Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

Maio 31, 2024

chamavioleta

Criar uma realidade inspiradora

Por Kenneth Schmitt

Traduzido a 30 de maio de 2024

 
créditos: frasesdelavida.com
 
 
Quando não temos consciência de nossa orientação interior mais profunda, criamos um ego para assumir o controle de nossas vidas. Não tem uma orientação superior e baseia-se no medo do sofrimento, na falta e no sentimento de isolamento e, em última análise, de solidão. Construímos o ego com todas as experiências negativas que queremos evitar. Manter esse medo vivo requer a realização consciente de sua realidade. Criamos a realidade reconhecendo-a e sentindo os seus efeitos sobre nós. Não importa se gostamos ou desprezamos. Apenas a nossa realização do que é real importa. A nossa escolha nesta matéria cria o nosso nível vibratório, criando essencialmente as qualidades das nossas experiências.
 
Se queremos vidas mais interessantes e gratificantes, podemos abrir-nos à nossa capacidade de criar a realidade que queremos nas nossas experiências. Nossas escolhas são viver em um reino onde tudo é maravilhoso ou viver em um reino que inclui instabilidade e dificuldades. Através das vibrações do nosso estado de ser, criamos um padrão de onda energética à nossa volta, atraindo padrões energéticos compatíveis que ressoam com a nossa energia e repelindo aqueles que não o fazem. há atração e repulsão de polaridades energéticas positivas e negativas.
 
Quando optamos por praticar ser positivos tanto quanto possível, podemos começar a reconhecer nosso profundo conhecimento interior. Esta é a fonte da nossa capacidade de perceber o que é real. Nossas experiências físicas estimulam nossos sentidos físicos. Ao lembrar como são, podemos nos alinhar com essas realidades em nossa imaginação e nos sentir interagindo com elas. Ao reconhecer, resolver e transcender todas as crenças limitantes sobre nós mesmos, nos libertamos para abrir nossa consciência para nossa essência eterna e infinita do ser. Praticar estar em constante estado de gratidão em todos os momentos, incluindo os difíceis, nos direciona para um caminho de melhoria de vida.
 
Muitos momentos de energia criativa se alinham para a manifestação em nossas vidas. Estes momentos estão a chegar rapidamente e de forma mais intensa. Estamos sempre a sentir padrões vibratórios. Quando nos concentramos neles, podemos nos alinhar com suas vibrações e dar-lhes realidade para nós, ou podemos mudar nosso foco para padrões energéticos que são mais gratificantes.
 
Ao optar por nos concentrarmos nas vibrações positivas tanto quanto nos permitimos, começamos a expandir nossa consciência para incluir a realização da aceitação incondicional e do amor. Esses sentimentos podem sobrecarregar quaisquer processos negativos em nossa consciência e criar experiências de vida mais alegres e inspiradoras.
 
Kenneth Schmitt
 

As minhas notas:
Deus, a Fonte da vida é puro amor incondicional, não um deus zeloso de [algumas das] religiões dogmáticas.
O Google apagou meus antigos blogs rayviolet.blogspot.com e
rayviolet2.blogspot.com, sem aviso prévio e apenas 10 horas depois de eu postar o relatório de Benjamin Fulford de 6 de fevereiro de 2023, acusando-me de publicar pornografia infantil.
(Uma Grande Mentira)
Free counters!Visitor Map
 
 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub