Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

BUSCAR PROPÓSITO É NEGAR A VIDA


BUSCAR PROPÓSITO É NEGAR A VIDA

Por Fatima D’Agostino

lecocqmuller@gmail.com

a 12 de outubro de 2020.



 
 

 

A descrição para o nosso agora é “desmoronamento”. Não sobrou nada que identifique a sociedade que construímos ao longo dos tempos. A reconstrução está em andamento e ainda sem forma visível, nos sentimos puxados de um lado para o outro, entre a reconstrução física e a espiritual.

Sentimos as mudanças, ora uma, ora outra e nos intervalos nos entregamos à indignação, raiva, temor e questões cotidianas para serem resolvidas.

Tais emoções são manipuláveis por muitas variantes. A percepção pelos sentidos é enviada ao sistema nervoso e associada às memórias emocionais. Estas aceitam ou rejeitam as percepções, segundo o que pensamos ser.

Ainda é assim, pois buscamos incessantemente explicações para tudo o que sentimos, na tentativa de justificar sintomas, mas sem compreender que influenciamos e somos influenciados por tudo que não podemos ver.

Tentamos associar, até nos movimentos cósmicos, os motivos das mudanças no planeta e em nós, mas só reforçarmos a vulnerabilidade diante do universo, nunca compreendendo que somos essências individualizadas dentro dos ciclos naturais e intermitentes. Fomentamos as crenças e perpetuamos a ignorância sobre nossa origem.

 

Mas, se tudo começa na percepção, podemos alterar as nossas emoções, a química do nosso corpo e o que manifestamos. Sim, com certeza, mas a percepção pelos sentidos se mescla com as memórias inconscientes e produzem sempre as mesmas experiências, então, é preciso desbloquear memórias para sair do ciclo condicionado.

Esse condicionamento pode ser observado, inclusive, na busca por autoconhecimento. Agora, esse condicionamento emergiu com o desmoronamento das redes protetivas internas e externas.

A esperança que nutrimos está vinculada ao que desejamos para ter vida plena, é fato. Esperamos, constantemente, novidades que atendam esse objetivo, mas nem a ciência ou a indústria produzem alimentos, árvores, animais, água e oxigênio, apenas transformam a natureza, então, tudo está disponível porque somos parte do sistema planetário.

A ilusão de associar vida à produção e busca de crescimento pessoal cresceu com os desejos segregados da natureza. Nossa experiência aqui é ser natureza, apenas isso, não há objetivo para adquirir um lugar “meu” e não há propósito para o “eu”, o corpo morre.

Tudo isso serve para justificar escolhas. É como obter licença e reconhecimento para poder ser quem somos. É consciência latente, mas ignorada.

Então, tudo está bem, aceite a sua experiência individual. Não há certo ou errado, apenas frequências vibracionais. Eu posso gostar do amarelo e você do azul e tudo bem, são frequências de ondas e existem, simultaneamente.

Uns gostam de ter muito dinheiro, outros não. Esqueça a necessidade de se melhorar, se justificar, não julgar, não sentir raiva, ser mais tolerante porque isso é exercício mental. Sinta a Vida e o Amor que você É. Simples assim.

Estamos todos dentro da mudança de paradigma, mas esta se concretizará quando a frequência energética coletiva manifestar, uma a uma, a coerência individual. Esse processo está em andamento e as redes de proteção que nos amparavam, ilusoriamente, tais como a concepção de família, a proteção seletiva, a sociedade patriarcal, a religião, entre outras, se romperam.

Afinidades se dão por ondas vibracionais e sem rede de proteção, é visível a perturbação em busca de reagrupamento vibracional, mas, equivocadamente, muitos tentar reconstruir os sistemas que desmoronaram, é saudosismo corrosivo.

Realidade é vibração e energia e nova realidade requer transformação porque o planeta não sustenta mais baixas frequências vibracionais. Por isso é preciso atenção sobre o que sai de nós.

 

Insistir na busca do propósito nos vincula ao questionamento: quem sou eu? Por que estou aqui? E qualquer resposta será romantizada porque sairá em nível mental ou emocional.

Somos energia e aqui criamos as experiências que queremos. Essa é uma potencialidade inata, então, a questão não é o propósito, mas a intenção. A vida aqui se dá por frequência vibracional e ação, sem esforço.

Fátima D’Agostino



Agradecimentos a:  
 
Para outros artigos espirituais e denúncias por favor visite:



Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.
A religião organizada é desnecessária à espiritualidade.
Excelentes ensinamentos dos mestres têm sido contaminados pelo controle dogmático dessas religiões.
Discernimento sim; julgamento não.
Com discernimento é possível alcançar o espírito da letra de qualquer escritura e é também bem mais fácil escutar a voz da alma que vem do coração.
 

 
Por favor, respeitem todos os créditos


Recomenda-se o discernimento.

 
Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores

 

Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.

 

Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.

 

 
Atualização diária.
 
Free counters!