Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

O Manuscrito de Sobrevivência - Parte 416

Os Companheiros Constantes  16.05.2014

Através de  Aisha North

 

Como jáabordado muitas vezes antes, a humanidade tem uma longa história de olhar parafora em busca de respostas. Como vê, na medida em que foi cortada dos antigoselos que os ligavam a si mesmos, ficaram como que flutuando, sentindo-se numvazio interior. Neste vácuo, a humanidade tem tentado em vão se inserir em todosos tipos de ambições e jogos intelectuais, a fim de tentar preencher esse vaziointerior escancarado, todavia sem sucesso.

Foi levadoa esta lacuna entre sua realidade e o que sentia, de uma maneira transitória,substituta e insubstancial de algo que era tão fundamental, onde nada podetomar seu lugar. E assim, a humanidade esteve destinada a procurar em vão porqualquer coisa que pudesse fazê-la novamente sentir-se inteira.

E nestalacuna, mesmo que não pudesse nominá-la nem definir quaisquer palavras paratentar descrevê-la, sentiram que uma parte fundamental estava faltando. Eassim, uma busca para se tornar novamente completo foi realizada varias vezes, emboratoda vez, essa busca os tenha enviados à procura na direção errada.

Nestamissão, geralmente assumiram a forma de uma busca por algo fora de si mesmos,tangível e que parecendo tão tentadoramente perto e ao mesmo tempo tão longe. Ena busca desta peça indescritível, a resposta final colocaria todos juntos,embora muito movimento em falso da humanidade fosse realizado. Então, ao invésde ficar mais perto da verdade que buscavam, começaram a se afastar para cadavez mais para longe da verdade, seja num sentido literal, como também numsentido espiritual.

Ahumanidade tem uma longa história de aparentemente se deparar com uma resposta encontrada,como denominam em alguns casos, de corpo e cara e, então, construiu um vastosistema de crenças em torno dele. Daí, o surgimento de sistemas de crenças compartimentadasou religiões,todos reivindicando representar a verdade e gastando muito de seutempo e energia em perseguir aqueles que aderissem a outra "verdade" diferentedeles. E assim, o que antes era um grupo unificado tornou-se cada vez mais fragmentadoe quando se aproximou da idade moderna, tornou-se mais acentuado.

Com oadvento de sua idade moderna, a humanidade começou a procurar respostas paraeste vazio interior escancarado em outros locais diferentes daqueles, onde asmensagens espirituais eram compartilhadas e, assim, parecia em vão encontraruma solução mais palpável a esse vazio dentro de si. E assim, o que descobriramfoi uma maneira de preencher esse vazio temporariamente ao acumular objetos dediversos tipos, objetos que trouxeram satisfação para um breve tempo, mas que depoisse transformariam em prisão.

Pelaprimeira vez, começaram a tentar preencher esse vazio interior com este tipo dematerialismo imaterial, com o vazio parecendo crescer cada vez mais e, paracontrariar isso, a necessidade de acumular aumentou ainda mais, crescendo quasenum frenesi. E na medida em que  osmontes de objetos materiais crescia, falando de uma  forma literal e figurativa, as propriedadesdeste belo planeta também aumentaram exponencialmente.

Este dogmamaterialista não seria mais bem sucedido que o espiritual para preencher estevazio interior e, assim, quanto mais aumentava, menos espaço que havia para o Amor.Amor que, quando verdadeiramente presente, preenche qualquer canto e recantoque possa imaginar, não existindo necessidade de qualquer outra coisa. Não queisso implique numa vida desprovida de quaisquer efeitos pessoais em seu todo,mas sim, de que esta fome de possuir "algo mais" desaparecesse, comose nunca estivesse existido.

Pensamos serseguro dizer que muitos de vocês poderão atestar isso quando abrirem as portas interiorespara a entrada da Luz. Também sentirão a sensação de finalmente tornarem-secompletos e então, com a aspiração de que o antigo vazio já não seja um fatorem sua vida, pois não haverá mais vazio. E então, também verá a verdade naspalavras que falamos em tantas ocasiões.

Já temtudo que precisa, está na posse da multidão de fragmentos que constitui aplenitude do seu Ser e, quando perceber isso, também verá que não existe nadaexterno, seja pessoa, ideia ou mesmo objeto que precise ser adicionado, a fimde torná-lo  VOCÊ. O que tem procuradotornar-se, já é e, não importa o quanto longe viaje, simplesmente não achará nadamais que possa ser descrito como essencial que possa encontrar para se tornar estenovo VOCÊ.

Em outraspalavras, já está inteiro e completo, sem lacunas para preencher, nem com peçasfaltantes. Tudo já está lá, dentro de si, embora tenhamos dito repetidas vezesque realmente tem passado por um tempo difícil em acessar essas coisas e assim,ainda sentirá necessidade de sair numa missão longa e árdua para "redescobrira si mesmo". Mas tudo que tem de fazer é executar a tarefa mais simples detodas; apenas sentar-se, fechar os olhos e se atrever a abrir a porta que o convidaa fazê-lo.

Uma portasem fechaduras, sem senhas complicadas para responder, nem descriçõesdetalhadas a serem seguidas em alguma sequencia perfeitamente cronometrada. Trata-sesimplesmente da necessidade de ter o compromisso de dar esse pequeno últimopasso que, embora possa parecer mais do que a realização de uma vida, pode ser dadona divisão de um segundo.

Nomomento, não podemos dar-lhe um mapa detalhado, nem uma data e hora para que prossiga,de fato depende de cada um de vocês. Alguns chegaram perto de dar este simples,mas transformador passo, enquanto outras ainda se sentem inseguros ou até mesmoincapazes de dá-lo. Entretanto, isso não está acima nem além das capacidades dequalquer pessoa, pois simplesmente se trata de ser o que já é e, como tal, nãopode dar errado, nem errar o alvo ou se perder no caminho.

Tudo quetem a fazer, é realmente querer estar consigo, então poderá ser você em cadapartícula do seu ser. Lembre-se, isso não é algo que precise ser alcançado,simplesmente é o que precisa permitir. Já está lá, dentro de você, em cada partícula,em cada respiração e em cada batimento cardíaco. Mas ainda assim, saberá aresposta para as perguntas: "Quem sou eu? Onde posso encontrar a parte queme falta? Quem é meu alter ego e a que eu pertenço?"

A respostaé simplesmente esta: já é tudo que procura ser, já sabe de tudo o que desejasaber e já existe na plenitude de sua capacidade. Mas por enquanto, poucos seatreveram a realmente perceber esse fato e, por isso, precisará de toda acoragem e  vontade de realmente ir paraalém das fronteiras, ainda criadas em torno do seu próprio núcleo.

Lembre-se,não estão realmente lá numa forma concreta, simplesmente trata-se de umainvenção de sua imaginação, instituída pela sua parte exterior, ainda incertasobre a cintilante e brilhante luz que verá por trás dessas telas protetoras erguidas. Como temos dito antes, estão muitoperto de seu próprio e brilhante núcleo, de modo que, agora, o poder da luzemanada poderá fazer seus olhos lacrimejar e sua mente querer recuar um pouco.

Écompreensível, que após um longo tempo habitando um corpo humano, carregando aforça de sua luz em plena vista, não só para si, mas também para os seusarredores, ainda  recuse o pensamento demergulhar e rasgar essa última cobertura protetora interna.

Estátentando proteger-se de sua própria luz e como já dissemos antes é simplesmenteuma medida de cautela, desencadeada por aquele velho e arraigado mecanismo deluta ou fuga que tem sido seu companheiro constante por eras. Mas agora, é horade se atrever a revelar o seu verdadeiro eu, o brilho total da sua Luz, para aetapa de, total  e realmente atingir oseu máximo, o potencial mais brilhantes e verdadeiramente magnífico. E quando ofizer, nada nem ninguém será como antes, quando finalmente parar de tentarextinguir a sua própria chama, toda a força de sua Luz, por sua vez, iluminarátudo em sua volta.

