Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

Abril 25, 2023

chamavioleta

Reconhecer e honrar estes sentimentos de alegria que surgem dentro de si

Jesus (Issa, Sananda) 

Através de John Smallman

Tradução De Coração a Coração

25 de abril de 2023

 
 
 
 
A Humanidade está a avançar maravilhosamente e muito rapidamente para o despertar colectivo e, como vos disse muitas vezes, esta ocorrência transcendente está divinamente assegurada, e consequentemente o progresso que fizeram é totalmente irreversível.  Há apenas 'algumas pontas soltas' para atar, e então ireis acordar, e a vossa alegria será ilimitada.
 
Enquanto continuais a esperar com fé entusiástica no plano de Deus para que este acontecimento maravilhoso se desenrole, certifiquem-se de passar um tempo calmo diariamente, apenas sendo.  Todos vós sois seres extremamente poderosos, por isso, quando vos sentais apenas com a intenção de ser apenas amorosos, o efeito das vossas intenções individuais e colectivas está muito para lá da vossa capacidade de imaginar.  Saibam que a vossa presença terrena, nesta altura do processo de despertar, é essencial, e que o vosso êxito em alcançar o cumprimento das tarefas divinas que cada um de vós estabeleceu para si próprio, antes desta encarnação, é total.
 
É a presença individual de cada um de vós na forma - Verdadeiramente, Toda a humanidade! - que é a energia motriz por trás do vosso processo de despertar.  Despertar é a escolha coletiva e individual de livre arbítrio da humanidade, além de ser seu direito soberano.  Essa escolha foi feita quase logo que começaram a envolver-se com a experiência da separação, porque sentiram imediatamente a sensação intensamente aterradora de abandono que a separação real, se pudesse ocorrer, iria induzir.  No entanto, o vosso envolvimento inicial foi feito com grande excitação e entusiasmo, de modo que entraram instantaneamente e muito profundamente no jogo ilusório ou no sonho que tinham construído, e depois não conseguiram encontrar a saída.  Estavam perdidos e extremamente assustados - essa foi a vossa iniciação na sensação ou sentimento de medo, e consequente crença no medo como um estado de ser.
 
De repente, cada um de vós tinha um ego!  E, como bem sabeis, nos dias de hoje, os egos tendem a correr desenfreadamente quando lhes é permitido.  Isso acontece com muita freqüência porque a grande maioria dos que estão na forma humana se identifica totalmente com seus corpos e seus egos.  Esta ideia de ter uma identidade individual e totalmente pessoal independente foi um aspecto e uma intenção importantes quando construíram o estado ilusório no qual parecem estar a ter uma experiência de vida única.  A isso ia seguir-se a vossa extinção terminal individual, o culminar do jogo da separação que inventaram e escolheram envolver-se com toda a vossa atenção para o tornar o mais real possível.  Conseguiram-no para além dos vossos sonhos mais loucos!
 
Agora, é o fim do jogo!  Não há possibilidade de voltar a envolver-se com ele porque serviu o seu propósito e está a ser descartado.  Vocês escolheram retornar à vigília, à Realidade, e no fundo de si mesmos há uma grande alegria surgindo à medida que vocês começam a sentir isso acontecendo.  Reconheçam e honrem esses sentimentos de alegria que surgem dentro de vós, porque sabem intuitivamente que são completamente válidos, que todos vós sois infinitamente dignos do Amor eterno de Deus por vós.   A vossa intuição leva-vos sempre a uma consciência crescente do amor que cada um de vós é, mesmo que os vossos egos resistam e tentem fazer-vos acreditar que cada um de vós é um ser indigno e insignificante entre milhares de milhões.  A orientação divina está disponível para vós a cada momento, tudo o que necessitais fazer é manter a intenção de estar conscientes disso, e depois permitir-vos envolver completamente com isso, pelo menos isso irá começar a acalmar a oposição vociferante dos vossos egos à realidade de quem sois.
 
Nunca tendo estado separados da vossa Fonte - o campo de energia eterna do Amor e da Sabedoria infinitos - necessitais apenas de estabelecer e manter a intenção de, uma vez mais, estar conscientemente cientes de ser Um com Ela, para poderdes regressar a Casa.  E não pertencem!  A vida como um humano na Terra é um estado extremamente limitante e temporário que dura apenas até que vocês se permitam tornar-se conscientes de que vocês não são seus corpos, e que esses limites são irreais.  Aqueles que tiveram experiências de quase morte ou experiências fora do corpo estão cientes disso, e há muitas décadas que partilham amplamente esta informação.  No entanto, só muito recentemente é que esta informação está a ser aceite como uma indicação válida de que não só sois realmente muito mais do que os vossos corpos, mas que sois verdadeiramente seres eternos, seres que nunca irão morrer!
 
A consciência de que as vossas vidas como humanos são apenas experiências temporárias, e que a vida é eterna, tornou-se muito mais difundida durante as últimas sete ou oito décadas, intensificando a intenção colectiva de acordar para a plenitude da Vida como Um com a Mãe/Pai/Deus.  Esta consciência é o resultado directo de as pessoas escolherem responder à Voz de Deus dentro delas próprias - o Espírito Santo - que tem estado sempre a chamar suavemente a sua atenção ao longo das suas vidas humanas.  É uma Voz muito calma que é facilmente abafada pelas vozes estridentes e vociferantes dos vossos egos.
 
O que aconteceu é que cada vez mais de vós se tornaram totalmente insatisfeitos com a negatividade quase completa dos sistemas de pensamento dos vossos egos, ao perceberem que são eles que estão constantemente a conduzir-vos para conflitos, quer um a um, quer com muitos outros, como nas guerras entre nações, pois encorajam-vos entusiasticamente a culpar os outros ou o mundo em geral por qualquer dor ou sofrimento que vocês próprios possam estar a passar.  A consciência de que atacar os outros ou defender-se conduz inevitavelmente a novos conflitos tornou-se finalmente óbvia e indubitável para a grande maioria da humanidade.  No século XX, a Guerra de 1914/18, que pôs fim a TODAS as guerras, foi logo seguida pela Segunda Guerra Mundial, tornando claro para quem quisesse ver que, para estabelecer a paz na Terra, as pessoas precisavam de deixar de se culpar e de lutar entre si por causa das suas diferenças.  No entanto, a guerra tem continuado a ser um grande benefício económico para aqueles que têm o poder e a autoridade para as desencadear, encorajando e dirigindo outros a combater.
 
Agora, Todos escolheram VER!  Os movimentos pela paz, que se estabeleceram na segunda metade do século passado, tornaram quase impossível que alguém continue a acreditar que faz sentido entrar em guerra com aqueles que têm pontos de vista ou opiniões diferentes.  Cresceu a consciência de que todos têm o direito de seguir os seus próprios sistemas de crenças, desde que não tentem forçar os outros a concordar com eles.  Sois Todos Um com a Mãe/Pai/Deus e, ao mesmo tempo, cada um de vós é um ser diferenciado e individualizado, livre para se envolver nos vossos próprios esforços criativos e inspiradores.  Como analogia, podeis pensar nos indivíduos que tocam os seus instrumentos musicais individuais numa vasta orquestra, e juntos criam uma harmonia musical muito bela de sons para deliciar os seus ouvidos e emoções, e também os do público que os está a ouvir, extasiados.
 
A cooperação harmoniosa uns com os outros é o vosso estado natural de ser, porque o Amor enche os vossos corações e guia todos os vossos pensamentos, palavras e acções.  Embora muitos de vós concordem que deve ser assim, é extremamente difícil para vós seguir essa orientação divina em todos os momentos em que os vossos egos anseiam por conflitos em que se possam envolver, para que possam provar que estão certos!
 
É por isso que, como todos vós compreendeis muito clara e definitivamente, é tão essencial que passem tempo diariamente em paz nos vossos santuários interiores sagrados.  Quando lá estiverem, relaxados e sem perturbações, mesmo que seja apenas por um breve momento, façam questão de convidar o Amor a preencher os vossos corações e os corações de todos os humanos.  Fazer isto é o vosso propósito para estarem na forma humana neste preciso momento.  Confiem totalmente na vossa intuição, que está constantemente a lembrar-vos disto, e deixem que ela vos guie ao longo do dia.  Quando o fizerem, como muitos de vocês já descobriram, o vosso dia fluirá muito mais suave e amorosamente, e encontrar-se-ão a ter momentos de alegria simplesmente porque estão vivos.
 
O vosso irmão amoroso, Jesus.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub