Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

O PERDÃO ACALMA AS DOLOROSAS TEMPESTADES INTERNAS DE EMOÇÕES ~ Jesus, John Smallman, 2019/03/08


 

A VASTIDÃO DE QUEM SÃO, VERDADEIRAMENTE SE TORNA NOTAVELMENTE APARENTE.

Jesus (Issa) via John Smallman, 

8 de março de 2019

Tradução: Candido Pedro Jorge

 

  
 
 

A Unicidade que é Deus, que é Tudo O Que É, inclui todos os seres sencientes já criados ou que serão criados: NÃO existe separação! Nunca. 

No entanto, vivendo em forma física como seres humanos, a realidade disso lhes escapa. Esqueceram a verdade e, por causa das crenças severamente limitantes que a condição de estarem humanos lhes impõe, precisam da orientação divina para encontrar o caminho para casa. E essa Orientação – o Espírito Santo – está sempre com vocês, pacientemente esperando o tempo todo para escutá-los.

Viver como seres humanos na forma, seus egos são extremamente vociferantes, tornando muito difícil para vocês (que não são seus egos e que não desejam que saibam disso) para ouvirem a voz, ainda, baixa de Deus. Às vezes, até as ouve, todavia, se recusam a acreditar, pensando ser outra coisa.

E, todas as vezes, foram contra essa intuição, esse conhecimento interior e, quando as coisas não acabaram como esperado, se arrependeram de não darem ouvidos a essa intuição que nunca os desviará. No entanto, isso não significa que seus caminhos sempre serão suaves porque, antes de suas encarnações, se colocaram num caminho que lhes apresentaria as lições que precisariam e que, portanto, escolheram aprender.

Muitos já tiveram muitas existências humanas e, ainda, não aprenderam todas as lições apropriadas para suas circunstâncias. Agora, na medida em que seus despertares se aproximam, essas lições devam ser aprendidas para permitirem que avancem.

Dentro de cada ser humano, essas lições estão surgindo de inúmeras maneiras, causando caos, confusão e conflitos em muitos lugares e em muitos relacionamentos. A melhor maneira de lidar com elas é ouvir! Suas orientações divinas estão sempre com vocês e sua consistente mensagem é sempre a mesma: “Amarem-se uns aos outros!”

Profundamente em seus corações sabem que essa é a verdade e que, ainda, assim desconsideram quando escolhem ser ofendidos pelo julgamento não amoroso de outra pessoa ou por suas palavras desamorosas dirigidas a vocês que, em vez de responderem com Amor escolhem responder – ou, honestamente, reagir – de uma forma igualmente não amorosa.

Muitas pessoas estão sempre atacando ou se defendendo de outras e, mesmo que isso seja feito, apenas, silenciosamente em suas mentes e o que fazem estabelecem suas crenças, crenças que vivem e direcionam suas vidas como: “confiar em alguém; Estou sempre sendo atacado; ninguém me aprecia; Ninguém me entende; ninguém me AMA!”.

Enquanto esperam que o outro venha amá-las primeiro, continuarão esperando serem atacadas em vez de amadas. O Amor e a mudança começam com de cada de vocês! Afinal de contas, como muitas vezes temos dito: Não existe mais ninguém!

Nas últimas cinco ou seis décadas, muitas pessoas acordaram para esse fato, mudando suas atitudes e comportamentos. Como resultado, a consciência cresceu numa escala nunca antes vista na humanidade, da necessidade de passarem do temor para o Amor em todos os relacionamentos, desde pessoais, aos políticos internacionais e todos os outros. É essa enorme mudança na consciência coletiva que está levando-os tão poderosamente para o inevitável despertar… E muito rapidamente.

Seus despertares necessitam que todos seus problemas ignorados ou negados – qualquer coisa dentro de você que não esteja alinhada com o Amor – surja em suas consciências para que seja liberada. Isso significa que devem perdoar a todos que lhes causaram dor ou sofrimento de qualquer tipo.

Em sua grande maioria, estão conscientes, ou se tornando conscientes de que, muitas vezes, o que  experimentam como um ataque não é nada disso, de fato, apenas interpretaram mal uma situação ou uma comunicação. No entanto, naquele momento, reagiram ou defensivamente atacaram o outro, levando a uma escalada e conflito não só desnecessário como, também, doloroso e muito prejudicial para o relacionamento.

No entanto, antes de perdoar, exigir julgamento e reparação pelos erros percebidos lhes parece justo, correto, essencial e a única maneira das pessoas viverem juntas, pacificamente, em qualquer tipo de comunidade ou sociedade – Que regras sejam necessárias e devem ser obedecidas… Senão!

É assim que os humanos conduzem suas vidas por eras. Não apenas perdoar, mesmo que a pessoa ofensora seja julgada e adequadamente castigada, deixando-os, assim convictos de que a justiça foi feita, ao mesmo tempo em que continuam  apegados a um senso de reivindicação por causa do resultado. Agora, cada vez mais pessoas estão começando a perceber a impraticabilidade dessa crença e estão mudando suas atitudes e comportamentos para refletir essa percepção.

O perdão acontece quando se escolhe perdoar o outro de forma completa e total, sem quaisquer condições, não deixando qualquer ferida que tenha experimentado a ser alimentada - às vezes por muitos anos e, quando fazem isso, encontram paz dentro de si.

Dentro desse sentimento de paz, outra coisa surpreendente também acontece: Acham que pode perdoar a si mesmos por todos os erros cometidos e que magoaram os outros e que, até este momento negaram, porque estavam muito envergonhados por eles, ou justificados porque acreditavam que foram respostas perfeitamente razoáveis ao ataque de outras pessoas contra vocês.

O perdão acalma a energia potencial que pode construir tempestades de emoções dolorosas interiores, que foram amiúde seguradas por longos períodos de tempo, às vezes, décadas e que surgem poderosamente de tempos em tempos, dissolvendo-as de forma total e completamente. Até que realmente perdoem, acharão isso impossível de acreditar.

E quando se perdoa toda a experiência de vida muda drasticamente para melhor, porque todos aqueles ressentimentos e sentimentos de amargura, sobre como os outros os trataram no passado, ciosamente abrigados, não estão mais constantemente repetindo em suas memórias e trazendo esses eventos vividamente de volta à vida no momento presente, assim, negando, qualquer sensação de paz ou alegria.

O processo de perdoar exige reconhecimento e aceitação de sua humanidade e divindade. Sua divindade é, obvio, é perfeita, no entanto, seu lado humano está evoluindo espiritualmente e o perdão é uma grande parte disso. Entre vocês, há muito poucos que não suportam rancores e ressentimentos contra os outros por maus tratos percebidos, válidos ou inválidos, que continuam diariamente a perturbar suas capacidades de se sentirem em paz por qualquer período de tempo.

E quando surgem lembranças de maus-tratos, causando fortes emoções de temor, dor, raiva e ressentimento para invadir suas mentes, o senso de prazer em apenas estar vivo fica bloqueado ou escondido da pessoa. Quando o verdadeiro perdão ocorrer dentro de  cada um de vocês, saberão que aquelas dolorosas tempestades de emoções não estarão mais presentes e  se encontrarão,  principalmente, num estado de paz e contentamento.

Portanto, em seus períodos diários de contemplação, meditação ou relaxamento, mesmo simples como “apenas cheirar as rosas”, estabeleçam a intenção de abandonar os julgamentos que encorajam seus sensos de justiça e que os proíbem de perdoar, porque acreditam que a justiça deve ser feita e vista para ser feita. São essas antigas atitudes que trouxeram tanta dor e sofrimento à humanidade ao longo das eras.

Afinal, a maioria de vocês não tem problemas em perdoar crianças pequenas por seus erros e enganos, portanto, percebam que, embora habitem em corpos de tamanho adulto e, provavelmente, por décadas, ainda existe dentro de vocês uma pequena criança que age de tempos em tempos.

E agora, é a hora de renovar intensamente seu Amor por aquela pequena e muitas vezes assustada criança – que sem dúvidas, teve muitas experiências de comportamentos dolorosos e abusivos, enquanto crescia rumo à idade adulta - e a acolhe em seus braços com um caloroso e carinhoso abraço, por todo mau comportamento ou delito que alguma vez cometeu.

Isso não será realizado num instante, porque os ferimentos – mentais, emocionais ou físicos – encontradas durante a infância deixam cicatrizes profundas que exigem tempo e bondade amorosa para se curar.

Dê a si mesmo o tempo para se curar, não tente apressar – hoje, correr buscando gratificação instantânea é endêmico em muitas partes do mundo. Sua criança interior precisa de tempo, seu tempo! Portanto, ofereça a ela de bom grado e amorosamente, ouvindo-a com muita paciência e empatia. Explique que você a apoia plena e totalmente, e que sempre estará lá quando ela estiver com medo e que a ajudará a crescer – como certamente deseja… Não lembra se fez? - estando lá com sábia orientação quando se sentiu ameaçado ou necessitado?

Amor é a oferta que a sua criança interior precisa e merece de cada um e que, somente cada um de vocês pode provê-la. É muito provável que, quando eram pequenos, aqueles que estavam cuidando, ou deveriam estar cuidando de vocês, não lhes deram o tempo necessário, portanto, é uma necessidade que compreendam plenamente… Honrá-lo em sua criança interior!

Seu amoroso irmão, Jesus, que sempre honra sua criança interior.


Jesus.
 
 
 
John Smallman
 
 
 

 
NR: Tudo indica que o nome Jesus não é verdadeiro. Parece que foram os farizeus que lhe deram esse nome com desdém uma vez que significa algo como "o rejeitado". A igreja de Roma adotou-o no ano 315. 
Segundo uma obra recebida via sinais de rádio tipo morse na década de 1980, o segundo livro da série de Phoenix Journal "AND THEY CALLED HIS NAME IMMANUEL --- I AM SANANDA" o seu verdadeiro nome parece que é "Essu Emanuel" (gafia em português).

 

 

Clicky



 
 


Por favor, respeitem todos os créditos

Recomenda-se o discernimento.





Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores.


Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.


Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.






Atualização diária.