Isso podesoar demasiado assustador para perspectiva de muitos de vocês, e com razão,pois têm toda uma longa história de ser caçado pela simples razão de sua luzinterior ter ser tornado plenamente visível do lado de fora, e assim, anecessidade de se encobrir no anonimato ainda é muito mais uma reaçãoinstintiva de muitos de vocês. Isso é compreensível, mas, desta vez, finalmenteé tempo de que todos façam sua luz brilhar.

E, nestecaso, mais uma vez serão pioneiros e isso vai demandar um esforço para quemuitos realmente arranquem a antiga máscara e ressurjam em todo o seuesplendor. Todavia, sabemos que quando fizer isso  e as primeiras novas máscaras surgirem, irãoenviar ondas de energia de tal grandeza que ajudarão a rasgar em pedaçosaqueles casacos pesados ??de tecido de restrição aluz que ainda existam, perto ou longe.

Então, podemosafirmar que este pequeno passo seja talvez o mais difícil de todos. Não paraser concluído, mas para ser contemplado, embora saibamos que irá mergulhar, porque é para isso que veio. Mas também sabemos que irá demorar algum tempo e apósalguma insistência, antes que esse processo esteja plenamente posto emmovimento. Mas não tema, não estamos falando de algum momento no futuro distante,estamos  falando de seu presente.

Porque, namedida em que se expor cada vez mais a essas partículas energéticas sendoinjetadas em sua atmosfera e em seu próprio ser, serão assistidos para fecharemessa lacuna existente entre o potencial e a manifestação e, assim, centímetropor centímetro, a cada respiração, todos chegarão lá. E tudo o que precisa, éde alguém para ser o primeiro a colmatar esta lacuna entre o pensar e ser e,então, os véus irão cair e as fronteiras da separação autoimposta não maisexistirão.

Então,sente-se, feche os olhos e sinta seu caminho de volta. A luz é poderosa, todaviaa luz é simplesmente VOCÊ. Assim não se sentirá rejeitado, nem encontrará nadaque possa ser prejudicial para si, se atrever-se a abordá-la novamente, depoisde uma longa separação. Lembre-se que esta luz não é nada novo e desconhecido.É a fonte de onde uma vez veio, o núcleo que sentiu falta, vida após vida, mas queagora, não está mais fora dos limites de nenhum um de vocês.

Osinibidores externos que foram colocados, a fim de torná-los incapazes de encontraresse núcleo  e que o levaram a uma buscalabiríntica de um substituto e  que afastoua todos cada vez mais para longe do centro do seu ser, não estão mais lá, deforma que é muito bem vindo em seu retorno - sempre que sentir que está prontopara ser recebido em casa.


Canal: Aisha North
Tradução: Sementes das Estrelas / Candido Pedro Jorge



Por favor, respeitem todos os créditos.
 Atualização diária
Se gostou! Por favor  RECOMENDE aos seus Amigos.
achama.biz.ly * achama.islands.biz.tc/ * achama.webs.com  
Webstats4U - Free web site statistics

 EN: VioletFlame * The Illuminati * Alternative Media *   North Atlantic Islands * Indian Ocean Islands * South Atlantic Ocean Islands  * Alternative Media * Creator's Map * ESU IMMANUEL * Exposing Media DesInformation * Galactic Federation Indians, Prophecies and UFOs * Illuminati, The * Infinite Being * Israel (!?) * Jews..., the Real ones! * Khazars Jews are converted, not jenuine * Meditation * Media News * NESARA (!?) * SCIENCE, SPIRIT, Free Energy!... * UFO CONTACTS * UFOs (MORE) * USA The 4th NAZI Reich!? * Zionism Lies and The Illuminati * Light a Candle for PEACE * The Red Pill * The True Shadow Government  ** by Steve Beckow: 9/11 Truth, Abundance Program, Accountability, Disclosure, end times, Extraterrestrials, financial crash, Golden Age, Illuminati, Mayan Predictions, NESARA, New Paradigm, Spiritual Hierarchy, Spiritual Teachers, UFO Cover-up, Wisdom Economy   ES: LLAMA VIOLETA


geoglobe6