Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

Agosto 18, 2023

chamavioleta

ATAQUE PLENEADO VISANDO A CULTURA INDÍGENA E LOCAIS SAGRADOS DE MAUI

MENSAGEM DO COLETIVO AOS TRABALHADORES DA LUZ

Canal: Caroline Oceana Ryan

Tradução: De Coração a Coração 

a 18 de agosto de 2023

 

 

Saudações, queridos! Esta semana, nossa escritora tem algumas perguntas que gostaria de fazer sobre os incêndios na cidade de Lahaina, no Havaí, e estamos felizes em ajudar.

COR (Caroline Oceana Ryan): Meus amigos, hoje preciso perguntar a vocês sobre Lahaina, na ilha de Maui, e os eventos que levaram à incineração daquela bela cidade costeira e à perda de tantas casas e empresas, bem como de vidas humanas e vida animal. E muitos locais sagrados, incluindo cemitérios de chefes indígenas e artefatos e histórias dos povos indígenas locais. As autoridades locais estão dando desculpas por que as sirenes de alarme não foram tocadas imediatamente, por que as equipes de emergência locais e as autoridades policiais não chegaram ao local com rapidez suficiente.

Também houve saídas de rodovias bloqueadas, para que a população local não pudesse sair da área. Há fotos de um círculo perfeito de fogo dentro da cidade e algumas árvores que foram vistas como intocadas, enquanto outras próximas foram incineradas. Os barcos no porto pegaram fogo, embora estivessem flutuando e não perto da costa.

Muitos estão falando sobre fotos e vídeos que capturaram imagens dos feixes de armas de energia direcionada sendo usadas em Lahaina, como foram usadas na cidade de Paradise, Califórnia, entre outras. Muitos de nós sabíamos intuitivamente que esse era o caso, assim que ouvimos a rapidez com que os incêndios se espalharam, com ventos extremamente fortes estimulando-os.

 
 

Tudo isso foi criado intencionalmente, por isso pedimos sua opinião e visão superior. É um evento particularmente potente, pois o Havaí é o último remanescente visível da Lemúria, e Lahaina no centro da área que muitos consideram ser o chakra do coração da Terra, além de ser o local de nascimento das famílias reais havaianas. Há muito tempo tem uma presença indígena tão forte que é muito consciente e muito orgulhosa de suas raízes.

Os locais sagrados devem ser preservados e tratados como tal. Muitos sentem que os poderes foram definidos para tornar aquela cidade uma “cidade de 15 minutos” controlada por IA sob controle totalitário.

O trauma sofrido por tantos, tanto animais quanto humanos, assim como a Terra, será considerado pela multidão do velho poder apenas como combustível energético para sua matriz de rápida dissolução. Você poderia nos ajudar, por favor, em termos de como vemos essas perdas tremendas? Agradeço antecipadamente por qualquer ajuda que você possa dar!

O COLETIVO: Saudações, queridos! Estamos, como sempre, muito satisfeitos em ajudar. Neste caso, diríamos que você está correta ao dizer que este foi um ataque planejado. Um intencionalmente visava prejudicar não apenas os indígenas daquela área e degradar todos os locais sagrados, mas também as energias incutidas na Terra naquele local ao longo dos séculos, por rituais e cerimônias espirituais muito elevados.

Também visava destruir as intenções dos povos nativos de tratar a Terra como uma amada Avó e de tratar a Terra como uma expressão da Divindade, como eles também sabem ser. E então este é um momento muito difícil e pesado, porque você vê a presença de toda aquela inocência e bondade em tantos indígenas e seus filhos, que foram expulsos de suas casas e quase não sobreviveram e, como você diz, alguns não sobreviveram no nível físico.

É para o crédito das Nações Estelares que muitos, muitos mais, não perderam suas vidas naquela conflagração. Houve uma intervenção significativa ali; por favor, saiba disso.

Também é uma prova da força da Mãe Terra que Ela foi capaz de subjugar, pelo menos parcialmente, esses ventos falsamente estimulados e capaz de manter Sua integridade abaixo da superfície de onde estavam os incêndios, para que uma nova vida brote à medida que o velho é liberado.

Você está ciente de que, às vezes, o fogo representa uma espécie de alquimia.

E isso não quer dizer que não houve grande maldade em Lahaina, ou que ela precisava ser queimada para que algo melhor pudesse surgir em seu lugar. Isso não é assim. No entanto, diríamos que há muito tempo há uma instalação e ancoragem de energias mais escuras naquela parte do mundo, o que explica, em parte, os sindicatos do crime bem ancorados nas ilhas do Havaí e seus andamentos.

Apesar do trauma que causou à população local, na alquimia daquele incêndio, muito se liberou energicamente do que dependiam aquelas organizações criminosas. Estas são construções energéticas que podem ser sentidas em lugares em muitas partes do mundo.

Pode parecer inacreditável, mas os grupos de alma dos indígenas havaianos têm se encontrado nos reinos superiores e decidido que algo tem que mudar lá. Caso contrário, a Luz que eles ancoraram nessas ilhas e em toda a Terra não se sustentaria totalmente no contexto do conflito energético contínuo com as energias mais escuras.

Agora, em relação aos sindicatos do crime e à cooperação corporativa com essas gangues de pessoas de alto nível que estão usando o Havaí como um porto entre o leste e o oeste para seus propósitos – liberar as energias desses não é tão fácil quanto se poderia pensar, porque eles são apoiados por poderes das trevas que ficam felizes em apoiar empreendimentos criminosos.

O narcotráfico internacional é um deles, claro, mas há outros. E assim, enquanto você está olhando para esses terríveis incêndios e percebendo que havia locais históricos sagrados, obras de arte, símbolos e arquivos naquela área que aparentemente estão perdidos, assim como a vida humana – tenha em mente que quando alguém deixa a Terra, quase sem exceção, ele decidiu tomar aquele ponto de saída específico e voltar para casa.

Na realidade, não há perda, porque esta vida na Terra não é totalmente quem você é. Não é o verdadeiro você, como dizem.

Também é apenas uma parte de quem você é, em termos de suas capacidades etéricas e presença de sua alma, que é a essência de seu verdadeiro eu, além de todas as identidades da Terra e todas as identificações culturais.

Exceto para dizer que algumas pessoas são almas bastante jovens, e outras estão por aí e viajaram pela boa estrada vermelha em direção à consciência superior e à Ascensão por um bom tempo, e são um pouco mais evoluídas.

Agora, muitos ouvindo ou lendo isso serão seres altamente evoluídos que olharão para esta situação com seu senso empático de carinho e compaixão, e eles concordarão que isso foi uma grande injustiça.

E diríamos, que nada dessa destruição realmente precisa acontecer. E, no entanto, escolhemos ser pacientes com o caminho da Terra de transmutar aquilo que não pode mais ser suportado por um planeta que agora se move para a vida da quinta dimensão.

Ninguém gostaria de levar consigo qualquer forma de escuridão para uma nova e bela forma de vida!

Neste caso, os grupos de alma dos indígenas de Lahaina, incluindo aqueles ancestrais cujos corpos retornaram à Terra em locais sagrados de sepultamento, decidiram criar uma grande cerimônia.

Eles viram a linha do tempo contendo este evento horrível e tomaram a decisão proativa de aproveitar o que era destinado a eles, para queimar naquele tempo alquimicamente potente grande parte das energias que existiram no Havaí nos últimos séculos.

Estes foram instilados pelas “forças colonizadoras” que não vieram para “civilizar” como pretendiam, mas para roubar, destruir, programar e controlar. Esse caminho destrutivo afirmava que toda terra é algo que se pode comprar ou roubar e, portanto, “possuir”.

Da mesma forma, alguém poderia então possuir e escravizar os povos nativos – ou aniquilá-los, ou humilhá-los, expulsando-os de suas terras ancestrais. Nisso, eles violaram a terra para seus próprios propósitos sombrios e, ao mesmo tempo, removeram a influência indígena daquela parte do mundo, o que, é claro, afeta poderosamente todo o resto do planeta.

Os chamados esforços de colonização também foram uma agenda clara para roubar a humanidade de suas conexões com as Nações Estelares, bem como para levar as pessoas a um lugar onde elas fazem de forma muito robótica o que lhes é dito, sem questionar.

O que foi chamado de “nova ordem mundial” é, na verdade, antiga e está terminando agora, embora as aparências pareçam indicar o contrário. Todos vocês e suas presenças poderosas e cheias de Luz estão vendo o fim dessas falsas intenções.

Esta última tentativa desesperada por parte dos antigos senhores da guerra, e seus supervisores, de destruir uma poderosa fortaleza e uma presença indígena secular falhará.

O que a máquina das trevas não conseguiu perceber é que exatamente aquilo que eles desprezam ainda vive nos corações, mentes e almas das pessoas, seja o que for que possa ser removido externamente e uma presença indígena secular falhará.

O que a máquina das trevas não conseguiu perceber é que exatamente aquilo que eles desprezam ainda vive nos corações, mentes e almas das pessoas, seja o que for que possa ser removido externamente.

E que o que quer que eles façam à terra, ou a qualquer cultura indígena no sentido externo, essas ações não podem ser comparadas ao poder que os indígenas detém em seus próprios espaço-coração. Eles vão ancorar a Luz na terra ainda mais agora. Estamos vendo isso diariamente.

Você vê também uma preocupação generalizada com a figueira-de-bengala de 150 anos, mantida no coração das pessoas como sagrada por mais de um século. Os cientistas descobriram que é um belo símbolo de renascimento, pois as raízes da árvore ainda estão vivas e contêm tecido vivo. Com cuidado dedicado, se ela decidir ficar, a árvore e seus muitos troncos podem ser restaurados.

Estamos ajudando nisso, assim como estamos ajudando aqueles que perderam entes queridos, casas e empresas. Visto no nível da alma, aqueles que viviam naquela área que perderam suas casas e comunidade serão redirecionados. E conforme eles se movem para outra área, eles estarão plantando aquela mesma Luz poderosa na Terra, naquele lugar.

 

Não duvide que as Nações Estelares estão intervindo!
Muitos de nós estão poderosamente presentes lá.

 

Não abandonamos nem esquecemos ninguém. Para aqueles que perderam entes queridos, diríamos que este é um momento muito difícil, mas a alquimia desse fogo interior será usada para recriar muito do que está na consciência e no coração daqueles que estão sofrendo agora.

Estamos cientes de que isso não parecerá um conforto para aqueles que estão sofrendo. Não encaramos o luto levianamente, pois é uma experiência profunda e muito transformadora, e pode ser difícil superá-la.

No entanto, paradoxalmente, na perda pode haver uma grande renovação. Há a renovação de perceber que a vida física é totalmente efêmera, exceto aquela que pertence ao espírito.

Seja um apoio energético para aqueles em Lahaina que ainda estão na Terra, pois eles estarão trabalhando ativamente agora para cumprir os contratos de alma que eles criaram, nos quais eles estão curando não apenas a terra e a comunidade, mas também curando outras partes daqueles ilhas, bem como terras em outros lugares.

Agora, a atenção do mundo está voltada para o Havaí e muito amor e compaixão se estendem para lá, com crescente consciência quanto ao plano sombrio de como a área será “reconstruída”. Esta consciência e a Luz que ela contém superam e vão além de qualquer presença ou intenção escura!

E esta também é uma razão maior, para aqueles que precisam de uma, pela qual tais eventos ocorreram.

Você deve se lembrar que após os eventos sombrios de 11 de setembro, tanto amor, empatia e compaixão foram expressos pelas pessoas do mundo para as pessoas dos Estados Unidos, que elevaram a vibração de todo o planeta.

Nenhum desses eventos é em vão, queridos, embora possa parecer assim às vezes. Com o tempo, tudo volta à Luz de onde veio.

O choque e o trauma experimentados durante e após esses eventos nunca são a história completa.

Asseguramos que suas famílias das Nações Estelares estão trabalhando arduamente a cada hora, com muitas naves acima da ilha de Maui e muitos integrantes do Comando Ashtar trabalhando para curar e para ajudar a restaurar a coragem, o equilíbrio interior e a normalidade, em um nível muito mais alto do que existia antes dessa época.

As águas que chegam àquela cidade costeira também estão cheias de cura, apesar das tentativas do lado negro de matar toda a vida oceânica e remover todos os cetáceos.

Há uma grande Luz sendo enviada das famílias das baleias e dos golfinhos agora que irá continuar.

Eles sentem e veem o que está acontecendo, e sabem do seu papel de ancorar grande Luz e vibrações superiores, como os guardiões angélicos dos mares.

Lembre-se também de que todos vocês vieram para oferecer equilíbrio e renovação. E para restaurar a coragem, mesmo em meio a grande desânimo e tristeza.

Todos vocês estão mantendo a Luz para essas pessoas, lugares, lares e histórias aparentemente perdidas; mantendo a Luz que auxilia muito na recuperação de muito mais do que as pessoas sentem que é possível agora.

Portanto, fiquem tranquilos, queridos! Os arquivos históricos, as belas esculturas em madeira dos anciãos, os artefatos indígenas – tudo ainda existe no etérico e pode ser extraído dele.

Nem tudo está perdido. Muito está nas naves, e todos os projetos etéricos permanecem, para sua recriação.

O Comando Ashtar está mais envolvido agora na vida humana, e não menos. Sua intervenção está aumentando, principalmente devido à instalação planejada das cidades controladas por IA.

Vocês decidiram, os grupos de almas Portadoras da Luz agora na Terra, que esses planos não terão sucesso.

Saiba que, embora nestes tempos em que ocorrem eventos extremos, isso se deve às profundezas de seus próprios compromissos e exigências de alma, que a escuridão profunda que tomou conta do planeta por milhares de anos agora seja trazida à superfície e liberada.

E o chakra do coração do seu planeta ainda está totalmente no lugar, amigos! Não há destruição ali, nem perda.

Como poderia haver, com todos vocês mantendo tanta Luz em seus próprios corações e almas?

Vocês mesmos têm capacidade para tanta Alegria! Só podemos ajudar se você solicitar nossa ajuda. E

assim, nesses momentos em que você faz perguntas, fluímos energias e insights para sustentar sua perspectiva e seu espírito. E para tranquilizá-la de que, de alguma forma, mesmo em meio a eventos aparentemente terríveis, naquele lugar em que sua alma e seu belo poder residem, todos ainda têm poder e presença completos e capacidades cocriadoras surpreendentes.

Enquanto você está construindo uma Nova Terra, por favor, permita esses momentos de Transformação e Transmutação. Para isso você veio.

 

Tudo está bem!
Namastê, amigos que são família!

 

 

 

Vocês nunca são esquecidos, nem deixados para trás.
E estamos com vocês, sempre.

 

Namastê!

Caroline Oceana Ryan
 
A orientação desta semana dos Mestres Ascensos, Galácticos, Elementos da Terra, Anciãos Fae, legiões Angélicas, Arcanjos e outros Seres Divinos conhecidos como o Coletivo
 

 
Transcrito por achama.biz.ly com agradecimentos a: 
 

Novembro 09, 2020

chamavioleta

Tudo o que você precisa saber sobre Palo Santo

Por Eu Sem Fronteiras

9 de novembro de 2020. 

 
 
 
 
Se você já caminhou por uma feira de artesanato, pode ter se encantado com um cheiro fresco de vegetação, que parecia diferente de tudo que você já sentiu. Provavelmente era o aroma do palo-santo que estava tomando conta das suas narinas. A seguir, aprenda tudo que você precisa saber sobre ele.
 
O palo-santo é uma madeira que, ao ser queimada, libera um aroma muito característico e considerado mágico por muitas pessoas. Em espanhol, palo-santo significa “madeira encantada”. Esse nome carrega todos os usos mais comuns desse elemento da natureza. Utilizadas por povos incas, por indígenas e por curandeiros, as lascas da árvore de palo-santo poderiam ser colhidas em regiões do Peru, do Equador, da Bolívia e do Brasil.
 
As antigas civilizações acreditavam que a queima das lascas da árvore de palo-santo liberava uma fumaça curativa, capaz de promover a limpeza do corpo e do espírito. Assim era comum que o palo-santo fosse utilizado em rituais de purificação e em cerimônias. As árvores desse tipo vivem até os 90 anos, na maioria dos casos, e a resina perfumada só poderá ser removida no mínimo quatro anos depois da morte natural da planta, então o processo para obter o palo-santo com propriedades mágicas pode ser bastante demorado.
 
Atualmente, esse presente da natureza pode ser encontrado em todo o mundo, na forma de incensos, óleos essenciais e nas próprias lascas de madeira, que podem ser queimadas por qualquer pessoa que realize o procedimento de forma segura. Também é possível encontrar aromatizadores com essência de palo-santo. Dizem que o uso da planta pode trazer proteção e limpeza espiritual para um ambiente ou para uma pessoa, mas não para por aí. Saiba quais são os outros usos do palo-santo e como ele pode fazer bem para você.
 
Para que serve o palo-santo?
 
O palo-santo, na forma de óleo ou de incenso, é capaz de beneficiar tanto o aspecto físico quanto o aspecto emocional de uma pessoa. Cientificamente, podemos analisar a composição do palo-santo para entender como cada substância liberada pela fumaça da madeira ou pelo contato com o óleo nos auxilia.
 
O limoneno é um ingrediente que está presente em 62,8% do palo-santo. Há evidências de que ele pode prevenir o câncer, mas sua principal atuação está no potencial calmante, que diminui a ansiedade, e no estímulo à criatividade, que favorece a solução rápida para diversos problemas. Em âmbito espiritual, o limoneno é responsável por afastar as energias negativas de um ambiente.
 
Daniela Mackova / Pixabay
 
Terpineol é outro componente do palo-santo que pode melhorar a saúde física de uma pessoa. Ele fortalece a imunidade, atua contra fungos e bactérias e funciona como um tônico. Em relação ao que ele pode trazer em um aspecto mental, o terpineol pode trazer a sensação de equilíbrio e de bem-estar para quem utiliza o palo-santo de forma rotineira.
 
O último componente presente em grande quantidade no palo-santo é o menthofuran. Na saúde física, ele é um aliado no descongestionamento nasal e pode atuar como antiviral, dependendo da doença. Outros benefícios que o menthofuran traz são a melhoria da concentração e a clareza de pensamentos, que pode auxiliar na resolução de problemas.
 
Como usar o palo-santo?
 
Agora que você conhece os benefícios que o palo-santo pode trazer para a sua saúde, pratique a forma correta de utilizá-lo como incenso e como óleo essencial.
 
Se você tem uma lasca de palo-santo, ele será utilizado como incenso, então você deve segurá-lo por uma das pontas e queimar o outro lado. Você vai perceber que esse processo de queima é um pouco demorado, mas continue colocando fogo. Mantenha a lasca queimando por 30 segundos e só depois apague.
 
Com o palo-santo liberando fumaça, caminhe pelo ambiente que você deseja purificar. Faça uma oração em voz alta ou diga aquilo que você deseja alcançar. Peça boas energias e uma limpeza espiritual do ambiente. É importante que você leve fumaça também para o chão e para os cantos escondidos do cômodo.
 
Você ainda pode aproveitar a fumaça para purificar as suas energias. Fique em pé e comece espalhando a fumaça pelos seus pés, passando por todo o seu corpo, até a cabeça. É possível que o palo-santo apague algumas vezes durante o processo, mas basta acendê-lo novamente, se acontecer. Ao final do processo, você não deve interromper a queima da madeira. Coloque-a em uma tigela de metal ou de cerâmica e deixe que ela apague naturalmente.
 
Thanks for your Like • Donations Welcome / Pixabay
 
Para usar o óleo essencial de palo-santo, você só precisa colocar algumas gotas na mão, espalhá-las nos braços e nas palmas das mãos, assim todas as boas energias que a madeira libera circularão por você. Se tiver um aromatizador de ar com palo-santo em sua composição, espalhe-o pelo ambiente semanalmente, para preservar a limpeza do local onde você mora ou trabalha.
 
Há quem use a fumaça do palo-santo também para purificar cristais, pedras, pêndulos ou objetos que são utilizados para fins mágicos. Nesse caso, também é possível pingar um pouco do óleo essencial em um pano e esfregar gentilmente as peças.
 
Como o palo-santo pode auxiliar no tratamento da depressão?
 
Uma pessoa que é diagnosticada com depressão deve realizar um acompanhamento médico para saber qual medicação tomar e para fazer terapia, buscando a compreensão do que está causando os pensamentos e os sentimentos depressivos. Uma vez que essa pessoa já passou por esse processo e está seguindo um tratamento regular, o palo-santo pode ser um aliado.
 
Como essa madeira é conhecida por promover a limpeza espiritual de quem entra em contato com ela, o uso do palo-santo na forma de óleo essencial ou de incenso permitirá que os sentimentos e pensamentos negativos que a pessoa com depressão está nutrindo sejam afastados aos poucos.
 
Thanks for your Like • Donations Welcome / Pixabay
 
Além disso, ela pode sentir mais ânimo para realizar as atividades diárias, tendo mais criatividade para resolver problemas e mais concentração para se dedicar ao que lhe faz bem. Embora o palo-santo seja inofensivo para a saúde, é importante que você fale com o(a) profissional que está acompanhando seu tratamento para depressão para entender se você pode utilizá-lo como complemento ao seu processo de cura.
 
O palo-santo é um componente natural que pode ser utilizado por qualquer pessoa que deseja obter mais criatividade, tranquilidade e limpeza espiritual. A queima da madeira e o uso do óleo essencial são os melhores meios de aproveitar todos os benefícios que essa planta perfumada e mágica pode trazer para a vida de alguém!
 




Sítio (site) Principal: http://achama.biz.ly/
e-mail: site@achama.biz.ly
 
 
Para outros artigos espirituais e denúncias por favor visite:
 
Vídeos banidos alternativos




Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.
A religião organizada é desnecessária à espiritualidade.
Excelentes ensinamentos dos mestres têm sido contaminados pelo controle dogmático dessas religiões.
Discernimento sim; julgamento não.
Com discernimento é possível alcançar o espírito da letra de qualquer escritura e é também bem mais fácil escutar a voz da alma que vem do coração.
 

 
Por favor, respeitem todos os créditos


Recomenda-se o discernimento.

 
Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores

 

Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.

 

Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.

 

 
Atualização diária.
 
Free counters!


 

Outubro 10, 2015

chamavioleta

    Mudança nos Polos Magnéticos

    A Ciência se dobra às Profecias

    By Greg Braden

    Publicado anteriormente a 14/04/2015  
    Edição e imagens:  

    Thoth3126@gmail.com

    Mudança nos Pólos Magnéticos da Terra


    A Ciência se dobra às Profecias e às tradições dos povos indígenas.

    “Ao entardecer, dizeis: haverá bom tempo porque o céu está rubro. E pela manhã: hoje haverá tempestade porque o céu está vermelho-escuro. Hipócritas! Sabeis, portanto, discernir os aspectos do céu e não podeis reconhecer os Sinais dos Tempos?” Mateus (16: 2, 24)



    Edição e imagens: Thoth3126@gmail.com

    Fonte: http://www.greggbraden.com/

    Profecias ancestrais e diversas tradições indígenas anteviram o fenômeno. Mas agora, para surpresa de muita, muita gente, é a própria ciência que começa a reconhecer importantes mudanças no campo magnético e nas freqüências vibratórias da Terra.

    O ápice do processo, que, segundo alguns especialistas, deverá ocorrer em alguns anos provavelmente provocará a inversão do sentido da rotação do nosso planeta e também a inversão dos pólos magnéticos.

    Este texto é baseado nas informações que enfoca o trabalho do geólogo norte-americano Greg Braden, maior estudioso do fenômeno. Braden trabalha a partir da interface ciência-esoterismo e é autor do livro “Awakening to Zero Point” (Despertando para o Ponto Zero) e de um vídeo de quatro horas sobre o fenômeno e suas possíveis conseqüências para a humanidade. Ver em: http://www.greggbraden.com/



    Greg Braden está constantemente viajando pelos Estados Unidos e marcando presença na mídia demonstrando com provas científicas que a Terra já está passando pelo Cinturão de Fótons e que esta havendo uma desaceleração na rotação do planeta. Ao mesmo tempo, ocorre um aumento na freqüência ressonante da Terra (a chamada Ressonância Schumann; sobre este tema da Ressonância, leia mais ao final deste artigo).

    Quando a Terra diminuir ao máximo a sua rotação e a freqüência ressonante alcançar o índice de 13 hz, estaremos no que Braden chama de Ponto Zero do campo magnético. A Terra ficará como se estivesse parada e, após dois ou três dias, recomeçará a girar só que na direção oposta. Isso poderá produzir uma total reversão nos campos magnéticos e nos Pólos terrestres. 


    Freqüência de base crescente:

    A freqüência de base da Terra, ou a sua “pulsação” natural como um organismo vivo (a Ressonância Schumann), está aumentando drasticamente. Embora varie entre regiões geográficas, durante décadas a média foi de 7 a 8 ciclos por segundo. Essa medida já foi considerada uma constante. Comunicações globais militares foram desenvolvidas a partir do valor dessa freqüência. Recentes relatórios estabeleceram a taxa num índice superior a 11 ciclos. A ciência não sabe por que isso acontece – nem o que fazer com tal situação.

    Greg Braden encontrou dados coletados por pesquisadores noruegueses e russos sobre o assunto – que, por sinal, não é amplamente tratado nos Estados Unidos. A única referência à Ressonância Shumann (RS) encontrada na Biblioteca de Seattle está relacionada à meteorologia: a ciência reconhece a RS como um sensível indicador de variações de temperatura e condições de mudanças amplas de clima. Braden acredita que a RS flutuante pode ser fator importante no desencadeamento das severas tempestades e enchentes dos últimos anos que estão acontecendo em todo o planeta. 




    CAMPO MAGNÉTICO DECRESCENTE:

    Enquanto a taxa de “pulsação” está crescendo, seu campo de força magnético está declinando. De acordo com Professor Banerjee, da Universidade do Novo México (EUA), o campo eletromagnético da Terra reduziu sua intensidade à metade, nos últimos 4 mil anos. Como um dos fenômenos que costuma preceder a inversão do magnetismo polar é a redução desse campo de força, ele acredita que outra inversão,a Polar já deve estar acontecendo. Braden afirma, em função disso, que os registros geológicos da Terra que indicam inversões magnéticas também assinalam mudanças cíclicas ocorridas anteriormente. E, considerando a enorme escala de tempo representada por todo o processo, devem ter ocorrido muito poucas dessas mudanças ao longo da história do planeta. 


    Impacto sobre o planeta:


    Greg Braden costuma afirmar que essas informações não devem ser usadas com o objetivo de amedrontar as pessoas. Ele acredita que devemos estar preparados para as mudanças planetárias, que irão introduzir uma Nova Era de Luz para o planeta: a nova humanidade viverá além do dinheiro e do tempo, com os conceitos baseados no medo e no egoísmo sendo totalmente dissolvidos. Braden lembra que o Ponto Zero ou a Mudança das Eras vem sendo predito por povos ancestrais há milhares de anos. Têm acontecido ao longo da história do planeta muitas transformações geológicas importantes, incluindo aquelas que ocorrem a cada 13 mil anos, precisamente na metade dos 26 mil anos de Precessão dos Equinócios.

    O Ponto Zero e uma alteração dos pólos magnéticos provavelmente acontecerá logo, acredita Braden. Poderia possivelmente sincronizar-se com o biorritmo de 4 ciclos da Terra, que ocorre a cada 20 anos, sempre no dia 12 de agosto. A última ocorrência foi em 2003. Afirma-se que depois do Ponto Zero o sol nascerá nos atuais oeste e se porá no leste. Ocorrências passadas, desse mesmo tipo de mudança, foram encontradas em registros ancestrais. 


    Os reflexos na vida humana:

    Greg Braden assinala que as mudanças na Terra estarão afetando cada vez mais nossos padrões de sono, relacionamentos, a habilidade de regular o sistema imunológico e a percepção da passagem do tempo. Tudo isso pode envolver sintomas como enxaquecas, cansaço, sensações elétricas na coluna, dores no sistema muscular, sinais de gripe, zumbido nos ouvidos e sono intenso. Ele associa uma série de conceitos de ordem esotérica aos processos geológicos e cosmológicos relacionados ao Ponto Zero.

    Para Braden, cada ser humano está vivendo um intenso processo de “iniciação”. O tempo parecerá acelerar-se à medida que nos aproximarmos do Ponto Zero, em função do aumento da freqüência vibratória do planeta: 16 horas agora equivaleriam a um dia inteiro, ou seja, 24 horas, a aceleração do tempo já esta em curso. Durante o fenômeno da mudança, aponta ele, a maior parte de tecnologia que hoje conhecemos, usamos e da qual dependemos deixará de ser operacional.

    Possíveis exceções poderiam ser em aparelhos com tecnologia baseada no Ponto Zero ou Energia Livre. A inversão causada pelo Ponto Zero provavelmente nos introduzirá à Quarta Dimensão (transitaremos pela quarta dimensão rumo à quinta, e nesse momento aqueles que não evoluíram ficam em meio ao processo), diz o geólogo, então tudo o que pensarmos ou desejarmos vai se manifestar rapidamente (esse é o fim do tempo como o conhecemos). Isso inclui pensamentos e sentimentos diversos inconscientes. Daí que a “intenção” (ou a consciência, ou a falta dela) passará a representar um papel de suma importância na vida humana. 


    Um novo DNA:

    Para Braden, nosso corpo físico vem mudando à medida que nos aproximamos do Ponto Zero. Nosso DNA estaria sendo ampliado para 12 fitas em sua hélice, ao mesmo tempo em que um novo corpo de luz começaria a ser criado para os que realizassem um “Trabalho Interno adequado”(buscasse a sua própria EVOLUÇÃO). Em conseqüência disso, nos tornaríamos mais intuitivos e com maiores habilidades curativas. Ele afirma também que todas as doenças dos, incluindo a Aids, câncer, etc, que são kármicas, desaparecerão.

    Nossos olhos ficariam como os do gato, para se ajustarem à nova atmosfera e nível de luz. E todas as crianças nascidas depois de 1998 já provavelmente teriam capacidades telepáticas. Segundo afirmações de Samael Aun Weor, fundador das instituições gnósticas, a passagem de todo o Sistema Solar e da Terra em particular afetaria toda a fauna e a flora, revolucionando as cadeias de Química, Física e Biologia. Isso inclui também as ciências relacionadas ao ser humano.

    O Calendário Maia, destaca Braden, predisse todas as mudanças que estão ocorrendo agora. Os seus textos afirmam que estamos indo para além da tecnologia e voltando aos ciclos naturais: os da Terra e os do Universo. (Por volta de 2045 estaríamos então entrando mais aceleradamente na Quarta/quinta Dimensão, processo que teria se iniciado no exato momento em que Jesus estava sendo crucificado, e que deverá ocorrer no próprio Ponto Zero.)

    Acredite ou não, a Terra comporta-se como um enorme circuito elétrico. É verdade que a atmosfera é um condutor bastante fraco, e se não houvessem fontes de carga, toda a carga elétrica terrestre se disseminaria em cerca de 10 minutos. Existe uma “cavidade” definida pela superfície do planeta e o limite interior da ionosfera 55 quilômetros acima. Em qualquer momento dado, a carga elétrica presente nessa cavidade é de 500 mil Coulombs. Existe uma corrente de fluxo entre o chão e a ionosfera de 10 a 12 ampères por metro quadrado, a resistência da atmosfera é de 200 ohms e a tensão é de 200 mil volts.

    Aproximadamente mil tempestades luminosas acontecem a todo momento no mundo. Cada uma produz de 0,5 a 1 ampère, e elas, juntas, contribuem para a medida total do fluxo da corrente na “cavidade eletromagnética” da Terra. As Ressonâncias de Schumann são ondas eletromagnéticas quase estáticas que existem nessa cavidade. Como ondas de uma mola, elas não estão presentes o tempo inteiro, mas sim têm de ser estimuladas para serem observadas. Elas não são causadas por nada que acontece no interior da Terra, sua crosta ou seu núcleo.

    Parecem estar relacionadas à atividade elétrica na atmosfera, particularmente em períodos de intensa atividade luminosa. Elas ocorrem em diversas freqüências entre 6 e 50 hz; especificamente 7, 8, 14, 20, 26, 33, 39 e 45 hertz, com uma variação diária de cerca de 0,5 hz. 



    As Manchas Solares-Sunspots 


    As Manchas Solares – (SUNSPOTS):

    Enquanto as propriedades da cavidade eletromagnética da Terra permanecem as mesmas, essas freqüências também permanecem inalteradas. Presumivelmente, há uma mudança devida ao ciclo DE ERUPÇÃO das manchas solares (SUNSPOTS), já que a ionosfera terrestre responde ao ciclo de 11 anos de atividade solar. Ressonâncias de Schumann são mais facilmente observadas entre 2.000 e 2.200 UT. Tendo em vista que a atmosfera suporta uma carga, uma corrente e uma voltagem, não é surpreendente encontrar tais ondas eletromagnéticas. As propriedades ressonantes dessa cavidade terrestre foram previstas inicialmente pelo físico alemão W.O. Schumann entre 1952 e 1957 e detectadas pela primeira vez por Schumann e Konig em 1954.

    A primeira representação espectral desse fenômeno foi preparada por Balser e Wagner em 1960. Muito da pesquisa, nos últimos 20 anos, foi conduzido pela Marinha norte-americana, que investiga freqüências extremamente baixas de comunicação com submarinos. Quem desejar mais informações técnicas poderá buscar o Handbook of Atmospheric Electrodynamies, vol. 1, de Hans Volland (CRC Press, 1995). Todo o capítulo 11 é sobre a Ressonância de Schumann, tendo sido escrito por Davis Campbel, do Instituto Geofísico da Universidade do Alasca. Observam-se, por toda a face da Terra, significativos sinais de uma grande mudança. Toda a humanidade encontra-se num estado de “tensão e expectativa”. Expectativa de quê?

    Poucos sabem ao certo, mas é um fato e ela existe, como bem o demonstra a insegurança pública. Os mais céticos afirmam ser devido à contingente situação atual da sociedade mundial. Alguns sociólogos afirmam ser devido às armas nucleares, ao chamado “equilíbrio do terror”, cujo arsenal nuclear é suficiente para destruir todo o planeta mais de uma centena de vezes. Já os ocultistas afirmam que estes “sintomas planetários sociais são o Inconsciente Coletivo”, prognosticando uma terrível e implacável seleção ou separação do trigo do joio, proveniente de um grande “Julgamento Cíclico”. Em verdade, contudo, podemos apenas afirmar que: Os tempos esperados já chegaram e que pouco importa se os homens (e mulheres) estejam ou não conscientes disto.

    Ademais, o real conhecimento da Causa que tanta repercussão vem fazendo refletir na insegura humanidade pertence somente àqueles que se fizeram “dignos de tais revelações”. Já um certo discípulo teve ocasião de dizer: “Quatro círculos concêntricos se apresentam atualmente para definirem a evolução espiritual dos seres que habitam a face da Terra:

    1º o externo, é formado pelos “irremediavelmente perdidos”, ou seja, aqueles que se defrontaram com o dantesco portal onde se lêem ainda as seguintes palavras: Lasciate Ogni Speranza, o Voi Ch’Entrate. Sim, para estes, foram perdidas todas as esperanças.

    O 2º , dos “prováveis”, ou aqueles que lutam como Rarinantes in Gurgite Vasto (raros náufragos nadando num vasto abismo), para se salvarem da grande tribulação do presente ciclo, que a tudo e a todos ameaça destruir.

    O 3º círculo é formado pelos já redimidos ou salvos, ou seja, aqueles que passaram por todas as Provas dolorosas da vida e delas saíram vitoriosos.

    Finalmente, o 4º grupo, formado pelos guias ou instrutores da humanidade. Os que se acham ocultos no interior do Templo dedicado ao culto de Melquisedeck, e que outro não é senão o da Universidade Eucarística, o “Graal de todos os Graais”, sintetizados na Fraternidade Universal de toda A Humanidade. Esses últimos seres a que se refere a citação acima sabem muito bem o que há de acontecer num futuro (já nosso presente) próximo e muito mais. Sabem ainda a razão por que a Divindade manifestar-se-á dessa vez como a “Face Rigorosa” (em lugar da Amorosa, de há dois mil anos quando seu mensageiro foi violentamente assassinado na cruz) do Eterno e Soberano Senhor dos Universos.

    De qualquer forma, para os cegos de espírito, que obstinadamente negam este futuro óbvio, eis os conselhos do sábio sacerdote atlante Rá-Mu dado sobre o afundamento de Atlântida. “Quando a estrela Baal caiu no lugar onde hoje só existem mar e céu, os dez países, com suas Portas de Ouro e Templos Transparentes, tremeram e estremeceram como se fossem as folhas de uma árvore sacudida pela tormenta. Eis que uma nuvem de fogo e fumaça se elevou dos palácios. Os gritos de horror lançados pela multidão enchiam o ar. Todos buscavam refugio nos templos, nas cidades, e o sábio Rá-Mu apresentando-se, lhes falou: “Eu não vos predisse todas essas coisas?”

    Os homens e mulheres, cobertos de faustosas vestes e pedras preciosas, clamavam: “Mu, salva-nos!” Ao que replicou Mu: “Morrereis com vossos escravos e vossas riquezas, e de vossas cinzas surgirão outros povos. Se eles (a nossa atual raça humana, a 5ª Raça, Ária), porém, vos imitarem, esquecendo-se de que devem ser superiores, não pelo que adquirirem, mas pelo que oferecerem, a mesma sorte lhes caberá. O mais que posso fazer é justamente morrer convosco. Não tivestes dignidade para viver, tende pelo menos dignidade para morrer”. As chamas e o fumo afogaram as últimas palavras de Mu que, de braços abertos para o Ocidente, desapareceu nas profundezas do Oceano junto com 64 milhões de habitantes do imenso continente” (em apenas um único dia). 


    1. Espaço Profundo

    Em 14 de dezembro de 1997, uma explosão foi percebida na Terra, vinda do espaço. De uma área do tamanho do Texas a 12 bilhões de anos-luz da Terra, ocorreu uma explosão, que baseada na fórmula E=Mc2, requereria toda a matéria visível no universo para liberar tamanha quantidade de energia. De acordo com determinados relatórios, ela teria ocorrido a um milésimo de segundo depois do Big Bang original.

    Isso é impossível dentro de nosso entendimento do universo. Não existe nenhuma pessoa na Terra que possa ao menos começar a explicar isso. E para complicar mais ainda o problema, mais de 2 mil dessas explosões ocorreram desde a primeira. Mais de 2 mil novos universos foram então criados dentro deste? Enigmas! 



    O novo telescópio NuSTAR- Nuclear Spectroscopic Telescope, gravou esta expansão violenta de energia emitida pelo supermassivo buraco negro chamado de Sagitário A do Centro da nossa Galáxia Via Láctea no final de julho. A imagem de fundo mostra um amplo campo de visão, em infravermelho do centro da Galáxia. Inserções de zoom no buraco negro gravou como a energia se inflama desde o centro em repouso, explodindo para em seguida, desaparecer. O gás mais quente, localizado perto do buraco negro, pulsa como o ponto branco central visto nas imagens de raios-X. O gás um pouco mais frio fica associado com um gás remanescente de uma velha explosão de uma supernova nas proximidades e é responsável pela existência da nuvem circundante (DO RAIO) rosa. Foto: NASA / JPL-Caltech. 
    http://www.nasa.gov/mission_pages/nustar/main/index.html


    2. Centro Galáctico (O Sol Central da Galáxia)


    Desde 14 de dezembro de 1997, o centro de nossa galáxia também tem começado a expulsar grandes quantidades de energia para o nosso sistema local. Isso também é inexplicável, de acordo com o cientista com quem eu estava conversando.

    De fato, o satélite “Beeper”, foi destruído por uma dessas explosões, de acordo com o mesmo cientista. Este homem acredita que se essa energia continuar a crescer e a pulsar, ela irá eventualmente destruir todos os nossos satélites artificiais em órbita da Terra.
    3. O SOL:

    Até 1992, tudo estava normal com nosso Sol. Ele tinha um pólo magnético ao norte e outro ao sul. Estava funcionando normalmente para os padrões científicos. Em dezembro de 1994, a nave espacial Ulysses, da NASA, chegou ao Sol para medir seu campo magnético. A Nasa, então ficou perplexa, ao constatar que o campo magnético solar não possuía mais um pólo norte e um polo sul. O pólo magnético do Sol havia mudado dramaticamente para um campo homogêneo. Não tinham, é claro, nenhuma explicação científica. Ninguém jamais viu alguma coisa parecida antes. Assim, o satélite SOHO (SOlar Heliospheric Observatory) foi lançado para estudar o Sol por um período de vários anos. 




    No início de junho de 1998, dois cometas chocaram-se com o Sol. Cerca de 25 ou mais cometas ou asteróides poderão chocar-se por ano com Sol ou raspar nele. Isso não era comum e nada acontecia anteriormente, quando o Sol era atingido por um corpo cósmico. Só que desta vez o Sol reagiu de um jeito nunca visto antes.

    Aproximadamente de 30 a 35 chamas (Flares) solares eructaram / emergiram da superfície do Sol, todas em dois círculos paralelos nas latitudes 19.5, norte e sul. Se até duas ou três chamas solares eructassem de uma vez, isso já seria de grande preocupação, por causa das tempestades magnéticas que poderiam ser causadas na Terra. Mas 30 ou 35 foi ultrajante.

    E mais, de acordo com Gregg Braden, o fluxo de prótons (energia) solares emitido pelo sol, que é medido em PUI, estava em cerca de 2.500 até o fim dos anos 80. A comunidade científica ficou muito preocupada sobre essa quantidade de energia chegando à Terra. Você sabe em quanto era há alguns meses? 42 mil PUI! E ninguém está falando mais nada a respeito. O que eles poderiam falar?
    4. A Terra:

    Estão nos contando aqui, nos Estados Unidos, que o fogo dos incêndios no México está sendo causado por fazendeiros, queimando campos para abrir espaço para mais plantações. Testemunhas oculares, no México têm uma história diferente. Eles falam que o Monte do Vulcão Popocatepetl, a cerca de 40 milhas a sudeste da Cidade do México, vem tendo erupções por mais de um ano agora, e o chão na área, ao redor, está se tornando muito quente. Diz-se que as árvores estão espontaneamente pegando fogo, o que quer dizer que o chão estaria a mais de 459 graus Fahrenheit.

    Outro grande vulcão, o Pacaya, explodiu perto da Cidade da Guatemala. Na Califórnia, a área do Lago Mammoth do supervulcão de Yellowstone (ver mais em 

    http://thoth3126.com.br/super-vulcao-em-yellowstone-pode-destruir-os-eua/
    parece estar potencialmente preparada para uma possível erupção. O Monte Santa Helena está registrando cerca de 170 terremotos diários. O Monte Rainier parece também estar perigosamente perto de uma possível erupção. Um vulcão sob a água está se formando perto da costa da Califórnia. O que está sendo dito aqui é que toda a costa OESTE, da Guatemala ao Estado de Washington, está perigosamente perto de algum tipo de reação maior. Isso perto da Falha geológica de San Andreas e JUAN DE FUCA, na Califórnia.

    O Pólo Sul está derretendo. Existem três vulcões explodindo sob a camada de gelo. Eles estarão ativos por muitos anos a partir de agora. Em meados da década de 90, ocorreu a ruptura do maior pedaço de gelo já conhecido, com cerca de 800 milhas quadradas de gelo. No momento, outro grande pedaço de gelo está para se quebrar na Antártica. Esse é chamado de Larson’s Ledge e é do tamanho do Estado do Texas, com cerca de 3 ou 4 milhas de profundidade (espessura). Está se rompendo rapidamente. Se essa peça de gelo quebrar, de acordo com a pressão liberada, irá aumentar os oceanos em 65 pés (cerca de 20 metros). Dois países irão desaparecer para sempre e praticamente todas as cidades costeiras no mundo serão destruídas. Pense então o que acontecerá com a Flórida, onde a maior elevação está a 90 pés (30 metros) acima do nível do mar.

    Isso aconteceria em um dia apenas. (n.t.- Temos que ter em mente que a sociedade brasileira reside, em sua maior parte, em zonas costeiras, em grandes cidades litorâneas. E mesmo outras que não são tão próximas do oceano Atlântico, terão problemas. A altitude média de Porto Alegre [a primeira grande capital estadual do pais subindo do sul] é de apenas 4 metros e sua região metropolitana, com cerca de 4,3 milhões de habitantes, no estado do Rio Grande do Sul não fica longe disso). O governo dos EUA está contando para o mundo que levará cerca de 500 anos até o Larson’s Ledge se quebrar. Não falamos muito sobre isso, mas na Austrália está sendo discutido quase que toda a semana, porque os australianos seriam os primeiros afetados. É óbvio que uma onda provocada por um pedaço de gelo tão grande quanto o Larson’s Ledge seria uma onda enorme. 




    A Plataforma de gelo Larsen A, B e C e sua desintegração se acelerando. Ela entrou em colapso a partir de 2002. Veja o quanto em: 

    http://en.wikipedia.org/wiki/File:Fragments_of_Larsen_B_Ice_Shelf_Lingered_Until_2005.gif

    Também no fim dos anos 90, o dr. David Suzuki e outro cientista foram para uma estação de TV australiana e fizeram uma declaração audaciosa. Eles disseram que não iriam permitir que essa desinformação continuasse. Disseram que, como cientistas, acreditam, com toda a informação científica que possuem, que o Larson’s Ledge irá quebrar “dentro de 3 décadas ou menos” gerando uma onda gigante que vai varrer o Oceano Atlântico. Antes do dr. Suzuki, as tribos de aborígenes australianas já diziam que esperam uma grande onda que está por vir, e muitas dessas tribos estão, neste momento, deslocando-se para o centro do continente australiano, onde é mais seguro. (Como esta fazendo a elite da Nova Ordem Mundial, para saber mais ver em: http://thoth3126.com.br/a-base-subterranea-e-os-segredos-de-pine-gap-e-canberra/)

    O campo geomagnético da Terra está sofrendo grandes mudanças, enfraquecendo. Há 2 mil anos, o campo media cerca de 4 gauss. Quase 500 anos depois, o campo geomagnético terrestre começou a cair, numa taxa muito mais acelerada. O campo agora mede somente 0,4 gauss. Nos últimos 30 anos, esse campo não tem só caído, mas está se tornando irregular. Os pássaros, que se utilizam dele para migrar, estão agora indo parar em outros locais. Ocorre o mesmo com os golfinhos, os cetáceos e as baleias. Eles usam as linhas geomagnéticas para migrar pelos oceanos do planeta.

    Para saber mais:
    http://thoth3126.com.br/mudanca-nos-polos-norte-muda-muito-rapido-polo-sul-se-arrasta/
    http://thoth3126.com.br/mudanca-dos-polos-nortesul-esta-acontecendo-agora/
    http://thoth3126.com.br/mudanca-nos-polos-geomagneticos/

    Estas linhas, que estavam estacionadas por milhares de anos nos mesmos lugares, agora mudaram. Algumas dessas linhas movem-se para áreas no interior dos continentes e essa é a razão pela qual muitas baleias e golfinhos têm encalhado nas praias. As linhas geomagnéticas, que sempre guiaram sua migração PELO OCEANO, agora as levam para a terra. Nas últimas duas semanas de setembro de 1994, o mundo experimentou uma oscilação do campo geomagnético. Pilotos de aviões de todo o mundo foram forçados a aterrissar manualmente seus aviões porque o campo geomagnético terrestre começou a se mover erraticamente. No início dos anos 2000 ele parecia voltar ao normal.

    De junho a outubro e parte de novembro de 1996, tivemos uma anomalia muito maior e mais longa. Especialmente durante julho e agosto daquele ano. O Pólo Sul estava realmente se movendo. Se você tivesse uma bússola preparada, veria que o Pólo estava se movendo em base diária e às vezes horária. Ele estava se movendo de 2,5 a 17 graus em um único dia. Em um ponto, de acordo com Greg Braden, o Pólo Sul do planeta realmente moveu-se para longe por poucas horas. Essa informação pode ser facilmente checada. Dê uma olhada em qualquer mapa aeronáutico do mundo, em qualquer grande aeroporto, antes de junho de 1996. 

    Acima: O Pólo Sul Magnético já percorreu 1.800 milhas (2.880 quilômetros) durante os últimos 400 anos, desde a sua localização original.

    Depois, pegue um novo (os governos tiveram de refazer os mapas para poder aterrissarem os aviões) e compare-os. Você verá que a correção de erro para o Pólo Norte magnético mudou, o que quer dizer que o Pólo Sul moveu-se. O aeroporto de Chicago, o O’Hara International Airport mudou de 1,5 a 2 graus. Então, tudo ficou quieto até recentemente. Houve alguns momentos de oscilação, mas não muitos. No último bimestre, houve novo movimento. Desta vez, com grandes conseqüências em potencial. Um cientista alemão, preocupado o bastante para me dar certas informações, mesmo que isso fosse sinônimo de sua perda de liberdade, revelou que estava trabalhando para o governo russo, e disse que mandaria a prova do que estava para revelar informações estarrecedoras sobre as mudanças no campo magnético da Terra. Ele disse duas coisas:

    Primeiro, que a Freqüência de Ressonância Schumann da Terra está, na verdade, mudando. De acordo com os satélites russos, a F.R.S. está aumentando dramaticamente. Disso, alertou o geologista Greg Braden. A freqüência que normalmente está em cerca de 7,8 hertz aumentou para 11,2 hertz. Depois, repentinamente, a Universidade da Califórnia, em Berkeley, anunciou que não havia mudanças. Isso não faz sentido. De acordo com a Rússia, ela está agora próxima a 13 hertz.

    A segunda coisa que esta fonte alemã afirmou é extremamente importante. Disse que a Rússia e a Alemanha têm documentado que o campo geomagnético terrestre está neste momento caindo para zero. Revelou que os modelos dos computadores russos mostraram isso cerca de 10 dias antes de termos ultrapassado o ponto onde ele poderia ser revertido, querendo dizer que sempre que um sistema chega a esse estágio, ele irá para zero. Depois, foi dito que o governo russo agora acredita que o campo geomagnético terrestre cairá para zero num futuro próximo. (Acontecerá em ABRIL de 2018, em conjunto com a alteração dos polos e do campo eletromagnético do planeta.

    Para saber mais veja em: http://thoth3126.com.br/uma-visao-pessoal/)

    Esta fonte alemã disse que o programa espacial russo tem feito uma extensa pesquisa sobre o assunto. Ela afirmou que quando os russos levaram pessoas para fora do campo geomagnético terrestre, observaram reações humanas específicas. Primeiro, os astronautas ficaram agitados. Depois, ficaram agressivos com outros seres humanos e completamente insanos, o que descobriram ser incurável. Eles analisaram e descobriram que o que aconteceu no cérebro humano foi conseqüência de quando o campo caiu para zero. Os alemães criaram então um cinto eletrônico para ser usado, que criará um balanço pessoal da FRS e do campo geomagnético em 0,4 gauss em volta do corpo humano. Isso está sendo dado para pessoas-chaves para manterem a governabilidade da sociedade planetária, caso isso realmente aconteça.

    Para saber mais veja em: http://thoth3126.com.br/carta-de-um-politico-da-noruega-sobre-2012/

    Além disso, surgiram três outras descobertas humanas que também apontam indiretamente ser esta a época do “Período de Transferência” salto evolutivo para a humanidade (da quinta para a sexta Raça-Raiz):

    a. As descobertas que estão sendo feitas no Egito de uma cidade subterrânea a 6 milhas de profundidade de 1,5 por 8 milhas de extensão, ainda mantida em segredo.

    b. A descoberta de um código secreto na Bíblia, por meio de um avançado programa de computador, que não deveria ser aberto “antes do fim dos tempos”. Isso é relatado no livro O Código da Bíblia (The Bible Code) de Michel Drosnin. Isso é muito importante.

    c. Em 23 de maio de 1998, a descoberta de possíveis restos da Atlântida próximo à costa de Bimini foi anunciada por Aaron Du Val. Eles acharam estas ruínas da Atlântida há três anos e meio, mas negaram-se a liberar essa informação até que tivessem provas científicas, sem qualquer dúvida, e o fizeram agora.

    SAIBA mais em:
    http://thoth3126.com.br/piramides-no-egito-a-sua-historia-dos-subterraneos-perdida-e-secreta/
    http://thoth3126.com.br/piramides-no-egito-a-historia-perdida-e-secreta-dos-subterraneos-em-gize-final/
    http://thoth3126.com.br/atlantida-triangulo-das-bermudas/
    http://thoth3126.com.br/atlantida-o-continente-perdido/



    O Livro O Código da Bíblia

    Esse é outro grande sinal. Edgar Cayce, o “profeta adormecido”, predisse há cerca de 60 anos que o Pólo terrestre “mudaria no inverno de 1998”. O tempo parece estar certo. Isso foi considerado impossível na época da predição de Cayce. Eles acreditavam que tal evento só aconteceria após milhões de anos. Agora, sabem que isso acontece sempre. De fato, aconteceu da última vez há 13 mil anos e, antes disso, somente há 26 mil e 12 mil anos. De acordo com a Precessão dos Equinócios, estamos no ponto da história que isso pode acontecer, se já não está para acontecer do dia para a noite.

    E, finalmente, os índios peles vermelha da nação HOPI foram a um talk show na rádio Art Bell, nos USA e anunciaram que em julho de 1998 a Terra iria saber, com certeza, que alguma coisa muito grande está para ocorrer, e que de outubro a dezembro de 1998 nós poderíamos passar para o quinto mundo dos povos nativos americanos. Isso é o mesmo que a 5ª dimensão, as influências do Plano Astral. Os HOPI contam o vácuo como um mundo, nós o contamos como zero. Outro grande sinal.

