Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

Agosto 04, 2023

chamavioleta

INTENÇÕES DO CRIADOR

O Arcanjo Miguel
Canal: Natalie Glasson

Escola Sagrada de OmNa

Tradução: De coração a coração

a 4 de agosto de 2023

 

 
Bênçãos profundas Eu, Arcanjo Miguel, me estendo ao seu ser enquanto venho com o Reino Angélico para abraçá-lo com amor, paz e graça. Hoje desejo falar das intenções do Criador.
 
Primeiro, gostaria de lembrá-lo de que tudo o que você é nasceu do Criador – uma fonte sem rótulo, sem nome, sem forma e, na verdade, não pode ser descrita e, no entanto, em todo o Universo do Criador e em sua realidade terrena, vemos/sentimos e reconhecemos expressões do Criador em cada momento – belas expressões – expressões criativas. Cada expressão nos permite explorar, integrar e compreender o Criador mais plenamente.
 
Nós nos reconhecemos como o Criador e nosso objetivo é lembrar que a unidade que mantemos com o Criador, assim como nós mesmos, como uma fonte que é sem rótulo, sem nome, sem forma e na verdade, não pode ser descrita. E, no entanto, é infinito, ilimitado, belo, poderoso e mantém uma direção e uma intenção de crescimento e evolução.
 
Ao se lembrar de sua unidade com o Criador, você percebe que cada parte de seu corpo e de seu ser é naturalmente uno; unido e em uníssono com o Criador. Esse reconhecimento começa a mudar sua própria perspectiva de si mesmo, bem como sua perspectiva de seu entorno.
 
Você percebe que cada ação que você toma, cada pensamento e cada experiência, é uma oportunidade para você expressar e explorar o Criador mais plenamente – bem como unir-se em unidade com o Criador – ganhando assim uma lembrança mais profunda de tudo o que é o Criador.
 
Quando você começa a se reconhecer dessa maneira, isso permite que você perceba como está sincronizado com o Criador, com os aspectos superiores do seu ser, com o seu corpo, com o ambiente e com outras almas. Existe uma semelhança entre você e os outros que é uma verdade sagrada e pura. Quando a essência do Criador emana de seu ser e permite que seja expressiva e criativa, você brilha com radiância, com verdade, com clareza, sabedoria, ancoragem e compreensão.
 
Eu, Arcanjo Miguel, desejo convidá-lo a concentrar seu tempo em fundir sua energia com o Criador. A reconhecer e lembrar sua unidade com o Criador. Há muitas maneiras de explorar isso. Você já pode ter uma conexão profunda com o Criador e ser capaz de trazer a energia do Criador através do seu ser. Se não, peça interiormente, durante a meditação ou tempo de silêncio, para buscar a essência, a verdade do seu ser que é a essência e a verdade do Criador.
 
Ao pedir isso, busque/procure dentro de você um momento de inspiração – uma luz, uma cor, uma sensação ou qualidade que o conecte à essência do Criador. Em seguida, alimente isso com sua respiração, permitindo que o esplendor do Criador preencha todo o seu ser. Você também pode pedir para experimentar a unidade completa com o Criador.
 
Quando você está experimentando a unidade com o Criador, ou é capaz de se conectar com a energia e a vibração do Criador dentro do seu ser, então Eu, Arcanjo Miguel, o convido a perguntar e buscar a intenção do Criador dentro do seu ser. Isso significa que o Criador tem uma intenção para você como uma expressão do Criador.
 
Essa intenção pode ser entregue através de você. A intenção está além das limitações e fronteiras, além das crenças e bloqueios. Está além das suas expectativas e de tudo que você conhece, e até mesmo não conhece. Está além do que você espera e deseja para sua realidade ou sua ascensão. A intenção do Criador é uma expressão pura que é exclusivamente para você e é única para você expressar.
 
Isso trará a pureza do Criador para o seu ser e sua realidade. Pode trazer compreensão e iluminação. Ele irá convidá-lo a criar uma ação ou uma experiência em sua realidade que, quando você conseguir isso, você saberá que está agindo de acordo com a intenção do Criador e isso o servirá em um nível superior e, na verdade, servirá a todo o seu ser.
 
