Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

Profundamente

Profundamente

Por Talita Rebello.

a 14 de setembro de 2020. 

 
 

.
 
 
 

 
 

Tempos difíceis nos permitem explorar as nossas fraquezas.

Quando não há distrações, quando não há para onde fugir, encarar as verdades por trás das aparências é obrigatório.

Podemos passar a vida observando as nossas águas rasas, falando sobre a linda paisagem espelhada em sua superfície, sobre os visitantes que nela se divertem no verão. Podemos falar sobre os invernos solitários, sobre as noites de tempestade, sobre o vento que sopra do norte, cobre a superfície de entulhos e turva a nossa visão.

Mas, um dia, inevitavelmente, teremos que mergulhar. Lá no fundo, onde não vemos reflexos externos, onde o vento, o inverno e verão não chegam, onde a única paisagem existente é a força que sustenta o nosso caminhar.

São águas escuras.

Descemos tateando os pilares que sustentam cada uma das nossas crenças e, veremos, não chegam ao fundo. Estão à deriva, enredados, apenas, nos nossos pensamentos.

O que guia o nosso caminho até o fundo são pilares mais simples e mais robustos, que jamais havíamos visto da superfície. Estavam eclipsados pela paisagem, pela euforia dos verões, pela solidão do inverno.

Sua estrutura imponente parte da nossa essência e, raramente, atravessa a superfície.

O que sabemos de nós mesmos, se nos confundimos com a paisagem, com os reflexos, com as mudanças exteriores?

O que compreendemos da vida, se construímos a nossa história sobre pilares desconectados da nossa verdade interior, que se movem e nos movem conforme o desígnio de forças exteriores?

O que é transitório, o que é eterno?

O que podemos extrair dessa experiência e fará parte de nós pela eternidade?

O que é capaz de nos libertar e o que apenas vai nos aprisionar?

Confesso, na turbulência da superfície, muitas vezes eu me sinto prisioneira. Prisioneira do passado, prisioneira do futuro.

Apenas a profundidade me liberta.

 
 
Talita Rebello




Agradecimentos a:  
 

Site Pincipal: http://achama.biz.ly/
 
 
 
Para outros artigos espirituais e denúncias por favor visite:
 



Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.
A religião organizada é desnecessária à espiritualidade.
Excelentes ensinamentos dos mestres têm sido contaminados pelo controle dogmático dessas religiões.
Discernimento sim; julgamento não.
Com discernimento é possível alcançar o espírito da letra de qualquer escritura e é também bem mais fácil escutar a voz da alma que vem do coração.
 

 
Por favor, respeitem todos os créditos


Recomenda-se o discernimento.

 
Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores

 

Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.

 

Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.

 

 
Atualização diária.
 
Free counters!



geoglobe1


 


 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.