Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

Novembro 25, 2023

chamavioleta

Agradecimentos, gratidão e apreço são ferramentas para a criação

Os Hators da 9a Dimensão

Canal: Daniel Scranton

Tradução a 24 de novembro de 2023

 
gratitude thanks & appreciation - tools for creation - the 9D hathors - channeled by daniel scranton - channeler of aliens
 
Chegámos. Somos os Hathors e estamos muito felizes por estarmos aqui com todos vós.
 
Nós os amamos imensamente, e é por isso que continuamos nos concentrando na terra e nos humanos da Terra. Sabemos o quanto adoramos seres de outros mundos e outros sistemas estelares, e por acaso somos de outro universo. Viemos para responder ao chamado que foi feito durante as guerras de Órion, e estamos com vocês desde então para ajudá-los a se tornarem seus eus inteiros, seus eus superiores. Subimos da forma física para a não física, e estamos na nona dimensão. Estamos aqui para vos oferecer os nossos ensinamentos, tal como fizemos no tempo do grande império egípcio. Nossos ensinamentos hoje são em torno de gratidão, apreço e agradecimento. Estas são ferramentas poderosas que você tem que criar com.
 
Se você quer mais alguma coisa, e tem pouco disso no momento, então ser grato pelo que você tem adicionará uma assinatura energética ao que você tem que emitirá uma vibração para toda a humanidade e além, dizendo a todos que podem captar esse sinal de que isso é algo que está se preparando para ter alguma companhia. Ele também coloca você em uma linha do tempo diferente, uma linha do tempo onde há mais para você apreciar e desfrutar. Portanto, quanto menos tempo você gasta reclamando, e quanto mais tempo você gasta apreciando, mais você se alinha com a linha do tempo perfeita por sua definição. Todos têm mais do que aquilo que determinaram ser bom. Você começa a definir o que é para você, e então você começa a ir para essa realidade, e as ferramentas que você tem para chegar lá são o seu desejo e sua apreciação.
 
Quando você ama qualquer coisa, você se alinha com o seu verdadeiro poder, você se alinha com o seu verdadeiro eu, e você se alinha com mais do que quer que seja que você esteja apaixonado naquele momento. Já não é necessário fazer as coisas da maneira mais difícil, à moda antiga. E certamente, a vida lá na terra está dizendo isso e mostrando isso o tempo todo. Tornaram muito mais fácil para si próprios pôr as mãos em praticamente qualquer coisa, incluindo experiências, que desejem. Há tantos de vocês lá e há tantos recursos, e quando vocês percebem isso e se sintonizam com a verdade de que não há falta, torna-se muito mais fácil para vocês, então, apreciar o mundo em que estão e as oportunidades que viver uma vida na terra lhes proporciona.
 
A vossa vida na terra está a dar-vos tantas oportunidades para se expandirem, para se conhecerem e para terem as experiências que decidem que querem ter. E se você começar por apreciar a sua vida, a si mesmo, seus companheiros humanos, e seu planeta, então você pode obter mais detalhes sobre o que você é grato. E então, quando recebes mais do que desejas, dás graças, louvas o que te está a chegar e o que tens, e o caminho que levou para chegar até ti, e todas as pessoas, e os animais, e as árvores que ajudaram a trazê-lo até ti.
 
E então você está em alinhamento com o seu verdadeiro eu, e você eleva sua vibração. Sim, você pode elevar sua vibração tornando-se sem desejo e sentado em meditação, mas veio a ter experiências, veio a se expressar e veio pela fisicalidade do planeta Terra e sua dimensão. Portanto, desfrutem de tudo, apreciem tudo, não resistam a nada e vejam o quanto mais têm de ser gratos à medida que avançam nesta experiência de vida, uma experiência de vida que pode ser preenchida com abundância e alegria.
 
Somos os Hathors, agradecemos-vos e desejamos-vos um bom dia.
 
 
Daniel Scranton
 

As minhas notas:
Deus, a Fonte da vida é puro amor incondicional, não um deus zeloso de [algumas das] religiões dogmáticas.
O Google apagou meus antigos blogs rayviolet.blogspot.com e
rayviolet2.blogspot.com, sem aviso prévio e apenas 10 horas depois de eu postar o relatório de Benjamin Fulford de 6 de fevereiro de 2023, acusando-me de publicar pornografia infantil.
(Uma Grande Mentira)
Free counters!Visitor Map
 

Agosto 01, 2023

chamavioleta

Criar a sua realidade ou Aceitar e render-se?

Canalizado por Daniel Scranton

Tradução a 30 de julho de 2023

 
Create Your Reality or Accept & Surrender - the 9d Arcturian council - channeled by daniel scranton - channeler of aliens
 
Saudações. Somos o Conselho Arcturiano. Temos o prazer de nos ligar a todos vós.
 
Somos testemunhas de tanta coisa que está a acontecer na terra e com todos vós, como indivíduos, e estamos sempre encantados por vê-los crescer através das vossas experiências. Você tem essas vidas que você está vivendo e que muitas vezes você procura ganhar o controle através de uma variedade de estratégias e técnicas. Se você se visse como o experimentador de sua vida e o criador de sua experiência de sua vida, como isso mudaria sua percepção da realidade? Em outras palavras, muitas vezes você recebe a mensagem daqueles como nós de que você cria sua realidade, mas então você também recebe a mensagem que diz: 'você precisa deixar ir e se render. E alguns de vocês podem pensar que esses dois ensinamentos se contradizem.
 
Só queremos que saibam que a criação da vossa realidade começou há muito tempo. Vocês criaram esta vida, e então decidiram experimentar esta vida que estão a viver, e também podem mudar a sua experiência desta vida, o que os levará por diferentes caminhos de sentimento dentro da vida. Há tanta coisa que você pode mudar, mas também há tanta coisa que você deve aceitar como parte da experiência que você queria quando estava operando como sua alma, como seu eu completo. Sempre que alguém indica que simplesmente não pode aceitar algo, percebemos que, em algum momento, essa pessoa terá de aceitar o que quer que seja que esteja em resistência. A questão então se torna: 'Por Quanto tempo você vai lutar e resistir antes de finalmente aceitar o que precisa?’
 
E a resposta varia de pessoa para pessoa, mas aqueles de vocês que estão acordados podem reconhecer que uma das maneiras que vocês têm de aceitar algo é mudando a maneira como estão olhando para isso. Uma das maneiras mais úteis que você tem de olhar para algo é perguntar-se como é que lhe serve ter essa experiência particular em sua vida. É claro que, como Alma, você quer ter uma variedade de experiências, e nem todas essas experiências seriam descritas como boas experiências da perspectiva egoica. E assim, você está lá para mudar sua perspectiva e mudar a si mesmo. E então sim, é claro, você começa a experimentar mais da vida que você quer experimentar. Parte disso vem também quando vocês vão além da visão egóica e pensam em como podem estar no fluxo com o coletivo do qual fazem parte.
 
O coletivo do qual você faz parte também foi algo que você escolheu experimentar antes de nascer. Por Mais que resistam a esta parte, ou a este grupo, ou a esta pessoa, foram todas as vossas escolhas, e serve-vos muito mais aceitá-las como elas são e mudá-las, do que pedir-lhes que mudem porque resistem a elas como elas são. Sabemos que aqueles que estão acordados também têm o desejo de proteger. Querem proteger os inocentes, os que não podem proteger-se a si próprios. Mas, mais uma vez, se mudarmos a nossa perspectiva sobre isso, e virmos o quadro geral e os acordos que todos têm com todos os outros, perceberemos que, de facto, ninguém é vítima.
 
Todos estão experimentando o que estão experimentando por escolha, porque todos são os criadores de sua realidade. Escolha mudar a sua consciência de pequenas maneiras todos os dias, e todas essas pequenas mudanças equivalerão a uma mudança monumental na consciência para você que terá o efeito cascata que você quer que tenha sobre o resto do coletivo. E então você verá como é possível viver em paz e em harmonia com todos os outros seres na forma humana e na forma animal na Terra. É isto que desejais verdadeiramente como Alma, e está ao vosso alcance se estais dispostos a fazer os pequenos ajustes que vos propusemos fazer nesta transmissão.
 
Somos o Conselho Arcturiano e gostamos de nos conectar convosco.

Julho 24, 2023

chamavioleta

GAIA, A GRANDE

Por Owen Waters

Tradução Regina Drumond

a 24 de julho de 2023

 
 
 
 
Você pode se perguntar por que a consciência humana de repente começou a aumentar de frequência na década de 60. As pessoas começaram a questionar as velhas formas de corrupção e conflito e muitos começaram a buscar respostas espirituais nos ensinamentos do Oriente. A data de início real deste renascimento na consciência humana foi 8 de Julho de 1964.
 
Naquele dia de 1964, a Mãe Terra esteve imbuída de uma enorme quantidade de energia cósmica. Agora, porque ela tem bilhões de seres humanos sob seus cuidados e proteção, ela escolheu armazenar essa energia cósmica dentro de seu corpo e depois liberá-la gradualmente por um longo período de tempo para que pudéssemos nos adaptar a ela. 
 
Pelo bem da humanidade, ela distribuiu essa energia cósmica edificante de uma forma que nos permitiu nos adaptar a frequências mais elevadas de maneira equilibrada. Ela percebeu que precisávamos ser capazes de atualizar nossa consciência em preparação para os novos ciclos positivos que começariam a se desenrolar após 2012.
 
Gaia, a Mãe Terra, é uma alma muitíssimo avançada, baseada na existência da sétima densidade. Ela mantém corpos como esferas de consciência na quinta e sexta dimensões, bem como corpos físicos na quarta dimensão e em nosso reino de terceira dimensão. 
 
Em nosso nível físico, seu corpo parece minúsculo na vasta escuridão do espaço e, no entanto, em seu nível de alma, a imagem é muito diferente. Foi-se a escuridão do espaço. Lá, ela é uma joia brilhante dentro do corpo sólido de luz que preenche nosso sistema solar.
 
Há muito tempo, quando a humanidade precisava de um lar no espaço, Gaia se ofereceu para reter sua luz espiritual para que nossa raça humana pudesse existir confortavelmente com o seu apoio, em seu próprio nível de consciência.
 
O dia 8 de Julho é o dia ideal para lembrar a grandeza e a compaixão desta deusa da luz e para expressar nossa profunda gratidão pelo lar que ela nos fornece abnegadamente.
 
Reserve um tempo para se interiorizar, conectar-se com a alma espiritual de Gaia e lhe enviar o seu amor, luz e gratidão.
 
Inspire a energia vital universal a cada inalação. A cada expiração, envie seu amor, luz e gratidão como um feixe de luz branca de seu coração para o coração da Mãe Terra.
 
Reserve um tempo para fazer bem a conexão e você ficará surpreso com a qualidade da energia edificante que volta para você da Mãe Terra.
 

Junho 06, 2023

chamavioleta

Receber mais activações e actualizações

O Conselho Arcturiano da 9ª Dimensão

Canalizado por Daniel Scranton

Tradução a 5 de junho de 2023

 
 
 
 
Saudações. Nós somos o Conselho Arcturiano. Temos o prazer de nos ligar a todos vós.
 
Estamos muito interessados em ver-vos evoluir espiritualmente e ver o que funciona para vós nas vossas vidas, porque sabemos que se algo funciona para os humanos no planeta Terra, então irá certamente funcionar para outros seres noutras partes da galáxia. Todos vós tendes tantos ensinamentos, processos, exercícios, técnicas e práticas espirituais para vos ajudar no vosso caminho, e depois também tendes apenas o viver das vossas vidas. A vivência das vossas vidas irá fazer-vos crescer, porque tendes experiências na Terra que são tão únicas e tão exigentes para vós que não podeis deixar de evoluir a partir delas. 
 
Esta é uma época em que todos vós deveis abraçar cada momento que tendes aí, porque sabeis que estais a ascender. E assim, tudo deve ser sobre a vossa ascensão, e sabemos que é. Continuaremos a dizer-vos que tudo tem a ver com levar-vos para o próximo nível da evolução da vossa consciência, e sabemos que alguns de vós estão a seguir o caminho de menor resistência para o vosso acontecimento da ascensão. Não estão preocupados, nem stressados; não têm medo, nem estão zangados. Estão apenas bem abertos à vida como ela é neste momento na Terra, e quando estão bem abertos, recebem o que nós e outros como nós estamos a dar-vos energeticamente. 
 
Também é mais provável que recebam uma actualização ou uma activação, e isso não é porque estamos a escolher aqueles que estão mais abertos e relaxados. É porque precisam de abrir o punho para receber com a mão aberta, e o mesmo acontece com a vossa energia. E assim, o que notámos que funciona para os humanos é a aceitação. Se conseguirem render-se e deixar ir, podem estar na vanguarda da ascensão em que querem estar, mas se continuarem a procurar como "eles" estão a tentar impedir-vos de ascender, então continuarão a encontrar mais provas para apoiar essa crença, e continuarão a encontrar mais pessoas para atirar para a categoria de "eles" e "elas", e a vossa lista de inimigos pode continuar a crescer diariamente se essa for a vossa abordagem à espiritualidade. 
 
Sabemos que é difícil deixar ir, e sabemos que é difícil tirar a vossa atenção das trevas, mas é realmente uma realidade que não têm de experimentar por vós próprios. E quando fazem da vossa vida e da vossa espiritualidade uma viagem interior, então não importa verdadeiramente o que os outros estão a fazer. E quando alcançarem a paz interior e irradiarem amor para todos no universo, começarão verdadeiramente a transformar os outros à vossa volta. E isso será imensamente satisfatório.
 
Somos o Conselho Arcturiano, e temos gostado de nos ligar a vós.
 
 

 
Traduzido com agradecimentos de: 
 
com ajuda da versão gratuita do deepl.com/translator
 
 
Archives:
 
Tags:
 
 
 

 

Abril 28, 2023

chamavioleta

A ajuda vinda de Arcturus 

(sem interferência)

O Conselho Arcturiano da 9ª Dimensão

Canalizado por Daniel Scranton

Tradução a 27 de abril de 2023

 
help coming from arcturus without interference - the 9d arcturian council - channeled by daniel scranton - channeler of aliens
  
 
Saudações. Nós somos o Conselho Arcturiano. Temos o prazer de nos ligar a todos vós.

Recebemos muitos pedidos de ajuda de todos vós, e queremos ajudar-vos sem interferir no vosso processo natural de evolução. Vedes que isso já aconteceu anteriormente na Terra, e outros grupos extra-terrestres, inadvertidamente, atrasaram o vosso crescimento ao intervir e interferir. Nós, que observamos tudo isto, reconhecemos que a melhor maneira de vos ajudar é dar-vos ensinamentos e energias, dar-vos apoio e manter o espaço para vós. 
 
Sabemos que quando a aterragem maciça de naves chegar ao planeta Terra, será porque vocês estão prontos, não porque precisam de ser salvos, não porque todos os bons humanos vão ser levados para a nova Terra. Sabemos isto porque sabemos que tudo o que acontece na vossa experiência acontece para vosso benefício, mas o benefício é para o vosso crescimento e evolução espiritual, que é para que tudo isto serve, em primeiro lugar. Não estão a encarnar aí porque estão presos, e não estão a encarnar aí porque algum ser fora de vocês vos enviou para aí.
 
Estão a encarnar aí porque, como alma, reconhecem onde estão todas as boas experiências de crescimento, e querem-nas. Querem experimentar o movimento de se sentirem menos evoluídos para se sentirem mais evoluídos. Querem conhecer-se mais plenamente como realmente são, como amor incondicional. Então, neste momento, olhem para a vossa vida como ela é. Dêem uma olhada em tudo o que está na vossa vida e em tudo o que não está na vossa vida e, em vez de se fazerem perguntas como: "Onde é que eu errei?" ou "O que é que eu podia ter feito de diferente?", perguntem-se como é que estas condições actuais vos estão a ajudar a tornarem-se mais naquilo que realmente são como Seres da Energia da Fonte, como amor incondicional. E sim, nós sabemos que querem a resposta imediatamente e querem que ela venha ao ouvido da vossa mente numa voz que não é a vossa, ou querem que uma visão de um guia vos apareça e vos diga exactamente como é que é suposto crescerem a partir do vosso conjunto actual de circunstâncias. Mas, mais uma vez, é mais útil para si, do ponto de vista espiritual, analisar a situação por si próprio e chegar às suas conclusões.
 
Uma boa pergunta a fazer a si próprio é: "Como é que eu posso ser o Amor nesta situação? E quando olhas para o teu mundo, quando olhas para o planeta inteiro, e vês que tipos de lutas existem na Terra, também podes fazer a ti próprio essa mesma pergunta. Como é que podem aparecer mais como Amor face ao que parece ser algo que não é Amor? Lembrem-se que essas circunstâncias, essas condições também são para a vossa evolução espiritual, e não são porque alguém num governo, ou numa corporação, ou alguém que tem muito mais poder do que vocês, está a criar isso para ser assim. Claro que pode haver pessoas a desempenhar esses papéis por si, mas você continua a ser o criador da sua experiência, e quanto mais cedo assumir isso, mais cedo poderá fazer alguma coisa.
 
Gostam da sensação de crescer e evoluir, e precisam de se lembrar disso, por vezes, e quando se ajudam a si próprios, quando se abrem e permitem mais das vossas próprias criações, então experimentam, por vezes, receber uma ajuda de um ser, ou de um colectivo, num plano de dimensão superior. Mas ainda sois vós que tendes de vos alinhar com essa experiência de receber a ajuda. Quanto mais cedo virem isso, quanto mais cedo reconhecerem isso, mais cedo poderão aproveitar todas as experiências de crescimento que estão disponíveis para vocês na vossa vida, e mais cedo poderão prosperar no planeta Terra como ele é agora. 
 
E nós sabemos que no coração de todos os vossos pedidos para nós está esse desejo de prosperar. Vocês podem fazê-lo, e nós estamos aqui para ajudar, e continuaremos a fazê-lo. Prometemos isso. Prometemos-vos isso.
 
Somos o Conselho Arcturiano, e temos gostado de nos ligar a vós.
 
 

 
Traduzido com agradecimentos de: 
 
 
com ajuda da versão gratuita do deepl.com/translator
 
 
Archives:
 
Tags:
 
 
 

 

Janeiro 25, 2023

chamavioleta

Chegou o momento de falarmos
A Irmandade da Rosa
Por Galaxygirl
https://rayviolet2.blogspot.com/2023/01/chegou-o-momento-de-falarmos.html
Posto aqui por http://achama.biz.ly

Bem-vindos irmãs, irmãos da luz nesta perigosa, bela - e exaustiva - viagem. Somos a Irmandade da Rosa, um grupo de soldados com os mesmos sentimentos, mulheres guerreiras que fizeram o juramento de servir o Cristo e encarnar esta luz com o melhor das nossas capacidades, o que fizemos quando estávamos dentro do vaso sagrado. Somos agora muitos de nós em espírito. Muitos de vós pertenceram à nossa ordem em tempos idos, e nós saudamo-vos. Talvez sintam um puxão nos vossos corações e uma bela melodia de recordação surja como o arrancar das cordas de uma lira.

Nós somos a Irmandade da Rosa. Chegou agora o momento de falarmos. Há demasiado tempo que servimos em silêncio no fundo, nos tempos da história, de livros que agora estão quebradiços e amarelados com a idade e o desuso. Desejamos que as nossas histórias sejam conhecidas, pois há muito, muito a dizer. Muitos dos nossos ensinamentos têm estado escondidos nos túneis secretos, nos lugares debaixo de edifícios mantidos afastados do mundo...+ https://deixaracaixa.blogspot.com/2023/01/chegou-o-momento-de-falarmos.html

Outubro 17, 2020

chamavioleta

O grande ensinamento por trás de “Sociedade dos Poetas Mortos”

Por Diego Rennan da Equipe Eu Sem Fronteiras.

16 de outubro de 2020. 

 
 

 
 
 
Apesar de Robin Williams ter deixado um legado de filmes maravilhosos ao longo de sua carreira, entre eles “Amor além da vida”, “Patch Adams – o amor é contagioso” e “O homem bicentenário”, certamente um dos mais incríveis e com mais lições de vida chama-se “Sociedade dos Poetas Mortos”. A respectiva obra retrata um professor diferente (Robin Williams) que ao chegar na nova sala de aula funda um grupo literário com os estudantes, no qual fazem reflexões sobre o sentido poético da vida.
 
O filme é muito tocante e traz lições valiosíssimas, principalmente referente a importância dos sentimentos na vida das pessoas. Embora a ciência tenha uma grande relevância para a manutenção da nossa sociedade, o mais importante na cabeça de um homem é o que está dentro do seu coração. Tantas pessoas tem a vida que sonhamos: dinheiro sobrando na conta, um casamento visto como perfeito, filhos inteligentes, reconhecimento no emprego e no círculo social e etc, mas não escondem a sua infelicidade. Eles tem tudo o que julgamos que seria essencial para a nossa felicidade plena, mas são infelizes.
 
 
Divulgação / Walt Disney Studios
 
Um dos conceitos retratados com maior veemência no filme, mais precisamente pelo personagem de Williams e repassado aos seus alunos, é a ideia do Carpe Diem, que retrata a busca em aproveitar cada um dos momentos de nossas vidas ao máximo. Sempre com responsabilidade, a premissa do Carpe Diem é que se a gente adiar para amanhã o que podemos fazer hoje, talvez o amanhã não chegue.
 
No final das contas, a felicidade é algo que se constrói dentro de cada um de nós. Se isso não estiver muito bem definido em nossas mentes e, principalmente, no coração, não vai adiantar acontecer nenhuma transformação externa na sua vida. A mudança parte de nosso interior, ou seja, de dentro para fora.
 
Divulgaçãp / Walt Disney Studios
 
 
Faça aquilo que você acredita ser melhor para você sempre.
 
Por mais que possam reprovar suas atitudes, caso ações inovadoras não tivessem sido ousadas no passado, certamente estaríamos vivendo da mesma forma como vivíamos há milhares e milhares de anos. Como já dizia um velho pensamento: “Ele tinha um grande desafio para superar, que muitos afirmavam que não tinha jeito de ser solucionado. O problema é que ele não sabia que era impossível, então foi lá e resolveu o problema”. Muitas vezes, os maiores entraves estão dentro de nossas mentes. 
 
Siga o seu coração e faça o que for necessário para construir a sua felicidade todos os dias. 
 
Carpe Diem!
 
 
Eu Sem Fronteiras
 
 




Sítio (site) Principal: http://achama.biz.ly/
e-mail: site@achama.biz.ly
 
 
Para outros artigos espirituais e denúncias por favor visite:
 
Vídeos banidos alternativos




Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.
A religião organizada é desnecessária à espiritualidade.
Excelentes ensinamentos dos mestres têm sido contaminados pelo controle dogmático dessas religiões.
Discernimento sim; julgamento não.
Com discernimento é possível alcançar o espírito da letra de qualquer escritura e é também bem mais fácil escutar a voz da alma que vem do coração.
 

 
Por favor, respeitem todos os créditos


Recomenda-se o discernimento.

 
Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores

 

Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.

 

Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.

 

 
Atualização diária.
 
Free counters!


 

Outubro 11, 2020

chamavioleta

Feliz aniversário.

Por Daniella de Paula.

10 de outubeo de 2020. 

 
 

 
 
Ovento bate forte no telhado e o vai e vem das telhas soltas mostra a vulnerabilidade de uma telha só, nem muito nova nem muito velha, mas que vem se sustentando ao longo dos anos e também serve de apoio para tantas outras. Sua tonalidade avermelhada me diz sua origem, mas suas pequenas rachaduras escondem sua história.
 
Estar prestes a fazer aniversário nos faz enxergar ensinamentos em todas as situações do cotidiano. Normalmente, quando somos adultos e percebemos que o tempo passa rápido demais, aprendemos a não perdê-lo: queremos aproveitar todos os instantes de cada momento.
 
 
Ami Suhzu | Pexels
 
 
Por isso, para quem sabe ler, um telhado pode virar terapia, uma chuva pode se transformar num poema e qualquer coisa, desde que olhada em profundidade, pode se tornar um ensinamento. Que bom que isso acontece, porque podemos nos ler à medida que lemos o mundo.
 
Fazer aniversário pode nos ajudar a compreender que temos que apreciar o tempo, mas, além disso, nos mostra que nossas “pequenas rachaduras” contam a nossa história e devemos celebrá-las. Sejam quais forem essas dores, elas devem ser admiradas em nós e nos outros.
 
Colecionar sabedoria é o que nos faz resistir às turbulências da vida, é o que nos torna mais empáticos e mais afetivos, pois carregamos todas as dores e alegrias. Muitas vezes compostas não só de nossas experiências.
 
Olhar para a nossa própria história é ter a oportunidade de fazer como a telha avermelhada levemente levantada pelo vento faz: sustentar a beleza de interser por meio de nossas pequenas rachaduras. Com elas crescemos e recomeçamos a qualquer momento, com elas vamos em frente, com elas avançamos em aprendizados inimagináveis.
 
Fazer aniversário não é sobre envelhecer nem sobre fazer anos, é sobre celebrar rachaduras, sem as quais não seríamos o que somos hoje.
 
Feliz aniversário. Feliz você.
 
 
Daniella de Paula
 


Email: danidepaulla@gmail.com
Twitter: @acolunista
 




Sítio (site) Principal: http://achama.biz.ly/
e-mail: site@achama.biz.ly
 
 
Para outros artigos espirituais e denúncias por favor visite:
 
Vídeos banidos alternativos




Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.
A religião organizada é desnecessária à espiritualidade.
Excelentes ensinamentos dos mestres têm sido contaminados pelo controle dogmático dessas religiões.
Discernimento sim; julgamento não.
Com discernimento é possível alcançar o espírito da letra de qualquer escritura e é também bem mais fácil escutar a voz da alma que vem do coração.
 

 
Por favor, respeitem todos os créditos


Recomenda-se o discernimento.

 
Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores

 

Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.

 

Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.

 

 
Atualização diária.
 
Free counters!


 

Setembro 20, 2020

chamavioleta

Viva — A vida é uma festa: uma reflexão sobre morte e laços familiares.

Eu Sem Fronteiras.

20 de setembro de 2020. 

 

 
 
 
 
 
Viva – A vida é uma festa é um longa-metragem de animação de 2018, dirigido por Lee Unkrich e Adrian Molina. O filme conta a história do mexicano Miguel, um menino de 12 anos de idade, que tem o sonho de ser um músico famoso. Ainda que ele tenha talento para tal, a família desaprova esse desejo, porque o trisavô do jovem abandonou a esposa para se dedicar à música, criando uma aversão da família pela ideia.
 
Porém, no Dia dos Mortos, uma importante comemoração da cultura mexicana, o futuro de Miguel e até o passado de sua família estão prestes a mudar. Quando o menino decide participar escondido de um festival de música, rouba um objeto que lhe confere uma viagem só de ida para o mundo dos mortos. A partir daí, todo o enredo se desenvolve, e o público é convidado a refletir sobre esquecimento, morte e afeto familiar.
 
 
Se você quer mergulhar no universo de Viva – A vida é uma festa e compreender o que o México pensa sobre a morte, investigue o Dia dos Mortos e as lições que o filme transmite, nos tópicos a seguir. Encante-se com uma nova perspectiva sobre o fim da vida e reflita sobre seus entes queridos que já partiram.
 
 
A morte para a cultura mexicana
 
Para as antigas civilizações que viviam no México desde antes de o país ser invadido por colonizadores, como os astecas, a morte não é um sinônimo de fim da existência. Em um dia específico do ano, o Dia dos Mortos, celebrado em 2 de novembro, as pessoas que já partiram têm a oportunidade de retornar à Terra para visitar os parentes e os amigos que continuam vivos.
 
Diferentemente de outras culturas, que temem o retorno dos mortos, o México celebra esse evento com as comidas preferidas dos entes falecidos, com caveiras de açúcar, com fantasias e pinturas de esqueletos, com flores e com velas por toda a casa.
 
Miguel Bruna / Unsplash
 
 
A única regra para que aqueles que já se foram retornem no Dia dos Mortos é que a família se lembre deles. É por isso que retratos e fotos de família são guardados com muito cuidado, e as histórias sobre essas pessoas são contadas para os integrantes mais jovens das famílias, que têm a responsabilidade de manter viva a memória de seus familiares.
 
O festival que celebra a existência eterna de uma pessoa a partir da lembrança de quem a conheceu foi incorporado a outras culturas do mundo. Interpretações da festa acontecem também nos Estados Unidos da América, na Nova Zelândia e na Bolívia, por exemplo.
 
O impacto dessa tradição é tão marcante, que em 2003 a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) declarou que o Dia dos Mortos é uma Obra Mestra do Patrimônio Oral e Intangível da Humanidade.
 
A partir disso, é possível compreender que, para a cultura mexicana, o segredo da imortalidade, por assim dizer, é ter alguém na Terra que sempre se lembrará da sua história e de quem você foi. Em geral, essa responsabilidade é dos familiares, mas também é comum que os amigos próximos da pessoa que partiu celebrem o Dia dos Mortos por ela.
 
 
Ensinamentos de Viva – A vida é uma festa
 
Agora que você já sabe por que o Dia dos Mortos é uma festa tão diferente e tão importante para a cultura mexicana, está na hora de aprender sobre as lições do filme Viva – A vida é uma festa. A animação ambientada totalmente no México, respeitando a tradição do país e representando uma inovação nas produções estadunidenses, vai te surpreender.
 
1) A união de diferentes gerações
 
Uma das lições mais importantes de Viva – A vida é uma festa é o poder da união de diferentes gerações. Muitas vezes, perdemos o contato com as pessoas mais velhas e com as pessoas mais novas, deixamos de contar histórias e abandonamos as lembranças sobre as nossas famílias.
 
Divulgação / Disney Pixar
 
 
No filme, Miguel se une aos parentes já falecidos, no mundo dos mortos, para conseguir reencontrar seu trisavô. A união entre as gerações é o que permite que o menino retorne ao mundo dos vivos e aprenda mais sobre a história de sua família, sendo um ótimo exemplo da importância de manter esses laços afetivos.
 
2) Uma nova perspectiva sobre a morte
 
A morte é um assunto que causa medo e incerteza em muitas pessoas. Não sabemos o que irá acontecer quando partirmos, e temos medo de perder aqueles que amamos. Porém, com a animação, aprendemos uma nova perspectiva sobre a morte.
 
Em vez de ser um evento sombrio e mórbido, a morte é vista como uma passagem para outro mundo, que também é muito colorido, alegre e feliz. É claro que o falecimento de um ente querido sempre será triste, mas é possível olhar para esse evento com a certeza de que essa pessoa continuará existindo nas suas lembranças.
 
3) A importância da lembrança
 
Outro ponto essencial de Viva – A vida é uma festa é a lembrança. É o ato de lembrar de alguém que faz com que essa pessoa continue existindo no mundo dos mortos, podendo aproveitar esse outro momento de sua existência.
 
Em um sentido que vai além do filme, é possível analisar como a lembrança permite que as pessoas se unam ao que acreditam, ao que são e ao que importa para elas. Nós somos as nossas lembranças, e mantê-las é o que nos faz continuar vivos. A vida é uma festa, e a morte também pode ser, se quem mais amamos estiver em nossas memórias.
 
4) O ato de dialogar
 
Uma lição um pouco mais sutil do longa-metragem é a importância do diálogo para uma família. Proibições não explicadas e histórias mal resolvidas podem dividir parentes e provocar desentendimentos que seriam resolvidos com uma boa conversa.
 
Divulgação / Disney Pixar
 
 
No filme, a família de Miguel tem a oportunidade de descobrir a verdade sobre o passado por meio do diálogo, possibilitando que ela tenha um futuro completamente diferente do que seria, se os assuntos incompreendidos permanecessem dessa forma. Conversar sobre nossos medos, receios e sonhos com nossos familiares é essencial.
5) O desejo de seguir os próprios sonhos
 
Em Viva – A vida é uma festa, há um conflito entre Miguel e sua família. Ao mesmo tempo em que seus parentes querem que ele siga o trabalho que eles já realizam há anos, como sapateiros, o menino tem o sonho de ser músico, como seu trisavô.
 
Mesmo contrariado por seus familiares, Miguel persiste em seu sonho e se aventura para realizá-lo. O resultado surpreende a ele mesmo e aos parentes, que tinham sentimentos ruins sobre a música, provando que a persistência é o melhor caminho na hora de atingir seus objetivos.
 
Viva – A vida é uma festa é uma ótima oportunidade para aprender sobre a cultura mexicana e para analisar uma perspectiva diferente sobre a morte. A animação diverte o público infantil e emociona o público adulto, transcendendo gerações e permanecendo na memória de quem assiste a ela. Confira!

 

Eu Sem Fronteiras 
 

 


 
Sítio (site) Principal: http://achama.biz.ly/
e-mail: site@achama.biz.ly
 
 
Para outros artigos espirituais e denúncias por favor visite:
 
Vídeos banidos alternativos




Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.
A religião organizada é desnecessária à espiritualidade.
Excelentes ensinamentos dos mestres têm sido contaminados pelo controle dogmático dessas religiões.
Discernimento sim; julgamento não.
Com discernimento é possível alcançar o espírito da letra de qualquer escritura e é também bem mais fácil escutar a voz da alma que vem do coração.
 

 
Por favor, respeitem todos os créditos


Recomenda-se o discernimento.

 
Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores

 

Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.

 

Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.

 

 
Atualização diária.
 
Free counters!


 

Junho 26, 2020

chamavioleta

Os vários tipos de meditação.

Escrito por Eu Sem Fronteiras.

26 de junho de 2020. 

 
 
tipos de meditação.
 
 



Muitas pessoas têm encontrado na meditação um equilíbrio, uma harmonia e as respostas para seus problemas. Pessoas ansiosas e estressantes encontram através da meditação mais calma e tranquilidade.

Na procura pela felicidade, o ser humano está sempre buscando fora algo que está dentro de si mesmo. E os desejos de felicidade, na maioria das vezes, estão relacionados com bens materiais externos que nos deixam felizes por um tempo e depois passam.

Por isso é tão importante conhecer a mente e ter um pouco de controle sobre os desejos que adquirimos. O caminho para lucidez pode ser a saída, e encontrar essa lucidez é possível com a meditação. Existem várias formas de meditar e você pode escolher aquela que melhor se adapta.
 

Meditação Vipassana
 
Foto por 123rf / Aleksandr Davydovirt


É uma meditação que nos mostra as coisas como elas são. A técnica é proveniente da Índia. Nesta meditação você focará na respiração e se concentrará na mente. Com a meditação Vipassana você pode realmente ver as coisas como são de fato, seja um sofrimento ou desentendimento.

Entre os benefícios estão: o controle sobre a situação atual, redução do estresse, diminuição da insônia, melhora na concentração e sensação de bem-estar. Existem muitos cursos que ajudam a praticar meditação Vipassana da forma correta.
 

Meditação com mantra
 
Foto por 123rf / Antonio Guillem


Algumas pessoas têm dificuldade para ficar em silêncio, e meditar com mantra pode ser uma boa solução além de conseguir atingir um estado de concentração profundo. Para meditar com mantra você precisa conhecer algum mantra, seja por CD ou livro. Primeiro foque na sua respiração, esqueça os pensamento, entoe o mantra e repita-o quantas vezes achar necessário.

Uma dica: independente do mantra que tiver, procure começar com o OM e depois medite, isso vai ajudar ainda mais na concentração. Com esta meditação é possível reduzir o estresse e os níveis de ansiedade, sentir um profundo relaxamento e uma descoberta de amor próprio.
 

Meditação deitada
 
Foto por 123rf /racorn


Assim como existem vários tipos de meditação: com mantra, vela, guiada, onde você pode meditar sentada ou em pé, há também a meditação deitada. Para fazê-la é interessante ter um bom conhecimento da mesma, caso contrário é normal a pessoa cochilar. Os benefícios são desde relaxamento, bem-estar e uma sensação de alívio, sem aquela dor nas costas, muito comum quando começamos a meditar.


Meditação com vela
 
Foto por 123rf / Pop Nukoonrat


Você pode escolher velas com cores, perfume e acender antes da meditação, mas velas que nunca tenham sido acendidas antes. A meditação com vela é ótima para depois entoar mantra, fazer oração e sentir uma boa energia. Mas atenção: procure acender a vela em um lugar seguro para você não ficar preocupado durante a prática.
 

Meditação guiada
 
Foto por 123rf / Dean Drobot


Para quem nunca meditou, esse pode ser um bom caminho. Na internet você encontra diversas meditações guiadas. Elas são boas pois ajudam a pessoa a se focar no momento. Existem muitos tipos de meditação guiada, desde a limpeza, sentimento, preocupação, devoção… seja qual for, a meditação guiada proporciona maior segurança, relaxamento, alegria e otimismo.

A meditação guiada pode durar três, 15, 30 minutos ou até horas. Tudo depende do seu estado de meditação. As meditações guiadas te ajudam a conhecer e experimentar um novo ambiente.


E aí, o que acharam dos tipos de meditação?


Eu Sem Fronteiras
 

Sítio Principal: http://achama.biz.ly/
 
 
 
 
Para outros artigos espirituais e denúncias por favor visite:
 
Vídeos banidos alternativos




Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.
A religião organizada é desnecessária à espiritualidade.
Excelentes ensinamentos dos mestres têm sido contaminados pelo controle dogmático dessas religiões.
Discernimento sim; julgamento não.
Com discernimento é possível alcançar o espírito da letra de qualquer escritura e é também bem mais fácil escutar a voz da alma que vem do coração.
 

 
Por favor, respeitem todos os créditos


Recomenda-se o discernimento.

 
Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores

 

Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.

 

Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.

 

 
Atualização diária.
 
Free counters!



geoglobe1


 


 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub