Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

O QUE PERMITIMOS NASCER EM NOSSA VIDA.


O QUE PERMITIMOS NASCER EM NOSSA VIDA.

Transcrição do Podcast de

Ramina El Shadai.

12 de maio de 2020

 
.
 
 
 
 
 
Observar tudo que temos permitido nascer em nossa vida é observar todas as nossas escolhas. Tudo que permitimos acontecer conosco.

Tudo que acontece conosco é, não só uma permissão nossa, como é uma escolha nossa, uma criação nossa. E isso não depende de você acreditar ou não, depende de você ter consciência de como é o processo de criarmos a nossa vida.

Então, o fato de não aceitar, ou não acreditar que você escolhe absolutamente tudo que você vive, é apenas a revelação de que você não conhece as leis da nossa existência, as leis da criação. Não falo de leis, no sentido rígido da expressão, mas no sentido de termos algo que diz SIM para tudo que vibramos.

Tanto as experiencias boas, quanto as experiencias ruins são nossas escolhas. O que nós deixamos nascer hoje, nós criamos antes. Produzimos antes. Vibramos antes.

Sabe aquela expressão: “tudo que você dá atenção é o que cresce”?

Essa frase nos engana um pouco, pois como aprendemos a olhar tudo a partir do que já conhecemos sobre tudo, todo olhar acaba sendo cognitivo, interpretativo, classificatório… ou seja, acaba emitindo um valor. Então, fazemos uma escolha e colocamos toda nossa atenção ali.

Agora, minha pergunta é: De onde vem essa atenção? De uma intensão? De uma intuição? De um propósito? De algo que está te cutucando lá dentro? Ou de algo lá fora que precisa acontecer? De algo que está faltando? De algo que é preciso alcançar?

Eu sempre volto nessa questão do lugar de onde tudo sai de nós. E a nossa forma de dar atenção precisa de um novo olhar. Não basta dar atenção a algo, mas de onde sai essa atenção.

PARA ONDE VOCÊ ESTÁ TE DIRECIONANDO?

Isso é muito diferente da pergunta: PARA ONDE A VIDA ESTÁ TE DIRECIONANDO. Porque a concepção desse “você” que aprendemos é muito rasa, muito superficial, muito incompleta… incompleta de si próprio! E em nenhum momento, aprendemos que VOCÊ e a VIDA são uma coisa só…

O seu direcionamento, com o que você aprendeu sobre produzir vida, acaba sendo basicamente uma forma controladora de se defender daquilo que você considera ameaçador.

Então, comece a se fazer essas duas perguntas, porque você, provavelmente, está te direcionando para algo que esteja faltando, enquanto a vida, ou seja, você completo, está te direcionando a partir de algo que já seja presença, algo que já exita em você, que já exista disponível para você.

Nós energizamos tudo. Nós vibramos o tempo todo. E essa nossa atenção que faz tudo crescer é pura expansão do que estamos deixando sair de nós.

Quantas vezes você já se perguntou: De onde vem isso? Não sei de onde vem isso… por que estou vivendo isso? Depois, algumas programações mentais até nos ensinaram a trocar o “por que” pelo “para que”… o que não faz muita diferença se você continuar tentando entender com sua forma interpretativa de ser. É a mente isolada tentando nomear o que ela mesma criou… consegue entender?

Criamos também as concepções de merecimento. Como nos prejudicamos achando que não éramos merecedores de alguma coisa! Ou quanto nos sentimos injustiçados quando pensamos que nós seríamos merecedores…

Como aprendemos com excelência a julgar absolutamente tudo na nossa vida!
E assim deixamos nascer tudo em nós e para nós!

Vasculhar a nossa existência, enxergar o começo de tudo dentro nós vai nos libertando desses nomes todos que aprendemos a dar para todas as nossas experiências.

Pensamos demais! Nos moldamos demais! Literalmente, manifestamos agora uma vida cheia de máscaras que usamos por tanto tempo para controlar nossos resultados.

Você vibra. O que vibra em sintonia se alinha à sua frequência. Esse alinhamento ganha intensidade. Você amplia seu campo de vibração sempre que a sua energia se alinha a outros campos vibracionais semelhantes. Isso se chama ressonância do campo vibracional.

O seu campo vibracional é a sua comunicação com o mundo externo, com outros campos de vibração, com o campo de vibração da Terra, do Universo, ou seja… o que você usa, dentro de você para se comunicar é que diz sobre as escolhas que você está fazendo. É o que diz sobre o que está permitindo nascer, a cada instante, na sua vida.

Então, vasculhe você!

Se sua experiência foi boa, agradável, leve… honre tudo isso. Deixe isso crescer ainda mais em você.

Sua experiencia foi ruim, ameaçadora, desconfortável? Perceba o que isso provoca em você, identifique situações que despertam o mesmo sentimento, veja o que se repete a cada uma dessas experiencias e encontre isso dentro de você… quando essa ferida nasceu em você. Desde desse nascimento em você, outros nascimentos com a mesma frequência continuam se repetindo na sua vida.

Eu tenho certeza que hoje, no momento que nós estamos vivendo, você não precisa reviver esses ciclos de dor, de insuficiência, de abandono, de sensação de impotência, de sensação de não merecimento, sensação de ter o espaço vital invadido, sensação de conviver com pessoas que sugam a sua energia e outras sensações que cada um sabe bem o que te acompanha por longos tempos.

Comece a perceber, amorosamente, o que tem permitido nascer na sua vida… o que tem criado para experimentar… e o que tem guiado cada um de seus passos: um nível profundo e amoroso de você ou uma velha concepção de prioridades que sua mente sozinha ainda tenta alcançar?

Eu entrego esse Novo Despertar na vibração da nossa existência em Unidade

Eu envio a você a vibração do Amor que eu fortaleço em mim. Receba!

Um intenso abraço.
Ramina El Shadai




Agradecimentos a:  

 
 


Para outros artigos espirituais e denúncias por favor visite:
 

 
No religious or political creed is advocated here.

Organised religion is unnecessary to spirituality.

Excellent teachings of the masters have been contaminated by the dogmatic control of these religions.

Discernment yes; judgement does not.
If you use discernment you are free to research with an open mind. 

With discernment it is possible to reach the spirit of the letter of any writing and it is also much easier to listen to the voice of the soul that comes from the heart.
Individually you can be helped to find your Truth that is different of everyone. 


Please respect all credits.

 
Discernment is recommended.
 

All articles are of the respective authors and/or publishers responsibility. 
 
 



 

Like this! please bookmark. It is updated daily

 


 
 
 
Free counters!

  geoglobe1