Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

Um guia dos militares dos EUA para socorrer ETs acidentados a 57 raças. ~ Clifford Stone.


Um guia dos militares dos EUA para interagir com ETs feridos em acidentes.

por Clifford Stone, 

sargento aposentado do exército dos EUA

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Fonte: https://spherebeingalliance.com

 
 
 

 

 
“Havia uma equipe médica para atendê-los, durante o resgate dos aliens acidentados. E existia uma espécie de manual para primeiros socorros aos ETs acidentados. O livro, ou catálogo, que eu vi e eu usei, descrevia as 57 raças diferentes de ETs e era discriminado por seções. Havia particularidades interessantes no atendimento de cada uma dessas diferentes raças alienígenas por causa de sua constituição biológica.” (6,7)

 
 
Tudo bem, sejam bem-vindos de volta ao “Divulgação Cósmica”. Eu sou seu anfitrião, David Wilcock e eu estou aqui com o insider e informante Corey Goode. E agora estamos em nossa seção final do material do especialista em recuperação de acidentes com UFOs, o lendário sargento do exército norte americano, Clifford Stone
O que estamos prestes a ver e ouvir aqui é uma peça muito intrigante da entrevista em que Clifford Stone está descrevendo seu trabalho com o manual de atendimento médico de interação com aliens para um total de 57 variedades diferentes de RAÇAS de extraterrestres que ele poderia encontrar em seu trabalho de atender aos acidentes com espaçonaves avariadas de raças alienígenas caindo em nosso planeta, que eles adoraram chamar de “Heinz 57 “. Vamos verificar isso.
PRESTAÇÃO DE PIMEIROS SOCORROS PARA EXTRATERRESTRES
Clifford Stone: havia vários livros, mas esse livro, a intenção era, que quando saíamos para um local, para prestar socorro, uma pessoa do grupo tinha o controle desse livro. E que essa pessoa tinha uma formação médica. Não posso dizer que era um médico ou algo assim.
alien-ferido-eua
Existe um manual do exército dos EUA para atendimento médico na prestação dos primeiros socorros para aliens acidentados, descrevendo um total de 57 TIPOS diferentes de RAÇAS extraterrestres. Acima uma foto do que seria um ET resgatado de um acidente na França.
Mas a intenção disso era ter esse livro para que pudéssemos prestar os primeiros socorros para atender qualquer uma das entidades alienígenas feridas que fôssemos encontrar. Esse era o propósito total do livro de instruções.
Eu nunca deveria ver esse livro, mas por causa de outras pessoas, pessoas intuitivas – vou dizer assim porque sabiam que havia mais uma razão para eu estar lá do que ser apenas um membro da equipe de socorro. E, você sabe, eu não saí dizendo para as pessoas: “Oh, sim, eu sou uma interface (natural com extraterrestres, um telepata). Eu tinha muitas experiências (psíquicas) desde que eu era criança. É por isso que estou aqui.”
E eu, na verdade, na época, eu realmente não sabia qual era a situação. Eu só sabia que por algum motivo estranho que eu fui selecionado, e eu estava envolvido com aquilo. Mas um dos membros diz: “Você sabe, não podemos seguir em frente e tratar lesões das diferentes entidades alienígenas que encontrarmos. Temos de saber especificamente quais os tipos de procedimentos de primeiros socorros, até que a equipe médica chegue aqui.”
E havia uma equipe médica para atendê-los. Eu acho que eles chamaram isso de time de triagem. E a equipe de triagem, eles teriam que assumir. Eles tinham médicos, e eles tinham os especialistas que sabiam lidar com eles em um nível muito mais profundo. Mas, no ínterim, nós tínhamos que ser capazes de prestar os primeiros socorros aos aliens. Então, essa pessoa seguiu e me mostrou. Quero dizer, vou falar algo um pouco louco aqui, tenho certeza, mas algumas coisas. . .
controle-mental-reptiliano-satanismo
OK. Por exemplo, para um Band-Aid, em algumas destas entidades você não poderia usar um Band-Aid. Uma pequena e simples coisa de colocar um Band-Aid sobre o que poderia ser um corte, um arranhão, poderia matá-los. Você realmente usaria algo que se parecia com um emplastro Paris para colocar em determinado tipo de aliens. E, você sabe, você tinha um kit médico exclusivamente para atender os extraterrestres. Se você olhasse para dentro e esse livro estivesse ausente, você pensaria, “Quem colocou essas coisas loucas juntas?” Mas você tinha certos tipos de compostos que foram feitos, feitos de materiais específicos que para nós seria lixo  Essa é o melhor modo que eu posso colocar. No entanto, aquilo serviria como primeiros socorros para eles.
