Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

NOSSO PAI ~ Jeshua, Judith Coates.

NOSSO PAI.

Mensagem de Jeshua ben Joseph,

canalizada por Judith Coates

16 de Abril de 2019

Tradução: Regina Drumond
 
 
Judith Coates

 
 
Amado, quando eu dei o que hoje é conhecido  como a Oração do Senhor, era para ser um exemplo, uma estrutura sobre a qual você teceria sua própria oração. Comecei com Nosso Pai, pois era no dia e na hora em que o Pai era considerado o chefe da família. Agora, no ponto no tempo e na compreensão de onde você se vê,pode muito bem ser Nossa Mãe, Criador Divino, Fonte de Tudo. E porque há uma intimidade compreendida, uma familiaridade, em falar com o Pai, escolhi esse texto como um exemplo. “Pai nosso, de quem viemos e em cuja semelhança fomos criados.”
 
Pai Nosso: Não apenas meu Pai. Nosso Pai, universal. Pois toda oração, para ser verdadeira, deve ir além do singular, onde se veria a separação, para ir ao espaço do reconhecimento e da lembrança da Unidade de todos.
 
Nosso Pai, que estais no Céu: o Céu, um reino da Unidade da santidade, da expansão além da especificidade da individualidade, da personalidade, da vida, de qualquer conceito mental. Céu, totalidade infinita e sempre em expansão.
 
Santificado seja o Seu nome: Santo, íntegro, perfeito, completo. Santo é a Sua natureza. Perfeição,, Totalidade é Sua essência. Essa é a natureza Daquele que o trouxe  - e é a sua natureza por direito de nascença divino.
 
Que venha o Vosso reino: o reino do Amor, ilimitado, amor incondicional que vê a todos como o Filho  belo e radiante. Venha o Seu reino. Não como um pedido, pois você não está negociando com o seu Pai. "Venha o Seu reino", como seja feita a Sua vontade, tanto na terra como no céu. Pois, de fato, o Reino está vindo para a Terra como é no Céu quando você se lembra que a vontade do Pai é somente Amor - puro, expansivo, Amor incondicional - onde quer que você se perceba estar.
 
Dá-nos hoje o nosso pão diário: Mais uma vez, não é dito como um pedido, mas como uma declaração da verdade. "Forneça-nos todos os dias o nosso pão de cada dia." Pão para o corpo, mas mais do que isso, o pão da compreensão, o alimento, a nutrição da alma. “Dê-nos o nosso pão de cada dia” - de momento a momento, diariamente. 
 
E permita-nos beber da água da Vida: Essa linha não está registrada em suas Escrituras, pois um de vocês, ao copiar os escritos antigos, omitiu essa linha. Foi no final da sua mudança e você saiu, e quando você voltou no dia seguinte você pegou a próxima linha.
 
E permita-nos beber da água da Vida: a água nutritiva e refrescante que nutre o corpo e a alma.
 
Perdoe-nos as nossas dívidas, assim como nós também perdoamos aos nossos devedores: O Seu Pai o perdoa em qualquer lapso momentâneo de recordação, pois Ele não conhece o lapso de recordação. Seu Pai é Amor. Você é Amor, e quando você dá amor no perdão - pois isso é verdadeiramente o que o perdão significa: dar amor, em lugar da compreensão limitada - quando você perdoa os outros o que você julgou como um mal-entendido momentâneo, você se permite viver no espaço do Amor ilimitado e incondicional, e você mesmo conhece o perdão.
 
Não é uma troca. Não é que, se você for bom o suficiente para perdoar todos aqueles que julgou terem cometido erros, de algum modo você será bom o suficiente para que seu Pai o perdoe. Não é uma troca. É uma verdade: quando você está vivendo no julgamento, não perdoando o outro, você não está sabendo amar a si mesmo. Mas quando você perdoa os outros e lhe estende o Amor do Pai, você conhece este Amor por si mesmo, e imediatamente qualquer coisa que você tenha julgado faltar ou culpar é liberado, dissolvido, esquecido, perdido para sempre.
 
E não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Seu Pai nunca o conduzirá à tentação. Ele não conhece a tentação, pois isso se baseia no conceito de dualidade. Um melhor resultado seria “não nos deixes cair em tentação”, pois verdadeiramente, quando você volta o foco de sua atenção para o Pai, toda a dualidade se dissolve na Luz de Sua Unidade, de Seu Amor, e você é liberto da possibilidade de que possa haver tal ideia como o conceito do mal. “E  não nos deixes na tentação, mas nos livre do conceito de separação à medida que nossa consciência do Seu amor nos envolve.”
 
Sempre que você orar, vá primeiro ao espaço do coração, ao espaço da paz, tendo liberado, pelo menos momentaneamente, todas as preocupações, as restrições, os julgamentos do mundo. Vá primeiro ao espaço do coração e conheça a paz profunda que é sua. 
 
E quando você orar, ore acreditando que o que você pedir já é seu, pois é verdade. Não há nada que o Seu Pai lhe possa negar. Como o sagrado Filho Criativo, você produziu todas as suas criações e suas experiências. Você seleciona certas experiências; você as experiencia  para ver como elas se encaixam. Mas o Amor que você procura é sempre seu. O Amor que você procura pode ser encontrado no silêncio da oração do seu coração.
 
Quando você se cansar da dor e do sofrimento do mundo, volte para o espaço do coração e ore a respiração da alma. Ore ao  Pai que nunca, nunca poderá abandoná-lo. Que está lá, na verdade, para suprir todas as suas necessidades.
 
Agora, há momentos em que você rogaria, no pensamento limitado, por coisas específicas, e pediria ao seu Pai o que Ele não tem em específico para lhe dar. Em outras palavras, não ore ao seu Pai pelo veículo, pela moradia, pois Ele não tem isso em específico para lhe dar. Eles são criações dentro da sua aventura. Mas aquilo que Ele tem já é seu. Aquilo que Ele tem está além do valor do mundo. Aquilo que ele tem é dado gratuitamente, e é a pérola de grande preço.
 
Ele lhe dá  livremente a vida, a consciência, a criatividade, que é o seu direito nato natural. Então você usa a consciência e a criatividade e as aplica em coisas específicas que você veria em sua vida. Ore acreditando que você já as tem, pois de fato você as tem.
 
Se você quiser conhecer a beleza das nuvens, não mantenha a cabeça e os olhos abaixados. Se você deseja conhecer o Amor do Pai, permita-se os momentos de oração, onde Ele deve ser encontrado. Se você quer conhecer o Amor do seu Pai, permita-se o tempo, o seu precioso tempo, para se concentrar na paz, na beleza do coração e na beleza na forma manifestada, em vez de se concentrar no que aparentemente está faltando ou errado. Pois, à medida que você se concentra no que parece estar errado, você nega naquele momento o desejo do coração.
 
Permita-se os tempos de oração, de oração verdadeira. E quando o fizer, amado, você será muito recompensado. Pois você é amado com um Amor eterno que o mundo não pode conhecer e não valoriza. Mas você não é do mundo. Você é do seu Pai, e Ele espera por você no espaço da verdadeira prece.
 
Jeshua ben Joseph (Jesus), 
expressando-se através de Judith Coates.
 
 

 
 
 
 

 
NR: 
 
Tudo indica que o nome Jesus não é verdadeiro. Parece que foram os farizeus que lhe derem esse nome com desdém uma vez que significa algo como "o rejeitado". 
A igreja de Roma adotou-o no ano 315. 

Segundo uma obra recebida via sinais de rádio tipo morse na década de 1980, o segundo livro da série de Phoenix Journal "AND THEY CALLED HIS NAME IMMANUEL --- I AM SANANDA" o seu verdadeiro nome parece que é "Essu Emanuel".


 




Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.
A religião organizada é desnecessária à espiritualidade.
Excelentes ensinamentos dos mestres têm sido contaminados pelo controle dogmático dessas religiões.
Discernimento sim; julgamento não.
Com discernimento é possível alcansar o espírito da letra de qualquer escritura e é também bem mais fácil escutar a voz da alma que vem do coração.
 

 
Por favor, respeitem todos os créditos

 
 

Recomenda-se o discernimento.

 

Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores.

 

 

Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.

 
 
Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.

 
 

 
Atualização diária.
 
Free counters!



geoglobe1

 


 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.