Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

Benjamin Fulford - 06.07.2015

 Negociações secretas de alto nível continuam, enquanto o 'Não' grego, pressiona a rendição das oligarquias ocidentais

Por Benjamin Fulford 

06.07.2015 

Tradução: Candido Pedro Jorge




A moratória e o subsequente referendo grego votando para o "Não” pagamento de mais dinheiro de sangue para os banqueiros, colocou um sentido de urgência nas negociações em andamento para um novo sistema financeiro, de acordo com fontes ocidentais e asiáticas. Ao mesmo tempo, a máfia khazariana recorre à ameaças cada vez mais fúteis, fabricando incidentes terroristas, numa tentativa de evitar sua inevitável expulsão do controle do sistema bancário.

O fato de que 61% dos cidadãos gregos votarem, negando-se a pagar pelos imprudentes erros de banqueiros, indica que a maioria das pessoas de classe popular, na Grécia, agora reconhece a natureza criminosa do sistema bancário Ocidental. O fato é que o povo grego, agora sabe que não é legalmente responsável por dívidas contraídas pelo jogo de banqueiros mafiosos e que, portanto, não irão pagar. Isso, colocou em marcha a queda do primeiro dominó que, inexoravelmente levará à falência do sistema bancário khazariano e sua subsidiaria criminosa, conhecida como ESTADOS UNIDOS DA AMERICA CORPORATION. O calote grego, como anteriormente mencionado, é apenas o primeiro dominó a cair, a ser seguido pela Espanha, Portugal, Irlanda, Itália, França, Alemanha e os Estados Unidos.

Ao publicar um relatório pedindo um prazo de 20 anos para o pagamento da dívida grega, o FMI contabiliza seus empréstimos à Grécia como um mal negócio, tendo de admitir que a própria entidade está insolvente. Os principais países credores do mundo, como a China e outros países asiáticos, se recusam a emprestar mais dinheiro, porque o FMI continua a ser uma ferramenta, de fato, em poder dos criminosos de Washington DC, que exercem poder de veto sobre esta instituição. Por seu lado, a cabala de Washington DC, não pode socorrer o FMI ou o Banco Central Europeu porque também está falida, como pode ser visto, pelo fato de estarem cozinhando seus livros, mantendo sua dívida congelada em 18,112 trilhões de dólares, desde quando não efetuaram um pagamento vencido em 15 de março do corrente ano.

Além disso, outros dominós também começaram a cair. Na confusão da Grécia, grande parte da atenção do mundo foi desviada do fato de outra subsidiária da AMERICA, o governo nazista na Ucrânia, também perdeu um pagamento e faliu. Também, a colônia da AMERICA, Porto Rico, conhecida por muitos como o 51º estado norte-americano, afirmou publicamente que não será capaz de saldar suas dívidas.

O novo elemento dessa história é que agora o contágio já se alastrou para a China, o maior credor da arruinada América, ficando, portanto, segurando a sacola. As bolsas chinesas despencaram 30% nas últimas semanas, com quedas impulsionadas pela venda de investimentos no varejo. O investidores de varejo sabem, em primeira mão, que a economia chinesa real está tropeçando, porque não estão encontrando compradores no exterior para seus produtos industriais.

Também, o governo comunista chinês tentou obter fundos, na semana passada, enviando representantes da família imperial Manchú à sede do Bank of Tokyo Mitsubishi UFJ, numa tentativa de cobrar títulos históricos genuínos, valendo trilhões de dólares, de acordo com um oficial do governo chinês. 

No banco, foram recebidos por funcionários subalternos, que muito se esforçaram em apresentar obstáculos burocráticos na cobrança dos títulos. No final, apesar do fato dos títulos serem genuínos, os chineses e os Manchús voltaram de mãos vazias, uma vez que o pagamento de tais títulos levaria a falência, tanto o governo, como o sistema financeiro japonês.

O sistema financeiro do Japão está à beira da falência por causa do dinheiro que está sendo drenado para adiar a bancarrota da AMÉRICA. O financiamento da AMÉRICA, segundo uma pesquisa recente do governo japonês, demonstra que 62,4% dos japoneses estão enfrentando dificuldades financeiras.

Russos e americanos, na semana passada também fracassaram nos esforços de cobrança de instrumentos financeiros históricos porque, mais uma vez, o antigo sistema financeiro simplesmente é incapaz de pagar as dívidas genuínas criadas nos últimos anos, segundo fontes do Pentágono.

É por isso que a primeira moratória sofrida por um país europeu na era pós-guerra, adicionou uma nova urgência nas negociações em andamento sobre a criação de um novo sistema financeiro, de acordo com pessoas envolvidas nas negociações.

Nas principais negociações destinadas à criação de um sistema financeiro alternativo, representantes da Sociedade do Dragão Branco – SDB, formalmente propuseram à Família Imperial e ao governo japonês, apelando para a criação de um fundo de 7 trilhões de dólares para financiar a criação de uma agência de planejamento futuro. A Família Imperial e autoridades do governo japonês, a princípio, aprovaram o plano, embora, todavia tenham solicitado uma proposta escrita mais detalhada. Isto foi na noite de segunda-feira, pouco antes deste boletim ser publicado.


A proposta prevê que uma delegação do governo japonês visite o Reino Unido, os EUA, a sede da UE, o Vaticano, Moscou, a União Africana, a Organização de Cooperação Islâmica e outros centros de poder,para obter apoio formal para a agência de planejamento futuro, já que o apoio informal foi concedido.

Esta agência de planejamento futuro seria muito diferente do Banco Mundial, do FMI ou mesmo do banco BRICS e do Banco Asiático de Investimento Infraestrutura, já que terá um orçamento 70 vezes maior, suficiente para anualmente proporcionar US $ 1.000 em bens e serviços para cada homem, mulher e criança do planeta. Além disso, por enquanto, o banco BRICS e o AIIB embora ajudem a isolar a facção da cabala de Washington, ainda operam no modelo babilônico de escravidão por dívida. Em outras palavras, emprestam dinheiro a juros, esperando serem ressarcidos ou então se aproveitam de garantias. A agência de planejamento irá operar com crédito, sem exigência de reembolso, apenas verificando se os fundos serão utilizados como pretendido e prometido, com novos fundos sendo retidos para grupos corruptos e incompetentes que, então, seriam negligenciados.

Tudo que é necessário para a obtenção de fundos da agência de planejamento é que os governos financiem usando moedas de sua própria emissão. Assim, será possível acabar com o fim do controle do quase monopólio da máfia khazarianana, criação de moeda fiduciária e, assim, acabar com seu regime babilônico de escravidão pela dívida.

É por isso que temos visto uma nova onda de ameaças provenientes dos khazarianos. A mais recente foi no site DEBKA, vinculado ao Mossad, onde o agente do Mossad, Simon Elliot (também conhecido como El Baghdadi), ameaçou explodir a Esfinge e as Pirâmides do Egito.

Também, na semana passada, houve um ataque contra o Exército Egípcio por mercenários israelenses, fingindo se passar (e sem enganar ninguém) serem do "ISIS".

Novos e numeroso novos incidentes de tiroteios em massa de falsa bandeira e eventos de teatro de rua, também aconteceram em vários países, atribuídos a "islamitas radicais" (ou seja khazarianos), que deixaram a opinião pública mundial insensível e indiferente. Por exemplo, fontes britânicas enviaram convincentes evidências a este escritor, mostrando que o chamado tiroteio tunisiano contra turistas britânicos foi mais uma obra teatral.

http://aanirfan.blogspot.co.uk/2015/07/kollerstrom-on-sousse-attack.html

Nos EUA, por sua vez, um Afrodescendente foi preso por vandalizar uma igreja Afro-americana e escrever pichações racistas pedindo o assassinato de seus semelhantes. Em outras palavras, o presidente Obama, está constantemente seguindo ordens de seus mestres khazarianos, tentando iniciar uma guerra racial. Felizmente, os Estados Unidos multicultural e multiétnico, já não é um terreno fértil para armadilhas raciais.

Na Itália, a loja maçônica P2 enviou uma mensagem para a SDB, na semana passada, dizendo que estavam fartos e cansados de Benyamin Netanyahu e que planejavam livrar-se dele o mais rápido possível. Seguindo a rotulagem pública das Nações Unidas deste monstro como criminoso de guerra, tenham certeza de que seus dias estão contados.

Também, existem sinais crescentes de um ataque muito sistemático contra a Internet e infraestrutura elétrica no interior dos Estados Unidos. De acordo com o FBI, pelo menos 11 ataques foram recentemente realizados por atacantes muito sofisticados contra a internet e rede elétrica dos EUA.

http://www.zerohedge.com/news/2015-07-03/fbi-admits-11-attacks-against-internet-power-grid-lines-california-year

Descarrilamentos de trens causando grandes explosões ou liberação de gases tóxicos também estão ocorrendo num ritmo semanal, indicando sabotagem sistemática contra a infraestrutura da AMÉRICA. O ritmo dessas operações de sabotagem é esperado aumentar nas próximas semanas e Outono.

Com esta finalidade, 2.500 mercenários nazistas altamente treinados foram transferidos, na semana passada, da Ucrânia para o Colorado, por razões ainda incertas. Esses mercenários se reportam a funcionários khazarianos, afiliados ao Departamento de Estado e não às forças armadas regulares dos EUA.

Num desenvolvimento, possivelmente relacionado, no que parece ser uma tentativa desesperada de deter uma revolução inspirada nos illuminati gnósticos contra a cabala, a polícia de Koganei, Tóquio, tentou, mais uma vez, internar o Grão-Mestre Illuminati, Alexander Romanov, num hospital psiquiátrico. Lá, de acordo com alguns membros de sua família, foi fortemente drogado a força durante os últimos 2 meses. Um membro de sua família, disse que ele estava agindo violenta e erraticamente, atacando pessoas com um taco de beisebol. Segundo me disse, (na última vez que falei com ele), disse ter sido vítima de violência e não o contrário, apresentando grandes hematomas nas pernas, do tipo que se produz com um taco de beisebol.

De qualquer maneira, fontes gnósticas illuminati dizem que, em breve, chegarão no Japão representantes para tomar seu lugar na coordenação das atividades contra a cabala.

A Sociedade do Dragão Branco - SDB deplora a violência e está trabalhando duro, atuando como intermediário neutro entre os illuminati gnósticos e a cabala. No entanto, se a cabala não fizer concessões reais do tipo jubileu, em breve, uma revolução caótica deve acontecer.


NOTA:

Sobre Benjamin Fulford:

Benjamin Fulford, trabalhou no Japão como correspondente para a Knight Ridder, uma Revista Financeira Internacional, na edição inglesa do Nihon Keizai Shimbun e do South China Morning Post,  antes de ir para a revista Forbes, onde trabalhou como Chefe do Gabinete Asiático, de 1998 a 2005. Suas reportagens investigativas perseguiram escândalos no governo japonês e no mundo dos negócios. Depois de deixar a Forbes, escreveu uma série de livros em Japonês, alguns dos quais tornaram-se best-sellers sendo publicados na internet. 

Benjamin Fulford 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.