Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

Pallas Athena: Libertem-se de quem foram... - Vinícius Francis

Libertem-se de quem foram para viverem a essência de quem são

Pallas Athena - 18.09.2013 

Através de Vinícius Francis

 

Envio minhas emissões de amor a todos vocês sobre a Terra e debaixo dela, do orbe lunar em união com muitos outros irmãos, na mesma intenção, na mesma missão e no mesmo amor. Eu sou Athena a vossa aliada no despertar e aproximo-me mais uma vez com o objetivo de cooperar com a vossa compreensão acerca de quem são interiormente.

Porque quem vocês são do lado de fora, tem-se a partir da matéria, uma consciência bem definida. Entretanto, quem são do lado de dentro ainda parece obscuro à maioria. E mesmo para aqueles que se guiam pela luz do Bem ainda há pedras de tropeços ao longo do processo do autoconhecimento. Porém, eu mudaria esse nome, como costumeiramente se usa na Terra, “autoconhecimento”. Eu diria “auto assumir”.

Isso é algo novo e talvez nunca dito antes pra vocês. Não há a necessidade da exata compreensão de quem são, pois se tentassem fazer isso a partir de vossa ótica e entendimento momentâneo, se confundiriam terrivelmente. Eu sugeriria que se assumissem, que se aceitassem e apenas permitissem “quem são” viver e fluir em vosso cotidiano.

E para que o “ser” seja feliz é indispensável que se assuma como quem é em natureza de espírito. E a partir disso, tentem se conhecer naquilo que for possível compreender agora. Mas garanto que aquilo que necessitam entender sobre si mesmos a fim de que possam viver uma vida feliz lhes será concedido se fizerem como estou mostrando.

Muitos querem compreender que são para depois se assumirem. Isso está errado. É necessário que assumam para então compreender. Como poderão entender algo que não está aí com vocês? E quando vocês assumem essa essência (eu diria), ela passa a “ser” presente e naturalmente torna-se compreendida na medida em que a vivem.

No entanto, muitos estão presos ao que foram no passado ou na ideia que têm de si mesmos com base no que viveram. Há uma grande confusão aí. Tudo o que vocês viveram serviu para lapidar-vos a “quem são” e não para vos definir. Sinto que muitos ainda não estão entendendo onde quero chegar.

Eu quero lhes explicar melhor: Tudo o que vocês vivem está carregado de impressões e essas impressões ficam em vocês de modo que, no decorrer de vossa vida, as sustentam como se fossem parte de quem são, mas não é, elas são parte do vosso aprendizado.

Vocês atravessaram os acontecimentos naturais da vida, que sempre são muito particulares, com o objetivo de chegarem ao encontro consigo mesmos. Mas vejo uma grande maioria vivendo a partir dessas impressões e fazendo delas o “molde” para o caráter e personalidade que compõem quem são do lado de fora.

Porém, o que está do lado de dentro tem sua própria identidade e no passar dos anos “conflita” com o que está sendo mantido do lado de fora. Daí surge o vosso sofrimento, a sensação de separação, as doenças, misérias e infortúnios de todos os tipos. Amigos, nenhum sofrimento da humanidade tem raiz em algo que está fora.

É ignorância de vossa parte autuar vossas frustrações a quem quer que seja ou a alguma circunstância externa. Vocês sofrem por estar em desacordo com quem são e não percebem que o “ser” que estão “sendo” é reflexo das impressões do passado e não uma genuína exteriorização de vosso verdadeiro Eu.

Vocês viveram tantas coisas, mas se definiram por elas e pior, as sustentam fortemente! Parem e pensem na inteligência do espírito quanto aos supostos sonhos que porventura tenham no momento e se questionem: É realmente isso que eu quero pra mim? Esse desejo surgiu como vontade genuína de quem eu sou ou ele é reflexo do que eu vivi ou não vivi? Eu sou assim mesmo? Esse medo é meu ou me foi imposto por alguém ou algo que houve, e que de repente, eu não soube lidar?

E depois a melhor das perguntas: Eu preciso continuar sendo assim? E a resposta é: Não! Vejam-se a partir dos olhos do espírito. Tomem as circunstâncias da vida como parceiras na descoberta de quem são e do que querem viver aí. Estão na Terra para viver e deem-se esse direito. As energias atuais vos favorecem muito. Abandonem as ideias de que estão sendo oprimidos por forças maiores. As forças que vos oprimem nascem e são sustentadas por vocês mesmos. E é com a vossa energia que “o de fora” exerce domínio sobre vocês, sejam pessoas, situações ou problemas.

Entreguem o vosso passado nas mãos da vida e deixem que ela leve tudo isso para o esquecimento. Retirem a fôrma que fizeram de si mesmos e entreguem na mão de Deus e digam: Eu não quero mais isso! Serviu pra me ajudar até aqui, no entanto, eu já entendi que para me enxergar eu preciso apenas me olhar com os olhos do meu coração.

Eu e Vinícius realizamos isso antes do contato numa simbologia do que seria o que vos sugeri. Façam isso com vocês e aproveitem as energias do orbe lunar para vos ajudar se desejarem.

Vejam-se a partir de agora, do hoje e não com base no que se foi, pois o que se foi não serve para vos definir, tampouco para vos projetar. O que passou vocês não podem mudar, mas o que “será” é totalmente mutável e depende de vossa boa vontade e fé para se realizar. Ousem fazer isso e então, descobrirão quem realmente são e mais, viverão na essência verdadeira do espírito. Encorajo-vos a serem felizes, em respeito e amor. Eu sou Athena, vossa aliada.




Canal: Vinícius Francis

Fonte: Aqui
 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.