    Agora, vocês já viram as evidências. Isso pode ou não acontecer agora. Mas acreditamos que acontecerá algum dia, em um futuro próximo. Até a Bíblia (e todos os livros sagrados da antiguidade de todas as culturas) fala sobre isso. Então, o que podemos fazer? Essa é a questão! Primeiramente, será praticamente impossível viver em uma cidade grande durante essa MUDANÇA. Toda a eletricidade, combustível e água serão desligados. Os EUA, por exemplo, têm só 30 dias de suprimentos, então após um mês ou menos, as pessoas ficarão sem comida e irão fazer qualquer coisa para consegui-la.

    Automóveis quebrados bloquearão a maioria das estradas. Todas as linhas aéreas, ônibus, trens etc., não estarão funcionando. Onde quer que você esteja, será onde você vai ficar. E se isso não é o suficiente, a maior parte das pessoas ficará com fome, com raiva… COM MUITO MEDO e perigosa. À primeira idéia, as florestas ou bosques parecem ser o lugar mais seguro para se ir, mas torna-se claro pela mínima lógica que esses lugares se tornariam muito perigosos também. Todos iriam para a floresta!!! As pessoas estariam em todos os lugares, andando com armas, excitadas e perigosas. Então, vejamos quais seriam as possibilidades.

    Pensa-se que a pior coisa que pode acontecer é que você ou um membro de sua família morra, perceba que isso não é um problema. O propósito da vida nesse estágio do crescimento é mover-se conscientemente para o próximo mundo, a quinta dimensão. Existe três modos como isso pode acontecer. Um caminho não é melhor que o outro:

    - Morte: No passado, nos períodos lemurianos ou atlantes, se você morresse, você passava para 5ª dimensão. De lá você poderia, depois de um período de “férias” (por você ter acumulado bastante Dharma), voltar para a Terra para viver de novo, para completar seu propósito na Terra. No entanto, esse ciclo foi possível por longo período de tempo, mas agora isso está mudando. Para a maioria (já quase a totalidade em 2012) de nós, essa é a nossa última vida no planeta Terra;

    - Ressurreição: Se você passa por processos iniciáticos profundos, você reconstrói seu corpo onde bem desejar, seja neste planeta seja em outro mais seguro;

    - Abdução: Ser resgatado por viajantes espaciais e seus Ufos a terras mais seguras, até que a situação neste sofrido planeta se estabilize.

    No entanto, os gnósticos têm um procedimento que converge todas essas alternativas. Isso é chamado de “Os 3 Fatores de Revolução da Consciência”. Essa Tríplice Chave nos abre as possibilidades de um resgate efetuado por nossa própria Divindade Interior. É Ela, a Divina Sabedoria Interior, que sabe o que é e será melhor para nós nestes terríveis dias que se avizinham! 


    Ressonância Schumann: A pulsação do Planeta Terra:

    Já ouviram falar de Ressonância Schumann? Pois bem, são freqüências eletromagnéticas de cerca de 8.0 hz que ficam numa “cavidade” entre a superfície da Terra e a ionosfera, formando um verdadeiro circuito elétrico em volta de todo o planeta. No mesmo período em que começou a tal sensação de “aligeiramento/aceleração” do tempo, o valor das freqüências de 8,0 hz (curiosamente, a mesma do cérebro humano) passou a subir 2 pontos ou mais nessa escala de freqüência. Os cientistas não sabem as causas da mudança e suas possíveis conseqüências. Não apenas as pessoas mais idosas, mas também os jovens têm a nítida sensação de que tudo está se acelerando excessivamente. Ontem foi carnaval, dentro de pouco será Páscoa, mais um pouco, Natal.

    Esse sentimento é ilusório ou tem base real? Pela Ressonância Schumann procura-se dar uma explicação. O físico alemão W.O. Schumann constatou em 1952 que a Terra é cercada por um campo eletromagnético poderoso que se forma entre o solo e a parte inferior da ionosfera, cerca de 100 quilômetros acima de nós. Esse campo possui uma ressonância (dai chamar-se ressonância Schumann), mais ou menos constante, da ordem de 7,83 pulsações por segundo. Funciona como uma espécie de marca-passo, responsável pelo equilíbrio da biosfera, condição comum de todas as formas de vida. Verificou-se também que todos os vertebrados e o nosso cérebro são dotados da mesma freqüência de 7,83 hertz. Empiricamente fez-se a constatação de que não podemos ser saudáveis fora dessa freqüência biológica natural. 




    Sempre que os astronautas, em razão das viagens espaciais, ficavam fora da ressonância Schumann, adoeciam. Mas submetidos à ação de um simulador Schumann recuperavam o equilíbrio e a saúde. Por milhares de anos as batidas do coração da Terra (sim a Mãe Terra é um ser vivo e autoconsciente) tinham essa freqüência de pulsações e a vida se desenrolava em relativo equilíbrio ecológico. Ocorre que a partir dos anos 80, e de forma mais acentuada a partir dos anos 90, a freqüência passou de 7,83 para 11 e para 13 hertz por segundo.

    O coração da Terra disparou. Coincidentemente, desequilíbrios ecológicos se fizeram sentir: perturbações climáticas, maior atividade dos vulcões, crescimento de tensões e conflitos no mundo e aumento geral de comportamentos desviantes nas pessoas, entre outros. Devido à aceleração geral, a jornada de 24 horas, na verdade, já é somente cerca de 16 horas. Portanto, a percepção de que tudo está passando rápido demais não é ilusória, mas teria base real nesse transtorno da ressonância Schumann.

    Gaia, esse superorganismo vivo que é a Mãe Terra, já esta buscando formas de retornar a seu equilíbrio natural. E vai consegui-lo, mas não sabemos a que preço (sabemos sim, mas é difícil de aceitá-lo !), a ser pago pela biosfera e pelos seres humanos. Aqui se abre o espaço para grupos esotéricos e outros futuristas projetarem cenários, ora dramáticos, com catástrofes terríveis, ora esperançosos, como a irrupção da quarta dimensão (ou talvez a quinta, quem sabe), pela qual todos seremos mais intuitivos, mais espirituais e mais sintonizados com o biorritmo da Terra. Não pretendo reforçar esse tipo de leitura. Apenas enfatizo a tese recorrente entre grandes cosmólogos e biólogos de que a Terra é, efetivamente, um superorganismo vivo, de que Terra e a humanidade formamos uma única entidade, como os astronautas testemunham de suas naves espaciais. 




    Nós, seres humanos, somos Terra que sente, pensa, ama e venera. Porque somos isso, possuímos a mesma natureza bioelétrica e estamos envoltos pelas mesmas ondas ressonantes Schumann.

    Se quisermos que a Terra reencontre seu equilíbrio, devemos começar por nós mesmos: fazer tudo sem estresse, com mais serenidade, com mais amor, que é uma energia essencialmente harmonizadora. Para isso importa termos coragem de ser contra o sistema dominante, que nos obriga a sermos cada vez mais competitivos, efetivos, desumanos, robotizados e escravos.

    Precisamos respirar juntos com a Terra, para conspirar com ela pela PAZ.

    http://www.gnosisonline.org/Teologia_Gnostica/index.php

    Saiba mais lendo:
    http://thoth3126.com.br/vulcao-cumbre-vieja-mega-tsunami-pode-atingir-o-brasil/
    http://thoth3126.com.br/uma-visao-pessoal/
    http://thoth3126.com.br/poderosa-energia-emitida-pelo-centro-da-galaxia-foi-registrada/
    Permitida a reprodução desde que mantido o formato original e mencione as fontes.

    www.thoth3126.com.br

    Compartilhe:

    609Share on Facebook (Opens in new window)609
    12Click to share on Twitter (Opens in new window)12
    Click to share on Reddit (Opens in new window)
    Click to email this to a friend (Opens in new window)

    Posted by Thoth3126 on 14/04/2015


URL: http://wp.me/p2Fgqo-Lt


Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores.

Por favor, respeitem todos os créditos

Arquivos em português:
http://rayviolet2.blogspot.com/search?q=Greg Braden

Atualização diária

Se gostou! Por favor RECOMENDE aos seus Amigos.
achama.biz.ly 

Israel ou Cazária!?

achama.biz.ly email: nai@achama.biz.ly 


EN: VioletFlame * The Illuminati * Alternative Media * North Atlantic Islands * Indian Ocean Islands * South Atlantic Ocean Islands * Alternative Media * Creator's Map * ESU IMMANUEL * Exposing Media DesInformation * Galactic Federation * Indians, Prophecies and UFOs * Illuminati, The * Infinite Being * Israel (!?) * Jews..., the Real ones! * Khazars Jews are converted, not jenuine * Meditation * Media News * NESARA (!?) * SCIENCE, SPIRIT, Free Energy!... * UFO CONTACTS * UFOs (MORE) * USA The 4th NAZI Reich!? * Zionism Lies and The Illuminati * Light a Candle for PEACE * The Red Pill * The True Shadow Government

Setembro 13, 2015

chamavioleta

Grand Canyon 

 Mistérios de uma Imensa Caverna revelados …

Publicado anteriormente em 13/03/2015

Misteriosa caverna foi descoberta nos contrafortes do Grand Canyon:



As últimas notícias sobre a evolução das explorações do que hoje é considerado pelos cientistas como não só a descoberta arqueológica mais antiga nos Estados Unidos, mas uma das mais valiosas do mundo, e que foi mencionado há algum tempo no Diário da República:

“Esse assunto foi trazido para a cidade ontem por G.E. Kinkaid, o explorador que encontrou uma grande cidadela subterrânea no GRAND CANYON, durante uma viagem da cidade de Green River, Wyoming, em um barco de madeira, para Yuma, no rio Colorado há vários meses (isso aconteceu em 1909 há mais de cem anos)”


Fonte: www.bibliotecapleyades.com


Tradução, edição e imagens: Thoth3126@gmail.com

GRAND CANYON – Os Mistérios de uma Imensa Caverna sendo trazidos à luz: A Notícia foi publicada no jornal ARIZONA GAZETTE, de segunda-feira 5 de abril, 1909.


ARIZONA GAZETA, segunda-feira 5 de abril, 1909: Explorações no Grand Canyon - S.A. Jordan está entusiasmado

A Descoberta Notável Indica que povos muito antigos migraram do Oriente para o território da América do Norte, nos EUA, até o Grand Canyon:

Segundo a história publicada ontem no Diário pelo Sr. Kinkaid, o arqueólogo do Instituto Smithsonian, que está a financiar a exploração, fizeram descobertas que provam conclusivamente que a raça que habitou nesta caverna misteriosa, escavada em rocha sólida por mãos humanas, era de origem oriental ou possivelmente do Egito remontando a Ramses, faraó da 18ª DINASTIA (cerca de 1.300 a.C.)





Parece que uma migração não documentada pelos eruditos entre povos do oriente (CHINA e EGITO) para o ocidente, que poderia ter acontecido por volta do século XIV a.C.

Se suas teorias estão nascendo por conta da tradução das tabuinhas gravadas com hieróglifos, encontradas no local, o mistério dos povos pré-históricos da América do Norte, as suas artes antigas, quem eram e de onde eles vieram, será resolvido. O Egito, o rio Nilo, o Arizona e o rio Colorado estarão ligados por uma cadeia histórica correndo de volta para as idades antigas que supera as fantasias mais selvagens de qualquer ficcionista.

Uma investigação aprofundada

Sob a direção do professor S.A. Jordan, o Instituto Smithsonian esta agora processando a exploração mais aprofundada, que será mantida até que o último elo da cadeia tenha sido forjado. A caverna subterrânea com cerca de uma milha de profundidade, cerca de 1.480 pés (cerca de 500 metros) abaixo da superfície, a longa passagem principal foi desbloqueada, para encontrar uma outra enorme câmara que se irradia em dezenas de passagens em túneis, como os raios partindo do centro de uma roda.



Várias centenas de salas foram descobertas, todas com conexão com a passagem principal, uma delas tendo sido explorada para 854 pés (cerca de 300 metros) e outra há 634 (cerca de 200 metros) pés de profundidade.

As descobertas mais recentes incluem artefatos que nunca foram conhecidos como sendo dos nativos deste país, os peles vermelhas, e sem dúvida tiveram sua origem no Oriente. Armas de guerra, instrumentos de cobre afiado e duro como aço, indicam o estado elevado de civilização atingido por essas pessoas estranhas.

Então, os cientistas interessados nos preparativos que estão sendo feitos para equipar o campo de estudos aprofundados e a equipe será aumentada para trinta ou quarenta pessoas. Antes de prosseguir na caverna, melhores condições de iluminação devem ser instalados, pois a escuridão é densa e impenetrável para a luz média de lanternas.

A fim de evitar a perda, os fios são amarrados a partir da entrada para todos os corredores que levam diretamente às câmaras de grande porte. Até que ponto esta caverna se estende ninguém ainda pode concluir, mas agora é a crença de muitos de que o que já foi explorado é apenas o começo, para usar uma expressão americana, e que agora no subterrâneo será encontrada mais habitações comunais principal das famílias e, eventualmente, outros santuários. A ventilação perfeita da caverna, o vento seco constante que sopra através da mesma indica que existem outras saídas para a superfície.



Relatório do Sr. Kinkaid

Mr. Kinkaid foi a primeira criança branca nascida no estado do Idaho e foi um explorador e caçador durante toda a sua vida. Durante trinta anos esteve em serviço para o Instituto Smithsonian. Mesmo quando brevemente relatada, a sua história soa muito fabulosa, quase grotesca, pelo seu ineditismo e importância.



“Primeiro, eu gostaria de salientar que a entrada da caverna é quase inacessível. Ela esta quase há 1500 pés (450 metros) de altura, em uma parede vertical e instável do canyon. Ela está localizada em terras do governo e nenhum visitante será permitido lá, sob pena de transgressão da lei”.

Os cientistas desejam trabalhar sem serem molestados, sem medo de que as descobertas arqueológicas sejam perturbadas por caçadores de curiosidades ou relíquias. Para os curiosos a viagem seria inútil pois que o visitante será enviado de volta em seu caminho.

“A história de como descobri a caverna já foi contada: eu estava viajando pelo rio Colorado em um barco, sozinho, procurando mineral. Algumas 42 milhas acima do rio Colorado, perto do El Tovar Cristal Canyon, eu vi na parede leste, manchas na formação sedimentar há cerca de 2000 pés acima do leito do rio. Não havia nenhuma trilha para se chegar àquele ponto, mas finalmente cheguei a ele escalando com grande dificuldade.



Em cima de uma prateleira, que se esconde da vista do rio, estava a entrada da caverna.

Existem degraus que conduzem a partir desta entrada cerca de trinta jardas de que era da época quando a caverna foi habitada, ao nível do rio. Quando eu vi marcas de cinzel na parede dentro da entrada, me interessei, engatilhei a minha arma e penetrei na caverna.

Durante essa exploração, voltei várias centenas de pés ao longo da passagem principal, até que cheguei à cripta principal, em que eu descobri as múmias.

Uma dessas múmias eu levantei e fotografei usando a lanterna como flash. Eu recolhi uma série de relíquias, que eu carreguei pelo rio Colorado até Yuma, de onde eu enviei para Washington com os detalhes da descoberta. Depois disso, as explorações foram iniciadas”.





Rio Colorado no Grand Canyon, local das descobertas das cavernas.

As passagens

“A passagem principal é cerca de 12 pés de largura, estreitando para 9 pés em direção à extremidade mais distante. A cerca de 57 pés da entrada, as passagens ramificadas da primeira passagem fora, à direita e à esquerda, ao longo da qual, em ambos os lados, há um grande número de salas com tamanho em torno das salas ordinárias de hoje, embora algumas tenham de 30 a 40 pés quadrados.

Estas estão inseridas por portas de forma oval e são ventiladas por espaços de ar através das paredes de volta para as passagens. As paredes tem cerca de 3 pés e 6 polegadas de espessura. As passagens são descompactadas ou cortadas tão simples quanto poderia ser definido por qualquer engenheiro.



Os tetos de muitas das salas convergem para um centro. As passagens laterais, perto da entrada foram executadas em um ângulo agudo do salão principal, mas em direção à parte de trás, gradualmente, chegam em ângulo reto à direita.”

O Santuário

“Há mais de uma centena de pés da entrada existe um corredor transversal, com várias centenas de pés de comprimento, no qual foi encontrado o ídolo, ou imagem, da divindade do povo que habitou o local, sentado de pernas cruzadas, com uma flor de lótus ou lírio em cada mão.

O modelo do rosto é Oriental, e mostra a escultura feita de uma mão hábil, e toda ela é muito bem preservada, como tudo nesta caverna. O ídolo mais se assemelha a Buda, (o último Budha* a encarnar, O QUINTO, foi Siddharta Gauthama, no século VI a.C.) embora os cientistas não estejam certos quanto à que culto religioso ele representa.

Levando em consideração tudo o que se encontrou até agora, é possível que o culto mais se assemelhe ao do antigo povo do Tibete. Circundando este ídolo estão imagens menores, algumas de forma bonita, outras com formas distorcidas, com pescoço quebrado, simbólicas, provavelmente, do bem e do mal.



Existem dois grandes cactos com os braços salientes, um em cada lado da plataforma sobre a qual a estátua da divindade permanece. Tudo isso esta esculpido em pedra dura lembrando o mármore.

*(n.t. Budha não é nome próprio, é um título que se dá àqueles seres humanos cujas almas conseguiram atingir a ILUMINAÇÃO, o nome deriva de Buddhi, o corpo de Luz de um iluminado. Na cultura do Tibete cinco Budhas já encarnaram, faltam dois, o próximo já esta encarnado. { só que dessa vez no OCIDENTE E ELE AINDA NÃO SE REVELOU } No Ocidente o mesmo indivíduo seria considerado um Cristo, que é a mesma coisa em termos de realização espiritual)



No canto oposto desse salão em forma de cruz foram encontradas ferramentas de todas as descrições, feitas de cobre. Este povo, sem dúvida, conhecia a arte perdida de endurecimento deste metal, que tem sido procurado pelos químicos ao longo de séculos, sem resultado.

Em uma bancada de fundição em torno da oficina foi encontrado carvão e outros materiais provavelmente usados no processo de fundição do cobre. Há também escória de metal e coisas semelhantes a moldes, mostrando que esses povos antigos fundiam minérios, mas até agora, nenhum vestígio da forma como isto foi feito foi descoberto, nem da origem do minério.

Entre outros achados estão vasos, potes e copos de cobre e ouro sendo muito artísticos e ricos os detalhes dos desenhos. O trabalho inclui navios em cerâmica esmaltada e vitrificada. Outro corredor conduz a celeiros, como eles são encontrados nos templos orientais. Eles contêm sementes de vários tipos.

Um grande armazém que ainda não foi efetuado a sua exploração, uma vez que é de doze pés de altura e só pode ser alcançado a partir de cima. Dois ganchos de cobre se estendem na borda, o que indica que havia algum tipo de escada anexado. Estes celeiros são redondos e os materiais de que são construídos, penso eu, é muito duro como cimento.





O Grand Canyon cobre 365 km, um espaço tão vasto que somente parte dele pode ser visto de qualquer um dos pontos de observação. Acima Death Horse Point.

Um metal cinza também é encontrado nesta caverna que intriga os cientistas, pois a sua identificação não foi estabelecida ainda. Assemelha-se a platina. Espalhados promiscuamente no chão em todos os lugares estão o que as pessoas chamam de “olhos” de gato ou “olhos de tigre”, uma pedra amarela sem grande valor. Cada uma delas é gravada com uma cabeça típica de um Malaio asiático. ”

Os Hieróglifos

“Em todas as urnas, nas paredes sobre as entradas e nas tábuas de pedra que foram encontrados existem misteriosos hieróglifos gravados, cuja chave para decifração a Instituição Smithsonian espera ainda por descobrir. Esses escritos se assemelham aos encontrados nas rochas sobre o vale.

As gravuras/inscrições em tabletes provavelmente tem algo a ver com a religião do povo, hieróglifos semelhantes foram encontrados na península de Yucatan, no México, mas estes não são encontrados no Oriente.Alguns acreditam que estes homens das cavernas construíram os antigos canais de Salt River Valley. Entre os escritos pictóricos apenas dois animais são encontrados. Um deles é do tipo pré-histórico “.



Na figura é um scan de um traçado de uma cópia xerox da fotografia representando os hieróglifos supostamente fotografada por G.E. Kincaid em 1909 dentro da caverna no Grand Canyon. Este foi apresentado a mim por um amigo com um pedido para que a fonte permanecesse anônima, um pedido que eu sempre respeitarei. – Jack Andrews

A Cripta

“O túmulo ou cripta na qual as múmias foram encontradas é uma das maiores das câmaras, com as paredes inclinadas para trás em um ângulo de aproximadamente 35 graus. Em um desses níveis de onde estão as múmias estão, cada um em separado em prateleira de ocupação cortadas na rocha. Na cabeça de cada uma existe um pequeno banco em que se encontram copos de cobre e peças de espadas quebradas. Algumas das múmias estão cobertas com barro e todas estão enroladas em um tecido feito de cascas.

As urnas ou taças das camadas inferiores são brutas, enquanto que na maior das prateleiras alcançadas, as urnas são mais finas no desenho mostrando um inter estágio dessa civilização. É digno de nota que todas as múmias examinadas até agora provaram ser do sexo masculino, sem crianças ou corpos de mulheres terem sido enterrados aqui. Isto leva à crença de que esta seção interior era um quartel de guerreiros.



Entre as descobertas não foram encontrados ossos de animais, nem peles, nem roupas, nem camas. Muitos dos quartos estão vazios, assim como os reservatórios de água. Um quarto, de cerca de 400 por 700 pés, provavelmente era o refeitório principal, pois utensílios de cozinha foram encontrados ali.

Do que estas pessoas que habitavam o local se alimentavam é um problema a ser resolvido, mas presume-se que eles vieram para o sul no inverno e cultivavam os vales, indo para o norte durante o verão. Mais de 50 mil pessoas poderiam ter vivido confortavelmente na caverna .



Uma teoria é de que os índios das tribos do presente encontrados no Arizona são descendentes dos servos ou escravos dos povos que habitavam a caverna. Sem dúvida muitos milhares de anos antes da era cristã, o povo que viveu aqui atingiu um estado elevado de civilização.

A cronologia da história da humanidade está cheia de lacunas e todo o conhecimento verdadeiro que for contra àquilo que o sistema diz ser verdade sempre será subtraido e encoberto para o público em geral. O

Professor Jordan esta muito mais entusiasmado sobre as descobertas e acredita que ela vai provar ser o seu valor incalculável nos trabalhos arqueológicos ainda a serem feitos. Uma coisa que tenho falado pode ser do seu interesse. Existe uma câmara em uma passagem e que não é ventilada e quando nos aproximamos dela, um insidioso e mortal cheiro nos impressionou.



Nossas luzes não penetraram a escuridão e até mesmo com uma iluminação mais forte disponível, nós não conseguimos saber o que a câmara contem. Alguns dizem que são as serpentes, mas muitos outros ridicularizaram essa idéia e eu acho que o local pode conter um gás mortal ou produtos químicos utilizados pelos antigos. Nenhum som é ouvido lá dentro, mas o local cheira muito mal.

A instalação subterrânea inteira ataca os nervos e gera instáveis arrepios. A tristeza é fixada como um peso sobre os ombros e nossas lanternas e as velas só fazem a negra escuridão parecer mais escura ainda. A imaginação pode deleitar-se com conjecturas e devaneios ímpios de volta através dos séculos que se passaram até que a mente role vertiginosamente no espaço “.

Uma lenda indígena

Em conexão com esta história, é notável que, entre os indios nativos HOPIS em sua tradição é dito que seus ancestrais viveram em um submundo do Grand Canyon até que dissensões e conflitos surgiram entre os bons e os maus, as pessoas com um coração, e o povo de dois corações (Manchoto), que foi seu chefe, aconselhou-os a sairem do submundo, mas não havia nenhuma maneira para sair para fora. O chefe então fez uma árvore crescer e furar o teto do submundo e, em seguida, as pessoas de um coração pularam para fora.

Eles permaneciam por Palsiaval (Red River-Rio Vermelho-Rio Colorado), que é o Colorado, e plantaram e cultivaram grãos de milho. Eles enviaram uma mensagem para o templo do sol, pedindo a bênção da paz, boa vontade e a chuva para o povo de um só coração. Que o mensageiro, nunca mais voltou, e hoje nas aldeias HOPI, ao pôr do sol os velhos da tribo podem ser vistos sentados em cima dos telhados olhando para o sol, olhando e procurando pelo mensageiro. Quando ele retornar, sua terra e morada antigas serão restauradas. Essa é a tradição.





Um Pueblo.

Entre as gravuras de animais na caverna é encontrada uma imagem de um coração sobre o local onde a gravura existe. A lenda foi aprendida por W.E. Rollins, um artista, que viveu durante um ano com os índios HOPI. Há duas teorias sobre a origem dos egípcios.

Uma delas é que eles vieram da Ásia: a outra é a de que o seu berço racial estava na região do Nilo superior (Sudão). Heeren, um egiptólogo, acreditava na origem hindu dos egípcios (n.t. A origem dos egípcios é encontrada no continente de Atlântida). As descobertas no Grand Canyon podem lançar mais luz sobre a evolução humana e as idades pré-históricas.”


Permitida a reprodução desde que respeite a formatação original e mencione as fontes.


www.thoth3126.com.br

Posted by Thoth3126 on 13/03/2015

URL: http://wp.me/p2Fgqo-lr


Por favor, respeitem todos os créditos

Arquivos em português:
http://rayviolet2.blogspot.com/search?q=G.E. Kinkaid

Atualização diária

Se gostou! Por favor RECOMENDE aos seus Amigos.
achama.biz.ly 

Israel ou Cazária!?

achama.biz.ly email: nai@achama.biz.ly 


EN: VioletFlame * The Illuminati * Alternative Media * North Atlantic Islands * Indian Ocean Islands * South Atlantic Ocean Islands * Alternative Media * Creator's Map * ESU IMMANUEL * Exposing Media DesInformation * Galactic Federation * Indians, Prophecies and UFOs * Illuminati, The * Infinite Being * Israel (!?) * Jews..., the Real ones! * Khazars Jews are converted, not jenuine * Meditation * Media News * NESARA (!?) * SCIENCE, SPIRIT, Free Energy!... * UFO CONTACTS * UFOs (MORE) * USA The 4th NAZI Reich!? * Zionism Lies and The Illuminati * Light a Candle for PEACE * The Red Pill * The True Shadow Government

Setembro 08, 2015

chamavioleta

Brasil, o Reino de Ofir - 1

Posted by Thoth3126 on 07/04/2015

BRASIL: UMA TERRA ABENÇOADA.

Ophir (Hebrew: אוֹפִיר) É um porto ou uma região mencionada na Bíblia, muito famoso pela sua riqueza.  



Todos os povos que habitavam as Américas do Sul e Central em épocas passadas descenderam da mesma raça humana. Da raça humana que se desenvolveu outrora no país do Sol, “Ophir”. Essa terra, já há muito desaparecida, situava-se entre a África e a América do Sul, ligando entre si os dois continentes…

Thoth3126@gmail.com

Roselis Von Sass – no seu livro “Revelações inéditas da História do Brasil”

… As criaturas humanas que viviam no país do Sol, Ophir, foram conduzidas antes do soçobro da sua pátria a diversas regiões muito afastadas, fixaram residência continuando a desenvolver-se. Todos se denominavam: “povo do Sol, filhos do Sol, criaturas do Sol e também filhos do Sol e da Terra” e eles eram orgulhosos de poderem chamar-se assim.



O nome “índio”, com o qual todos os descendentes dos povos do Sol são hoje designados, originou-se de Colombo. Ele descobriu a América do Norte, supondo, porém, erroneamente ter desembarcado na Índia… Chamando por isso de “índios” os seres humanos que ali encontrou… Os portugueses, que depois de Colombo descobriram o Brasil, adotaram essa denominação e utilizaram-na irresponsavelmente para os povos que se encontravam aqui…

O Brasil não possuiu sempre a mesma forma por nós hoje conhecida. Braços de mar que entravam terra adentro, lagos e rios dividiam o país em várias partes, dando-lhe o aspecto de um arquipélago. Somente as últimas transformações terrestres, ligadas ao afundamento da Atlântida e as ocorridas no hemisfério sul, provocando também uma modificação da circulação das águas na Terra, alteraram esse aspecto. Os braços de mar, os lagos – em parte de água salgada –desapareceram.





Índios “selvagens e incivilizados” tomando banho em rios com água limpas e puras.

Desapareceram também alguns rios, enquanto outros alteraram seus cursos, transformando-se em caudalosas e volumosas correntes de água… O país fechou-se num todo, recebendo a forma que hoje conhecemos. Podia-se denominar esse acontecimento, ocorrido há muitos milhares de anos, de “O nascimento do Brasil”!

Naquele tempo viviam no Brasil seres humanos estreitamente ligados aos entes da natureza e cujos espíritos puros tinham condições de receber vibrações mais elevadas da luz. Tratava-se de seres humanos sadios e belos, de olhos de cor castanho-dourado e pele igualmente dessa cor, com vislumbre vermelho. Eles chamavam-se filhos do pai-Sol e da mãe-Terra, pois a Terra que habitavam era para eles transitoriamente pátria, e o Sol proporcionava-lhes a luz e o calor de que necessitavam para sua existência terrena.

Esse povo, em épocas remotas, teve de percorrer um longo caminho até chegar ao país de seu destino: o país que hoje conhecemos como Brasil. Eram mais ou menos seiscentas pessoas que se separaram de uma tribo principal, numa região dos Andes. Fizeram isso por ordem de um “amauta”, um dos espíritos que, de regiões situadas fora do mundo terreno,determinavam, naquele longínquo tempo, os caminhos dos seres humanos. O chefe do grupo chamava-se Manco Capac.



Ele guiou os seus através de altas elevações e profundos despenhadeiros, pois muitas vezes tinham de contornar vulcões fumegantes, bem como atravessar florestas pantanosas… Contudo, os peregrinos eram bem-humorados, alegrando-se infantilmente com todo o novo que vivenciavam. Chegaram ao seu destino, domiciliando-se em meio a uma maravilhosa paisagem que se tornaria a sua pátria…

No país de Tupan-na, Brasil! Muitos milênios depois, um outro homem saía da mesma região dos Andes, o qual também tinha o nome de Manco Capac. Ele saiu com um grupo de pessoas, porém conduziu-as em direção diferente que a do seu desconhecido antepassado.Esse segundo Manco Capac é considerado, na história, como o fundador do reino inca! Isso, contudo, não corresponde à verdade! Manco Capac foi fundador de outro reino. O reino dos tiahuanacos!

Os incas, que se originaram da mesma raça, chegaram ao domínio somente depois da decadência da cultura tiahuanaco. Os sucessores de Manco Capac, que viviam no Brasil quando o país se constituiu em um continente firme, eram governados por um homem muito sábio e que via e ouvia mais do que outros seres humanos.

Ele era considerado um dos espíritos que chegavam, de tempos em tempos à Terra, a fim de “alimentar” os seres humanos com sabedoria e de revelar-lhes segredos do supremo reino da luz.Dizia-se que tais espíritos extraordinários se encarnavam apenas mui raras vezes na Terra.





Acima: O homem branco “civilizado” em seu saudável “habitat natural”.

A mulher que vivia ao seu lado e com quem tivera duas filhas superava-o em sabedoria, pois as suas capacidades espirituais alcançavam mais longe do que as dele. O homem chamava-se “Akário” e a mulher “Maira”! Certo dia, Maira, sentada diante do tear, escutou um chamado.

Esse chamado tinha um som todo especial e provocou um forte tinir na cabeça e nos ouvidos dela.Antes que ela pudesse pensar mais sobre isso,escutou as palavras que lhe eram dirigidas: “Maira! Eu sou Tupan-an, o protetor do país que se tornou a vossa pátria! Sagrados são o país e o solo onde caminhais! Escolhida foi esta parte da Terra! Escolhida! Daqui deverá, um dia, quando a hora soar, ecoar a voz que contém em si vida e luz, alcançando distâncias longínquas!”.

No mesmo momento em que Maira recebia essa mensagem, tornou-se-lhe visível de relance uma gigantesca figura que metalicamente reluzia E que logo desapareceu a seguir.Ela Pôde ver por um tempo mais longo apenas os olhos que resplandeciam como fogo e pareciam que perpassavam-na. Maira, antes que pudesse formular um pensamento, já ouviu novamente a voz de Tupan-an*:

“Estais Vivendo no país que foi escolhido para ser um país da sabedoria.Vossa tribo deverá Tornar-se forte e grande, Expandindo-se em todas as direções!“



“Contudo, deveis lembrar-vos sempre de que o mundo vos onde é permitido viver é propriedade do Onipotente Criador! Cada árvore, cada pedra, cada flor, cada animal, qualquer água, cada raio de sol e cada sopro de ar que aspirais, originam-se da força criadora Dele! Guardareis com fidelidade a propriedade do Criador, conservando-a pura.O vosso anseio em direção à luz e o vosso amor aos entes da natureza são a melhor garantia para isso!. Grava tudo o que recebeste em teu espírito, pois Deverá Tornar-se consciente em ti novamente, quando em época posterior reencarnares nesse escolhido país!”

Tupan-an havia transmitido a sua mensagem, afastando-se. Maira ficou sentada, silenciosa e aguardando.Não ouvindo mais nada, ela procurou Akário para contar-lhe a sua vivência. Akário aceitou confiantemente. Entretanto a referência ao fato de ser um local “escolhido”, nem ela nem ele puderam formar um conceito definido sobre o significado da palavra.



Contudo intuíram nitidamente que se referia a um futuro acontecimento importante … Ambos se alegraram de todo o coração de que o País , que era sua pátria, tinha um tão poderoso protetor … Poucos dias mais tarde, Akário convocou toda sua tribo, e Maira repetiu fielmente a mensagem de Tupan-an … Todo o saber e conhecimento devia ser propriedade em comum a toda a gente da tribo e tinha de ser Transmitido …

Todos os componentes da tribo haviam recebido com alegria a mensagem de Tupan-an e a fim de honrar o grande protetor do País, desde essa data, eles chamaram A SUA PÁTRIA terrena de “O Mundo de Tupan-an” ou “O País de Tupan-an “! Eles mesmos denominaram-se “tupanos”! Acharam essa denominação adequada, uma vez que se consideravam auxiliares dele.



* • Milênios depois, na época colonial do Brasil, a palavra “Tupã” era usada pelos nossos indígenas como designação para o Deus dos cristãos.

” O Brasil é uma nação (uma terra) escolhida! O país escolhido para ser um centro de poder espiritual!

Para uma ancoragem da Luz da Verdade, cujas irradiações encerram auxílio e salvação neste final de ciclo que se avizinha muito rápido!“

Roselis Von Sass – no seu livro “Revelações inéditas da História do Brasil”
Mais informações em:
  1. http://thoth3126.com.br/brasil-e-o-mapa-de-piri-reis/
  2. http://thoth3126.com.br/terra-de-ofir-o-rei-salomao-no-brasil/
  3. http://thoth3126.com.br/pedra-da-gavea-uma-esfinge-no-brasil/
  4. http://thoth3126.com.br/brasil-o-territorio-sagrado-para-a-deusa-e-seus-filhos/
  5. http://thoth3126.com.br/brasil-portugal-e-os-cavaleiros-templarios/
  6. http://thoth3126.com.br/brasil-512-anos-de-misterios/
  7. http://thoth3126.com.br/brasil-monte-roraima-uma-escalada-ao-mundo-perdido/
  8. http://thoth3126.com.br/pedra-do-inga-evidencias-ufologicas-na-antiga-pre-historia-do-brasil/
  9. http://thoth3126.com.br/os-reinos-perdidos-z-sitchin/
  10. http://thoth3126.com.br/brasil-o-gigante-desperta/


Permitida a reprodução desde que mantenha a formatação original e mencione as fontes.


www.thoth3126.com.br

Compartilhe:

129Share on Facebook (Opens in new window)129
10Click to share on Twitter (Opens in new window)10
Click to share on Reddit (Opens in new window)
Click to email this to a friend (Opens in new window)



URL: http://wp.me/p2Fgqo-70

Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores.
Por favor, respeitem todos os créditos

Arquivos em português:
http://rayviolet2.blogspot.com/search?q=Roselis Von Sass

Atualização diária

Se gostou! Por favor RECOMENDE aos seus Amigos.
achama.biz.ly 

Israel ou Cazária!?

achama.biz.ly email: nai@achama.biz.ly 


EN: VioletFlame * The Illuminati * Alternative Media * North Atlantic Islands * Indian Ocean Islands * South Atlantic Ocean Islands * Alternative Media * Creator's Map * ESU IMMANUEL * Exposing Media DesInformation * Galactic Federation * Indians, Prophecies and UFOs * Illuminati, The * Infinite Being * Israel (!?) * Jews..., the Real ones! * Khazars Jews are converted, not jenuine * Meditation * Media News * NESARA (!?) * SCIENCE, SPIRIT, Free Energy!... * UFO CONTACTS * UFOs (MORE) * USA The 4th NAZI Reich!? * Zionism Lies and The Illuminati * Light a Candle for PEACE * The Red Pill * The True Shadow Government

Setembro 06, 2015

chamavioleta

O reino de Ophir, Salomão no Brasil 

 parte 2 – final

Posted by Thoth3126 on 03/04/2015



O Rei Salomão no BRASIL, na TERRA DE OPHIR-Final.


Cândido Costa Prossegue sua explanação lembrando que Hiram enviou ao Rei Salomão marinheiros fenícios experimentados: Como se verá mais tarde, a frota de Ophir nunca voltaria ao Mar Vermelho. Passando pelo Cabo africano, ela se reunira no oceano Atlântico com a frota de Hiram, que saíra do Mediterrâneo.

Entre os trabalhos que tentam retirar o véu sobre a verdadeira identidade das ricas localidades bíblicas de Ophir, Parvaim e Tarschisch destacamos este do senhor Cândido Costa, publicado em 1900…





Thoth3126@gmail.com

Primeira parte em: http://thoth3126.com.br/terra-de-ofir-o-rei-salomao-no-brasil/

… Ele baseou-se no estudo filológico das antigas línguas européias e asiáticas, bem como a língua quichua ou dos Antis, do Peru , a qual ainda se falava, pelo menos em 1900, na Bacia superior do Rio Amazonas.

“Nos Paralípomenos, liv. 2, cap. 3, v.6, conta-se que Salomão adornou sua casa com belas pedras preciosas, e que o ouro era de Parvaim (…) Parvaim é pronuncia alterada de Paruim.

A terminação im nos dá o plural em hebraico (como em El=deus, Elohim=deuses); vem acrescentado a Paru porque efetivamente existem, na bacia superior do rio Amazonas, no território Oriental do Peru, dois rios auríferos, um com o nome de Paru, outro com o de Apu-Paru, o rico Paru, e que unem suas águas para se confundirem no Ucayali. Os dois rios Paru e Apu-Paru fazem, no plural Paru-im.

Outro nome hebraico é o de um antigo império de nome Inin (crente ou de fé), também no Peru. O rio Amazonas, desde a embocadura do Ucayali até a foz do Rio Negro, em Manaus, se chama Solimões: não é nem mais nem menos que o próprio nome do Rei Salomão (em hebraico Solima e em árabe Suleiman), dado ao rio Amazonas pela frota do grande rei. Os cronistas da conquista do rio das Amazonas contam que a oeste da província do Pará existia uma grande tribo com o nome de Soliman, que era o nome do rio; pois na América as correntes d’água tiram seus nomes das tribos que as habitam.





Localização de Tiro na Fenícia, bem à direita no mar Mediterrâneo (hoje Líbano) no mundo antigo.


Daí também os portugueses fizeram uso do nome Solimões por hábito de lingüística. Essa colônia fenícia-hebraica teve uma duração temporária assaz longa, pois as viagens trienais dos navios de Salomão e de Hiram se renovaram várias vezes. Provavelmente não foi abandonada à própria sorte senão no reinado de Josaphat, rei de Judá , no tempo em que os cartagineses não permitiam a nação alguma sair do mediterrâneo. Eis porque Josaphat quis mandar sair do Mar Vermelho para essas mesmas regiões uma frota equipada, conjuntamente com Ochozias, rei de Israel. Porém um temporal hediondo a destruiu completamente (p.116).

Passamos a Ophir, lugar tão celebrado por suas riquezas.

Devemos lembrar aqui que filólogos acreditaram poder fazer que prevalecesse o nome de Abiria por ter sido a Ophir da Bíblia. Todavia, levaremos em consideração os seguintes fatos: Primeiro, o nome da Abiria é a tradução latina do vocábulo grego sabeiria, tomado da geografia de Ptolomeu, livro 7, cap. 1. A licença do tradutor é tão grande quanto censurável. Em segundo lugar, Sabeiria achava-se localizada na parte ocidental da Índia, que chamavam Indo-Scitia. Porém é reconhecido que a Índia , mormente na parte Ocidental, nunca produziu ouro para o comércio; pelo contrário, os egípcios e os árabes ali o traziam, para o trocar por tecidos de lã e de algodão.

Assim a hipótese de que sabeiria fosse o Ophir da Bíblia cai por terra. Estevão Quatremere também não admite que Ophir tenha sido colocado no Golfo Arábico, na Arábia feliz, nem em parte alguma da Índia, Ceilão, Sumatra, Borneo ou ponto algum do extremo oriente, pela razão muito simples de que os navios de salomão e de Hiram gastavam 3 anos e meio em cada viagem dessas.

Porém Quatremere cai no próprio erro daqueles que combate, pois que coloca Ophir em Soplah, na costa oriental da África. Para fortalecer sua hipótese, Quatremere não hesita na escolha dos meios: assim é que, por não achar pavões na África, quer que os pássaros chamados Tulens na Bíblia sejam periquitos ou picotas”. (Cândido Costa, op. Cit. p. 117).

No cap I do livro I dos Reis , v.11, acha-se escrito Ophir em língua hebraica de dois modos Apir e Aypir, e no cap. 9 , v. 28 lê-se Aypira na Bíblia. Em resumo, nada se opõe que o Aypira da Bíblia tenha vindo do nome do rio Yapur: onde o Y significa água, ou seja, “água ou rio de Apir ou Ophir”. Eis porque a região de Ophir é essa que atravessa o rio Yapurá, HOJE CONHECIDO COMO O RIO JAPURA, houve a troca do Y pelo J, que em hebraico são a mesma letra.

“O desaparecimento das frotas de Salomão e Hiram por 3 anos, a cada viajem que faziam, se acha agora explicada, pois elas estacionavam no rio que tinha o nome do Grande Rei. Se estas compridas estações, várias vezes repetidas, houvesem sido feitas em qualquer ponto do antigo continente, a tradição ou a história não teriam deixado de no-la transmitir.







O rio Japurá/Yapurá, em DESTAQUE EM amarelo, no mapa acima, um afluente do rio SOLIMÕES, o lendário rio bíblico de onde os fenícios e os hebreus obtiveram os metais preciosos, aves raras e madeiras nobres para a construção do Templo de Salomão em Jerusalém.




As várias viagens trienais com exceção de uma só, não se referem a Ophir, pois todas se fizeram para Tarschisch. David recebia pelos fenícios o ouro de Ophir, e a frota construída no tempo de Salomão para o mesmo destino saiu do Mar Vermelho, onde nunca mais entrou. Fez sua junção no oceano Atlântico com a de Hiram, a qual saiu do Mediterrâneo; e ambas tomaram depois, da única viagem em que foram juntamente a Ophir, o nome da frota de Tarschisch (Alta Amazônia, hoje na divisa com o PERU, onde o rio Amazonas é conhecido como RIO SOLIMÕES !!)), segundo o texto hebraico, e o da frota da África, segundo o texto caldáico”.(Cândido Costa p.120 a 124)

(Livro I Reis 9,10,11,22, e Paralipomenos liv2, cap.9 v.21 v. 10,11)

-Segundo a Bíblia, “Salomão conhecia todas as sabedorias do Egito (que eram derivadas de Atlântida). Em 960 a.C., Salomão começa a construção do templo de Jerusalém;

-Patrocinados por Salomão, os fenícios se tornaram os primeiros dominantes do mar, abrindo agências comerciais por toda parte: Creta, Malta, Sicília, Cartago, Cádiz, Marselha, Inglaterra e Países Nórdicos;

-Salomão tornou-se o homem mais rico do mundo durante o seu reinado. Tinha 700 mulheres e 300 concubinas;

-Em 930 a.C. ocorreu a cisão do reino hebreu entre Judá e Israel. Foi um período de constantes lutas internas entre Judá e as tribos do Norte;

-A situação chegou a tal ponto que Jeroboam, Ben-Nebat, seu filho, tentou um Golpe de Estado.

-Em 928 a.C. morre o Rei Salomão e assume Rehoboam, seu filho, que, por falta de tato político, fracassa o acordo com as tribos de Israel. Jeroboan refugia-se no Egito (Delta do Nilo), onde o Faraó Seshonki o recebe na corte dando como esposa uma de suas filhas.

-O ambiente torna-se propício para o retorno de Jeroboam, apoiado pelo Faraó que retorna e é aclamado Rei de Israel. A Rehoboam fica as tribos de Judá e Benjamim, com as quais Rehoboam funda o Reino de Judá, tomando por capital, Jerusalém. E desde então as terras de Ophir e suas riquezas entram no esquecimento do povo de Israel.



Esquerda: Uma moeda fenícia encontrada no litoral brasileiro.

AS INSCRIÇÕES FENÍCIAS NA PARAíBA:

Em 1872, na Paraíba, descobriu-se uma pedra que trazia uma inscrição de oito linhas, cujos caracteres com muita evidência não pertenciam às culturas conhecidas da América do Sul. Em 1874, a inscrição mereceu a atenção do professor Ladislau Neto , do Museu Nacional do Rio de Janeiro . Nem o professor Neto nem qualquer outro sábio brasileiro parece ter-lhe concedido uma atenção muito séria. Todavia ela veio a ser conhecida na Europa onde a analisaram infatigáveis eruditos alemães. Foi inicialmente julgada de origem fenícia. Mais tarde, a filologia alemã afastou-a como não-fenícia.

Aparentemente a pedra se perdeu, mas a inscrição permaneceu em cópia. Agora a controvérsia reacendeu-se . Apareceu um novo protagonista sustentando a origem fenícia da inscrição. Ë o Dr. Cyrus H. Gordon da Universidade Brandeis ( de Waltham , Massachusetts). Dois fatores surgiram para reascender a controvérsia:

Um provém de que novas descobertas na escrita fenícia demonstram, segundo o Dr. Gordon, que o uso das palavras na inscrição da pedra da Paraíba está correto, contrariamente aos juízos anteriores bem menos informados.

O outro fato foi a descoberta, pelo Dr. Jules Piccus , da Universidade de Massachusetts, em Amberst, de uma caderneta de notas que pertencera a Willbeforce Eames, um dos administradores ( ou conservadores-chefe) da New York Public Library , do século XIX . Nesta caderneta encontrava-se uma carta de 31 de janeiro de 1874, destinada a Mr. Eames pelo professor Neto.

O Dr. Piccus mostrou esta carta ao Dr. Gordon. Este concluiu daí que a transcrição dos caracteres na carta era mais plausível que a versão “definitiva” precedente, publicada em 1899. A seguir um barco fenício Trirreme Carpássio, para viagens oceânicas de longo curso, um modelo dos tantos barcos fenícios existentes no século X a.C.





Acima um grande navio de longo curso, um Trirreme fenício tipo Carpássio, para viagens oceânicas de longo curso, um modelo dos tantos barcos fenícios existentes já no século X a.C., época próxima à que reinou Salomão em Israel.

Enquanto que o professor Frank M. Cross de Harvard continua a estigmatizar a inscrição como uma “falsificação” do século XIX”, o Dr. Gordon sustenta que o uso de uma terminologia desconhecida dos arqueólogos, no momento de sua descoberta, comenta que esta não é uma prova forjada.

A controvérsia prosseguiu, portanto, até o momento, sem prestar atenção visível a outras inscrições tidas por fenícias encontradas no Brasil. Igualmente em 1872, um engenheiro chamado Francisco Pinto dizia ter descoberto inscrições em mais de 20 cavernas na selva brasileira; ao todo cerca de 250 inscrições. À convite do governo brasileiro, o filólogo alemão, Ludwig Schoenhagen veio ao Brasil, estudou as inscrições durante 15 anos e declarou-as fenícias. Nos anos de 1880, o francês Ernest Renan afirma também ter descoberto outras inscrições fenícias.

No início deste século, um industrial afastado de seus negócios, Bernardo da Silva Ramos, pretendeu ter descoberto mais de 2.800 inscrições em pedras ao longo do curso do Amazonas. Um rabino de Manaus declarou que, em sua opinião, estas inscrições eram fenícias. As obras ou artigos de Bernardo Ramos a respeito deste assunto parecem, em verdade, ter sido ignoradas.

Considera-se, geralmente, que os fenícios também atingiram o Arquipélago dos Açores. Em Corvo, a mais ocidental destas ilhas , afirma-se que se teriam descoberto moedas cartaginesas ( em 1749); rumores persistentes, embora obscuros da existência de ruínas fenícias; descoberta feita, quando os portugueses aí chegaram, de “uma estátua eqüestre apontando para o Ocidente” a qual, sendo verdadeira, foi destruída após muito tempo.

Consideremos que conviria prestar atenção nestas possíveis confirmações da presença fenícia no Novo Mundo. Extratos de “Autenticidade do texto fenício da Paraíba” , pelo Dr. Cyrus H. Gordon da Universidade Brandeis , nos Orientalis de Roma , vol. 37 ( 1968 ) pág. 75. As singularidades lingüísticas que lançaram dúvidas sobre o texto vêm, pelo contrário, apoiar sua autenticidade. Nenhum falsário conheceria suficientemente as línguas semíticas para compor tal documento, não cometendo erros senão aparentes. Agora que um século se passou, é evidente que texto é autêntico, porque inscrições fenícias, ugaríticas e em outras línguas semíticas do noroeste, põe-nos frente aos mesmos “erros”.

Å demonstração da autenticidade da inscrição da Paraíba não significa que todos os problemas estejam resolvidos e que todas as palavras e todas as construções de frases estejam definitiva e perfeitamente interpretadas. Todavia, o texto não é mais difícil nem mais anormal que o resto do texto fenício conhecidos. A importância desta inscrição provém de sua significação histórica. Uma ilustre estudiosa de assuntos colombianos declarou no começo deste século:





Tradução da inscrição fenícia (acima) de Pouso Alto, na Paraíba, que diz: “Somos filhos de Canaã, de saída, a cidade do rei. O comércio nos trouxe a esta distante praia, uma terra de montanhas. Sacrificamos um jovem aos deuses e deusas exaltados no ano de 19 de Hiram, nosso poderoso rei.

Embarcamos em Ezion Geber, no Mar Vermelho, e viajamos com 10 navios. Permanecemos no mar juntos por 2 anos, em volta da terra pertencente a Ham (África), mas fomos separados por uma tempestade, nos afastamos de nossos companheiros e, assim, aportamos aqui: 12 homens e 3 mulheres. Numa nova praia que eu, o almirante, controlo. Mas auspiciosamente possam os exaltados deuses e deusas intercederem em nosso favor”

“[ . . . ] o papel dos fenícios como intermediários da civilização antiga foi maior do que se supôs, e [ . . . ] as Américas devem ter sido colonizadas intermitentemente por intermédio destes navegadores mediterrânicos ‘ ‘ (Zealia Nuttall, “Os princípios fundamentais das civilizações do Antigo e Novo Mundos”, Peabody Museum, Cambridge, Massachusetts, 1901). Em sua obra de mais de 600 páginas ela nem sequer menciona o texto da Paraíba, que fora condenado como falso.

Mas a crescente massa de provas que confirma esta tese, isolada no ostracismo, não deixa nenhuma dúvida quanto à justeza de sua conclusão, como acabamos de expor. Sua aceitação pelos americanistas e historiadores deverá preceder-se pelo reconhecimento da autencidade da inscrição da Paraíba pelos semitistas. E tudo o mais se ajustará. (O Dr. Gordon talvez seja otimista demais quanto a coisas que se ajustam por si mesma, especialmente se americanistas e historiadores imaginarem-se humilhados por um simples lingüista… infelizmente os ciúmes entre disciplinas diferentes não é desconhecido. Em todo caso, aguardemos que se ajustem as partes.)

O boletim New World Antiquity ( Marham House Press Ltd, Brighton , Inglaterra ) assinala em seu número de setembro / outubro de 1971, a obra ” The Parayba Phoenican Inscription, publicado por seu autor, Mr. Joseph Ayoob (Aliquippa, Pa LTSA, 1971) , que é a tradução em inglês de seu livro intitulado Sakhrat Parayba , publicado em Beirute em 1961. Encontra-se aí esta nova tradução da inscrição:



Tradução: “Demos sepultura (ao) filho de Canaã vindo SRNM ( Surinam), cidade em ruínas e um entreposto abandonado. Não eu, YZD (Yazid) , o gravador do meio-dia e os homens que procuram a melhor de todas as coisas. E assim aos décimo nono anos de HRMl (Hiram), nosso rei morreu. (Tínhamos ) deixado alegremente ASU (Azion-Geber num porto no Mar Vermelho e levantamos vela com dez navios.

Aí todos desapareceram para mim. De súbito, desapareceram : Hor e Chittim (nomes de navios) foram lançados sobre esta terra maldita : calor: Mir , Baal e Lan (navios) que vogavam em comboio, talvez tenham escapado às intempéries. Morreram vindas KSHN, 6 pessoas de um MBAYH (6 kuchitas de MBEYE), R (Rab, o capitão) e mais 10 pessoas pereceram. As perdas por mim e (mas) porque pelo (meu) camarada HNNA (Hanno).“

Acrescentamos que no número de abril de 1971, o New World Antiquity já havia publicado três outras traduções diferentes da inscrição da Paraíba vêem-se as numerosas armadilhas que espreitam mesmo os tradutores mais experimentados e, também, porque é difícil ter uma completa certeza.


Permitida a reprodução desde que mantido a formatação original e mencione as fontes.


www.thoth3126.com.br

Compartilhe:

84Share on Facebook (Opens in new window)84
5Click to share on Twitter (Opens in new window)5
Click to share on Reddit (Opens in new window)
Click to email this to a friend (Opens in new window)


Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores.
Por favor, respeitem todos os créditos

Arquivos em português:
http://rayviolet2.blogspot.com/search?q=Salomão

Atualização diária

Se gostou! Por favor RECOMENDE aos seus Amigos.
achama.biz.ly 

Israel ou Cazária!?

achama.biz.ly email: nai@achama.biz.ly 


EN: VioletFlame * The Illuminati * Alternative Media * North Atlantic Islands * Indian Ocean Islands * South Atlantic Ocean Islands * Alternative Media * Creator's Map * ESU IMMANUEL * Exposing Media DesInformation * Galactic Federation * Indians, Prophecies and UFOs * Illuminati, The * Infinite Being * Israel (!?) * Jews..., the Real ones! * Khazars Jews are converted, not jenuine * Meditation * Media News * NESARA (!?) * SCIENCE, SPIRIT, Free Energy!... * UFO CONTACTS * UFOs (MORE) * USA The 4th NAZI Reich!? * Zionism Lies and The Illuminati * Light a Candle for PEACE * The Red Pill * The True Shadow Government

Setembro 01, 2015

chamavioleta

Brasil: O Gigante Despertou …

Posted by Thoth3126 on 15/03/2015

gigante-desperta-praiadoleme

BRASIL, o gigante DESPERTOU

No início dos tempos, na parte sul das Américas, habitava um gigante. Um dos poucos que ainda andava sobre a Terra. 

Gigante pela própria natureza, e sendo a natureza ele próprio, era feito de rochas, terra e matas, que moldavam sua figura. Pássaros e bichos pousavam e viviam em seu corpo e rios corriam em suas veias“. Ele era como um imenso pedaço de paisagem que andava e tinha vontade própria...


Por Thoth3126@gmail.com inspirado por ÍSIS.

Atualização em 15 de Março de 2015.

Caminhava com passadas vastas como vales e tinha a estatura de montanhas sobrepostas.  Ao norte, em seu caminho, encontrava sol quente e brilhante nas quatro estações do ano…

Desde o início dos tempos, na parte sul das Américas, habita um gigante. Um dos poucos que ainda resta sobre a Terra. É um Gigante pela sua própria natureza, e sendo a natureza ele próprio, é feito de rochas, cristais, terra, água, vento, matas e florestas, algumas ainda virgens, que moldam a sua figura…” 

gigante-desperta
O gigante estava “Deitado eternamente em berço esplêndido Ao som do mar e à luz do céu profundo Fulguras, ó Brasil, florão da América Iluminado ao sol do Novo Mundo!”

A “Cabeça do Gigante” deitado vista da Barra da Tijuca, do interior do continente para o oceano.

O mundo antigo elegeu as suas “Sete Maravilhas”. Com o correr do tempo as Pirâmides do Egito ocuparam sozinhas, o pódio desta maratona de arte e beleza. Foi a vez do Mundo Moderno escolher outras sete e dentro destas seleções de maravilhas, o Brasil não elegeu uma só representante. No entanto, poderíamos oferecer às comissões julgadoras de “maravilhas”, obras de arte que eclipsariam todas as que foram eleitas até agora.

Estamos nos referindo ao complexo denominado de “O Gigante Adormecido” no litoral do Rio de Janeiro. Uma obra de arte, ciclópica, esculpida na cordilheira que circunda a baía da Guanabara oferecendo a visão de um gigante “deitado eternamente em berço esplêndido, ao som do mar e à luz de um céu profundo”… Ele está lá, todo mundo OLHA, mas poucos o VÊEM!  

Em todos os elementos que compõem este complexo artístico, foram usadas desde a técnica que os franceses denominaram “tromp l’oeil” (ilusão de ótica), às mensagens enigmáticas esculpidas como obras de arte e que receberam do vulgo os nomes: “Gigante Adormecido”, “Pedra Santa” ou “monumento à Criação”, “O Velho de Barbas”, “Portal da Gávea” e “Esfinge da Pedra da Gávea“.

Ver mais no Link 

brasil-gigante-adormecido
Acima: Uma das primeiras imagens em desenho do Gigante Adormecido da Guanabara. O desenho foi encontrado e existe em um livro com mais de 100 anos na Secção de Iconografia da Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro. Divulgação.

Esta esfinge tem como companheiro um dos “cartões postais” da cidade que, por coincidência (será?) recebeu o apelido de “maravilhosa”. Ela é a maior esfinge existente no planeta Terra, só que ainda não foi reconhecida como tal. E algum dia será? Os céticos irão emitir os seus arrazoados cáusticos se souberem onde está situada esta esfinge portentosa.

Se os céticos forem tão cartesianos quanto aparentam e fazem crer que sejam, eles se calarão quando cientificados de que nas patas submersas desta esfinge, existem inscrições e que estas inscrições já foram traduzidas por um mestre de gabarito incontestável e que são citadas em livros europeus. O mistério ronda toda a Guanabara e se materializa como ENIGMAS nas várias inscrições espalhadas aqui e ali, levantando celeumas e confusão entre os especialistas, indicando origens diversas. 

brasil-gigante-adormecido-vistadooceano

Acima: a cabeça do gigante seria a Pedra da Gávea, à esquerda, agora do ponto de vista do oceano.

“Quadros vivos” esculpidos nos flancos de uma das montanhas deste complexo, sofrem metamorfoses sob os jogos de luzes e sombras promovidos pelo sol, jogos estes que irão ser repetidos em outros locais do fabuloso e desconhecido complexo artístico-arqueológico desta cidade que, com todas as razões ao seu favor, foi intitulada “maravilhosa”. O Brasil não perde o seu precioso tempo com “perfumarias”, com a arte, por exemplo, se ainda fosse o futebol ou o carnaval, mas, arte?

Só que esta tão desprezível “ARTE”, neste caso, ganharia o acréscimo da CIÊNCIA: da arqueologia e da história. Mas isto ainda conta pouco para os nossos governos e os seus Ministérios da Cultura, Ciências e Tecnologia. O complexo da Guanabara dá quinau em matéria de tecnologia, haja vista a tecnologia que foi empregada nas construções das suas obras de arte, calculadas, com precisão, para ganharem vida e representarem cenas vivas e diferentes sob a ação do jogo de luz e de sombras armado pelo sol.  

Abaixo; o Gigante Adormecido: A Cabeça e os pés do gigante são formados pela Pedra da Gávea (cabeça à esquerda) e o Pão de Açúcar (pés). A Pedra Bonita, Corcovado, Morro Dois Irmãos, Lagoa Rodrigo de Freitas estão na composição do seu corpo e possuem as suas próprias estórias e rico lendário.

brasil-gigante_adormecido_rio_de_janeiro
Gigante pela própria natureza …

Carlos Lacerda (e o seu espírito de pesquisador curioso), deteve-se diante das inscrições “ditas” fenícias que recobrem a Pedra da Gávea em vários locais. Lacerda procurou estuda-las e traduzi-las, deixando de lado todas as informações que já existiam a respeito. Lacerda não ignorava que a “Pedra da Gávea” ajudava a completar a figura do Gigante Adormecido da Guanabara e foi à Ilha Rasa, o local mais propício para se obter a visão total da gigantesca figura.

Nos seus estudos das inscrições acabou por afirmar que a palavra RASA, denominando a Ilha (que de rasa não tem nada), significava: – “De onde se vê RA” (o gigante) - o que ofereceu aos caracteres aspectos mais afins com a civilização egípcia do que com a fenícia, como supunha a maioria dos especialistas que se preocuparam com estas “perfumarias”.

ore-pelo-brasil
Note-se o detalhe de que estas inscrições dariam ao Brasil o presente de uma “PRÉ-HISTÓRIA” que o país, até agora, não possui! “Um certo documento muito bem guardado conta que os portugueses perguntaram aos índios de onde eles tinham vindo e obtiveram a resposta de que os seus antepassados haviam vindo “das estrelas”, diz o pesquisador Edmundo B. Chaves. E a pré-história brasileira engasgou neste começo, que não teve meio e não tem fim”!
 
Um filme, produzido para um comercial de bebida, mas que materializa, de forma simbólica, a importância de nosso país para o surgimento de “algo” novo e grandioso nesse final de ciclo e começo de uma nova era para PARTE da humanidade:

O Gigante, cuja cabeça e face é a PEDRA DA GÁVEA, finalmente acordou de seu longo sono… 

O Gigante BRASIL DESPERTA

“No início dos tempos, na parte sul das Américas, habitava um gigante. Um dos poucos que ainda andava sobre a Terra. Gigante pela própria natureza, e sendo a natureza ele próprio, era feito de rochas, terra e matas, que moldavam sua figura. Pássaros e bichos pousavam e viviam em seu corpo e rios corriam em suas veias. Era como um imenso pedaço de paisagem que andava e tinha vontade própria. Caminhava com passadas vastas como vales e tinha a estatura de montanhas sobrepostas.  Ao norte, em seu caminho, encontrava sol quente e brilhante nas quatro estações do ano. 

Ao sul, planaltos e campos infindáveis. A oeste, planícies e terras férteis cheias de diversidade. E a leste, milhares de quilômetros e quilômetros de praias onde o mar toca a terra gentilmente, desde sempre e onde a luz do sol é abundante. Havia também uma floresta como nenhuma outra na Terra. Tão grande, verde e viva que funcionava como o pulmão de todo o continente à sua volta e em grande parte do próprio planeta. Mesmo diante de tudo isso, um dia, enquanto caminhava, o gigante se inquietou. Parou então à beira-mar e ali, entre as águas quentes do Atlântico e uma porção de terra que subia em morros, deitou-se. E, deitado nesse berço esplêndido, olhou para o céu azul acima se perguntando: “O que me faz gigante?”.

ISIS-APARECIDA

Sua Mãe é Divina (ÍSIS/N.S.Aparecida, a Virgem Negra) e vela por ele e pelo seu povo, desde o princípio dos tempos… 

Em seguida, imaginando respostas, caiu em sono profundo. Se passaram eras, que para os gigantes são horas, e ele dormiu. 

Seu corpo gigantesco estirado, o joelho dobrado formando um grande monte, uma rocha imensa denunciando seu torso titânico e a cabeça indizível, coberta de árvores e limo. Dormiu até se tornar uma lenda no mundo. Uma lenda que dizia que o futuro pertenceria ao gigante, mas que ele nunca acordaria e que o futuro seria para ele sempre isso: apenas o futuroNo entanto, com o passar do tempo ficou claro que nem mesmo as lendas devem dizer “nunca”. 

Depois de muito sonhar com a pergunta sobre si, o gigante finalmente despertou com a resposta. Acordou, ergueu-se sobre a terra da qual era parte e ficou de frente para o horizonte, para O NASCER DO SOL. Tirou então um dos pés do chão e, adentrando o mar, deu um primeiro passo. Um passo decidido em direção ao mundo lá fora para encontrar seu destino. Agora sabendo que o que o faz um gigante não é o seu tamanho, mas sim o tamanho dos passos que ele dá”.

Fonte do textohttp://www.tediado.com.br

cristo-redentor-rio-bandeirabrasil
E este é o principal “SÍMBOLO” DA VERDADEIRA “FONTE DE PODER E VONTADE” do Gigante que agora desperta e “DAQUELES” QUE JUNTO COM ELE TAMBÉM “DESPERTAM“.

O Complexo da Baía de Guanabara:

O perfil total de um Gigante Adormecido pode ser visto da Ilha Rasa, a Ilha de onde se vê Rá. Este perfil parece ter sido esculpido na cordilheira aproveitando-se a topografia local, que também dá mostras de ter recebido uma ajudazinha humana modificando um pouco a obra da Mãe Natureza.

São mais ou menos 20 km de comprimento onde se localizam sete bairros litorâneos do Rio de Janeiro: Barra da Tijuca, São Conrado, Leblon, Ipanema, Copacabana, Botafogo e Urca. Os arqueólogos brasileiros contemporâneos, jamais se deram o trabalho de prosseguir os estudos deixados por seus colegas do século 19 a respeito da estranheza das esculturas localizadas nesta cordilheira.

Setenta arqueólogos de quase dois séculos atrás morreram jurando que as formações bizarras não eram produto da erosão e se constituíam em trabalhos devidamente assinados pelas inscrições enigmáticas. O pesquisador Eduardo B. Chaves, após enumerar uma grande quantidade de estranhezas ligadas ao complexo do Gigante Adormecido, conclui: “…

brasil-gigante-despertou
O GIGANTE DESPERTOU e para desespero dos corruptos ele RUMA para BRASILIA…

É preciso alertar a quem de direito para o fato de uma civilização avançadíssima, talvez até extraterrestre, ter possivelmente estado no Brasil e nos haver deixado um monumento arqueológico de fazer inveja aos mais famosos do mundo”.

Fonte: http://www.jornalinfinito.com.br/materias.asp?cod=44
Fonte: http://www.tediado.com.br/10/o-gigante-do-pao-de-acucar/
Publicado originalmente em setembro de 2012.

Para saber mais sobre o Brasil:
  1. http://thoth3126.com.br/brasilia-jk-akhenaton-eo-egito/
  2. http://thoth3126.com.br/brasil-portugal-e-os-cavaleiros-templarios/
  3. http://thoth3126.com.br/amas-a-anomalia-magnetica-sobre-o-brasil/
  4. http://thoth3126.com.br/uma-visao-pessoal/
  5. http://thoth3126.com.br/brasil-o-territorio-sagrado-para-a-deus
  6. http://thoth3126.com.br/o-reino-de-ofir-eo-brasil/
  7. http://thoth3126.com.br/brasil-e-o-mapa-de-piri-reis/
Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

Agosto 27, 2015

chamavioleta


Um Testemunho do Povo Pele Vermelha 

Entrevista com ROBERT MORNINGSKY (“CÉU MATINAL”), O DANÇARINO DAS ESTRELAS 

 por Natalia Zahradnikova/NZ 

e Michael Hesemann/MH- 

(tradução de Carlos Carvalho)

Posted by Thoth3126 on 21/02/2015



“Nós não estamos sozinhos. Os astrônomos estão errados. Os cientistas estão errados. Eles estão aqui, mas não podemos vê-los, porque eles se escondem. Escondem-se … Da vista de todos.

Nós somos os seus servos, somos seus escravos, nós somos sua propriedade…. Nós somos deles”. (aqueles que estão inconscientes). Robert Morning Sky

UM TESTEMUNHO do POVO PELE VERMELHA, os povos nativos da América do Norte.




Tradução, edição e imagens: Thoth3126@gmail.com

“O que ELE ensinou ao meu avô e aos outros, e o que aprendemos nós e os nossos filhos com eles é que a humanidade foi (e continua sendo) enganada. Os deuses, os diabos, os seres que tomam parte nas nossas histórias eram/são seres das estrelas. Fomos utilizados e manipulados porque nos ensinaram a crer em coisas que não são verdadeiras, coisas que foram inventadas, utilizando a presença destes seres para fins desonestos. .

http://www.nonsiamosoli.com/index.php/ufologia-e-religione

Mais informações: http://www.bibliotecapleyades.net


Sábado, 9 de maio de 2009 – Entrevista com ROBERT MORNINGSKY (“CÉU MATINAL”), O DANÇARINO DAS ESTRELAS – por Natalia Zahradnikova/NZ e Michael Hesemann/MH- (tradução de Carlos Carvalho). Outro importante testemunho do povo pele-vermelha chegou-nos por Michael Hesemann mediante a seguinte entrevista.

M.H. – Robert, como entrou em contato com a sua tradição? Quem foram os seus mestres?

R.M. – Bem, praticamente nasci junto a ela. O meu pai morreu pouco depois do meu nascimento num acidente, e portanto eu cresci com os meus avós. A dança indígena sagrada não é algo simples de se aprender. Nós podemos explicar os movimentos, mas ninguém pode mostrar o fogo interior e a paixão indispensável para se dançar. As nossas crianças dormem próximo dos tambores, inclusive quando eles são tocados com força.

Eles crescem ouvindo a batida/ritmo do tambor, crescem com a dança, observam os mais velhos, os seus pais, os seus irmãos e irmãs, e sentem um fogo dentro deles; que é algo que os impulsiona a dançar e que não lhes permite permanecer sentados em silêncio. O meu mestre, no respeitante à dança, é a minha Tribo (visto que aqui todos me ensinaram a amá-la, a dança sagrada); quem me ensinou a me converter em um guerreiro foi o meu avô ou, melhor dizendo, os meus avós.

 
M.H. – O seu avô, durante uma visão em 1947, teve um estranho encontro que mudou a sua vida…

R.M. – Sim, em Agosto de 1947 (penso que foi em 13 de Agosto), um mês depois do incidente da queda de um OVNI nas cercarias de ROSWELL, o meu avô se encontrou com cinco amigos seus para tentar ter uma visão. Trata-se de uma cerimônia indígena antiga, uma técnica para tratar de ver o próprio futuro, para estudar aquilo que nos reservam as estrelas. E durante este ritual viram uma enorme luz que se precipitou e caiu na terra.

Nós sempre acreditamos na existência dos homens das estrelas; nós sabemos quem eles são, falamos com eles, dançamos com eles, e portanto não há porque nos surpreendermos pelo fato de que o meu avô se interessasse por essa luz, desde o momento em que sabia que dentro daquela luz que caiu havia os homens das estrelas. O meu avô e os seus amigos eram muito ingênuos e ignoravam todas as regras que haviam na reserva indígena.

Não sabiam que quando uma estrela cai há que se manter a uma certa distância, porque acodem soldados de imediato, e que estes não estão muito de acordo com os índios. De toda a forma, o meu avô e os seus amigos decidiram buscar a estrela caída, a qual parecia não estar muito longe do lugar onde eles se encontravam; e efetivamente, chegaram ao lugar do acidente antes que os soldados. Inspecionaram os restos do acidente e encontraram um sobrevivente. Decidiram levá-lo consigo e curá-lo. O ser recuperava a consciência de forma intermitente. Quando se encontrava consciente, dava-lhes algumas instruções.