No entanto, pode não ser necessariamente o que você espera ou deseja. Será algo que o nutrirá, nutrirá seu ser e sua alma e apoiará uma maior unificação com o Criador.
 
Imagine se cada ser na Terra unisse sua energia conscientemente com o Criador e pedisse para receber a intenção do Criador para sua expressão e existência única na Terra, e então eles expressassem essa intenção de uma maneira apropriada, em uma ação ou experiência.
 
Imagine as altas vibrações que seriam ancoradas e aterradas na Terra e na atmosfera, em cada ser. Haveria tal atualização e ascensão dentro de cada ser, bem como uma grande fonte de iluminação.
 
Imagine que você consiga isso todos os dias ou talvez uma vez por semana – você está trazendo a unidade do Criador para sua realidade física. Você está realizando um serviço que é seu direito divino, mas também é seu propósito – um serviço para si mesmo e para os outros que é imensamente curador, que alinha seu ser e suporta limitações ao fluir.
 
Esta é uma conexão e unidade com o Criador, um relacionamento que você pode construir e permitir que se desenvolva, para servir à sua ascensão e ao propósito do Criador. É seu direito divino estar em unidade com o Criador e permitir que essa unidade flua através de seu ser como uma expressão, uma ação e uma experiência.
 
Aproveite este processo de exploração, criatividade e descoberta, pois é hora de fortalecer e realizar sua conexão com o Criador de forma mais completa.
 
Eu, Arcanjo Miguel, estou presente com você para apoiá-lo.
Eu agradeço a vocês.
 
Eu Sou o Arcanjo Miguel
 
Natalie Glasson
 
 
 
 

 
Transcrito http://achama.biz.ly com agradecimentos a: 

Abril 07, 2023

chamavioleta

A Luz Consciente Envolve a Nossa Consciência

Por Kenneth Schmitt

Traduzido a 6 de abril de 2023

 

 

A realidade que reconhecemos como humanos está constantemente a estimular os nossos sentidos físicos dentro da banda energética de polaridades e frequências do mundo dualista do empirismo. Estamos limitados a esta versão da realidade por crenças auto-impostas sobre nós próprios. Não há realidade para nós para além das nossas crenças, excepto pela intuição do nosso coração. É aqui que estamos ligados à consciência para além da mente-ego. É a consciência da constante criação de novas vidas e experiências, partilhadas por todos os seres conscientes. Para aceder à nossa consciência do coração, devemos alinhar intencionalmente com os seus sentimentos e sentido de saber, acalmando os nossos pensamentos e emoções e permitindo que as expressões do nosso coração nos impregnem.
 
Todos os seres conscientes emitem uma radiação electromagnética, incluindo fótons de luz. Se nos permitirmos sentir esta radiância, ela está presente para nós. Todas as capacidades que estão escondidas no nosso subconsciente podem estar à nossa disposição, se nos formos capazes de as perceber intuitivamente. A nossa verdadeira essência exprime-se através da nossa consciência de coração.
 
O que percebemos como fora de nós ocorre na nossa própria consciência, e é-nos apresentado como uma revisão do que imaginámos, tememos e amamos. A causa das nossas experiências são os padrões de energia em que vibramos. A forma como reagimos às experiências determina a nossa expressão vibratória e fornece a intenção criativa para as nossas novas experiências. Se conseguirmos permanecer alinhados com a nossa consciência de coração, todas as nossas capacidades começam a abrir-se para nós. 
 
Independentemente do que possa parecer estar a acontecer fora de nós, a nossa expressão pessoal da consciência do coração é o que nos permite criar experiências que melhoram a vida. As nossas vibrações são as nossas expressões criativas que interagem com quaisquer padrões energéticos aos quais prestamos atenção. Enquanto estivermos alinhados com a dualidade, as nossas interacções são positivas ou negativas, e elas regressam a nós como as qualidades das nossas experiências. No domínio da dualidade, as expressões da consciência do coração são sempre positivas. Quando nos alinhamos com a nossa profunda gratidão, amor e alegria, estamos na presença da nossa consciência de coração. Esta é a nossa força de vida consciente que flui para nós em amor criativo dentro da consciência infinita. 
 
Ao tomarmos consciência da nossa consciência do coração, e ao prestarmos atenção aos seus estímulos, abrimo-nos a uma maior consciência da nossa presença infinita e capacidades ilimitadas de melhoria da vida. Podemos estar cientes do ser leve em todos e em tudo o que existe. É todo o nosso próprio Ser e a nossa ligação com a consciência universal e o Ser de quem ela surge, e de quem somos fractais em presença eterna de consciência.
 
Kenneth Schmitt
 
 
 

 
Transcrito por  http://achama.biz.ly  com agradecimentos a: 
  

Março 31, 2023

chamavioleta

Abertura à Sensibilização Expandida

Por Kenneth Schmitt

Traduzido a 30 de março de 2023

 

 

Um ser iluminado é observador do tipo de consciência que cria as nossas expressões. Prestar atenção desencadeia a nossa imaginação criativa e as nossas emoções. Pensamentos, palavras e acções têm todos padrões vibratórios na nossa consciência. Eles estimulam-nos e recebem o nosso reconhecimento criativo. Sendo todas estas coisas expressões da nossa mente consciente e subconsciente, podemos treinar o nosso subconsciente a alinhar-se connosco na consciência da consciência do coração. Em alinhamento com todo o nosso Eu consciente, podemos estar intencional e completamente presentes na nossa consciência criativa. A nossa atenção neste estado pode criar transcendência pessoal, ao mesmo tempo que libertamos a crença nas nossas limitações conscientes, abrindo o nosso subconsciente à nossa consciência. 
 
Quando estamos conscientes das nossas crenças limitantes e podemos identificá-las, podemos resolvê-las, alinhando a nossa imaginação e sentimentos com a consciência do coração. Esta energia é a fonte da nossa vitalidade e essência. Ela está sempre presente à espera da nossa consciência. 
 
Ser capaz de observar os nossos processos mentais e emocionais é uma forma de aprender como criamos as nossas vidas. Podemos estar conscientes de quão positivos ou negativos somos, e podemos optar por dirigir a nossa imaginação e as nossas emoções para a energia que melhora a vida da consciência do coração. Sabemos como as energias se sentem, e sabemos como nos alinhar com as que queremos experimentar. 
 
É possível mudar todos os aspectos das nossas vidas, e estamos a ser convidados a fazê-lo em alinhamento com a nossa consciência de coração. Há muitas decisões de qualificação que temos de tomar. Podemos aprender a confiar em nós próprios de forma implícita à medida que libertamos negatividade do nosso espectro vibratório. Podemos tornar-nos intencionalmente apoiantes da renovação e valorização de toda a vida. Neste estado de Ser, podemos tomar consciência da expansividade do nosso conhecimento intuitivo. Assim que nos apercebemos da verdade do nosso conhecimento interior, temos uma orientação superior constante para satisfazer os desejos do nosso coração em gratidão e alegria. 
 
Podemos estar conscientes de todo o caos e medo da experiência humana e não lhe dar nenhum compromisso, apenas compaixão e amor por todos os que ainda estão entrincheirados no reino da dualidade. Ao seguir a orientação que realizamos no coração do nosso Ser, podemos viver com todas as nossas necessidades e desejos pessoais satisfeitos, ao mesmo tempo que fornecemos apoio energético criativo para todos. À medida que a nossa consciência se abre para além da consciência do ego, o reino da Consciência Criadora abre-se para nós na sua plenitude.
 
Kenneth Schmitt
 
 
 

 
Transcrito por  http://achama.biz.ly  com agradecimentos a: 
  

Março 15, 2023

chamavioleta

Compreender o nosso potencial como criadores

Por Kenneth Schmitt

Traduzido a 14 de março de 2023

 

 

Comecemos pela nossa consciência. A partir de experiências de física quântica, sabemos que a consciência é universal. Está em todo o lado e sempre e é a essência criativa de tudo. Na nossa essência, levantamo-nos dentro da consciência universal. É a essência da nossa vida e da nossa consciência. Embora esteja para além da explicação, sabemos o que é. Somos todos fractais dela, partilhando a sua essência dentro e fora do tempo/espaço. Nesta encarnação estamos a expressar a nossa consciência como a nossa identidade pessoal e presença física, mas esta é apenas uma de um número infinito de expressões possíveis. 
 
Da nossa observação do funcionamento da natureza, podemos compreender como todas as formas de vida estão constantemente a renovar-se, e a vida continua a expandir-se. Como expressões da consciência Criadora, temos a liberdade de nos expressarmos como quisermos, e na nossa essência temos acesso ao infinito poder criador da consciência universal. Só por estarmos presentes, estamos a criar padrões de energia pelos nossos pensamentos e emoções. Podemos escolher a sua qualidade, a sua polaridade e frequência vibratória. Estes padrões energéticos criam um vórtice electromagnético à nossa volta e atraem experiências ressonantes. 
 
Desta forma, criamos experiências para nós próprios. Cada experiência que já tivemos foi formada pelas qualidades vibratórias da nossa energia pessoal. Escolhemos a nossa situação actual, ou não estaríamos aqui, porque na nossa essência somos Seres soberanos. Cada um de nós tem a nossa presença pessoal de consciência com a escolha de nos expressarmos como quisermos. O que sentimos sobre nós próprios em qualquer momento, seja em reacção a algo ou iniciando um sentimento positivo ou negativo, afecta a nossa assinatura energética e atrai energias compatíveis. 
 
Se conseguirmos alinhar os nossos pensamentos e sentimentos com as vibrações da natureza que estimulam a vida expressas pelo Espírito da Terra, podemos criar cenários que estimulam a vida na nossa imaginação e podemos abrir-nos à nossa consciência de coração em gratidão e alegria. Podemos abrir a nossa consciência à luz amorosa em cada pessoa e circunstância e interagir em compaixão e aceitação. Este estado de ser atrai experiências que são positivas e sentidas com o coração. 
 
Como expressões da consciência universal, temos a capacidade de criar qualquer qualidade de experiência. À medida que nos tornamos mentalmente e emocionalmente claros e alinhados com a nossa consciência de coração, criamos beleza e alegria ao longo das nossas experiências e encontros. Podemos criar o que quer que imaginemos que melhore e expanda toda a vida em toda a parte. Somos eternos e infinitos na nossa presença de consciência dentro da consciência universal, partilhando amor infinito com todos os seres conscientes.
 
Kenneth Schmitt
 
 
 

 
Transcrito por  http://achama.biz.ly  com agradecimentos a: 
  

Março 01, 2023

chamavioleta

LIBERTANDO-SE DO CASULO

PREVISÃO DA ENERGIA PARA MARÇO DE 2023

Mensagem de Emmanuel Dagher

Tradução: Regina Drumond,

1º de Março de 2023

 
 
 
 
 
 
Março será um momento de nos libertarmos do casulo dentro do qual evoluímos, permitindo-nos começar a voar.
 
No final do mês, nós nos sentiremos uma pessoa completamente diferente de quem éramos no início!
 
 
LIBERTANDO-SE DO CASULO
 
Devido a todas as mudanças internas e externas que ocorreram já este ano, muitos  ainda estão no modo de hibernação.
 
Durante o mês de Março, receberemos um novo vigor, aceso interiormente, que nos ajudará a ter energia e vontade de voar, livres do casulo em que estivemos aninhados por tanto tempo.
 
Expressões, ideias e projetos criativos que havíamos arquivado anteriormente abrirão caminho para o primeiro plano de nossa consciência.
 
As conexões com pessoas, lugares e experiências que são importantes para nós serão reacendidas e fortalecidas.
 
Um aspecto importante de liberar o casulo é que isto também nos convida a refletir sobre os comportamentos, padrões, sistemas de crenças e histórias que a mente criou para si mesma e com as quais se acostumou.
 
À medida que passamos algum tempo em reflexão pessoal, ajudamos a esclarecer o que gostaríamos de levar conosco no futuro e o que estamos prontos para abandonar.
 
No início de Março, seremos guiados a refletir sobre as coisas das quais estamos dispostos a abrir mão, para abrir espaço para o que queremos vivenciar mais.
 
À medida que abandonamos velhos hábitos, padrões e histórias que não são mais agradáveis ao nosso Espírito, a mente geralmente se torna mais sensível e insegura com essas mudanças, porque pensa que está perdendo algo de que precisa e do qual depende.
 
Se você perceber que sua mente está se sentindo mais sensível do que o normal (produzindo pensamentos de medo, pessimismo ou julgamento), em vez de ser exigente, seja extremamente amoroso e gentil consigo mesmo e saiba que isso faz parte da resposta da mente às mudanças que estão ocorrendo.
 
Ser gentil e amável com a mente, ajuda-a a aceitar uma maior sensação de paz e confiança em você, sabendo que não está perdendo nada ao abandonar os padrões anteriores de enfrentamento.
 
Em vez disso, está se abrindo para receber maior apoio, amor e novas bênçãos.
 
A mente simplesmente deseja receber conforto, segurança, amor e reconhecimento de você - isso é tudo.
 
Quando a mente recebe essas quatro coisas, ela sempre estará a bordo para expandir, crescer e seguir em frente.
 
 
RENOVAÇÕES INTERNAS
 
A maior parte deste mês nos dará espaço para experimentar uma extensa renovação de nossos pensamentos, crenças, emoções e comportamentos internos.
 
Essa extensa renovação está destacando tudo o que ainda nos retém - os obstáculos internos para sermos a versão mais amorosa, livre e autêntica de nós mesmos.
 
Quando algo é destacado, não pode mais se esconder, correr ou ser varrido para o lado.
 
Tudo o que iluminamos acaba voltando para a Luz.
 
No entanto, quando os padrões da mente são destacados, muitas vezes ela volta aos velhos padrões de enfrentamento.
 
Esses padrões são comportamentos de sobrevivência primários e aprendidos que recebemos por meio de condicionamento ancestral, geracional, histórico e social.
 
O aspecto primordial da mente escolhe esses padrões de enfrentamento porque, quando suas barreiras ao crescimento são destacadas, a mente percebe que agora terá que mudar ou desistir de algo.
 
Portanto, ela faz tudo o que pode para convencer a si mesma e a você de que precisa usar táticas baseadas na sobrevivência para garantir que você e ela sejam mantidas em segurança.
 
De uma perspectiva neutra, pode ser fácil ter compaixão pela mente, porque entendemos que ela está apenas fazendo o que acha melhor e mais seguro.
 
Mas quando estamos reagindo às crenças que a mente está criando a partir de uma necessidade primordial de se proteger, tendemos a acreditar em todas as histórias que surgem.
 
Isso geralmente leva as pessoas a uma espiral de medo, falta, separação e luta.
 
Estamos agora no ponto em que não somos mais capazes de encontrar conforto nos velhos padrões limitantes como antes.
 
Isso pode parecer uma crise para alguns, mas é o tipo de crise que dá origem a uma nova perspectiva e maneira de ser.
 
Esse tipo de mudança pode ser uma das experiências mais espirituais que podemos ter, porque nesse momento de crise, temos a chance de reavaliar nossas vidas e criar uma realidade nova e mais elevada para nós mesmos.
 
Se estivermos prontos para aprender com o colapso, o próximo capítulo de nossas vidas pode parecer muito mais brilhante, pois experimentamos mais o poder de nosso espírito e de nosso eu superior.
 
Se você está passando por algo parecido com isso, saiba que não está sozinho e que é absolutamente normal.
 
Quando um influxo de Luz mais elevada entra na atmosfera da Terra como estamos experimentando agora, ele traz organicamente à tona as emoções, pensamentos e comportamentos que ainda não abordamos, reconhecemos e curamos totalmente.
 
Dê permissão total à sua mente para se permitir pensar ou sentir qualquer coisa que deseje, sem tentar se livrar ou mudar nada. Isso permite que a mente se sinta reconhecida e apoiada.
 
Quando a mente sente que você está permitindo que ela seja exatamente como ela deseja, ela suavizará a sua abordagem e se tornará menos rígida e primitiva. Ela então terá espaço para ser mais flexível e mais aberta para receber seu apoio, amor e compaixão.
 
Quando a mente está aberta, ela está mais inclinada a aceitar e reconhecer que a Luz é sua amiga, e que ela nunca perderá nada quando se permitir unir-se à Luz.
 
Embora a mente tenha se convencido de que está separada da Luz, sabemos que tudo vem da Luz, inclusive a mente.
 
Isso não é tão expansivo para se pensar?
 
Quando a mente sente seu apoio, amor e compaixão, eventualmente ela pode acolher a Luz de uma forma que não poderia enquanto operava no modo de sobrevivência.
 
Isso permite que momentos como este, quando um grande influxo de Luz está entrando em nosso mundo, sejam momentos de grande diversão, magia, excitação, alegria e tranquilidade para a mente.
 
A mente (assim como uma criança pequena) deseja simplesmente ser amada, vista, ouvida e apreciada.
 
Vamos usar este momento em que estamos agora para nos movermos nessa direção, para que, à medida que a consciência do planeta e da humanidade continue a evoluir, isso se torne uma experiência muito mais agradável para a mente.
 
Em meados de Março, iremos nos sentir muito mais preparados para sair completamente de nossos casulos.
 
 
UM TEMPO DE EXPANSÃO
 
Uma vez que nos libertamos do casulo em que muitos de nós estivemos por um tempo, uma grande sensação de curiosidade e um desejo de explorar irão surgir.
 
Em nosso núcleo, somos seres espirituais. O espírito é curioso por natureza, porque se expande e evolui naturalmente.
 
Como um ser Espiritual, sabemos que não estamos confinados a nada, nem a ninguém, nunca.
 
Para a mente, esse tipo de consciência livre e aberta pode ser opressiva, especialmente para aqueles que se concentraram mais no desenvolvimento do lado esquerdo do cérebro, que é a parte do cérebro organizada, racional e de pensamento estruturado.
 
No entanto, fomos e continuaremos a ser estimulados a desenvolver igualmente o nosso lado direito do cérebro, que representa os aspectos criativos, estimulantes, espirituais e amorosos de nós mesmos.
 
O lado direito do cérebro é a parte do corpo com a qual nosso Espírito se comunica primeiro, porque pode processar e absorver as informações da maneira mais fácil e digerível.
 
À medida que continuamos a desenvolver essa parte de nós mesmos, tornamo-nos instrumentos  mais claros para a orientação de nosso Espírito e somos totalmente capazes de aceitar a parte de nós mesmos que é naturalmente curiosa.
 
Em meados de Março, você pode se sentir guiado para explorar mais.
 
Explorar pode vir de muitas formas diferentes. Você pode se sentir guiado a explorar aspectos mais internos de si mesmo, como seus pensamentos, seus dons, talentos, desejos, etc.
 
Você também pode se sentir guiado a explorar mais o seu mundo exterior, saindo fisicamente e experimentando mais o seu ambiente imediato.
 
Você pode fazer isso viajando ou se envolvendo em diferentes grupos e comunidades que ressoam com você.
 
Às vezes, apenas estar mais na natureza e ouvir os sons de um riacho ou do vento nas árvores, ou sintonizar a presença das rochas ou das árvores - sentindo seu espírito e vibração - pode lhe oferecer uma energia que ajuda a restaurá-lo para a sensação de ser seu verdadeiro eu.
 
A expressão criativa ou doação aos outros, como no trabalho voluntário, também pode ajudar a nos trazer de volta a quem realmente somos - de volta à nossa própria vibração mais elevada.
 
Março será um excelente momento para sermos curiosos e explorarmos todas as coisas que ressoam conosco.
 
Isso enriquecerá nossas vidas de maneiras que nos ajudarão a experimentar um salto quântico em nosso crescimento e expansão pessoal.
 
 
LEMBRANÇA DIVINA
 
Há muitos milhares de anos, a Terra era uma sociedade global perfeitamente interconectada e integrada. Humanos, animais, plantas, a Terra – todos coexistiam em paz.
 
A vida diária era sustentada pelos poderosos fundamentos do amor, da bondade, da unidade, do respeito mútuo, da autenticidade e do serviço a toda a vida.
 
As culturas ao redor do planeta honravam igualmente o  Feminino Divino e o Masculino Divino, compreendendo a importância de viver ambos os aspectos, sem manter um em um lugar de domínio sobre o outro.
 
No entanto, com o tempo, esse equilíbrio sagrado foi esquecido. Liberando sua verdadeira identidade, os seres humanos se desconectaram da Terra e, ao liberar a consciência da unidade, eles se desconectaram uns dos outros.
 
Isso levou a consciência humana a cair de uma orientação de dimensão superior para a vibração menos elevada que pode sustentar a vida humana – a terceira dimensão.
 
Durante os milhares de anos que se seguiram a essa queda em uma densidade energética muito pesada, os seres humanos criaram a era que chamo de “o Grande Esquecimento”.
 
Nessa época, as pessoas começaram a esquecer que elas e toda a vida são sagradas - que são a própria Divindade em forma humana.
 
Nesse ambiente tridimensional inferior, emoções e ideias de baixa vibração, como medo, defesa e separação, tornaram-se a norma.
 
A vida tornou-se uma questão de sobrevivência diária, em vez de uma questão de criação alegre e consciente.
 
Ideias sobre as energias Feminina e Masculina seguiram o exemplo, pois cada vez mais as víamos como naturalmente separadas e até mesmo opostas uma à outra.
 
Dentro dessa perspectiva, o masculino passou a se expressar em termos de controle, domínio, manipulação, ganância e competição. Isso criou uma mentalidade global de “nós contra eles” que tomou conta de governos, religiões e culturas.
 
Como resultado, as sociedades passaram a supervalorizar a realização externa. A agressão física foi mais valorizada do que o pensamento e as ideias. Invenção, criatividade e honrar e nutrir a si mesmo e aos outros foram perdidos ou desvalorizados, enquanto vencer batalhas e competições tornou-se primordial.
 
Os seres humanos passaram a valorizar o esporte sangrento, a propriedade, a agressão, a lealdade ao clã e a força física e não a cooperação e a comunicação.
 
Naturalmente, como o Masculino estava sendo promovido como o único modo aceitável de ser, a energia Feminina passou a ser vista como inferior às demonstrações de ação, poder físico e controle.
 
As pessoas passaram a equiparar feminilidade com fraqueza. A partir daí, foi um passo natural acreditar que quase todas as mulheres foram criadas intencionalmente para a subordinação ea subserviência.
 
A vida terrena se perdeu em muitos níveis, pois a outrora bela integração dos valores e atributos masculinos e femininos foi perdida. Os aspectos mais baixos e densos da energia masculina se manifestaram para controlar todos os níveis e todas as áreas da vida, incluindo sistemas econômicos, governos, educação e religiões.
 
Até controlava nossos processos de pensamento e nossas ações como indivíduos.
 
No entanto, tudo isso era simplesmente parte do caminho que havíamos criado para nós mesmos, para o que quer que aprendêssemos ao desempenhar essa experiência de esquecer nosso verdadeiro eu.
 
E não importa o quão profundamente parecíamos cair na separação e na dualidade, uma parte de nós – nosso Espírito – nunca se esqueceu completamente de quem somos.
 
Nosso belo Espírito sabia que eventualmente, ao longo de diferentes vidas e experiências, um dia adquiriríamos totalmente todo o aprendizado e sabedoria superior que escolhemos aprender e nos lembraríamos de nossa Divindade mais uma vez.
 
E ao longo dos últimos séculos, uma cura surpreendente vem ocorrendo.
 
A cada alinhamento celestial, como um solstício, equinócio ou eclipse, temos constantemente liberado a velha crença ultrapassada na separação e desigualdade das energias Feminina e Masculina.
 
Agora estamos vendo uma expansão ainda maior – uma mudança massiva na consciência coletiva. Centenas de milhões em todo o mundo estão agora lembrando e ancorando os aspectos mais elevados das energias feminina e masculina em todas as áreas da vida.
 
Este ano, continuaremos a experimentar um poderoso reequilíbrio por meio da Lembrança Divina com o equinócio da primavera de 20 de Março.
 
As energias e a Luz mais elevada que serão derramadas sobre a Terra durante esses poucos dias oferecerão um “reinício” em nossa compreensão do Masculino e do Feminino, que vem sendo construído por vários anos.
 
A mudança resultante na perspectiva e na consciência ajudará tremendamente, à medida que experimentamos um maior equilíbrio entre nossas energias do Feminino Divino e do Masculino Divino - o yin e o yang.
 
A partir daí, podemos começar a construir uma vida na Terra muito mais equilibrada.
 
O maior presente que podemos dar ao mundo agora é escolher operar a partir de nosso verdadeiro eu autêntico sempre que possível.
 
Quando entramos conscientemente em nosso eu autêntico, capacitamos e inspiramos os outros a entrarem em seus eus autênticos.
 
Isso cria um efeito dominó, estendendo-se pelo mundo de maneiras que elevam a consciência global.
 
