Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

Conversa com Elementais ~ Gabriel RL.

Conversa com Elementais.

 Através de Gabiel RL.

Revisão de Texto: Luis Fernando Rostworowski.  



Luís Fernando Rostworowski: Esta foiuma experiência que eu e o Gabriel tivemos no ano de 2012. Lembrei da energiaque senti na época e me deu uma forte vontade de postar novamente. Elaaconteceu em junho de 2012 e foi postada em agosto do mesmo ano:
Estávamossentados debaixo de uma árvore de uma praça. Eu tinha me perguntado como seriamrealmente os Elementais do Ar. O Gabriel, então, me descreveu, vendo através desua mediunidade:  
“Alguns parecem fadinhas, com asinhas e cabelo preso dos doislados, como coques, outros têm como se fossem cavanhaques em forma de lua,cabeças ovais tanto na vertical como na horizontal”

Naquele momento, ele seconectou aos elementais, então eu disse:
- Perguntase hoje eles estão precisando de algum Raio específico. (Eu tenho costume depedir Luz para abençoar a natureza).
- Elesapenas sorriram. Eles ficam dançando, cantando e rindo, indo de um lado para ooutro, “hehehêhehehêhehehê” várias vozes ao mesmo tempo.
O ventonaquele dia estava relativamente forte, concluí que através do canto, elesproduziam o vento na sua intensidade e direção. “Qual o tamanho deles?”,perguntei. Eles eram pequeninos, pontinhos no ar.
Após umtempo refletindo sobre como a natureza é harmoniosa, tudo se realiza emalegria, o vento canta quando sopra, ri e brinca no ar numa grande orquestra.“E quando o vento é mais lento, uma brisa, eles devem cantar mais lentamente,certo?”, perguntei.
- Sim - respondeu Gabriel.
- Quando éum furacão ou um tornado, eles mudam a forma de cantar?
- Continuamcantando, mas numa velocidade muito maior, não consigo reproduzir o som queestou ouvindo.
Em minhamente pensei que quando se tratasse de um tornado, os Elementais estariambravos, ou coisa do tipo, mas quando levantei essa questão, a resposta que tivefoi:
- Não,eles cantam e dançam normalmente, com muita alegria. Para eles não há nada deerrado em produzir um furacão.

Como anatureza é alegre, como eles são leves, estão sempre brincando e rindo,concluímos naquela manhã.  Era a primeira vez que tínhamos um contato comos Elementais do ar, anteriormente, nós já havíamos tido contato com osElementais da terra e do fogo, quando um desses veio até nós fazendo caretas eindo de um lado para o outro bem rapidamente e disse: “A Liberdade de vocês dependedas suas ações”.
Pedi paraum Elfo, como são chamados os Elementais da terra vir conversar com a gente, eassim foi feito.
- Ele estásentadinho ali em cima, balançando as perninhas e olhando para um lado e para ooutro - disse Gabriel memostrando o lugar na árvore em que ele estava; fiz um gesto com a mão e elerespondeu, com movimento que lembrava uma criança.
A partirdesse momento escreverei sem indicar que foi o Gabriel quem intermediou aconversação.
- Eu nãosei muitas coisas, quem poderia responder melhor é o meu “chefe” (não é bemessa palavra, mas foi a sensação recebida), mas ele está ocupado agora com osoutros...
- Por quevocê não está com eles?
- Dei umasaída, hehehehe – nós doisrimos também.

Como é a relação de vocêscom os Devas da Natureza?
- O queeles determinam nós sentimos e executamos em perfeita sincronia.
- Os Devasjá foram Elementais?– perguntei.
- Sim,assim como vocês. Aparentemente nós não temos importância alguma, mas se asflores, os frutos, tudo que há na natureza existe é através de nós – quando ele parou defalar, voltou a olhar rapidamente de um lado para o outro, balançando asperninhas e mexendo as mãos.
- AEnergia que vocês usam provê de Gaia? - Perguntei.
- Nóssomos a Respiração de Gaia – respondeu o Elfo. “Respiração celular geraenergia em nossos corpos, logo eles produzem a energia de Gaia”, pensei.
- Vocêssentem frio ou calor?
- Comosentiríamos, se nós produzimos o frio e o calor? – Respondeu o Elemental.
- Éverdade, né, amigo? Hoje o vento está mais forte, entãosentimos frio, aqui debaixo da árvore é mais fresco... – ele apenas balançou acabeça e sorriu.
- UmElemental do ar pode se tornar um Elemental da Terra? – Voltei ao Elfo.
-Alguns fazem essa escolha...
No livro“Mãe Maria Revelações”, Mãe Maria nos conta que os Elementais sofreminfluências dos pensamentos humanos, e podem acumular cargas de energias malqualificadas, por isso é sempre importante orar e enviar Luz para osElementais. Penso que isso também é uma forma de sanar a “dívida” que temos coma natureza, devido às nossas ações de ingratidão e irresponsabilidade com ela.
- O queacontece com os Elementais que ficam com cargas negativas?
- Nós ostratamos normalmente, porque, para nós, eles não se tornaram diferentes.Apenas, quando isso acontece, o nosso superior vai tentar reverter esseprocesso, quando não é possível que ele faça isso, então o Elemental é levadopara outras autoridades. Os Devas estão sempre cuidando deles, caso contráriovocês não estariam debaixo dessa árvore agora... – Gabriel me explicou a sensação deixada por ele foique os Elementais com negatividades se tornam “ervas daninhas” e passam adestruir ao invés de construir.
Refletisobre isso um pouco e pensei “bem que nós poderíamos não querer excluir aquelesde nós que adquirem energias negativas”. Em uma conversa com uma planta, quandoela foi questionada se as plantas teriam espíritos em cada uma delas, ou setoda uma espécie forma um espírito, ela nos disse: “Assim como toda ahumanidade é um espírito único, nós também temos aquilo que vocês chamam de‘eu, ela, ele’, mas na nossa consciência tudo está interligado e formamos umcorpo único. A humanidade ainda não tem essa visão, mas está perto de ter”.
Nessemomento passou um carro próximo a onde estávamos, e buzinou freneticamente eagrediu verbalmente outra pessoa no trânsito.
Como nós queremos subirpara patamares mais elevados de consciência, se nós não conseguimos nemrespeitar, o mínimo possível, o nosso semelhante?  indagou Gabriel a mim,eu consenti com a cabeça e voltei meu olhar ao chão, nós estávamos com umafeição triste no rosto pensando sobre o assunto. Então, Gabriel voltou a dizer
 - lá nas oitavas de Luzonde o respeito é mútuo e imenso...
- E vocêsnão estão fazendo nada de diferente agora, heheheh – disse o Elemental.
Quando eledisse isso, eu e Gabriel fizemos uma expressão do tipo “eureca”.
- Ahumanidade está da maneira que se encontra agora por causa da própriahumanidade. Quando vocês vivenciam uma experiência como esta, é porque há umasemente que os leva a isso. Quando alguém reclama dessa experiência, narealidade está regando essa semente. Assim, hoje, as sementes se alastraram portodos os lados, enraizaram-se nas ações humanas. O que vocês chamam de“desabafo” nada mais é do que pedir para alguém regar a semente do problema. Oque vocês fizeram agora foi regar a semente do motorista e plantar uma emvocês. Quanto mais vocês dão energia através de palavras e pensamentos a uma situação,mais ela se intensifica.
Gabriel eeu ficamos perplexos, ele tinha razão, quantas vezes nós vemos algo que nãocondiz com as altas vibrações e ficamos tristes ou reclamos disso, quantasvezes nós regamos a sementinha de energias discordantes?
- Mas,muitas vezes, enquanto eu não falo com alguém sobre um assunto, parece que ficapreso dentro de mim... – eu disse ao Elemental.
- Simples,isso é porque vocês ainda não aprenderam a controlar os seus pensamentos – respondeu ele.
- Comoquebrar isso...?
- Vocêssabem como quebrar isso: aceitem. Quando vocês julgam alguém ou uma situação,vocês dão energias para que a situação incômoda se perpetue. Com aceitação, asemente morre...
Em seguida,o Elemental se despediu dizendo que seu nome era Tshue, (ou “Tshun”, um somparecido com essas palavras), e pulou dentro da árvore em retorno à “reunião”.
Euacredito que a natureza tem muito a nos ensinar, não necessariamente através deum canal mediúnico, mas em experiências onde se possa senti-la, respirar aenergia e a sabedoria que há no todo de Gaia. Há algum tempo eu costumava mesentir obsidiado por uns espíritos que me causavam muita angústia. Quandopercebia isso, eu corria a um lugar onde houvesse árvores e plantas, mesmo quefosse uma única planta ou árvore e ficava observando, sentindo a presençasilenciosa e calma delas, aos poucos eu sentia uma alegria e uma paz profundadentro de mim. Sozinho, talvez, naquela situação, seria mais difícil conseguirme elevar para não ficar à mercê daqueles espíritos, mas com a ajuda danatureza, isso foi possível com muita facilidade.
Lembrandoque cada vez que nos aproximamos com amor aos animais e plantas, nós criamos umcampo de Unidade com eles, que proporciona proteção para eles e alegrias paranós. Espero que nós, cada vez mais, possamos nos dar essas oportunidades, desentir o que nós somos em essência: Tudo.


Gabriel: Grato ao Luís Fernando por me lembrar dessa canalização tão abençoada!


Agradecimentos a Sementes das Estreles.





Por favor, respeitem todos os créditos

Arquivos deste escritor em português:
http://rayviolet2.blogspot.com/search?q=Gabriel RL


Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores.
Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.
Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.

Atualização diária 


Se gostou! Por favor RECOMENDE aos seus Amigos.
achama.biz.ly 

Israel ou Cazária!?
achama.biz.ly email: nai@achama.biz.ly 

EN: VioletFlame * The Illuminati * Alternative Media * North Atlantic Islands * Indian Ocean Islands * South Atlantic Ocean Islands * Alternative Media * Creator's Map * ESU IMMANUEL * Exposing Media DesInformation * Galactic Federation * Indians, Prophecies and UFOs * Illuminati, The * Infinite Being * Israel (!?) * Jews..., the Real ones! * Khazars Jews are converted, not jenuine * Meditation * Media News * NESARA (!?) * SCIENCE, SPIRIT, Free Energy!... * UFO CONTACTS * UFOs (MORE) * USA The 4th NAZI Reich!? * Zionism Lies and The Illuminati * Light a Candle for PEACE * The Red Pill * The True Shadow Government
ES: LLAMA VIOLETA









Agradecimentos a



Por favor, respeitem todos os créditos

Arquivos deste escritor em português:
http://rayviolet2.blogspot.com/search?q=


Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores.
Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.
Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.

Atualização diária 


Se gostou! Por favor RECOMENDE aos seus Amigos.
achama.biz.ly 

Israel ou Cazária!?
achama.biz.ly email: nai@achama.biz.ly 

EN: VioletFlame * The Illuminati * Alternative Media * North Atlantic Islands * Indian Ocean Islands * South Atlantic Ocean Islands * Alternative Media * Creator's Map * ESU IMMANUEL * Exposing Media DesInformation * Galactic Federation * Indians, Prophecies and UFOs * Illuminati, The * Infinite Being * Israel (!?) * Jews..., the Real ones! * Khazars Jews are converted, not jenuine * Meditation * Media News * NESARA (!?) * SCIENCE, SPIRIT, Free Energy!... * UFO CONTACTS * UFOs (MORE) * USA The 4th NAZI Reich!? * Zionism Lies and The Illuminati * Light a Candle for PEACE * The Red Pill * The True Shadow Government
ES: LLAMA VIOLETA