Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

Apresentando... As Luzes de Phoenix - 2 ~ Wes Annac

Apresentando... As Luzes dePhoenix

Segunda Parte

Por WesAnnac,

A Culturada Consciência

18 deagosto de 2015 

Tradução de Maria Dantas




Um visão das luzes com um close-up. Créditos: ufosightingshotspot.blogspot.com
A shot of the lights with a close-up. Credit: ufosightingshotspot.blogspot.com 
De acordocom a MUFON, a sequência das luzes que foi avistada com mais frequência aolongo Phoenix (que puderam ser distinguidas foram vistas sobre a área dePrescott) que as mostravam aparecendo e desaparecendo uma a uma.

Essasequência mostra o que parece ser um arco de luzes aparecendo e desaparecendoum a um. Os defensores de ÓVNIS afirmam que essas imagens mostram que as luzeseram alguma forma de “circulação de luz” ou outra iluminação de aeronave aolongo da borda de uma grande nave - estima-se que era tão grande quanto amedida de (1,6 km)de diâmetro – que pairava sobre a cidade de Phoenix.

Dizem queoutras sequências similares se mantiveram por um período de meia hora de show comnúmeros de luzes diferentes, em forma de V ou com formato da ponta de um arcode flecha.

Milhares depessoas relataram testemunhar uma nave em forma de V que voava muito baixo, esuas descrições sobre as próprias luzes são bastante interessantes.

Milhares detestemunhas em todo Arizona também relataram  que viram uma nave gigantesca em forma de V,ou boomerang silenciosa com números variados de enormes esferas. Um númerosignificativo de testemunhas relatou que a nave desliza silenciosamente diretamentesobre suas cabeças a baixa altitude, mas os céticos dizem que as luzes estavammais distantes do que as testemunhas (juntamente com entusiastas de OVNIs) pensavam.

 As testemunhas que viram primeiro relataramcom consistência que as luzes afiguravam como “como uma pequena caixa de metalde luz flutuante, enquanto a parte inferior da nave estava ondulando assim comoquando olhamos através da água”. No entanto, os céticos afirmam que o vídeo éuma prova de que as montanhas não são visíveis à noite, e a vista parcialmentefica obstruída em determinados ângulos, reforçando, assim, a alegação de que asluzes eram mais distante do que os defensores de OVNIS alegam.

Um entusiastade OVNIs fez uma "análise espectral" sobre as fotos que foram tiradase afirmou que as luzes possivelmente não poderiam ter sido feitas pelo homem,ressaltando talvez, que fosse de origem extraterrestre.
 
O advogadode OVNIS Jim Dilettoso alegou ter realizado análise espectral de fotografias eimagens de vídeo que provou que as luzes não poderiam ter sido produzidas poruma fonte artificial. Dilettoso alegou ter usado um software chamado Imagem ProPlus (versão exata desconhecida) a fim de determinar a quantidade de vermelho,verde e azul nas várias imagens fotográficas e construir histogramas dos dados,que foram, então, comparados com várias fotografias conhecidas por aeronavesque disparam labaredas.

Eu não meconsidero um cético quando se trata de OVNIs, mas poderia ter sido melhor serum cético ou alguém que seja completamente imparcial fazer a “análiseespectral”. Não estou dizendo que Jim Dilettoso foi tendencioso, mas a chancede preconceito está sempre lá se a pessoa que faz a análise é considerada umentusiasta sobre o assunto.

Eu sei queestar entusiasmado com OVNIs (ou querendo provar que eles existem) não a tornaautomaticamente uma pessoa tendenciosa, mas podemos obter a imagem mais nítidade alguém que não tem um interesse ou um objetivo específico.

Não importade qualquer maneira, porque as afirmações de Jim foram finalmente desmascaradasdevido às limitações da tecnologia que ele usou.

Váriasfontes ressaltaram, no entanto, que é impossível determinar a assinaturaespectral de uma fonte de luz baseada unicamente em imagens fotográficas ou devídeo, como filme e eletrônicos inerentemente altera a assinatura espectral deuma fonte de luz, deslocando a matiz no espectro visível. E especialistas emespectroscopias têm rejeitado suas afirmações como sendo cientificamenteválidas.

Um equipamentonormal fotográfico também elimina a luz fora do espectro visível - por exemplo,infravermelho e ultravioleta - que seria necessário para uma análise espectralcompleta. A fabricante de “Imagem Pro Plus”, Mídia Cibernética, indicou que oseu software é incapaz de executar análise espectroscópica.

Podemos nãoter a palavra de Dilettoso para continuar adiante, mas ainda temos a palavra detodas as pessoas que relataram testemunhar a uma nave em forma de V com váriasluzes. Isso ainda destaca que algo ousado, bizarro e potencialmente de padrãodemolidor aconteceu em Phoenix, e penso que nós devemos investigar seriamenteestas luzes e quaisquer outros fenômenos que poderiam potencialmente apontarpara algum tipo de tecnologia avançada – quer isso pertença a extraterrestres ounossos governos, que escondem coisas de nós todos os dias.



Um avião à noite. Créditos: imgarcade.com

Outrostestes de as imagens e vídeos foram feitos - um pelo laboratório de vídeo'Cognitech', e o outro por uma estação de notícias local.

O Cognitech,um laboratório independente de vídeo, sobrepôs imagens de vídeo que foramtiradas das Luzes de Phoenix para imagens de vídeo tiradas durante o dia domesmo local. Na imagem composta, as luzes são vistas se extinguindo no momentoem que chegar a cordilheira Estrella, que é visível durante o dia, masinvisível nas imagens tiras à noite.

Atransmissão pela afiliada local Fox Broadcasting Company KSAZ-TV afirmou terrealizado um teste semelhante que mostraram que as luzes estavam na frente dacordilheira e sugeriu que os dados da Cognitech pudessem ter sido alterados.

Dr. PaulScowen, professor visitante de Astronomia na Universidade do Estado do Arizona,realizou uma terceira análise usando imagens de vídeo durante o dia sobrepostocom disparos de luzes e eles eram consistentes com os de Cognitech. O PhoenixNew Times informou posteriormente a estação de televisão local que tinhasimplesmente coberto duas faixas de vídeo em uma máquina de edição de vídeo semusar um computador para coincidir com o zoom e escala das duas imagens.

Umaexplicação para o primeiro evento - as luzes que foram testemunhadas sobrePrescott - é que elas eram simplesmente aviões. Esta explicação vem de um homemque usou seu telescópio para olhar as luzes, só para ver os aviões regulares láem cima no céu. Algumas testemunhas afirmam que ele não chegou a ver as luzesque os demais viram.

Osdefensores de dois eventos separados propuseram que o primeiro evento ainda nãotem explicação provável, mas que existem algumas evidências de que as luzeseram na verdade aviões. De acordo com um artigo do repórter Janet Gonzales queapareceu no Phoenix New Times, o vídeo da forma em v mostra as luzes se movendocomo entidades separadas, e não como um único objeto; um fenômeno conhecidocomo contornos ilusórios pode fazer com que o olho humano para veja as linhasdesconectas ou pontos como formando uma única forma.

MitchStanley, um astrônomo amador, observava as luzes voando em uma distantealtitude em formação usando um telescópio Dobsonian dando 43 vezes de ampliação.Depois de observar as luzes, ele disse à sua mãe, que estava presente na épocaque as luzes eram de aeronaves. De acordo com Stanley, as luzes eram aviõesmuito claramente individuais; um companheiro que estava com ele lembrouperguntou a Stanley no momento o que eram as luzes, e ele disse, 'Aviões'.

QuandoStanley primeiro fez um relato de sua observação no Discovery Channel Town HallMeeting com todas as testemunhas presentes ele foi vaiado em sua afirmação deque o que ele viu foi o que as outras testemunhas viram.

Algunsalegaram que Stanley estava vendo os jatos Maryland da Guarda Nacional quevoavam em formação durante uma missão de treinamento de rotina no perímetro debombardeamento em Barry M. Goldwater sul de Phoenix. É possível que o PhoenixLights Vee é, na verdade, um grupo de aviões com base na explicação de umaobservação semelhante na Califórnia do Sul.

Como eudisse antes, temos que estar dispostos a considerar cada lado da históriaquando se trata de coisas como esta, e tanto quanto eu adoraria acreditarautomaticamente que as Luzes de Phoenix foram genuinamente de ET ou do ofício dogoverno; nós temos que lembrar do Occam’s Razor.

Occam’sRazor é a prática de encontrar a explicação mais simples antes de seguir descontroladamentecom hipóteses ou explicações que queremos que sejam verdadeiras. A explicaçãomais simples é geralmente correta, e ao mesmo tempo ela pode ser usada como umadesculpa para as mente fechadas ou ceticismo desnecessário, ainda assim, é útilquando se trata de investigar os avistamentos de OVNIs ou qualquer outra coisaque, se comprovada genuína, mudaria o mundo da noite para o dia.

Temos deconsiderar a teoria de Mitch Stanley como nós consideramos qualquer teoria queafirme que as luzes eram parte de uma grande nave, e conseguindo toda a imagem,nós chegaremos mais perto de compreender o que realmente aconteceu naquelanoite.




As mentiras do governo. Créditos: ronmamita.wordpress.com

Eu tenhoque admitir que a explicação da Força Aérea quanto ao segundo evento realmentenão ressoa comigo. Eles desmascararam o avistamento do mesmo velho e cansadomodo que você esperaria por dizer às pessoas que as luzes eram chamas de aviõesque queimavam rapidamente, apesar de alguns dos incríveis depoimentos detestemunhas.

O segundoevento foi o conjunto de nove luzes que parecia pairar sobre a cidade dePhoenix em torno de 22:00h. O segundo evento foi coberto mais completamente pelosmeios de comunicação, em parte devido às numerosas imagens de vídeo tiradas dasluzes. Isso também foi observado por inúmeras pessoas que podem ter pensado queestavam vendo as mesmas luzes como as relatados anteriormente.

A ForçaAérea dos EUA explicou o segundo evento em câmera lenta, de longa distância deLuu-2B/B que as iluminações das labaredas caíram por um vôo de quatro aviõesA-10 Warthog em um exercício de treinamento na Faixa de Barry Goldwater na BaseAérea Luke.

Agradecimentos a http://rayviolet.blogspot.com/2015/08/introducing-phoenix-lights-2-wes-annac.html



Por favor, respeitem todos os créditos

Arquivos deste escritor em português:
http://rayviolet2.blogspot.com/search?q=wes+annac


Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores.
Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.
Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.

Atualização diária 


Se gostou! Por favor RECOMENDE aos seus Amigos.
achama.biz.ly 

Israel ou Cazária!?
achama.biz.ly email: nai@achama.biz.ly 

EN: VioletFlame * The Illuminati * Alternative Media * North Atlantic Islands * Indian Ocean Islands * South Atlantic Ocean Islands * Alternative Media * Creator's Map * ESU IMMANUEL * Exposing Media DesInformation * Galactic Federation * Indians, Prophecies and UFOs * Illuminati, The * Infinite Being * Israel (!?) * Jews..., the Real ones! * Khazars Jews are converted, not jenuine * Meditation * Media News * NESARA (!?) * SCIENCE, SPIRIT, Free Energy!... * UFO CONTACTS * UFOs (MORE) * USA The 4th NAZI Reich!? * Zionism Lies and The Illuminati * Light a Candle for PEACE * The Red Pill * The True Shadow Government
ES: LLAMA VIOLETA







Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.