Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

Março 29, 2023

chamavioleta

O sistema financeiro ocidental sofre uma implosão de 8 triliões de dólares, segue-se uma revolução

Por Benjamin Fulford

Relatório completo

de 27 de março de 2023

Tradução a 29 de março de 2023
 

 

O colapso do sistema financeiro ocidental é uma certeza matemática porque as recentes subidas de taxas criaram uma perda de pelo menos 8 triliões de dólares para as instituições financeiras. Os governos têm tentado impingir isto ao povo. A revolução será o resultado. É por isso que uma agitação sem precedentes está a ultrapassar a França, a Alemanha, o Paquistão, Israel e muitos outros lugares.

Há também um despertar global para o facto de que a chamada "ordem mundial baseada em regras", significa governar por criminosos genocidas, adoradores de Satanás. Isto significa que as detenções em massa e os tribunais de crimes de guerra são inevitáveis.

A questão agora é qual será o primeiro líder da máfia cazariana a cair, Emanuelle Macron de França ou Benyamin Netanyahu de Israel? Quem quer que seja, será seguido em breve pelo falso Presidente Joe Biden nos EUA, Justin Castrudeau no Canadá, Olaf Scholz na Alemanha e Ursula von de Leyen da UE, Outros dominós a cair incluirão o falso Papa Francisco, e os líderes fantoches no Paquistão, Coreia do Sul, Japão, etc.

Uma vez que a falência da classe dominante mafiosa cazariana ocidental é a causa da agitação política, vejamos primeiro os últimos desenvolvimentos nesta frente. A história básica é que por muito que se tente evitar a realidade, eventualmente, ela encontra uma forma de recuperar o atraso. S MC começou por evitar a realidade primeiro permitindo aos bancos emprestar $100 por cada $8 que têm; estas são as chamadas "regras do BIS". Isto é perigoso porque significa mais de dez vezes a alavancagem. Depois, uma vez que isto estava a desmoronar-se, Bill Clinton Rockefeller subiu a fasquia ao permitir 1000 ou mais vezes alavancagem, Isto transformou a maior parte do sistema financeiro ocidental numa alucinação gigantesca conhecida como derivados com incontáveis $ gazilhões (um número imaginário, mas muito grande) a serem batidos dentro dos supercomputadores dos bancos.

O problema é que o resto do mundo, especialmente os asiáticos, insistiram em ser pagos com dinheiro suportado por coisas reais que realmente existem. Para continuar a pagar dívidas à Ásia, etc., em coisas reais, a Corporação ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA e os seus proprietários roubaram petróleo do Iraque e de outros países, extorquiram o ovo do ninho do Japão, forçaram o mundo a comprar vacinas tóxicas, etc. A guerra na Ucrânia foi o seu último hurra, uma vez que a utilizaram para vender os seus esconderijos de armas e lavar a moeda criptográfica roubada através do banco central ucraniano.

 

 

Como mesmo isto não era suficiente, os Rockefellers, Rothschilds, etc., começaram a extorquir ainda mais dinheiro ao povo europeu e americano,

Por exemplo, explodiram o gasoduto Nordstream para forçar os europeus a comprar GNL dos EUA a um preço quatro vezes superior ao que pagaram à Rússia. É por isso que as importações totais de GNL da UE provenientes dos EUA aumentaram 154 por cento em 2022, em comparação com 2021. Escusado será dizer que o nível de vida europeu desceu em conformidade. Esta é uma das razões pelas quais a Europa está agora em chamas (mais sobre isso mais tarde).

A maior extorsão agora provém das taxas de juro das caminhadas de propriedade privada da FRB. Como resultado das recentes subidas de taxas, o Indian Express Newspaper estima que os bancos dos EUA perderam pelo menos 2 triliões de dólares, enquanto os bancos fora dos EUA perderam 6 triliões de dólares em investimentos em activos sensíveis aos juros desde 2022.

https://www.newindianexpress.com/web-only/2023/mar/23/a-new-global-banking-crisis-2558810.html

Contra esta estimativa conservadora de perdas de 8 biliões de dólares, os bancos americanos segurados pelo FDIC têm quase 24 biliões de dólares em activos, enquanto o FDIC tem apenas 125 biliões de dólares no seu cofre de guerra. Mesmo estes 125 biliões de dólares desapareceram porque os bancos americanos tomaram emprestados 153 biliões de dólares a 4,75% contra garantias na janela de desconto. Isto é mais do que durante a crise do Lehman de 2008. Isto nem sequer tem em consideração as perdas de quadriliões de dólares que os bancos têm em jogos de derivados. Num sinal de que desta vez até os bancos centrais estão a cair, o banco central holandês perdeu perto de meio bilião de euros no ano passado, a sua primeira perda desde a grande depressão de 1931. Isto é apenas o começo.

https://nltimes.nl/2023/03/23/dutch-central-bank-reports-first-loss-since-1931-amid-rising-interest-rates

Esta crise financeira conduzirá inevitavelmente ao colapso do Banco Mundial, do FMI, do BIS e da maioria das instituições financeiras internacionais, bem como de muitos governos. Alguém falha nos sistemas?

É por isso que o comité ocidental de 300 propôs aos Anciãos asiáticos que se iniciem negociações para a criação de um novo mundo de arquitectura financeira. Em particular, apoiam a ideia da criação de uma futura agência de planeamento, com sede na Ásia. Esta assumiria as partes funcionais do FMI, Banco Mundial, BIS, etc. e ajudaria a redireccionar os recursos ocidentais para longe da guerra perpétua e do roubo de recursos e para a construção de um futuro melhor para todo o planeta.

Mesmo que os asiáticos não concordem imediatamente com as negociações, o Ocidente dirige-se para uma mudança total de regime. Os asiáticos terão então de chegar a algum tipo de acordo com a nova liderança, seja a guerra ou a paz.

Muito bem, então agora vejamos como a revolução está a desenrolar-se. Começaremos com Israel, que depois da Suíça, tem sido o principal quartel-general da máfia cazar.

Fontes da Mossad informam-nos: "O país está em revolução total. Tudo isto está a acontecer agora".

Aqui estão alguns pontos de bala que mostram o caos total naquele país:

"Cônsul israelita em Nova Iorque demite-se, diz que não pode servir Netanyahu".

"Vários presidentes de câmara anunciam greve da fome por revisão judicial".

 

"Israel está no maior perigo desde a guerra de 1967" - antigo PM Naftali Bennet

Canal Hebraico 12 citando um alto funcionário da festa do Likud: "Netanyahu perdeu o controlo"

"Rumores de motim na Força de Defesa Israelita".

"Os sindicatos nacionais de Israel chamam a uma greve geral que encerra a economia".

A situação chegou ao ponto em que "o Avatar Netanyahu foi forçado a fugir para se abrigar enquanto massas de cidadãos furiosos invadiam a sua casa".

Esta é a queda da Babilónia e o fim de mais de 3000 anos de escravidão judaica, dizem as forças da resistência judaica.

Em França, entretanto, a situação é, se alguma coisa, ainda mais dramática. Estima-se que mais de 9 milhões de pessoas saíram à rua com 3,5 milhões só em Paris.

Mais sinistramente para o presidente da escravatura Rothschild Macron, os polícias depuseram as armas e estão a apoiar os manifestantes. As multidões estão a gritar "Quando Macron cair... vão sabê-lo TODO".

Uma das coisas que já aprenderam é que a Primeira Dama Brigitte Macron começou a vida como um homem. Isto porque a sua acção judicial contra duas mulheres que alegavam ter sido submetidas a uma cirurgia de mudança de sexo foi expulsa sem uma audiência. O ponto importante é o facto de ter lutado tanto para manter isto em segredo significa que Macron estava a ser chantageado por causa disto.

As transmissões televisivas nacionais francesas também já relataram torturar e matar milhares de crianças para colher adrenocromo todos os anos. Isto não vai acabar bem para a liderança do MC em França. Macron espera voar para a China na próxima semana para obter ajuda, mas é uma boa aposta que ele será preso antes de lá poder chegar.

Há também um movimento de mudança de regime a acontecer na Alemanha. O partido da oposição alemã AFD, por exemplo, está a dizer "Se Seymour Hersh está correcto [sobre o seu envolvimento na explosão do gasoduto Nordstream], o Chanceler alemão Olaf Scholz cometeu traição e deve demitir-se".

https://www.thegatewaypundit.com/2023/03/germanys-afd-party-on-nord-stream-attack-if-seymour-hersh-is-correct-german-chancellor-olaf-scholz-committed-treason-and-must-resign/

Além disso, a Alemanha será paralisada hoje (27 de Março) numa greve maciça. Será a última em meses de acção laboral e protestos que atingiram as principais economias europeias à medida que os preços mais elevados dos alimentos e da energia alteraram o nível de vida.

https://tvpworld.com/68752840/megastrike-in-germany-begins-at-munich-airport

Esta perda iminente de poder é a razão pela qual a Presidente da Comissão Europeia Ursula von der Leyen, Macron e outros líderes europeus querem visitar a China para tentar obter ajuda. 

https://www.politico.eu/article/ursula-von-der-leyen-emmanuel-macron-china-trip/

O chamado Presidente Biden dos EUA também está a tentar marcar uma chamada telefónica com o Presidente chinês Xi Jinping, mas até agora está a ficar com o ombro frio.

Aqui da agência noticiosa oficial chinesa Xinhua, pode ver porque é que a China não atende o seu telefonema:

Os Estados Unidos são o único país que utilizou armas biológicas e químicas em múltiplas guerras, e o único país que se opõe ao estabelecimento de um mecanismo de verificação multilateral para a Convenção sobre Armas Biológicas,

Os Estados Unidos são o maior belicista do mundo. Não esteve em guerra apenas durante 16 anos ao longo dos seus mais de 240 anos de história e foi responsável por cerca de 80 por cento de todos os conflitos armados pós Segunda Guerra Mundial (II Guerra Mundial).

https://english.news.cn/20230326/c67c3e9a1f064ec789281bc1ab3bb512/c.html

Em todo o caso, os dias dos fantoches Biden do regime Rockefeller estão contados. Ouvimos de múltiplas fontes que todo o drama político sobre o Presidente dos EUA Donald Trump estar prestes a ser preso "não é mais do que um acto de circo. Está tudo ensaiado e a aliança dos chapéus brancos está a controlar o espectáculo". Isto é o que está por detrás de manchetes como esta:

Trump revela plano para "Desmantelar o Estado Profundo" Como Possível Indiciação Tumbe.

 

 

Também no Canadá, o criminoso de guerra Justin Castrudeau está fora de combate com facas. Entre outras coisas, ele está a levar o Canadá à falência para servir os seus mestres do Fórum Económico Mundial.

O ataque aos líderes dos lacaios ocidentais faz parte de uma "produção de palco global, que é como se um espectáculo de circo estivesse a ficar cada vez mais excitante", comentam fontes da CIA. 

Uma grande parte do espectáculo tem lugar no Paquistão, onde hoje Imran Khan - apoiado pela Aliança Global Whitehat - vai realizar o maior comício da história do país, à medida que o actual governo ilegítimo se apodera dos seus apoiantes.

https://irshivideos.com/imran-khan-will-hold-the-biggest-rally-in-history-today-iv-news/

O actual falso Primeiro-Ministro Shariff diz que o partido político de Khan não é um partido político mas "mais um bando de militantes". Com isso ele quer dizer, claro, ele próprio e o seu próprio governo fantoche de traficantes de heroína.

https://www.channelnewsasia.com/asia/pakistans-parliament-summoned-midst-crisis-over-former-pm-imran-khan-3362696

O espectáculo também inclui fogos de artifício militares no Médio Oriente. Na semana passada, eclodiu um conflito militar sem precedentes entre o Irão e os EUA em solo sírio. Até agora, os russos têm retido os iranianos, mas agora que o Irão e a Arábia Saudita formaram uma aliança militar, parece que a China e a Rússia deram luz verde para expulsar os ladrões de petróleo dos EUA da Síria e do Iraque. https://www.debka.com/iranian-drones-and-us-fighter-jets-in-first-ever-duel-over-east-syria/

A televisão saudita, entretanto, mostrou Biden a estender a mão para abanar a de uma pessoa inexistente, perdendo-se no palco e a subir as escadas do Air Force One enquanto uma igualmente inútil Kamala Harris olhava.

https://www.zerohedge.com/geopolitical/national-embarrassment-saudi-tv-mocks-biden-skit

O falso Presidente Biden respondeu a estes acontecimentos dizendo: "Não se enganem, os Estados Unidos não procuram, não saliento, um conflito com o Irão".

Agora parece que os EUA recuaram e estão prestes a retirar-se da Síria, se quisermos acreditar nesta notícia:

A 25 de Março, pelo menos 80 petroleiros transportando centenas de toneladas de petróleo sírio roubado foram trazidos da Síria como parte de um comboio de 148 veículos que passou pela travessia ilegal da fronteira de Al-Walid.

https://thecradle.co/article-view/22945/us-resumes-theft-of-syrian-oil-hours-after-merciless-attack-on-occupation-bases

Também notamos que o Egipto deixou o FMI e tornou-se oficialmente um novo membro do Novo Banco de Desenvolvimento (NDB) criado nos países BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul).

Também no México, fuzileiros navais e polícias mexicanos apreenderam o terminal portuário da empresa de construção americana Vulcan Materials perto de Playa del Carmen, no sul do México. Há claramente mais nesta história do que aquilo que está a ser noticiado, presumivelmente dinheiro da droga, etc.

Muita coisa está também a acontecer em África. Na semana passada, 40 líderes africanos reuniram-se com Putin e Xi em Moscovo. Num sinal de que os russos, que expulsaram os franceses da maior parte de África, estão agora a visar "ex-colónias" britânicas. O Presidente ugandês Yoweri Museveni disse estar grato pelo apoio da União Soviética na luta da África contra o colonialismo... "Estamos muito satisfeitos com a nossa cooperação com a Federação Russa... no domínio da defesa.

Video Player
 
 
00:00
 
00:19
 
 

 

Por volta da mesma altura, o Chade nacionalizou todos os bens da gigante petrolífera multinacional Exxon Mobil, incluindo as suas licenças de hidrocarboneto e exploração. Isto significa que os Rockefellers já não são capazes de roubar petróleo deste país.

https://apnews.com/article/exxon-mobil-chad-oil-f41c34396fdff247ca947019f9eb3f62

Entretanto, o General Michael Langley, chefe do Comando Africano dos EUA (AFRICOM), admite que os africanos treinados pelos EUA se envolvem mais tarde em golpes de Estado contra governos civis

https://news.antiwar.com/2023/03/23/africom-says-african-coup-leaders-share-core-values-with-us-military/

Vemos também camiões a transportar carvão da Baía de Richard na África do Sul para a UE. 9,6 milhões de toneladas em 9 meses. Pode ser que a máfia cazar fuja da África do Sul com carvão roubado, tal como os americanos fogem da Síria com o último petróleo roubado.

 
00:00
 
00:44
 
 
 

 

Com isto em mente, Xi Jinping disse aos meios de comunicação social, "Há uma mudança que não acontece há 100 anos, e nós estamos a conduzir esta mudança juntos", ao que Putin respondeu, "Concordo".

Eles acrescentaram que a proposta de paz da China para a Ucrânia "não só é apoiada pela Rússia, mas também por todo o Sul Global".

A guerra na Ucrânia foi ganha pela Rússia de qualquer maneira. Actualmente, 100.000 soldados ucranianos estão presos na cidade estrategicamente importante de Bakhmut, também conhecida como Artemovsk.

Agora ficamos a saber que o Ministro da Defesa russo Sergei Shoigu e o Ministro da Defesa da Turquia Hulusi Akar chegaram a um acordo sobre o Mar Negro. Como nota uma fonte sénior da CIA, "quem quer que controle o Mar Negro ganhará esta guerra".

Entretanto, os ratos encurralados da MC sobem a fasquia nos seus crimes de guerra. Os serviços secretos polacos afirmam: "A Ucrânia tem vindo a utilizar armas químicas há dois meses. A composição química exacta das substâncias utilizadas ainda não é conhecida, mas estas causam ferimentos graves a soldados e civis. O uso de armas químicas é um crime de guerra por parte dos lados ucranianos".

A MC também tentou espalhar substâncias radioactivas disfarçadas de "munições com urânio empobrecido". É por isso que a Secretária Adjunta da Defesa do Reino Unido, Annabelle Goldie, irá enfrentar acusações de crimes de guerra.

https://declassifieduk.org/britain-supplying-depleted-uranium-rounds-to-ukraine/

Na Polónia, entretanto, "o actual partido no poder planeia deixar para trás o caos, uma caixa de Pandora, aparentemente em desacordo com outros e sabendo que governarão em conjunto: um enorme buraco no orçamento, fraco investimento e planeamento, e eleições disputadas como um concurso de canto", de acordo com os serviços secretos polacos. Dizem que o plano da MC é "utilizar vacinas de baixo nível de riqueza para aniquilar o resto do povo". Podem fazê-lo com a ajuda de ucranianos em uniformes polacos. O governo de Hanukkah em Varsóvia tem um plano para a liquidação da nação polaca, que está actualmente a ser implementado. O Estado polaco será composto por judeus e ucranianos, as línguas oficiais serão o hebraico e o ucraniano".

O povo polaco pode estar certo de que a Aliança Global Whithat porá fim a estes planos da MC para uma Cazária maior. A Polónia quer ser libertada.

Nos EUA, o Colégio Americano de Médicos diz que um FUNGUS super-letais com uma taxa de mortalidade de 60% representa uma "ameaça iminente" que se espalha por toda a América. Os media corporativos chamam a isto uma "série de sucesso da HBO". Nela, os personagens são infestados com uma estirpe de fungos Cordyceps que evoluiu para infectar os humanos, controlando as suas mentes e transformando-os em zombies sedentos de sangue com tendrilhas que crescem dos seus corpos e capazes de infectar outros. É óbvio que a propaganda de medo lançada pela MC degenerou agora em farsa.

Finalmente, ouvimos falar da intensificação dos combates em bases subterrâneas nos EUA e agora no Canadá. Recebemos até notícias do Canadá onde, pelo menos, admitem que os recentes terramotos não são naturais, mas estão quase de certeza a mentir sobre a causa. Note-se que se encontrava a 4km de profundidade. 

https://edmonton.ctvnews.ca/largest-recorded-alberta-earthquake-not-natural-from-oilsands-wastewater-study-1.6325474

Estamos também a receber cada vez mais relatos de actividade celestial invulgar. Por isso, aqui estão algumas das últimas notícias:

 

Video Player
 
 
00:00
 
00:38
 
 
Video Player
 
 
00:00
 
00:40
 
 
Video Player
 
 
00:00
 
00:40
 
 
Video Player
 
 
00:00
 
00:05
 
 
Video Player
 
 
00:00
 
00:27
 
 
Video Player
 
 
00:00
 
00:20
 
 

 

Se as coisas continuarem assim, talvez em breve todos tenhamos stargates nas nossas salas de estar e discos voadores nas nossas garagens. Só podemos ter esperança.

 

Fim

 
 

 
Traduzido por achama.biz.ly com agradecimentos a: 

Janeiro 28, 2021

chamavioleta

Tribunal da Alemanha julga caso de cidadão acusado de violação e decide que a imposição do governo de Bloqueios COVID-19 são Inconstitucionais

Fonte: GreatGameÍndia.com

Tradução, edição e imagens Thoth3126@protonmail.ch

 

 

 
 
Um tribunal alemão em uma decisão histórica declarou que os bloqueios de COVID-19 impostos pelo governo são inconstitucionais. O bloqueio de primavera da Turíngia foi uma “decisão política catastroficamente errada com consequências dramáticas para quase todas as áreas da vida das pessoas”, disse o tribunal, justificando sua decisão.

 

 

Um tribunal alemão em uma decisão histórica declarou que os bloqueios de COVID-19 impostos pelo governo da Alemanha são inconstitucionais e ilegais.


“O bloqueio de primavera da Turíngia foi uma “decisão política catastroficamente errada com consequências dramáticas para quase todas as áreas da vida das pessoas”, disse o tribunal, justificando sua decisão.

 

 
Um tribunal distrital alemão declarou que o bloqueio draconiano imposto pelo governo do estado central da Turíngia na primavera passada é inconstitucional, pois absolveu uma pessoa acusada de violá-lo.

 

O caso em julgamento pela corte alemã era sobre um homem acusado de violar as rígidas regras de bloqueio alemão ao comemorar um aniversário com seus amigos. O tribunal distrital da cidade de Weimar não apenas absolveu o réu, mas também declarou que as próprias autoridades violaram a lei básica da Alemanha.

O bloqueio de primavera da Turíngia foi uma “decisão política catastroficamente errada com consequências dramáticas para quase todas as áreas da vida das pessoas”, disse o tribunal, justificando sua decisão.

Foi esse regulamento que um homem local violou ao hospedar uma festa com a presença de seus sete amigos. No entanto, o juiz disse que o próprio governo regional violou a “dignidade humana inviolável garantida” garantida pelo Artigo 1 da lei básica alemã em primeiro lugar ao impor tais restrições draconianas.

De acordo com o tribunal, o governo não tinha fundamento legal suficiente para impor as restrições, uma vez que não havia “situação epidêmica de importância nacional” naquela época e o sistema de saúde não corria risco de colapso, já que o Instituto Robert Koch relatou que o Covid-19 o número de reprodução caiu abaixo de 1.

O juiz também determinou que o governo regional não tinha o direito de introduzir tais medidas de longo alcance, uma vez que cabia aos legisladores fazê-lo e não ao executivo.

O bloqueio imposto na Turíngia representou “as restrições mais abrangentes e de longo alcance aos direitos fundamentais na história da República Federal da Alemanha”, disse o tribunal ao chamar as medidas de um ataque “desproporcional às fundações de nossa sociedade”.

A sentença afirma de forma factual na decisão judicial da Alemanha que diz :

Em nenhum momento ocorreu um perigo concreto de sobrecarga do sistema de saúde na Alemanha por uma “onda” de pacientes com COVID-19 . Como pode ser visto no Registro de Terapia Intensiva DIVI, que foi criado em 17 de março de 2020, pelo menos 40% dos leitos de terapia intensiva na Alemanha ficaram vagos em março e abril. Dentro do estado da Turíngia, 378 leitos de terapia intensiva foram informados como ocupados em 3 de abril de 2020, apenas 36 dos quais ocupados por pacientes COVID-19. Isso foi comparado a 417 leitos desocupados.

Em 16 de abril de 2020, dois dias antes da promulgação do decreto, 501 leitos de terapia intensiva foram informados como ocupados, sendo apenas 56 deles com pacientes COVID-19. Isso contrastou com 528 leitos desocupados … O número máximo de pacientes COVID-19 relatados na Turíngia na primavera foi de 63 em 28 de abril, e o número de pacientes COVID-19, portanto, em nenhum momento houve uma faixa onde uma sobrecarga de cuidados de saúde sistemática poderia ter sido temido .

Esta avaliação dos reais perigos representados pelo COVID-19 na primavera de 2020 é confirmada por uma análise de dados de faturamento de 421 hospitais pela Quality Medicine Initiative, que concluiu que o número de casos de SARI (infecção respiratória aguda grave) tratados como pacientes internados na Alemanha no primeiro semestre de 2020, totalizando 187.174 casos, foi realmente menor do que no primeiro semestre de 2019 (com 221.841 casos registrados), embora incluísse os casos de SARI relacionados com COVID.  O número de casos de terapia intensiva e o uso de ventilação mecânica também foi menor no primeiro semestre de 2020 do que em 2019 , de acordo com esta análise.

As estatísticas de mortalidade pintam um quadro semelhante. De acordo com uma análise especial do Federal Statistical Office, 484.429 pessoas morreram na Alemanha no primeiro semestre de 2020, em comparação com 479.415 no primeiro semestre de 2019, 501.391 em 2018, 488.147 em 2017 e 461.055 em 2016. Assim, em ambos 2017 e 2018, houve mais mortes na primeira metade do ano do que em 2020 [apesar da “grave” pandemia Covid-19].

As projeções assustadoras que influenciaram significativamente a decisão do governo de bloqueio na primavera também foram baseadas em “equívocos sobre a letalidade do vírus” (conhecida como taxa de mortalidade por infecção = IFR) e sobre a existência ou falta de imunidade básica ao vírus na população.

Segundo um metaestudo do cientista, médico e estatístico John P. A. Ioannidis, um dos cientistas mais citados do mundo, publicado em outubro 2020 no boletim da OMS, a letalidade média do Covid-19 é de 0,27%, corrigida para 0,23%, que não é superior a nenhuma das epidemias moderadas de influenza [GRIPE comum]. (FONTE)

Anteriormente, um juiz federal americano julgou as restrições ao coronavírus na Pensilvânia como inconstitucionais .

As restrições à pandemia do governador da Pensilvânia, Tom Wolf, que exigiam que as pessoas ficassem em casa, impuseram limites de pessoas presentes às reuniões e ordenou o fechamento de empresas “não sustentáveis”, são inconstitucionais, decidiu o juiz distrital dos EUA William Stickman IV.

No ano passado, conforme relatado pelo GreatGameIndia , um tribunal de apelações português  decidiu que os testes de PCR não são confiáveis ​​e que é ilegal colocar as pessoas em quarentena apenas com base em um teste de PCR .

E apenas recentemente, a Organização Mundial da Saúde (OMS) mudou seus critérios de teste de PCR para encobrir falsos positivos e alertou os especialistas para não confiarem apenas nos resultados de um teste de PCR para detectar o coronavírus.

 


 

Questione tudo, nunca aceite nada como verdade sem a sua própria análise, chegue às suas próprias conclusões.

 



 
A verdade dentro de nós libertar-nos-á. 
Nós somos UM.
Não há necessidade de religiões dogmáticas, partidos políticos e ciência dogmática, vinculados a uma cabala negra que nos divide para reinar.
Qualquer investigação à VERDADE genuína irá confirmá-la.
A VERDADE não precisa de proteção.
Pergunta: Por que será que os sionistas têm tanto medo de qualquer investigação ao Holocausto?
 


Sítio (site) Principal: http://achama.biz.ly/
e-mail: site@achama.biz.ly
 
 
Para outros artigos espirituais e denúncias por favor visite:
 
Vídeos banidos alternativos
 
 




Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.
A religião organizada é desnecessária à espiritualidade.
Excelentes ensinamentos dos mestres têm sido contaminados pelo controle dogmático dessas religiões.
Discernimento sim; julgamento não.
Com discernimento é possível alcançar o espírito da letra de qualquer escritura e é também bem mais fácil escutar a voz da alma que vem do coração.
 

 
Por favor, respeitem todos os créditos


Recomenda-se o discernimento.

 
Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores

 

Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.

 

Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.

 

 
Atualização diária.
 
Free counters!


 

Novembro 23, 2020

chamavioleta

As sociedades secretas alemãs esconderam super-armas antigas aos nazis durante a Segunda Guerra Mundial

Michael E. Salla

Fonte:  Exopolitics.org

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

 
 

 
 
 
 
O controle de Adolf Hitler (von Rothschild) sobre a Alemanha nazista era estritamente limitado quando se tratava de desenvolver superarmas a partir de tecnologias altamente avançadas encontradas por sociedades secretas, que exploravam o mundo antigo para localizar e desenvolver tecnologias que poderiam facilmente ter mudado o curso da Segunda Guerra Mundial a favor dos alemães.
 
 
 
 

No último episódio do Cosmic Disclosure , o insider denunciante do programa espacial secreto, Corey Goode, descreve mais do que leu em “smart glass pads” contendo informações confidenciais às quais ele teve acesso durante seus 20 anos de serviço num programa secreto espacial dos EUA. Ele revela extensas expedições mundiais conduzidas por sociedades secretas alemãs para encontrar tecnologias avançadas construídas por antigas civilizações humanas ou deixadas por visitantes extraterrestres.

 

Goode afirma que o conhecimento dessas tecnologias avançadas estava concentrado nas regiões dos Himalaias na Índia, China e Tibete. As sociedades secretas alemãs, e mais tarde as SS nazistas, enviaram expedições a essas regiões onde encontraram pergaminhos e livros antigos, e os realocaram de volta para a Alemanha junto com alguns dos monges e escribas locais que podiam interpretá-los.

Essas expedições começaram imediatamente após a Primeira Guerra Mundial e culminaram na década de 1930, quando o Partido Nazista de Hitler chegou ao poder, de acordo com Goode. Ele descreve Thule, Vril e “Black Sun” (Sol Negro) como as principais sociedades secretas alemãs envolvidas nessas expedições.  

Embora haja extensa literatura sobre o papel da Sociedade Thule na ascensão de Hitler ao poder, há menos conhecimento sobre as sociedades Vril e “Sol Negro” (Schwarze Sonne em alemão). A Sociedade Thule foi criada em 17 de agosto de 1918, e a Sociedade Vril foi formada logo depois como uma ramificação. Esta última foi formada por médiuns [mulheres] que usaram suas habilidades psíquicas para comunicação com antigas civilizações subterrâneas ou extraterrestres.

Em seu livro, The Black Sun: Montauk’s Nazi-Tibetan Connection , Peter Moon descreve essa sociedade Black Sun como composta por figuras importantes da SS de Heinrich Himmler. (para consumo externo as SS, SchutzStaffel-Esquadrão de Proteção, mas  cujo significado real era SCHWARZE SONNE – SOL NEGRO, um astro invasor, uma estrela Anã Marron [ Brown Dwarf ] a quem os membros das S.S. prestavam culto secretamente…)

De acordo com Goode, a sociedade do Sol Negro cooperou estreitamente com as sociedades Thule, Vril e outras sociedades secretas na formação da facção alemã separatista na Antártica e na América do Sul. A implicação é que, embora a sociedade do Sol Negro fosse formalmente ligada à SS de Himmler, sua lealdade primária era para com Thule, Vril e outras sociedades secretas.  

Liderados por Ernst Schäfer (Centro) a expedição nazista ao Tibete partiu de navio em 1937, mas encontrou obstáculos logo ao chegar a costa da Índia onde pretendia desembarcar. As autoridades britânicas desconfiavam das verdadeiras intensões da expedição e negaram acesso aos portos sob seu controle. Schäfer e Himmler (Waffen S.S.) ficaram furiosos e fizeram uma queixa formal. Temendo um incidente diplomático, o Primeiro Ministro britânico Neville Chamberlain garantiu um salvo conduto para que a Expedição prosseguisse.

Isso leva a uma conclusão fascinante. Himmler acreditava que a sociedade SS Black Sun havia se infiltrado com sucesso nas sociedades secretas alemãs e iria compartilhar os segredos dos programas avançados de espaço e tecnologia destas últimas na Antártida e na América do Sul. Isso levou à firme convicção de Himmler e Hitler de que as super-armas seriam eventualmente desenvolvidas e lançadas a tempo de vencer a guerra. Em vez disso, uma decisão provavelmente foi tomada por Thule, Vril e outras sociedades secretas de sacrificar o regime nazista de Hitler, e os membros da sociedade Sol Negro não transmitiu as tecnologias que possuiam.  

No livro, Insiders Reveal Secret Space Programs and Extraterrestrial Alliances , a evidência é apresentada de que a primeira nave espacial antigravidade foi construída pela Sociedade Vril com o apoio de membros ricos da Sociedade Thule e posteriormente com o apoio oficial nazista. São apresentadas evidências de que protótipos de disco voador Vril foram realmente encontrados na Alemanha e realocados para os EUA

Ao contrário da erudição histórica convencional de que Hitler era o governante absoluto da Alemanha nazista, Goode pinta um quadro muito diferente com base no que leu em “smart glass pads”. O poder real estava concentrado nas mãos das sociedades secretas alemãs, que decidiam quais tecnologias seriam lançadas para o esforço de guerra nazista.

Enquanto a Segunda Guerra Mundial se desenrolava com o aumento das derrotas nazistas, Goode afirma que as sociedades secretas alemãs não estavam interessadas em ajudar Hitler a reverter a maré da guerra:

Eu acho que havia [algumas] tecnologias adquiridas e integradas em seu programa espacial secreto que eles estavam desenvolvendo. Mas eles estavam desenvolvendo isso para seus próprios [propósitos] quando o assunto era, eles não se importavam em [a Alemanha vencer] a Segunda Guerra Mundial, a pátria mãe [ou] usar essa tecnologia para derrotar os Estados Unidos e seus inimigos que estavam envolvidos com a guerra.

Enquanto a Alemanha nazista buscava programas de armas avançadas com base no que a SS de Himmler havia descoberto, as tecnologias mais avançadas foram mantidas longe de Hitler e levadas para locais remotos na América do Sul e numa base subterrânea construída na Antártica.

Nessas localizações remotas, bem longe da destruição generalizada que ocorria na Europa e partes da Ásia, as sociedades secretas alemãs estavam livres para desenvolver um programa de tecnologia paralelo ao que estava sendo desesperadamente perseguido pela SS nazista. As sociedades secretas construíram naves espaciais e tecnologias de armas altamente avançadas, e as mantiveram bem longe do conhecimento ou do controle de Hitler.

A partir de 1939, quando a primeira base na Antártica foi finalmente estabelecida pela Alemanha nazista, sociedades secretas repatriaram os cientistas mais talentosos para formar uma facção alemã dissidente. Goode descreve três bases construídas em locais que antes haviam sido usados ​​por uma antiga civilização subterrânea da Terra que ajudava as sociedades secretas alemãs. O programa de construção continuou durante a guerra e se acelerou com a iminente derrota da Alemanha nazista.

Quando o Almirante Byrd chegou à Antártica em janeiro de 1947, na famosa Operação Highjump, criada para desalojar os alemães, ele encontrou as sociedades secretas alemãs separatistas, cujas tecnologias eram muito mais avançadas do que as possuídas pelas SS de Himmler, que acabavam de ser derrotadas. A Marinha dos EUA sofreu uma derrota impressionante nas mãos da facção alemã nazista dissidente, ao atacar suas bases no continente gelado.

Há evidências históricas sólidas que apóiam as afirmações incríveis de Goode. É sabido que a SS nazista tinha um grupo de pesquisa chamado Ahnenerbe (alemão para “herdado dos antepassados”) que de fato conduziu expedições ao Tibete, América do Sul e outros lugares em busca de conhecimentos e tecnologias antigas. A sociedade nazista SS Ahnenerbe poderia muito bem ter sido o guarda-chuva de pesquisa para as sociedades secretas alemãs descritas por Goode.

A Expedição Alemã ao Tibete foi uma expedição científica de maio de 1938 a agosto de 1939, liderada pelo zoólogo alemão e oficial SS Ernst Schäfer.

Além disso, sabe-se que a Sociedade Thule foi a patrocinadora do Partido dos Trabalhadores Alemães [Deutsche ArbeiterparteiDAP], que foi o antecessor do Partido Nazista. As crenças da Sociedade Thule sobre o desenvolvimento de seres humanos moral, intelectual e fisicamente superiores (German Ubermensch ) foram incorporadas como princípios-chave no desenvolvimento da ideologia nazista. As elites de Thule escolheram Hitler para liderar o nascente Partido Nazista porque acreditavam que poderiam controlá-lo facilmente.

Historiadores convencionais nos contam que Hitler se voltou contra seus antigos patrocinadores, assumiu o poder absoluto e baniu as sociedades secretas . Em vez disso, de acordo com Goode, Hitler nunca foi mais do que um fantoche das sociedades secretas alemãs que decidiam quais informações e tecnologias avançadas liberariam para ele enquanto seguisse suas políticas militaristas.

episódio mais recente do Cosmic Disclosure adiciona mais detalhes sobre as tecnologias avançadas encontradas e desenvolvidas por sociedades secretas alemãs que foram divulgadas anteriormente por Goode em um episódio anterior e em uma entrevista por e- mail . Mais evidências históricas que apoiam as incríveis alegações de Goode podem ser encontradas em Insiders Reveal Secret Space Programs and Extraterrestrial Alliances .

As revelações de Goode levam a uma conclusão surpreendente. Sociedades secretas alemãs exploraram e patrocinaram o regime nazista de Hitler persuadindo-o a fornecer recursos para a construção da infraestrutura tecnológica para um programa espacial alemão separatista na Antártica e na América do Sul [em base nos Andes, no sul do Chile].

As sociedades secretas alemãs prometeram compartilhar tecnologias avançadas que permitiriam a Hitler conquistar a Europa. Em vez disso, eles enganaram Hitler e permitiram o colapso da Alemanha nazista.

Talvez mais perturbadoramente, Goode afirma que as sociedades secretas alemãs finalmente juntaram forças com sociedades secretas baseadas nos Estados Unidos e passaram a se infiltrar no Complexo Industrial Militar dos Estados Unidos. O resultado foi o desenvolvimento de muitas naves espaciais avançadas sob o controle de sociedades secretas alemãs e seus aliados norte-americanos, que Goode se refere como a “Frota Negra” [Dark Fleet] – um programa espacial secreto baseado nos princípios nazistas extraídos da Sociedade Thule.

Nos últimos anos, de acordo com Goode, outros programas espaciais secretos se uniram para impedir e expor as atividades históricas da Frota Negra e seus aliados nazistas. À medida que mais revelações acontecem, a humanidade se encontrará informada e eventualmente livre da manipulação de longa data por sociedades secretas que usam tecnologias avançadas para limitar o potencial de evolução do ser humano.

© Michael E. Salla, Ph.D.



Agradecimentos a:  


Sítio (site) Principal: http://achama.biz.ly/
e-mail: site@achama.biz.ly
 
 
Para outros artigos espirituais e denúncias por favor visite:
 
Vídeos banidos alternativos




Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.
A religião organizada é desnecessária à espiritualidade.
Excelentes ensinamentos dos mestres têm sido contaminados pelo controle dogmático dessas religiões.
Discernimento sim; julgamento não.
Com discernimento é possível alcançar o espírito da letra de qualquer escritura e é também bem mais fácil escutar a voz da alma que vem do coração.
 

 
Por favor, respeitem todos os créditos


Recomenda-se o discernimento.

 
Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores

 

Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.

 

Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.

 

 
Atualização diária.
 
Free counters!


 

Junho 24, 2020

chamavioleta

TAMBORES DE GUERRA RUFAM EM TODO O MUNDO, ENQUANTO OS EUA SÃO PARALISADOS POR LUTAS INTERNAS

Benjamin Fulford.

Relatório completo.

2020/06/22

Tradução: Candido Pedro Jorge

2020//06/24

 
 
.
 
 
 

 
A Corporação dos Estados Unidos da América, agora com quatro meses de falência, está se tornando cada vez mais disfuncional e dilacerada pelas lutas internas. Isso criou um vácuo de poder em todo o mundo e está aumentando o espectro de várias guerras regionais. Enquanto isso, as negociações Leste-Oeste para substituir a Corporação dos EUA, em DC, por algo mais funcional permanecem paralisadas, enquanto representantes asiáticos fingem “problemas de saúde”, para evitar novas negociações. Isso pode resultar num ataque combinado dos EUA, indiano, japonês e russo contra a China, se permanecer sem vigilância por muito tempo, alertam os membros da ordem militar do Sol Negro.
 
As crescentes tensões internacionais ocorrem quando o governo dos EUA, agora, está retirando ou reduzindo sua presença militar no Iraque, Afeganistão, Israel, Alemanha e outros lugares. O presidente dos EUA, Donald Trump, está fazendo isso devido a uma combinação de campanhas fracassadas, isolacionismo e falta de fundos.
 
A maior consequência da desordem norte-americana continua sendo observada no Oriente Médio, onde uma queda nas forças americanas está levando a uma tentativa multifacetada de restabelecimento do Império Otomano. A Turquia, agora, está travando guerras de conquista, de fato, (reconquista) No Iraque, Síria, Líbia e Iêmen.
 
 
Fontes militares turcas dizem que um acordo foi alcançado com o Irã para dividir o Oriente Médio. O Irã receberá as partes xiitas do Iraque e da Síria. No entanto, a Turquia está envolvida numa guerra por procuração contra o Irã no Iêmen, com o verdadeiro prêmio sendo o controle dos campos de petróleo da Arábia Saudita, nas principais províncias xiitas que fazem fronteira com o Iêmen. Dessa forma, agora, a Turquia, de fato, estaria buscando o controle da Arábia Saudita, Egito, Líbia e Israel, dizem fontes. 
 
Esse grande plano pode ser visto se desenrolando em campo aberto. No Iraque, a Turquia respondeu imediatamente à anunciada retirada dos EUA, fazendo uma grande incursão no Curdistão. A finalidade do jogo é dominar todas as partes sunitas do Iraque, dizem fontes turcas.
 
Os turcos, também, expulsaram o senhor da guerra, Khalifa Haftar, da capital de Trípoli, na Líbia e, agora, estão visando seu território no Leste da Líbia, onde estão localizados 70% das reservas de petróleo do país.
 
Como a economia da França depende em grande parte do petróleo líbio (pago com Euros fiduciários), um navio de guerra francês tentou impedir que um navio turco fornecesse armas para suas forças na Líbia na semana passada. O resultado foi que navios de guerra turcos ameaçaram um navio de guerra francês com um ataque de mísseis por três vezes, antes dos franceses se retirarem. O fato de dois supostos aliados da Otan quase começarem como batalha marítima, mostra o quanto a ausência de fato nos EUA está desestabilizando a situação. A França pediu ajuda da OTAN, no entanto, não está claro se a OTAN tem interesse em ajudar esse país a continuar roubando petróleo da Líbia.
 
 
O Ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov e o Ministro da Defesa, Sergey Shoygu, queriam enviar uma delegação de oficiais militares e de segurança para a Turquia, todavia, “como não se esperava nenhum progresso por meio de qualquer tipo de negociação nesta fase, foi tomada uma decisão de adiar os estrangeiros russos. e visita do Ministro da Defesa à Turquia”, disse uma importante autoridade turca para a mídia turca. Em outras palavras, a Turquia estava optando pela guerra, assumindo que a Rússia recuaria.
 
 
A situação chegou ao ponto em que o Egito é o único país do Oriente Médio com um exército grande o suficiente para parar a Turquia. O Egito já ameaçou intervir contra a Turquia na Líbia. A mídia estatal turca respondeu dizendo que “a ameaça de intervenção militar do Presidente egípcio, Abtel Fattah el Sisi é 'inaceitável' e 'equivaleria a uma declaração de guerra'.
 

Egito ocupa o 9º ligar  no poder militar mundial, em comparação com 11º  da Turquia. Qualquer batalha entre esses países sobre o controle do Oriente Médio seria a maior guerra, desde a Segunda Guerra Mundial.
 
 
A propósito, Israel ocupa a 18ª posição  no poder militar e, agora, que não tem mais o apoio militar dos EUA, teria que se curvar ao vencedor desse conflito. É claro que os arrogantes Sionistas estão atirando nos pés (se não na cabeça) planejando anexar a Cisjordânia. Estes, estariam melhor do lado dos cripto judeus el Sisi contra a Turquia, se soubessem qual a melhor escolha para eles.
 
As coisas são ainda mais complicadas para o Egito, uma vez que a vizinha Etiópia está construindo uma barragem no Nilo Azul, ameaçando a vida do Egito. Analistas russos pensam que uma guerra entre o Egito e a Etiópia (cada país com uma população de cerca de 100 milhões) é inevitável.
 
 
O Oriente Médio não é o único lugar em turbulência agora. Também, existe a possibilidade real de uma guerra envolvendo o Paquistão e a China contra a Índia. Os confrontos mais violentos entre a Índia e a China, desde a década de 1960 estão nas notícias há várias semanas. Na semana passada, o Paquistão entrou na briga bombardeando a Índia. Parece que o Paquistão e a China estão apostando que os EUA não participariam de uma batalha pela Caxemira e disputaram territórios do Himalaia, segundo a análise do MI6.
 
 
Por sua vez, a Índia, precisa incorporar o Sri Lanka e Bangladesh para combater a influência paquistanesa e chinesa na região, dizem analistas do MI6.
 
Agora, os americanos parecem estar concentrando os seus esforços na China e na América do Sul, deixando a Europa, a Índia e o Oriente Médio para a Rússia e para quem mais quiser preencher o vazio. 
 
Na América do Sul, o regime dos EUA não conseguiu confiscar as maiores reservas mundiais de petróleo na Venezuela, uma vez que a China, Rússia, Irã e Cuba ofereceram proteção.
 
 
Como o governo corporativo norte-americano não consegue obter petróleo venezuelano, triplicou a produção de cocaína colombiana para obter sua tão necessária moeda forte. Ainda é possível, todavia, não muito provável, algum tipo de movimento conjunto colombiano e brasileiro em relação à Venezuela. 
 
 
Evidente que o verdadeiro campo de batalha é a China e o Extremo Oriente. Os EUA enviaram três grupos de porta-aviões para o Mar do Sul da China, enquanto a China iniciou sérias provocações contra o aliado dos EUA, em Taiwan 
 
 
No entanto, uma certa agência estatal secreta americana cometeu um enorme erro estratégico quando instruiu agentes sul-coreanos a utilizarem armas energéticas de alta tecnologia dos EUA para, efetivamente, “envenenar” o homem forte nortecoreano Kim Jon Un, quando este se encontrou com Trump, porque isso eliminou um grande aliado potencial. Se os americanos soubessem o que era bom para eles, puniriam os assassinos de Kim para cortar a cauda do lagarto e tentar forjar uma aliança anti-chinesa com o Japão e uma península coreana unificada. 
 
Os japoneses, que historicamente nunca fizeram parte da China, congratular-se-iam com uma tal medida. Os coreanos, também, estão receosos de se tornarem uma província chinesa. Os chineses, entretanto, procuram conquistar a Indonésia e a Austrália, de acordo com fontes da sociedade secreta asiática. Isto pode ser visto mais recentemente por um ciberataque patrocinado pelo Estado contra o Governo australiano. Fontes da CIA no Sudeste Asiático, afirmam que mais de um milhão de agentes chineses se inltraram na Indonésia nos últimos anos. 
 
 
Evidentemente que a Indonésia, também, é a chave para qualquer tipo de reinício do sistema financeiro global, objeto de negociações secretas em andamento entre o Leste e o Oeste. Até agora, o esboço acordado prevê combinar o ouro tradicional asiático e outros tesouros com o sistema financeiro vigente e agora FIAT, controlado pelo Ocidente. 
 
Na semana passada, o Secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, esteve na Indonésia, numa missão secreta para tentar ganhar o controle do ouro indonésio, de acordo com fontes maçônicas P3. No entanto, regressou de mãos vazias. Fontes dos serviços secretos Ocidentais, com autorização de segurança acima de POTUS dizem: “Foi pedido ao Sr. Trump e ao Sr. Pompeo que se afastem, uma vez uma ‘cirurgia diplomática’ está em andamento”. 
 
De acordo com estas fontes: 
 
“Prevemos que uma futura agência de planeamento tenha sede, tanto em Londres como em Tóquio, com alinhamento Ocidental e Oriental, para facilitar uma gestão sempre em funcionamento. Se as coisas se resolverem, forneceremos um orçamento de funcionamento e, então, poderemos passar aos pormenores. 
 
Neste momento, o dinheiro asiático não é “líquido e é preciso a execução de uma transação para liberá-lo em moeda FIAT existente”. O FRB, agora, é controlado pelo Tesouro dos Estados Unidos, pelo que deverá haver um comprometimento das agências americanas. Vamos trabalhar com eles em cinco olhos para que possamos analisar isso. Talvez seja por essa razão que o senhor Pompeo deu um passo em frente”.
 
Uma vez assegurado o financiamento da futura agência de planeamento, o governo disfuncional dos EUA será substituído, enraizado e ramificado, de acordo com fontes do Pentágono. O exército americano, como única parte funcional do aparelho, ajudará a supervisionar uma reorganização completa do capítulo 11 da corporação americana. Isto pode ou não envolver uma fusão dos Estados Unidos e do Canadá, dizem as fontes. 
 
Se tal fusão acontecer, “nem daqui a um milhão de anos”, será atribuído algum papel ao “Iraniano, Jesuíta-Satânico do tipo Castro”, Primeiro-Ministro canadense Justin Trudeau, segundo os serviços secretos britânicos do MI6. 
 
Talvez haja mais motivos de preocupação para o jovem Castro se, no dia 01 de Julho, se reunirem 5.000 manifestantes na Embaixada americana em Ottawa, com um pedido formal ao FBI e à Polícia Nacional Mexicana para investigar os “crimes de Justin Trudeau e a corrupção desenfreada no Canadá e no RCMP, ao abrigo do artigo 27.5 da USMCA, que entra em vigor nessa data”. 
 
Entretanto, fontes maçônicas P3 dizem que, tanto o clã Rockefeller como o Rothschild concordaram em se render e ajudar no novo sistema. O problema é que os Illuminati Gnósticos continuam a se opor a qualquer participação destes oligarcas de linhagem. A P3 está tentando mediar. 
 
De acordo com as fontes envolvidas, com tais complicações, as negociações parecem não se concluirão antes do Outono. No entanto, quando o fizerem, espera-se que uma grande festa de celebridades, com músicos, dê início ao novo sistema, acrescentaram as fontes.
 
Entretanto, preparem-se para um longo e quente Verão, especialmente nos EUA. Espera-se que a anarquia aí se agrave, todavia, as forças armadas americanas garantirão que não haja algum grande derramamento de sangue ou  guerra civil em grande escala. Qualquer eleição em Novembro exigirá uma intervenção militar em larga escala para garantir que a votação em papel em meio a liberdade de imprensa ocorra. 
 
Fim.
 

 

Benjamin Fulford

 


 

NR: Não haverá mais guerras de grande escala, tudo será de pouca duração e grandes mudanças estão à porta.




 
 
Para outros artigos espirituais e denúncias por favor visite:


Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.
A religião organizada é desnecessária à espiritualidade.
Excelentes ensinamentos dos mestres têm sido contaminados pelo controle dogmático dessas religiões.
Discernimento sim; julgamento não.
Com discernimento é possível alcansar o espírito da letra de qualquer escritura e é também bem mais fácil escutar a voz da alma que vem do coração.
 

 
Por favor, respeitem todos os créditos

 
 

Recomenda-se o discernimento.

 

Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores.

 

 

Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.

 

 

Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.

 

 
Atualização diária.
 
Free counters!



geoglobe1

 


 

Abril 25, 2018

chamavioleta


Lista de países destruídos por Hillary!

20 de abril de 2018

Tradução

 
 
 

Lista de países destruídos por Hillary!

 
 
Em um e-mail enviado a Jeffrey Leeds, ex-secretário de Estado dos EUA, Colin Powell, o ex-secretário de Estado americano Colin Powell, escreveu sobre Hillary Clinton: "Tudo o que a HRC diz é que ela estraga a arrogância".
 
O mandato de Clinton como secretário de Estado durante o primeiro mandato de Barack Obama foi um desastre absoluto para muitas nações ao redor do mundo.
 
Nem a campanha de Donald Trump nem a mídia corporativa descreveram adequadamente como vários países do mundo sofreram horrivelmente com as decisões de política externa de Hillary Clinton.
 
Milhões de pessoas foram prejudicadas pelas políticas equivocadas de Clinton e por suas operações “play-to-pay” envolvendo favores em troca de doações à Fundação Clinton e à Clinton Global Initiative.
 
O seguinte é um gráfico de antes e depois, ilustrando, país por país, os efeitos desestabilizadores das políticas de Clinton como Secretário de Estado:
 
Abecásia
 
Antes de Hillary: Em 2009, mais e mais nações começaram a reconhecer a independência desta nação que se separou da Geórgia e repeliu com sucesso uma invasão georgiana apoiada pelos EUA em 2008.
 
Depois de Hillary: Clinton pressionou Vanuatu e Tuvalu a romper relações diplomáticas com a Abkhazia em 2011. O Departamento de Estado pressionou os governos da Índia, Alemanha e Espanha a se recusarem a reconhecer a validade dos passaportes abecazianos e, em violação do Tratado EUA-ONU. recusou-se a permitir que diplomatas abkhazianos visitassem a sede da ONU em Nova York.
 
O Departamento de Estado de Clinton também ameaçou San Marino, Bielorrússia, Equador, Bolívia, Cuba, Somália, Uzbequistão e Peru com recriminações se reconhecessem a Abkházia.
 
 
A Geórgia estava ligada a Clinton através da representação da Geórgia em Washington - o Grupo Podesta - dirigido por Tony Podesta, o irmão do amigo íntimo de Clinton e atual presidente da campanha, John Podesta.
 
Argentina
 
Antes de Hillary: Sob o Presidente Nestor Kirchner e sua esposa Cristina Fernández de Kirchner, a economia da Argentina melhorou e a classe trabalhadora e os estudantes prosperaram.
 
Depois de Hillary: Depois da morte repentina do ex-presidente Nestor Kirchner em 2010, a embaixada dos EUA em Buenos Aires tornou-se um elo para atividades anti-Kirchner, incluindo o fomento de protestos políticos e trabalhistas contra o governo. Enquanto isso, Clinton pressionou fortemente a Argentina em suas obrigações de dívida com o FMI, o que também enfraqueceu a economia.
 
Bolívia
 
Antes de Hillary: o presidente progressista Evo Morales, da Bolívia, primeiro líder indígena aimará do país, forneceu apoio do governo aos produtores de coca do país e aos mineiros. Morales também comprometeu seu governo com a proteção ambiental. Ele manteve seu país fora da Área de Livre Comércio das Américas e ajudou a iniciar o Acordo Comercial dos Povos com a Venezuela e Cuba.
 
Depois de Hillary: Clinton permitiu que a embaixada dos EUA em La Paz provocasse revoltas separatistas em quatro províncias bolivianas de maioria descendente de europeus, bem como fomentasse greves de trabalhadores entre mineradores e outros trabalhadores no mesmo modelo usado na Venezuela.
 
Brasil
 
Antes de Hillary: os presidentes progressistas do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, inauguraram uma nova era para o país com direitos de trabalhadores e estudantes na vanguarda e proteção ambiental e desenvolvimento econômico para as grandes prioridades pobres.
 
 
Depois de Hillary: A autorização de Clinton de espionagem eletrônica maciça da embaixada dos EUA em Brasília e do consulado geral no Rio de Janeiro resultou em um "golpe constitucional" contra Dilma e o governo do Partido dos Trabalhadores, dando início a um governo corrupto apoiado pela CIA.
 
República Centro-Africana
 
Antes de Hillary: Sob o presidente François Bozize, o CAR permaneceu relativamente calmo sob um acordo de paz elaborado sob os auspícios da Líbia de Muammar Qaddafi.
 
Depois de Hillary: Em 2012, terroristas islamistas do movimento Seleka e apoiados pela Arábia Saudita conduziram uma revolta, massacrando cristãos e expulsando o governo de Bozize do poder. O CAR tornou-se um estado falido no Departamento de Estado de Clinton.
 
Equador
 
Antes de Hillary: o Equador começou a compartilhar sua riqueza em petróleo com o povo e a economia, e a situação difícil dos pobres da nação melhorou.
 
 
Depois de Hillary: Clinton autorizou um golpe da Polícia Nacional em 2010 contra o presidente Rafael Correa. A economia logo despencou quando as disputas trabalhistas afetaram os setores de mineração e petróleo.
 
 
Egito
 
Antes de Hillary: Sob Hosni Mubarak, o Egito era uma nação secular estável que suprimia a política jihadista nas mesquitas. A Irmandade Muçulmana orientada pela jihadista foi mantida à distância.
Depois de Hillary: Após a “Primavera Árabe” de Clinton em 2011 e a queda de Mubarak, o Egito viu Mohamed Morsi, presidente eleito da Irmandade Muçulmana. Imediatamente, o país secular deu início a um processo de islamização com os cristãos coptas enfrentando a repressão e a violência, incluindo massacres. A regra de Morsi resultou em um golpe militar, acabando com os movimentos anteriores do Egito em direção à democracia.
 
Alemanha
 
Antes de Hillary: A nação era um país pacífico onde a cultura alemã, assim como a liberdade religiosa e os direitos das mulheres eram garantidos.
Depois de Hillary: A “Primavera Árabe” de Clinton resultou em uma enxurrada de refugiados principalmente muçulmanos sendo acolhidos na Alemanha pelo Oriente Médio, África e Sul da Ásia. Hoje, a Alemanha é arruinada pelo crime de refugiados muçulmanos, hábitos de saúde pública insalubres e prejudiciais de migrantes, agressões sexuais de mulheres e crianças migrantes, aumento de atos de terrorismo e diminuição da cultura alemã e práticas religiosas.
 
Grécia
 
Antes de Hillary: A Grécia era uma nação que via os serviços sociais da rede de segurança do governo estendidos a todos os necessitados. Ele também permaneceu um destino turístico de topo para os europeus do norte.
 
Depois de Hillary: A crise da dívida de 2010 emagreceu a economia grega e Clinton permaneceu inflexível de que a Grécia cumprisse as medidas econômicas draconianas ditadas pela Alemanha, a União Européia e o FMI / Banco Mundial.
 
 
Para piorar as coisas, a “Primavera Árabe” de Clinton acabou resultando em uma enxurrada de refugiados principalmente muçulmanos sendo recebidos em primeiro lugar, as ilhas gregas e depois a Grécia continental, do Oriente Médio, África e Sul da Ásia.
 
Hoje, a Grécia, especialmente as ilhas de Lesbos, Chios, Samos, Symi, Rodes, Leros e Cós são destruídas pelo crime de refugiados muçulmanos, hábitos insalubres de saúde pública de migrantes, agressões sexuais de homens e mulheres migrantes, atos de incêndio criminoso e vandalismo, e uma diminuição da cultura grega e práticas religiosas.
 
Guatemala
 
Antes de Hillary: Sob o governo do presidente Álvaro Colom, o primeiro presidente progressista populista do país, os pobres receberam acesso à saúde, educação e seguridade social.
 
Depois de Hillary: Clinton autorizou a embaixada dos EUA na Guatemala a trabalhar contra as eleições de 2011 como presidente da esposa de Colom, Sandra Torres. Colom foi sucedido por um presidente corrupto de direita que renunciou por corrupção e depois foi preso.
 
Haiti
 
Antes de Hillary: O Haiti foi preparado em 2011 para re-eleger Jean-Bertrand Aristide, forçado a deixar o cargo e exilar-se em um golpe da CIA em 2004. A perspectiva do retorno de Artistide ao poder foi uma bênção para os moradores das favelas do Haiti.
 
Depois de Hillary: Clinton se recusou a permitir que Aristide retornasse ao Haiti do exílio na África do Sul até que fosse tarde demais para concorrer na eleição de 2011. Sob uma série de presidentes instalados nos EUA, todos aprovados por Bill e Hillary Clinton, o Haiti é uma vaca virtual para os Clintons.
 
 
A Fundação Clinton desviou para seu próprio uso, ajuda internacional ao Haiti, e os Clintons garantiram que seus amigos ricos nas empresas de hotéis, têxteis e construção desembarcassem contratos lucrativos para projetos haitianos, nenhum dos quais beneficiara os pobres haitianos e muitos dos quais resultou em lojas de suor e práticas trabalhistas extremamente baixas.
 
Honduras
 
Antes de Hillary: Democracia multipartidária emergente com um presidente populista progressista, Manuel Zelaya. As crianças recebiam educação gratuita, as crianças pobres recebiam refeições escolares gratuitas, as taxas de juros eram reduzidas e as famílias mais pobres recebiam eletricidade gratuita.
 
Depois de Hillary: Clinton autorizou um golpe militar contra Zelaya em 2009. O homem da família Clinton "consertar" Lanny Davis tornou-se um defensor das relações públicas para a ditadura militar. A resultante ditadura fascista envolvida em assassinatos de jornalistas, políticos e líderes indígenas por esquadrões da morte extrajudiciais seguiu o “golpe constitucional” contra Zelaya. Durante 2012, Clinton ordenou que a embaixada dos EUA em Tegucigalpa trabalhasse contra a eleição de 2013 de Xiomara Castro de Zelaya como presidente.
 
Iraque
 
Antes de Hillary: Sob o governo do primeiro-ministro Nouri al-Maliki, o Iraque passou por pequenos movimentos em direção a um alojamento com os curdos do norte e os sunitas. O Irã agiu como uma força política moderadora no país que impediu quaisquer tentativas de jihadistas apoiados pelos sauditas de perturbar o governo central em Bagdá.
 
Depois de Hillary: A Primavera Árabe de Clinton resultou na ascensão do Estado Islâmico Sunita / Wahhabista no norte e no oeste do Iraque e o mergulho do Iraque em estado de estado falido. Shi'as, curdos, yazidis, cristãos assírios e sunitas moderados foram massacrados pelos jihadistas no norte, oeste e centro do Iraque. As cidades iraquianas de Mosul, Kirkuk e Nínive caíram para as forças do EIIL, com os não-muçulmanos sendo estuprados, torturados, executados e antiguidades inestimáveis ​​sendo destruídas pelos saqueadores jihadistas.
 
Independência do Kosovo
 
Estas incluem o Paquistão, Palau, Maldivas, São Cristóvão e Névis, Dominica, Fiji, Papua Nova Guiné, Burundi, Timor Leste, Haiti, Chade, Gâmbia, Brunei, Gana, Kuwait, Costa do Marfim, Gabão, Santa Lúcia, Benim, Níger, Guiné, República Centro-Africana, Andorra, Omã, Guiné-Bissau, Catar, Tuvalu, Kiribati, Honduras, Somália, Djibuti, Vanuatu, Suazilândia, Mauritânia, Malauí, Nova Zelândia, República Dominicana, Jordânia, Bahrein e Comores.
Na capital do Kosovo, Pristina, há uma estátua de 10 pés de altura de Bill Clinton em pé sobre Bill Clinton Boulevard. Não muito longe está uma loja de roupas femininas chamada “Hillary”.
 
Líbia
 
Antes de Hillary: Sob o comando de Muammar Kadafi, a Líbia pós-sanção viu um boom na construção urbana e um novo grande aeroporto internacional para servir como um centro para a África. Planos anunciados para um dinar africano, apoiado por propriedades de ouro da Líbia, para atender às necessidades da África. Todos os líbios receberam educação gratuita e assistência médica. Houve um programa de partilha de receitas da riqueza petrolífera da Líbia com o povo líbio.
 
Depois de Hillary: As operações de mudança de Clinton em 2011 contra Kadafi, que viu o líder soviético ser agredido, espancado e baleado na cabeça por rebeldes jihadistas supervisionados pelos Estados Unidos, fizeram com que Clinton ria do incidente no infame: “Viemos, vimos, ele morreu ”comentário. A Líbia se tornou um estado fracassado onde terroristas jihadistas islâmicos disputavam o controle do país e os esconderijos de Qaddafi eram dados ou vendidos a terroristas jihadistas na Síria, Iraque, Egito, região de Pan-Sahel e África subsaariana. Após a deposição de Kadafi, os trabalhadores convidados negros africanos e suas famílias foram massacrados pelas forças jihadistas.
 
Malásia
 
Antes de Hillary: A Malásia, antes de 2009, era uma nação religiosamente tolerante, onde budistas, cristãos e hindus desfrutavam da liberdade de religião.
 
Depois de Hillary: Em 2009, Najib Razak tornou-se primeiro-ministro e começou a aceitar subornos da Arábia Saudita que totalizaram cerca de US $ 2,6 bilhões com mais dinheiro público malaio nas contas bancárias pessoais de Razak mais o caixa saudita totalizando cerca de US $ 3,5 bilhões. Razak começou a permitir que os clérigos influenciados pelos sauditas pressionassem pela sharia em toda a Malásia e os cristãos em Sarawak, Sabah e Penang começaram a sofrer a repressão wahhabista. Clinton ficou em silêncio sobre a perseguição da Malásia aos não-muçulmanos. O motivo pode ter sido um relato de várias centenas de milhões de doações do fundo secreto do Razak para os cofres da Fundação Clinton.
 
Palestina
 
Antes de Hillary: Em 2012, a Palestina recebeu status de observador não-membro nas Nações Unidas. O Relatório Goldstone de 2009 da ONU descobriu que Israel violou a lei humanitária internacional em sua guerra contra Gaza em 2009. A Palestina estava ganhando mais apoio e simpatia internacionalmente e estava conseguindo acabar com a desinformação da propaganda israelense.
 
Depois de Hillary: Hillary Clinton rejeitou o Relatório Goldstone como "unilateral". O apoio desenfreado de Clinton à expansão dos assentamentos israelenses na Cisjordânia e Jerusalém Oriental e seu silêncio sobre o desumano bloqueio israelense de Gaza encorajaram o governo de direita teocrático de Israel a invadir territórios palestinos e consolidar uma série de "bantustões" palestinos como um apartheid na Cisjordânia e um gueto a céu aberto em Gaza.
 
Paraguai
 
Antes de Hillary: O país sob Fernando Lugo começou a tirar da pobreza os camponeses rurais e trabalhadores urbanos do país. O Paraguai também iniciou um movimento firme em direção à democratização após anos de ditaduras militares.
 
Depois de Hillary: o “golpe constitucional” de Clinton contra Fernando Lugo, em 2012, trouxe de volta ao poder a oligarquia militar-industrial, com os camponeses da nação sendo forçados a voltar à pobreza e ao domínio repressivo.
 
Sudão do Sul
 
Antes de Hillary: Antes da independência em 2011, o Sudão do Sul, embora repleto de disputas intra-tribais, estava relativamente calmo.
 
Depois de Hillary: Depois de ser levado para a independência do Sudão em 2011, o Sudão do Sul, um projeto especial de Clinton, George Soros e o ator George Clooney, mergulharam na guerra civil e no caos. Ele bateu todos os registros em ser transformado de um estado recém-independente em um estado falhado.
 
Síria
 
Antes de Hillary: a Síria era um estado secular multicultural e multirreligioso que defendia o conceito de socialismo pan-árabe e políticas progressistas promovidas pelo egípcio Gamal Abdel Nasser. A Síria não era um lugar seguro para o jihadismo.
 
Depois de Hillary: Após o sinal verde de Clinton para a “Primavera Árabe” de 2011, a Síria se tornou um estado fracassado, onde o Estado Islâmico ganhou uma posição firme. Aluitas minoritários, cristãos, drusos e curdos foram massacrados por grupos jihadistas auxiliados e incentivados por ONGs e outros interesses apoiados por Clinton.
 
 
Tailândia
 
Antes de Hillary: o movimento da camisa vermelha da Tailândia era uma força poderosa que exigia um retorno à democracia na Tailândia e a restauração do ex-primeiro-ministro Thaksin Shinawatra, derrubado em um golpe militar de 2006, ao poder.
Depois de Hillary: Um protesto de camisa vermelha em 2010 resultou em uma sangrenta repressão pelos militares tailandeses. Clinton permaneceu em silêncio sobre a matança de manifestantes do exército tailandês e as prisões em massa de líderes da Red Shirt. A assistência militar dos EUA ao governo tailandês foi continuada por Clinton. Quando a irmã de Thaskin, Yingluck Shinawatra, se tornou primeira-ministra em 2011, Clinton começou a trabalhar para minar ela e seu governo de uma forma não muito diferente dos subterfúgios de Clinton contra Dilma no Brasil e Cristina Kirchner na Argentina. Quando chega a mulheres líderes, Clinton só tolera conservadores que se reúnem para os Estados Unidos. A pressão contra Yingluck acabou resultando em sua saída em 2014 e ela ser acusada criminalmente da mesma maneira que viu Dilma ser cobrada no Brasil.
 
Tunísia
 
Antes de Hillary: A Tunísia era uma das nações mais seculares do mundo árabe e islâmico. Principal destino dos turistas europeus, o país era mais europeu em suas perspectivas do que o norte-africano.
 
 
Depois de Hillary: Após a “Revolução de Jasmim”, de Clinton, em 2011, uma revolução temática de livro didático elaborada pelo amigo de Clinton, George Soros, a Tunísia desceu ao domínio e violência islâmicos. Hoje, a Tunísia é o principal país para recrutas do Estado Islâmico.
 
Peru
 
Antes de Hillary: A Turquia estava se aproximando cada vez mais dos padrões europeus em direitos humanos e democracia.
Detalhes
Mesmo sob o primeiro-ministro islamista Recep Tayyip Erdogan, o país permaneceu comprometido com o pluralismo.
 
Depois de Hillary: Clinton autorizou o envio de armas líbias capturadas dos esconderijos de armas de Qaddafi aos intermediários turcos no emprego do governo de Erdogan para serem transferidos para os rebeldes jihadistas na Síria. Uma complicação nesse arranjo resultou no ataque jihadista de 11 de setembro de 2012 no depósito da CIA em Benghazi, que matou o enviado americano Chris Stevens e outros funcionários do Departamento de Estado.
Detalhes
O namoro da Turquia com os rebeldes jihadistas na Síria foi refletido pela crescente islamização da Turquia. Os eventos de 2011 e 2012 resultaram na Turquia hoje sendo governada por um líder islamista, Erdogan, com a oposição política aberta sendo reprimida.
 
Ucrânia
 
Antes de Hillary: A Ucrânia era um país estável e neutro que nem se alinhava com o Ocidente e a OTAN nem com a Rússia sob a presidência de Viktor Yanukovych, eleito em 2009 e inaugurado em 2010.
 
Depois de Hillary: Clinton tentou de tudo para garantir a derrota de 2009 de Viktor Yanukovych. O Departamento de Estado e seus amigos no campo de George Soros deram assistência à candidata favorita de Clinton, Yulia Tymoshenko, para derrotar Yanokovych. Foi essa interferência inicial nas eleições de 2009 que levou à revolução “Euromaidan” em 2014 contra o governo, resultando em guerra civil, retrocesso da Criméia de volta à Rússia e estados secessionistas no leste da Ucrânia. As políticas de Clinton levaram diretamente a um estado falido na Europa.
 
Venezuela
 
Antes de Hillary: Sob Hugo Chávez, o país prestou serviços sociais básicos aos seus cidadãos mais pobres. A Venezuela também forneceu gasolina com desconto para vários países do Caribe e da América Central através do consórcio PetroCaribe.
 
Depois de Hillary: Depois que Clinton permitiu que a embaixada dos EUA em Caracas fomentasse protestos trabalhistas e políticos anti-Chávez, o país começou a vacilar economicamente. Após o diagnóstico de câncer terminal de Chávez em 2012, o Departamento de Estado aumentou a pressão sobre a Venezuela, enfraquecendo a economia e o sistema político do país.
 
Saara Ocidental
 
Antes de Hillary: Reconhecido pela União Africana e várias nações ao redor do mundo como a República Árabe Saaraui Democrática (RASD), o Saara Ocidental via alguma esperança para uma evacuação de tropas de ocupação marroquinas ilegais de seu território.
 
Depois de Hillary: Em 2010, as tropas marroquinas começaram a entrar nos campos de refugiados sarauís e a atacar os residentes, mesmo em zonas de exclusão protegidas pela ONU, onde as tropas marroquinas eram proibidas de entrar. Clinto assegurou que as negociações da ONU e um proposto referendo popular sobre o futuro do Saara Ocidental estivessem paralisados. Clinton pressionou vários Estados a retirar seu reconhecimento da RASD, incluindo São Vicente e Granadinas, Paraguai, Haiti, Guiné-Bissau, Cabo Verde, Malauí, Quênia, Maurício, Zâmbia, Panamá e Burundi. A Clinton Foundation recebeu uma doação de US $ 1 milhão em 2011 de uma empresa de fosfato marroquina pertencente ao governo marroquino e que tem operações de mineração no Saara Ocidental.
 
 
Iémen
 
 
Antes de Hillary: o Iêmen era um estado amplamente secular que estava se transformando em uma federação onde os direitos do Iêmen do Sul e dos Zaidi Houthis do norte do Iêmen estavam sendo reconhecidos.
 
 
Depois de Hillary: a “Primavera Árabe” de Clinton de 2011 e a queda de Abdullah Saleh do poder viram o Iêmen se tornar um estado falido. A Al Qaeda, na Península Arábica, e o Estado Islâmico ganharam controle sobre várias áreas do norte e do sul do Iêmen. A queda de Saleh permitiu à Arábia Saudita conduzir uma guerra genocida no país, com o total apoio de Clinton.


SE VOCÊ QUISER SALVAR A AMÉRICA (ou o seu país) - PASSE ESTE INFORMAÇÃO AOS SEUS FAMILIARES E AMIGOS E POSTAR A OUTROS SITES. ESPALHE A PALAVRA.


Fonte: http://nesaranews.blogspot.ca/


 

Recomenda-se o discernimento.





Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores.


Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.


Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.






Atualização diária.


Fevereiro 07, 2018

chamavioleta


Paraísos fiscais: Suíça e EUA são os países mais corruptos do mundo, diz estudo.

Edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Fonte: https://br.sputniknews.com/





Paraísos fiscais: Suíça e EUA são os países mais corruptos do mundo, diz estudo. Um novo estudo de um grupo de advocacia, a Rede de Justiça Fiscal, revela que a Suíça é o país mais corrupto do mundo, com um “alto índice de sigilo de 76”. Os suíços são seguidos pelos EUA e pelas Ilhas Cayman. Os EUA causou danos incalculáveis aos cidadãos comuns de países estrangeiros, cujas elites usaram o país como um buraco negro para desviar a riqueza saqueada”.
 
“A Suíça é o avô dos paraísos fiscais do mundo, um dos maiores centros financeiros offshore do mundo, e uma das maiores jurisdições de segredo do mundo ou paraísos fiscais”, disse o relatório do grupo, intitulado “Financial Secrecy Index – 2018 Results”.


O documento explicou que “a Suíça irá trocar informações com os países ricos, se for necessário, mas continuará a oferecer aos cidadãos dos países mais pobres a oportunidade de evadir suas responsabilidades de tributação”.

Esses fatores, juntamente com a perseguição agressiva e contínua de denunciantes e insiders do setor financeiro (recorrendo às vezes ao que parecem ser métodos não legais) são lembretes contínuos de por que a Suíça continua a ser a jurisdição secreta mais importante do mundo de hoje”, disse o relatório.
O índice classifica os países segundo a assistência que seus sistemas jurídicos fornecem aos lavadores de dinheiro e para todas as pessoas que procuram proteger a riqueza obtida de forma corrupta. Quanto maior o caráter secreto, mais corrupto é o governo.
Para criar o índice, um valor referente ao segredo dos dados é combinado com um gráfico representando o tamanho da indústria de serviços financeiros offshore em cada país.
Estados Unidos
De acordo com o relatório, a falta de transparência dos Estados Unidos (60) está aumentando, o que resulta em atrair riqueza corrupta. Em 2013, os EUA estavam em sexto lugar, e em 2015 ficaram em terceiro na classificação.
“O aumento contínuo dos EUA no índice de 2018 decorre de uma mudança significativa na participação dos EUA no mercado global de serviços financeiros offshore. Entre 2015 e 2018, os EUA aumentaram sua participação de mercado em serviços financeiros offshore em 14%”, afirmou o relatório. No total, os EUA representam 22,3% do mercado global de serviços financeiros offshore.


“Os EUA oferecem uma ampla gama de restrições secretas e isentas de impostos para não residentes, tanto a nível federal como ao nível de estados individuais”, explicou o documento.
O relatório acrescentou que “o segredo financeiro fornecido pelos EUA causou danos incalculáveis aos cidadãos comuns de países estrangeiros, cujas elites usaram os Estados Unidos como um buraco negro para a riqueza saqueada”.
As Ilhas Cayman, Hong Kong, Cingapura, Luxemburgo, Alemanha, Taiwan, Emirados Árabes Unidos e a ilha de Guernsey fecharam a lista dos 10 países mais corruptos.
As nações menos corruptas entre os 112 países mencionados pela classificação foram San Marino, Santa Lúcia, São Vicente e Granadinas e Montserrat.
Os países com menor índice de sigilo foram Reino Unido (42) e Eslovênia (42), Bélgica (44), Suécia (45), Lituânia (47), Itália (49) e Brasil (49).

Matrix (o SISTEMA de CONTROLE)
“A Matrix é um sistema de controle, NEO. Esse sistema é o nosso inimigo. Mas quando você está dentro dele, olha em volta, e o que você vê? Empresários, professores, advogados, políticos, carpinteiros, sacerdotes, homens e mulheres… As mesmas mentes das pessoas que estamos tentando despertar. 
Mas até que nós consigamos despertá-las, essas pessoas ainda serão parte desse sistema de controle e isso as transformam em nossos inimigos. Você precisa entender, a maioria dessas pessoas não está preparada para ser desconectada da Matrix de Controle. E muitos deles estão tão habituados, tão profunda e desesperadamente dependentes do sistema, que eles vão lutar contra você  para proteger o próprio sistema de controle que aprisiona suas mentes …” 

 
Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.


 
 
Por favor, respeitem todos os créditos

Arquivos deste escritor em português: 
 




Recomenda-se o discernimento.






Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores.


Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.


Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.






Atualização diária.



Agosto 11, 2015

chamavioleta

Alemanha desiste de plano para repatriar seu ouro dos EUA. O Fed roubou ouro da Alemanha. Recusou a devolução pedida pelo Bundesbank, o Banco Central da Alemanha.

Posted by Thoth3126 on 02/02/2015




Após dois anos de lutas diplomáticas e escândalos financeiros envolvendo o “Fed-Banco Central (Reserva Federal) dos EUA”, a Alemanha desistiu de suas tentativas de repatriar seu ouro depositado nos EUA para casa. A fim de se salvar do escândalo (ou simplesmente roubo), o Bundesbank emitiu uma declaração oficial que destaca a sua “confiança” em seus parceiros, os banqueiros norte americanos de New York…

Tradução, edição e imagens: Thoth3126@gmail.com

Alemanha desiste de plano para repatriar seu ouro dos EUA

Fontes: http://nsnbc.me/ e http://voiceofrussia.com

… A saga da tentativa de repatriação do ouro alemão começou no rescaldo da crise da dívida europeia, quando uma campanha de base começou a pressionar o governo em Berlim para trazer o ouro para casa depositado em Nova York e Londres.

Fed roubou ouro da Alemanha. Recusou a devolução pedida pelo Bundesbank, o Banco Central da Alemanha. Veja o vídeo:


Depois de uma campanha de mídia longa e difícil, o Bundesbank superou sua relutância inicial e exigiu uma repatriação completa de todas as barras depositadas no valor aproximado de US$ 141 bilhões pertencentes à reserva nacional de ouro da Alemanha (São 1.536 toneladas métricas de ouro).

A reação do Fed foi extremamente grosseira e demonstrando irritação com a questão do “ouro alemão”, que tornou-se um dos problemas mais difíceis nas relações diplomáticas entre EUA e a Alemanha. Cada atraso e todas as desculpas inventadas pelo Fed, a Reserva (Bco Central) Federal dos EUA, fez com que a campanha na Alemanha para a repatriação do ouro ficasse ainda mais forte, levando a uma desconfiança ainda mais profunda entre as partes envolvidas no “negócio”.



Finalmente, foi dito pelo Fed ao Bundesbank que ele vai ter o seu ouro de volta somente daqui a MAIS seis anos (em 2020 apenas), mostrando claramente que o cartel bancário central dos EUA fez algo nefasto com o metal que lhe foi confiado em salvaguarda. Muito provavelmente, o ouro alemão ou foi vendido (portanto roubado da Alemanha) há muito tempo ou foi dado em “garantia hipotecária” durante a negociação dos bancos americanos em derivativos de ouro. De acordo com a Bloomberg, depois de repatriar apenas 5 toneladas de ouro, a Alemanha desistiu de continuar pressionando o Fed.

A Bloomberg citou Norbert Barthle, o porta-voz do orçamento para o partido democrata cristão de Merkel no parlamento da Alemanha, que disse que “os norte americanos estão cuidando bem de nosso ouro. Objetivamente, não há absolutamente nenhuma razão para desconfiança”.




O Deputado republicano Ron Paul esta tão preocupado com as reservas legais de ouro do governo dos EUA e de que o Federal Reserve esta escondendo a verdade sobre as reservas americanas de ouro, que ele apresentou um projeto de lei no final de 2010 para forçar uma auditoria externa nesses dois orgãos que detém o ouro dos EUA, mas que posteriormente foi derrotado em votação na Câmera dos deputados pelas forças que sustentam o regime de Barack H. Obama. Quando diretamente questionado pelos repórteres se ele acreditava que não havia mais ouro em Fort Knox ou na Reserva Federal, o deputado Ron Paul deu a resposta incrível, “Eu acho que é uma possibilidade”.

Os críticos apontam que há uma série de razões muito objetivas para desconfiança total. Uma dessas razões é que nunca houve uma auditoria alemã ou independente sobre a existência do ouro alemão em Nova York ou Londres.

Além disso, o Bundesbank nunca foi capaz de fornecer uma razão para a falta de auditorias, alegando que ele armazena ouro “apenas com os bancos centrais da “mais alta reputação internacional” e, portanto, uma auditoria independente não é necessária.

Sobre o sumiço do ouro nos EUA saiba mais:
http://thoth3126.com.br/eua-barras-de-ouro-falsas-em-fort-knox/
http://thoth3126.com.br/o-ouro-dos-eua-nao-existe-mais/




Acima: Fort Knox é uma pequena cidade americana e base do Exército dos Estados Unidos, localizada no estado de Kentucky, ao longo do rio Ohio. Ela abriga importantes unidades de treinamento e comando de recrutamento do exército, o Museu George S. Patton, em homenagem ao general da II Guerra Mundial e o United States Bullion Depository, (Depósito de Ouro dos Estados Unidos) pelo qual o lugar é mais conhecido, como depósito de grande parte do ouro guardado pelo governo do país.

A decisão de suspender as tentativas de repatriação suportam as características de uma concessão política para Washington. É muito provável que na longa guerra de Berlim para reaver o seu metal precioso, o país vai se arrepender desta decisão porque suas chances de nunca mais recuperar o controle do seu ouro agora estão muito próximas de zero.

No entanto, ainda há alguma esperança para a recuperação do ouro alemão. Horas depois de Bloomberg publicar a história sobre a Alemanha finalmente desistir suas tentativas de repatriação do metal, Peter Boehringer, o líder da campanha “repatriar o nosso ouro”, divulgou um comunicado, chamando a publicação da peça da Bloomberg como “um artigo de “não-notícia” com um título errado, com estranhos entrevistados, notícia velha, e com uma abordagem ideológica claramente apologética”.

Ele também disse que a luta para trazer de volta o ouro alemão que deveria existir depositado no Fed-Bco Central Reserva Federal dos EUA, vai continuar.



{n.t. O QUE OS CHINESES DESCOBRIRAM: Aproximadamente 20 anos atrás (em torno de 1994) – durante a administração Bill Clinton [acho que Robert Rubin, o senhor Alan Greenspan e Lawrence Summers participaram] – entre 1,3 e 1,5 milhões de barras de tungstênio pesando 400 onças-oz foram supostamente produzidas por uma empresa muito hightech, uma refinaria sofisticada dos EUA [foram refinadas mais de 16 milhares de toneladas métricas]. Posteriormente 640 mil destas barras de tungstênio receberam seus chapeamento de ouro e foram enviadas à FORT KNOX como se fossem ouro puro e permanecem lá até hoje… – Saiba muito mais.}


Saiba MUITO mais em:
http://thoth3126.com.br/profecia-de-1912-sobre-fim-dos-eua-e-obama/
http://thoth3126.com.br/obama-seria-muculmano/
http://thoth3126.com.br/obama-o-fantoche/
http://thoth3126.com.br/barack-obama-segredos-e-mentiras-sem-fim/
http://thoth3126.com.br/obama-comunista/
http://thoth3126.com.br/o-projeto-comunista-nos-eua-nwo-nova-ordem-mundial/
http://thoth3126.com.br/o-futuro-colapso-dos-e-u-a-previsto-por-jornal-da-russia/
http://thoth3126.com.br/obama-nasceu-em-mombasa-no-quenia/
http://thoth3126.com.br/eua-a-beira-da-falencia/
http://thoth3126.com.br/obama-nao-nasceu-nos-eua/

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

Compartilhe:

489Share on Facebook (Opens in new window)489
27Click to share on Twitter (Opens in new window)27
Click to share on Reddit (Opens in new window)
Click to email this to a friend (Opens in new window)


Por favor, respeitem todos os créditos


Arquivos em português:


http://rayviolet2.blogspot.com/search?q=ouro



Atualização diária


Se gostou! Por favor RECOMENDE aos seus Amigos.
achama.biz.ly 

Março 18, 2015

chamavioleta

Meteoro explode, agora sobre o sul da Alemanha…

Posted by Thoth3126 on 17/03/2015

meteoro-queda-asteroide-explosão

Mais um meteoro explode nos céus da Europa, agora foi no sul da Alemanha, na região da Baviera



Ontem à noite, um grande meteoro explodiu sobre o sul da Alemanha, sendo este o segundo evento deste tipo apenas um dia depois da queda de outro meteoro registrado na Suíça.

A bola de fogo gerada pela explosão foi mais brilhante do que a Lua e produziu estrondos sônicos altos – um sinal de que penetrou profundamente na atmosfera e seus pedaços podem ter caído no chão como meteoritos.

Tradução, edição e imagens: Thoth3126@gmail.com

Mais um meteoro explode nos céus da Europa, agora sobre o sul da Alemanha…

Fonte: http://spaceweather.com/

Atraído pelos sons, o astrofotógrafo Hans Hopf da Baviera, região do sul da Alemanha, virou a câmera para o céu a tempo de capturar uma nuvem de detritos em espiral na parte superior do céu:



“Eu podia ver a fumaça espiralando”e se transformando através da constelação de Orion por mais de 20 minutos após o meteoro ter explodido”, diz Hopf.

“O campo de visão dessas imagens é de cerca de 10 graus. A grande estrela brilhante na foto é Betelgeuse (Alpha Orionis).”




Bola de fogo fotografada enquanto mergulhava nos céus do sul da Alemanha

A Organização Internacional de Meteoros está recolhendo relatos de testemunhas por meio de sua nova ferramenta de comunicação on-line . Leitores europeus, se vocês assistiram este evento, por favor entre em contato conosco.



O seu avistamento poderia ajudar a identificar a zona de queda no solo de possíveis meteoritos, pedaços menores do meteoro após a sua explosão.
 

Ao entardecer, dizeis: haverá bom tempo porque o céu está rubro. E pela manhã: hoje haverá tempestade porque o céu esta vermelho-escuro. Hipócritas ! Sabeis, portanto discernir os aspectos do céu e não podeis reconhecer  OS SINAIS DOS TEMPOS?”  Mateus 16: 2 e 3


Mais informações em:
  1. http://thoth3126.com.br/explosao-e-queda-de-meteoro-na-russia-destruicao-e-feridos/
  2. http://thoth3126.com.br/inedito-meteoro-na-russia-foi-explodido-por-um-ufo-filme/
  3. http://thoth3126.com.br/meteoro-da-russia-enorme-fragmento-com-570-quilos-foi-resgatado/
  4. http://thoth3126.com.br/meteoro-explodiu-nos-ceus-dos-eua/
  5. http://thoth3126.com.br/nasa-chuva-de-meteoros-e-estrelas-cadentes-imagens/
  6. http://thoth3126.com.br/meteoro-russo-mostra-que-20-milhoes-de-rochas-espaciais-ameacam-a-terra/
  7. http://thoth3126.com.br/licoes-do-impacto-de-meteoro-na-russia/
  8. http://thoth3126.com.br/meteoros-podem-estar-a-caminho-da-terra/
  9. http://thoth3126.com.br/meteoros-a-quantidade-desse-fenomeno-esta-aumentando/
  10. http://thoth3126.com.br/bola-de-fogo-explodiu-no-ceu-a-leste-da-russia/
  11. http://thoth3126.com.br/meteoro-cai-e-ilumina-os-ceus-da-europa-central/


Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.



www.thoth3126.com.br

Fevereiro 21, 2015

chamavioleta

Nova Ordem Mundial em jogo Geopolítico dos EUA contra a concorrência da Rússia

Posted by Thoth3126 on 21/02/2015



O confronto entre Moscou (leste) e Washington (oeste) sobre o conflito interno na UCRÂNIA vai, sem dúvida, mudar o equilíbrio de poder global, acredita Dmitri Trenin, um bem conhecido cientista político russo, autor de livros, e o diretor do Carnegie Moscow Center. (n.t. com consequências graves, como a da derrubada do avião da Malaysia Airlines, MH17, causando a morte de 298 pessoas, para por a culpa na Rússia e criar um “fato” para pressionar os países europeus contra Putin e seu pais.)

Tradução, edição e imagens: Thoth3126@gmail.com

Uma Nova Ordem Mundial em “perigoso jogo geopolítico” dos EUA contra a Rússia,tendo a Ucrânia como cenário para pressionar os países europeus.

http://en.ria.ru



“A atual luta EUA-Rússia é sobre a criação de uma Nova Ordem Internacional”, e a Ucrânia é o “campo de batalha principal”, onde os dois atores globais estão definindo novas regras e condições, escreve Dmitri Trenin em seu artigo “O Pesadelo de Europa virando realidade: America vs Rússia … De Novo“, publicado no National Interest (Interesse Nacional), um meio de comunicação norte americano respeitável.

No entanto, não é a Ucrânia, mas a Europa como um todo (o prêmio principal) que se tornou o pivô central da competição geopolítica, sublinha o especialista. “Os riscos não poderiam ser mais altos”, acrescentou.


Trenin prevê o agravamento das relações entre a Rússia e os países da UE-União Europeia, sendo deliberadamente instigados por Washington, numa perspectiva de curto prazo. Essa tendência, no entanto, pode mudar no longo prazo: “Moscou pode esperar que a punição (e provocação), liderada pelos EUA, contra a Rússia, já esta principalmente causando problemas no comércio da UE com o pais russo, pode levar a problemas na OTAN (aliança entre EUA e Europa) e divisões dentro da própria UE”, escreveu Dmitri Trenin.

Em contraste com o início da primeira Guerra Fria, quando a URSS foi contemplada como um oponente ardente do Ocidente, os europeus não mais consideram Moscou como um rival ideológico, nem uma ameaça (militar) potencial hoje. Estando envolvidos em profundas relações comerciais com a Rússia e dependentes de seu fornecimento de energia, para enfrentar o inverno, os países europeus estão dispostos a ver a Rússia como um parceiro, e não como um antagonista.

Assim, “Moscow incidirá sobre países como a Alemanha, Itália, França, Espanha e vários países menores – da Finlândia para a Áustria para a Grécia – com a qual a Rússia construiu relações comerciais extensas”, observa o especialista. Note-se que os estados europeus, citados por Trenin, já são alvo de críticas ferozes dos decisores políticos (n.t. controlados) neoconservadores norte americanos. 


O maior medo dos NEOCONS de Washington é a aproximação e o estreitamento dos laços entre a Alemanha e a Rússia.

Por exemplo, os neocons exortam a Espanha a suspender a sua cooperação marítima com a Rússia; clamam com a França (n.t. e a puniram com uma pesada multa de US$ 9 bilhões ao banco BNP-Paribas por ter financiado a venda do navio para a Rússia, deixando os franceses furiosos) para cancelar seu contrato de fornecimento de navios de guerra da classe Mistral com Moscou; culpam a Alemanha e a Itália por sua falta de vontade de pôr em risco os atuais e fortes laços econômicos com a Rússia.

Dmitri Trenin aponta os dois principais vetores estratégicos da política externa da Rússia: o fortalecimento de alianças de Moscou com a Alemanha no Ocidente e da China no Oriente. Embora as relações russo-alemãs sejam contidas pela participação da Alemanha na OTAN, Moscou considera o pais germânico o “carro-chefe” da UE o seu aliado geopolítico de longa data na Europa (n.t. A Alemanha é a quarta economia do mundo e a maior da Europa). Para evitar essa “perigosa” aproximação russo-alemã Washington insta Berlim para apertar sua política de sanções contra Moscou (devido à “fabricada crise na Ucrânia”), e acompanha de perto a atividade da elite da política alemã.

Embora os especialistas ocidentais, incluindo o diretor do Carnegie Moscow Center, acreditem que a Rússia abriga um medo profundo de seu poderoso vizinho do Leste – a China – Moscou já demonstrou a sua disponibilidade para ampliar a cooperação econômica e política bilateral com Pequim. Note-se que a aproximação entre a China e a Rússia começou no início de 1990.


Assim, a mudança para o Oriente não deve ser qualificada como “gesto de desespero” de Moscou causado pelas sanções ocidentais: o movimento hostil dos EUA tem apenas catalisado e acelerado este processo. Os loucos em Washington estão profundamente preocupados com o fortalecimento da aliança sino-russa. Especialistas ocidentais alertam que a aproximação da Rússia e da China em conjunto com o fortalecimento do bloco conhecido como BRICS acabará por alterar o equilíbrio global de poder.

“Dada a natureza fundamental do conflito entre a Rússia com os Estados Unidos, Moscou está buscando consolidar suas relações com países não-ocidentais. O grupo BRICS, que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, é uma plataforma natural para esse movimento“, escreveu Dmitri Trenin, acrescentando: “Politicamente, a Rússia já se coloca como um país aberto para todos os países descontentes com o domínio global dos EUA”. (n.t. Secretamente a Alemanha iniciou conversações com Moscou para entrar no bloco dos países BRICS: Link aqui )

“É muito cedo para especular como vai acabar esta disputa pelo controle do rearranjo de uma Nova Ordem Mundial. As apostas são muito altas”, observa o especialista. Qualquer erro acidental ou concessão séria feita por Moscou ou Washington pode levar à perda de poder e prestígio mundial por um dos lados concorrentes.


Os controladores do ocidente (EUA-Canadá e Europa), os mentores do marionete Obama, não veem com bons olhos a ascenção dos países do bloco chamado de BRICS.

Enquanto isso, a Rússia está se preparando para a sua reindustrialização, a fim de reduzir sua dependência do Ocidente e aumenta o controle do governo sobre seus assuntos internos. “Até certo ponto, a pressão ocidental auxilia os esforços do Kremlin”, Dmitri Trenin enfatiza.

————————————————————————-

“Desperta, tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos (os inconscientes e ignorantes), e Cristo te esclarecerá. Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios*, mas como sábios” Efésios 5:14-15

{Nota: Significado de Néscio: adjetivo, Característica de quem não possui (não desenvolveu) conhecimento, capacidade, sentido ou coerência. s.m. Sujeito ignorante, estúpido, incompetente, burro, incoerente, inepto e sem discernimento. (Etm. do latim: nescius.)}

Mais informações em:
http://thoth3126.com.br/alemanha-pede-para-entrar-no-brics-grandes-mudancas/
http://thoth3126.com.br/malaysia-voo-mh17-confundido-com-aviao-de-putin/
http://thoth3126.com.br/voo-mh17-derrubado-para-gerar-crise-com-a-russia/
http://thoth3126.com.br/corpos-das-vitimas-do-voo-malaysia-mh17-sao-resgatados/
http://thoth3126.com.br/malaysia-airlines-aviao-voo-mh17-com-295-pessoas-a-bordo-cai-na-ucrania/
http://thoth3126.com.br/voo-370-da-malaysia-airlines-foi-sequestrado/
http://thoth3126.com.br/voo-mh370-canceladas-as-buscas-por-destrocos/
http://thoth3126.com.br/ex-premier-da-malasia-acusa-cia-sobre-voo-mh-370/
http://thoth3126.com.br/como-o-voo-malaysia-mh17-foi-derrubado-por-missil/
http://thoth3126.com.br/malaysia-voo-mh17-militares-derrubaram-boeing-na-ucrania/
http://thoth3126.com.br/voo-mh17-16-perguntas-que-nao-podem-ser-ignoradas/

Permitida a reprodução desde que mantida formatação original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br



Compartilhe:

26Share on Facebook (Opens in new window)26
2Click to share on Twitter (Opens in new window)2
Click to share on Reddit (Opens in new window)
Click to email this to a friend (Opens in new window)



Por favor, respeitem todos os créditos


Arquivos em português:


http://rayviolet2.blogspot.com/search?q=Nova Ordem Mundial



Atualização diária


Se gostou! Por favor RECOMENDE aos seus Amigos.
achama.biz.ly 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub