Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

Janeiro 06, 2019

chamavioleta



Agente da CIA confessa no seu leito de morte: “nós (a CIA ) estouramos o WTC7 em 11/o9/2001”.

Fonte: https://yournewswire.com/cia-911-wtc7/.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

 

.

 
 
 
 
 
O agente aposentado da CIA, Malcom Howard, de 79 anos, fez uma série de afirmações surpreendentes desde que foi liberado do hospital em Nova Jersey na sexta-feira e disse que tem apenas semanas de vida. Howard afirma confessando que esteve envolvido na ” demolição controlada ” do World Trade Center 7, o terceiro prédio destruído em 11 de setembro, durante o (FALSO) ATENTADO TERRORISTA QUE DERRUBOU AS TORRES GÊMEAS DO WTC EM N. YORK.

 
 
Howard, que trabalhou para a CIA por 36 anos como agente, alega ter sido contratado por agentes da CIA para trabalhar no projeto devido a seu histórico de engenharia e início de carreira no negócio de demolição. Formado como engenheiro civil, Howard tornou-se um especialista em explosivos após ter sido recrutado pela CIA no início dos anos 80. Howard diz que ele tinha uma vasta experiência na colocação de explosivos em itens tão pequenos quanto isqueiros e até prédios de 80 andares.
Relacionados:
 
 
O nativo de Nova Jersey, de 79 anos,  disse que trabalhou na operação da CIA que apelidou de “Novo Século” entre maio de 1997 e setembro de 2001, durante um período em que afirma que a CIA “ainda estava recebendo pedidos do topo“. ele fazia parte de uma célula de 4 agentes encarregados de garantir que a demolição do WTC7 fosse bem-sucedida.
Howard diz que a operação do World Trade Center 7 é única entre suas demolições, já que é a única demolição que “nós tivemos que fingir que não era um trabalho de demolição”. Ele alega que não teve nenhum problema com a fraude na época, porque “quando você é um patriota, não questiona a motivação da CIA ou da Casa Branca. Você assume que o propósito maior é para um bem maior. Eles escolhem pessoas boas e leais como eu, e isso parte meu coração ouvir a conversa de merda.
Mas até ele admite que agora, olhando para trás, “algo não estava certo”. Nada de bom veio disso. Esta não é a América que imaginamos”.
 
A MAIOR FARSA DO SÉCULO, E MUITOS AINDA ACREDITAM NELA:
Explicando como o prédio foi posto abaixo, Howard diz: “ Foi uma demolição controlada clássica com explosivos. Usamos materiais compósitos de nano-termite de qualidade militar super fina como explosivos. A parte difícil foi conseguir milhares de quilos de explosivos, fusíveis e mecanismos de ignição no prédio sem causar muita preocupação. Mas quase todos os escritórios do Edifício 7 foram alugados pela CIA, pelo Serviço Secreto ou pelos militares, o que tornou isso mais fácil.
Howard explica que o WTC 7 foi “carregado com explosivos em lugares estratégicos” no mês que antecedeu o dia que mudou o curso da história americana. No dia 11 de setembro, enquanto as torres Norte e Sul queimavam, os fusíveis foram acesos no World Trade Center 7, e explosões nanotermites derrubaram o prédio, destruindo a estrutura de aço, removendo os reforços e permitindo que os incêndios do escritório destruíssem o resto do prédio.  esvaziando como uma concha.
O World Trade Center 7 entrou em colapso às 17h20, sete horas após a destruição do WTC 1 e 2. O edifício chocou as testemunhas ao descer à velocidade de queda livre, indicando que a estrutura havia encontrado resistência zero ao descer. O Sr. Howard e seus colegas fizeram muito bem o trabalho deles.
Quando o prédio desceu, foi numa velocidade tão grande. Tudo correu exatamente como planejado. Foi tão suave. Todo mundo foi evacuado. Ninguém ficou ferido no WTC 7. Estávamos celebrando. Continuamos assistindo replays da demolição, tivemos uísque e charutos, e então, de repente, a coisa mais estranha aconteceu. Todos nós começamos a nos preocupar que parecia um pouco bom demais. Nós assistimos a fita de novo e de novo e de novo e começamos a ficar paranoicos. Parecia uma demolição controlada. Nós pensamos que merda, as pessoas vão questionar isso. E então ouvimos que as pessoas da rua estavam relatando que ouviram as explosões durante a tarde. Quando nos foi dito que a BBC estragou seu relatório e anunciou ao mundo que o prédio desmoronou 20 minutos antes do que o fato realmente aconteceu … Naquele momento, nós realmente achamos que o show estava acontecendo”.
NE: O vídeo abaixo já está sencurado pela máfia por detrás do youtube.
 
De acordo com o relatório oficial do “atentado terrorista” de 11/09/ emitido pelo governo, o WTC 7 entrou em colapso devido a “incêndios descontrolados causados ​​por detritos que flutuavam do WTC 1 e 2, atingidos por aviões de passageiros. Se a narrativa oficial fosse verdadeira, o WTC 7 seria o primeiro edifício alto do mundo a entrar em  colapso devido a incêndios descontrolados, e o único arranha-céus de aço do mundo a entrar em colapso, devido a “incêndios em escritórios”.
Howard e seus colegas temiam que o público enxergasse a narrativa oficial e se levantasse contra o governo, exigindo a verdade.
Havia tantas pontas soltas, tantas evidências deixadas para trás. Nós pensamos que o público estaria todo sobre isto. Nós pensamos que haveria uma revolta pública que a mídia não poderia ignorar. Eles estariam financiando investigações e exigindo saber por que estavam sendo enganados. Nós pensamos que eles encontrariam compostos químicos na área que provariam que o Edifício 7 foi destruído. “Nós pensamos que haveria uma revolução. Iria até o topo, até o presidente Bush. Ele seria arrastado para fora da Casa Branca. “Mas nada disso aconteceu. Quase ninguém questionou nada. A mídia (controlada) derrubou qualquer um que ousasse questionar qualquer coisa que lhes fosse contada”.
 
SIGA O DINHEIRO
Howard afirma que não tem “conhecimento direto” sobre a destruição das Torres Norte e Sul do World Trade Center, explicando que “as operações da CIA são muito específicas” e (compartimentadas) que é comum estar trabalhando em um projeto maior, embora apenas compreendendo pequeno pedaço do quebra-cabeça.
Mas ele tem conselhos para os investigadores que procuram entender todo o quebra-cabeça e descobrir quem esteve por trás do (falso ) ataque mais devastador em solo americano na história.
Siga o dinheiro.”

Quando você quiser descobrir quem está por trás de algo, basta seguir o dinheiro. Veja os negócios feitos antes do 11 de setembro. Estes são os caras que sabiam o que estava por vir. Os filhos dos agentes da CIA, funcionários do governo. Parentes próximos dos homens mais poderosos da América. Cheney, Rumsfeld. Bush. Todos eles ficaram ricos. Não foram apenas os contratos concedidos a seus amigos no setor de construção e as guerras e as propinas.”
“Foi insider trading“.
Muitos países, incluindo Grã-Bretanha, França, Alemanha, Itália, Japão e Mônaco, iniciaram investigações sobre insider trading após os ataques de 11 de setembro, acreditando que se pudessem provar que os agentes da Al-Qaeda lucraram com o mercado de ações, eles poderiam provar que a “organização terrorista” estava por trás dos ataques.
E todas as evidências apontavam para insider trading pesado em torno do 11 de setembro.
O ministro das Relações Exteriores da Itália, Antonio Martino, disse : “Eu acho que há estados e organizações terroristas por trás das especulações nos mercados internacionais“. O presidente do banco central alemão, Ernst Welteke, disse que seus pesquisadores encontraram “provas quase irrefutáveis ​​de insider trading”.
Até mesmo a CNN informou que os reguladores estavam vendo “sinais cada vez mais claros” de que alguém “manipulou os mercados financeiros antes do ataque terrorista, na esperança de lucrar com isso.” Howard diz que um estudo sério sobre quem lucrou com o mercado de ações a partir do 11 de setembro “arrancaria o coração da oligarquia na América. Existe apenas uma organização que abrange o mundo inteiro, e deixe-me dizer agora, não é e nunca foi a Al-Qaeda.
“É a CIA.”
Nunca poderia haver uma investigação real. Todo o governo paralelo, como vocês o chama agora (Deep State), está implicado”.
O homem de 79 anos, passando suas últimas semanas de vida em casa, disse que não espera ser levado sob custódia depois de sua confissão porque “ então eles teriam que ir atrás de todos os outros. Eles só vão usar a mídia para me atacar. Eles estão todos na folha de pagamento para suprimir tudo em torno do (False Flag Attackde 11 de setembro.

Baxter Dmitry – Baxter Dmitry é escritor do Your News Wire. Ele cobre política, negócios e entretenimento. Falando a verdade no poder desde que ele aprendeu a falar, Baxter viajou por mais de 80 países e ganhou argumentos em cada um deles. Viver sem medo.
 

 
artigo anterior

*
Todos os artigos



 
Por favor, respeitem todos os créditos


Recomenda-se o discernimento.






Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores.


Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.


Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.


 


Atualização diária.


Free counters!


 
 
 
 
geoglobe1

 


 

Agosto 26, 2015

chamavioleta

A CIA e a Heroína ainda dominam no Afeganistão

“Aviões do Exército dos EUA deixam o Afeganistão com caixões vazios de corpos, mas carregados e cheios de drogas.

Através do controle da C.I.A., os EUA são os maiores traficantes de drogas do planeta”.



Posted by Thoth3126 on 19/02/2015


 
“O inferno esta vazio. Todos os demônios estão aqui na Terra“ Shakespeare (Saint Germain)


Tradução, edição e imagens: Thoth3126@gmail.com

Por Victor Thorn – A realidade da vida no Afeganistão

Fonte: http://www.rawa.org/

O Afeganistão atualmente produz e fornece mais de 90% da heroína do mundo, gerando cerca de US$ 200 bilhões em receitas para suprir as necessidades de financiamento de operações ilegais do governo oculto dos EUA, executadas em todo o planeta. Desde a invasão do Afeganistão pelos EUA em 07 de outubro de 2001, a produção de ópio aumentou 33 vezes (para mais de 8.250 toneladas por ano) no país. 



RAWA: Desde 2001, o cultivo de papoulas, a flor do ópio/heroína aumentou mais de 4.400%. De acordo com os EUA / OTAN, o Afeganistão se tornou agora no maior produtor mundial de ópio, e que já produz 93% do ópio mundial. Na foto um soldados dos EUA caminha entre papoulas, a flor que é a materia prima para a produção de Ópio e Heroína.

Os EUA têm estado no Afeganistão há mais de dez anos, gastou oficialmente US$ 177 bilhões de dólares no país, e tem a mais poderosa e tecnologicamente avançada força militar da Terra. Dispositivos de espionagens por satélites, drones não tripulados, localização por GPS, etc, todo esse aparato pode localizar qualquer coisa em qualquer lugar inimaginável simplesmente se apertando alguns botões.

Ainda assim, as plantações e colheitas de papoulas se mantem florescendo e crescentes ano após ano, apesar de que a produção de heroína ser um processo trabalhoso e intrincado. As papoulas devem ser plantadas, cultivadas e colhidas e, depois, após a morfina ser extraída tem que ser cozidas, refinadas, e embaladas em tijolos e transportada de remotas localidades rurais através das fronteiras nacionais, exigindo uma intrincada logística para um país em guerra e com topografia montanhosa e árida.

Para separar a heroína da morfina se exige mais 12-14 horas de reações químicas trabalhosas. Milhares de pessoas estão envolvidas no processo de produção, mas, apesar dos enormes recursos tecnológicos à nossa disposição, a HEROÍNA DO AFEGANISTÃO continua fluindo em níveis recordes e abastecendo o mercado mundial.


O senso comum sugere que tão prolífico e lucrativo comércio de drogas durante um período tão prolongado de tempo não é um acidente, especialmente quando a história do que aconteceu na região é considerada. Enquanto a CIA comandou as suas operações durante a Guerra do Vietnã, o Triângulo Dourado (o LAOS, VIETNÃ, MYANMAR E TAILÂNDIA, então os principais países produtores) abasteceu e forneceu ao mundo com a maioria de sua heroína consumida.

Depois que a guerra terminou em 1975, um evento intrigante ocorreu em 1979, quando Zbigniew (um integrante do governo oculto, MAJESTIC-12 dos EUA) Brzezinski secretamente manipulou a União Soviética para que invadisse o Afeganistão. Por trás da cena oficial, a CIA, junto com o ISI (serviço secreto) do Paquistão, foram secretamente financiando os revolucionários mujahideen no Afeganistão para lutarem contra seus inimigos invasores russos. Antes desta guerra, a produção de ópio no Afeganistão era absolutamente mínima.

Mas segundo o historiador Alfred McCoy, um especialista sobre o assunto, uma mudança de foco ocorreu. “Dentro de dois anos do massacre da operação de invasão da CIA no Afeganistão, as fronteiras montanhosas entre o Paquistão e o Afeganistão se tornou o maior produtor mundial de heroína.”
Logo a seguir, como observa o professor Michel Chossudovsky, “comandados da CIA novamente passaram a controlar o comércio de heroína. Quando os guerrilheiros mujahideen conquistavam território no interior do Afeganistão, ordenavam aos camponeses que plantassem papoulas como um imposto revolucionário. Do outro lado da fronteira, no Paquistão, líderes afegãos e organizações locais, sob a proteção dos serviços secretos paquistaneses (ISI), dirigiam centenas de laboratórios de produção de heroína”. 



”Quando a (verdadeira) história do envolvimento dos EUA no Afeganistão for escrita (e contada), o envolvimento sórdido de Washington (da CIA) na produção e no tráfico de heroína e sua aliança com traficantes e criminosos de guerra do Partido Comunista do Afeganistão será um dos capítulos mais vergonhosos”. – The Huffington Post , 15 de outubro de 2008

Eventualmente, a União Soviética foi derrotada (teve a sua versão do Vietnã dos EUA) e, finalmente, perdeu a Guerra Fria. O resultado, no entanto, provou ser uma lata de vermes inteiramente nova. Durante sua pesquisa, McCoy descobriu que “a CIA apoiou e deu suporte” a vários barões da droga no Afeganistão, por exemplo Gulbuddin Hekmatyar.

A CIA não lidava com a heroína diretamente, mas fornecia aos seus aliados traficantes com o transporte, armas, munição, logística e proteção política”. Em 1994, uma nova força surgiu na região, o grupo Taleban, que assumiu o tráfico de drogas. Chossudovsky novamente descobriu que “os americanos tinham secretamente, e através de agentes paquistaneses [especificamente do ISI], dado apoio ao grupo do Taliban para tomarem o poder.”



Estes estranhos companheiros de cama (CIA e Taleban) tiveram um relacionamento firme e sólido até julho de 2000, quando os líderes do Talibã proibiram a plantação de papoulas. Este novo desenvolvimento alarmante nas relações, juntamente com outros desacordos sobre a travessia de oleodutos propostos através da Eurásia, representava um problema grave para o centro de poder no Ocidente.

A CIA se viu sem o dinheiro da heroína à sua disposição, sem os bilhões de dólares que não poderiam ser canalizados para vários projetos escusos da CIA com orçamento negro (gastos e projetos do governo das sombras sem a aprovação do Congresso dos EUA).

Já sentindo os problemas nesta região volátil, dezoito influentes políticos neoconservadores assinaram uma carta em 1998 que se tornou um modelo para o infame Projeto chamado de Project for New American Century (PNAC) – Projeto de um Novo Século Americano.


Quem é afinal o maior traficante de ÓPIO do planeta?

VER MAIS aqui:
http://www.newamericancentury.org/

Quinze dias depois dos ataques às Torres gêmeas do WTC em New York em 11/09, o diretor da CIA George Tenet enviou o seu ultra-secreto Grupo de Operações Especiais (SOG) para o Afeganistão. Uma das maiores revelações no livro de Tenet, “No Centro da Tempestade”, era que as forças da CIA é que dirigiram a invasão do Afeganistão, e não os militares do Pentágono.

