Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

DO CORAÇÃO AO ABDOME / COMPLETANDO A JORNADA DA ALMA -- Mãe Gaia

Mensagem da Mãe Terra

DO CORAÇÃO AO ABDOME 

 COMPLETANDO A JORNADA DA ALMA

Através de Pamela Kribbe,

Tradução: Vera Corrêa


Querida criança humana, eu sou a Terra lhe falando. Sou sua mãe e carrego-o em meu colo, durante toda a sua vida. Você é muito amado por mim, mesmo que não esteja consciente disto e esteja muito ocupado e preso aos seus afazeres diários. Eu o abraço e o convido a se conectar comigo, pois desejo mexer na sua memória e fazer com que se lembre de uma coisa. Trata-se de algo antigo e precioso que parece ter ficado esquecido no mundo moderno. Trata-se da segurança natural de estar na Terra.

Para se lembrar da segurança natural do ser, você pode observar a natureza à sua volta. Observe as estações, como elas vêm e vão por si mesmas, veja as plantas e os animais em sua vida diária, ouça o sussurro do vento ou o murmúrio da água. Deste modo, você é rapidamente lembrado de que as coisas mais importantes na vida acontecem automaticamente, como resultado da natureza seguir o seu curso. A natureza está ao seu redor e está em você também, pois você tem uma natureza e é parte da natureza como um todo.

Especialmente no Ocidente, as pessoas foram tão orientadas a viver a partir da cabeça, que se esqueceram de que são seres naturais, como as plantas e os animais. Observe os animais, como eles se entregam naturalmente à vida. Eles quase não podem fazer de outra maneira. Eles conhecem emoções, tais como o medo e a resistência, mas não podem se opor à vida tanto quanto os humanos podem. Os seres humanos podem, através do pensamento excessivo, criar uma prisão para a sua própria natureza e isto acaba causando problemas depois de algum tempo. A vida não pode ser organizada e controlada pelo pensamento humano. As forças primordiais da natureza são mais vastas do que isto. Mais cedo ou mais tarde você descobrirá. Haverá um momento no qual você terá que se entregar à natureza.

Muitas vezes você chega num momento como esse através de uma crise, uma situação em que fica preso, que lhe pede para liberar o controle, porque você não tem mais domínio sobre as coisas em seu interior ou à sua volta. Liberar o controle é doloroso e pode ser um esforço. Entretanto, isto o levará ao lar. Você pensa que está perdido e se afogando no caos, mas na verdade está se aproximando mais da segurança natural do próprio Ser. A vida o sustenta e o ama. Geralmente as crises parecem cruéis e injustas, mas na verdade elas sempre trazem consigo o convite da natureza – ou se quiser, o convite de Deus – que diz: "Venha para casa, volte para mim." Existe uma mão orientadora na crise, que procura ampará-lo e lhe mostrar o caminho.

Todos que estão lendo isto estão na jornada interior para a integridade e o aperfeiçoamento do eu. Estão procurando manter sua alma viva em um corpo humano de carne e osso. Nesta jornada vocês passam por diferentes estágios. A alma encarna – ou desce – ao corpo em diferentes estágios. Quando começaram a jornada interior, provavelmente se familiarizaram com isto através da cabeça. Por exemplo, vocês podem ter sido atraídos por certos livros ou pessoas, que lançam uma luz diferente nas idéias e valores que vocês sempre tinham como certos. Vocês podem ter se abalado com esses pensamentos novos, entretanto foram estranhamente atraídos a eles. E ficarão encantados em ler e ouvir mais sobre isso. E se desapegarão de algumas estruturas mais rígidas de seus pensamentos e acessarão algo novo. Ler e conversar com outras pessoas abertas podem ser incentivos úteis neste processo. É assim que a jornada interior começa para muitos. Se este for o seu caso, você devorará livros sobre a espiritualidade como se fossem biscoitos. No fundo do seu ser, algo quer despertar e mudar, e isto se traduz primeiro como a necessidade de um novo modo de pensar.

Após algum tempo, você começará a almejar mais. Começará a pensar: "Bem, eu compreendo o que eles estão falando naqueles livros, mas como posso aplicar tudo isto à minha própria vida? Como posso despertar este conhecimento e aplicá-lo verdadeiramente aos meus sentimentos e ações na Terra?" Estas perguntas podem persegui-lo e levá-lo ao desespero, mas não se pode apressar a vida. Entretanto, em um determinado momento, algo acontecerá na sua vida, que o ajudará a fazer a passagem da cabeça ao coração. Geralmente é uma crise de algum tipo. Podem  ocorrer mudanças na área do trabalho, dos relacionamentos, da saúde, ou a perda de um ente querido. Seja o que for, em um determinado momento, os sentimentos surgirão no seu interior, e serão tão intensos, que não poderão ser ignorados. Você tem que aceitá-los e deixar que ocorra a transformação. É quando a alma encarna mais profundamente em seu coração.

Primeiro a sua alma desce à sua cabeça, inspirando-o a absorver novas idéias através de livros, palestras, etc. Então a alma bate em sua porta em um nível mais profundo, o nível do sentimento. E você se familiariza com camadas de emoções que nunca soube que existiam. Elas foram estimuladas pelas crises e farão com que velhas emoções da infância venham à superfície, talvez até memórias anteriores a esta existência. Você explora estas camadas de emoções e é assim que o seu centro cardíaco se abre. Sua alma encarna mais profundamente, preenchendo o seu chacra cardíaco com sua energia.

A transformação que ocorre neste estágio pode originar várias complicações. Você começa a enxergar o mundo de forma diferente e os seus relacionamentos com outras pessoas mudam também. No fundo do seu ser, a consciência da unidade desperta. A consciência da unidade significa que você compreende que todos nós, homens animais, plantas, natureza, estamos unidos através de uma força divina, e que estamos ligados uns aos outros, e que cada um é um espelho para o outro. Esta percepção pode ser opressiva para você, e a passagem da cabeça para o coração pode provocar uma grande sensibilidade interna. Esta grande sensibilidade pode criar desequilíbrios. Os limites entre você e os outros ficam indistintos, você pode absorver muitas questões emocionais de outras pessoas, sem saber como liberá-las, e o seu ânimo pode ir do mau humor à euforia. Embora poderosa e essencial, a passagem da cabeça ao coração não é o último estágio da encarnação da alma. A alma quer descer mais profundamente ainda, até o abdome.


Quando a alma desceu ao nível do seu coração, você despertou parcialmente. Está consciente dos seus pensamentos, ousa encarar as suas emoções, está preparado para se interiorizar e se defrontar com as suas feridas internas. Mas também se sente debilitado pela sua grande sensibilidade e pela instabilidade que surge por causa disto. Como o seu coração está tão cheio de sentimentos, você perde a sua ancoragem às vezes, e isto pode ser difícil. Isto acontece a muitas pessoas. Quando o centro cardíaco está radicalmente aberto, a sua sensibilidade pode ser excessiva para você e você pode querer se afastar do mundo. Você não mais se expressará criativamente, porque tudo é demais e muito opressivo. Isto pode fazer com que se sinta ansioso e deprimido.

A resposta a este problema não está em retornar à sua cabeça. A resposta está no seu abdome. Você está preparado para a próxima etapa no processo de encarnação da alma: a transição do coração para o abdome. A alma quer se aprofundar mais ainda no seu corpo. No meio do seu abdome, há um espaço ou ponto de silêncio. Vá até lá com a sua consciência agora, enquanto eu falo. Nesse espaço não há linguagem, nem pensamentos, nem conceitos. Você pode ouvir o ruído das folhas ao vento ou o som do movimento das ondas. Esses sons podem ajudá-lo a se conscientizar do silêncio que está dentro deste centro.

Neste nível, o seu conhecimento espiritual e os seus sentimentos se tornam instintivos, ou como se diz, a segunda natureza. Não há necessidade de pensar nem refletir sobre eles. Um conhecimento profundo se faz presente e é a partir dele que você age e a vida flui através de você facilmente. É que a sua alma se tornou a sua natureza, ela desceu ao nível da consciência instintiva. Isto lhe dá o equilíbrio que você precisa! Você pode permanecer centrado e calmo no meio de um ambiente turbulento e exigente. O centro dos seus sentimentos (o seu coração) quer se conectar com o seu abdome, para que ele seja verdadeiramente ancorado, de modo que você se sinta seguro na Terra.

Agora, vamos visitar este espaço em seu abdome. Acredite que ele está lá. Diga à sua alma que ela é bem-vinda lá. Permita que a sua alma flua da sua cabeça, inspirando o seu pensamento; ao seu coração, irradiando amor e bondade; ao seu abdome, dando-lhe confiança, auto-estima, um conhecimento interior profundo de que você é quem é e que está bem como está. Sinta o seu abdome se abrindo para você. Sinta como a luz dourada da sua alma flui para baixo, para o seu chacra raiz e se conecta comigo, a Terra. Interiorize-se profundamente. Esteja no centro do silêncio e saiba que, de lá, a sua grande sensibilidade será equilibrada com paz e tranqüilidade. Neste estado equilibrado, você saberá como colocar limites ao redor dos seus sentimentos. Saberá quando deve se abrir e quando deve manter distância, permanecendo centrado em si mesmo. Você decide quando dizer "sim" e quando dizer "não", quando deve se conectar, e quando deve deixar ir. A chave está no seu abdome.

Para ajudá-lo a se conectar com este centro, sugiro que imagine um animal que represente o poder interior que reside em seu abdome. Aceite o primeiro animal que vier à mente. Lembre-se que os animais são criaturas muito espontâneas, eles vivem através dos seus instintos, dos seus reflexos naturais. Este animal reflete a sua sabedoria interior instintiva. Ele já está lá. Ele está esperando por você. Você não precisa criá-lo, só precisa vê-lo e reconhecê-lo. Convide este animal para se aproximar de você, cumprimente-o e fite-o nos olhos. Agora lhe pergunte se ele tem uma mensagem para você, que o ajude a penetrar mais profundamente em seu abdome.

Deixe o animal falar. O animal incorpora a sabedoria do instinto e você pode receber esta sabedoria, porque você tem uma cabeça e um coração. Você pode sentir e articular esta sabedoria. Esta é a beleza da cooperação entre cabeça, coração e abdome. Nenhum deles é melhor ou superior ao outro. Na verdade, a cooperação equilibrada entre os três é que faz com que você se torne íntegro e completo. Sua cabeça pode lhe dar muito prazer. O pensamento pode ser útil e divertido. Ele lhe dá a oportunidade de se comunicar com os outros, pois proporciona uma linguagem em comum. O coração lhe oferece a possibilidade de experienciar a alegria e uma grande variedade de emoções que a vida humana compreende. É um presente maravilhoso. O abdome lhe dá a sua base, o seu Eu. Ele lhe permite ser realmente você, firme e enraizado, delimitando suas próprias fronteiras e usando o seu discernimento. A partir dessa base, a interação com o seu coração e a sua cabeça torna-se um jogo divertido. Quando estas três camadas estão alinhadas umas com as outras, você se sente íntegro, e a vida é digna de ser vivida na Terra. Ela pode ser cheia de inspiração, amor e felicidade. Você pode se entregar àquilo que o move e o inspira, enquanto, ao mesmo tempo, não perde a sua base, o seu ponto interior de silêncio. Você pode permanecer centrado em si mesmo, e ao mesmo tempo, dar e receber livremente o que a vida lhe oferece.

Eu saúdo a todos vocês. Meu amor e compaixão estão com vocês, sempre. Estou participando deste jogo com vocês e sou parte dele. Vocês são maravilhosos e ricos como seres humanos. Tenham fé na beleza e no poder dos instrumentos que estão disponíveis a vocês, os instrumentos do pensamento, do sentimento e de ser.

Eu os amo.

Pamela Kribbe 
          


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.