Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

Agosto 25, 2023

chamavioleta

Enfraquecer o controle do mal sobre a humanidade

Por Kenneth Schmitt

Traduzido a 25 de agosto de 2023 [pt]

 
créditos: frasesdelavida.com
 

À medida que enfrentamos as terríveis tragédias e desafios da guerra contra a humanidade, cabe-nos saber que nada acontece por acidente, e temos a opção de como interagimos e nos sentimos em relação ao que está a acontecer. Embora compartilhemos o espectro energético da dualidade positiva e negativa com a humanidade, é importante perceber que tudo o que experimentamos consiste em polaridades energéticas com as quais nos alinhamos através da aceitação ou resistência, ou transcendemos e transformamos.
 
O mal não pode ser derrotado identificando, julgando e lutando contra ele e buscando vingança. Quando nos envolvemos desta forma, temos de nos alinhar com o seu nível vibratório. É da natureza desta energia destruir a vida. Ao combater o mal e aqueles que se identificam com ele, nós realmente o capacitamos com nossa força vital através de nossa raiva e medo. Lutar contra o mal com a intenção de destruí-lo só reforça os padrões energéticos que o criam, e pagamos um preço em diminuir a nossa própria força vital.
 
Há uma perspectiva muito maior que podemos perceber. Nada acontece por acaso a nenhum de nós. Cada pedacinho de sofrimento e morte que experimentamos faz parte do nosso plano de vida e se desdobra em alinhamento com o nosso próprio estado vibratório de ser. Todas essas coisas são lições para aprendermos a realizar nossa própria orientação superior além do reino da dualidade. Em nossa consciência do ego, somos vítimas de nossas circunstâncias, mas em nosso verdadeiro eu, somos donos de nossas situações. Nossa transformação ocorre em nossa própria realização, resolvendo nossas crenças limitantes sobre nós mesmos e transcendendo-as.
 
Quando vivemos na consciência da vítima, precisamos de salvadores para nos aliviar das nossas aflições, porque não sabemos que somos a causa da nossa própria condição. A intensidade de nossa própria experiência depende de nossa força de devoção às qualidades decrescentes ou que melhoram a vida de nossas intenções. Quando estamos claros mental e emocionalmente e alinhados com nosso conhecimento interior mais profundo, podemos transcender crenças limitantes sobre nós mesmos. O nosso ambiente remodela-se em alinhamento com a nossa polaridade energética predominante.
 
Como tudo surge em nossa própria consciência, temos a capacidade de escolher as qualidades Vibratórias às quais prestamos atenção. Esses são os padrões energéticos com os quais ressoamos e que atraem magneticamente novas experiências para nós mesmos. Eles ressoam com as qualidades de nossa atenção. Ao viver com uma orientação superior, elevamos a consciência da humanidade para a auto-realização do nosso verdadeiro ser.
 
Podemos enfrentar experiências negativas com a orientação do nosso coração, que é destemido. Como seres humanos, não sabemos o nosso destino, mas podemos antecipar saber como lidar com qualquer encontro. Quando percebemos que somos a nossa presença eterna de consciência, podemos compreender completamente a nossa vida. Alinhar - se com a consciência do ego no desejo de se envolver com a energia negativa para destruí-la, resulta no aumento das energias que diminuem a vida. Vivendo constantemente com a orientação do coração do nosso ser, ativam-se as nossas capacidades criativas ocultas e já não podemos ser intimidados.
 
Kenneth Schmitt
 
 
 

 
Transcrito por  http://achama.biz.ly  com agradecimentos a: 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub