Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

EUA: Cinco grandes pagarão US$ 5,7 bilhões em multas por manipular taxas de câmbio internacional

EUA multa cinco grandes bancos em US$ 5,7 bilhões por manipulação em taxas de câmbio







Citigroup, JPMorgan Chase, Barclays, Royal Bank of Scotland e UBS conspiraram para manipular mercado cambial e taxas de referência diária, como a britânica Libor.

Segundo o Departamento de Justiça, entre dezembro de 2007 e janeiro de 2013, os operadores encarregados dos mercados de câmbio do euro e do dólar do Citigroup, do JPMorgan Chase, do Barclays e do RBS formaram um grupo, autodenominado “O Cartel”, para manipular o mercado de câmbio conhecido como Forex, no qual todo dia se movimentam mais de 5 bilhões de dólares.

Edição e imagens: Thoth3126@gmail.com

Os grandes bancos Citigroup, JPMorgan Chase, Barclays, Royal Bank of Scotland e UBS conspiraram para manipular mercado cambial e taxas de referência diária, como a britânica Libor.


Cinco grandes bancos internacionais terão que pagar ao todo 5,7 bilhões de dólares em multas por terem manipulado o mercado internacional de câmbio e taxas referenciais de juros, anunciou nesta quarta-feira (20/05) a procuradora-geral dos Estados Unidos, Loretta Lynch.

Segundo o Departamento de Justiça dos EUA, os bancos americanos Citigroup e JPMorgan Chase e os britânicos Barclays e Royal Bank of Scotland (RBS) admitiram as acusações de conspiração para manipular os mercados de dólar e euro em proveito próprio. Já o suíço UBS admitiu ter participado na manipulação de taxas referenciais diárias, incluindo a Libor, de Londres.


Procuradora-geral dos EUA, Loretta Lynch, anuncia as penalidades impostas aos bancos infratores.

Os quatro primeiros bancos concordaram em pagar ao todo 2,5 bilhões de dólares em sanções ao Departamento de Justiça por manipulação das taxas cambiais entre dezembro de 2007 e janeiro de 2013. O Federal Reserve (Fed), banco central americano, cobrou deles mais 1,6 bilhão de dólares em multas. O Barclays terá ainda que pagar 1,3 bilhão de dólares adicionais aos reguladores americanos e britânicos por seu papel no esquema.

As multas de cada banco

Assim, o Barclays pagará a maior multa, de 2,4 bilhões de dólares, por não ter participado, em novembro passado, de um acordo junto a reguladores americanos, britânicos e suíços para encerrar as investigações. O Citigroup pagará 925 milhões de dólares ao Departamento de Justiça, além de 342 milhões de dólares ao Fed. 

A multa do JPMorgan Chase é de 550 milhões, baseada no seu envolvimento de julho de 2010 a janeiro de 2013. Além disso, o Fed receberá mais 342 milhões de dólares.

O UBS, maior banco da Suíça, terá que pagar 203 milhões de dólares ao Departamento de Justiça e mais 342 milhões de dólares ao Federal Reserve. O RBS pagará 395 milhões de dólares de multa, além de uma penalidade de 274 milhões de dólares ao Fed. 

Uma sexta instituição, o Bank of America, terá que pagar 205 milhões de dólares em multas ao Federal Reserve por “práticas arriscadas e insalubres”.


Caso histórico

Segundo o Departamento de Justiça, entre dezembro de 2007 e janeiro de 2013, os operadores encarregados dos mercados de câmbio do euro e do dólar do Citigroup, do JPMorgan Chase, do Barclays e do RBS formaram um grupo, autodenominado “O Cartel”, para manipular o mercado de câmbio conhecido como Forex, no qual todo dia se movimentam mais de 5 bilhões de dólares.

“Quase todos os dias, durante cinco anos, eles usaram uma sala de chat privada para manipular esse tipo de câmbio, utilizando uma linguagem cifrada”, destacou Lynch.

Ela disse que os acordos são históricos. “Eles servem para lembrar que este Departamento de Justiça pretende processar com rigor todos aqueles que tentam virar o sistema econômico em seu favor, que subvertem nossos mercados e enriquecem às custas dos consumidores americanos”, disse.

MSB/ap/dpa/rtr/afp/efe


Mais informações sobre “grandes bancos”, drogas e corrupção:
  1. http://thoth3126.com.br/o-trafico-de-opio-em-hong-kong-illuminatis/ 
  2. http://thoth3126.com.br/hsbc-bancolavanderia-do-dinheiro-das-drogas/
  3. http://thoth3126.com.br/a-verdade-sobre-os-grandes-bancos-ocidentais/
  4. http://thoth3126.com.br/grupo-bilderberg-entrevista-com-banqueiro-suico/
  5. http://thoth3126.com.br/a-situacao-global-uma-atualizacao/
  6. http://thoth3126.com.br/category/reptilianos/
  7. http://thoth3126.com.br/h-s-b-c-opio-e-drogas-a-origem-do-banco-ingles/
  8. http://thoth3126.com.br/barclays-eua-uk-multam-banco-em-us-453-milhoes-por-fraude/
  9. http://thoth3126.com.br/manipulacoes-do-mercado-financeiro-e-ouro/
  10. http://thoth3126.com.br/banqueiros-gangsters-muito-grandes-para-serem-presos/


Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

Compartilhe:

7Share on Facebook (Opens in new window)7
1Click to share on Twitter (Opens in new window)1
Click to share on Reddit (Opens in new window)
Click to email this to a friend (Opens in new window)

Posted by Thoth3126 on 24/05/2015

URL: http://wp.me/p2Fgqo-8wT




Por favor, respeitem todos os créditos

Arquivos deste escritor em português:
http://rayviolet2.blogspot.com/search?q=bancos

Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores.

Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.

Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.

Atualização diária 

Se gostou! Por favor RECOMENDE aos seus Amigos.
achama.biz.ly 




Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.