Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

ADAMUS – SÉRIE DA PAIXÃO – 8


OS MATERIAIS DO CÍRCULO CARMESIM

Série Paixão 2020 – SHOUD 8

Adamus Saint Germain,

canalizado por Geoffrey Hoppe.

Apresentado ao Círculo Carmesim
a 4 de abil de 2020

www.crimsoncircle.com

Tradução de Inês Fernandes

a 10 de abril de 2020.

 
 
.
 
 
 

Eu Sou o que Sou, Adamus of Saint Germain.
Meus caros amigos, tudo isso deve ser familiar. Tudo que está acontecendo no momento deve ser familiar. Nós, pode-se dizer, temos praticado ou ensaiado pra isso há muito, muito tempo. Talvez não conhecêssemos todas as especificidades, os detalhes exatos, porque realmente não importam. Mas esperávamos por esse momento na Terra desde que vocês vieram pra cá, desde antes da primeira encarnação de vocês.

Nós, como Shaumbra, temos praticado, ensaiado, sentido as energias desde a primeiríssima canalização que Tobias fez com vocês.


Vocês têm trabalhado nas Novas Terras, nas muitas e muitas Novas Terras já há bastante tempo, repito, sabendo que chegaria um tempo neste planeta, na existência de vocês – existência que escolheram pra estarem aqui –, em que haveria esta grande convergência, a grande mudança que está varrendo não só este planeta, como todo o cosmos.

Peço que sintam. Alguns estão se perguntando por que vocês não estão com medo, já que o normal seria ter medo, por que vocês não estão com ansiedade, já que o normal seria ter muita ansiedade. Mas sintam um instante.

É porque temos passado por isso com muita frequência quando nós nos reunimos, à noite em seu estado de sonho e em outras vezes, sabendo que essa grande transformação iria ocorrer. Alguns de vocês, ah, ficaram muito impacientes por não ter acontecido cedo o suficiente, se perguntando: “Quando é que vai acontecer?” Vocês se perguntavam se iriam perder alguma coisa, se não ocorreria nesta existência. Mas está acontecendo. Está aqui.

Respirem fundo. É familiar porque nós nos preparamos pra isso. Nós nos preparamos.

Vocês prepararam seu corpo e sua mente. Vocês liberaram muita coisa que carregaram por existências e mais existências, deixando ir aquilo de mais íntimo ou aquilo que mais temiam em sua vida. Isto não é algo novo. Já estivemos aqui antes, neste momento inacreditável no planeta Terra.

Vamos respirar fundo com isso, lembrando que vocês sabiam que isso ia acontecer.

Repetindo, nós não sabíamos exatamente como seria; não importa. Sabia-se muito bem que não seria uma guerra que provocaria tudo isso. Linda andou falando sobre isso. A querida Linda de Eesa, bem aqui ao meu lado, falou sobre isso ultimamente: “Ao menos, não é uma guerra.” Não, Não.

Este planeta está bem além desse tipo de guerra agora. Mas tinha que ter uma coisa pra provocar esse tipo de transformação, e a transformação está ocorrendo em todos os lugares de todo o cosmos. É quase um pouco demais, algo exacerbado pra realmente se digerir de uma vez só, mas está acontecendo neste momento.

E quando vocês sentem a coisa com a perspectiva do seu saber, vocês lembram que vocês sabiam disso o tempo todo. É por isso que tantos de vocês, Shaumbra, estão tão calmos com relação a isso. Ah, sim, há um período de ansiedade, particularmente se olharem as notícias. Elas são grandes acionadoras de ansiedade.

Mas, quando vocês ficam consigo mesmos – e vocês têm muito tempo pra isso agora –, então, vem aquela recordação. Vocês sabiam que isso aconteceria. E agora estamos aqui. Ainda temos que passar por algumas coisas, algumas coisinhas no planeta, algumas coisinhas nas outras esferas, mas está acontecendo neste momento.

Vamos respirar fundo e sentir isso.

Todas as razões para vocês estarem aqui nesta existência, toda a espera de vocês até então, tudo que vocês liberaram, toda a preocupação que tiveram, está aqui, agora. E posso dizer uma coisa, daqui pra frente não haverá mais esse nível de preocupação. Vocês entrarão em sua verdadeira paixão. É por isso que chamamos de Série da Paixão 2020, sabendo que ia acontecer agora, este ano, aproximadamente nesta época.

Agora, vocês seguirão além dos medos e das dúvidas. Vocês seguirão além da culpa e da vergonha. Vocês seguirão além daquele questionamento sobre o que deveriam fazer. Vocês seguirão além de ficar tentando encontrar uma paixão humana perdida e entrarão agora na verdadeira paixão, em sua verdadeira razão para estar aqui.

E o incrível é isso ocorre naturalmente. Vocês não têm que se esforçar pra isso. Vocês simplesmente permitem. Com que frequência costumo dizer isso? Com que frequência costumo lembrar vocês disso? Com que frequência falo com as paredes – “Basta permitir” –, hein? Mas acredito que agora vocês estão assimilando isso. Com todas as coisas que estão acontecendo no mundo, todas as mudanças ocorrendo, acho que agora vocês estão começando a entender. A paixão por estar aqui é vocês nesta época.

É incrível porque vocês não só estão aqui nesta época, em sua paixão, sobre a qual falaremos hoje, como também estão escrevendo a história. Vocês estão escrevendo os livros. Estão compartilhando as histórias. Todos estes Shouds ao longo de todos esses anos, todos os workshops, todos os encontros foram para compilar uma história para aqueles que virão depois de vocês.

E vocês fizeram parte disso. Vocês fizeram parte da realização de todos estes Shouds. Mesmo que nunca tenham feito um workshop, vocês fizeram parte da realização disto aqui, de todas as Cloud Classes (Aulas na Nuvem), como dizem. Vocês fizeram parte da realização de tudo isto aqui, deixando pra trás a história, para aqueles que virão depois de vocês.

Ah, eu sei, eu sei. Quase posso sentir as lágrimas brotando em mim, em Cauldre, em todos vocês. Foi uma jornada muito longa, e muito difícil, às vezes. Muitos que costumavam se chamar de Shaumbra tombaram à beira do caminho. Era muito intenso, muito doloroso, às vezes, em todos os sentidos. Eles se distraíram ou simplesmente escolheram não fazer parte deste grupo. Não há nada de errado com isso, porque, vejam, eles estarão nessa próxima onda que virá.

Mas vocês chegaram até aqui. Estamos aqui, em sua paixão, neste momento. E nada disso é realmente novo, porque temos ensaiado, nos preparado pra isso. Eu gostaria de brindar a todos vocês, de minha estimada posição de Mestre Ascenso, hoje, representando todos os Mestres Ascensos. Infelizmente, isto não é uma taça de vinho, mas beberemos vinho mais tarde. Por enquanto, serve seja lá o que estiver aqui. [Adamus dá um gole na bebida.] Humm. Hum. Uma bebida amarga e, às vezes, uma vida amarga.

O Contexto Geral

Vamos examinar o contexto geral. É muito importante no momento ter em mente o contexto geral. Os pequenos detalhes vão puxar vocês pra baixo. Vamos examinar o quadro geral e como todas as peças se encaixam. E não importa o que aconteceu até agora, não importa o que acontecerá depois desta data; tenham sempre em mente o contexto geral. É fácil se perder nos detalhes.

O que está realmente acontecendo neste momento?

Bem, falamos muito sobre isso recentemente no Journey of the Angels (Jornada dos Anjos), no Ancestral Freedom (Liberdade Ancestral), em algumas das mensagens que levamos aos Shaumbra. Tudo está acontecendo neste momento, mas, basicamente, a questão é que a Ordem do Arco proferiu que eles estão encerrando as atividades. Não há mais necessidade para a Ordem do Arco, que era a reunião de todas as famílias angélicas para tentar encontrar uma resolução para uma certa coisa: o impasse da energia em toda a criação. É isso. Esse é o quadro geral.

Pegam-se 144.000 famílias angélicas, bilhões e bilhões de seres com alma… antes de sequer haver uma Terra… Tudo estava desacelerando. Tudo estava chegando quase – faltou issozinho – a uma paralisação. E sabia-se que tinha que haver uma resolução. Por que a energia estava desacelerando? E a Ordem do Arco foi criada pra encontrar essa resposta e, portanto, criou-se a Terra. E então muitos de vocês, quase que todos vocês, vieram pra cá nos primórdios da Terra pra ajudarem a encontrar essa resposta.

Foi uma criação incrível este lugar da Terra. Tempo e espaço, densidade como nunca tiveram antes, falta de liberdade, mas, ainda assim, também a beleza da Terra, a beleza da natureza, a beleza do aprendizado. E vocês entraram cada vez mais fundo na própria criação, como nenhum outro ser jamais tinha feito antes. Então, vocês vieram pra este planeta Terra pra encontrar essa conexão entre consciência e energia, encontrar as verdadeiras razões pelas quais a energia estava desacelerando. E vocês fizeram isso de um modo muito interessante.

