Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

Pensamento do dia 15 a 20 de julho de 2019


 Manifestações do Amor Divino!

Por Sathya Sai Baba

 
Image result for sathya sai baba
 



 
15 de julho de 2019
 
“Seja simples e sincero. É um total desperdício de dinheiro sobrecarregar as imagens e estátuas sagradas nos santuários e altares de suas casas com o peso de guirlandas, como também desfilar com caros utensílios, vasos e oferendas, para exibir sua devoção. Isso é um equívoco, que diminui a divindade, imputando a ela o desejo de pompa e publicidade. Para derramar graça, Eu peço apenas pureza de coração. Não calcule a distância entre você e Mim. Não interponha formalidades de relacionamento entre preceptor e discípulo (guru e sishya). Tampouco interponha distinções de grandeza da relação entre Deus e devoto, entre você e Mim. Eu não sou guru, nem Deus. Eu sou você. Você é Eu. Esta é a verdade. Não há distinção. Aquilo que parece ser distinto é ilusão. Vocês são ondas. Eu sou o oceano. Compreenda isso e seja livre, e leve uma vida divina!” 
 
(Discurso Divino, 19 de julho de 1970)
Sathya Sai Baba
 
16 de julho de 2019
 
“O Guru Purnima é sagrado por muitas razões: o buscador, que sofre com a ilusão de que o mundo objetivo é tão real quanto ele mesmo, é conduzido à Verdade. Neste dia, aqueles que nunca sentiram o impulso de explorar a Realidade são inspirados a buscar a fonte da felicidade dentro de si. Neste dia, peregrinos aos pés de lótus de Deus estudam os livros que guiam a vida. Neste dia, os discípulos exibem gratidão aos pés do preceptor pelo presente que é a luz. Quando o sol nasce, o mundo é abençoado com calor e luz. Quando o Guru abençoa, o devoto recebe paz e alegria! Lembre-se, o Guru Purnima não é uma data marcada no calendário, que termina quando o dia acaba! Saiba que sempre que sua mente, junto com a deidade que a preside, a Lua, estiver cheia (Purna), ela receberá os raios refrescantes da graça do Guru! Treine sua mente para obter a iluminação do intelecto e não das forças ilusórias dos sentidos.” 
 
(Discurso Divino, 18 de julho de 1970)
Sathya Sai Baba
 
17 de julho de 2019
 
“(1) O silêncio é o primeiro passo da disciplina espiritual (sadhana). O silêncio promove o autocontrole, diminui as chances de raiva, ódio, malícia, ganância, orgulho e facilita os outros passos. Além disso, você pode ouvir os passos Dele, somente quando o silêncio reina em sua mente. (2) Pureza: é a porta para a Divindade. A purificação interna e externa é essencial para instalar Deus em seu coração. (3) Serviço: salva você da agonia que sente quando o outro sofre, amplia sua visão e sua consciência e aprofunda sua compaixão. Todas as ondas estão no mesmo mar e se fundem no mesmo mar. O serviço (seva) ancora esse conhecimento. (4) Amor puro: nunca calcula a reação, o resultado ou a recompensa. O amor chama e o amor responde. O Amor é Deus, viva em Amor. (5) Ausência de ódio: nenhum ser deve ser menosprezado como secundário, inferior, sem importância ou dispensável. Cada um tem um papel designado no drama projetado pelo Todo-Poderoso. Nunca insulte ou prejudique qualquer ser, pois Deus vive em todos os seres e seu desdém se tornará um sacrilégio!” 
 
(Discurso Divino, 19 de julho de 1970)
Sathya Sai Baba
 
18 de julho de 2019
 
“O Guru lembra ao devoto a inevitabilidade da morte e a natureza transitória da existência sobre a terra. Quando Yajnavalkya resolveu ir à floresta para se retirar e ter uma vida de ascetismo, ele chamou suas duas esposas e lhes propôs dividir as riquezas, que ele ganhara, entre elas. Antes de aceitar sua parte, Maithreyi perguntou ao marido se as riquezas a ajudariam a perceber a Verdade e alcançar a imortalidade. Quando lhe foi dito que eram obstáculos e não ajuda, ela se recusou a ficar com esse peso. Nachiketha recusou o presente que era o império, riqueza e anos de vida saudável. Prahlada ensinou a mesma lição para seus companheiros. Buda procurou resolver o mistério do sofrimento e praticou a renúncia ao apego como o primeiro passo em sua disciplina espiritual (sadhana).” 
 
(Discurso Divino, 19 de julho de 1970)
Sathya Sai Baba
 
19 de julho de 2019
 
“Cada religião enfatiza um nome e uma forma, e recomenda sua aceitação. Alguns até insistem que Deus não tem nome, nem forma. Mas, na realidade, Deus é indestrutível e eterno (akshara), e está além de todos os nomes e formas. Deus é! Você alcança akshara – o estágio da unidade sem atributos – em três etapas da disciplina espiritual (sadhana): (1) eu sou Teu, (2) Tu és meu e (3) Tu és eu mesmo. Por meio da disciplina espiritual (sadhana), você deve transcender a dualidade do ‘eu’ e ‘Você’. ‘Eu’ é apenas o reflexo de ‘Você’ neste corpo. A consumação será alcançada quando a dualidade for superada. Mantenha seu coração calmo, puro e brilhante, como a luz da lua. Sua mente deve ser limpa apenas pela mente. Assim como você molda uma foice ou um machado de ferro com um martelo de ferro, a mente é formadora e formada. O poder que ajuda a mente a moldar bem é a fé em Deus. Cultive essa fé e tudo mais lhe será acrescentado.” 
 
(Divino Discurso, 29 de julho de 1969)
Sathya Sai Baba
 
20 de julho de 2019
 
“Como alguém pode se tornar ‘querido’ por Deus? A Gita enfatiza duas qualificações: estar sempre contente (samtushtah satatam) e ter firme determinação (dhruda nischayah). Todos possuem essa qualidade de dhruda nischayah, pois ela é uma habilidade que garante a sobrevivência, como também assegura popularidade e primazia. Aqueles que escalam os picos do Himalaia obtêm a coragem audaciosa a partir da firmeza de sua determinação de não voltar atrás. Outros demonstram heroísmo ao atravessar oceanos turbulentos sozinhos. Outros resolvem explorar florestas assustadoras. Firme determinação, bravura e habilidade são utilizadas até mesmo para a tortura cruel de outros, com o fim de roubar suas riquezas. Ignorando sua divindade interior e deixando de lado a humanidade, alguns descem a níveis demoníacos. Valmiki, quando era Ratnakara, usou sua coragem e bravura de maneiras perversas. O contato com os Sete Sábios e seus ensinamentos fez com que ele direcionasse as mesmas qualidades para Rama. Ele foi transformado tão completamente, que se tornou o autor do Ramayana. Temos que concluir que dhruda nischayah pode servir tanto a bons quanto a maus propósitos.” 
 
(Divino Discurso, 2 de agosto de 1986)
 
 
 
 
Sathya Sai Baba.






Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.
A religião organizada é desnecessária à espiritualidade.
Excelentes ensinamentos dos mestres têm sido contaminados pelo controle dogmático dessas religiões.
Discernimento sim; julgamento não.
Com discernimento é possível alcansar o espírito da letra de qualquer escritura e é também bem mais fácil escutar a voz da alma que vem do coração.
 
 


Por favor, respeitem todos os créditos

 


Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores.

Recomenda-se discernimento e evitar o julgamento.
Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.

Para outros artigos espirituais e denúncias por favor visite:


Atualização diária.

Se gostou! Por favor RECOMENDE aos seus Amigos.
 
Visitas recentes:
 


 
 
Free counters!

  geoglobe1
 
 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.