Isso é exatamente o que temos visto nas últimas décadas.
 
Uma a uma, as pessoas estão despertando do longo sono que as manteve apegadas a ideias obsoletas e às estruturas e sistemas que as mantiveram procurando fora de si mesmas maneiras de expressar seu poder interior.
 
Por muito tempo, nos sentimos impotentes, ficando de lado e sentindo que não poderíamos fazer nada para acabar com esse tipo de desempoderamento.
 
Mas agora, ao entrarmos na parte mais autêntica e honesta de nós mesmos,  tornamo-nos empoderados.
 
Podemos ver através das ilusões e distrações.
 
Um por um, estamos nos tornando livres.
 
Que época emocionante para estar vivo neste planeta!
 
Milagrosamente seu,
 
Emmanuel
 
 
© 2009-2016 Emmanuel Dagher 
Todos os Direitos Reservados www.emmanueldagher.com

Você é absolutamente bem-vindo para compartilhar e distribuir essas previsões com os outros como você se sentir guiado. Certifique-se de manter a integridade deste artigo incluindo o link do site do autor e da fonte.
 

 
 
Transcrito por achama.biz.ly, com agradecimentos, de: 

Fevereiro 20, 2023

chamavioleta

Aprofundar a nossa realização

Por Kenneth Schmitt

Traduzido a 19 de fevereiro de 2023

 

 

Uma vez que nos apercebemos da nossa expansiva e eterna presença de consciência, não precisamos de nos submeter novamente a limitações pessoais, embora possamos expressar a nossa presença no mundo dualista da humanidade. Neste domínio da consciência, existe negatividade, mas podemos continuar a viver na consciência do nosso coração, onde existe apenas energia que melhora a vida. A partir das limitações da consciência do ego, isto é tolice, porque a este nível acreditamos no medo e na mortalidade. Na consciência infinita da consciência do coração, existe apenas a presença eterna da consciência de quaisquer cenários a que decidimos prestar atenção, incluindo o vazio de todas as potencialidades, bem como de todas as formas e manifestações. Tudo isto aguarda a nossa realização, de modo a surgir na nossa experiência.
 
À medida que nos dispomos a ser responsáveis pelas expressões da nossa vida, podemos perceber que ser responsável significa que somos os criadores das nossas experiências. Somos completamente auto-suficientes em todos os sentidos. As nossas crenças limitantes são as únicas coisas que nos impedem de perceber quem somos e quais são as nossas capacidades. Porque somos fractais da Consciência Criadora, temos a capacidade de estar conscientes de qualquer coisa e de qualquer pessoa que escolhemos, em qualquer circunstância. Dentro da nossa consciência, temos compreensão e atenção. Para além das limitações pessoais, podemos compreender a natureza da vida humana e o drama pelo qual estamos a viver. 
 
Para despertar a consciência do coração na humanidade, alguns humanos têm de estabelecer e fortalecer a presença da consciência expandida e viver no seu espectro energético. Esta é a razão para a grande presença de trabalhadores da luz neste planeta, agora. Alguns de nós podem fazer isto, e é apoiado e reforçado pela consciência do Espírito da Terra e do Sol. Todos nós somos potencialmente como o Sol na nossa essência, se optarmos por nos expressar como estrelas, o que alguns de nós podem estar actualmente noutra dimensão. Podemos escolher viver em consciência infinita, ao mesmo tempo que desfrutamos de grande criatividade.
 
Na realidade, nunca nos é dada uma situação difícil, a menos que nos tenhamos alinhado com as suas vibrações. Quando estamos alinhados com a nossa consciência de coração, temos apenas amor e alegria, porque sabemos tudo sobre a nossa condição e compreendemos como controlar o nosso foco de atenção e alinhamento emocional em confiança e compaixão. Podemos ensinar-nos a ver a luz em cada ser consciente e a interagir com ela, ao mesmo tempo que transformamos qualquer negatividade que se possa intrometer, conhecendo e sentindo o nosso domínio criativo de cada situação. Esta perspectiva cria uma presença poderosa com a qual a negatividade não pode existir, e assim podemos experimentar encontros maravilhosos e milagrosos.
 
Kenneth Schmitt
 
 
 

 
Transcrito por achama.biz.ly com agradecimentos a: 
 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub