Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

É FÁCIL APAGAR AS PEGADAS

É FÁCIL APAGAR AS PEGADAS

Por Fatima D’Agostino

lecocqmuller@gmail.com

a 3 de Junho de 2020.


 
 
.
 
 


É fácil apagar as pegadas, difícil, porém, é caminhar sem pisar o chão (Lao Tsé)

Essa frase me remete aos acontecimentos globais que se desenrolam, tais como protestos, violência, desemprego crescente, pandemia, pânico. As ocorrências, em qualquer parte do globo, se espalham como um rastro de pólvora e frequências ainda vibrando na energia tridimensional, se organizam em ondas contra ou a favor de tudo.

Para aqueles que vislumbraram o caos interno por conta do isolamento social, mas responsabilizam o vírus, o governo, a família, os amigos ou o chefe pela situação, esses acontecimentos são poderosas distrações e desviam o foco sobre si, fortalecendo a ilusão de colaborar na construção de uma sociedade que luta pelos direitos, pela igualdade e pela liberdade.

A frase de Lao Tsé é a exata história da humanidade ao longo da existência no planeta: agregação e segregação por meio de guerras, conflitos e ódio. Até hoje andamos em círculos, apagando as pegadas e pisando novamente no mesmo caminho, mas com a percepção alterada por motivações externas. Isso é evolução ou repetição de ciclos previsíveis?

No coração de quem exerce seu livre arbítrio, não há racismo, preconceito ou indignação que reverbere em revolta. Nossa história foi de batalhas, lutas, sofrimentos e dificuldades porque foi a vibração da densidade e a ilusão que não nos deixava sentir que os outros são parte de nós mesmos.

Quando exercemos o livre arbítrio, vibramos amor pelos corações em sofrimento, vibramos pela paz e pela transição harmoniosa para toda a humanidade. Até aqui, muito se falou em livre arbítrio, mas este empodera a essência oculta pela racionalidade e fizemos, até aqui, o uso de escolhas convenientes para nossa aceitação, não rejeição e julgamentos alheios.

Queridos, não sentir necessidade de se manifestar contra o racismo, contra o fascismo, contra a esquerda, contra a direita, contra o capitalismo ou contra o comunismo representa muito para a mudança de paradigma do mundo, mais do que possam supor. Isso não implica em omissão quanto aos atos praticados contra a vida por corações assustados e perdidos na escuridão, mas uma nova maneira, consciente e desperta, de estar no mundo.

Trata-se, simplesmente, de sair do ciclo de repetição de velhas crenças criadas a partir da reação e separação. É confiar na vida e no amor. Ninguém muda ninguém, racistas permanecerão racistas, violentos permanecerão violentos. Nem os corações iluminados pelo amor dão conta de transformar quem não está pronto para ver que a mudança começa em si mesmo e cocria a realidade coletiva.

Nós não exercemos plenamente, ainda, o livre arbítrio, pois este nos mantém no amor e na aceitação. Nós o confundimos, por toda a história humana, com o controle que visa manter as frequências vibracionais que construíram a sociedade que temos.

Mudanças de paradigmas sem precedentes ocorrerão na Terra, já iniciadas no cenário universal. Difícil foi, e desafiador está para quem já oscila entre duas realidades, caminhar no mesmo chão sedimentado por guerras, sofrimentos, violência, separações.

Não precisamos mais apagar as pegadas, principalmente aquelas que nos envergonhamos ou sentimos culpa, elas se desvanecerão e tentar esse caminho não é mais possível, somos seres humanos privilegiados pela transição planetária e o vírus e a violência crescente ameaça a vida, provocando nossa imersão nos recursos internos e sabedoria da nossa essência, por isso despertamos.

As armadilhas da provocação, controle, julgamento, reação, medo e violência manifestas agora na realidade coletiva são resquícios do velho mundo desmoronando e da movimentação aflita de muitos que não vislumbram mais o caminho seguro e conhecido da dualidade.

Apenas isso, tudo está bem!

Vibre amor, muito amor!



Fatima D’Agostino
Grato a Mesa Quântica Estelar, Mesa Quântica para Pets
e Frequência de Cura Arco Iris – lecocqmuller@gmail.com



Agradecimentos a:  

 


 
Para outros artigos espirituais e denúncias por favor visite:



Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.
A religião organizada é desnecessária à espiritualidade.
Excelentes ensinamentos dos mestres têm sido contaminados pelo controle dogmático dessas religiões.
Discernimento sim; julgamento não.
Com discernimento é possível alcançar o espírito da letra de qualquer escritura e é também bem mais fácil escutar a voz da alma que vem do coração.
 

 
Por favor, respeitem todos os créditos


Recomenda-se o discernimento.

 
Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores

 

Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.

 

Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.

 

 
Atualização diária.
 
Free counters!



geoglobe1


 


 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.