Iodo, por exemplo, podemos continuar e colocar iodo em ferimentos que nós temos. E o Iodo pode matar alguns deles. O livro, ou catálogo, que eu vi das diferentes 57 espécies era discriminado por seções. E iria em frente, teria uma imagem de cada tipo de entidade alienígena. Teria certas estatísticas da entidade alien, e daria uma breve biografia da entidade extraterrestre.
Em seguida, prosseguia e listava os vários tipos de possíveis lesões que poderiam ocorrer e os primeiros socorros para cada uma. Agora, você sabe, eu tive que ir à campo para atendimento talvez cerca de quatro vezes. Muitas pessoas podem pensar que os militares me deram o livro; fui para casa e o li e continuei. Não, não, não funcionou assim.
Alguns são tão humanos que seria muito difícil para você notar neles alguma diferença de nós. Eles podem não entender o sentido de uma piada. Eles são muito – como posso colocar – muito sérios. Então, você sabe, leveza, eles podem não ser capazes de entender de imediato. É um processo de aprendizado para eles. Eles teriam que aprender.
Você está em um quarto escuro e você tem, digamos, uma folha vermelha de papel. Você não pode dizer que a folha é vermelho. Eles pegam e a tocam, sentem e eles dizem: “Oh, é vermelho.” Você não pode ver sua mão na frente do seu rosto, mas ainda assim eles podem seguir a frente sem bater em nada e eles podem distinguir as cores desse jeito, no escuro.
Você tem alguns aliens que são, mais uma vez, do tipo humanoides, e você tem que ter muito cuidado porque quando você os aborda, você pensa muito rapidamente que eles são humanos da Terra. Mas as suas pupilas dos olhos [Stone significa ‘iris’], não são como as nossas, de cor castanhas. azuis, verdes e todas essas cores bonitas, eles tem  suas pupilas completamente negraspretas. Mas, hoje eles vão em frente e usarão lentes de contato para encobrir isso.
demon-black-eyes-halloween-effect
Mas se eles esquecerem aquelas lentes de contato, uma pessoa que as veja ficará chocada porque os olhos vão parecer, você sabe. . . demoníacos. Hoje em dia as pessoas só vão dizer: “Oh, esses olhos negros são lentes de contato”. E eu não sei quantos jovens hoje eu vi aparecem com lentes de contato que pareciam com olhos de gato. E, você sabe, essa situação é o que eles diriam hoje, são lentes. Mas de volta naqueles dias, não havia lentes de contato. E de volta aquela época, então eles usam óculos escuros.
Então, quando você vê uma foto e está escuro, sem sol e não há necessidade de óculos de sol escuros, você pode se perguntar, “Essa pessoa é realmente desse planeta ou ela está escondendo algo?”
Eu diria que o tipo mais estranho era, e eu vou sair do limbo aqui, porque eu odeio fazer isso, porque “Oh, não, isso já foi falado antes “, é o que você diria. . . Eu não sei, mas esse tipo de alien tem um rosto parecido com um gafanhoto. E muitas pessoas os chamam de raça aliens “mantis (aparência de inseto Louva a deus) praying”. Mas eu não tenho nenhum – como posso colocar isso? Eu não tive nenhum problema real com eles, você sabe? 
grey-mantid-alien-insetoide-et
Eu me dei bem com eles, mas o único problema que eu tive – lembre-se, eu disse que eles tinham a cara como um gafanhoto. Eles também comiam como gafanhotos. E eu acho que, quando eu era criança, tentávamos ajudar animais e gafanhotos e gostava de gafanhotos quando era criança. Não para comer, mas eu os achava fascinantes, você sabe? E eu os assistia se alimentando, e acho que isso me preparou, na verdade, para quando eu visse essas criaturas e a forma como eles comiam. Porque tinham muitas pessoas que achavam – “Isso é nojento!”

E eu simplesmente segui adiante e disse: “Você queria o que? Isso é natural para eles. A maneira como comemos pode ser nojenta para eles… também ” E um deles realmente fez uma piada sobre isso – um dos insectoides que se parece com o. . . – Na verdade, fez a piada dizendo: “Bem, você entendeu bem. Nós pensamos que é desagradável a maneira como vocês comem. Não é normal (para eles)”. O que seria normal sobre qualquer coisa aqui e no universo?

David Wilcock: Tudo bem, então temos muita coisa bastante interessante aqui. Quando chegamos a esse tipo de detalhes específicos, para mim, é aí que você começa a sentir a verdade. Alguém que inventa uma história não vai ter esse nível de detalhes específicos, você não concordaria?
Corey Goode: Sim, os detalhes finos são onde as pessoas ficam apanhadas, e também, lembrando esses detalhes finos.
David: certo. Se você estiver trabalhando em contra-inteligência, seria normal tentar fazer as pessoas darem bons detalhes para que eles pudessem se ater neles e cometer erros se você estiver tentando pegar um mentiroso?
Corey: Ah, sim. Definitivamente. Você vai perguntar a uma pessoa as mesmas perguntas, colocá-lo de forma diferente a cada vez e trabalhar o seu caminho de volta aos detalhes que eles deram antes de ver se alguma coisa mudou ou para ver se eles podem acompanhar suas mentiras.
David: Sim, e Stone esteve lá durante 20 anos, e suas histórias sempre permaneceram as mesmas, independentemente do fato de que ele nunca foi capaz de capitalizar sobre isso. Ele perdeu um de seus filhos.
Na verdade, é uma história muito triste porque, aparentemente, uma parte de seu pedágio de ser um insider denunciante foi perder um de seus filhos.
Corey: certo. Sim. A consistência é muito importante.
David: Então, ele está descrevendo essa experiência de ser uma interface (telepata) intuitiva no contato com esses ETs nessas equipes de recuperação e prestação de primeiros socorros, mas que os outros caras da equipe não necessariamente não sabiam do por que ele estava na equipe. Seria comum que os membros de uma equipe realmente não saibam exatamente o que cada membro da equipe está fazendo?
Corey: Depende da situação. Há momentos em que a equipe tem que saber tudo sobre seus colegas de trabalho. Você também tem compartimentação nisso também. Mesmo em pequenas equipes há compartimentação.
David: Certo.
Corey: E parecia que eles tinham uma boa ideia de que ele estava lá para fazer mais do que ser o cara do núcleo NBC [nuclear, biológica e química] na equipe.
David: Então ele está descrevendo que existem 57 tipos diferentes de seres extraterrestres conhecidos dos militares dos EUA, naquele momento, e isso tem sido algo que me assaltou durante muitos anos. Ele disse que leu no material da Lei do Um.
E no material The Law of One (A Lei do UM), explica-se que existem 53 civilizações na chamada “Confederação dos Planetas”. E então eles também dizem que George Hunt Williamson estava correto em muitos de seus depoimentos e que ele identificou seis grupos negativos em relação aos interesses da humanidade.
Então 53 mais seis nos traz até 59, o que é apenas dois além dos 57 descritos por Stone. Então, como o número ’57’ – eu acabei de explicar a lei de um lado das coisas – em que medida esse número pode confirmar algumas das coisas que você também pode ter ouvido?
Corey: agora, se essas equipes de recuperação de acidentes. . . Eles receberão uma lista e informações sobre os não-terrestres que estão interagindo mais com a gente, que eles são mais propensos a correr em uma situação de acidente.
David: Certo.
Corey: Ok.
David: Bem, você mencionou antes sobre a “Super Federação”. E o que a Super Federação estaria fazendo aqui? Estariam trabalhando conosco o bastante para estar no nosso espaço aéreo terrestre?
Corey: Muitos seres na Super Federação são. . . Eles são o que eles chamam de “agricultores genéticos” – muitos deles. Há um enorme experimento (genético) acontecendo em nossa civilização planetária, uma grande experiência genética acontecendo, e eles estão participando disso. Eles nem sempre aparecem na superfície, mas, você sabe, eles terão que descer à superfície para pegar alguns sujeitos para testar e tentar colocar o novo genoma.
David: Então eles podem ser membros dos grupos que estão se acidentando porque eles realmente estão operando em nosso espaço aéreo dos EUA e do planeta.
reptilianos-tall-whites-greys-et
Corey: Eles estão, sim. Os acidentes estão ocorrendo também com extraterrestres membros da Super Federação. Há também não-terrestres que entram em nosso sistema solar. À medida que eles estão viajando para outros sistemas solares, eles vão parar para obter suprimentos ou fazer algumas negociações reais rapidamente antes de sair. Então, há um número maior de aliens do que aquele que realmente está chegando.
Desenvolvemos a capacidade de monitorar nossos próprios céus e policiar nossos próprios ambientes que limitam um pouco o número de não-terrestres que estavam entrando e saindo em nossa atmosfera, fazendo o que queriam fazer, e depois sair. Mas há muito mais do que 57 ou 59 espécies de extraterrestres que ocasionalmente estão entrando e saindo do nosso sistema solar e interagindo conosco.
David: Então, é possível que essas equipes de recuperação de acidentes possam encontrar algo que não constava no “manual de primeiros socorros” e, portanto, não seria familiar para eles.
Corey: Absolutamente, sim. E foi o que aconteceu também. . . Foi assim que eles chegaram ao número de 57 tipos diferentes de aliens.
David: Eu sei.
Corey: Muitas vezes, em um desses acidentes poderia ser um não-terrestre que eles apenas viram uma ou duas vezes. E outros poderiam ser não terrestres que já fossem bastante conhecidos.
David: Então, que tipo de protocolo eles teriam, era algo que eles não tinham visto no livro? O que seria feito nesse ponto?
Corey: Bem, provavelmente, eles não tentarão fazer nenhum tipo de assistência médica neles. E, geralmente, eles não sabem que tipo de agentes patogênicos eles estão transportando ou quais os nossos agentes patogênicos a que eles são suscetíveis de ser infectados. Então, eles vão isolar o local do acidente até que eles tenham profissionais de medicina para atender a ocorrência.

A QUEDA DE UMA ESPAÇONAVE E A MORTE POR ENVENENAMENTO PELA RADIAÇÃO
O acontecimento se deu certo dia, quando um grupo de 14 pessoas de minha tribo saiu para pescar próximo à nossa aldeia. Eu era um dos quatro homens do grupo; havia cinco mulheres e cinco crianças. Nenhum de nós possuía poderes excepcionais, mas isso não tinha importância, pois os seres de outras espécies não sabiam disso, e nossa própria aparência faria com que corressem e se escondessem. Durante nossa excursão passamos o tempo cantando e fazendo coro.
De repente, fomos envoltos por um odor terrível que queimava nossas gargantas e pulmões. A causa de nosso extremo desconforto eram rolos de fumaça amarela que saiam do bosque e eram trazidos pelo vento em nossa direção. Corremos tossindo e sufocando em meio a inúmeros outros tipos de humanóides e animais até chegar a um local acima do vento. Os homens de nosso grupo, depois de um período de recuperação, decidiram descobrir o que causava a fumaça, que agora desaparecera.
Com cuidado, entramos no bosque pelo lado oposto. Paramos quando ouvimos vozes altas falando um idioma desconhecido. Então, destemidamente rumamos em direção às vozes, deparando-nos no caminho com várias árvores de troncos grossos arrancadas. Mais próximo da fonte das vozes, encontramos árvores com troncos enegrecidos pelo fogo e ainda esfumaçando. Vimos, então, algo totalmente inesperado.  
roswell-ufo-crashed
Espaçonave acidentada nas proximidades de ROSWELL, em 1947. No círculo o corpo de um ser extraterrestre GREY morto
Preso entre duas grandes árvores por seu rebordo circular havia um grande disco de metal lançando uma substância candente de um tubo que circundava sua parte inferior. Usávamos metal, mas nunca víramos nada daquele tamanho feito dele. O disco tinha um diâmetro de cerca de 7,5 metros. O material candente que gotejava do tubo quebrado parecia estar derretendo o tubo e outras partes do disco com as quais entrava em contato. Até o solo em que caia brilhava vermelho, transformando-se em fogo (plasma) líquido. O calor era extremo.
Ouvimos várias vozes nervosas nos chamando e, então, vimos um homem de cerca de 2,4 metros de altura fazendo sinais para que nos afastássemos do disco, e três outros igualmente altos nos disseram, por meio de gestos, para ir em sua direção, o que fizemos correndo o mais rápido que pudemos. Quando os alcançamos, nossas sandálias estavam em fogo e alguns de nós tínhamos sérias queimaduras nos pés.
Aqueles de nós que estavam feridos foram fisicamente carregados pelos gigantes de volta às nossas mulheres e crianças que estavam nos esperando. No caminho, passamos por muitos animais e humanoides mortos e moribundos. Os próprios gigantes estavam um tanto feridos e sua estranha vestimenta estava rasgada e chamuscada. Mais dois de sua espécie (um era mulher), muito feridos também, saíram do bosque para se reunir a nós. Esses dois gigantes eram, na verdade, parte da tripulação de um segundo disco avariado que meu grupo não vira.
Um dos gigantes apontou para o céu e gritou para os outros. Planando acima do bosque do qual saíramos havia outro disco de tamanho considerável. O gigante que parecia ser o líder gritou e fez gestos para todos nos escondermos entre as rochas e as plantas. De nossos esconderijos. observamos os clarões de luz brilhante-laranja provenientes da parte inferior do disco voador, seguidos de duas grandes explosões que iluminaram o solo abaixo dele. Depois de desintegrar a nave avariada que estava no bosque, o disco voador subiu voando para fora da nossa vista a uma velocidade fantástica.
Vários outros gigantes alienígenas tinham lágrimas correndo pelo rosto. Um deles veio a mim, pegou meus ombros com força e olhou-me nos olhos. Ouvi-o falar-me telepaticamente, em meio a grande tristeza. De alguma forma eu sabia que ele estava falando telepaticamente comigo, e experienciei o que vocês denominam déjà vu (uma sensação de já ter feito algo parecido antes). O gigante me disse que lamentava muito informar que todos os integrantes de meu grupo estariam mortos em cerca de dez dias, porque inaláramos as emanações venenosas da fumaça amarela.
Ele também me disse que ele e seus amigos logo morreriam, pois estavam sofrendo os efeitos drásticos da mutação biológica (causados pela BARREIRA DE FREQUÊNCIA do planeta). Chamou-me de traquiano e pediu que eu cremasse seus corpos depois que ele e seus companheiros morressem – isso se eu ainda fosse fisicamente capaz de executar a tarefa. Concordei em fazer o que pudesse. Ele me disse que sua capacidade de comunicar-se telepaticamente em breve desapareceria e, por essa razão, estava se despedindo de mim enquanto conseguia.
Uma espaçonave movida à plasma de mercúrio
Uma espaçonave movida à sistema de propulsão antigravidade plasma de mercúrio
Na manhã seguinte, alguns integrantes de meu grupo pareciam ter sido queimados pelo sol, e começaram a vomitar. Os gigantes cambaleavam, os rostos inchados. O crescimento de pelo facial parecia ter se acelerado; até a mulher do grupo apresentava barba curta no rosto e na testa. Ela sentia uma dor extrema, pois começara a menstruar de forma anormal. As mulheres de meu grupo tentaram ajudá-la e confortá-la.
 
No segundo dia, os gigantes estavam grotescos. Tinham tirado suas roupas desconfortáveis, revelando o crescimento considerável dos pelos do corpo. Em minha opinião, pareciam vários dos tipos humanoides inteligentes maiores que eu vira no passado na Terra. No terceiro dia, os gigantes começaram a morrer. No quarto dia, cremamos todos os seus corpos juntamente com as roupas. …}

David: Portanto, há protocolos diferentes no lugar se eles não conhecem os procedimentos médicos que seriam seguros, onde eles poderiam ser muito mais ativos no início?
Corey: Certo. Se eles estão chegando em um acidente com uma espécie completamente desconhecida, há um monte de coisas para se levar em consideração já a partir da abordagem da espaçonave acidentada. O que estaria carregando? Que tipo de produtos químicos ou biológicos estão emanando dela que pode torná-los doentes, feri-los e até matá-los? Você sabe, há muito a se considerar. Então eles costumam ser previdentes e, em seguida, enviam alguns especialistas para fazer análises. E se houvesse um ser extraterrestre que estivesse ferido, provavelmente sucumbiria aos seus ferimentos quando recebesse atenção médica fornecida para eles.
David: Existem problemas de radiação e radioatividade em algumas dessas falhas?
Corey: Sim. Sim. É por isso que eles têm unidades NBC viajando junto com eles – pessoal com expertise nuclear, biológico, químico.
David: Alguma vez houve casos de falhas onde surgiram pequenos nanites que poderiam se arrastar ao longo do chão e depois atacar pessoas ou algo assim?
Corey: Ah, eu não ouvi nada assim. Eu ouvi falar de pessoas se tornando doentes e morrendo depois de entrar em uma espaçonave acidentada.
David: Hm. Apenas estar exposto a isso por um curto período de tempo já seria suficiente?
Corey: Sim basta apenas ter se exposto. . . Sim, diferentes radiações, organismos biológicos, patógenos não-terrestres. . . Há várias coisas envolvidas.
David: Agora, Stone está descrevendo a idéia de que determinada fisiologia extraterrestre, que eles poderiam morrer apenas por causa de um adesivo de primeiros socorros, ou o que quer que seja. . . Eu acho que é o adesivo em um Band-Aid.
 

Este blogue não suporta a extensão deste artigo.



 
Agradecimentos a: http://wp.me/p2Fgqo-dqq

 
Por favor, respeitem todos os créditos

Arquivos deste escritor em português: 
 




Recomenda-se o discernimento.






Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores.


Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.


Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.




Atualização diária.



geoglobe1 esoterismo
Please do not change this code for a perfect fonctionality of your counter esoterismo