Vocês viviam para além daqui, vocês tornavam a dramatizar as coisas que tinham vivenciado só que nas outras esferas como seres não físicos e, depois, traziam isso para a Terra e representavam tudo aqui no palco deste planeta, tendo espaço, tempo e gravidade. Vocês representavam. Vocês reviviam suas experiências, mas agora traduzidas dentro de todos os componentes deste planeta – tempo, espaço, outras pessoas, natureza. E por mil ou mais existências foi isso que vocês fizeram.

Agora, parece que foi há muito, muito tempo, mas, na verdade, não foi há tanto tempo assim. Mil vidas de experiências, e, agora, no final, encontrando a resposta. Não fui eu que dei a vocês a resposta. Eu apenas refleti a resposta de volta pra vocês no momento em que vocês chegaram a esse saber.

Eu a coloquei em palavras. A resposta é: “A energia é toda de vocês.” A energia é toda de vocês, e é a consciência que aciona a energia. A consciência é o que coloca a energia pra trabalhar por vocês, e toda a energia é de vocês.

Muito simples, acho eu. Pode-se afirmar simplesmente, a respeito de toda esta criação da Terra, do universo físico e de tudo mais, com estas poucas e simples palavras: “A energia responde à consciência” e “Toda a energia é de vocês.” E, talvez também: “Agora deixem a energia servir vocês.”

É simples assim. Isso faz vocês quererem gritar, depois de todas essas existências, depois de todas as dificuldades e aflições. Mas também vejam também o que vocês aprenderam e vivenciaram ao longo do caminho. Foi mais do que apenas solucionar uma questão de física. Foi viver dentro de histórias e experiências incríveis. E agora vocês estão aqui.

A resposta?

“A energia responde à consciência. E a energia é de vocês e serve vocês.”

Encerramos. Encerramos. É isso.

Assim que a Ordem do Arco percebeu que a resposta agora tinha vindo à tona, não estava mais escondida, não era mais um mistério… assim que a Ordem do Arco concluiu que os humanos enfim tinham entendido – não muitos humanos, mas não precisa haver muitos, só alguns… assim que perceberam que a resposta a essa imensa pergunta sobre o impasse da energia em toda a criação tinha sido encontrada, eles disseram: “Chegou a hora de fazer as malas.”

Agora os humanos, um por um, vão começar a descobrir isso. E muito em breve a resposta se espalhará pelo planeta. Ah, não tão “em breve” como daqui a um ano. Levará bem mais tempo que isso, mas em breve o suficiente. A resposta fora captada.

A primeira vez que falei sobre isso – o encerramento da Ordem do Arco – acredito que foi cerca de seis meses atrás com um pequeno grupo de Shaumbra. Eu estava interessado em ver a reação de um grupo pequeno com o qual, pode-se dizer, eu estava cara a cara, ver como responderiam a isso. E não foi um choque; não era pra ser. E eles entenderam.

Então, levei isso ao Keahak e depois a todos os Shaumbra. Foi mais como um lembrete, mais como… ah… uma espécie de… como dizia Tobias… “aha”. “Ah! Está certo! Eu sabia disso o tempo todo, mas tive que passar pelas experiências pra descobrir.” E vocês passaram. E agora isso está dentro de todos os Shaumbra. Faz parte dos Shaumbra agora.

A energia responde à consciência. Onde está a consciência de vocês? A energia é toda de vocês. Vocês a possuem? Ela não pertence a mais ninguém. Ela não está por aí noutro lugar. Vocês não são vítimas de nada. Toda a energia é de vocês. É isso que torna vocês seres soberanos, e que agora deixam a energia trabalhar pra vocês.

A Ordem do Arco já está encerrando as atividades, fazendo as malas, jogando o lixo fora, é claro, e depois vão voltar para as famílias angélicas, relatando a elas: “Está feito. Foi descoberto, mesmo que apenas por alguns no planeta, mas está feito. Essa é a resposta.”

E então dizendo às famílias angélicas: “É hora de nos dispersarmos. Não há mais necessidade de agrupamento de anjos como tínhamos antes. Nada disso. Porque todo ser, no final, é soberano. E, se ficarmos nesses grupos, não vamos perceber realmente como a energia é toda nossa; vamos ficar na energia do grupo, com o pensamento do grupo e as respostas do grupo.”

Assim, nos últimos seis meses, muito trabalho foi feito em preparação pra isso, para a dispersão das famílias angélicas. E, quando o dia 4 de abril de 2020 despontou no planeta, no primeiro fuso horário, na primeira parte da população, a mensagem começou a se espalhar. Vejam, todos os membros das famílias angélicas tinham sido chamados de volta nas últimas semanas. Tinham sido chamados de volta pra casa. Ah, alguns não queriam realmente ir, mas meio que não tiveram escolha. Foram chamados de volta às famílias angélicas pra receberem essa mensagem.

Reuniram-se em conselho. Cada família angélica, individualmente, se reuniram em conselho. Elas se juntaram e esperaram por este dia. Este dia. Em parte, por causa da numerologia; em parte, porque se encaixou muito bem; em parte, porque é chegada a hora de deixar a consciência crística, a consciência de Cristo, e assumir agora a consciência de Mestre. Ir do 33 para o 44.

E é exatamente o que estamos fazendo – essa transformação que está ocorrendo – e que melhor data haveria do que 4/4/2020, 4/4/4. Não precisava ser nesta data, mas achamos que funcionaria muito bem. É uma data que vocês nunca esquecerão, jamais, em toda a sua vida.

Assim, hoje, quando os primeiros fusos horários deste planeta começaram a entrar no dia 4 de abril de 2020, a mensagem começou a se espalhar por todas as famílias espirituais. Eles receberam esta mensagem assim que entramos nesta data. E assim prosseguirá. A mensagem continuará sendo entoada, ou cantada, de certa forma, para todas as famílias angélicas, para todos os seres angélicos, individualmente, dizendo: “É hora de dispersar.”

E daqui a aproximadamente 14 horas, 13 horas, neste planeta, a mensagem cessará. Ela vai parar. Todos a terão ouvido. Todos no cosmos terão ouvido: “É hora de dispersar.” Alguns não querem isso. É claro, são as agendas, os planos de sempre. Alguns não acham que estão prontos nem acham que suas famílias estejam prontas, mas vai acontecer.

Eles seguirão para muitos e muitos lugares diferentes, e alguns tentarão se reagrupar, mas simplesmente não vão conseguir. Simplesmente não vão conseguir, porque parte de toda essa equação é perceber sua soberania, perceber que vocês não precisam de grupos, vocês não precisam de famílias. Em último caso, isso faz com que haja uma melhor apreciação de sua condição divina, de sua condição sagrada, e também, depois, a capacidade de verdadeiramente entender o Namastê, o Deus que habita em cada ser.

Quando seres com alma se agrupam, quando precisam da energia uns dos outros, quando contam com as respostas uns dos outros, eles não percebem que tudo isso já está lá dentro. E foi quase um equívoco das famílias angélicas. Ao se agruparem, isso proporcionou consolo, conforto e companhia, mas também impediu que as famílias angélicas e os indivíduos percebessem que tudo está dentro de vocês.

Vocês não voltarão para a Unidade. Vocês voltarão para a própria unidade de vocês. Vocês não voltarão para o Lar. E certamente os seres angélicos vinham tentando voltar para o Lar desde que partiram. Tentaram voltar pra lá, imaginando que essa era a resposta, como uma criança que se perde na floresta tentando desesperadamente voltar pra casa e ficando ainda mais perdida.

Vocês sabem como é. Quando vocês se perdem, quando estão desorientados, a tendência é se perderem ainda mais e ficarem cada vez mais desorientados, até, enfim, desistirem. Vocês se entregam. Foi mais ou menos assim. As famílias angélicas se perderam, vocês ficaram perdidos aqui neste planeta junto com outros humanos, mas, agora, agora chega o momento da Realização.

Assim, este foi o contexto geral, e é isso que está acontecendo nas esferas angélicas neste momento. Nós nos juntaremos todos, daqui a pouco, pra escutar, pra sentir, pra vivenciar esta mensagem que se espalha sobre a dispersão, sobre a liberação de todas as famílias angélicas.

Planeta Terra

Também vamos falar sobre o que está acontecendo no planeta Terra, bem aqui, no fundo do quintal de vocês.

Vocês têm essa coisa chamada coronavírus acontecendo neste momento. O coronavírus, como qualquer vírus, tem uma origem energética. Ou seja, em outras palavras, não é só um desequilíbrio biológico; é uma tentativa de reequilibrar outra coisa.

Vejam, falamos sobre o vírus da energia sexual, reequilibrando o masculino e o feminino pra que não haja mais o conflito ou a dependência. Então, o masculino não vai mais precisar ou depender do feminino e vice-versa; então, não haverá mais o conflito entre os dois e a consequente condição de vítima. É isso que faz o vírus da energia sexual. Ele não é biológico, mas ainda assim age exatamente como um vírus biológico. Vocês podem ficar infectados com ele.

Vocês têm esse coronavírus no planeta, neste momento, mas o que está realmente acontecendo? Bem, são diversos os níveis aí, mas o que está acontecendo é que ele está causando uma reconfiguração no planeta, dando um reset.

Quem teria imaginado que algo assim sequer seria possível? Quem teria imaginado que os humanos do planeta inteiro ficariam em casa? As ruas estão tranquilas. O céu está sossegado. O ar está calmo. As pessoas estão em casa. E algumas estão tendo muita dificuldade pra ficar em casa, sozinhas ou com membros da família.

Outras descobrirão que esses serão os momentos mais belos e impactantes de sua vida. Não teriam planejado isso, de outro modo. Não poderiam ter planejado umas férias de duas semanas, sentados em casa, porque ficariam tentados a sair e continuar fazendo coisas. Mas, neste momento, o planeta está quieto. Foi dado o reset.

E, no reset, muitos estão entrando nas partes profundas de si mesmos. Estão, enfim, tendo alguma tranquilidade. Estão, enfim, tendo que dar uma olhada em seu interior. Isso não teria acontecido assim – toda essa gente, os humanos do planeta, dando uma olhada dentro de si. Não teria acontecido de outro jeito, eu acho que não.

Então, há um brilhantismo por trás do ----> continue lendo aqui


Raul Seixas – O Dia em que a Terra Parou 

(Álbum O Dia em que a Terra Parou, composição de Raul Seixas e Cláudio Roberto, Warner Music Brasil, 1977):





https://youtu.be/H8zbYY41Vus

Essa noite, eu tive um sonho de sonhador

Maluco que sou, eu sonhei

Com o dia em que a Terra parou

Com o dia em que a Terra parou

Foi assim

No dia em que todas as pessoas

Do planeta inteiro

Resolveram que ninguém ia sair de casa

Como que se fosse combinado em todo o planeta

Naquele dia, ninguém saiu de casa, ninguém

O empregado não saiu pro seu trabalho

Pois sabia que o patrão também não tava lá

Dona de casa não saiu pra comprar pão

Pois sabia que o padeiro também não tava lá

E o guarda não saiu para prender

Pois sabia que o ladrão também não tava lá

E o ladrão não saiu para roubar

Pois sabia que não ia ter onde gastar

No dia em que a Terra parou (êêê)

No dia em que a Terra parou (ôôô)

No dia em que a Terra parou (ô-ôô)

No dia em que a Terra parou

E nas Igrejas nem um sino a badalar

Pois sabiam que os fiéis também não tavam lá

E os fiéis não saíram pra rezar

Pois sabiam que o padre também não tava lá

E o aluno não saiu para estudar

Pois sabia o professor também não tava lá

E o professor não saiu pra lecionar

Pois sabia que não tinha mais nada pra ensinar

No dia em que a Terra parou (ôôô)

No dia em que a Terra parou (ôôô)

No dia em que a Terra parou (uuu)

No dia em que a Terra parou

O comandante não saiu para o quartel

Pois sabia que o soldado também não tava lá

E o soldado não saiu pra ir pra guerra

Pois sabia que o inimigo também não tava lá

E o paciente não saiu pra se tratar

Pois sabia que o doutor também não tava lá

E o doutor não saiu pra medicar

Pois sabia que não tinha mais doença pra curar

No dia em que a Terra parou (oh, yeah)

No dia em que a Terra parou (foi no…)

No dia em que a Terra parou (ô-ôô)

No dia em que a Terra parou

Essa noite, eu tive um sonho de sonhador

Maluco que sou, acordei

No dia em que a Terra parou (oh, yeah)

No dia em que a Terra parou (ôôô)

No dia em que a Terra parou (eu acordei)

No dia em que a Terra parou (acordei)

No dia em que a Terra parou (justamente)

No dia em que a Terra parou (eu não sonhei, acordei)

No dia em que a Teeeeeeerra parou (ô-ôô)

No dia em que a Terra parou (oh, yeah)


Geoffrey Hoppe


 


Agradecimentos a:  
 
 
Para outros artigos espirituais e denúncias por favor visite:
 




Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.
A religião organizada é desnecessária à espiritualidade.
Excelentes ensinamentos dos mestres têm sido contaminados pelo controle dogmático dessas religiões.
Discernimento sim; julgamento não.
Com discernimento é possível alcansar o espírito da letra de qualquer escritura e é também bem mais fácil escutar a voz da alma que vem do coração.
 

 
Por favor, respeitem todos os créditos

 
 

Recomenda-se o discernimento.

 

Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores.

 

 

Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.

 

 

Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.

 
 

 
Atualização diária.
 
Free counters!



geoglobe1