Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

Março 27, 2023

chamavioleta

UMA EXPERIÊNCIA DE VIBRAÇÃO ELEVADA

Mensagem dos Anjos 
Canal: Ann Albers

Tradução: Regina Drumond

a 26 de março de 2023

 

 
Estivemos trabalhando com você por algum tempo para elevar a sua vibração e para que  confie em seus sentimentos como indicadores de sua orientação. À medida que você avança em sua Terra, isto se tornará cada vez mais importante. Você está aprendendo a calibrar a sua energia para que possa saber clara e rapidamente o que corresponde ou não a sua vibração. 
 
Você está aprendendo a ser como um rádio sintonizado com precisão, desejando apenas receber a estação escolhida. Como você sabe, sinais de diversas fontes bombardeiam seus rádios – noticiários, previsão do tempo, propaganda, opiniões, música, entretenimento, jardinagem e muito mais! No entanto, se o rádio estiver claramente sintonizado com um canal específico, isso é tudo o que ele receberá e compartilhará.
 
Da mesma forma, você receberá e transmitirá as vibrações com as quais se sintoniza. Se você estiver sintonizado com a alegria, receberá ideias mais alegres, esbarrará em pessoas alegres e emanará alegria. Se você estiver sintonizado com a tristeza, atrairá outras pessoas que podem confortá-lo, mas não necessariamente ajudá-lo a se mover em direção à alegria. Ao escolher mais um pensamento calmante de cada vez, você sairá dessa tristeza para um espaço mais esperançoso e útil.
 
Se você estiver sintonizado com a vibração da doença, física ou emocional, encontrará muitas informações sobre como curar. Sem a orientação clara que vem com foco no bem-estar, essas opções podem desencadear mais stress e exacerbar a doença. Se, em vez disso, você se concentrar em qualquer coisa que o faça se sentir melhor, ansioso pelo que pode fazer quando se sentir bem, ou mesmo apenas se acalmar, será capaz de selecionar as opções e sentir intuitivamente aquelas que mais possam ajudá-lo. 
 
Da mesma forma, se você estiver sintonizado com o ódio – como odiar uma determinada ideologia política – atrairá pessoas, ideias e artigos para apoiar e ampliar o desconforto de seu ódio. Por outro lado, se você adotar uma filosofia de "viva e deixe viver" e sintonizar-se para amar os ideais políticos, atrairá pessoas, ideias e artigos que o ajudarão a promover esses ideais em seu mundo.
 
Queremos esclarecer algo aqui. Os céus e seus anjos só podem apoiar suas vibrações amorosas. Nunca lhe enviamos pessoas, ideias, pensamentos ou situações desagradáveis. O mundo e outras pessoas fazem isso muito bem por conta própria. Em vez disso, enviamos pensamentos alegres, calmantes ou inspiradores, amor e pessoas com quem você possa interagir positivamente. Nós os orientamos em direção a almas prestativas. Se você está sintonizado com um pouco de amor, podemos apoiá-lo de todo o coração.
 
Então, queridos, perguntem-se frequentemente: "Como me sinto? Como minha alma vê este momento? Como posso me concentrar nas coisas que me fazem sentir melhor?" Ao fazer isso, você consciente e deliberadamente usa suas mentes como os sintonizadores que o Divino pretendia que fossem. Você começa a se encarregar de seus pensamentos e, portanto, de seus sentimentos, de suas vibrações e de sua realidade.
 
Quando você está em uma vibração amorosa, pode confiar em si mesmo. Quando não, adie a tomada de decisões críticas e tire conclusões até que você esteja. Nada é mais crucial do que melhorar lenta e gradualmente a sua vibração, pois isso por si só determina o grau de fluxo, graça e orientação que você pode receber.
 
Não se culpe quando estiver deprimido. A autocrítica não irá elevá-lo. Em vez disso, você pode fazer algo para mudar seu humor e sua situação. Alcance um pensamento calmante. Considere suas opções. Peça ajuda.
 
Por exemplo, se você se sentir preso no final de uma escada, pode dizer: "Estou no fundo", não faça nada e fique lá, ou pode dar o primeiro passo. Talvez você seja deficiente e possa dizer honestamente: "Estou preso aqui. Não consigo subir as escadas". No entanto, você pode ligar para um amigo, pedir ajuda, encontrar o elevador, pedir a alguém para ajudá-lo a subir as escadas,ou pedir ajuda a outras pessoas para criar um espaço melhor no primeiro andar, se for uma situação delicada.
 
Sempre haverá razões válidas para se sentir mal. O mundo as oferece gratuitamente. Você pode ter criado inadvertidamente condições difíceis em sua vida para lidar. Outros podem ter tomado decisões que você desejava de todo o coração que eles não tivessem tomado. Você pode permanecer preso sentindo-se depressivo. Nós entendemos. Certamente não o julgamos. Ou você pode tomar medidas, um pequeno pensamento de cada vez, para se sentir melhor. Você pode permanecer desconectado da graça, fluxo e orientação ou facilitar seu caminho para isso, um pensamento de cada vez.
 
Quer você goste ou não, nós o amamos. Oferecemos orientação constante, esperando que você esteja aberto para recebê-la, mesmo que por um momento. Você pode se sentir infeliz, mas ainda pode ouvir um pequeno desejo positivo de parar e tomar um copo de limonada. Quando você toma o primeiro gole, as memórias de verões despreocupados podem voltar à tona e, naquele momento de vibração mais elevada, podemos pensar em como resolver seus sérios desafios.
 
Anime-se, querido. Você não tem que existir constantemente em uma elevada vibração, embora quanto mais o fizer, melhor você se sentirá. Alcance aqueles momentos de bons sentimentos, abertura e momentos que o lembrem de como você é profundamente amado. Requer apenas um segundo para estar em uma vibração mais elevada para receber a orientação que poderá mudar sua situação.
 
Deus o abençoe. Nós o amamos muito.
 
Os Anjos
 
 

 
 
Transcrito por achama.biz.ly, com agradecimentos, de: 
 
Arquivos:
 
 

 
Lembrete: 
O discernimento é recomendado

Free counters!Visitor Map
 
 

Março 05, 2023

chamavioleta

Uma Promessa Arcturiana e Má Informação Humana

O Conselho Arcturiano da 9ª Dimensão

Canalizado por Daniel Scranton

Tradução a 4 de março de 2023

 
 
an arcturian promise & human misinformation - the 9d arcturian council - channeled by daniel scranton - channeler of aliens
 
Saudações. Nós somos o Conselho Arcturiano. Temos o prazer de nos ligar a todos vós.
 
Estamos a trazer mais luz e amor a todos vós na Terra, em cada momento de cada dia. Cada oportunidade que nos é apresentada, aproveitamos porque sabemos como é importante para todos vós receber aquilo que vos chega de um plano de maior dimensão. Estamos agora a competir com as vossas muitas, muitas fontes de entretenimento, informação, e infoentretenimento. Estamos cientes de que há tanta coisa lá fora que podem sintonizar-se para o conhecimento e para a orientação espiritual, mas também para versões da realidade. 
 
Todos aqueles que vos dizem que algo se passa nos bastidores e nas sombras escuras estão a dar-vos uma versão de uma realidade. Não vos estão a dar uma versão da única realidade verdadeira, porque não existe tal coisa. Há tantas realidades diferentes lá fora, e algumas estão no vosso passado colectivo, enquanto outras estão no vosso futuro colectivo. Outras nem sequer são deste universo. Todos vós deveis decidir com que realidade quereis estar a harmonizar, em vez de qual a que tem mais pessoas a acreditar. Não estão lá para alinhar com a multidão; estão lá para criar novas realidades e harmonizar-se com elas. 
 
Cada um dos professores com quem entra em contacto deve realmente declarar como uma exoneração de responsabilidade que apenas lhe estão a dar uma versão de uma realidade, porque essa é a verdade. Não têm todos de acreditar na mesma coisa, porque não têm todos de experimentar a mesma coisa. Na verdade, isso seria bastante aborrecido para as vossas almas e para a Fonte. A variedade é importante, e todos têm livre arbítrio; todos podem decidir para que realidade querem avançar. E podem até decidir qual a realidade que experimentam neste momento, porque têm o poder de concentração. Pode escolher sintonizar tantas coisas diferentes em cada momento, e todas elas são válidas. Estão todos ali à sua frente.
 
Por isso, pode querer perguntar-se: 'Porque é que este é um aspecto da minha realidade neste momento a chamar a minha atenção?' 'Porque é que é aqui que estou a colocar o meu foco?' 'É porque o faço habitualmente, ou há alguma outra razão que preciso de desvendar? Escolher, escolher, escolher, e depois escolher novamente. Escolhe conscientemente, e deixa que os teus sentimentos te digam se queres realmente concentrar-te em alguma coisa, se queres realmente avançar nessa direcção, porque as pessoas vão mentir-te. Acontece a toda a hora, mas os seus sentimentos não lhe mentirão, nem nunca. 
 
Siga os seus sentimentos; esse é um conselho muito bom que acabámos de lhe dar. E nós, claro, estamos sempre à procura de formas de o ajudar, levando-o a mudar a sua perspectiva, para além do que estamos realmente a fazer enquanto Daniel aqui nos canaliza. Estamos a enviar a luz e o amor do sistema estelar arcturiano através da energia que ele está a transmitir neste momento, e não vai parar quando ele parar. Continuaremos a chegar a todos vós que se abrem a nós, e ajudar-vos-emos tal como os vossos guias o fazem para vos empurrar para as realidades que ireis experimentar com amor. Esta é a nossa promessa para convosco.
 
 
 

 
Traduzido por achama.biz.ly com agradecimentos de: 
 
 

 

Outubro 17, 2020

chamavioleta

O grande ensinamento por trás de “Sociedade dos Poetas Mortos”

Por Diego Rennan da Equipe Eu Sem Fronteiras.

16 de outubro de 2020. 

 
 

 
 
 
Apesar de Robin Williams ter deixado um legado de filmes maravilhosos ao longo de sua carreira, entre eles “Amor além da vida”, “Patch Adams – o amor é contagioso” e “O homem bicentenário”, certamente um dos mais incríveis e com mais lições de vida chama-se “Sociedade dos Poetas Mortos”. A respectiva obra retrata um professor diferente (Robin Williams) que ao chegar na nova sala de aula funda um grupo literário com os estudantes, no qual fazem reflexões sobre o sentido poético da vida.
 
O filme é muito tocante e traz lições valiosíssimas, principalmente referente a importância dos sentimentos na vida das pessoas. Embora a ciência tenha uma grande relevância para a manutenção da nossa sociedade, o mais importante na cabeça de um homem é o que está dentro do seu coração. Tantas pessoas tem a vida que sonhamos: dinheiro sobrando na conta, um casamento visto como perfeito, filhos inteligentes, reconhecimento no emprego e no círculo social e etc, mas não escondem a sua infelicidade. Eles tem tudo o que julgamos que seria essencial para a nossa felicidade plena, mas são infelizes.
 
 
Divulgação / Walt Disney Studios
 
Um dos conceitos retratados com maior veemência no filme, mais precisamente pelo personagem de Williams e repassado aos seus alunos, é a ideia do Carpe Diem, que retrata a busca em aproveitar cada um dos momentos de nossas vidas ao máximo. Sempre com responsabilidade, a premissa do Carpe Diem é que se a gente adiar para amanhã o que podemos fazer hoje, talvez o amanhã não chegue.
 
No final das contas, a felicidade é algo que se constrói dentro de cada um de nós. Se isso não estiver muito bem definido em nossas mentes e, principalmente, no coração, não vai adiantar acontecer nenhuma transformação externa na sua vida. A mudança parte de nosso interior, ou seja, de dentro para fora.
 
Divulgaçãp / Walt Disney Studios
 
 
Faça aquilo que você acredita ser melhor para você sempre.
 
Por mais que possam reprovar suas atitudes, caso ações inovadoras não tivessem sido ousadas no passado, certamente estaríamos vivendo da mesma forma como vivíamos há milhares e milhares de anos. Como já dizia um velho pensamento: “Ele tinha um grande desafio para superar, que muitos afirmavam que não tinha jeito de ser solucionado. O problema é que ele não sabia que era impossível, então foi lá e resolveu o problema”. Muitas vezes, os maiores entraves estão dentro de nossas mentes. 
 
Siga o seu coração e faça o que for necessário para construir a sua felicidade todos os dias. 
 
Carpe Diem!
 
 
Eu Sem Fronteiras
 
 




Sítio (site) Principal: http://achama.biz.ly/
e-mail: site@achama.biz.ly
 
 
Para outros artigos espirituais e denúncias por favor visite:
 
Vídeos banidos alternativos




Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.
A religião organizada é desnecessária à espiritualidade.
Excelentes ensinamentos dos mestres têm sido contaminados pelo controle dogmático dessas religiões.
Discernimento sim; julgamento não.
Com discernimento é possível alcançar o espírito da letra de qualquer escritura e é também bem mais fácil escutar a voz da alma que vem do coração.
 

 
Por favor, respeitem todos os créditos


Recomenda-se o discernimento.

 
Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores

 

Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.

 

Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.

 

 
Atualização diária.
 
Free counters!


 

Outubro 15, 2019

chamavioleta

Por Linda Greene

numerologyangel.com/

Tradução – Vilma Capuano

 



A colisão de forças opostas, uma de liberação e outra de resistência, gera um fluxo de energia que resulta em dor.

Embora o efeito do despertar espiritual em diferentes pessoas seja de natureza subjetiva, todos os que passam pelo despertar espiritual podem sofrer dor. Pode ser dor psicológica, emocional ou mesmo física. No entanto, você não deve interpretar essa dor como uma dor biológica.


A dor sentida por aqueles que experimentam um despertar espiritual pode ser comparada àqueles que estão confusos sobre o motivo pelo qual certos números continuam aparecendo para eles. Números repetidos podem aparecer para certas pessoas por vários motivos.

Da mesma forma, o despertar espiritual pode ser causado por vários fatores em sua vida. Além disso, experimentar um despertar pode deixar você confuso sobre o motivo pelo qual pode ser doloroso.

Vamos admitir: a vida é praticamente uma luta o tempo todo.

Se você ainda não está nisso, pode ter certeza de que enfrentará. À medida que passamos por intermináveis redemoinhos e reviravoltas, sucumbimos a várias feridas emocionais e psicológicas. Nós absorvemos quase todas as noções que este mundo percebe e as tomamos como nossas sem nenhuma resistência. E, de repente, percebemos que nossas vidas precisam de algo mais ou que não há sentido para a vida.

Se pudéssemos, a partir de uma máquina do tempo, examinar a extensão da bagagem emocional, psicológica e espiritual da vida (cujos detalhes não precisam ser mencionados), seria uma sensação avassaladora. Determinamos as decisões de nossa vida dependendo dessa bagagem, independentemente de ter um efeito positivo em nossas vidas e nos outros ao nosso redor.

Quando o despertar espiritual o confunde, a colisão entre as noções preconcebidas, as feridas e a bagagem, por um lado, e a força libertadora, por outro, isso leva à dor. E quando tentamos discernir o bem em nossa mente, alma e coração, nosso ego neutraliza ativamente essa tentativa.

Nossos desejos, medos, necessidades e apegos surgem quando tentamos navegar pelos vários estágios do despertar. E quando confrontamos apreensivamente tudo isso, nossa mente, alma, coração e corpo não conseguem acompanhar a imensidão do que enfrentamos.

Infelizmente, a maioria de nós falha em se estruturar e se equilibrar enquanto as forças entram em conflito. Portanto, uma preparação consciente com a prática pode ajudá-lo a navegar nessa jornada de despertar espiritual.

Sintomas do despertar espiritual

A realização e a capacidade cognitiva de discernir entre verdade e ficção, sem qualquer influência da construção social, com o desejo de mudar para melhor, é o primeiro passo para o despertar espiritual.

Começando com essa etapa aqui estão os sintomas padrão do despertar espiritual

• Você sente um forte sentimento de dissociação dos desejos materiais e mundanos em que se afogou.

• Você percebe que seu modo de vida é supérfluo, sem direção para um propósito.

• Você deseja deixar sua vida antiga e conhecer novas pessoas que apreciam o despertar que está passando.

• Você sente repulsa ao se associar a algo superficial – lugares, atividades, entretenimento e, principalmente, às pessoas.

• Você é melancólico e triste quando se conscientiza dos muitos sofrimentos no mundo.

• Você tem um desejo, e crescente, de trazer uma mudança onde e quando puder.

• Você deseja apaixonadamente encontrar verdadeiro significado e propósito na vida.

• Você experimenta um crescimento positivo em criatividade, idéias e inspiração e deseja usá-los para melhorar tudo ao seu redor.

• Você tem idéias e perguntas profundas para conhecer o seu verdadeiro eu, sem qualquer inibição.

• Você é mais sortudo quando encontra as pessoas certas ou se encontra no lugar perfeito no momento oportuno.

• Você está ciente de sua dieta e gravita em direção a alimentos mais saudáveis.

• Você se preocupa menos com o futuro e quer viver no presente com satisfação e apreciação.

Após o despertar espiritual

Todos os sintomas o levarão a experimentar a verdadeira felicidade em sua vida. Eventualmente, você encontrará a perfeição nas falhas e conhecerá o verdadeiro propósito da vida.

Linda Greene


 





Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.
A religião organizada é desnecessária à espiritualidade.
Excelentes ensinamentos dos mestres têm sido contaminados pelo controle dogmático dessas religiões.
Discernimento sim; julgamento não.
Com discernimento é possível alcansar o espírito da letra de qualquer escritura e é também bem mais fácil escutar a voz da alma que vem do coração.
 

 
Por favor, respeitem todos os créditos
 


Recomenda-se o discernimento.

 


Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores.


 

 

Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.

 

 

Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.

 

 
Atualização diária.
 
Free counters!



geoglobe1


 
 

Março 07, 2019

chamavioleta



O BURRO E A CENOURA.

A influência da informação manipulativa na transição planetária.

Por Rosa de Vénus. 

Publicado a 7 de março de 2019

 

 
 
 
A transição planetária é algo que vem desde há muito tempo, não nasceu com os hippies nem nos new agers, menos ainda, nas mensagens canalizadas de bloguers e youtubers. Isto é um evento cíclico, pré-datado desde as culturas da antiguidade, e que nos envolve numa grandeza incomensurável do ponto de vista humano. Dito de uma forma simples, é o período de transformação que vai da macro à microescala, e que reconecta todas as partes no seu Todo. É um fenómeno de beleza inqualificável que só vale ser compreendido quando vivido. 

Entendendo a complexidade do processo, não é difícil perceber quão escassa é a informação verdadeira, porque a sua maioria é defeituosa ou manipulada propositadamente de forma a não permitir uma maior fluidez na consciencialização do que está em curso. 

Os donos do entretenimento 

Durante muito tempo, as trevas foram os amos nesta terra, e por muito que isto possa surpreender alguém, em parte, são eles quem ainda facultam ou influenciam grande parte da informação que nos chega. Sabendo que assim é, como se distingue a informação genuína daquela que serve só para entreter? Vejamos. A informação de entretenimento, é aquele tipo de informação que não ajuda no avanço da nossa independência física e espiritual mas, usando a analogia do burro e da cenoura, que ilude sobre um progresso que não existe. Um exemplo concreto, é quando caímos no autoengano de nos considerarmos despertos quando na verdade não estamos sequer conscientes do nosso próprio processo interior. 

O trabalho ou processo interior é a coisa mais importante e onde ocorre toda a ação. Os factos falam por si, pois quase tudo o que vemos enquanto informação sobre a transição, só serve para incitar as pessoas a saírem do seu foco interior e adquirirem um modo passivo ou expectante perante fatores externos a si. Essencialmente, o foco é desviado para os fenómenos ou situações que, além de incomprováveis, não são sequer possíveis de se considerarem como certos, e menos ainda de serem controlados. Não nos culpemos por isso, mas entenda-se que a incapacidade é o efeito pretendido por parte de quem tem estado a controlar a narrativa global dos acontecimentos. 

Encarar a realidade é a tarefa árdua. É necessário auto avaliarmo-nos com toda a honestidade possível sobre o caminho que temos adiante nos serve ou não. Se não serve, há que procurar transformá-lo. Esta via vai na maior parte das vezes contra todas as sugestões que recebemos do exterior, que são bem mais atrativas e aparentemente fáceis. Quando despertos e bem treinados, começa a ser mais fácil notar isso, todas as vezes que as distrações roubam a capacidade de reconfigurarmos instantaneamente a nossa realidade e criamos o nosso próprio caminho. 

Verdadeiro, falso e meia-verdades 

As várias dinâmicas de informação em curso representam as diferentes partes interessadas no jogo. Visto desta forma, faz sentido percebermos que quase toda a 'intel' que nos chega está manipulada ou é fornecida a um ritmo conta-gotas de forma a tornar o processo contido ou alheio à nossa percepção dos factos. Além disso, tanto a informação como as práticas que têm sido amplamente divulgadas, por exemplo, as meditações, não têm efeito imediato na nossa realidade coletiva. Não por falta de empenho, mas porque estes métodos não são suficientes para criar as transformações que todos querem ver realizadas o mais imediato possível.

É preciso mais, e mais não significa uma avalanche de informação nem centenas de meditações para uma semana, mas realmente o que capacita as pessoas a posicionarem-se perante a ação real em vez de as desviarem dela. Sem isso, e estando ainda significativamente condicionados pela acção opressiva das entidades controladoras negativas, pouco mais podemos fazer além de assegurarmos a própria sobrevivência e tentar ajudar aqueles que nos são próximos. Sempre numa base quotidiana, porque perante cenários de sobrevivência não se constrói qualquer futuro. 

É simples. Deveria ser simples, mas tudo o que lemos ou ouvimos, são conteúdos cujo intuito é dominar a nossa atenção, mental e emocional, por via a tornar-nos incapacitados de tomar ações que colocaria o fim ao jogo de dominação. Basta perceber o quão inútil, porque não nos acrescenta nada em termos práticos e intelectuais, muito pelo contrário, contém em si muitas formas sublimares que moldam o nosso pensamento ao fim de uma certa exposição. O 'burro' precisa auto educar-se. Precisa ganhar sentido crítico quanto às asneiras e fantasias que contaminam em abundância muitos círculos ditos espirituais e da nova era que, sem saberem, estão mais ao desserviço do que propriamente no suporte do nascer de uma Nova Era.

A auto-transformação 
 
Quem vive a transição procura aquilo que o ajuda a transformar-se, não as narrativas vazias vindas de gurus ou mensageiros pagos pela Cabala, ou que de alguma forma estejam comprometidos com as trevas. A informação manipulada, nada mais é do que um mecanismo a favor das forças involuídas, para tentar deter o progresso daqueles que elegeram a EVOLUÇÃO. Perante tanta oposição, não há que se surpreender todas as vezes que o sistema procura exercer a sua autoridade, sabotando e censurando a aqueles que têm o potencial de transformar a Humanidade num coletivo mais luminoso e esclarecido.

Embora a oposição tenha um impacto negativo, de alguma forma, estes golpes devem ser visto pela óptica mais espiritualizada possível, como sinónimo do quanto somos ousados para ir além dos obstáculo e que não nos submetemos à ignorância, damos luta a qualquer estado de submissão.

A Humanidade torna-se soberana a partir do momento em que se reconhece como tal. Que nada mais é que reconquistar a própria atitude perante o potencial criativo e ilimitado que a ergue. Isso começa em cada um, que procura elevar a sua vibração e que colabora ativamente na construção de uma realidade mais sustentável. Para que isso aconteça, há inevitavelmente que tomar opções, tão simples como deixar de seguir a cenoura.
 
Fonte: Reencontrando a Deusa
 

artigo anteriorTodos os artigos





Arquivos: 
 


 
Por favor, respeitem todos os créditos


Recomenda-se o discernimento.






Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores.


Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.


Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.

 
 


Atualização diária.


Free counters!


 
 
 
 
geoglobe1

 


 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub