Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

Brasil: Petrobras - Processo de LIMPEZA do pais avança, muito rápido.

Perplexidade (e muito MEDO) 

em Brasília

Posted by Thoth3126 on 14/11/2014


NR: No passado dia  21 de dezembro de 2012 acabou o mandato de 13.000 anos das trevas (mentira) e começou o reinado da Luz. A vedade não pode mais ser oprimida e começou a vir acima e está em proceso de aceleração, em todo o mundo.

satanUm clima de perplexidade tomou conta do mundo político em Brasília com a nova etapa da Operação Lava Jato desencadeada hoje, pela Polícia Federal, realizada com prisões em vários estados pelo país. Parlamentares da base aliada estão preocupados com o que consideram um avanço rápido das investigações em cima dos corruptores – os executivos de grandes EMPREITEIRAS. Agora para chegar aos “políticos” é mera questão de TEMPO.


Edição e imagens: Thoth3126@gmail.com

AQUELES QUE NUNCA LEVARAM EM CONTA OS PLANOS DA HIERARQUIA ESPIRITUAL PARA O BRASIL VÃO TER QUE COMEÇAR A PRESTAR CONTAS DE SEUS ATOS. VAI SER TUDO MUITO RÁPIDO, POIS ESTE PAÍS TEM “DONO“.

No Palácio do Planalto o ambiente é de preocupação. Apesar da ressalva de assessores do governo de que pessoalmente a presidente Dilma Rousseff está blindada, há o reconhecimento interno de que o aprofundamento das investigações vai criar uma crise política sem precedentes, além de fragilizar a imagem da Petrobras, a maior estatal do país.

Um integrante do governo reconhece, porém, que apesar da blindagem de Dilma, a gestão da estatal durante o período do governo Lula já está atingida. Assessores mais próximos da presidente já defendem internamente que é preciso fazer um discurso preventivo para mostrar que Dilma iniciou mudanças na estatal, com demissão dos ex-diretores. E que, por isso, é preciso estabelecer uma separação entre as administrações da Petrobras no período Lula e no período Dilma.



Se aliados estão em pânico, no PT a situação consegue ser pior, com a prisão do ex-diretor da Petrobras Renato Duque, ligado diretamente ao partido. Quando foi nomeado para a Diretoria de Serviços da estatal, em 2004, o padrinho político dele era conhecido por todos no Palácio do Planalto: o ex-chefe da Casa Civil, José Dirceu, que depois foi condenado no processo do mensalão.

O dúvida no PT é sobre a capacidade de resistência de Duque dentro da prisão. No partido, todos citam que a resistência do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa foi enorme. Mas que fragilizado psicologicamente depois de meses de prisão num regime rígido, acabou entregando todo mundo. O mesmo aconteceu com o doleiro Alberto Youssef.

Advogados de políticos estão sendo consultados pelos clientes desde que foi noticiada a operação da PF no início da manhã desta sexta (14). Senadores e deputados de partidos aliados foram surpreendidos com a prisão dos diretores e executivos das empreiteiras fornecedoras da Petrobras. Muitos desses executivos têm relação de proximidade com políticos já citados nas delações premiadas.




“Todo mundo está querendo entender a extensão dessa investigação. Ninguém imaginava uma operação dessa dimensão da Polícia Federal. Tudo está andando numa velocidade muito maior do que foi no escândalo do mensalão. Muito em breve, a operação vai atingir diretamente a classe política. Já é a maior crise política depois do impeachment de Collor”,

avaliou um senador da base aliada, para em seguida completar:


“E esse ambiente irá contaminar definitivamente o governo Dilma”.

Outras manchetes desta sexta feira em que o país começa a se livrar dos seus imprestáveis parasitas, sanguessugas corruptores, a maioria são lobos em peles de cordeiros, mas que serão todos desmascarados:
Lobista foragido repassou US$ 8 mi para diretoria da Petrobras: Operador do PMDB no esquema de corrupção da Petrobras, Fernando Baiano distribuiu propinas à diretoria Internacional da estatal, segundo depoimento de delator. A Polícia Federal já acionou a Interpol para localizá-lo. Adarico Negromonte Filho, irmão do ex-ministro das Cidades Mário Negromonte também esta foragido.


PF diz que 18 pessoas foram presas em nova etapa da Operação Lava Jato: Segundo a Policia Federal, 49 mandados de busca e apreensão foram cumpridos hoje. Operação resultou na prisão de ex-diretor da Petrobras Renato Duque, homem de confiança e indicado pelo PT, por Jose Dirceu. Duque foi preso em casa, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, e conduzido para a superintendência local da Polícia Federal. Em depoimento à PF e ao Ministério Público no mês passado, o ex-diretor de Refino e Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, que fez acordo de delação premiada e atualmente cumpre prisão domiciliar, disse ter conhecimento de irregularidades praticadas na Diretoria de Serviços, na época em que foi comandada por Duque. Também foram expedidos, segundo a Polícia Federal, mandados de prisão de funcionários das empresas Camargo Correa, OAS, Mendes Junior, Engevix e Galvão Engenharia, UTC e IESA, além de mandados de busca e apreensão nas sedes das empresas Queiroz Galvão, IESA, Galvão Engenharia, Camargo Correa, OAS, UTC/Constran, Odebretch, Mendes Júnior e Engevix. A PF prendeu 3 presidentes de empreiteiras:

OAS – José Aldemário Pinheiro Filho, presidente; Mateus Coutinho de Sá Oliveira, vice-presidente do conselho; Alexandre Portela Barbosa; Agenor Franklin Magalhães Medeiros, diretor; José Ricardo Nogueira.

Engevix – Gerson de Mello Almada, vice-presidente; Carlos Eduardo Strauch Albero, diretor; Newton Prado Júnior, diretor;

Queiroz Galvão – Ildefonso Collares Filho, diretor-presidente; Othon Zanoide de Moraes Filho, diretor

UTC – Ricardo Ribeiro Pessoa, presidente; Ednaldo Alves da Silva; Walmir Pinheiro Santana; Carlos Alberto Costa Silva


O gigante despertou e parece que ruma para BRASILIA …


Sem aprovação da auditoria, Petrobras adia a divulgação do balanço: Estatal não conseguiu a aprovação da auditoria da PriceWaterHouseCoopers para seus demonstrativos financeiros do terceiro trimestre; ainda não há nova data para a divulgação. A Petrobras esperava o aval da auditoria PricewaterhouseCoopers, que impôs condições para assinar os resultados. Segundo informações de O Estado de S. Paulo, uma delas seria a conclusão das investigações feitas no âmbito da Operação Lava Jato, que apura o pagamento de propina a partidos políticos por meio de contratos firmados entre a estatal e seus prestadores de serviços. O receio da Price, que faz parte do grupo conhecido por “Big 4″, composto pelas maiores auditorias do mundo, ao lado da Deloitte, da KPMG e da Ernst Young, é repetir no Brasil o escândalo da Arthur Andersen. A empresa de auditoria americana quebrou depois que foi envolvida no escândalo de fraude da petroleira Enron, em 2002.




Diretoria da Petrobras: pressão máxima: Ao longo da semana passada, a tensão na diretoria da Petrobras estava nas máximas. O Diretor financeiro da empresa, Almir Barbassa era um dos que ameaçavam renunciar. Dizia que fez uma carreira na estatal, e que não participou de esquema nenhum, e que está velho demais para este tipo de emoções. Assim como Barbassa, muitos diretores só não renunciaram até agora porque foram convencidos pela presidente da empresa, Maria das Graças Foster, que os exortou a “segurar as pontas” usando o argumento da responsabilidade da diretoria para com os acionistas e a oportunidade de se defenderem e mostrarem que não estavam envolvidos nas negociatas. Não seria surpresa, no entanto, se a operação desencadeada hoje pela Polícia Federal der o empurrão final para renúncias na diretoria da empresa, agravando ainda mais uma crise INÉDITA e de proporções épicas: a empresa-orgulho do Brasil virou a empresa-vergonha do Brasil, sem balanço auditado, sem acesso ao mercado de dívida, com uma necessidade gigantesca de investir e um endividamento já preocupante, multiplicado por sete apenas nos últimos seis anos.




Em recente conversa com jornalistas o ministro do STJ Ayres Brito declarou o seguinte sobre o escândalo da Petrobras: “Vem aí um maremoto“, disse o ministro que presidiu o julgamento do mensalão. O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal, o ministro Carlos Ayres Britto, diz que não acredita no aparelhamento da mais alta Corte do país mesmo com a indicação de Dilma de mais cinco nomes para o órgão. Segundo ele, o escândalo da Petrobras será uma “avalanche que atrairá os olhos do mundo“.

Fontes: http://g1.globo.com/ Globo, G1, Estadão e VEJA

Mais informações em:
http://thoth3126.com.br/ex-diretor-da-petrobras-vai-falar-o-que-sabe/
http://thoth3126.com.br/petrobras-incompetencia-e-corrupcao-atrai-inferno-astral/
http://thoth3126.com.br/petrobras-e-o-estopim-de-uma-grave-crise/
http://thoth3126.com.br/equinocio20marco/
http://thoth3126.com.br/abril-e-o-brasil/
http://thoth3126.com.br/revoltas-populares-unem-se-contra-governos-incompetentes-e-corruptos/
http://thoth3126.com.br/pao-e-circo/
http://thoth3126.com.br/os-anjos-caidos-the-watchers-os-vigilantes/
http://thoth3126.com.br/petrobras-ex-diretor-faz-acordo-e-denuncia-corrupcao-bomba/
http://thoth3126.com.br/petrobras-empreiteiras-propoem-acordo-para-revelar-corrupcao-na-empresa/
http://thoth3126.com.br/brasil-represa-da-corrupcao-se-rompe-vem-ai-um-diluvio/
http://thoth3126.com.br/brasil-represa-da-corrupcao-se-rompe-tsunami-a-vista/
http://thoth3126.com.br/brasil-corrupcao-na-petrobras-problemas-a-vista-para-gente-grande/
http://thoth3126.com.br/petrobras-investigacao-nos-eua-ameaca-arranhar-imagem-da-empresa-no-exterior/

Permitida a reprodução desde que mantida na formatação original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br


Por favor, respeitem todos os créditos
Arquivos em português:

 Atualização diária