Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

PERGUNTEM AOS MESTRES -

A COMPLEXIDADE DAS LIÇÕES DE VIDA

Através das Vozes Celestiais

Tradução: Regina Drumonda

a 24 de Outubro de 2014.


https://1.bp.blogspot.com/-7TBmsQ3RZ4I/TjVNYHTcjYI/AAAAAAAAA7s/NOTE7pa0wd0/s320/mestres-ascencionados-837-1.jpgQuando os calouros se inscrevem para os seus cursos universitários, eles podem desconhecer em que estão entrando. Normalmente, no entanto, eles se dão bem, se eles estudam e memorizam o material prescrito e fazem as pesquisas recomendadas. Mas a jornada nem sempre é tão clara quando se trata de aprender as lições com as quais a alma se comprometeu. Há, como os Mestres nos lembram continuamente, muitas variáveis, e o ego é uma distração constante.
A cura que uma Australiana “soube” que tinha experienciado não foi tão completa como ela tinha esperado. O que os Mestres explicam que aconteceu, em um nível espiritual, não pode ainda ocorrer por causa de lições mentais e emocionais não resolvidas. E nós pensamos que a cura significa apenas nos desprendermos de nossos impedimentos físicos.
Um antigo e sábio ditado nos adverte que a fim de termos um amigo, devemos ser um. Com efeito, este é o tipo de conselho que os Mestres têm para uma Brasileira que anseia por um homem com quem viver a sua vida. Seu conselho para analisar o que o amor significa e se ela se ama, aponta para uma importante lição que a sua alma desejava aprender.
A obsessão pode ser perigosa e ilusória. No terceiro exemplo desta semana da escola da vida, uma mulher Sérvia se tornou obcecada por um homem casado. Os Mestres a informam claramente que isto é um beco sem saída e que ela deve encarar a realidade, reverter o seu curso e considerar o tipo de parceiro que ela realmente quer.
Estas perguntas e respostas (abaixo), são a prova, caso precisássemos disto, de que somos criaturas complicadas e as nossas lições são igualmente complicadas. Tão iluminados quanto são os Mestres, eles não seguram as nossas mãos e nos levam através de cada passo. Eles nos apontam a direção certa, mas temos que colocar esforço para terminarmos o trabalho. De que outra forma poderíamos aprender?
Luz, Amor e Risos
Toni e Peter
contact@mastersofthespiritworld.com
Celestial Voices, Inc | 13354 W. Heiden Circle | Lake Bluff | IL | 60044 | USA

AS PERGUNTAS

 

A REALIDADE FRUSTRA AS EXPECTATIVAS

PERGUNTA: Mestres, tenho 51 anos e nunca me casei. Não tenho filhos e nunca tive o desejo de ter. Tive alguns relacionamentos longos, sempre tumultuosos, e nunca conheci um homem que me assumisse.Passei a minha vida em busca de um amor, de um homem que realmente ficasse comigo, para vivermos juntos, mas até agora isto não aconteceu. Estou sozinha há alguns anos e não aceito a possibilidade de passar o resto de minha encarnação sozinha. Sei que a nossa felicidade não deveria estar ligada a outra pessoa, mas me sinto infeliz sem um companheiro. Eu realmente quero um, mas o amor está custando muito, muito, a acontecer. Ficar sozinha é parte do meu destino? Será que irei encontrar alguém nesta vida? – Cecília, Brasil.
RESPOSTA: Você é uma pessoa muito forte, controladora, um pouco egoísta e, muitas vezes, manipuladora. Você tem assumido o controle do que quer e não encontrou um homem complacente. Suas expectativas de suas necessidades decorrem das exigências que você visualiza, e nunca leva em consideração a outra pessoa.Isto resultou em sua história com os homens.
Você começa um relacionamento mostrando o que acha que o homem quer e retém o que exige do relacionamento. Isto trouxe resultados tumultuados e frequentes mudanças de parceiros.
Em primeiro lugar, você deve identificar a sua própria definição de “amor”. Comece por perguntar se realmente se ama. Você pode apenas amar o outro na medida em que se ama. Você pode somente compartilhar, e o outro sentir amor, na medida em que você se aceita.
Você tem uma compreensão intelectual disto, porque você disse que está ciente de que o amor e a felicidade não estão ligados à presença do outro. Sua tristeza e depressão por estar sozinha, decorrem em parte, de não ter uma audiência com que participar e controlar. Atraia uma pessoa que esteja aberta para o lado espiritual da vida. Desista da sua necessidade de controle e comece a perceber o que você quer da vida.
Estar sozinha não faz parte do seu destino, mas sim, o cumprimento de suas lições de vida. Quando trabalhar com a questão do que é o amor, você será capaz de compartilhar com o outro. Seu sucesso em encontrar um companheiro adequado depende de você e da quantidade de tempo que você investir para encontrar o amor para si mesmo.

VIVENDO E TENTANDO CONTROLAR OS SONHOS

PERGUNTA: Mestres, vocês já me disseram que ele não é a minha alma gêmea, mas a pessoa me faz acreditar. Onde está, na verdade, a minha alma gêmea agora? Na Terra, ou em outro lugar? Sinto muita vontade de estar com ele aqui. Fiz muito para ser útil e gentil nesta vida. Anseio por uma vida mútua com alguém que seja vibracionalmente compatível comigo. Minha dor por ele não desapareceu, eu lhe mandei mensagens constantemente, e depois que a esposa dele interferiu, ele cortou completamente o contato, em Julho. Preciso de respostas, eu ainda o amo e estou confusa. Será que ele ainda fará contato comigo, com respostas? Ele me amou? A dor está ainda aqui. – Eliya, Sérvia.
RESPOSTA: Você ficou totalmente obcecada com a idéia de que este homem era a sua alma gêmea. Você nem sabe realmente o que isto significa, mas acha que é tudo o que precisa. Como resultado de sua obsessão, você começou a perseguir este homem através de telefonemas, na medida em que poderia até ser presa por assédio. Você atrapalhou a sua vida e não o honrou, não lhe permitindo fazer escolhas. Você estava exigindo o cumprimento dos seus desejos. Ele não tem planos de entrar novamente em contato com você. Você pode achar que o ama, mas ele a despreza por arruinar a sua vida.
Se deseja ter um companheiro vibracionalmente compatível, você tem que aprender a compartilhar, sem estabelecer os parâmetros sozinha. A maneira com que está procedendo agora, somente atrairia para si mesma um homem egoísta que queira fazer todas as escolhas. Se quiser uma união espiritual, você tem que se livrar do seu julgamento e acompanhar o fluxo do universo.
Você precisa se afastar do passado, dos seus sonhos imaginados. Você é incapaz de atrair outro para a sua vida, já que tudo em que você pensa é a sua interpretação do passado. Comece a viver no agora. Esboce que tipo de pessoa que você deseja compartilhar a sua vida, e certifique-se de que ele esteja disponível e não comprometido com outra.

MEDO DA MANIFESTAÇÃO

PERGUNTA: Mestres, estou tendo problemas para manifestar uma namorada. Este é o meu tormento. Tive a minha primeira e única namorada aos 33 anos, depois de muitas preces. Agora estou preso, porque sei que a prece funciona e eu temo isto. Se cada capricho meu fosse atendido, a vida se tornaria insuportável e eu não evoluiria. Assim, eu não posso orar sem uma resistência interna, originada do medo de que as minhas preces sejam atendidas. Se eu estivesse orando por algo espiritual, eu não teria medo, mas esta prece parece ser somente para a satisfação do meu ego. Mas, como eu disse, ter uma namorada é um tormento particular meu, porque muitas vezes, eu satisfaço o meu ego de muitas maneiras. Como posso superar este problema sem me tornar um monge? – George, Reino Unido.
RESPOSTA: A prece, como reconhecida pela maioria das pessoas, a partir da instrução de religiões organizadas, é a súplica a um Ser Supremo, que tem o poder do julgamento sobre todos os outros, para conceder o motivo da prece. Acredita-se que este ser exterior tenha um controle total sobre tudo o que acontece.
Em cada pessoa está uma alma, que é um fragmento da Fonte, que existe no amor incondicional, sem julgamento algum. Portanto, a alma de cada pessoa tem as mesmas habilidades e características magníficas da origem de toda a existência. Para os seres humanos, o problema básico é que eles têm que aceitar e perceber que eles têm estas habilidades. Eles são onipotentes, oniscientes e magníficos.
Ainda que eles aceitem as suas habilidades, eles podem não ser capazes de usá-las em uma vida particular, porque ao assim fazerem, isto iria interferir ou entrar em conflito com as lições de vida que eles escolheram, antes de virem à Terra. Se algo que é desejado não estiver em conflito, isto, então, torna-se uma questão das pessoas terem fé em si mesmas e em seus poderes.
Quando eles acham que estão orando a uma entidade fora de si mesmas, eles estão realmente se perguntando se eles acreditam que são merecedores, e desejam usar a energia para criar o objeto do seu desejo, em sua vida. Fazer isto é um ato espiritual, porque está usando a própria essência. Um ego não é capaz de criar algo, mas uma alma, é.
Sua dificuldade é ter fé em si mesmo e a necessidade de deixar de questionar o seu merecimento. Lições de vida incluem se aceitar, sem dúvidas; evitar a negatividade e ver somente resultados positivos; livrar-se de frases como: “Eu não consigo”, “Não acredito nisto”, “Isto nunca irá acontecer.” “Isto não irá funcionar.” Comece a dizer: “Eu tenho uma bela companheira”. E acredite que ela está vindo para você.”

GUIA DE REENCARNAÇÃO

Helena, do Brasil, pergunta aos Mestres: Tenho 58 anos e não encontrei no plano físico um companheiro para uma união sincera e abençoada. Sinto, frequentemente, um vazio e uma solidão em minha vida. Como participar de cerimônias espirituais dedicadas à cura de nosso planeta? Coloco-me à disposição para o trabalho à noite, enquanto o meu corpo descansa. Estou no caminho certo? Desejo me dedicar ao trabalho espiritual. Apreciaria uma orientação do meu anjo da guarda e dos guias espirituais.
RESPOSTA: Você está indo bem no trabalho espiritual de sua escolha, mas uma desconexão está se manifestando na solidão que você sente. Você trabalha arduamente para curar o planeta, mas está presa aos relacionamentos pessoais que não foram satisfatórios, conforme o tempo passava. Embora você se veja como uma líder espiritual, está lhe faltando o amorpróprio que os líderes precisam. Não é muito tarde para deixar de lado as decepções e apreciar os muitos dons que lhe foram dados. Deixe para trás o passado; não se preocupe com o futuro. Viva no Agora, intensificando a sua vida e seguindo os seus instintos. Esteja pronta para visualizar o futuro, como você quer que ele seja. Prepare-se para que ocorram as mudanças pessoais.
Deborah, dos Estados Unidos, pergunta aos Mestres: Como somos UM e vivemos separados para a experiência do Um? Como reconhecemos os nossos eus divinos e superamos a condição humana?
RESPOSTA: Todas as almas vivem no amor incondicional da Fonte, estejam elas encarnadas no Planeta Terra, ou vivendo no Lar, na quinta dimensão. Sua tarefa é a de se conscientizar deste amor, até mesmo no meio das experiências negativas que chamamos de lições de vida. À medida que você constrói esta experiência, irá intensificar a sua consciência do papel desempenhado pela sua alma, levando-a a um estado de não julgamento e de amor incondicional. Logo, chegará o momento em que a sua consciência e a confiança nesta energia, irão lhe dar uma visão clara da Unidade da energia não física.
Sofia, de Portugal, pergunta aos Mestres: O que vocês podem dizer sobre a Reconexão e a cura reconectiva, desenvolvida por Eric Pearl? É o resultado da evolução humana? É uma fraude?
RESPOSTA: Há muitas pessoas cuja paixão para curar os outros e serem curados, leva-os a publicarem o que eles acham que irá funcionar ou o que funcionou para eles. Eles podem acreditar que foram ajudados pelos guias espirituais ou especialistas humanos. Você tem a oportunidade de avaliar este método de ensino, uma vez que ele se encaixe em sua vida. Será que isto atrai a força da energia positiva e a visualização pessoal? É a auto-cura fundamental para esta cura? Ou será que o professor mostra um interesse egoísta no método sugerido e ele mesmo como aquele que merece o louvor por desenvolvê-lo? Você já tentou pessoalmente, fazer o sistema funcionar? Avalie isto: achamos que você já tenha feito isto.
Adriana, do Brasil, pergunta aos Mestres: Recentemente, recebi uma mensagem canalizada do mundo espiritual que causou um enorme impacto em minha vida. Como posso confiar que foi um conselho verdadeiro e não algumas idéias para me fazer escolher errado? Esta mensagem veio do meu guia espiritual?
RESPOSTA: Este problema é um desafio que você mesma pode assumir, sem que lhe digamos o que pensar. Você diz que a mensagem causou um impacto enorme em você, mas você tem dúvidas se ela era verdadeira e um bom conselho. A mensagem veio de um desencarnado, da quarta dimensão, e não do seu próprio guia espiritual. Se o mensageiro mostrar um interesse próprio, cuidado! Você é livre para tomar uma decisão por si mesmo. Confie em seus instintos.
Marieli, do Brasil, pergunta aos Mestres: Sou muito ansiosa e uma perfeccionista. Gosto de tudo certo e bem feito, mas, às vezes, eu sofro, por causa disto. Todos os dias, eu sinto algo em meu corpo, como dedos e mãos. Eu me pergunto: O que pode ser isto? Grata! Aguardo a resposta.
RESPOSTA: O  medo é a energia mais escura que você encontrará. Seu oposto é o amor incondicional. Sua ansiedade é diretamente causada pelo seu sentimento indigno de amor, e de ser incapaz de se amar, porque como uma perfeccionista você acredita nos elevados padrões que você estabelece como importantes. Desenvolva o seu amor próprio e a autoconfiança: você precisa afastar as memórias passadas, especialmente daquelas pessoas que a controlam. O presente pode ficar livre de julgamentos minuciosos. Respire a liberdade do Agora, e compreenda que a sua intuição é amorosa – embora a sua perfeição não seja. Siga os impulsos amorosos, e diga aos bichos rastejantes para irem embora. Eles irão. Deixe de julgar e apenas viva.
Penha, dos Estados Unidos, pergunta aos Mestres: Tenho uma ligação muito forte com o meu marido. Tento ajudar o meu marido a se afastar do vício da bebida, no entanto, eu sinto que ele quer se punir. Como posso ajudá-lo?
RESPOSTA: Sua pergunta poderia ser: “Devo tentar ajudá-lo?” Cada pessoa tem responsabilidade por uma vida – a própria. Você tentou entendê-lo e o que irá ajudá-lo em seu vício. Ele realmente não a ouviu. Ele tem que encontrar o seu próprio caminho nesta lição de vida que a sua alma planejou antes dele nascer. Você poderia lhe dizer o que ele deveria fazer. Tome uma atitude dura a cada vez que ele falhar. Até saia do casamento. Você pode ter outras idéias. Faça com que o próximo passo venha como um sentimento positivo ao seu coração, a sua mente. Não será como um conselho dado por conselheiros a um viciado. Será um sentimento – um palpite – que lhe dá a sensação de qual o próximo passo que você pode dar. Faça-o e veja como isto funciona para ambos.
Vikasha, do Brasil, pergunta aos Mestres: A pergunta é sobre o meu filho internado em uma clínica psiquiátrica. Como os membros da família podem ajudar? Há algo desconhecido? Por favor, esclareçam. Ele sofre muito e nós, também.
RESPOSTA: O aspecto desconhecido da condição do seu filho é algo que poucos médicos se atreveriam a considerar. Antes de encarnar, a alma do seu filho se sentiu capaz de assumir um grande desafio no trabalho que ele está fazendo atualmente em seu planeta, para entender a natureza da negatividade e encontrar formas de superá-la. Ele está agora exatamente onde a sua alma quer que ele esteja, ainda que a sua família veja no momento atual como se ele estivesse precisando desesperadamente de ajuda. Lições de vida são facilitadas pela atitude consistente do amor dos observadores, sem condições. É também de grande ajuda quando todos estão envolvidos. Pode ser de interesse para todos, saber que as suas almas fizeram contratos para experienciar esta doença.
Natalia, do Brasil, pergunta aos Mestres: Por que o meu marido ficou agressivo e me bate várias vezes, repetindo a mesma cena, parecendo sempre que parecia “possuído”? As brigas acontecem sem motivo algum, mas nós nos amamos. Acho que tenho uma missão com ele nesta vida.
RESPOSTA: Você acha realmente que o seu marido a ama? Isto é um grande erro: o valentão egoísta que é o seu marido, não a ama, seja o que for que ele possa dizer, e quando ele pede para ser perdoado, é apenas um ato. Você não sabe realmente o que é o amor próprio, ou você teria escapado deste inferno em que você viveu por tanto tempo. Mas você teve o amor próprio suficiente para pedir ajuda. A menos que você, de alguma maneira, queira continuar vivendo no inferno (que é uma condição humana), você deveria reunir os seus amigos em busca de apoio e sair do casamento para sempre. Você não pode mudá-lo, mas pode mudar o seu desejo por um futuro melhor, fazendo da liberdade que você visualiza, uma realidade. Seja rápida.
Rosani, do Brasil, pergunta aos Mestres: Tenho um irmão com 51 anos. Ele sofre de esquizofrenia. Eu sempre o ajudei, dando-lhe amor e atendendo as suas necessidades materiais. A gravidade de sua doença está causando sérios problemas para nós e não vemos solução. Estou muito triste por deixá-lo vivendo em uma clínica psiquiátrica e não tenho os recursos necessários para lhe dar um bom atendimento. Tenho a sensação de estar em um labirinto e cansada deste jogo!
RESPOSTA: A doença do seu irmão é uma lição de vida na negatividade, planejada antecipadamente, por você e toda a família, por todas as suas almas. A saída do labirinto requer que você compreenda que é a única pessoa responsável pela sua própria vida. Você não é responsável pelo seu irmão. O mesmo ocorre com cada pessoa de sua família. A doença foi planejada com antecedência, para afetá-los como uma experiência de aprendizagem. A alma do seu irmão está exatamente onde ela precisa estar. Se não puder dispor do dinheiro para os cuidados profissionais que gostaria de lhe proporcionar, faça o melhor que possa.
Sarai, dos Estados Unidos, pergunta aos Mestres: Tive um sonho em que a minha alma tinha sido dividida em duas, quando eu nasci. Fui em busca da outra parte da minha alma e me deparei com uma antiga casa escura. Quando eu encontrei a minha alma, era apenas luz e quando tentei me fundir com ela, ela assumiu a forma de minha irmã, com a qual sou muito próxima. Temos uma ligação muito estranha. Sonhamos com as experiências da outra e somos opostas, completamente. Isto poderia ser uma memória de uma vida passada?
RESPOSTA: Você está absolutamente certa. Esta é uma memória real de ter uma irmã em outra vida. Na verdade, ela foi a sua irmã gêmea humana em uma vida anterior, e como uma companheira de alma, em várias vidas, tem participado de seu círculo de amigos e família, como homem, assim como mulher, rica, bem como pobre, e de grandes e pequenas famílias. Serem “completamente opostas” é apenas um estado que lhe foi dado em sua atual vida. Vocês não são almas gêmeas e foram somente gêmeas que compartilham uma vida humana, uma vez anteriormente.
Marisa, do Brasil, pergunta aos Mestres: Qual é a razão de minha família insistir em vender a terra que herdamos do meu pai? Seria mais apropriado vender a terra e mudarmos para o interior?
RESPOSTA: Cada membro de sua família tem uma visão diferente da sua, de como a terra deveria ser disposta. Não há certo ou errado. Cada pessoa decidiu qual é a ação mais favorável para eles. A decisão deles pode, em parte, refletir o relacionamento que eles tiveram com o seu pai. Sua decisão pode não envolver a mudança que você sugeriu, ou você pode decidir que é mais fácil ir junto com a maioria e ainda ter a maioria dos benefícios. Mantenha-se afastada da raiva que, muitas vezes, vem em situações deste tipo.
Christine, de Malta, pergunta aos Mestres: Além da meditação, uma “boa abordagem” para as pessoas e a vida, como podemos fortalecer ligações com a Fonte para ajudar ao utilizarmos os nossos dons de cura, para o bem dos outros?
 
RESPOSTA: É fundamental em nosso propósito, tornarmo-nos plenamente conscientes da essência da Fonte e das almas, que é o amor incondicional. Esta consciência aumenta à medida que compreendemos tudo o que planejamos, e desenvolvemos um forte senso de auto-estima. Isto nos leva a ficarmos preparados para assumir a responsabilidade e desenvolvermos o nosso livre arbítrio. A dependência graciosa de outros aumenta o nosso respeito por eles e nos ajuda a “seguirmos o fluxo”, trabalhando para um equilíbrio saudável, tanto para o paciente, quanto para o planeta. Para que possamos ter sucesso na cura, a criatividade é um aspecto essencial desta energia. Há dois tipos de saúde: do corpo humano e da alma, como visto através de nossa condição mental e emocional. À medida que desenvolvemos estas características, fortalecemos as ligações com a energia da Fonte.
Traduções para o Português:
Arquivos em Inglês:
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br


Por favor, respeitem todos os créditos
Arquivos em português:

 Atualização diária
 


EN: VioletFlame * The Illuminati * Alternative Media *   North Atlantic Islands * Indian Ocean Islands * South Atlantic Ocean Islands  * Alternative Media * Creator's Map * ESU IMMANUEL * Exposing Media DesInformation * Galactic Federation Indians, Prophecies and UFOs * Illuminati, The * Infinite Being * Israel (!?) * Jews..., the Real ones! * Khazars Jews are converted, not jenuine * Meditation * Media News * NESARA (!?) * SCIENCE, SPIRIT, Free Energy!... * UFO CONTACTS * UFOs (MORE) * USA The 4th NAZI Reich!? * Zionism Lies and The Illuminati * Light a Candle for PEACE * The Red Pill * The True Shadow Government  
** by Steve Beckow: 9/11 Truth, Abundance Program, Accountability, Disclosure, end times, Extraterrestrials, financial crash, Golden Age, Illuminati, Mayan Predictions, NESARA, New Paradigm, Spiritual Hierarchy, Spiritual Teachers, UFO Cover-up, Wisdom Economy   
ES: LLAMA VIOLETA

ARCANJO GABRIEL - 24 DE OUTUBRO DE 2014

MENSAGEM DIÁRIA DO ARCANJO GABRIEL

DE 24 DE OUTUBRO DE 2014

Canalizado por Shelley Young



Queridos, vocês não podem estar em amor e em julgamento ao mesmo tempo.

O amor inclui, aceita e nutre, o julgamento exclui, rejeita e pune.

Qual vocês gostariam de receber?

Como vocês gostariam que seu parceiro se sentisse?

Somente o amor, o amor incondicional criará o ambiente seguro para seu relacionamento crescer e evoluir para o mais alto potencial dele.

Arcanjo Gabriel



Arcanjo Gabriel através de Shelley Young
Facebook: Trinity Esoterics
Twitter: @trinityesoteric

Tradução: Blog SINTESE http://blogsintese.blogspot.com


Por favor, respeitem todos os créditos
Arquivos em português:

 Atualização diária
 


EN: VioletFlame * The Illuminati * Alternative Media *   North Atlantic Islands * Indian Ocean Islands * South Atlantic Ocean Islands  * Alternative Media * Creator's Map * ESU IMMANUEL * Exposing Media DesInformation * Galactic Federation Indians, Prophecies and UFOs * Illuminati, The * Infinite Being * Israel (!?) * Jews..., the Real ones! * Khazars Jews are converted, not jenuine * Meditation * Media News * NESARA (!?) * SCIENCE, SPIRIT, Free Energy!... * UFO CONTACTS * UFOs (MORE) * USA The 4th NAZI Reich!? * Zionism Lies and The Illuminati * Light a Candle for PEACE * The Red Pill * The True Shadow Government  
** by Steve Beckow: 9/11 Truth, Abundance Program, Accountability, Disclosure, end times, Extraterrestrials, financial crash, Golden Age, Illuminati, Mayan Predictions, NESARA, New Paradigm, Spiritual Hierarchy, Spiritual Teachers, UFO Cover-up, Wisdom Economy   
ES: LLAMA VIOLETA

CRIADOR – SEU CAMINHO

SEU CAMINHO

Por Jennifer Farley

24 de outubro de 2014




Seu caminho não é o caminho do outro, o caminho dele não é o seu.

Ao invés de “forçar” o seu caminho, honre o outro e o caminho dele.

Pode não haver um retorno, mas isso não importa.

Você fez o que é melhor para a sua alma, o seu caminho.

Criador




Tradução: Blog SINTESE http://blogsintese.blogspot.com


Por favor, respeitem todos os créditos
Arquivos em português:

 Atualização diária
 


EN: VioletFlame * The Illuminati * Alternative Media *   North Atlantic Islands * Indian Ocean Islands * South Atlantic Ocean Islands  * Alternative Media * Creator's Map * ESU IMMANUEL * Exposing Media DesInformation * Galactic Federation Indians, Prophecies and UFOs * Illuminati, The * Infinite Being * Israel (!?) * Jews..., the Real ones! * Khazars Jews are converted, not jenuine * Meditation * Media News * NESARA (!?) * SCIENCE, SPIRIT, Free Energy!... * UFO CONTACTS * UFOs (MORE) * USA The 4th NAZI Reich!? * Zionism Lies and The Illuminati * Light a Candle for PEACE * The Red Pill * The True Shadow Government  
** by Steve Beckow: 9/11 Truth, Abundance Program, Accountability, Disclosure, end times, Extraterrestrials, financial crash, Golden Age, Illuminati, Mayan Predictions, NESARA, New Paradigm, Spiritual Hierarchy, Spiritual Teachers, UFO Cover-up, Wisdom Economy   
ES: LLAMA VIOLETA

Eclipse do sol e várias explosões solares

SOL EM FORMATO DE UM CRESCENTE DE FOGO, EMISSÃO DE FLARE SOLAR

Posted by on 25/10/2014




A mancha solar AR2192 aparece na superfície solar durante o eclipse. James W. Young

eclipse_strip-231014O sol do final da tarde na América do Norte pareceu um pouco incomum na quinta-feira.

Ele surgiu na forma de um crescente. James W. Young fotografou o fenômeno a partir de Wrightwood, desde a Califórnia.

“Foi um belo eclipse”, declarou Young. “A enorme Mancha solare AR2192 tornou o evento mais especial.”

Tradução edição e imagens: 
Thoth3126@gmail.com

ECLIPSE SOLAR COM VÁRIAS EXPLOSÕES SOLARES

http://spaceweather.com/archive.php?view=1&day=23&month=10&year=2014

ECLIPSE SOLAR DO SOL:

Ontem, 23 de outubro, a Lua Nova passou na frente do sol, produzindo um eclipse solar parcial visível de quase toda a América do Norte. O eclipse foi particularmente bonito em partes do leste do continente, onde a cobertura máxima ocorreu ao pôr do sol.

“O sol se pondo sobre Hamilton Harbour, foi eclipsado em parte lançando um belo brilho laranja sobre um fim de dia perfeito de outono“, diz John Gauvreau, que enviou esta imagem desde Ontário, no Canadá:



“Magníficas manchas solares, o clima magnífico, magnífico eclipse! “ disse ele.

Milhões de observadores do céu no Canadá, nos EUA e no México presenciaram o “crescente” solar no final da tarde, com cobertura que variou de 12% na Flórida, para quase 70% no Alasca. Navegue pela galeria de fotos para mais vistas da zona de eclipse.

A atividade solar esta alta. Desde que a semana começou, o complexo gigante de manchas solares AR2192 produziu 27 erupções solares da classe C , 9 flares classe-M, e 2 flares classe-X. (O que é que estas classificações significam ? Confira em Escala Richter de explosões solares) A erupção mais potente até agora desde complexo AR2192 foi uma explosão classe-x1.6 em 22 de outubro:



Notavelmente, nenhuma das explosões, até agora, arremessou uma CME significativa em direção à Terra. O principal efeito das chamas foi ionizar a atmosfera superior da Terra, causando uma série de blackouts de vida curtanas ondas de radiocomunicação em HF. Esses apagões podem ser observados por operadores de rádio amador, pelos aviadores e marinheiros.



Os efeitos sobre a Terra podem aumentar nos próximos dias. A Sunspot AR2192 tem um “campo magnético gama-delta beta” instável que abriga energia para explosões poderosas, e a região ativa está girando em direção à Terra. Meteorologistas da NOAA estimam uma chance de 95% de flares de classe M e uma chance de 55% de chamas classe-X durante as próximas 24 horas.


“Fiquei impressionado ao fotografar a mancha solar gigante durante o pôr do sol sobre o ártico do Canadá”, disse Whittaker. “Na verdade, o sol estava subindo temporariamente por causa da nossa grande velocidade relativa ao longo das linhas de longitude em graus Norte 75! Observe a borda superior verde do sol.”

Como a mancha (Sunspot AR2192) solar é tão grande – agora quase tão grande quanto o planeta Júpiter – as pessoas estão começando a percebe-la ao final da tarde, quando o sol esta esmaecido por nuvens ou neblina. O Piloto Brian Whittaker tirou esta foto acima em 21 de outubro durante um vôo acima de 36 mil pés (11 mil metros de altitude) sobre Resolute, Nunavut, no Canadá.

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original, e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br


Por favor, respeitem todos os créditos
Arquivos em português:

 Atualização diária
 


EN: VioletFlame * The Illuminati * Alternative Media *   North Atlantic Islands * Indian Ocean Islands * South Atlantic Ocean Islands  * Alternative Media * Creator's Map * ESU IMMANUEL * Exposing Media DesInformation * Galactic Federation Indians, Prophecies and UFOs * Illuminati, The * Infinite Being * Israel (!?) * Jews..., the Real ones! * Khazars Jews are converted, not jenuine * Meditation * Media News * NESARA (!?) * SCIENCE, SPIRIT, Free Energy!... * UFO CONTACTS * UFOs (MORE) * USA The 4th NAZI Reich!? * Zionism Lies and The Illuminati * Light a Candle for PEACE * The Red Pill * The True Shadow Government  
** by Steve Beckow: 9/11 Truth, Abundance Program, Accountability, Disclosure, end times, Extraterrestrials, financial crash, Golden Age, Illuminati, Mayan Predictions, NESARA, New Paradigm, Spiritual Hierarchy, Spiritual Teachers, UFO Cover-up, Wisdom Economy   
ES: LLAMA VIOLETA

Arcanjo Gabriel - 23/10/2014 Através de

Através de Marlene Swetlishoff

 

As Qualidades do Amor / Transmutação 

Tradutora Helena Renner 


Amados,

Vamos ter discurso sobre a qualidade do amor conhecido como transmutação. Esta qualidade de amor dentro de uma pessoa entra em vigor depois de grande luta nas profundezas de sua alma para compreender quem realmente são e o que eles realmente significam.


Transmutação começa quando alguém desperta a sua essência espiritual e descobre o caminho espiritual. Ao longo do caminho, o indivíduo que foi identificado com sua persona exterior através do corpo, emoções e mente gradualmente bem como es identificados com a sua alma, o seu ser espiritual interior. Eles começam a entender que eles são incorporados no plano físico, a fim de ganhar a consciência de suas origens espirituais através de suas experiências plano material. Essas experiências materiais são transmutadas em energias espirituais, tais como sabedoria, amor, compaixão e propósito maior.


A alquimia espiritual misterioso ocorre por meio da qual a alma humana torna-se vagamente consciente de sua maior contrapartida, o Eu superior. Quando essa consciência chega a um ponto gravetos, ocorre o despertar.


A tarefa de transmutar as forças materiais na vida de alguém e elevar essas experiências por meio do poder da mente em energias espirituais refinados começa. Um tornou-se consciente das realidades espirituais. A persona terrestre ainda é amplamente identificada com o seu corpo físico, emoções e mente, mas agora se tornou suficientemente integrada e coordenada o suficiente para começar o trabalho de transmutação de suas experiências de vida em uma energia espiritual mais elevado. Experiência material se transforma em energia da alma através da mente e vontade.


A pessoa aprende a concentrar sua mente para afetar as forças sutis da própria mente, o corpo emocional, e o corpo de energia vital que sustenta a forma física chamada corpo de luz. O poder do pensamento focado e intenção é usado para levantar as forças emocionais da natureza desejo ancorado no plexo solar em cima do centro do coração. No centro do coração, a força do desejo pessoal é transmutada na energia magnética do amor espiritual. As pessoas que trabalham para o bem maior da humanidade exemplificar a transmutação da força da natureza desejo dentro deles para a energia do amor.


Um número crescente de indivíduos sobre o planeta agora estão despertando para a compreensão de que eles são muito mais do que seres físicos que vivem através de emoções e mentes. Eles estão reconhecendo que são "seres espirituais tendo uma experiência humana." Este despertar leva ao caminho da transformação e transmutação através da qual a beleza, poder e luz que é inerente a seu eu espiritual, a alma dentro de si, é revelada gradualmente.


A mistura de espírito e matéria é muitas vezes um processo doloroso, como a própria natureza material deve ser purificado e refinado para que ele possa se misturam harmoniosamente com aquilo que é a sua natureza espiritual. Quando isto ocorre, torna-se ser totalmente diferente da personalidade com a qual eles foram identificados no início do seu processo de despertar. A persona exterior se transforma em um veículo para a expressão de sua alma no mundo. Ao unificar sua personalidade e alma de energia em uma unidade funcionando harmoniosamente, há uma mistura bem sucedida de polaridades que foram no trabalho em suas vidas diárias. Há uma mudança gradual no foco de consciência do mundo exterior da forma com o mundo interior de significado e propósito espiritual.


Como eles aspiram a viver uma vida mais espiritual, sua personalidade está cada vez mais exposta à luz transformadora de sua alma dentro deles. Eles devem, através de suas próprias ações pessoais, voluntariamente transmutar as forças inferiores do pensamento e da atividade em energias espirituais mais elevados. Isto dá lugar a um compromisso consciente de sua parte para uma vida de dedicado a auto-disciplina e serviço ativo no mundo. Seu compromisso com a disciplina espiritual se estabelece como hábitos de vida diária.


A sua alma lentamente toma o controle de sua forma exterior, cada vez mais direcionando o aspirante e transmutando a sua vida a partir de dentro. Sob a influência transmutação de sua alma, sua personalidade começa a exibir qualidades divinas, como o amor inclusivo, sabedoria e compaixão, enquanto incorporando uma concepção divina da vida. Compreende-se que este é o destino mais elevado para toda a humanidade.


O indivíduo aprende a ficar em seu ser espiritual, alinhado com as forças superiores de sua natureza divina, e tornam-se cada vez mais comprometidos a servir a um bem maior. Eles se tornam conscientes do propósito de sua alma para esta vida e tornar-se firmemente empenhado em cumprir esse propósito maior. Transmutação é tudo sobre a reivindicação e alcançar o domínio espiritual. Um vem para ver que eles não são separados a partir da energia do universo ou do espírito, pois agora entendo que tudo vem e faz parte da mesma fonte. A partir deste entendimento, o indivíduo começa a reivindicar o seu poder como um co-criador com o Divino, com a intenção de transmutar as energias da vida em que se manifesta, cura e outros mais objetivos de vida melhorar.


Através deste processo de auto-purificação e transmutação, as qualidades divinas que foram semeadas dentro do ser humano no início de sua jornada evolutiva começam a se manifestar dentro da vida interior e exterior da alma consciente aspirantes. A luz caindo da alma transmuta a personalidade humana em um instrumento para a expressão divina. O ser humano é transformado em uma personalidade anímica, cuja vida é divinamente dirigido por dentro por seu eu superior. As qualidades da alma, do interior de beleza, verdade, sabedoria e luz que foram veladas pela máscara da persona humana por muitas vidas se tornam cada vez revelou como a verdadeira natureza e essência espiritual na vida do aspirante.


A persona humana é transmutada pela plena luz de sua alma e seus corpos inferiores em sua expressão terrena são completamente transcendido. Empunhando as leis e forças universais, torna-se o meio pelo qual o amor espiritual do coração divino flui para o mundo da humanidade, através da ação redentora da alquimia espiritual de transmutação. Quando se sabe como se mover de baixo para atividades mais altas em seus pensamentos e ações, a fim de transmutar um para o outro, os milagres acontecem.


Como eu me despeço, pode a qualidade divina do amor conhecido como transmutação e da alquimia espiritual do trabalho o poder de amor cada vez mais fortemente dentro de cada uma de suas vidas.

EU SOU Arcanjo Gabriel


©2014 Marlene Swetlishoff/Tsu-tana (Soo-tam-ah)

Sustentadora das Sinfonias da Graça

Tradutora Helena Renner

Permissão é dada para compartilharem essa mensagem desde que esteja sem rasuras ou emendas, estando incluídos o nome da autora, os seus direitos autorais e os seus dois websites.

www.therainbowscribe.com

www.movingintoluminosity.com

NOTÍCIA IMPORTANTE PARA TODOS OS LEITORES DE EDMONTON, ALBERTA – CANADÁ:- ESTÃO CONVIDADOS PARA SE REUNIREM AOS GRUPOS DE DISCUSSÕES SEMANAIS DOS DISCURSOS DE ARCANJO GABRIEL. MAIS INFORMAÇÕES ESTÃO DISPONÍVEIS DO SITE

http://www.meetup.com/Polishing_the_Diamond

Grata por incluírem os websites acima ao postarem essa mensagem

Por favor, respeitem todos os créditos
Arquivos em português:

 Atualização diária
 


EN: VioletFlame * The Illuminati * Alternative Media *   North Atlantic Islands * Indian Ocean Islands * South Atlantic Ocean Islands  * Alternative Media * Creator's Map * ESU IMMANUEL * Exposing Media DesInformation * Galactic Federation Indians, Prophecies and UFOs * Illuminati, The * Infinite Being * Israel (!?) * Jews..., the Real ones! * Khazars Jews are converted, not jenuine * Meditation * Media News * NESARA (!?) * SCIENCE, SPIRIT, Free Energy!... * UFO CONTACTS * UFOs (MORE) * USA The 4th NAZI Reich!? * Zionism Lies and The Illuminati * Light a Candle for PEACE * The Red Pill * The True Shadow Government  
** by Steve Beckow: 9/11 Truth, Abundance Program, Accountability, Disclosure, end times, Extraterrestrials, financial crash, Golden Age, Illuminati, Mayan Predictions, NESARA, New Paradigm, Spiritual Hierarchy, Spiritual Teachers, UFO Cover-up, Wisdom Economy   
ES: LLAMA VIOLETA

Atlântida: Um habitante de dois planetas, parte 5

ATLÂNTIDA, 

A RAINHA DAS ONDAS DOS OCEANOS

Posted by on 25/10/2014

 



poseidonis-vulcano“O propósito desta história é relatar o que conheci pela experiência, e não me cabe expor idéias teóricas. Se levares alguns pequenos pontos deixados sem explicação para o santuário interior de tua alma, e ali meditares neles, verás que se tornarão claros para ti, como a água que mitiga a tua sede. . .

“Este é o espírito com que o autor propõe que seja lido este livro. E chama de história o relato que faz de sua experiência. Que é história?. . . Ao leitor a decisão.

“Nunca pronuncies estas palavras: “isto eu desconheço, portanto é falso“. Devemos estudar para conhecer; conhecer para compreender; compreender para julgar“. – Aforismo de Narada.

Edição e imagens: Thoth3126@gmail.com

Capítulos anteriores:
http://thoth3126.com.br/atlantida-um-habitante-de-dois-planetas/
http://thoth3126.com.br/atlantida-um-habitante-de-dois-planetas-parte-2/
http://thoth3126.com.br/atlantida-um-habitante-de-dois-planetas-parte-3/
http://thoth3126.com.br/atlantida-um-habitante-de-dois-planetas-parte-4/

Livro: “Um Habitante de Dois Planetas”, de Philos, o Tibetano – Livro Primeiro, CAPÍTULO V – A Vida em Caiphul

A vida de Zailm em Caiphul. O Rai das Leis do Maxin. Encontro com o profeta. Visita ao Palácio e uma entrevista com o Imperador de Atlântida.

CAPÍTULO V – A VIDA EM CAIPHUL

Minha nova vida trouxe inúmeras novidades para minha mãe e eu, recém-chegados das montanhas a um grande centro urbano. Após ter aprendido mais algumas coisas sobre suas conveniências, logo me harmonizei com a nova situação. Adaptei meu modo de vestir ao estilo citadino-, sendo minha atitude natural reservada, pude dar a impressão de estar à vontade, algo que foi apoiado cada vez mais pelo grau crescente de segurança que fui adquirindo.

A vida de um estudante no ambiente da escola, como aprendi após matricular-me no Xioquithlon, mostrou ser tão enervante para alguém acostumado à total liberdade que me vi obrigado a criar um esquema que
me permitisse fazer o necessário exercício físico. Depois de pensar por algum tempo, e tendo conseguido algumas informações fortuitas, procurei o Superintendente Distrital de Solos e Agricultura e solicitei que ele me indicasse um pedaço de terra que eu pudesse cultivar, não necessariamente com lins lucrativos mas pela prática contando-lhe que era um estudante.



O Superintendente, com oficial indiferença, abriu um mapa das terras adjacentes a Caiphul. Ao falar de distâncias, consultei a provável conveniência de meus leitores e usei pés, jardas, milhas e assim por diante, como medidas nominais. Usarei o mesmo método nesta oportunidade, lembrando que nosso sistema de medição era fundamentado em um princípio similar ao moderno sistema gálico ou métrico. Sua unidade, entretanto, não era a décima milionésima parte do quadrante terrestre. Originava-se, ao invés, no grande Rai das Leis Maxin. Como foi observado anteriormente, esse monarca havia introduzido todas as reformas concebíveis, entre outras a de substituir por um sistema uniforme de mensuração o método anterior desajeitado, embora não totalmente anti-científico.

A circunferência da Terra no equador, tal como fora determinada pelos astrônomos, tinha servido de base, assim como o moderno sistema métrico que usa uma fração da quadratura da divisão polar norte e sul da Terra. Esse padrão, entretanto, não era considerado totalmente confiável; temia-se que algum erro tivesse se insinuado no cálculo original; mesmo que fosse o caso, o bastão de ouro usado como referência teria servido a todas as finalidades, uma vez que era imutável, mas o desejo humano de ser tão perfeito quanto possível era tal que, como eu disse, o medo do erro destruía a confiança. Todo homem que quisesse podia instituir um padrão particular, baseado em qualquer esquema que lhe servisse, um estado de coisas que levou a fraudes deploráveis em todo o império.

O Rai Maxin instituiu um sistema tão admirável que foi imediatamente aceito como autoridade absoluta, especialmente porque ninguém duvidou que tivesse vindo do próprio Incal. O Rai mandou construir um recipiente com um material que sofria a menor expansão ou contração conhecida sob a influência do calor ou do frio. Esse recipiente era, interiormente, um cubo oco perfeito, do tamanho exato da Pedra-Maxin. Um tubo maciço foi feito da mesma substância, com cerca de quatro polegadas de diâmetro interno. No recipiente cúbico foi despejada água destilada na quantidade exatamente suficiente para preenchê-lo, a uma temperatura de 398° Farenheit (203,33º C), de modo a não deixar nenhuma bolha de ar no interior do cubo.

Essa água foi então colocada no tubo, e a mesma temperatura baixa foi cuidadosamente mantida. A altura exata da água era então gravada num bastão feito com o mesmo metal dos dois recipientes (cúbico e tubular). O passo seguinte era aquecer a água a 211,95° Farenheit (99,44º C), sendo este processo e o anterior executados ao nível do mar num dia típico de verão. Com o calor, a água se expandia a um grau apropriado, e o ponto de quase ebulição era marcado como no passo anterior; a diferença marcada no bastão entre as duas linhas gravadas passou a ser a unidade de medição linear, da qual todas as outras medidas derivaram, sendo a medida do peso calcada no peso do cubo oco cheio de água a 398° F (203,33º C).

Uso a escala termométrica Farenheit porque a escala de Poseid não faria sentido para ti. Perdoa-me a digressão, já que a mesma revela outra fase da vida naquela era há tanto tempo decorrida. Voltando ao gabinete do Superintendente: tendo aberto um mapa de áreas não arrendadas à minha frente (lembra-te que não havia donos de terras, pois estas pertenciam ao governo) ele voltou a atenção para outras tarefas, deixando-me ali para estudar o assunto com calma. Passando os olhos pelas descrições ali impressas, descobri que um terreno de uns cinco acres, onde havia um antigo pomar com várias espécies de árvores frutíferas, estava disponível e ficava a uma distância aproximada de oito “vens” (quase o mesmo número de milhas) da cidade, mas adentrando a península.

Seu antigo arrendatário tinha contratado os direitos por cinqüenta anos, mas por motivo de sua morte a propriedade linha ficado abandonada e livre
para ser ocupada. O fato de que os estudantes freqüentemente tinham pouco dinheiro para suas despesas gerais era levado em conta pelo governo, que em todas as suas negociações com essa classe oferecia condições melhores do que para qualquer outra categoria social. A propriedade em questão me atraiu por sua descrição: “uma área de aproximadamente oito vennines (cinco acres), com uma casa de quatro cômodos, água de fonte canalizada para a casa; um vennine plantado com flores ornamentais, seis destinados a árvores frutíferas com quinze anos de idade. Condições (com todas as benfeitorias) para estudantes: metade da colheita de frutas todas as flores próprias para perfume que forem cultivadas entregues ao Agente do Departamento de Solos e Agricultura.

Para outros que não sejam estudantes, quatro tekas por mês (dez dólares
e vinte e três cents). Prazo mínimo de arrendamento, um ano. Resolvi arrendar o terreno, após verificar que “todas as conveniências” significava transporte por vailx, serviço telefônico (naim) e um instrumento de condução de calor que economizaria combustível; a energia para ser convertida em calor para cozinhar e outras finalidades seria transmitida pelo “Navaza”, um conjunto de forças materiais que em teus modernos dias se chamam “correntes telúricas“, mas que no caso incluíam também as do éter superior, algo que ainda descobrireis e utilizareis como o fez a Atlântida, pois que todos vós sois poseidanos renascidos. Eu o digo. Já vivestes e viveis agora de novo. Usastes todas essas forças naquele tempo e dentro de pouco tempo as usareis de novo.

Tendo decidido ficar com a propriedade que me fora mostrada, transmiti minha decisão ao funcionário, que imediatamente me deu um contrato e me ajudou a preenchê-lo corretamente. Apenas como um relance daquela época há muito passada, ofereço o teor do contrato de arrendamento:

“Eu,………………….., idade…………. anos, do sexo………., ocupação ………….., faço com o Departamento de Solos um contrato de arrendamento do terreno ………………………… no distrito de ……………. com as seguintes características:……………….., concordo em arrendá-lo pelo prazo de………….anos, com a aprovação do altíssimo Incal.”

Arrendei o terreno por oito anos, uma vez que esperava residir em Caiphul pelo menos por esse período de tempo como aluno do Xioquithlon. Não me pareceu nada desprezível ter a facilidade de me transportar por vailx dali até o Xioquithlon, podendo assim ter o prazer de uma viagem aérea diária. O vailx, como os táxis de hoje, podia ser pedido por telefone e chegava logo depois da chamada.

Era costume que todos os recém-chegados à cidade visitassem o palácio Agacoe e seus jardins tão logo fosse conveniente. Todas as semanas o Rai (imperador) ficava sentado no salão de audiências por duas horas. Nesse período os visitantes apinhavam-se nos corredores e passavam diante do trono em fila dupla. Depois dessa cerimônia, os que quisessem tinham liberdade de passear à vontade pelos jardins, observar o zoológico onde todas as espécies conhecidas de animais eram mantidas, ou entrar no grande museu e na biblioteca real. Para muitos, era um costume agradável passar com freqüência o dia em Agacoe; nessas ocasiões os visitantes traziam seu almoço e faziam um piquenique tranqüilo sob as grandes árvores ao lado do chafariz, do lago ou da catarata.


O palácio em Agacoe, no centro de Atlântida, sede do governo.

Devo agora voltar ao tempo em que minha mãe e eu ainda estávamos completamente desacostumados ao comportamento citadino, para que o leitor possa nos acompanhar em nossas descobertas. Iniciemos pela visita ao Agacoe. Um homem que conhecemos por acaso nos guiou até o palácio, numa viatura que partilhamos os três. Carros ainda eram uma novidade para mim e a maneira de dirigi-los tornou-se mais um assunto sobre o qual quis ser informado. Nosso amigo tirou uma moeda da bolsa e inseriu-a na abertura existente numa caixa de vidro em uma extremidade do carro. A moeda tinha de cair de forma a chegar ao fundo de um cilindro de vidro, bem pouco maior em diâmetro do que a moeda. Duas pontas de metal que se projetavam na extremidade inferior do cilindro, mas não se aproximavam uma da outra mais do que um quarto de polegada, encontravam-se no fundo.

Quando a moeda caiu nessas projeções, uma pequena campainha soou; meu amigo então mexeu numa alavanca com uma barra de trava até a camisinha soar. Quando a moeda fechou o circuito ao cair, essa trava automaticamente se deslocou, ao mesmo tempo fazendo soar a campainha como observei acima e destravando a alavanca. Quando esta foi erguida o carro se moveu súbita mas suavemente e saiu da sua estação. O veículo estava preso ao trilho suspenso, e as periferias de suas grandes rodas suspensas eram visíveis, pois, juntamente com seus eixos, elas estavam em sua maior parte ocultas por uma cobertura de metal que se estendia de uma roda a outra; dentro dessa cobertura podia-se ouvir um zumbido baixo e cantante, produzido pelo mecanismo do motor. A ideia de fazer o passageiro servir como engenheiro e condutor era muito boa, já que os processos requeriam tão pouco conhecimento ou trabalho.

Quando deixamos o carro no abrigo abaixo do terraço de Agacoe, nosso amigo recolocou a alavanca no lugar, a sineta tocou de novo, a moeda caiu em uma caixa reforçada em baixo, e o veículo estava pronto para outros passageiros. Na grande entrada, um portal que era uma maravilha arquitetônica, nosso amigo se despediu e logo desapareceu a grande velocidade, dirigindo-se para algum local mais distante do que o que havíamos alcançado. Olhando para a lista colocada acima daquela linha particular, vi que ali estava escrito em caracteres poseidanos: “Aagak mnoiinc sus“, ou seja, “Frente da Cidade e Grande Canal”, isso em uma tradução livre.

Desejando me informar sobre nosso amigável guia, perguntei quem era ele a alguém que tinha observado nossa chegada com interesse. A resposta que recebi foi:

“Um grande pregador, que prevê a destruição deste continente e conclama todos para que vivam de forma a não temer enfrentar o Uno que, segundo ele, é o Filho de Incal, que virá para a Terra em um dia que não tardará muito. Ele diz que esse Filho de Deus será o Salvador da humanidade, mas que muitos não O reconhecerão até que tenha sido morto. Doze o conhecerão, mas um deles O negará na hora de Seu derradeiro perigo. Na verdade, o assunto é extremamente interessante, apesar de eu não compreendê-lo muito bem; mas como Rai Gwauxln que Incal o proteja! – trata esse pregador com favorecimento e diz a seu respeito, “ele fala verdades” é recebido com atenção por todos.”

Leitor, mesmo naquela época tão remota, a verdade estava surgindo no mundo. Na manhã do novo ciclo já aparecera um raio do brilhante Sol do cristianismo, que ainda não havia iluminado o céu com a plenitude de sua glória. Naquele dia eu havia viajado no carro junto com o primeiro profeta
a anunciar a vinda de osso Senhor Jesus Cristo, exortando os que o ouviam a viverem de modo que suas almas se tornassem um solo virgem para permitir o surgimento do Sol da Verdade, tornando-se preparadas para receber o Mestre quando, após a morte do corpo físico que então possuíam, tivessem voltado do Devachan à terra como almas reencarnadas. A semente estava sendo plantada!

Essa ideia me ocorreu quando, num período posterior, ouvi o profeta falar com apaixonada eloqüência para a assembléia especial de Xioquithli (estudantes) especialmente reunida. Sei que a semente caiu em solo sem cultivo, quando comparo minha vida de agora com as vidas passadas; por muito tempo a semente permaneceu dormente e, enquanto assim ficou, as amargas experiências do pecado e do erro se impuseram e arrasaram minha vida com uma onda de fogo ardente que precisou de outra encarnação para curar as feridas por ela causadas. Enquanto ficamos parados sob o pórtico da grande entrada de Agacoe, nós – montanheses sem sofisticação que éramos! – não podíamos saber, quando um guia uniformizado nos abordou, que o imperador, sentado em seu trono a meia milha de distância, estava naquele mesmo momento perfeitamente informado de nossa aparência e também sabia que palavras usávamos e o tom com que as pronunciávamos. O soldado me perguntou:
“E tu de onde vens e qual é o teu nome?”
“Chamo-me Zailm Numinos e venho de Querdno Aru.”
“Esta visita é a primeira ou estiveste aqui antes?”
“Nunca estive aqui, nem minha mãe que está aqui ao meu lado.”
“Pois se assim é, providenciarei um acompanhante para ambos. Ele se encontra naquele portão. Mais uma pergunta, por favor.- qual a tua missão em Caiphul?”
“Vim para estudar xioq no Inithlon; trouxe minha mãe para cuidar de nossa casa.”
“Está bem. Podeis ir.”

Esse colóquio ocorreu no grande portal que dava entrada para o terraço acima. A sentinela estava postada atrás de um portão de bronze e ouro ricamente trabalhado, muito delicado mas suficiente para impedir a entrada de alguém indesejável. Atrás do soldado havia um grande espelho, no pesado anexo do portal. Esse espelho estava suspenso por duas hastes de cobre polido de modo a impedir que tocasse os lados do nicho em qualquer ponto. Se eu tivesse podido olhar atrás dele, teria visto o conjunto de cordas metálicas, bastante parecido com as de piano, junto com outras peças de um mecanismo que naquela ocasião nada diriam a minha mente ainda deseducada.

Como poderia eu sequer suspeitar que aquela chapa de brilhante metal Polido no qual se refletia todo o interior daquela arcada, como se fosse num lago tranqüilo, era um engenhoso mensageiro automático? Que aqueles inúmeros fios de metal vibravam em sintonia, com toda inflexão possível de voz ou outros sons, e que quando falei todos os sons que emiti foram levados velozmente ao longo de correntes-terra naturais (telúricas), próprias do Lado-Noite (feminino) da Natureza e que reagiam ao controle do homem, sendo todas as palavras e sons ouvidos pelo Rai em seu trono?

Nem podia eu sonhar que, simultaneamente, o reflexo de nossa imagem era igualmente transmitido à mesma augusta presença. Mas esses eram os fatos. Uns poucos passos nos levaram até um portão interno feito de chapas de ferro fenestrado que com o simples apertar de um botão se erguia para permitir a passagem por baixo. Nesse ponto encontramos o guia que o guarda havia providenciado. Julguei que seu silêncio era uma indicação de grosseria, pois não sabia que ele tinha recebido ordens, antes de nos aproximarmos, para nos conduzir até a presença real, o que tornava inútil que expressássemos o nosso desejo. Sua observação em voz baixa dizendo “compreendo”, quando comecei a dizer o que queria, impediu que eu continuasse, pois senti-me ofendido em meu orgulho por sua reserva, tão diferente da liberdade com que meus associados montanheses se comunicavam.

E havia tantas pessoas assim arrogantes na cidade! Resolvi dar-lhe uma lição e ponderei a melhor forma de lhe dizer que eu considerava seus modos totalmente fora de propósito em alguém de sua posição. Eu não podia imaginar que ele já tivesse todas as informações necessárias sobre nós, pois embora a distância entre seu posto e o grande portal não fosse grande, era obviamente longe demais para que nossas palavras ditas em voz baixa pudessem ter sido ouvidas. O insuspeitado espelho havia feito o seu trabalho, embora não soubéssemos disso. “Vem”, disse o emproado guia, “conduzirei a ti e à tua mãe.”

“Mãe?” – pensei. “Como ele sabe que alguém tão bonita e de aparência tão jovem é minha mãe? Ela poderia ser minha irmã ou minha esposa, entretanto ele a chamou de minha mãe”. A suposta presunção do rapaz me irritou, pois eu tinha orgulho não só da aparência juvenil dela, como também do meu jeito maduro, de que eu gostava; muitas vezes tinham me dito que eu parecia sete ou oito anos mais velho do que realmente era. Se me tivessem chamado a atenção para a tolice desse orgulho por minha aparência, em vez de sentir aquele vago ressentimento eu teria rido achando-o absurdo, deixando-o de lado por ser indigno de alguém como eu, com ambições tão grandiosas.

Naquele caso, isso resultou numa certa rigidez de postura, como reação àquela imaginária arrogância e, em grande parte para meu prejuízo, deixei de prestar total atenção nas vistas e detalhes que eu deveria ter observado. Embora eu não risse naquela oportunidade por causa da visão obtusa causada por minha ignorância, ri muitas vezes ao rever os registros do passado. Tantos milhares de anos decorridos desde então podem fazer parecer que o riso de que falo é tardio demais, mas “antes tarde do que nunca” se aplica muito bem a esse fato!



Conforme nos foi indicado, sentamo-nos num carro mais leve do que o utilizado nas avenidas públicas e com forma também diferente. Só depois que já estávamos em movimento foi que percebi o quanto era diferente em construção e método de propulsão. Embora eu desejasse parecer bem acostumado a essas novidades, fiz um movimento brusco de espanto, que foi bastante revelador, quando o condutor tocou numa alavanca e o veículo ergueu-se no ar como uma bolha de sabão, endireitou-se e depois subiu seguindo o aclive na direção da parte plana onde se encontrava o palácio.

Ali deixamos o veículo em forma de charuto e entramos em outro carro, este se movendo sobre trilhos. Fizemos um meio-circuito do edifício e depois nos dirigimos em alta velocidade atravessando o platô até chegarmos à boca escancarada de uma das grandes serpentes de pedra. Em vez de subir no mesmo ângulo do corpo da serpente, nosso carro se moveu num plano horizontal. Quando entramos, uma luz se acendeu repentinamente, afastando em um segundo a obscuridade do interior. Após essa agradável surpresa, minha atenção foi atraída para o brilho das paredes que pareciam arder com um fogo vermelho, azul, verde, amarelo e de todas as outras cores, tanto que não consigo encontrar uma comparação mais adequada do que a do Sol batendo nas gotas de orvalho presas a miríades de teias de aranha, nas primeiras horas da manhã.

Esqueci minha irritação e perguntei o que causava aquele deslumbrante efeito; o guia respondeu que os pedreiros tinham feito o acabamento das paredes com um reboco ao qual tinham sido incorporados grãos de vidro colorido. Enquanto nossa admiração ainda nos envolvia, paramos e vi que estávamos no fundo de uma espécie de poço; em volta deste, os trilhos subiam em espiral até aparentemente terminar sob um teto vagamente visível graças à luz que o carro irradiava para cima enquanto subíamos. Quando chegamos perto, um sino tocou agradavelmente duas vezes e imediatamente o teto se abriu silenciosamente para um lado, permitindo a passagem do veículo.



Atrás de nós o poço voltou a se fechar automaticamente e nos vimos num esplêndido aposento, cujas dimensões eram difíceis de calcular devido a muitos biombos suspensos de seda (vermelho vivo) carmim, a cor real, e folhagens que formavam paisagens de selva em miniatura. As flores e as aves canoras, os repuxos e o ar perfumado, mais a sombra fresca após o calor lá de fora, pois não havíamos ficado tempo suficiente no poço-elevador para nos refrescarmos, fizeram o lugar parecer um paraíso. Só se viam partes do teto do grande salão, pois o mesmo estava quase todo cobert0 de trepadeiras de ramos pendentes. Em meio a toda essa harmonia visual, tremulando no ar, acima, abaixo, em toda parte, soavam encantadoras cadências musicais a que os pássaros, como que inspirados por elas, respondiam em coro.

Nessa cena paradisíaca de cor, som e perfume, passando por belas estátuas e graciosas fontes, nosso carro se movia silenciosamente, de um modo que nos dava a ilusão de estarmos parados e de que a visão de todas aquelas delícias é que passava por nós, posicionados no centro. Era a união perfeita de arte e ciência, da qual era gerado aquele lindo sonho, um triunfo da capacidade e do conhecimento humano! Carros se moviam em todas as direções, vindo, indo, parando, com pessoas vestidas como se fosse para uma recepção de gala, com as diferentes cores de seus turbantes mostrando sua categoria social. Poseid, como outras nações daquele e de outros tempos, tinha suas castas, como a governamental, dos literatos, eclesiásticos, artesãos, militares que serviam como polícia e brigada sanitária, e assim por diante.

As vestimentas de todas as classes seguiam um estilo geral, a não ser pelos turbantes que todos os habitantes usavam e que diferia na cor conforme a casta. O turbante do Soberano, por exemplo, era de seda pura carmim; o dos conselheiros, vermelho-vinho; o dos oficiais menores, rosa pálido. Os
turbantes dos militares eram laranja forte para os soldados e cor de limão
para os oficiais. O branco puro era próprio do sacerdócio, o cinza das classes científica, literária e artística. O azul distinguia os artesãos, mecânicos e operários, enquanto o verde distinguia todos os que, por qualquer razão – imaturidade ou falta de educação – não gozavam do direito de voto. Apesar de que o sistema de castas era estritamente obedecido, resultava num bem e não num mal, pois não havia rivalidade de classes, porque a dignidade do trabalho era um sentimento tão forte que uma classe não invejava a outra.

Somente os que usavam verde eram discriminados. Os que usavam essa cor por ainda não serem maiores de idade deixariam de usá-la mais tarde, enquanto que os que não tinham estudos suficientes para obter o direito de usar outra cor, sentiam que o estigma que os acompanhava era uma motivação para alcançarem uma posição mais honrosa na vida. Enquanto eu observava esses vários detalhes que seriam alimento para minha mente, nosso carro foi eficientemente manobrado para evitar uma colisão com o de uma dama que vinha em frente, aparentemente distraída enquanto arrumava uma ponta solta de seu turbante cinza, mostrando, ao fazê-lo, o brilho de um rubi, gema que só a realeza podia usar. Nosso carro chegou a um ponto onde havia grande quantidade de carros e nos conduziu até um segundo aposento.

Quanto à jovem real usando turbante cinza e o rubi. . . Meus pensamentos continuavam com ela! Como era radiosa sua beleza! Foi aquela a primeira vez que vi a Princesa Anzimee. . . mas não devo me adiantar! O recinto onde entramos era menor do que o que tínhamos acabado de deixar, mas ainda assim estava longe de ser pequeno. Tudo ali tinha a cor carmim, brilhante e cintilante, a não ser por uma elevação no centro. Esta tinha degraus ou pequenos terraços de mármore negro, e a parte superior, que media uns doze pés de lado, sustentava uma espécie de trono de madeira escura, coberto de veludo negro. Devo observar neste ponto que o preto era uma cor representativa, incluindo o simbolismo de todas as cores, mostrando, no caso do trono, que aquele que o ocupava pertencia a todas as classes.

Isso era um fato, porque o Rai Gwauxln não só era soberano e chefe do exército, mas era também um sumo sacerdote, literato, cientista, artista e músico, tendo bom conhecimento ainda das tarefas dos artesãos e maquinistas. Em frente ao corrimão de prata que existia em torno do trono, nosso veículo parou ao lado da fila em movimento, obedecendo ao gesto do imperador. O guia nos fez descer e, abrindo um pequeno portão, indicou que devíamos galgar os degraus e chegar nos pés do Rai. Meu coração bateu forte enquanto eu seguia as Instruções, e embora tivesse ficado pálido de emoção, tive auto-controle suficiente para oferecer o braço à minha mãe, para apoiá-la. Acho que nunca andei mais orgulhosamente ereto em toda a minha vida. No alto dos degraus nos ajoelhamos e aguardamos o momento de nos levantarmos, o que não tardou a acontecer. Quando estávamos novamente de pé, o Rai Gwauxln disse suavemente:

“Zailm, és muito jovem para um estudante tão ambicioso quanto sei
que és.”
“Se te agrada que eu seja assim, fico contente” – respondi.
“Já aprendeste o que as escolas primárias têm a ensinar aos jovens?” Pois isso é necessário para que possas obter admissão ao Inithlon”.
“Já o fiz, Zo Rai.”
“Seria agradável para ti, Zailm, contar-me quais estudos são de tua maior preferência?”
“Sim, Zo Rai, considero uma elevada honra te dizer. Não escolhi meus estudos com base em minhas preferências, mas não tenho dúvida de que o próprio Incal ordenou qual seria minha escolha, indicando a geologia acima de qualquer outra. Também Ele me concedeu uma disposição natural que aponta para o estudo de línguas e literatura. Não tomei a decisão final, mas tenho uma boa opinião a respeito desses ramos de Xioq. A geologia foi por Mim indicada através de uma experiência incomum.”
“Tu me interessas, jovem. Entretanto, esta é uma hora de cumprimento de deveres de estado e não devo negligenciar meu povo que vem prestar homenagem ao seu monarca. Toma este passe e na quarta hora retorna ao portal pelo qual entraste em Agacoe. Serás bem-vindo.”

Tomei o passe que o Rai me oferecera e, ao descer os degraus de mármore, vi que trazia a inscrição: “Presença do Rai. Portador de permissão”.
Tínhamos trazido um pacote de tâmaras e por isso não precisávamos deixar os jardins para almoçar. Nosso guia voltou a se ocupar de nós e, depois de ser informado de que queríamos ficar no perímetro do palácio, dirigiu nosso carro pelo labirinto de construções mais uma vez, fazendo-nos descer do veículo ao lado de um dos pilares do peristilo. Daquele ponto em que nos separamos do guia, olhei em torno para me certificar de onde ficava a entrada principal; verificando que ficava a oeste, escoltei minha mãe até um banco à sombra de um deodar (árvore) gigante, que em séculos posteriores passou a ser chamado “Cedro do Líbano”.

Num dos seus ramos estava um pássaro imitador que nós chamávamos de “nossuri”, significando “cantor do luar” por causa do hábito desses encantadores pássaros cor de cinza de trinar sua maravilhosa melodia no ar calmo das noites de luar. Não que eles não cantem de dia; na verdade, a ave estava cantando, mas o fato de chamá-los “nossuri”, de “nosses” (a Lua) e “surada” (eu canto) era um termo ornitológico distintamente poseidano. Na hora aprazada fomos até o local designado e, apresentando o passe, fomos conduzidos a um carro e depois de novamente ascendermos, o guia nos levou a um pequeno aposento luxuosamente decorado. Junto a uma mesa quase oculta por livros estava o Rai, ouvindo uma voz bem modulada que contava as últimas novidades do dia, cujo dono não podia ser visto.

O Rai voltou-se para nós quando fomos anunciados, dispensou o servidor, e nos cumprimentou amavelmente. Então voltou-se para uma caixa parecida de certa forma com o agradável instrumento que chamamos rádio e virou uma chave com um leve ruído. No mesmo instante a voz se calou no meio de uma palavra e fiquei sabendo, ao obedecermos o convite do Rai para nos sentarmos, que eu tinha visto pela primeira vez uma gravação de notícias sobre a qual tinha lido muitas vezes. Na hora que se seguiu relatei a história de minha vida, suas esperanças, tristezas, triunfos e ambições, respondendo as perguntas daquele homem cordial, aparentemente pouco velho, a quem qualquer pessoa viva podia render homenagem sem perda de dignidade, pois sua nobre cortesia mostrava como pode um rei ser um homem e como pode um homem ser um soberano.

Contei como cada acontecimento tinha aumentado meu apetite por um conhecimento cada vez maior. Depois contei as experiências vividas em minha viagem ao pico do Rhok, narrativa que foi interrompida quando mencionei o nome da montanha. “Rhok!” Perguntou o meu imperial ouvinte.

“Estás me dizendo que ascendeu aquela terrível altura, à noite, sozinho, uma montanha que indicam os nossos mapas que afirmam ser inacessível a não ser por vailx?”
“Provavelmente, Zo Rai, a única rota só é conhecida por uns poucos montanheses; li que a montanha era considerada inacessível, mas. . . “-Hesitei, e o Rai disse rapidamente:
“Sim, fala! Foi para julgar-te que ouvi tua narrativa, pois sei muito bem de tudo que me relataste. Eu poderia ter dito tudo o que tu dissestes, e contar tudo que dirás; desejei ouvir-te para julgar; conheço a tua história desde que te vi pela primeira vez. Sou um “filho da Solitude” – acrescentou.

Fiquei em silêncio, pois me confundia a ideia de que ele já sabia de tudo. Percebendo isso, o Rai falou:

“Continua, filho. Conta-me tudo; desejo conhecer os fatos pelos teus lábios, pois estou interessado em tua pessoa”.

Então retomei a história interrompida e descrevi minhas homenagens a Incal e a petição por seu auxílio -, sua rápida resposta à minha prece; a erupção do vulcão e o perigo que isso representou para mim. Sobre isto disse o Rai:

“Então testemunhaste pessoalmente aquela explosão das forças terrestres? Fui informado de que ela provocou grandes mudanças locais e que agora há um extenso lago onde não havia lago algum, ao pé do Rhok. Ele mede nove vens”.



Eu ainda era pouco sofisticado para me sentir curioso em saber se o Rai havia visto a erupção, pois eu não compreendia o significado de ele ser Filho da Solitude e conhecer todas as minhas aventuras, e embora não duvidasse que isso fosse um fato, atribuí esse conhecimento a um agudo julgamento de possibilidades; para aumentar minha falta de sofisticação perguntei ao Rai se ele tinha visto aquelas coisas. “Jovem inexperiente!” – disse o Monarca sorrindo -“poucas vezes encontro alguém tão franco! És mesmo um filho das montanhas! Mas temo que não o serás por muito tempo, no ambiente em que ora te encontras! Responderei tua pergunta.

“Nenhuma grande convulsão da natureza pode ocorrer que não seja automaticamente registrada quanto à sua extensão aproximada e à sua localização; uma prova fotográfica de cada parte da localidade afetada é mostrada a cada instante. No caso em questão, tudo que tive a fazer foi ir até o gabinete apropriado, que fica neste edifício, e toda a cena se desenrolou diante de mim tão vividamente quanto deve ter se mostrado para ti, pois pude ver a explosão, e até ouvi-la, por meio do naim. E verdade que ao que vi faltava um elemento que o tornou um pouco mais vivido para ti do que para mim, que foi o do perigo físico; mas como para mim esse perigo não existe – um dia saberás por que – a cena para mim esteve completa e não faltou nenhum elemento que minha presença real tivesse podido acrescentar”.

Fiquei profundamente maravilhado com as instrumentalidades descritas pelo Rai Gwauxln e ponderei com deleite na possibilidade de algum dia conhecê-las pessoalmente e ter acesso a elas. O Rai continuou:

“Dissestes que encontrastes um tesouro de ouro nativo em dois locais separados. Procurastes reaver o que obtivestes antes da erupção? Não? Isso importa pouco. Zailm, é fato conhecido que a ignorância da lei não é uma desculpa válida para desobedecê-la.”

O rosto do Rai tinha se tornado muito grave e senti uma impressão nada agradável.

“Contudo, estou convencido de que nada sabias sobre a violação dos estatutos quando deixaste de comunicar o achado. Por isso não te punirei”. Aqui o imperador fez uma pausa, perdendo-se em pensamentos, enquanto eu, que até então havia ignorado que tivesse feito algo que violasse a lei, empalideci tanto que Gwauxln sorriu de leve e disse:

“Mas aqueles que agora exploram essa mina e os que recebem o pó de ouro e o mineral ali produzido não escaparão. No caso deles é um crime consciente, agravado pelo fato de que eles não desconhecem a lei e ainda por cima te defraudam. De ti exigirei apenas a expiação que possa existir em denunciar seus nomes.”

Obedeci essa ordem, embora pensasse com tristeza nas esposas e filhos daqueles ladrões, que eram inocentes. Deveriam sofrer da mesma forma que os transgressores? O Rai pareceu conhecer meu pensamento. Se não o conheceu, falou como se concordasse comigo, dizendo:

“Esses homens têm esposa, família?”
“Sim, é verdade!” – repliquei com tanto ardor que o monarca novamente sorriu e eu, encorajado, supliquei que fosse clemente por causa dos inocentes.
“Nada sabes sobre nosso sistema de punição, Zailm?”
“Muito pouco, Zo Rai; ouvi dizer que nenhum malfeitor sai das mãos da justiça sem ter se tornado alguém melhor, mas imagino que o tratamento seja bastante severo”.
“Quanto a severidade, a resposta é não. Quanto ao outro ponto, se os homens são reformados após terem errado, para que não incorram novamente em erro, não redundaria isso em vantagem para as esposas e filhos dos criminosos? Mandarei que esses homens sejam trazidos ao tribunal competente e tu testemunharás o processo de reforma. Julgo que depois disso desejaras aprender anatomia e a ciência da punição reformatória, em acréscimo aos teus outros estudos em Xio. Além disso, asseguro-te que em caso algum sofrerás o confisco daquela mina, que será tua propriedade-, se a doares ao tesouro nacional, enquanto fores estudante não te faltará dinheiro. Mais tarde, quando os anos de estudo tiverem passado, se tiveres êxito como aluno, ah!, então te nomearei superintendente da mina. E se te mostrares fiel quanto a isso, farei de ti um senhor de muitas coisas. Tenho dito”.

Rai Gwauxln tocou num botão e imediatamente um serviçal entrou. A ele o Rai incumbiu de nos acompanhar, dizendo: “Que a paz de Incal esteja com ambos”.

Assim terminou a audiência que influenciou o curso dos anos e modelou a grande árvore da vida, fazendo-me sentir orgulhosamente um depositário da confiança de um amigo reverenciado. Esse estado de consciência sempre se mostrou muito potente neste mundo de provas e tentações.

Continua…

Mais informações sobre ATLÂNTIDA em:
http://thoth3126.com.br/uma-vida-em-atlantida/
http://thoth3126.com.br/atlantida-restos-de-uma-imensa-cidade-encontrada-na-costa-de-cuba/
http://thoth3126.com.br/a-historia-secreta-do-planeta-terra/
http://thoth3126.com.br/atlantida-o-continente-perdido/
http://thoth3126.com.br/bimini-road-atlantida-misterios-nao-resolvidos-do-mundo/
http://thoth3126.com.br/atlantida-triangulo-das-bermudas/
http://thoth3126.com.br/atlantida-e-os-deuses-da-antiguidade/
http://thoth3126.com.br/atlantida-e-os-deuses-da-antiguidade-parte-2/
http://thoth3126.com.br/atlantida-e-os-deuses-da-antiguidade-parte-3-final/

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br


Por favor, respeitem todos os créditos
Arquivos em português:

 Atualização diária
 


EN: VioletFlame * The Illuminati * Alternative Media *   North Atlantic Islands * Indian Ocean Islands * South Atlantic Ocean Islands  * Alternative Media * Creator's Map * ESU IMMANUEL * Exposing Media DesInformation * Galactic Federation Indians, Prophecies and UFOs * Illuminati, The * Infinite Being * Israel (!?) * Jews..., the Real ones! * Khazars Jews are converted, not jenuine * Meditation * Media News * NESARA (!?) * SCIENCE, SPIRIT, Free Energy!... * UFO CONTACTS * UFOs (MORE) * USA The 4th NAZI Reich!? * Zionism Lies and The Illuminati * Light a Candle for PEACE * The Red Pill * The True Shadow Government  
** by Steve Beckow: 9/11 Truth, Abundance Program, Accountability, Disclosure, end times, Extraterrestrials, financial crash, Golden Age, Illuminati, Mayan Predictions, NESARA, New Paradigm, Spiritual Hierarchy, Spiritual Teachers, UFO Cover-up, Wisdom Economy   
ES: LLAMA VIOLETA

SaLuSa - 24.10.2014

Atavés de Mike Quinsey

Tradução: Maria Luíza de Vasconcellos

 

Muitos de vós progrediram ao ponto de não ter mais necessidade de encarnar de novo, nas vibrações mais baixas.




Queridos, escutamos o choro daqueles que são os que sentem que foram abandonados e tentam encontrar, com dificuldade, um propósito na vida. No meio da agitação que está a acontecer, sentem-se confusos e incapazes de ver um futuro para si. Se ao menos pudessem perceber a enormidade do que está a acontecer, poderiam ver que as mudanças fundamentais estão a caminho. A Nova Era começou mais cedo, este ano, quando as energias antigas começaram a ser afastadas, para serem substituídas pelas novas que estão a chegar, que significa que, a partir de então, ambas influenciaram a vossa maneira de pensar. No entanto, as novas energias irão substituir as velhas, que irão indicar claramente o caminho que a Humanidade está a seguir. Percebe-se que estão confusos pelos acontecimentos que estão a ocorrer, mas se vocês se afastarem e os observarem com atenção, irão ver que as coisas estão a mudar para melhor. Sim, os conflitos ainda estão a ocorrer e a paz na Terra parece estar a milhas de distância, mas a futilidade da guerra já está ser compreendida.


Tentem ver para além da agitação na Terra e saibam que o vosso futuro está assegurado. Muitos grupos dos planos mais elevados estão a apoiar-vos e a usar a sua influência para restabelecer a paz. Eles não podem forçar a sua ajuda, mas estão preparados para fazê-lo quando vocês responderem de maneira correta. Quando, pela primeira vez, entraram na última Era, foi-vos dada a escolha de livre arbítrio de crescer de acordo com o vosso ritmo. No entanto, sempre que pediram ajuda aos Seres Superiores, foi-vos sempre concedida. Mas muitas vezes, ignoraram-na e, consequentemente, colocaram-se num caminho da vossa escolha. De acordo com o livre arbítrio que vos foi oferecido, começaram a crescer mas, em vez de agir para se tornarem um com os outros, preferiram seguir sozinhos. Foi-vos sempre dada orientação mas, na avaliação final, foram vocês que decidiram a direção que seguiram. Assim, ao olharem para a História da Humanidade, estão a olhar para o resultado das vossas escolhas.


Hoje, encarais uma situação muito mais aceitável. Pois as influências que vos mantiveram num estado virtual de guerra, já não têm mais poder para manter-vos nesse estado. À vossa volta, existe um movimento crescente a favor da paz e da mudança, que se tornará tão poderoso, que nada poderá impedir o seu progresso. A Nova Era começou e, quanto mais se focarem nela, mais rápido ela irá existir. Muitas invenções tecnológicas estão à espera desse momento, pois quando ele chegar, ireis avançar a um ritmo acelerado. Finalmente, ireis encontrar a paz e irá haver uma grande união dos povos. Gradualmente e com a vossa ajuda, todas as necessidades serão satisfeitas a um ritmo que vos irá surpreender. Por isso, pedimos que não permitam que a vossa fé retroceda, e saibam que o futuro foi visto e que sereis erguidos acima da vossa morte atual. O fim foi decretado e ninguém pode alterá-lo e, ao contrário das Eras anteriores, terá um “final feliz”. A maioria irá ver estas mudanças durante as suas vidas, e algumas já estão a acontecer.


Como sempre, estamos a cuidar de vós e da Mãe Terra, pois ela também está muitíssimo envolvida nas mudanças que, finalmente, irão ver surgir a Nova Terra. Claro que não são mudanças que aconteçam da noite para o dia, mas também é um facto que vocês sabem o que o futuro vos reserva e devem estar preparados. A Terra é um lugar onde fizeram progressos num espaço de tempo relativamente curto. Ao mencioná-lo, recordo-vos que viveram muitas vidas em circunstâncias muito diferentes e sois ajudados pelos vossos Guias a escolher as que vos beneficiam mais. Agora, estais a colher o proveito de tal experiência e muitos de vós progrediram ao ponto de não ter mais necessidade de encarnar de novo, nas vibrações mais baixas. Ninguém escolhe quem está pronto para deixá-las e é através de uma seleção automática baseada no nível que atingiram. Regozijem-se e estejam de bom ânimo, pois a vossa jornada está quase a acabar e mantenham-se firmemente na Luz.


A totalidade do Universo espera que a Raça Humana se mova (para uma densidade superior) e talvez seja um momento mais crucial da vossa evolução do que provavelmente podem perceber. Haverá uma enorme alegria a seguir à vossa Ascensão, e os amigos de longa data e os associados de muitas encarnações, juntar-se-ão nas celebrações. Nós, da Federação Galáctica, que temos seguido de perto as vossas aventuras, seremos capazes finalmente, de nos mostrarmos e encontrarmo-nos convosco na Terra. Temos muito que fazer no futuro imediato e iremos ajudar-vos a acelerar a vossa chegada às dimensões mais altas e assistir-vos a estabelecerem-se. Apesar do que acontece na Terra, são tempos emocionantes, pois a Nova Era está a surgir mais rápido do que nunca.


O que está a ser mostrado, nestas fases de encerramento da Era precedente, são os extremos dos que ainda não puderam libertar-se das crenças que vos estão a atrasar. Mas a resposta simples é reconhecer e respeitar o conceito de que todas as almas são UM: Em tais circunstâncias, o que fazeis aos outros, também fazeis a vós, porque não podeis ser dissociados de nada que aconteça. A “Unidade” está completada e como uma colectividade, vocês determinam o rumo que a Humanidade toma. A única excepção é quando os poderes superiores aos da Terra decidem agir e determinam o vosso futuro. Essa circunstância aconteceu, muitas vezes, no fim de um ciclo, quando ele estava a terminar. No entanto, não interfere com o vosso livre arbítrio, que exercem sempre. Naturalmente haverá sempre influências que vos irão atrair, de uma maneira ou de outra, permitindo que façam as vossas escolhas de livre arbítrio. A nível individual, fazem a vossa escolha quando ao caminho a seguir, embora haja certas estipulações que são aplicadas consoante o vosso objectivo final.


Eu sou SaLuSa, de Sírius, e com o passar do tempo noto que há mais almas a começar a expandir a sua consciência e a Luz está sempre a aumentar. Há uma divisão distinta a acontecer, pois os que escolhem o caminho da Luz, erguem-se acima da escuridão. É inevitável que avancem e, finalmente, tomem o seu lugar nas vibrações mais elevadas.


Obrigado, SaLuSa
Mike Quinsey.

Fonte: Tree of the Golden

Tradução: Maria Luíza de Vasconcellos - luisavasconcellos2012@gmail.com


Por favor, respeitem todos os créditos
Arquivos em português:

 Atualização diária
 


EN: VioletFlame * The Illuminati * Alternative Media *   North Atlantic Islands * Indian Ocean Islands * South Atlantic Ocean Islands  * Alternative Media * Creator's Map * ESU IMMANUEL * Exposing Media DesInformation * Galactic Federation Indians, Prophecies and UFOs * Illuminati, The * Infinite Being * Israel (!?) * Jews..., the Real ones! * Khazars Jews are converted, not jenuine * Meditation * Media News * NESARA (!?) * SCIENCE, SPIRIT, Free Energy!... * UFO CONTACTS * UFOs (MORE) * USA The 4th NAZI Reich!? * Zionism Lies and The Illuminati * Light a Candle for PEACE * The Red Pill * The True Shadow Government  
** by Steve Beckow: 9/11 Truth, Abundance Program, Accountability, Disclosure, end times, Extraterrestrials, financial crash, Golden Age, Illuminati, Mayan Predictions, NESARA, New Paradigm, Spiritual Hierarchy, Spiritual Teachers, UFO Cover-up, Wisdom Economy   
ES: LLAMA VIOLETA

ARCANJO GABRIEL - 23 DE OUTUBRO DE 2014

MENSAGEM DIÁRIA DO ARCANJO GABRIEL

DE 23 DE OUTUBRO DE 2014

Canalizado por Shelley Young




Se vocês desejam criar um movimento de paz em seu mundo, antes vocês precisam encontrar a paz que existe dentro de vocês.

Quando vocês se conectam com sua própria paz, sua própria divindade, sua própria luz, vocês se tornam o que desejam ver.

E conforme cada pessoase conectar com esse estado de ser interior e permitir que ele brilhe, seu mundo será inundado com mais e mais luz, o que iluminará seu planeta como nunca antes.

Vocês não podem lutar contra o que é indesejado.

Vocês não podem combater e dominar pela paz.

Vocês somente podem demonstrar as energias que vocês desejam até que haja uma gloriosa onda coletiva de luz que transforma e ilumina, e permite que as mudanças que vocês procuram ocorrerem naturalmente.

Vocês são os embaixadores do amor e da luz no planeta para conduzir nas energias da mudança empoderada.

Arcanjo Gabriel



Arcanjo Gabriel através de Shelley Young
Facebook: Trinity Esoterics
Twitter: @trinityesoteric

Tradução: Blog SINTESE http://blogsintese.blogspot.com


Por favor, respeitem todos os créditos
Arquivos em português:

 Atualização diária
 


EN: VioletFlame * The Illuminati * Alternative Media *   North Atlantic Islands * Indian Ocean Islands * South Atlantic Ocean Islands  * Alternative Media * Creator's Map * ESU IMMANUEL * Exposing Media DesInformation * Galactic Federation Indians, Prophecies and UFOs * Illuminati, The * Infinite Being * Israel (!?) * Jews..., the Real ones! * Khazars Jews are converted, not jenuine * Meditation * Media News * NESARA (!?) * SCIENCE, SPIRIT, Free Energy!... * UFO CONTACTS * UFOs (MORE) * USA The 4th NAZI Reich!? * Zionism Lies and The Illuminati * Light a Candle for PEACE * The Red Pill * The True Shadow Government  
** by Steve Beckow: 9/11 Truth, Abundance Program, Accountability, Disclosure, end times, Extraterrestrials, financial crash, Golden Age, Illuminati, Mayan Predictions, NESARA, New Paradigm, Spiritual Hierarchy, Spiritual Teachers, UFO Cover-up, Wisdom Economy   
ES: LLAMA VIOLETA

CRIADOR – DÊ A SI

DÊ A SI

Por Jennifer Farley

23 de outubro de 2014




Quanta energia você está disposto a dar a uma experiência negativa que acabou e já era?

Ao reviver uma e outra vez o momento, você continua a alimentar o poder que você tão ricamente merece para si.

Liberar a carga energética e encerrar um ciclo lhe permitirá avança para uma nova experiência mais positiva.

Criador



Tradução: Blog SINTESE http://blogsintese.blogspot.com


Por favor, respeitem todos os créditos
Arquivos em português:

 Atualização diária
 


EN: VioletFlame * The Illuminati * Alternative Media *   North Atlantic Islands * Indian Ocean Islands * South Atlantic Ocean Islands  * Alternative Media * Creator's Map * ESU IMMANUEL * Exposing Media DesInformation * Galactic Federation Indians, Prophecies and UFOs * Illuminati, The * Infinite Being * Israel (!?) * Jews..., the Real ones! * Khazars Jews are converted, not jenuine * Meditation * Media News * NESARA (!?) * SCIENCE, SPIRIT, Free Energy!... * UFO CONTACTS * UFOs (MORE) * USA The 4th NAZI Reich!? * Zionism Lies and The Illuminati * Light a Candle for PEACE * The Red Pill * The True Shadow Government  
** by Steve Beckow: 9/11 Truth, Abundance Program, Accountability, Disclosure, end times, Extraterrestrials, financial crash, Golden Age, Illuminati, Mayan Predictions, NESARA, New Paradigm, Spiritual Hierarchy, Spiritual Teachers, UFO Cover-up, Wisdom Economy   
ES: LLAMA VIOLETA

Agora, conexões de Gaia necessitam que todos possam acessar profundezas

Gaia Portal  - 24.10.2014 

Através de Éire Port

Tradução: Candido Pedro Jorge

 



Amplidão da Luz envolve a todos os habitantes da superfície.


Agora, Conexões de Gaia necessitam que todos possam acessar profundezas interiores do Ser.


Atividades na superfície diminuem, na medida em que todos despertem para o Âmago Superior, enquanto o coletivo de Gaia desperta para o Âmago Superior coletivo.


Transformações envolvem a hu-manidade com a plena grandeza do despertar na Luz.


Esplendor abrangido.

Momento do tempo agora está marcado.



Fonte: http://gaiaportal.wordpress.com/ 
 


Por favor, respeitem todos os créditos
Arquivos em português:

 Atualização diária
 


EN: VioletFlame * The Illuminati * Alternative Media *   North Atlantic Islands * Indian Ocean Islands * South Atlantic Ocean Islands  * Alternative Media * Creator's Map * ESU IMMANUEL * Exposing Media DesInformation * Galactic Federation Indians, Prophecies and UFOs * Illuminati, The * Infinite Being * Israel (!?) * Jews..., the Real ones! * Khazars Jews are converted, not jenuine * Meditation * Media News * NESARA (!?) * SCIENCE, SPIRIT, Free Energy!... * UFO CONTACTS * UFOs (MORE) * USA The 4th NAZI Reich!? * Zionism Lies and The Illuminati * Light a Candle for PEACE * The Red Pill * The True Shadow Government  
** by Steve Beckow: 9/11 Truth, Abundance Program, Accountability, Disclosure, end times, Extraterrestrials, financial crash, Golden Age, Illuminati, Mayan Predictions, NESARA, New Paradigm, Spiritual Hierarchy, Spiritual Teachers, UFO Cover-up, Wisdom Economy   
ES: LLAMA VIOLETA

ARCANJO GABRIEL - 22 DE OUTUBRO DE 2014

MENSAGEM DIÁRIA DO ARCANJO GABRIEL

DE 22 DE OUTUBRO DE 2014

Canalizado por Shelley Young




Toda vez que vocês escolhem estar em seu mais alto alinhamento, você estão criando uma ponte linda entre o céu e a terra.

Não importa se vocês fazem isso através de oração, meditação, intenção, desfrutando a natureza, simplesmente SENDO, amando ou dispensando um tempo para suas paixões, há resultados energéticos profundos de longo alcance.

Se todo ser humano, independentemente de sua fé ou sistema de crença, fizesse desse tempo despendido nesse alinhamento uma prioridade, haveria um efeito tremendamente estabilizante em seu mundo.

Vocês conseguem entender por que a ocupação extrema é tão destrutiva para vocês?

Todos vocês são muito mais poderosos em suas escolhas do que vocês percebem.

Desacelerem.

Conectem-se.

Descubram sua alegria.

Banhem-se nas energias que os apoiam e os fazem sentir-se bem.

Fazer isso é estar servindo tanto a vocês como ao seu amado planeta.

Arcanjo Gabriel



Arcanjo Gabriel através de Shelley Young
Facebook: Trinity Esoterics
Twitter: @trinityesoteric

Tradução: Blog SINTESE http://blogsintese.blogspot.com


Por favor, respeitem todos os créditos
Arquivos em português:

 Atualização diária
 


EN: VioletFlame * The Illuminati * Alternative Media *   North Atlantic Islands * Indian Ocean Islands * South Atlantic Ocean Islands  * Alternative Media * Creator's Map * ESU IMMANUEL * Exposing Media DesInformation * Galactic Federation Indians, Prophecies and UFOs * Illuminati, The * Infinite Being * Israel (!?) * Jews..., the Real ones! * Khazars Jews are converted, not jenuine * Meditation * Media News * NESARA (!?) * SCIENCE, SPIRIT, Free Energy!... * UFO CONTACTS * UFOs (MORE) * USA The 4th NAZI Reich!? * Zionism Lies and The Illuminati * Light a Candle for PEACE * The Red Pill * The True Shadow Government  
** by Steve Beckow: 9/11 Truth, Abundance Program, Accountability, Disclosure, end times, Extraterrestrials, financial crash, Golden Age, Illuminati, Mayan Predictions, NESARA, New Paradigm, Spiritual Hierarchy, Spiritual Teachers, UFO Cover-up, Wisdom Economy   
ES: LLAMA VIOLETA

CRIADOR – UMA PAUSA MOMENTÂNEA

UMA PAUSA MOMENTÂNEA

Por Jennifer Farley

22 de outubro de 2014




Há uma pausa momentânea entre uma batida cardíaca e a seguinte... um momento para ser exatamente quem você deve ser.


Desperte para o potencial de que há um número infinito desses momentos reunidos para formar sua existência no plano terreno.


Criador






Fonte: http://thecreatorwritings.wordpress.com/

Tradução: Blog SINTESE http://blogsintese.blogspot.com


Por favor, respeitem todos os créditos
Arquivos em português:

 Atualização diária
 


EN: VioletFlame * The Illuminati * Alternative Media *   North Atlantic Islands * Indian Ocean Islands * South Atlantic Ocean Islands  * Alternative Media * Creator's Map * ESU IMMANUEL * Exposing Media DesInformation * Galactic Federation Indians, Prophecies and UFOs * Illuminati, The * Infinite Being * Israel (!?) * Jews..., the Real ones! * Khazars Jews are converted, not jenuine * Meditation * Media News * NESARA (!?) * SCIENCE, SPIRIT, Free Energy!... * UFO CONTACTS * UFOs (MORE) * USA The 4th NAZI Reich!? * Zionism Lies and The Illuminati * Light a Candle for PEACE * The Red Pill * The True Shadow Government  
** by Steve Beckow: 9/11 Truth, Abundance Program, Accountability, Disclosure, end times, Extraterrestrials, financial crash, Golden Age, Illuminati, Mayan Predictions, NESARA, New Paradigm, Spiritual Hierarchy, Spiritual Teachers, UFO Cover-up, Wisdom Economy   
ES: LLAMA VIOLETA

Pensamento do Dia - 24.10.2014

Sathya Sai Baba 




“Com o nome do Senhor como o próprio sopro de sua vida, envolva-se em todas as atividades da vida sem medo de cair. 
 
Quando a mente casa-se com a atividade mundana (pravrithi), a descendência é a escravidão; quando casa-se com a renúncia espiritual (nivrithi), a descendência é a liberdade. 
 
Nivrithi confere destemor e concede força e coragem, pois é o desejo que enfraquece o homem e o faz estremecer. 
 
Desapego lhe confere autoestima e capacidade de enfrentar difamação e calúnia. Há alguns que choram ao menor sinal de derrota ou decepção. 
 
Esse é um comportamento desprezível. 
 
Quando o Senhor está instalado no altar do seu coração, por que você deve ter medo ou tristeza? Você não sabe que Ele está ali, vigiando-o e guiando-o? 
 
Ele está em todos os seres, sempre. 
 
Lembre-se desse fato onde quer que esteja e em tudo que possa fazer. 
 
Se ao menos não desistir da recitação do Seu Nome, você terá sucesso.”


Fonte: http://www.sathyasai.org.br/
Canal Youtube: Sai Love


Por favor, respeitem todos os créditos
Arquivos em português:

 Atualização diária
 


EN: VioletFlame * The Illuminati * Alternative Media *   North Atlantic Islands * Indian Ocean Islands * South Atlantic Ocean Islands  * Alternative Media * Creator's Map * ESU IMMANUEL * Exposing Media DesInformation * Galactic Federation Indians, Prophecies and UFOs * Illuminati, The * Infinite Being * Israel (!?) * Jews..., the Real ones! * Khazars Jews are converted, not jenuine * Meditation * Media News * NESARA (!?) * SCIENCE, SPIRIT, Free Energy!... * UFO CONTACTS * UFOs (MORE) * USA The 4th NAZI Reich!? * Zionism Lies and The Illuminati * Light a Candle for PEACE * The Red Pill * The True Shadow Government  
** by Steve Beckow: 9/11 Truth, Abundance Program, Accountability, Disclosure, end times, Extraterrestrials, financial crash, Golden Age, Illuminati, Mayan Predictions, NESARA, New Paradigm, Spiritual Hierarchy, Spiritual Teachers, UFO Cover-up, Wisdom Economy   
ES: LLAMA VIOLETA