Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

A Lei do Um - 73 ~ Ritual de banimento / Livre Arbítrio / Personalidade mágica

A Lei do Um

Ritual de banimento / Livre Arbítrio / Personalidade mágica

Sessão 73

I am Ra

Tradução: 29 de outubro de 2020. 

 
 

 
 
 
 
 
 
73,0 Ra: Eu sou Ra. Eu os saúdo no amor e na luz do Criador Infinito Único. Nós nos comunicamos agora.
 
73.1 Questionador: Você poderia me dar uma indicação da condição do instrumento?
 
Ra: Eu sou Ra. É como afirmado anteriormente, com exceção do nível de energia vital que é distorcido mais próximo ao que é normal para esta entidade.
 
73.2 Questionador: O ritual de banimento que realizamos foi útil para este contato?
 
Ra: Eu sou Ra. O ritual descrito ganhou com cada trabalho em tornar eficaz a pureza do contato necessária não apenas para o contato com Ra, mas para qualquer trabalho do adepto.
 
73.3 Questionador: Obrigado. Gostaríamos de agradecer a Ra neste momento pela oportunidade de servir àqueles nesta esfera que gostariam de ter as informações que obtemos aqui neste [inaudível].
Você afirmou que o livre arbítrio, voltado para o serviço aos outros, tinha o potencial de alertar uma grande massa de força da luz. Presumo que o mesmo seja precisamente verdadeiro para a polaridade do serviço a si mesmo. Isso está correto?
 
Ra: Eu sou Ra. Isso é incorreto, mas sutilmente. Na invocação e evocação do que pode ser denominado entidades ou qualidades negativas, a expressão alerta o equivalente orientado positivamente. No entanto, aqueles que estão no caminho do serviço aos outros esperam ser chamados e só podem enviar amor.
 
73.4 Questionador: O que eu estava tentando chegar é que este alerta da força da luz é, a meu ver, um processo que deve ser totalmente uma função do livre arbítrio, como você diz, e como o desejo, a vontade e a pureza do desejo do adepto ou operador aumenta, o alerta de intensidade da luz aumenta. Esta parte é a mesma para potenciais positivos e negativos e estou correto com esta afirmação?
 
Ra: Eu sou Ra. Para evitar confusão, devemos simplesmente reafirmar, para maior clareza, sua suposição correta.
Aqueles que estão no caminho do serviço ao próximo podem invocar a força da luz em proporção direta com a força e pureza de sua vontade de servir. Os que estão no caminho do serviço a si mesmos podem invocar a força das trevas em proporção direta à força e pureza de sua vontade de servir.
 
73.5 Questionador: Sem dúvida cometerei muitos erros em minhas declarações hoje, porque o que vou fazer é tentar adivinhar como isso funciona e deixar que você me corrija.
Ao considerar o exercício do Pilar do Meio, pensei que estava errado, pois o adepto vê ou visualiza a luz movendo-se para baixo do chacra coronário até os pés. Ra afirmou que o Criador entra pelos pés e se move para cima, e que esta luz em espiral entra pelos pés e se move para cima. Parece-me que um adepto da força da luz em alerta, ao visualizar o uso desta, a visualizaria entrando na direção dos pés e energizando primeiro, o centro de energia vermelho e movendo-se para cima através dos centros de energia dessa maneira. Isso está correto?
 
Ra: Eu sou Ra. Não.
 
73.6 Questionador: Você poderia me dizer como estou errado nessa afirmação?
 
Ra: Eu sou Ra. Sim.
 
73.7 Questionador: Você poderia fazer isso?
 
Ra: Eu sou Ra. Existem dois conceitos com os quais você lida. O primeiro é o grande caminho para o desenvolvimento da luz na mente / corpo / espírito microcósmico. Supõe-se que um adepto terá seus centros de energia funcionando suavemente e de maneira equilibrada para seu melhor esforço antes de um trabalho mágico. Todos os trabalhos mágicos são baseados na evocação e / ou invocação.
A primeira invocação de qualquer trabalho mágico é aquela invocação da personalidade mágica, como você está familiarizado com este termo. No trabalho de que você fala, a primeira estação é o início da invocação desta personalidade mágica que é invocada pelo movimento de vestir algo. Visto que você não tem uma peça de vestuário ou talismã, o gesto que você fez é apropriado.
A segunda estação é a evocação da grande cruz da vida. Esta é uma extensão da personalidade mágica para se tornar o Criador. Novamente, todas as invocações e evocações são atraídas através do centro de energia violeta. Isso pode então ser continuado em direção a quaisquer centros de energia que se deseje usar.
 
73.8 Questionador: Então você falará da diferença entre a luz em espiral que entra pelos pés e a luz invocada pelo chacra coronário?
 
Ra: Eu sou Ra. A ação da luz em espiral ascendente, atraída pela vontade de encontrar a luz interna do Criador Infinito Único, pode ser comparada às batidas do coração e ao movimento dos músculos ao redor dos pulmões e a todas as outras funções do sistema nervoso parassimpático. O chamado do adepto pode ser comparado às ações nervosas e musculares sobre as quais o complexo mente / corpo / espírito tem controle consciente.
 
73.9 Questionador: Anteriormente, você afirmou - creio estar correto ao dizer isso - que, onde as duas direções se encontram, você tem uma medida, digamos, do desenvolvimento de qualquer complexo mente / corpo / espírito em particular. Estou correcto?
 
Ra: Eu sou Ra. Isto está correto.
 
73.10 Questionador: Ao invocar a luz alertada, então, parece-me que a visualização da invocação seria dependente de qual seria o uso da luz. O uso pode ser para cura, pode ser para comunicação, ou pode ser para a consciência geral, você pode dizer, da criação e do Criador. Você poderia falar sobre este processo e minha correção ao fazer essa suposição?
 
Ra: Eu sou Ra. Ofereceremos alguns pensamentos, embora seja duvidoso que possamos esgotar este assunto. Cada visualização, independentemente do ponto de trabalho, começa com algum trabalho dentro do raio índigo. Como você deve saber, o ritual que você iniciou está funcionando completamente dentro do raio índigo. Isso é bom, pois é o portal. A partir desse início, a luz pode ser invocada para comunicação ou cura.
Você pode notar que no ritual que oferecemos a você para iniciar adequadamente os trabalhos de Ra, o primeiro foco está no Criador. Notaríamos ainda um ponto que é sutil e de algum interesse. A luz em espiral ascendente desenvolvida em seu caminho pela vontade e, finalmente, alcançando um lugar elevado de acasalamento com o fogo interior do Criador Único, ainda é apenas uma preparação para o trabalho sobre a mente / corpo / espírito que pode ser feito pelo adepto . Há alguma cristalização dos centros de energia usados ​​durante cada trabalho, de modo que o mago se torna mais e mais o que procura.
Mais importante ainda, o análogo de tempo / espaço mente / corpo / espírito, que é evocado como a personalidade mágica, tem sua única oportunidade de ganhar rapidamente com a experiência da ação catalítica disponível para o espaço / tempo / mente / corpo / espírito de terceira densidade . Assim, o adepto está ajudando muito o Criador, oferecendo um grande catalisador para uma porção maior da criação, que é identificada como a totalidade mente / corpo / espírito de uma entidade.
 
73.11 Questionador: Desejo e vontade são fatores-chave no processo. Isso está correto?
 
Ra: Eu sou Ra. Nós adicionaríamos uma qualidade. Na personalidade mágica, desejo, vontade e polaridade são as chaves.
 
73.12 Questionador: Eu então assumiria que os muitos chamados evangelistas que temos em nossa sociedade atualmente, muitos têm grande desejo e grande vontade, e possivelmente grande polaridade. Parece-me que em alguns casos existe uma falta de informação ou consciência que cria um trabalho menos do que eficaz no sentido mágico. Estou correto nesta análise?
 
Ra: Eu sou Ra. Você está parcialmente correto. Ao examinar a polaridade de um trabalho de serviço aos outros, o livre arbítrio deve ser visto como fundamental. Essas entidades das quais você fala estão tentando gerar mudanças positivas na consciência enquanto restringem o livre arbítrio. Isso causa o bloqueio da natureza mágica do trabalho, exceto nos casos em que uma entidade deseja aceitar livremente o trabalho do evangelista, como você o chamou.
 
73.13 Questionador: Qual foi a orientação com relação a este tipo de comunicação para aquele conhecido como Jesus de Nazaré?
 
Ra: Eu sou Ra. Você pode ter lido alguns dos trabalhos desta entidade. Ela se ofereceu como mestre para aqueles complexos mente / corpo / espírito que se reuniram para ouvir e mesmo assim falavam como através de um véu para deixar espaço para aqueles que não queriam ouvir. Quando esta entidade era solicitada a curar, muitas vezes o fazia, sempre encerrando o trabalho com duas admoestações: primeiro, que a entidade curada havia sido curada por sua fé, ou seja, sua capacidade de permitir e aceitar mudanças através do raio violeta para o portal de energia inteligente; em segundo lugar, dizer sempre: "Não conte a ninguém". Esses são os trabalhos que tentam uma qualidade máxima de livre arbítrio, mantendo a fidelidade à pureza positiva do trabalho.
 
73.14 Questionador: Uma observação do próprio trabalho por outra entidade parece-me restringir parcialmente o livre arbítrio no sentido de que uma ocorrência aparentemente mágica ocorreu como resultado do trabalho de um adepto. Isso pode ser estendido a qualquer fenômeno diferente do normalmente aceitável. Você poderia falar sobre esse paradoxo que é imediatamente o problema de qualquer pessoa que pratica a cura?
 
Ra: Eu sou Ra. Somos humildes mensageiros da Lei do Uno. Para nós, não existem paradoxos. Os trabalhos que parecem mágicos e, portanto, parecem infringir o livre arbítrio não o fazem, em si mesmos, pois as distorções da percepção são tantas quanto as testemunhas e cada testemunha vê o que deseja ver. A infração ao livre arbítrio ocorre nesta circunstância apenas se a entidade que está realizando o trabalho atribuir a autoria desse evento a si mesma ou a suas próprias habilidades. Aqueles que afirmam que nenhum trabalho vem dele, mas apenas através dele, está infringindo o livre arbítrio. *
* Rá queria dizer “não infringir” o livre arbítrio. Veja a próxima pergunta e resposta.
 
73.15 Questionador: Você disse que se a entidade disser que nenhum trabalho vem dela, mas apenas através dela, ela também está infringindo. Isso é correto?
 
Ra: Eu sou Ra. Isso está incorreto. Dissemos que nesse caso não há violação.
 
73.16 Questionador: Aquele conhecido como Jesus acumulou doze discípulos. Qual era o seu propósito em ter esses discípulos com ele?
 
Ra: Eu sou Ra. Qual é o propósito de ensinar / aprender se não houver alunos / professores? Aqueles atraídos para esta entidade foram aceitos por esta entidade sem consideração para qualquer resultado. Esta entidade aceitou a honra / dever que lhe é atribuído pela sua natureza e pelo sentido de que falar era a sua missão.
 
73.17 Questionador: No exercício do fogo, então, suponho que o curador estaria trabalhando com a mesma energia da qual falamos como entrar pelo chacra coronário. Isso está correto?
 
Ra: Eu sou Ra. Isso está correto com alguma notação adicional necessária para seu pensamento ao continuar esta linha de estudo. Quando a personalidade mágica está assentada no centro de energia do raio verde para o trabalho de cura, a energia pode ser vista como o centro cristalino através do qual a energia do corpo é canalizada. Assim, essa forma particular de cura usa tanto a energia do adepto quanto a energia da luz em espiral ascendente. À medida que o centro do raio verde se torna mais brilhante, e notamos que esse brilho não implica superativação, mas sim cristalização, a energia do centro do raio verde do complexo do corpo espirala duas vezes; primeiro, no sentido horário, do centro de energia do raio verde até o ombro direito, passando pela cabeça, pelo cotovelo direito, descendo pelo plexo solar e até a mão esquerda. Isso varre toda a energia complexa do corpo para um canal que, em seguida, gira o grande círculo no sentido horário novamente da direita - corrigimos este instrumento - da esquerda para os pés, para a mão direita, para a coroa, para a mão esquerda e assim por diante .
Assim, a energia do corpo que chega, cristalizada, regularizada e canalizada pela personalidade do adepto alcançando o centro de energia do raio verde, pode então derramar as energias combinadas do adepto que está encarnado, oferecendo assim o serviço de cura a uma entidade solicitante esse serviço. Essa situação básica também é realizada quando há uma entidade que está trabalhando por meio de um canal de cura.
 
73.18 Questionador: Você poderia me dizer como esta transferência de luz, eu acredito que seria, afetaria o paciente a ser curado?
 
Ra: Eu sou Ra. O efeito é o da polarização. A entidade pode ou não aceitar qualquer porcentagem desta energia de vida polarizada que está sendo oferecida. Na ocasião da imposição das mãos, esta energia é mais especificamente canalizada e a oportunidade de aceitação desta energia de forma semelhante, mais específica.
Pode-se ver que o efeito Câmara do Rei não é tentado nesta forma de trabalho, mas sim a adição de um, cujas energias são baixas, a oportunidade para a construção dessas energias. Muitas de suas distorções chamadas doenças podem ser auxiliadas por esses meios.
 
73.19 Questionador: Vou fazer uma declaração geral que você pode corrigir. A maneira como eu vejo o quadro geral do curador e do paciente é que aquele a ser curado tem, por causa de um bloqueio em um dos centros de energia ou mais, mas vamos considerar apenas um problema em particular ... Por causa desse bloqueio do centro de energia, a parte superior a luz em espiral que cria um dos sete corpos foi bloqueada para a manutenção desse corpo, e isso resultou em uma distorção da perfeição desse corpo que chamamos de doença ou uma anomalia corporal que não é perfeita. O curador, tendo configurado adequadamente seus centros de energia, é capaz de canalizar a luz, a luz que se derrama para baixo, por meio de sua situação de energia devidamente configurada, até aquele a ser curado. Se aquele a ser curado tem a configuração mental de aceitação desta luz, a luz então entra [no] complexo físico e reconfigura a distorção que foi criada pelo bloqueio original. Tenho certeza de que cometi alguns erros nisso. Você poderia, por favor, corrigi-los?
 
Ra: Eu sou Ra. Seus erros foram pequenos. Não faríamos, neste momento, tentar um grande refinamento dessa declaração, pois há material preliminar que sem dúvida será apresentado. Podemos dizer que existem várias formas de cura. Em muitos, apenas a energia do adepto é usada. No exercício do fogo, alguma energia do complexo físico também é canalizada.
Podemos observar ainda que quando aquele que deseja ser curado, embora sincero, permanece sem cura, como você chama isso de distorção, você pode considerar as escolhas pré-encarnativas e sua ajuda mais útil para tal entidade pode ser a sugestão de que medite sobre o usos afirmativos de quaisquer limitações que possa experimentar. Notaríamos também que, nesses casos, o funcionamento do raio índigo costuma ajudar.
Além dessas notas, não desejamos comentar mais sobre sua declaração neste trabalho.
 
73.20 Questionador: Parece-me que a coisa principal de importância para aqueles no caminho do serviço aos outros é o desenvolvimento de uma atitude que só posso descrever como vibração. Essa atitude seria desenvolvida por meio de meditação, ritual e uma apreciação crescente pela criação ou Criador, que resulta em um estado de espírito que só pode ser expresso por mim como um aumento na vibração ou unidade com todos. Você poderia expandir e corrigir essa afirmação?
 
Ra: Eu sou Ra. Não corrigiremos esta afirmação, mas a expandiremos sugerindo que a essas qualidades você pode adicionar a vida dia a dia e momento a momento, pois o verdadeiro adepto vive cada vez mais como é.
 
73,21 Questionador: Obrigado. Você poderia me dizer o número de possíveis transferências de energia entre dois ou mais complexos mente / corpo / espírito. É muito grande ou há poucos [inaudível]?
 
Ra: Eu sou Ra. O número é infinito, pois cada complexo mente / corpo / espírito não é único?
 
73.22 Questionador: Você poderia definir esta declaração "transferência de energia entre dois complexos mente / corpo / espírito?"
 
Ra: Eu sou Ra. Esta será a última consulta completa deste trabalho. Essa entidade ainda tem energia transferida disponível, mas encontramos distorções cada vez maiores em direção à dor no pescoço, na área dorsal e nos punhos e apêndices manuais.
A transferência de energia física pode ser feita de várias maneiras.
Daremos dois exemplos. Cada um começa com algum senso de si mesmo como Criador ou de alguma forma a personalidade mágica sendo invocada. Isso pode ser feito consciente ou inconscientemente. Em primeiro lugar, aquele exercício de que falamos chamado exercício do fogo: isto é, embora transferência de energia física, não o que está profundamente envolvido nas combinações complexas do corpo. Assim, a transferência é sutil e cada transferência única no que é oferecido e no que é aceito. Neste ponto, podemos notar que esta é a causa da infinita gama de possíveis transferências de energia.
A segunda transferência de energia da qual falaríamos é a transferência de energia sexual. Isso ocorre em um nível não mágico por todas aquelas entidades que vibram com o raio verde ativo. É possível, como no caso deste instrumento que se dedica ao serviço do Criador Infinito Único, refinar ainda mais esta transferência de energia. Quando o outro eu também se dedica ao serviço do Criador Infinito Único, a transferência é duplicada. Então, a quantidade de energia transferida depende apenas da quantidade de energia sexual polarizada criada e liberada. Há refinamentos deste ponto em diante levando ao reino da alta magia sexual.
No reino dos corpos mentais, existem variações de energia mental transferida. Isso é, novamente, dependente do conhecimento buscado e do conhecimento oferecido. A transferência de energia mental mais comum é a do professor e do aluno. A quantidade de energia depende da qualidade desta oferta por parte do professor no que diz respeito à pureza do desejo de servir e da qualidade da informação oferecida e, por parte do aluno, a pureza do desejo de aprender e a qualidade do complexo vibratório da mente que recebe conhecimento.
Outra forma de transferência de energia mental é a do ouvinte e do falante. Quando o falante está experimentando distorções complexas mentais / emocionais em direção à angústia, tristeza ou outra dor mental, pelo que dissemos antes, você talvez possa obter conhecimento das variações possíveis nesta transferência.
As transferências de energia espiritual estão no cerne de todas as transferências de energia, pois o conhecimento de si mesmo e do outro ser como Criador é fundamental, e este é um trabalho espiritual. As variedades de transferência de energia espiritual incluem aquelas coisas das quais falamos hoje, enquanto falamos sobre o assunto do adepto.
Há alguma dúvida antes de deixarmos isso funcionando?
 
73.23 Questionador: Somente se houver algo que possamos fazer para melhorar o conforto do instrumento ou do contato e, em segundo lugar, há algo que você deseja que não seja publicado na sessão de hoje?
 
Ra: Eu sou Ra. Chamamos sua atenção para dois itens. Em primeiro lugar, é bom que a vela com uma espiral de 10 ° cada trabalhando nunca seja permitida que goteje, pois isso causaria um desequilíbrio no alinhamento dos acessórios em sua função de proteção para este instrumento. Em segundo lugar, podemos sugerir atenção à área do pescoço para que a almofada sobre a qual é apoiada seja mais confortável. Essa dificuldade abreviou muitos trabalhos.
Agradecemos a vocês, meus amigos, por sua conscienciosidade e sua meticulosidade com relação a esses acessórios que, à medida que nossos trabalhos prosseguem, parecem estar aumentando. Em segundo lugar, suas decisões são inteiramente suas quanto ao material que deseja publicar a partir deste trabalho.
Eu sou Ra. Deixo-os gloriosos no amor e na luz do Criador Infinito Único. Vá em frente, então, regozijando-se no poder e na paz do Criador Infinito Único. Adonai.
 
 


Agradecimentos a:  


Sítio (site) Principal: http://achama.biz.ly/
e-mail: site@achama.biz.ly
 
 
Para outros artigos espirituais e denúncias por favor visite:
 
Vídeos banidos alternativos




Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.
A religião organizada é desnecessária à espiritualidade.
Excelentes ensinamentos dos mestres têm sido contaminados pelo controle dogmático dessas religiões.
Discernimento sim; julgamento não.
Com discernimento é possível alcançar o espírito da letra de qualquer escritura e é também bem mais fácil escutar a voz da alma que vem do coração.
 

 
Por favor, respeitem todos os créditos


Recomenda-se o discernimento.

 
Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores

 

Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.

 

Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.

 

 
Atualização diária.
 
Free counters!


 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.