Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

Sasquatch, Bigfoot (Pé Grande) existe, afirmam cientistas -- Christopher Bucktin

Sasquatch, Bigfoot (Pé Grande) existe, afirmam cientistas

Publicado anteriormente a 17/03/2015

bigfoot

Bigfoot (ou Sasquatch – o Pé Grande) existe afirmam cientistas, depois de cinco anos de pesquisa: Veja o vídeo.



A equipe de cientistas gastou mais de £$ 300.000 (cerca de US$ 1 milhão) investigando o que eles afirmam ser uma prova de que essas míticas (até então) bestas existem.

Mas a foto, que saiu hoje, parece ter subitamente assumido um novo significado, pois os cientistas soltaram uma bomba – eles afirmam ter encontrado evidências de DNA para provar a existência dessas criaturas. John Stoneman, 57 anos, estava dirigindo seu carro na companhia de sua namorada há duas semanas quando avistaram a forma corpulenta misteriosa se movendo nas árvores a cerca de 200 metros de distância.

Tradução, edição e imagens: Thoth3126@gmail.com

Bigfoot (ou Sasquatch – o Pé Grande) existe afirmam cientistas, depois de cinco anos de pesquisa: Veja o vídeo.

Fonte: http://www.mirror.co.uk/

Por Christopher Bucktin

Caminhando através de uma floresta, enquanto um transeunte que passava calhou de ter uma câmera fotográfica à mão, e fotografou este Bigfoot de sete pés de altura” (2,15 metros) e que poderia ser facilmente descartado como sendo um grande cara em um traje peludo.

Mas a foto (abaixo, a seguir), que saiu hoje, parece ter subitamente assumido um novo significado, pois os cientistas soltaram uma bomba – eles afirmam ter encontrado evidências de DNA para provar a existência das criaturas.




Caminhando através de uma floresta, enquanto um transeunte que passava calhou de ter uma câmera fotográfica à mão, e fotografou este “Bigfoot de sete pés de altura”

Os pesquisadores nos EUA têm relatado suas descobertas, depois de terem gasto £$ 300.000 e passarem cinco anos investigando os avistamentos do Bigfoot, ou Sasquatch como é conhecido na América (nos Himalayas é conhecido como Yeti).

O Dr. Melba Ketchum, um veterinário qualificado, que liderou a equipe, destacou que foi um “estudo sério”. Em seguida, acrescentou: “Não só o DNA comprova a sua existência, eu realmente o vi. Eles são um tipo de pessoa humana, um híbrido humano. ”

Talvez explique as muitas imagens borradas do Bigfoot ao longo dos anos, ela disse: “Eles podem nos iludir. Se você assim mesmo conseguir fotografá-lo, vai ser muito fugaz“. As descobertas, reveladas no Texas pelo Projeto Genoma Sasquatch, deve fazer uma leitura interessante para o homem que fotografou a criatura na floresta.




John Stoneman, 57 anos, estava dirigindo seu carro na companhia de sua namorada há duas semanas quando avistaram a forma corpulenta misteriosa se movendo nas árvores a cerca de 200 metros de distância.

Ele disse: “Eu sou um cético, mas isso não era um urso. É mais largo nos ombros e se reduz – um urso é maior no meio e fica diferente. Este estava em pé como um homem, como um Bigfoot. Tinha cerca de sete pés “(2,15 metros) de altura“.

John, um engenheiro florestal, disse que tirou as fotos em Kinzua State Park, Pennsylvania, uma vez que diminuiu a velocidade do seu carro. Algumas imagens até parecem mostrar uma segunda criatura.

Durante o anúncio do Projeto Genoma Sasquatch, os cientistas publicaram imagens do Bigfoot de uma equipe com projeto semelhante, o Projeto de Erickson, que disse que tinha um “vídeo definitivo e provas de DNA a partir de um sasquatch indescritível“.




O ieti, yeti (do tibetano yeh-teh) ou Abominável Homem das Neves é o nome dado a uma criatura mítica que supostamente vive na região do Himalaya. Segundo a lenda, seriam descendentes de um rei macaco que se casou com uma ogra[carece de fontes]. Frequentemente costuma ser relacionado a outro mito, o do bigfoot (pé-grande ou sasquatch), outra criatura misteriosa, que viveria nos Estados Unidos ou no Canadá. Até hoje, ninguém conseguiu uma prova da existência do ieti, embora muitos rumores tenham sido registrados.

O registo visual mais famoso até hoje ocorreu com o explorador Anthony Wooldridge em 1986. Ele estava acampado nas montanhas localizadas no norte da Índia. Ele teria visto o ieti a alguns metros do acampamento. Segundo ele, o ieti teria ficado imóvel por 45 minutos. Depois que o local foi examinado, foi descoberto que o ieti avistado seria apenas uma pedra coberta de neve. Anthony Wooldridge admitiu que havia se enganado. O governo de Nepal declarou oficialmente, em 1961, que o yeti existe. Teria cerca de 2 metros de altura, assim como seu parente, bigfoot, e também é relatado que possua o mesmo odor fétido, característicos das criaturas citadas em varias civilizações, assim como o mapinguari, na amazônia, o sasquach, no Canadá, o bigfoot nos Estados Unidos, Skunk Ape na Flórida e Orang Pendek, na Indonésia, todos possuem existência não confirmadas.

O Dr. Ketchum disse que tinha pelo menos uma amostra de tecido de um Bigfoot. Ela acrescentou que partes do DNA de várias amostras de sangue e cabelos eram diferente de tudo visto antes em qualquer espécie conhecida.

No ano passado, um fraudador tentando iniciar um indício de Bigfoot foi atropelado e morto enquanto estava na estrada tentando aterrorizar os motoristas.

Assista um filme a seguir de Patterson-Gimlin filmado em 20 de outubro de 1967 por Roger Patterson ( 14 fev 1926 – 15 de janeiro de 1972) e Robert “Bob” Gimlin (nascido em 18 de outubro de 1931) em Bluff Creek um afluente do rio Klamath, a cerca de 25 quilômetros de estrada ao noroeste de Orleans, Califórnia, que eles alegam ser de um Bigfoot.


Como a lenda evoluiu


1924: Prospector Albert Ostman é “seqüestrado” por yetis em British Columbia.

1924: O mineiro Fred Beck foi atacado por pedras jogadas por um “homem-macaco”, em Washington.

1941: Jeannie Chapman foge de um sasquatch com sete pés 6 polegadas de tamanho (cerca de 2,30 metros de altura) na British Columbia.

Follow us: @DailyMirror on Twitter | DailyMirror on Facebook

Publicado originalmente em outubro 2013.

Mais informações sobre o Bigfoot-Sasquatch-Yeti em:
http://thoth3126.com.br/serbatin-de-gee-parte-ii-historias-de-maldek/

Permitida a reprodução desde que respeite a formatação original e mencione as fontes.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.