Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

AS TRINCHEIRAS DA BATALHA ENERGÉTICA

AS TRINCHEIRAS DA BATALHA ENERGÉTICA

Por Fatima D’Agostino

lecocqmuller@gmail.com

a 24 de maio de 2020.


 
 
.
 
 


Mudar as frequências vibracionais pessoais, assim como o planeta mudou a sua, é escolha pessoal e intransferível. Estamos imersos nas frequências da Unidade, da Abundância. O que isso significa? O planeta moveu-se para além da densidade da terceira dimensão enquanto estamos aqui. O que aconteceu?

Não morremos para voltarmos adaptados, seguimos aqui no corpo composto por 20% de carbono e 60% de oxigênio. Logo, podemos concluir que a respiração, consciente, nos coloca no ritmo da ascensão individual e dos ajustes corporais para vibrarmos nas frequências mais altas.

Concluiremos um ciclo evolutivo sem que a nossa essência deixe o corpo que habita. É emocionante e isso é celebrado e honrado pela família cósmica. Entretanto, são necessários ajustes internos para que a nossa essência vibre na frequência da abundância, ou seja, deixar o coração intuir as escolhas, ao invés da mente racional, moldada para sobreviver na luta e na escassez.

A respiração é a chave que nos move das formas conhecidas para a criação de outros cenários, O oxigênio é o alimento das nossas funções vitais e nos mantém no agora. Tudo fica para trás, sem esforço, apenas por escolha.

Não há sintomas de ascensão que possam ser listados para nos compararmos, somos essências únicas. Não há portais dimensionais que nos conduzam para a quinta ou décima dimensão. Não há pontes para atravessar. É poético, quase pueril, imaginar isso. Se mantivermos esperança ao invés de confiança, nos frustraremos imaginando que não sentimos nada com o influxo das energias.

Essa é a nova Terra, clara como o sol brilhando num dia de verão. Há poucos anos, por meio de satélites, nos deslumbramos com imagens belíssimas da diversidade, beleza e mistérios ainda incompreensíveis do universo. Somos parte dessa Criação juntamente com milhares de estrelas, buracos negros, berçários estelares, galáxias, cometas, humanidade, outras raças e asteroides movimentando-se na espiral ascensional, silenciosa e incessantemente.

Ao observarmos essa movimentação, mensuramos os ajustes que estão acontecendo em nossos corpos. Compartilhamos, em nossa composição, 97% dos átomos com a nossa galáxia, então, é natural transmutarmos as frequências. É indescritível a sensação de ser UM e manifestar, aqui e agora, nossa essência, conscientemente.

O medo e todas as emoções que produziram escassez e limitação são as frequências que tornaram possível viver na Terra, até agora. Para os desatentos com a movimentação planetária, a Terra poderá ser vista como assustadora e perigosa porque as bases que sustentaram o paradigma da terceira dimensão ruíram, então, para se protegerem, e seus afetos, os desatentos lutam e esbravejam assustados.

Desapegar-se do controle das nossas vidas, é condição nova e desafiadora para nós que permanecemos aqui nas ondas da mudança. Há muitas pessoas assumindo autocompromisso com a evolução e muitas delas que ampliaram a energia do amor, ainda seguram na ponta do medo para não perderem a vida, a casa, o emprego, a família, os amigos, os recursos, etc. Tentar equilibrar-se nessa posição produz sofrimento.

Não somos ainda, como grupo humano, despertos e essa constatação nos faz querer que as pessoas próximas sintam o mesmo que nós, mas, não dá para levar nada e ninguém, não é como viajar para um lugar, é para dentro de nós mesmos o caminho da ascensão. Fixar-se no outro em suas expressões, sejam amorosas ou agressivas, é julgamento e comparação.

Tudo bem, também, todas as frequências contém amor, a energia da Fonte. Não há disputa. Aceite que uns se permitem amar e outros ainda não se decidiram. Medo é autoamor negligenciado porque a alma não foi protagonista nos ciclos de vida da terceira dimensão, mas os sentidos físicos, a inteligência e a força do querer fazer para merecer.

Hoje, nos sentimos perdidos no meio de uma guerra energética e nos posicionamos em trincheiras: uns manifestando amor e outros manifestando medo. Assim é nesse agora.

Exercite a compaixão no amor que você É. Sinta o amor vibrando nas centenas de mensagens que recebemos da família cósmica, não estamos sozinhos, somos amados e nós, no momento como seres humanos, somos parte da espiral, mas em diferentes ondas de frequência.

Permita, aceite. Você É! Eu SOU!



Fatima D’Agostino
Grato a Mesa Quântica Estelar, Mesa Quântica para Pets
e Frequência de Cura Arco Iris – lecocqmuller@gmail.com



Agradecimentos a:  


Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.
A religião organizada é desnecessária à espiritualidade.
Excelentes ensinamentos dos mestres têm sido contaminados pelo controle dogmático dessas religiões.
Discernimento sim; julgamento não.
Com discernimento é possível alcançar o espírito da letra de qualquer escritura e é também bem mais fácil escutar a voz da alma que vem do coração.
 

 
Por favor, respeitem todos os créditos


Recomenda-se o discernimento.

 
Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores

 

Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.

 

Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.

 

 
Atualização diária.
 
Free counters!



geoglobe1


 


 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.