No dia 26 de janeiro de 2003, Douglas Waller, da revista Time, descreve a reação do então Secretário de Defesa dos EUA, Donald Rumsfeld para este desenvolvimento. “Quando disseram a assessores de Rumsfeld de que suas forças especiais do exército dos EUA, os A-Teams Green Berets (os Boinas Verdes) não poderiam ir ainda para o Afeganistão até que o contingente da CIA tivesse deixado/entregue as bases com os senhores da guerra locais, ele entrou em erupção, ‘Eu tenho todos esses caras armados até os dentes e nós temos que esperar como passarinhos em um ninho para que a CIA nos deixe entrar?‘


Richard Armitage

ARMITAGE Um grande jogador no cenário da Heroína:

Mas o operador real de todo o negócio no Afeganistão foi Richard Armitage, um homem cuja lenda inclui a de ser o maior traficante de heroína no Camboja e no Laos durante a Guerra do Vietnã, Diretor do Ministério dos Negócios Estrangeiros de Controle de Narcóticos do Departamento de Estado dos EUA (uma frente usada para o tráfico de drogas da CIA ); chefe da empresa FAR EAST COMPANY (COMPANHIA EXTREMO ORIENTE) usada para canalizar o dinheiro da venda das drogas para fora do Triângulo Dourado, e com uma estreita ligação com Oliver North, durante o escândalo IRÃ-Contras na venda de cocaína para comprar armas (em uma operação não autorizada pelo Congresso americano), sendo North um oficial de campo primário do Pentágono usado na luta contra o “terror” e operações encobertas do governo sob George Bush, o Pai.

Armitage foi um dos signatários originais do infame documento PNAC, e o homem que ajudou o diretor da CIA, William Casey a entregar armas para os revolucionários mujahideen afegãos durante sua guerra contra a União Soviética. Richard Armitage também esteve baseado no IRÃ nos anos de meados de 1970, logo antes do movimento revolucionário islâmico do aiatolá Ruhollah Khomeini depuser o xá Reza Pahlevi. Armitage pode muito bem ter sido o maior operador secreto por trás das cenas oficiais da história dos EUA (e da política internacional).



Em 10 de setembro de 2001 (um dia antes dos atentados às torres gêmeas do WTC em New York), Armitage se reuniu com o assessor do Reino Unido para segurança nacional, Sir David Manning. Teria então Armitage ido à Londres “para transmitir informações de inteligência específicas ao gover no inglês sobre os iminentes“ataques terroristas” em N.York?

O cenário é plausível porque um dia mais tarde, em 11 de setembro, Dick Cheney chamou diretamente Armitage para ele estar em sua presença para baixo em seu bunker. Imediatamente após o WTC 2, a segunda torre ter sido atingida, Armitage disse à BBC Radio, “Me disseram para ir ao centro de operações [onde] passei o resto daquele dia com o vice-presidente, Dick Cheney.“

MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O ENVOLVIMENTO DA C.I.A. no tráfico de drogas em:
http://www.ciadrugs.com/witness_list.html

Estes dois indivíduos partilham uma longa história juntos. Richard Armitage não só foi empregado pela empresa Halliburton antiga empresa de Cheney (via Brown & Root), ele também era um deputado quando Cheney era secretário de Defesa no governo Bush, o PAI. Mais importante, Cheney e Armitage tinham em comum os interesses de consultoria do gasoduto da Ásia Central, que tinha sido contratada pela Unocal. O único problema em pé perante seus interesses, entre eles e as vastas reservas de energia do Mar Cáspio era o TALIBAN no Afeganistão.

Desde 1980, Armitage acumulou uma lista enorme de aliados dentro do ISI (Serviço Secreto) do Paquistão. Ele também foi um dos “vulcanos”, junto com Condoleezza Rice,Paul Wolfowitz, Perle Richard, e o RABINO (um homem de “deus”) Dov Zakheim que coordenavam as iniciativas geo-estratégicas de política externa de George Bush-Filho.


Então, depois do ataque de 11 de setembro às torres gêmeas em N. York, ele negociou com os paquistaneses antes de nossa invasão do Afeganistão, ao mesmo tempo, Armitage se tornando um vice-secretário de Estado de Bush estacionado no Afeganistão (com a liberdade de trânsito de um passaporte diplomático).

O nosso “inimigo”, é claro, eram os “terroristas do Talibã”. Mas George Tenet, Colin Powell, Porter Goss, e Richard Armitage haviam desenvolvido uma estreita relação com o chefe militar do Paquistão do ISI – general Mahmoud Ahmad- que foi citado em um relatório sobre o ataque de 11 de setembro de 2001 do FBI como um “apoiante e financiador dos alegados ataques terroristas de 11/09, bem como tendo ligações com a Al Qaeda e o Taliban.”

A linha entre os amigos e os inimigos fica ainda mais sombria e negra. O presidente afegão, Hamid Karzai não só colaborou com o Taliban, mas ele também estava na folha de pagamento da petroleira Unocal (empresa americana controlada pela CHEVRON), em meados da década de 1990. Ele também é descrito pelo jornal saudita Al-Watan como sendo “um agente operador da Central Intelligence Agency-CIA secreto desde os anos 1980 que colaborou com a CIA no financiamento da ajuda dos EUA para o Taliban.”


O trio de açougueiros (reptilianos): Cheney, Rumsfeld e Bush e ao fundo ”A SUA MAIOR CONTRIBUIÇÃO AOS EUA“.

Capturar uma fonte nova e abundante para produção da heroína era uma parte integrante dos planos (da CIA) de “Guerra ao Terror” dos EUA, e Hamid Karzai é um governante fantoche da CIA em sua teatral (mas mortífera para os povos dos países ocupados) “guerra ao terror”. O Afeganistão é um completo narco-estado, e as papoulas que florescem ainda não conseguiram ser erradicadas, como foi comprovado em 2003, quando o governo Bush se recusou a destruir as culturas, apesar de ter a chance de fazê-lo.

Os Principais traficantes de drogas raramente são presos, os contrabandistas desfrutam de imunidades tipo carte blanche (carta branca), e Nushin Arbabzadah, escrevendo para o jornal inglês The Guardian, teoriza de que hoje os“aviões do Exército dos EUA deixam o Afeganistão carregando caixões vazios de corpos, mas cheios de drogas, de pura heroína“. É por isso que os militares protestaram tão veementemente quando os repórteres tentaram fotografar os caixões de retorno?


Saiba MUITO mais em:
http://thoth3126.com.br/grupo-bilderberg-misterios-e-controle-alienigena/
http://thoth3126.com.br/a-verdade-sobre-os-grandes-bancos-ocidentais/
http://thoth3126.com.br/h-s-b-c-opio-e-drogas-a-origem-do-banco-ingles/
http://thoth3126.com.br/grupo-bilderberg-entrevista-com-banqueiro-suico/
http://thoth3126.com.br/hsbc-bancolavanderia-do-dinheiro-das-drogas/
http://thoth3126.com.br/reptilianos-do-sistema-estelar-de-draco/
http://thoth3126.com.br/illuminati-hierarquia-dos-conspiradores-o-comite-dos-300/
http://thoth3126.com.br/confissoes-de-um-assassino-economico/
http://thoth3126.com.br/historia-dos-illuminati-e-da-nova-ordem-mundial-nwo/
http://thoth3126.com.br/reptilianos-livro-body-snatchers-cap-11-e-12/

Permitida a reprodução desde que mencione as fontes e respeite a formatação original.

www.thoth3126.com.br

Compartilhe:

391Share on Facebook (Opens in new window)391
18Click to share on Twitter (Opens in new window)18
Click to share on Reddit (Opens in new window)
Click to email this to a friend (Opens in new window)





Por favor, respeitem todos os créditos


Arquivos em português:


http://rayviolet2.blogspot.com/search?q=CIA



Atualização diária


Se gostou! Por favor RECOMENDE aos seus Amigos.
achama.biz.ly 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub