasta/
http://thoth3126.com.br/aghartha-o-reino-da-terra-interior/
http://thoth3126.com.br/agharta-e-o-almirante-richard-e-byrd/
http://thoth3126.com.br/o-reino-de-agharta-visto-pela-federacao-galactica/
http://thoth3126.com.br/monte-shasta-outra-visita-a-terra-interior-parte-3-final/

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br


Por favor, respeitem todos os créditos
Arquivos em português:

 Atualização diária


 

Pão e Circo

Soltec – Pão e Circo

Posted by on 29/11/2014

 



Um bom dia, meus amigos. Eu, Soltec, venho na radiante Luz do Pai / Mãe-Fonte de Deus Criador. Fiquem em paz e deixem a mensagem fluir. Muito está acontecendo em todo o mundo no que diz respeito às pressões de reconstrução. Estou falando aqui de forma literal e alegórica.

Seu sistema planetário esta, como nós já dissemos muitas vezes antes, entrando em uma zona (referência ao Cinturão de Fótons) de alta freqüência vibratória, área de baixa densidade de “espaço/tempo” em relação ao que você conheceu no seu passado recente.

Isso faz com que aconteçam as rápidas mudanças em seu ambiente físico, e elas vão se acelerar muito mais, bem como nos ambientes mentais e emocionais da coletividade. Este é, em essência o mecanismo pelo qual a Grande Limpeza da Mãe Terra é facilitada.

Tradução e imagens: Thoth3126@gmail.com

Mensagem de Anthonious “Toniose” Soltec

Fontes: www.wisdomoftherays.com e http://www.phoenixarchives.com

. . . Seu planeta Terra está se tornando mais leve em todos os sentidos da palavra. Muitos seres praticam crenças que são baseadas na baixa freqüência do medo. Na medida em que os espera a sua realidade baseada no medo, você vai lutar com a evolução que está ocorrendo dentro de você, assim como também ocorre ao seu redor.

Da mesma forma, o seu Sol, a sua Mãe Terra, e todos os outros planetas no sistema solar também estão passando por mudanças relativas. Seu planeta tem a necessidade de se limpar e, assim, de se reequilibrar com as energias de sua vida. Houve um saque muito desnatural de seus recursos pela humanidade, na medida em que ela hoje ficou doente. Muito parecido como um animal com o excesso de infestação de parasitas, como as pulgas de um cão, o elemento humano tem continuado a destruição inconsequente do Planeta.

Tecnologias alternativas foram dadas ao seu planeta em diversos tempos. Estas conduziriam à eliminação do uso de combustíveis fósseis e agilizariam muito o retorno de seu planeta ao seu estado natural e saudável de equilíbrio ecológico. Por que vocês não têm os benefícios destas tecnologias avançadas em escala planetária? Simples: Por causa da ganância e ânsia pelo poder e controle por um seleto grupo e a preguiça mental, a necessidade cada vez maior de mais Pão e Circo da maioria dos habitantes do planeta, que docilmente se submetem a esse regime de medo e controle.

No entanto, os ambientes estão se tornando mais e mais “tóxicos” para este tipo de mentalidade. Aqueles que não se livrarem de seus medos e pensamentos aberrantes certamente irão sofrer uma dor emocional interna muito grande na medida em que o resto da humanidade continua a espiral ascendente na freqüência vibratória e em consciência.

Seu planeta terá necessidade de se reequilibrar em sua ecologia e com seus recursos restantes, e há uma grande necessidade para ELA nessa mudança, no deslocamento das suas grandes massas de águas (das massas líquidas oceânicas), de modo a permitir que isso ocorra. As águas têm grandes propriedades curativas e seu deslocamento a nível planetário vai permitir a reabsorção e dispersão dos recursos minerais retirados das massas de terra seca. Ela pediu para a Fonte do Criador por assistência e ela terá esse apoio.

(n.T. e as “águas” estão intimamente conectadas com o “corpo emocional” do indivíduo e da coletividade, que no caso da Terra esta altamente poluído, daí a necessidade de um grande choque pelas “águas” que acontecerá em abril de 2018-Saiba mais em: http://thoth3126.com.br/uma-visao-pessoal/ )

Isto pode soar alarmante para aqueles que percebem que esse enorme deslocamento das águas do planeta não será muito benéfico para muitos de vocês no plano físico tridimensional (especialmente para quem mora em grandes cidades litorâneas, o que parece ser o maior caso para as grandes cidades do seu planeta). No entanto, será apenas como se você fosse dar um banho no seu cão para ajudá-lo a se livrar da infestação das pulgas, assim também há uma necessidade da Terra de que esta limpeza ocorra.

Queridos, vocês devem, eventualmente, vir a perceber que, se o planeta fosse autorizado a continuar em seu curso atual, sem uma tal limpeza, então a Terra iria deixar de ser capaz de sustentar toda a vida para manter tudo que hoje nela existe, e se tornaria tão estéril quanto Marte.



A todos vocês foram dadas muitas (uma vida após a outra…) oportunidades para mudarem seu comportamento, com respeito à necessidade e intensidade dessa limpeza de que o planeta necessita. As escolhas dos poucos, deixou impune (até agora) pelos muitos que nada fizeram, resultaram no estado atual de seu mundo. As massas foram levadas a um estado hipnótico igual a um rebanho qualquer de animais em que pensar por si mesmo não é recomendado, enquanto as distrações do materialismo e do entretenimento (o Pão e Circo) postos à sua disposição são altamente incentivados. Vocês seguiram moralmente cegos e surdos durante muitas gerações. As tecnologias de que se utilizam hoje, que fazem sua vida mais fácil no curto prazo, estão levando vocês a um caminho onde enfrentarão duras correções para a espécie inteira como um todo.

Muitos alegam ignorância como uma desculpa, e isso é aceitável até certo ponto. Como muitos vão rir desse tipo de mensagem, e de forma rápida vão desconsiderá-la como retórica delirante, sem nunca perceber que a ignorância em que eles próprios estão presos é uma escolha que fizeram. Sim, a maioria são treinados e condicionados para ridicularizar qualquer um que segue a sua própria orientação interna e sua própria integridade.

Cada um de vocês faria bem em ir regularmente para dentro de si mesmo e procurar estabelecer a sua ligação direta com a sua própria consciência da Fonte Criadora (se desligar por um tempo do Pão e Circo). Será que seus líderes políticos se inspirariam com inovação e soluções criativas se fossem orientados a estabelecerem tal conexão interna? Em verdade sim! E que tal os seus cientistas? Sim! Não há nenhuma parte da sociedade que não se beneficiaria ao se consultar a orientação superior antes de se tomar qualquer decisão de grande porte que afeta grandes massas da população e o próprio mundo.



No entanto, isso é altamente desaconselhado na sua sociedade. E qualquer pessoa com CONSCIÊNCIA desenvolvida que faz com que eles falem e avisem sobre as conseqüências negativas de, digamos, uma bomba nuclear, serão sempre recebidos com ridículo e até escárnio.

As trevas que ocupam a maioria das posições de poder nunca aceitam serem desafiados em sua autoridade e planos. É porque a maioria dos indivíduos se tivessem uma consciência esclarecida poderiam ver os governos do mundo a desenvolver todos as suas novas, maiores e “melhores” armas e jogos de extermínio de uma forma extremamente compartimentada, pois se as massas fossem perceber o verdadeiro potencial desses novos dispositivos, eles iriam perceber que seu mundo é dirigido por indivíduos loucos e paranóicos que querem sacrificar todo o planeta se necessário for apenas para que seus delírios de poder e controle possam ser mantidos.

Para mais informações sobre POLÍTICOS e quem os CONTROLA: http://thoth3126.com.br/category/reptilianos/

Como é que tais pessoas gravitam em torno de tais posições de poder? O maior motivo e o que se chama de Carma, na maior parte, é devido às Leis de Causa e Efeito. Estas pessoas que servem a estas agendas das trevas estão tentando trabalhar com o seu “próprio carma” como vocês. Se, no passado, eles foram responsáveis pela destruição (e muitos políticos governantes de hoje assim o fizeram em outros pontos do universo) de um planeta ou uma grande quantidade de população de um planeta, eles terão de repetir a lição, uma e outra vez, até acertarem. Esta é uma explicação bastante simplificada, mas eu acredito que esclarece o assunto.

Muitos de vocês que estão lendo isto vieram para a terra para ajudá-los a despertarem os (uma minoria) que conseguirem ficar livres do bombardeamento incessante de mais “Pão e Circo” que distrai e acalma as massas em um estado de complacência hipnótica, para não dizer outra coisa mais estupidificante. Vocês são os que nunca compraram totalmente o puro materialismo ou o desejo de mais brinquedos e entretenimento. Você pode ter andado por esse caminho por algum tempo, mas eventualmente você ficou totalmente insatisfeito e começou de novo à procura por algo mais real e mais gratificante, para sua existência humana, você já não “aceita” apenas mais e mais Pão e Circo.

A maioria de vocês chegou à conclusão de que vocês nunca se sentem satisfeitos interiormente, por dentro, a menos que estejam ativamente a tentar ajudar mais alguém. Quando sua energia está alinhada nesse sentido, você sente uma grande paz interior, satisfação e integridade. E ainda assim mesmo, muitos de vocês têm, ao longo de sua vida, aproveitado em graus diferentes também os prazeres de sua existência física. Vocês são os professores, e vocês gostam de ajudar alguém a crescer de modo que eles podem ajudar a si mesmos e, finalmente (esperamos) eles vão ajudar uns aos outros. Na maioria das vezes, vocês são muito competentes no que vieram para ensinar.



Mas quando você ajuda outro, você às vezes acaba em uma situação onde o outro que você está ajudando se torna dependente de você. Isso leva a uma situação na qual você está sentindo que os outros têm levado vantagem sobre você. Isso pode deixá-lo se sentindo amargo e solitário, um estado muito desconfortável. Por favor, dedique um momento para perceber que apenas você é o responsável máximo por permitir que outros se aproveitem de você, como eles o fazem. Às vezes você tem que deixar que os outros passem pela experiência de “falharem” em primeira mão quando você os deixa sozinhos, de modo que eles serão capazes de apreciar a importância de todos os pequenos detalhes que você estava tentando chamar a atenção deles.

Para uma mãe pássaro não há crueldade ou dureza ao empurrar seus filhotes para fora do ninho quando for a hora certa. É com compaixão e compreensão daquele pássaro mãe que já sabe que os filhos devem aprender a fazê-lo por conta própria, abrir as próprias asas e voar. Está tudo lá para o aprendizado e o crescimento(n.t. Só que a maioria da humanidade evita esse aspecto referente à EVOLUÇÃO de sua existência por pura preguiça e atavismo/indigência mental).

Enquanto o seu mundo continua a “limpar” sua carga negativa excessiva, mais e mais pessoas estão se tornando insatisfeitas com o brilho e os flashes e a fugacidade das coisas puramente materiais (o Pão e o Circo CADA VEZ MAIS EM EXCESSO), continuamente desfilando perante seus olhos e à sua frente, em uma procissão interminável. Estes indivíduos irão, eventualmente, vir a perceber que a busca e a aplicação do conhecimento em um esforço para fazer as suas famílias e os amigos também despertarem em suas vidas cumprindo o único caminho razoável a seguir, o da evolução. Isto acabará por infiltrar-se na comunidade em geral, e uma cascata de amor e de cooperação e a busca pelo conhecimento acabará por se manifestar em todo o mundo.

Por favor note que, apesar de seu ambiente físico atual poder, eventualmente, tornar-se inabitável para a vida humana, sempre haverá outras oportunidades em outros mundos para aplicar aquilo que o seu coração (Alma) ficou sabendo. Se você puder aprender o verdadeiro valor do que eu falo, você vai inevitavelmente levar este conhecimento verdadeiro com você em todas as suas viagens posteriores, não importa o destino. Lembre-se que você pode estar sendo expulso de seu “ninho”, mas a jornada continua. A jornada da alma é infinita e cheia de espontaneidade. Você chegará a ver o valor de sua experiência atual como tendo sido uma oportunidade muito rica e maravilhosa para expressar e expandir a sua finalidade (da sua alma) interna.

Não há momentos desperdiçados, e que você pode estar em uma situação que parece pouco convidativa, mas que você ainda é bastante abençoado com a oportunidade de experimentar o crescimento pessoal interior e para ajudar os outros, talvez em silêncio e às vezes até de maneiras depreciadas pelo próprio indivíduo que esta recebendo ajuda. Nunca permita que as “pressões” (e os “compromissos”) do mundo físico e materialista possa oprimi-lo a um ponto de sentir medo.

Isso só vai levar à estagnação no seu crescimento. Se os eventos se desdobram de tal maneira que o único resultado possível é a morte física, em seguida, perceba que nesse caso é simplesmente a sua hora de ir, de partir e se liberar da experiência física e permitir a transformação para se desdobrar, após o corpo a vida segue, infinita, pois a morte do corpo físico tão querido é apenas uma passagem, uma grande ilusão. Isto não significa que você deve de alguma forma desistir porque “as coisas parecem impossíveis”.

Desistir é uma resposta de baixa freqüência para um desafio que você se permitiu ficar sobrecarregado. Você está lá, por razões e por sua própria escolha em níveis mais profundos. Que você pode não lembrar os motivos ou o fato de que você escolheu passar por essa experiência não altera a verdade dos fatos. Se você é confrontado com uma situação aparentemente avassaladora, sempre pare um momento para lembrar que a viagem física não é de forma absoluta, significando que você tem muitas experiências semelhantes, tanto para trás e para à frente de onde você esta. Você é uma Alma Imortal em essência enfrentando em um corpo físico de modo que você pode compartilhar uma realidade comum com outras entidades na sua busca. Quando você se sentir oprimido, é simplesmente porque você esqueceu este quadro maior.



Você sempre tem uma escolha em cada situação. Os mais simples de coração e mente podem entrar em pânico se eles não vêem uma escolha clara e imediata. Às vezes a resposta certa é a de simplesmente se esperar, não agir e recolher mais dados. Se você estiver em uma sala que está pegando fogo e a única saída esta bloqueada pelas chamas, você pode ter a sua chance correndo através das chamas, ou você pode ter um momento para acalmar-se e, talvez, olhar em volta e ver se há qualquer coisa que possa ajudar na sua fuga. Talvez haja um colchão de água na sala que pudesse ser furado, ou um cobertor que você possa se envolver emquanto você atravessa as chamas. O ponto é o seguinte: às vezes tendo um pouco mais de tempo extra para acalmar-se e recolher mais dados é a melhor escolha e a atitude certa.

A maioria das coisas que o oprimem são de uma natureza muito menos urgente. Você vai descobrir que muitas vezes você vai ter horas, dias, ou até mesmo mais tempo para se tomar uma decisão. Mantenha o mundo interior do Espírito com mente calma que você vai buscar e encontrar respostas para as perguntas que você ponderar a respeito em seu íntimo. Isso é sempre benéfico, pois é a partir do reino do Espírito que tudo toma forma.

Eu Sou Anthonious “Toniose” Soltec, venho em uma radiante Luz do Deus Criador, como professor e guia, de modo que vocês possam ter “ferramentas” para tirar o máximo proveito de sua experiência física. Eu vim para ajudá-los, mas vocês devem fazer suas próprias escolhas e trilhar seu próprio caminho. Que vocês sempre optem por caminhar em acordo com a vontade da Fonte do Criador, que ESTA DENTRO DE VOCE. Bênçãos para todos vocês. Salu

Mais informações em:
http://thoth3126.com.br/os-anjos-caidos-the-watchers-os-vigilantes/
http://thoth3126.com.br/um-novo-ciclo-se-inicia/
http://thoth3126.com.br/reptilianos-mais-informacoes/
http://thoth3126.com.br/uma-visao-pessoal/
http://thoth3126.com.br/emmanuel-a-separacao-comecou/
http://thoth3126.com.br/reptilianos-do-sistema-estelar-de-draco/
http://thoth3126.com.br/angelina-jolie-e-parte-de-um-esquema-de-controle-muito-sutil-e-inteligente/
http://thoth3126.com.br/marilyn-monroe-sua-vida-oculta-como-escrava-do-programa-de-controle-mental-monarch/

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br


Por favor, respeitem todos os créditos
Arquivos em português:

 Atualização diária


 

Breve atualização nas energias. - Aisha - 27.11.2014

Os Companheiros Constantes

Através de Aisha North

Tradução: Candido Pedro Jorge



E assim, aconteceu que, mais uma vez entraram numa nova etapa deste processo de renascimento de si mesmos, sempre se desdobrando neste planeta e, como tal, mais uma, vez gostaríamos de parabenizá-los pelos esforços que conseguiram colocar nesta fase, ao longo dos últimos dias. Foram nada mais que magníficos e, assim, novamente mudaram-se para a próxima volta da espiral.

Mais uma vez, o horizonte se expandiu e conseguiram se impulsionar através de um desses corredores que, de muitas formas pode ser comparado a do canal do parto e, por isso, nos atrevemos a achar que todos, de alguma forma puderam sentir como as restrições parecem ter ligeiramente diminuído.

Como veem, estas "restrições", são apenas o equivalente das contrações, um similar energético do que isto é, que ajuda a empurrá-los em frente. E assim, a Luz voltará a aumentar, bem como suas habilidades para respirar mais livremente.

Esperamos que isso se torne palpável a todos ao longo dos próximos dias e, mesmo que um sentimento de fragilidade em seus corpos físicos ainda possa estar muito presente em alguns, em breve, também começarão a desaparecer, na medida em que as camadas energéticas as suas voltas se acalmarem um pouco.

Como sempre, isto também será temporário, pois se trata de um processo contínuo que, por agora, pensamos que se sentirão como se tivessem a chance de recuar um pouco de tudo e saborear a pequena pausa que será concedida.

Sabemos que isso provocará alguns gemidos de desespero naqueles ainda muito indispostos deste último gigantesco empurrão em frente, todavia, estarão prontos para dar o próximo e decisivo passo, tão logo lhes seja apresentado.

Estas palavras irão oferecer conforto para aqueles que foram empurrados quase aos seus próprios limites por esta última rodada de pressão adicional, entretanto sabemos que estarão constantemente monitorados e, assim, podemos dizer que serão mantidos bem longe de cruzarem seus limites de alguma forma.

Pois mesmo que possam sentir como se seus corpos físicos estivessem prontos para vociferar num estágio ou outro, durante esta etapa, saberão que realmente estão bem mais avançados e, de fato, mais resistentes do que talvez possam imaginar.

Irão gemer e fazer muito barulho, através de todo o caminho, mas não irão desmoronar. Para isso foram bem preparados e, assim, muitos, mesmo não guardem nenhuma lembrança, foram bem treinados para assumirem impulsos energéticos que superam aqueles que enfrentarão brevemente adiante.

E assim dizemos: Saibam que está tudo bem e que estão bem em seus caminhos para completar todo este processo e o que conseguiram completar agora, é um daqueles gigantescos saltos, que serão apresentados entre os mais importantes feitos jamais empreendidos.

Será quase impossível para qualquer um de vocês acompanharem o âmbito dessa última e maravilhosa realização, ainda que possamos voltar devidamente a repetir nossas advertências, também gostaríamos de dizer que essa, na verdade, é a nossa tarefa.

Lembrem-se de que são aqueles que realmente estão fazendo tudo isso acontecer, permitindo a interação entre essas energias que chegam com a maravilha de seus corpos físicos acontecerem, enquanto a nossa tarefa é ajudá-los a ver melhor todo o processo do lado de fora.

Em outras palavras, poderão sentir cada segundo deste processo mágico em seus próprios veículos físicos, até de uma forma excessiva, às vezes, ouvimos reclamar. Entretanto, por agora, só podemos observar e comentar e preencher alguns dos detalhes circundantes que possam ajudá-los ver mais longe do que as reações físicas, às vezes, um pouco esmagadora que tudo isso possa acarretar.

E assim, mais uma vez, gostaríamos de estender nossa mais profunda gratidão em nome de todos da Criação, pela maneira como continuam evoluir e mesmo que este movimento em frente, por vezes, resulte de algumas intensas contrações bastante energéticas, não produziriam nenhum efeito a menos que se permitissem serem conduzidos adiante neste, às vezes, aparentemente interminável fluxo de energia iluminada.

São quem definem a velocidade deste processo, pois são seus SIM que definem seus ritmos e, mesmo que não possam deter o poder da Luz, podem de certa maneira retarda-lo por suas reclamações, se recusando dar o passo em frente. Todavia, um número suficiente de vocês decidiu zarpar e se libertar e, como tal, o impulso em frente foi bem maior e, por isso, não podemos agradecer o suficiente.

Mais uma vez, podemos afirmar que este avanço também ajudou a mudar algumas peças muito fundamentais em alguns novos slots nesta estrutura energética altamente complexa, da mesma maneira como no enigma do que chamam de Cubo de Rubik, avança em direção a uma solução.

Agora, a velocidade mais uma vez irá se acelerar consideravelmente, todavia, por enquanto, nos atrevemos a imaginar que sentirão o alargamento de seu campo de tal forma, a se sentirem menos restritos fisicamente e mais capazes de tomarem uma respiração completa de ar fresco.

E assim, mais uma vez aconselhamos, para tomarem algum tempo para entrarem em sintonia consigo mesmos e sentirem a novidade interior da maneira que puderem. Poderão não se sentir como muitos no início, todavia, depois de algum um tempo, acreditamos irão ouvir o som de uma vibração muito nova dentro de vocês, que é aquela que, mais uma vez, anuncia o Novo Mundo, de uma maneira muito nova.




Fonte: Aisha North – Channelingsand Words of Inspiration
Em: Sementes das Estrelas.


Por favor, respeitem todos os créditos
Arquivos em português:

 Atualização diária


 

Amor é o único tesouro verdadeiro.

O único tesouro verdadeiro é o Amor.

Emanuel

Através de Langa

 

Posted by on 29/11/2014



 
coração-pulsandoA Grande Mãe, o planeta Terra, Gaia tem sido auxiliada em sua transição, ascensão para a quinta densidade através de feixes de energia altamente vibracionais (oriundos do Sol Central da Galáxia), o que resulta em um aumento significativo de sua frequência vibratória. Seus cientistas já puderam constatar as mudanças, mas não podem entendê-las (porque operam somente com o intelecto, apenas pensam, mas não conseguem - amar - SENTIR com o coração). A Humanidade está no final de um ciclo de limitação, e muitos no seu planeta estão despertando para o poder superior do Amor.

Edição e imagens: Thoth3126@gmail.com

EU SOU Emanuel. Amados Irmãos, Hoje eu vim lhes falar sobre o único tesouro verdadeiro.

O Amor é a Fonte Original em perfeito Equilíbrio, o Amor é o Ponto Zero Universal, em que todos os opostos desaparecem. No seu Ponto Zero há um imenso silêncio porque, sem oposições, não há ego. O ego vive das polaridades e se alimenta do desequilíbrio.

O Amor é o Silêncio Divino. O Amor é uma oportunidade para crescer, para chegar aos níveis superiores de ser. O Amor é a frequência vibratória cósmica da harmonia de tudo com o tudo mais. O Amor é o aspecto mais puro e não distorcido da energia do Criador.


O Anahata, o Chakra cardíaco, o quarto, situado no coração humano, a sede do amor e equilíbrio e onde RESIDE a ALMA, o SER REAL em cada um..

É uma frequência vibratória que contém as chaves que abrem as portas de Todos os Reinos do Céu. Mas você não pode ter a Chave; você só pode deixar que ela tenha você. No momento que você tenta ter a Chave, você se torna dual e desequilibrado. Entendam isto, vocês não podem manipular ou controlar o Amor.

Ele é que controla vocês, porque o Amor é soberano. Só há um meio de você ficar à disposição do Amor, e esse meio é projetar emoções/sentimentos positivos para a Matriz Cósmica. Cada momento que você passa sentindo emoções negativas e medo, seu campo energético diminui a frequência vibratória, privando você da possibilidade de estar em posse do Amor.

O processo de co-criação da sua realidade de terceira dimensão através de seus pensamentos ocorre assim: o modo como você pensa provoca o modo como você sente, o modo como você sente provoca o modo como você vibra, o modo como você vibra determina o que você atrai, e o que você atrai se materializa em sua realidade.

O Amor – como tudo – só chega a você a partir da qualidade das vibrações que você emite. Lembrem-se, o Universo é um local que ecoa, dando e recebendo simultaneamente. Nós dos Reinos Superiores vemos que nunca, desde o início da criação, houve um tempo no seu Planeta como este em que vocês vivem agora. É uma oportunidade única para a Terra e a Raça Humana.


 
Gaia tem sido auxiliada em sua transição para a quinta densidade através de feixes de energia altamente vibracionais, o que resulta em um aumento significante de sua frequência vibratória.

Seus cientistas podem constatar as mudanças, mas não podem entendê-las. A Humanidade está no final de um ciclo de limitação, e muitos no seu planeta estão despertando para o poder superior do Amor.

O Amor mudará você. E quando você muda, toda a vida muda junto. Esta é a alquimia da transformação.

A mudança da frequência vibratória do coletivo através da sua própria mudança pode parecer um empreendimento difícil, mas não é. Lá no fundo de todo o seu conhecimento, você sabe como fazer.


 
As dificuldades se apresentam somente como degraus de pedra até as altitudes mais elevadas. Sem dificuldades, não haveria progresso e nem crescimento.

Use o seu pensamento para criar sentimentos positivos; o pensamento de um só indivíduo alinhado com a alta frequência do Amor é mais poderoso que centenas de pensamentos desalinhados e egoístas.

Então, o poder de centenas de indivíduos conscientes projetando pensamentos positivos na consciência coletiva do planeta Terra aniquilará o pensamento-padrão de um milhão de indivíduos não-conscientes.

Mas, para realizar a transformação, vocês devem ser intrépidos, extremamente corajosos, destemidos, porque o medo nada mais é do que a ausência do Amor. Estejam alertas, examinem profundamente tudo que os fazem ter medo e vocês verão desequilíbrio e ausência de Amor. Reivindiquem o seu Tesouro.

Deixem o amor ser o seu estado de Ser natural!

EU SOU Emanuel…

Permitida a reprodução desde que respeite a formatação original e mencione as fontes.


Por favor, respeitem todos os créditos
Arquivos em português:

 Atualização diária


 

O PROCESSO DE CANALIZAÇÃO

Confederação Galáctica 

A pineal e o processo de canalização 

 A travessia do portal 

 Vivendo em realidades simultâneas

 27.11.2014


Saudações da Confederação, queridos!


O Canal abre espaço, enchendo o coração de amor, possibilitando o Portal Pineal receber a nossa comunicação.


Ele precisa manter-se nesse estado de amor e entrega, para que a nossa mensagem seja dada na íntegra e sem interferências da sua mente. Para isso, nós sempre recomendamos mentalizar a Sagrada Chama Crística do Sol Central de sua Galáxia.


Pedimos, também, enquanto lerem as nossas palavras, que mantenham um estado harmonioso, de coração aberto para que também ajudem o transmissor a trazer a mensagem completa. Como ajudar o transmissor? Sim, essas mensagens que vocês leem agora são em tempo real, mesmo que pareça estranho para vocês. No agora em que leem essas nossas palavras escritas ou a escutam em forma de áudio que virá a seguir, estão lendo-a em tempo real. Pedimos que mantenham a sua Chama do Coração acesa para que a energia se expanda, expanda e expanda e chegue a todos os que precisam ser alcançados.


Vocês, quando leem as nossas mensagens, conseguem, de forma natural, aumentar o volume de energia que enviamos com cada uma delas, de forma a concentrar uma quantidade bilhões de vezes mais poderosa do que a nossa intenção primária. Nós enviamos as mensagens, vocês as leem e as transformam em bombas de luz, na medida em que se entregam, amorosamente, ao fluxo da mensagem. Por isso, é importante que estejam sempre com os seus corações abertos para entrar na mensagem e captar, não apenas as palavras escritas ou faladas, mas captar a essência da mesma. Assim também conseguirão captar e diferenciar as mensagens que trazem interferência de uma mente humana ou de uma interferência externa de cunho negativo. Isso pode acontecer ao deixar cair o fluxo de luz, o canal perde controle e pode, sem perceber, ser usado por inteligências com interesses particulares de enganação, medo e caos.


Em cada uma das nossas mensagens, nós damos um código. Quando o leitor/ouvinte está entregue ao fluxo divino, com seu coração aberto no momento em que toma contato com a mensagem, ele consegue captar a nossa assinatura. O coração aberto permite a vocês adentrarem nas dimensões superiores e, assim como o canal, vocês tem a pineal bombardeada com o fluxo que enviamos. O recebimento aberto da Luz que contém nas mensagens os possibilita a entrar em êxtase durante a leitura, assim como o canal durante a escrita.


É, verdadeiramente, um trabalho em equipe, já que todos somos Um. Antes de lerem nossas mensagens, nós recomendamos que respirem profundamente e entreguem-se à Luz Crística, pedindo ao Criador que os permita acessar os reinos da Luz e da Verdade. Acessando o próprio coração, conseguirão identificar os códigos que enviamos e atestar a veracidade das nossas palavras e se há ou não alguma interferência na mensagem enviada.


Antigamente, no espaço/tempo de vocês, as nossas mensagens eram muito interceptadas, já que a ação das trevas era mais acentuada. Por muitas vezes, tivemos as nossas mensagens interceptadas e modificadas gravemente. Há aqueles que agora nos questionam do porquê permitimos isso, do porquê autorizamos essas interferências.


Primeiro, deixem-nos dizer que tudo faz parte do Grande Plano e nenhuma ação dos que pertencem às trevas está fora de monitoramento. Segundo, isso, em algumas ocasiões, aconteceu por um breve descuido do próprio transmissor (canal) que, ao deixar-se levar pelos seus pensamentos, deu espaço às interceptações. Deixem-nos explicar mais uma vez: Quando um canal senta-se para canalizar as nossas palavras, quando ele abre espaço em seu coração e invoca as forças da luz para comunicação, abre-se um portal de luz entre os reinos. Rapidamente, aqueles que irão transmitir a mensagem do outro lado do véu se prontificam e enviam blocos de informações como feixes de luz que serão puxados pela pineal do canal. A maneira pela qual o canal irá receber o nosso feixe de luz, de forma rápida ou menos rápida, será resultado, mais uma vez, da disciplina do próprio (*)receptor / transmissor em manter-se harmonizado. Podemos comparar o recebimento dos blocos de informação com uma corda, que, ao ser puxada cada vez mais pelo canal, vai tendo seu diâmetro aumentado e torna-se um cordão, ou uma corda, gradualmente, mais grossa de Luz. O que permite a expansão do feixe de Luz enviado ao canal é a abertura do seu coração em confiança e Fé. Pedimos ao Gabriel que exemplifique-lhes, mostrando em desenho a imagem que lhes estamos entregando na sua mente:





Esse cordão torna-se mais Grosso ou mais fino sempre de acordo com a sintonia de Fé e amor do receptor. Naturalmente, quando a vibração do receptor cai, o fluxo diminui, a corda afina e é facilmente interceptada ou cortada. Se isso estiver claro para vocês, nós ficamos felizes em ter explicado, e agradecemos ao nosso atual transmissor por conseguir decodificar os nossos blocos de informações, os quais estamos enviamos, neste exato momento, da Nossa Nave Mãe Jerusalém.


Cada um de vocês é capaz de se comunicar conosco já que, todos, sem exceção são filhos da luz e dotados de todas as maravilhosas faculdades que o Criador nos concedeu.


TRAVESSIA DO PORTAL





O Seu mundo, belo como é, está sendo introduzido neste exato momento em que leem as nossas palavras em um portal de luz. Dizemos “neste exato momento”, porque, como falamos, não há tempo para nós e essa mensagem está sendo entregue em tempo real, em múltiplas dimensões. Sim, nós estamos entregando-a em quase suas totais realidades paralelas, por exemplo, ela está sendo transmitida por um outro canal em um outro lugar, não de forma escrita, mas falada em frente a uma pequena plateia. Isso soa estranho e confuso? Oh, queridos, tantas e tantas vezes explicamos que vocês estão vivendo múltiplas realidades e que o você de agora, o você que se enxerga agora no espelho está também do outro lado do espelho. Isso tornar-se-á cada vez mais fácil de entender, na medida em que a Terra atravessa o portal de luz e se aproxima de Sírius e sua radiação.


Muitos de vocês estão reclamando de vários sintomas que estão enfrentando frequentemente; deixem-nos dizer que isso já era muito previsto e muitos, muitos mesmo de vocês já estão preparados para atravessar o Portal.


"Que portal seria esse? Especificamente, Irmãos" – alguém na plateia em uma outra realidade perguntou. – Este é o portal do não-tempo. O portal que os leva para a multidimensionalidade. O portal que deixa você, querido humano, em um estado completamente expandido. Estado esse que permitirá a você ir a qualquer lugar que desejar, apenas com o seu querer. Ao atravessar o portal, ele o deixará ciente de quem, realmente, você é e o que veio fazer neste lugar que você chama de Terra, a que nós damos outro nome. Nós a chamamos de A JOIA DA GALÁXIA. Porque damos esse nome? Porque ela é, de fato, uma Joia e vocês estão nessa Joia.


O portal, ou a travessia dele, é o que vocês estão vivendo agora neste momento. Vivendo o portal e atravessando-o. Vocês verão mais mensagens falando sobre isso a seguir, e talvez se lembrem dessa nossa mensagem. Portanto, queridos, aceitem esse processo com o coração aberto, permitindo que, tudo que é solicitado pela energia do Grande portal seja feito.


"O que tanto será solicitado?", alguém do outro lado do espelho pergunta. Oh, será mesmo que teremos de responder a isso? (risos). Deixar para trás as bagagens lembra a vocês algo? Sim, deixar para trás tudo que os põe em uma situação dolorosa, porque vocês não estão aí para sofrer, vocês estão para contribuir com a Luz. Vocês se prenderam por sua própria vontade, e honramos sempre o seu livre arbítrio.


Em respeito ao seu livre arbítrio, atendemos ao pedido da Mãe Terra e dos seus filhos sobre ela. Pedido de reconexão na comunidade galáctica e, assim, nós estamos atendendo, graças e mais graças ao Criador por nos permitir isso. Então, o que nos dizem? Larguem os fardos! Larguem-nos! E venham para casa! Vocês não precisam de mais nada, senão o amor em seus corações, apenas isso. Porque continuam crendo que precisam de algo do outro lado do véu? O que vocês precisam apenas é do amor em seus corações e, se aceitarem a travessia, verão que valeu muito a pena.


Deixem, deixem que o processo se complete em cada um de vocês, se entregando ao amor em seus corações, novamente fundindo-se com o seu EU Superior e entrando em Seu Estado de Graça.


Nós encerramos a nossa mensagem por hoje, acreditando que conseguiram entender e ir além dessas palavras. Ir aonde somente o coração cheio de amor e fé poderia ir, chegando ao encontro dos códigos de luz que enviamos daqui, através destes transmissores. Oh, sim, "Destes", no plural mesmo. Não se esqueçam que é uma mensagem multidimensional. Poderá haver céticos quanto a isso, o que não nos preocupa. O Cético em uma realidade pode ser um canal em outra. Tanto faz para nós.


Nós amamos a cada um de vocês e deixamos aqui as nossas bênçãos da sua Família das Estrelas. Nós somos a Confederação Galáctica.



Gabriel: Gratidão, amada Família.


(*) Receptor e transmissor é o mesmo que canal. Receptor da Mensagem e Transmissor tangível nesta realidade da mesma.


Por favor, respeitem todos os créditos
Arquivos em português:

 Atualização diária


 

Atlântida – Um Habitante de Dois Planetas – 12 e 13

ATLÂNTIDA, A RAINHA das ONDAS dos OCEANOS

Posted by on 29/11/2014

 



poseidonis-vulcano“O propósito desta história é relatar o que conheci pela experiência, e não me cabe expor idéias teóricas. Se levares alguns pontos pequenos deixados sem explicação para o santuário interior de tua alma, e ali meditares neles, verás que se tornarão claros para ti, como a água que mitiga a tua sede. . . “Este é o espírito com que o autor (Philos, o Tibetano) propõe que seja lido este livro. E chama de história o relato que faz de sua experiência. Que é história?. . . Ao leitor a decisão.

“Nunca pronuncies estas palavras: “isto eu desconheço, portanto é falso“. Devemos estudar para conhecer; conhecer para compreender; compreender para julgar“. – Aforismo de Narada.

“Em época por vir, uma glória refulgente, A glória de uma raça feita livre e pujante.Vista por poetas, sábios, santos e videntes, Num vislumbre da aurora inda distante.Junto ao mar do Futuro, uma praia cintilante Onde cada homem seus pares ombreará,em igualdade, e a ninguém o joelho dobrará. Desperta, minh’alma, de dúvidas e medos te desanuvia; Contempla da face da Manhã toda a Magia E ouve a melodia de prodigiosa suavidade Que para nós flutua de remota e áurea graça — E o canto como um coral da Liberdade E o hino lírico da vindoura Raça.” (Philos, o Tibetano)

Edição e imagens: Thoth3126@gmail.com

Fonte: http://www.sacred-texts.com

Capítulos anteriores:
http://thoth3126.com.br/atlantida-um-habitante-de-dois-planetas/
http://thoth3126.com.br/atlantida-um-habitante-de-dois-planetas-parte-2/
http://thoth3126.com.br/atlantida-um-habitante-de-dois-planetas-parte-3/
http://thoth3126.com.br/atlantida-um-habitante-de-dois-planetas-parte-4/
http://thoth3126.com.br/atlantida-um-habitante-de-dois-planetas-parte-5/

Livro: “Um Habitante de Dois Planetas”, de Philos, o Tibetano – Livro Primeiro, CAPÍTULOS 12 e 13:

CAPITULO XII – UM ACONTECIMENTO INESPERADO

O inesperado acontece. O Príncipe Menax revela sua afeição por Zailm e pede que ele se torne seu filho.

Alguns passos nos fizeram alcançar a grande estufa ou Xanatithlon, onde cresciam todas as espécies de flores. Em seu centro havia uma fonte cujos graciosos jatos de água se erguiam até o cume do grande domo e, durante o dia, cintilavam à luz do Sol que se filtrava por milhares de vitrais coloridos. Mas naquele momento, em que o ruído monótono da chuva se misturava ao doce murmúrio da fonte, aquele monumento à beleza brilhava sob os raios de numerosas fontes elétricas que imitavam o Deus do Dia.

Misturadas às miríades de flores naturais havia centenas de outras, esculpidas em vidro com tanta perfeição que só pelo toque seria possível dizer quais eram produzidas pela Flora e quais pelo artista. Esses dispositivos de iluminação estavam em harmonia com as flores naturais dos arbustos, árvores e trepadeiras onde estavam colocados. Eram em pequeno número nos arbustos, mais numerosos nas árvores, havendo grande quantidade deles nas trepadeiras que cobriam arcos e pilares ou pendiam do alto, iluminando aquele paraíso floral com um brilho suave e constante, extremamente agradável.

Nesse deleitoso ambiente nos sentamos no que, à primeira vista, parecia ser um conjunto de pedras cobertas de musgo, contendo convidativas depressões, mas que na realidade eram confortáveis assentos. O musgo tinha sido fabricado pelos bichos-da-seda. . . “Senta-te aqui perto de mim, filho” – disse o benigno príncipe, indicando uma depressão ao lado da que ele havia escolhido para sentar. “Zailm” – começou ele -“nem sei por que te chamei aqui esta noite, por que não esperei para fazê-lo mais tarde. Mas ao mesmo tempo eu sei, pois tinha uma missão a ser confiada a uma pessoa apropriada. Embora existam outros com mais experiência, decidi confiá-la a ti. Já sabes do que se trata”.



Para mim estava claro que não fora essa a razão que levara o Astika a me escolher e que ele não tinha me convidado para visitar o conservatório por causa disso. O príncipe ficou em silêncio por algum tempo e depois me perguntou: “Já te contaram que minha esposa me deu um filho e que ambos foram arrebatados pela morte? Aí, tive um filho e uma filha. Incal seja louvado, ainda tenho uma filha! Mas meu filho, o orgulho de minha vida, foi para o Navazzamin, o destino de todos os mortais. Meu filho, ah, meu filho!”

Quando sua emoção arrefeceu um pouco, ele continuou: “Zailm, quando te vi, durante tua primeira conversa com o Rai faz quatro anos, se não me engano, fiquei espantado com a semelhança que tens com meu filho perdido, e te amei. Muitas vezes fui ao Xioquithlon para te observar em tuas atividades de estudante. Todas as vezes que foste convocado a vir a este astikithlon foi porque eu queria te ver! Sim, olhar para ti, menino!” -murmurou ele, afagando meus cabelos por alguns momentos. “Poucos foram os dias em que não te vi, pessoalmente ou através do naim; sim, muitas vezes saí à noite e fiquei parado diante de tua janela para alegrar meu coração com o som de tua voz, quando lias para tua mãe.

Tenho te observado e me orgulhado de ti, Zailm, pois em tudo pareces ser um filho meu; teus triunfos nos estudos têm alegrado meus dias, como também a capacidade com que tens cumprido teus serviços governamentais, pois ages como meu filho agia! Por tudo isso, meu rapaz, vem viver aqui, pois quero ver-te ao meu lado nestes meus anos de velhice. Juntos navegaremos pelo rio da vida, tu e eu! Provavelmente serei o primeiro a cruzar o grande oceano da eternidade e ficarei esperando por ti na terra dos sonhos onde não há despedidas, dor ou tristeza. Vem, Zailm, vem!”

A esse terno apelo, respondi da seguinte forma: “Menax, nestes anos em que vivi em Caiphul, muitas vezes me perguntei o que significavam os favores que me concedias. Sempre foste mais bondoso comigo que com qualquer outro, contudo permanecias reservado e distante, mais que outros que certamente não se importariam com o que pudesse me acontecer. Agora tudo ficou claro. Tenho te considerado com afeto e reverência, valorizando tuas atenções e agindo de acordo com as palavras de aconselhamento que me dirigiste algumas vezes. Sim, Menax, iremos juntos, de braços dados, caminhar para a sombria terra das almas, e tu me aguardarás ou eu esperarei por ti, conforme qual de nós a Grande Ceifadora decida levar primeiro.”

Ficamos de pé e nos abraçamos com ternura. Quando nos separamos, vi a filha única do príncipe, rodeada de trepadeiras que emolduravam sua encantadora figura. Ao vê-la, lembrei de outra jovem, a Saldu cuja história tinha ouvido pouco antes. Quase da mesma idade, ambas um ano mais novas do que eu, mas muito diferentes entre si como tipos de beleza. É difícil descrever uma pessoa em quem focalizamos o interesse mais profundo do nosso coração; e quanto maior esse sentimento, mais difícil é pintar o seu retrato com palavras. Pelo menos, assim era para mim. Já te informei, leitor, a respeito da aparência da jovem provinciana da terra distante de Sald, com seus cabelos castanhos dourados, seus olhos azuis e seu porte elegante; podes imaginar quanto era delicada sua pele clara; sensível e atenta sua natureza, que a despeit0 disso era muito cruel.

Mas como posso descrever aquela que eu amava, com quem um encontro por acaso, mesmo de longe, representava grande parte do prazer que me dava ir ao palácio de Menax? Aquela por quem eu tinha me apaixonado e que eu tinha entronizado em meu coração quase que desde meus primeiros dias de residência em Caiphul – como posso descrever seus encantos? A Princesa Lolix estava no limiar de sua condição de mulher feita, a linda Princesa Anzimee também. Esguia, delicada, feminina, derradeira flor de uma antiga linhagem de nobres ancestrais, ela estava acima de mim nos estudos do Xioquithlon, embora fosse mais nova que eu. Eu a amava, mas escondia cuidadosamente este fato. Todos os meus amigos que leiam estas palavras saberão como eu me sinto quando declaro minha hesitação em descrever Anzimee, pedindo a cada um que coloque nesta moldura poseidana a imagem de sua própria amada.



“Cada coração lembrou um diferente nome, Mas todos cantaram a mesma melodia.” O Príncipe Menax viu a filha quase no mesmo instante que eu e um ar de surpresa espalhou-se por seu rosto, pois supunha que o Xanatithlon estivesse deserto. Ao perceber sua expressão, a Rainu adiantou-se, beijou-o e disse: “Meu pai, estou atrapalhando? Ouvi quando tu e. . . este jovem entraram, mas como não sabia que desejavas estar em privacidade, continuei minha leitura.” “Minha querida, não precisas te desculpar. Na verdade estou feliz por estares aqui. Posso saber o que estavas lendo? Não deves estudar demais e creio que foi isto que quiseste dizer com a palavra “leitura”.”

Com um sorriso a passear por seu rosto e a iluminar seus olhos azul cinza, ela replicou: “Darias um ótimo leitor de pensamentos ocultos! Eu estava mesmo estudando, mas o meu objetivo justifica isso. Quem adquirir um profundo conhecimento da ciência médica terá condições de aliviar até pessoas que estão à mercê da mais dolorosa agonia, e curar as menos gravemente enfermas. Não é esse um serviço a Incal e Seus filhos? E não é verdade que o bem feito a qualquer um deles é feito também a Incal?” Duas jovens -Lolix de Sald e Anzimee de Poseid! Um vasto continente separava os dois países e uma distância ainda maior separava essas duas filhas dessas diferentes terras. Lolix, sem compaixão pelos sofredores, sem tristeza pelos agonizantes; Anzimee, no pólo oposto desses traços de caráter.

Houve um longo silêncio, enquanto Menax olhava para a graciosa menina de coração tão nobre. Então, pegando minha mão com sua mão direita e a de Anzimee com a esquerda, uniu-as e disse: “Filha minha, dou-te um irmão, este que julgo digno. Zailm, dou-te uma irmã mais preciosa que os rubis! E a ti, Incal, meu Deus, a melodia do louvor que enche meu peito pelas bênçãos que me concedes!” Nesse ponto ele soltou as mãos que tinham se tocado pela primeira vez e levantou as suas para o alto. Como o toque daquela mãozinha me emocionou! Seria eu digno de tanto amor?

Nenhum pecado tinha até então manchado minha boa fama e naquele momento eu me sentia totalmente merecedor de tudo. Se algum pecado viria manchar o livro de minha vida, isso ainda não havia acontecido; mas pensei com inquietação na estranha profecia ouvida naquela noite já distante. Por um momento essa sensação tomou conta de mim e depois desapareceu. Eu tinha o hábito de analisar os homens e suas motivações. Era uma espécie de segunda natureza considerar os possíveis aspectos de uma questão. Mesmo naquele instante eu me perguntei qual seria o significado daquela nova experiência.

Eu sabia que por Menax, que tão afetuosamente me havia pedido para ser seu filho, eu tinha o mais profundo respeito e afeição. Minha vida não me pareceria um preço alto demais para pagar se com isso eu pudesse beneficiá-lo. Contudo eu amava a vida. Nada havia de mórbido em minha natureza, a menos que a excessiva amizade que tinha por meus amigos fosse sinal de morbidez. Meditei por algum tempo no que minha adoção significava do ponto de vista social e político. Não preciso explicar que vinha ao encontro de minhas ambições ser colocado em um lugar tão elevado como o que dali por diante ocuparia como filho legal de um alto conselheiro, irmão do Rai por afinidade.

Enquanto decorria aquela cena, eu reservava para mais tarde, como uma sensação especial, o prazer de analisar que tipo de amor eu sentia pela jovem que se tornara minha irmã, é verdade que por adoção apenas, mas que, favorita dos círculos mais fechados, adorada pelo povo de Caiphul, apareceria diante do mundo como minha irmã, a partir do momento em que o Rai Gwauxln aprovasse oficialmente a decisão de seu irmão. Deveria eu sentir prazer ou aflição? Olhei para aquela com quem eu sonhara casar se Incal em sua bondade me permitisse chegar a uma elevada posição. Poderia eu ter esperança de realizar meu sonho depois daquela inesperada virada da fortuna? Se eu tivesse conquistado uma exaltada posição por outros meios, poderia ter a esperança de obter a mão de Anzimee em casamento.





Mas agora! Minha grande sorte me pareceu como a maçã de Sodoma, provocando um travo amargo em minha boca, pois eu me tornaria legalmente seu irmão, mesmo que não o fosse por laços de sangue. Havia uma chance de que as coisas não fossem tão sombrias quanto pareciam, já que tais adoções eram freqüentes e não representavam um obstáculo ao casamento. Com esse pensamento o Sol saiu de trás das nuvens e voltou a brilhar em meu céu pessoal. A característica mais marcante da aparência da jovem era a simplicidade de seu vestuário. Naquela noite, seus gloriosos cabelos castanhos estavam presos atrás com uma simples fivela de ouro e caíam soltos pelas costas.

Uma longa veste de tecido macio vestia sua esguia forma de menina-moça. Nenhuma roupa poderia ser mais artisticamente simples nem mais elegante que aquele pedaço de pano diáfano e sem cor definida, de um tom azul tão claro que parecia branco-pérola. O vestido tinha alças de puro carmim, indicando a realeza de quem o vestia. Um broche de ouro, onde brilhavam grandes rubis agrupados em volta de um centro de pérolas e esmeraldas, drapeava o vestido no decote, e o conjunto dessas gemas realçava a cor das faces de Anzimee, fazendo seu rosto parecer uma encantadora rosa.

Tão rica quanto discreta, sua roupa não escondia a doce e digna beleza da jovem. As pérolas, emblema de sua classe como Xioqeni; as esmeraldas, a marca de quem ainda não tinha voz política; os rubis, pedras da realeza, usadas exclusivamente pelo Rai e seus parentes mais próximos. A irmã do próprio Rai Gwauxln era a mãe de Anzimee e esposa de Menax.

Poseid (Atlântida) fundamentava sua glória na superioridade de sua educação; uma riqueza que não escolhia sexo. Mas se a Atlântida devia tudo ao conhecimento, não era menos verdade que a capacidade de seu povo não seria o que era não fosse pelas esposas, irmãs e filhas e, em especial, pelas mães de nossa altiva terra. Nosso grandioso sistema social tinha sua base nos esforços dos filhos e filhas que por séculos tinham respeitado as lições que lhes tinham sido inculcadas por suas patrióticas, amorosas e leais mães. As homenagens feitas ao Criador só eram secundadas pela reverência que os poseidanos tinham pela mulher.

Amávamos nossos governantes, o Rai e os Astiki (príncipes); tínhamos por eles o maior respeito já votado a chefes de estado, mas honrávamos ainda mais nossas mulheres, tanto que Rais e príncipes, soberanos e súditos, orgulhavam-se em reconhecer a sagrada influência que tornava nossa terra gloriosa um grande lar. América, hoje és amada por mim como Poseid o era. Primeira entre as nações, só o és por causa da mulher e de Cristo.





Continuarás poderosa por causa dela e eclipsarás o mundo quando chegar o feliz dia cármico em que a mulher não estará abaixo, nem acima, mas ao lado do homem, sobre a rocha da educação cristã esotérica, no granito do conhecimento e da fé que resiste aos ventos e tormentos da ignorância. Construída sobre essas fundações, a Casa Nacional não cairá, mas se for construída em outras bases, grande será sua queda.

Eis a sabedoria: no homem e na mulher estão miríades de serpentes. Guardai-vos delas. Hoje sois escravos (dos sentidos). Sejais senhores de SI MESMOS! Mas, triste verdade, esse Caminho é muito estreito e poucos o encontrarão.


CAPÍTULO XIII – A LINGUAGEM DA ALMA

“Zailm, meu filho, ouviste a narrativa da Saldu, Lolix. Como sabes, é por causa de coisas oriundas das ocorrências que ela relatou que vais em missão a Suern (Bharata, Arya Vata, hoje a ÍNDIA). Não é uma tarefa difícil, constando apenas de confirmar o recebimento dos presentes enviados e negar nossa intenção de manter como prisioneiras as pessoas que o Rai Ernon para cá enviou. Dar-lhes-emos asilo, mas Rai Ernon não deve pensar que permitimos sua presença aqui para fazer-lhe um favor. Além disso, Rai Gwauxln deseja que vás a Agacoe amanhã para falar sobre um outro assunto. Mas não queres passar a noite aqui?”

“Meu pai, teria prazer em ficar, mas não achas que é meu dever estar com minha mãe para tranqüilizá-la? Ela sofre de uma enfermidade nervosa que não lhe permite suportar bem minha ausência à noite.” “Tens razão, Zailm. Logo mandarei providenciar para que tua mãe seja acomodada em uma parte bem agradável deste astikithlon, e assim poderás passar as noites sob o teto de teu pai.” Despedi-me do príncipe e da doce menina que tinha permanecido em nossa companhia uma parte do tempo, e saí.

A chuva tinha cessado e as nuvens, movendo-se pelo céu, negras e ameaçadoras, só mostravam uma abertura na grande massa sombria. Ali brilhava uma única estrela que às vezes mostrava-se avermelhada. Olhei para ela, que estava próxima do horizonte, parecendo ter surgido naquele preciso instante das águas fosforescentes do oceano, podendo ser vista do palácio de Menax.


Constelação do Cão Maior (Canis Major) e a estrela SÍRIUS a mais brilhante dos céus da Terra, e a segunda MAIS próxima de nosso sistema solar, distante cerca de 8, 45 anos luz.



Pensei no passado, pois aquela mesma estrela havia brilhado vivamente enquanto eu esperava o nascer do Sol no Pitach Rhok. Pareciam ter passado tantos anos desde aquela manhã! Hoje essa estrela é chamada de “Sirius“(da Constelação do Cão Maior, a mais brilhante do céu da Terra), mas nós a conhecíamos pelo nome “Coristos”. Enquanto a fitava, senti que era um auspicioso augúrio de sucesso presente e futuro, como o fora no passado. Levantando os braços para ela, murmurei. “Phyris, Phyrisooa Pertos!”, que significa: “Estrela, ó estrela de minha vida!”

Parece um tanto singular que a linguagem que traduzi dessa forma tenha tonalidade e importância semelhantes à da linguagem usada hoje pelo povo de meu planeta (Sol) natal (Sírius). Naquele longínquo dia elevei as mãos para o alto e exclamei: “Estrela, ó estrela de minha vida!” Hoje contento-me um pouco para não precipitar minha história em palavras astrais; volto-me para meu Alter Ego e digo: “Phyris, Phyrisa”. É este seu nome amado e significa “Estrela de minha alma”. Não é peculiar que mais de doze mil anos tenham se passado e eu, membro de outra raça de seres humanos, agora em outra mansão (a Terra), veja tão pouca mudança na linguagem da alma humana?


Continua no XIV Capítulo…

Mais informações sobre ATLÂNTIDA em:
http://thoth3126.com.br/uma-vida-em-atlantida/
http://thoth3126.com.br/atlantida-restos-de-uma-imensa-cidade-encontrada-na-costa-de-cuba/
http://thoth3126.com.br/a-historia-secreta-do-planeta-terra/
http://thoth3126.com.br/atlantida-o-continente-perdido/
http://thoth3126.com.br/bimini-road-atlantida-misterios-nao-resolvidos-do-mundo/
http://thoth3126.com.br/atlantida-triangulo-das-bermudas/
http://thoth3126.com.br/atlantida-e-os-deuses-da-antiguidade/
http://thoth3126.com.br/atlantida-e-os-deuses-da-antiguidade-parte-2/
http://thoth3126.com.br/atlantida-e-os-deuses-da-antiguidade-parte-3-final/

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br




Por favor, respeitem todos os créditos
Arquivos em português:

 Atualização diária


 

Pág. 1/18