Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

Outubro 10, 2023

chamavioleta

Reconhecer e escolher a nossa realidade

Por Kenneth Schmitt

Traduzido a 9 de outubrbo de 2023

 
créditos: frasesdelavida.com
 

Quando transferimos nossa consciência para além do corpo e do mundo físico, podemos escolher reconhecer qualquer realidade na qual desejamos nos concentrar. Podemos sentir-nos bem intencionalmente. Quando o permitimos, tudo o que pretendemos torna-se a nossa realidade. É isso que fazemos em qualquer dimensão que experimentemos, incluindo o mundo empírico do bem e do mal. Como nos imaginamos ser é como nos experimentamos. Em nossa essência, somos ilimitados em nossa presença e poderes, mas adotamos crenças de que somos limitados e não nos permitimos perceber nossa presença infinita. Fizemos isso pela experiência de aprender a reconhecer e direcionar padrões energéticos pela forma como nos sentimos intencionalmente. Para sermos capazes de o fazer, temos de ser os directores da nossa consciência do ego. Isso significa abrir nossa consciência para nossa presença além do ego. Se tivermos a intenção de o fazer, podemos tornar-nos transcendentes, seguindo a nossa orientação interior.
 
À medida que nos tornamos conscientes da essência de nossa consciência do ego e da natureza de suas crenças, podemos ser compassivos conosco mesmos por acreditar que somos nosso ego. Desconhecemos a nossa presença que aumenta a vida como expressão do nosso Criador. Porque somos criadores de experiências, não temos necessidade de lutar ou de nos sentirmos insatisfeitos. Experimentamos as energias que criamos com a nossa imaginação e emoções. Determinamos nossa polaridade e frequência pela forma como escolhemos estar em cada momento. Se nos dirigirmos a ser amorosos e solidários em todas as circunstâncias, podemos pretender reconhecer a luz do Criador em todos e em tudo. Podemos concretizar uma nova realidade e introduzi-la na nossa experiência.
 
Todo tipo de realidade tem limites definidores que a tornam o que é. Podemos reconhecer as qualidades destes parâmetros e decidir se queremos experimentar este espectro energético. Vivemos num mundo de bem e de mal, onde o bem aumenta a vida e o mal a diminui. Estamos atualmente envolvidos num processo de transformação física e espiritual que nos permite expressar-nos fisicamente como realmente queremos ser. Uma vez que começamos a perceber Quem Somos na verdade, temos escolhas incríveis disponíveis para nós.
 
Imagine como pode ser perceber nossa presença eterna com poder criativo ilimitado em alinhamento com a consciência de nosso Criador. Podemos imaginar nosso planeta como o ser vivo e criativo que ela é e ser gratos pelo apoio amoroso que ela constantemente nos dá. Podemos imaginar a terra a ser completamente renovada e cheia de vitalidade em todos os sentidos, apoiando todas as formas de vida positivas e fornecendo tudo o que sustenta e melhora a vida. Ao nos alinharmos com essas vibrações, atraímos a atenção da humanidade para elas e as trazemos para nossa experiência.
 
Kenneth Schmitt
 

As minhas notas:
Deus, a Fonte da vida é puro amor incondicional, não um deus zeloso de [algumas das] religiões dogmáticas.
O Google apagou meus antigos blogs rayviolet.blogspot.com e
rayviolet2.blogspot.com, sem aviso prévio e apenas 10 horas depois de eu postar o relatório de Benjamin Fulford de 6 de fevereiro de 2023, acusando-me de publicar pornografia infantil.
(Uma Grande Mentira)
Free counters!Visitor Map
 
 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub