Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

Para o amor extravasar ~ Talita Rebello.



Para o amor extravasar.

Por Talita Rebello.

7 de junho de 2019

 
 
.
 
 
 
 
 
 
Esses dias, em uma palestra, ouvi pela décima vez a metáfora dos pedreiros. Vou conta-la para vocês:
 
Uma vez um viajante, percorrendo uma estrada, deparou-se com uma obra em início de construção. Três pedreiros, com suas ferramentas, trabalhavam na fundação do que parecia ser um importante projeto. O viajante aproximou-se curioso.
Perguntou ao primeiro deles o que estava fazendo. Estou quebrando pedras, não vê? Respondeu o pedreiro. Expressava no semblante um misto de dor e sofrimento. Eu estou morrendo de trabalhar, isto aqui é um meio de morte, as minhas costas doem, minhas mãos estão esfoladas eu não suporto mais este trabalho, concluiu.
Mal satisfeito, o viajante dirigiu-se ao segundo pedreiro e repetiu a pergunta.
Estou ganhando a vida, respondeu. Não posso reclamar, pois foi o emprego que consegui. Estou conformado porque levo o pão de cada dia para minha família.
O viajante queria saber o que seria aquela construção. Perguntou então ao terceiro pedreiro: O que está você fazendo?
Este respondeu: Estou construindo uma Catedral!
 
Todos estavam fazendo a mesma coisa, apenas tinham em mente propósitos diferentes.
 
Para melhor ilustrar, o palestrante seguiu citando uma pesquisa feita em uma universidade americana. Nessa pesquisa, pessoas foram selecionadas para fazer ligações, a fim de convencer pessoas a fazerem doações em dinheiro para financiamento estudantil.
 
O primeiro grupo se reuniu e, imediatamente iniciou as ligações.
 
O segundo grupo se reuniu, mas, antes de iniciar as ligações, ouviu histórias de como esse trabalho seria engrandecedor para elas mesmas, pois ajudaria a desenvolver a sua oratória e a sua capacidade de convencimento.
 
O terceiro grupo, por sua vez, antes de iniciar as ligações, ouviu histórias de pessoas cujas vidas foram transformadas pelo financiamento estudantil, que deixaram a miséria e desenvolveram plenamente as suas habilidades.
 
Novamente, os três grupos faziam a mesma coisa: pediam doações.
 
O primeiro apenas fazia ligações. O segundo, além de fazer ligações, estava focado no que se reverteria em seu próprio benefício. Mas o propósito do terceiro transcendia a isso tudo, transcendia o próprio ser.
 
O resultado foi que o primeiro e o segundo grupo arrecadaram praticamente a mesma quantia. Já o terceiro grupo arrecadou o dobro em doações.
 
Sabe, diz-se que o propósito das sementes estelares é muito maior que elas mesmas. Eu arrisco dizer que o propósito de todo ser humano transcende a ele mesmo.
 
Cada movimento de observação e cura reverbera no infinito.
 
Podemos, todos, olhar para a nossa dor e sentir pena de nós mesmos. Podemos, por outro lado, olhar para a nossa dor e enxergar uma chance de sermos livres dessas algemas. Mas também podemos olhar para ela e identificar uma oportunidade imperdível para libertar todo um grupo familiar, quiçá reescrever a grade planetária, levando um pouquinho de amor e consciência para todos os que atravessam a mesma situação, içando-os um degrau acima.
 
Talvez por isso quem tem mais consciência, tem mais responsabilidades: tudo o que trazemos à consciência é potencializado.
 
Não podemos perder nenhuma oportunidade de servir, seja ela na dor ou no amor.
 
Lembrei-me que, certa vez, em uma conversa com uma amiga querida, em suposta defesa dos que ainda não despertaram, eu falei: precisamos entender que não é fácil despertar, existem tantos emaranhamentos, tantas dores passadas de geração em geração, escravidão financeira, uma mídia que nos aliena.
 
Ela, então, me olhou bem séria e disse: você não despertou? Qual o tamanho da sua arrogância para duvidar da capacidade de transformação dos demais? Não sinta pena, nem justifique. Apenas mantenha a lucidez e esteja presente para quem procurar pela sua ajuda.
 
Assim segui, esperando o melhor de todos os que cruzaram o meu caminho e aprendendo a honrar as escolhas individuais, por mais incompreensíveis que fossem.
 
Com Mãe Maria aprendi que agressor e agredido se encontram no meio do caminho e que o limite da dor foi programado por nós mesmos. Assim, aprendi a confiar no processo de cada ser que passou pela minha vida.
 
Começamos com o foco no sofrimento.
 
Depois, passamos ao reconhecimento do amor próprio, o fortalecimento do centro do ser, a busca pelos benefícios individuais que podem ser extraídos de todos os tipos de práticas. Amar ao próximo como a si mesmo certamente passa por aqui.
 
Até que tudo começa a extravasar grandemente de nós. Chega um momento em que as células não comportam mais tanto amor e autocuidado. Eles passam a irradiar de nós por meio de palavras, de gestos e de intenções. Então transcendemos o humano. Ou será que é nesse momento que nos tornamos verdadeiramente humanos?
 
Seja qual for a resposta, é exatamente nesse momento em que crescemos em força e em coragem.  É exatamente nesse momento que nos sentimos capazes de produzir algo maior que nós mesmos... algo que, sem saber, já vínhamos produzindo.
 
Desde o princípio estávamos todos construindo catedrais.
 
A diferença é que agora sabemos disso.
 



Arquivos: 
 


  • http://achama.biz.ly/cgi-bin/blog/?tags=talita+rebello
 
Por favor, respeitem todos os créditos


Recomenda-se o discernimento.

 
 

 


Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores.


Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.


Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.






Atualização diária.





 

 



 
 
 
 
Free counters!geoglobe1

 


 

OS MATERIAIS DO CÍRCULO CARMESIM - SÉRIE EMERGINDO – SHOUD 10 ~ Adamus Saint Germain, Geoffrey Hoppe.

OS MATERIAIS DO CÍRCULO CARMESIM

- SÉRIE EMERGINDO

– SHOUD 10

~ Adamus Saint Germain, Geoffrey Hoppe.

 

*OS MATERIAIS DO CÍRCULO CARMESIM* Série Emergindo –

SHOUD 10.

Adamus Saint Germain,*canalizado por Geoffrey Hoppe.* *

Apresentado ao Círculo Carmesima 9 de junho de 2018* *www.crimsoncircle.com*.

Tradução de Inês Fernandes. .

 
Eu Sou o que Sou, Adamus of Sovereign Domain, e Saint Germain. Vamos respirar bem fundo juntos, ao iniciarmos este dia. Hum. Agora, eu sei que muitos que estão escutando, muitos que estão aqui no Centro de Conexão acham que não sentem nada. Mas eu diria que vocês sentiram uma coisa. Eu diria que vocês sentiram algo. O que foi, no momento, realmente não importa. E... ---> more »

ENVIE AMOR E DEIXE IR. ~ O Criador, Jennifer Farley.

ENVIE AMOR E DEIXE IR.

Escritos do Criador.

Transcrito por Jennifer Farley

7 de junho de 2019

Tradução – Adriano Pereira

blogluzevida@gmail.com  


 

 
 .
 
 
 
 
 
Às vezes, apesar dos seus melhores esforços, as pessoas ao seu redor ficarão ofendidas/magoadas/irritadas com suas tentativas de ajudar.
 
Meu querido, O Universo está aqui para lhe dizer; não leve para o lado pessoal! Cada ser humano tem seus próprios sistemas de crenças, ele vive em seu próprio paradigma e tem seu próprio conjunto de gatilhos ... nenhum dos quais você conhece, dê um tempo a eles!
 
Libere-se da necessidade de querer "melhorar" ou, peça desculpas por não atender às expectativas totalmente desconhecidas para você.
 
Segurar a projeção de outra pessoa não lhe serve (e nunca lhe servirá).
 
Uma vez que você tenha uma percepção consciente do que está acontecendo, não há mais razão para "viver lá".
 
Envie amor e deixe ir.
 
Criador.





Agradecimentos a:  
 








Por favor, respeitem todos os créditos

Recomenda-se o discernimento.
 
Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores.

 

Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.

 

Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.

 
 
 

 
Atualização diária.