Depois de alguns meses já se encontrava totalmente recomposto. Nesse período de tempo conseguiram conquistar a sua confiança e lhe chamaram “O Ancião das Estrelas”. Um dia ele pegou um pequeno cristal verde, que era redondo. Quando sustentava na sua mão, podia projetar imagens sobre a pedra. Através destas imagens o meu avô e os seus amigos conseguiram saber quem ele era, o que fazia aqui e donde vinha. Decidiram não falar do ocorrido com ninguém mais porque lhes preocupava a segurança deste ser.

Tinham medo que os curiosos chegassem para lhe fazer perguntas, e que os soldados o levassem. Para sua segurança decidiram calar-se. As histórias da sua pátria e da sua forma de viver eram fantásticas. Entre outras coisas, ele também lhes falou de guerras estelares. O seu modo de vida era semelhante ao nosso, indígenas americanos. A nossa história de guerreiros era muito semelhante à deles, e por isso o meu avô e os seus amigos ficaram estupefatos, mas também o Ancião das estrelas se surpreendeu quando soube que aqueles povos primitivos conheciam técnicas semelhantes.

Tempos depois, o Ancião começou a contar a história da Terra e da humanidade tal como ele a conhecia. Algumas destas histórias o meu avô as transmitiu a mim, e por esse motivo estou aqui. Antes de que ele morresse, eu lhe prometi que contaria esta história, e este é o motivo pelo qual hoje estou aqui para dizer: “Olhai, os homens das estrelas estão aqui, eles existem e nós devemos escutar bem o que eles têm a nos dizer.” 


Acima Primeira manchete (08/07/1947) publicada em jornal local (há exatos 66 anos, em JULHO de 1947) que fala do resgate de um “Flying Saucer”, literalmente UM DISCO VOADOR. Abaixo: Notícia desmentida no dia seguinte pelo exército dos EUA, visando o acobertamento do fato.

M.H. – Como deixou o Ancião das estrelas ao seu avô? Ele foi levado embora?

R.M. – Inicialmente devia ter permanecido somente um breve período, mas foi obrigado a permanecer na Terra um pouco mais de tempo por motivo da sua segurança.

M.H – Quando lhe foi possível partir?

R.M – Depois do incidente ele permaneceu cinco anos com o meu avô, até que um belo dia deixou o acampamento e desapareceu. Voltou a aparecer mais adiante um par de vezes mais. Estou duvidando um pouco do que vou lhe dizer, mas ele deveria regressar em Agosto de 1996. Eu não sei se os homens das estrelas entendem o que significa a palavra “mundo”, especialmente “mundo civilizado”. Eu me sinto feliz em saber que ele regressará, mas também estou um pouco preocupado.

M.H – Irá à sua reserva?

R.M. – Não sei. Penso que seria melhor que ele fosse a alguma parte do deserto, longe da nossa civilização, dos carros, casas; mas não sei. Ele nos fará saber o quando e onde.

M.H. – Onde ele viveu durante os cinco anos com vocês na Terra?

R.M. – Bem, eu não gostaria de dizer exatamente onde viveu, porque muitos curiosos iriam ao lugar para buscar pistas. Eu sei que os soldados já estariam preparados…

M.H. – Viveu numa caverna ou numa tenda?

R.M. – Por todas as partes na zona de Four Corner(os quatro cantos, encontro das fronteiras de quatro estados dos EUA, Utah, Arizona, Novo México e o Colorado), entre o Arizona e o Novo México, Colorado, no deserto, no campo do meu avô e dos seus amigos. Ali há árvores, abetos, cavernas, rochas. Levavam-no de um lugar para o outro. Ele sempre estava fora. Construíram um refúgio. Procuravam estar sempre nas cercarias, mas levavam-no a diversos lugares.

M.H. – Que aspecto tinha o Ancião das estrelas?

R.M. – Esta resposta quiçá surpreenda a algumas pessoas. Já faz algum tempo a televisão dos Estados Unidos mostrou um documentário chamado “filmagem de Santilli“. Alguém me perguntou se eu queria ver esta filmagem, e me mostrou uma fotografia que tinha recebido através da Internet. Sei que muitos não me acreditarão, mas o Ancião das estrelas tinha o mesmo aspecto do ser morto da filmagem de Santilli. À minha família e a mim, desgostou-nos ver a filmagem. Não queríamos ver o corpo estendido na mesa de operações. Algumas semanas depois voltaram a passar a filmagem e eu a vi. Não foi fácil ver o filme, pois o Ser se parecia muitíssimo com o Ancião das estrelas (n.t.eram da mesma espécie, pois foram nove tripulantes que caíram, oito corpos foram resgatados pelo exército dos EUA, um ainda com vida).


Um ET resgatado morto, mostrado no filme mencionado por R.M.S, no “filme de Santilli”

Ver mais informações em:
http://thoth3126.com.br/roswell-o-dia-depois-da-queda-de-um-ufo/
http://thoth3126.com.br/roswell-o-dia-depois-da-qaeda-de-um-ufo-de-final/
http://thoth3126.com.br/roswell-entrevista-com-o-coronel-philip-j-corso/



Alguns dias depois, voltaram a passar de novo a filmagem, e os produtores da “Fox-Network” me telefonaram e me pediram a minha opinião; perguntaram-me se eu havia visto a filmagem e o que eu pensava dela. Eu não estava em condições de afirmar se o filme era autêntico ou não, porque não sou um perito; só podia dizer que o Ser que aparecia na filmagem se tratava de um ser real, e não de um manequim ou de um boneco; porque ele se assemelhava muito ao Ancião das estrelas que o meu avô salvou, incluindo o fato de ter seis dedos nas suas mãos e pés.

M.H. – O que ensinou ao seu avô o Ancião das estrelas?

R.M. – O que ele ensinou ao meu avô e aos outros, e o que aprendemos nós e os nossos filhos com eles é que a humanidade foi (e continua sendo) enganada. Os deuses, os diabos, os seres que tomam parte nas nossas histórias eram/são seres das estrelas. Fomos utilizados e manipulados porque nos ensinaram a crer em coisas que não são verdadeiras, coisas que foram inventadas, utilizando a presença destes seres para fins desonestos. Custa-me a entender como pode ser tão fácil crer em diabos e demônios, e tão difícil crer em seres das estrelas. O homem aceita o fato de que o céu (espaço) é imenso, mas não crê na vida em outros planetas. O homem crê em histórias de tapetes voadores e de ratos falantes, mas não logra crer em “discos voadores” e em homens das estrelas.

O nosso amigo só queria dizer que nós, a humanidade, tem sido enganada. Pretende-se que o homem escute, que aceite cegamente o que se lhe ensina, e que duvide do resto. O que nos vendem como correto/certo não é a verdade. A verdade é muito mais grande/abrangente, e muito mais maravilhosa do que o que nos ensinam nos livros na escola. Eu não quero ofender a nenhum mestre ou professor; muitos deles são pessoas valentes que se esforçam em ser justos, mas o que nos ensinam não corresponde à verdade. Sei que tudo isto forma parte de um sistema, uma missão para o nosso pensamento, e o seu trabalho é o de manter vivo este sistema. Mas o nosso trabalho, na qualidade de seres humanos, é de lutar pela verdade (a elevação de nossas consciências individuais) para evitar danos maiores. Isto é em resumo, o que o Ancião das estrelas tratou de nos transmitir.

M.H. – Ele falou também da história da humanidade?

R.M. – Sim, também falou disso. A humanidade não nasceu de forma espontânea, foi criada para servir aos seres das estrelas. Assim como o homem atual criou a mula, o “macho” estéril que é um cruzamento entre uma égua e um burro, e depois também fez outros cruzamentos diversos com outros diversificados tipos de plantas. Se nós estamos em condições de fazer isto, também poderia tê-lo feito um cientista que tivesse vivido há milhares/milhões de anos. E isto é o que aconteceu: o homem foi criado como um mero trabalhador braçal, como um escravo, para servir aos “deuses que o criaram em laboratório genético”.

Nós éramos um animal que foi modificado geneticamente. E isto não foi algo malvado/ruim. Se nós agora temos consciência e experiência, nós a devemos a esta experiência. Alguns de nós, muitos de nós, chegamos a entender que a vida é demasiado importante para vivê-la como escravos. Esta é uma das coisas que mais surpreendeu ao Ancião das estrelas (e a todos os demais “deuses”): que nós, nascidos como escravos, tenhamos quebrado as nossas cadeias para procurar viver a nossa vida em liberdade, que nós tenhamos sido bastante inteligentes/corajosos para fazer isto. Nós estamos em condições de realizar os nossos sonhos. Isto não é fácil, mas quando se é um guerreiro e se leva consigo o fogo interior, então tudo é possível. O que mais lhe tocou da raça humana é que nós levamos o fogo (a centelha divina, a chama trina, a nossa alma) no nosso interior.

M.H.- Que disse ele sobre o seu povo, a sua estrutura social, da sua religião?

R.M. – A religião é um tema um pouco delicado. É algo em que cremos, em que pensamos, que nos é ensinado e que nós aceitamos. No seu mundo, na sua estrela, não existe a fé religiosa. O universo está cheio de maravilhas. Para eles o conceito de fé e de religião não existe. A sua religião é simplesmente o seu modo de viver. Eu amo estas coisas. Eles não têm uma religião. Nós não deveríamos entrar em conflito sobre aquilo que cremos. Só deveríamos discutir; isto é o que deveríamos fazer. O seu grau evolutivo é muito superior ao nosso.

Para eles um homem de 100.000 anos é jovem, segundo o que disse o Ancião das estrelas; o atual corpo humano poderia viver entre 2000 e 3000 anos se nós o alimentássemos bem. Mas nós somos programados para a autodestruição. Os nossos corpos envelhecem não porque eles o querem, senão porque nós somos assim. Em tudo o que diz respeito ao modo de vida, à cultura e à sociedade dos seres da sua galáxia, existe um paralelismo com exceção da existência de religião, da duração da vida e do modo de viver, que são muito diferentes. Para eles tudo está orientado para uma vida muito longa, e para nós para uma muito curta.


O mesmo corpo de um ET resgatado morto, em Roswell, mostrado em outro ângulo no filme mencionado por R.M.S, no “filme de Santilli”

M.H. – Você teve um encontro com o Ancião das estrelas?

R.M. – Sim, eu sozinho e com outros. Eu nasci em 1947; tinha cinco anos quando o meu pai e os seus 5 amigos decidiram revelar o seu segredo a 2 ou 3 familiares. Eu era um deles e outro era meu primo. No total éramos 25 pessoas. Uns morreram e outros se foram embora; o círculo foi ficando portanto cada vez mais pequeno. Finalmente ficamos apenas 8 rapazes; 6 de nós decidimos estudar para chegar ao conhecimento que hoje são ensinados nas nossas escolas.

M.H. – Aconteceram outros encontros?

R.M. – Sim, ele voltou. A última vez que me encontrei com ele foi no Verão de 1994, aproximadamente em finais de Julho. Ele regressou e voltou a partir para as estrelas de novo. E este é o motivo porque me foi tão difícil ver a película de Santilli; porque ele tinha precisamente a mesma aparência.

M.H. – Quantos encontros você teve com ele?

R.M. – Aproximadamente uns doze. Às vezes se passavam 3 ou 4 anos antes que pudesse voltar a vê-lo. Encontrava-me com ele e passávamos algum tempo juntos, e nos comunicávamos bem.

M.H. – Telepaticamente?

R.M. – Não, não assim precisamente. Para mim, telepaticamente significa simplesmente de espírito a espírito. No meu caso não foi assim. Deixe-me dar um exemplo: Se ele tratava de me descrever uma rosa, eu via esta rosa não só no meu espírito, como também sentia o seu perfume, podia cheirá-la. Telepatia não é o termo adequado; se ele queria descrever um pássaro eu podia vê-lo, podia ouvi-lo, e inclusivamente às vezes podia tocar as suas penas. Isto é muito mais do que telepatia.

M.H. – Uma pergunta simples. De que cor era a pele dele e como ele se vestia?

R.M. – Quando o vi pela primeira vez com o meu avô, ele vestia uma espécie de túnica que lhe tinham feito o meu avô e os outros, e tinha o aspecto de um monge. Isto é do que me lembro. Não sei de que material era, mas a cor era castanha. De todo modo, a vestimenta que ele veste usualmente consiste numa peça única. Eu não posso dizer se a sua cor seria o prateado ou um branco resplandecente, parecido com a cor das pérolas. Não estou certo mas me parece que não tinha nenhum tipo de botões; não sei como era capaz de colocá-lo. Parecia um pijama de menina. A sua pele variava de rosa pálido a uma cor escura, parecia um homem branco com a pele bronzeada. A sua altura era de 1.40 ou 1.45m, e o seu corpo era vigoroso como o de um guerreiro, e não estava inchado como o que se vê na película de Santilli. Talvez aquele inchaço do corpo morto do filme se devesse aos gases emanados já no estado de putrefação do corpo.

M.H. – Voce sente medo quando se encontra com ele?

R.M. – Sinto que ele é fonte de infinita sabedoria.


Robert “Morning Sky” executando uma dança indígena sagrada.

M.H. – Voce é um índio meio “HOPI” e meio APACHE. A sua tradição fala de contatos com seres das estrelas?

R.M. – O que mais tocou fundo ao meu avô foi que o Ancião das estrelas conhecia o uso da pena/pluma de pássaro, o elemento mais importante dos nossos costumes ritualísticos e culturais. As nossas tradições dizem que estes costumes provinham das estrelas. Começaram com a Raça dos “Akhu”, os homens-pássaro que levavam dentro de si o fogo e a paixão.

Talvez isto possa irritar outras tribos indígenas, mas eu, na nossa dança tradicional, levo dois discos atrás das costas. E numa das danças, a do fogo, onde se baila o mais rápido que seja possível, estes discos giram, dão voltas, saltam até acima, até abaixo, e eu penso, e espero não atrair deste modo à raiva de alguém, que estes discos querem simbolizar algo diferente do fogo. Para todos isto é o fogo, para mim é distinto, algo muito diferente.

M.H. – Você encontrou petroglifos, desenhos nas rochas que representam seres com seis dedos nos pés?

R.M – Outro aspecto interessante da filmagem de Santilli é que o corpo daquele ser tem seis dedos nas mãos e nos pés. O ano passado eu os levei às terras do Grande Canyon, no rio Colorado, e lhes mostrei alguns desenhos que representavam a história dos Seres das estrelas, que nesse tempo habitavam a Terra, e que mais tarde decidiram emigrar. Atrás de si deixaram marcas, e a particularidade destas marcas ou pistas, era que eles tinham seis dedos. Portanto os petroglifos confirmam decididamente o que se vê no filme de Santilli. Mas demos um passo mais. Os antigos egípcios e sumérios baseavam o seu sistema numérico no número 12. O nosso sistema está baseado no número 10, por quê? Porque nós temos dez dedos. Eu então me pergunto se os seres que inventaram este sistema numérico nestas antigas civilizações não tinham 12 dedos?. Portanto temos provas também na América antiga, destacando sobretudo que este ser tem 6 dedos do pé.

M.H. – Algum outro índio que vive nas reservas indígenas no sudoeste dos Estados Unidos lhe falou alguma vez de outros incidentes ocorridos com quedas de UFOs no Verão (de junho à setembro) de 1947?

R.M. – O que mais surpreende a mim e a outros índios que vivem nas reservas é que a maior parte dos incidentes de OVNIS - segundo o que eu sei, verificaram-se 16 casos entre 1945 e 1960 nos E.U.A. -, 14 deles ocorreram nas nossas reservas indígenas. Os índios dormem muito bem em campo aberto, e se alguém quer investigar e buscar testemunhos deveria buscá-los entre as pessoas que vivem ali próximo, especialmente entre aqueles cuja vida e tradições giram em volta dos homens das estrelas. E em troca, estranhamente, nos últimos cinquenta anos a ninguém ocorreu a ideia de entrevistar os índios. Para nós isto é muito estranho. As nossas histórias são consideradas como mitos, lendas (saíram um par de livros que falam de índios e extraterrestres), mas isto não é verdadeiro.


A região chamada de “Four Corners“, onde quatro estados dos EUA (Colorado, Novo México, Arizona e Utah) se encontram. É possível de se projetar uma SUÁSTICA formada pela junção, em ângulo reto, da fronteira dos quatro estados. Os Quatro Cantos (“Four Corners”) são uma região do oeste dos Estados Unidos da América com a particularidade de ser o único lugar do país onde se encontram as fronteiras de quatro estados, em ângulos retos de 90° que, no sentido horário, são os estados do Colorado, Novo México, Arizona e Utah.Esta singularidade geográfica está situada em terras dos índios Navajo e Ute (estes últimos têm uma reserva na “esquina” do Colorado, assim como os índios HOPIS). Apesar da sua remota localização, o local é um destino turístico popular, e já desde 1912 conta com um marco geográfico, substituído em 1992 por uma placa de granito com um disco de bronze que marca o exato ponto de encontro dos quatro estados, rodeado pelos escudos e bandeiras dos respectivos estados (ver foto a seguir).

FOUR CORNERS. Nós falamos de seres verdadeiros. Por isso eu me dirijo à opinião pública e aos investigadores do tema OVNI e lhes digo: Vejam, há muitas histórias que vocês do dito mundo “civilizado” nunca escutaram. E uma delas é a do incidente de 4 de Julho de 1947; a que ocorreu em ROSWELL não foi a única daquele verão. Nós os índios sabemos que ocorreram três nesma época. A primeira teve lugar nos princípios de Junho em Socorro (Novo México).

Este é o caso a que deveria pertencer à filmagem da autópsia, e não a de ROSWELL. O dito incidente de ROSWELL ocorreu em Julho e o terceiro caso ocorreu em meados de Agosto na zona do Four Courner (encontro de quatro estados dos EUA: Colorado, Novo México, Arizona e Utah). Foi nesse último caso que o meu avô salvou o sobrevivente que nós chamamos de Ancião das estrelas; mas os investigadores de OVNIS só falam do “caso ROSWELL“, ninguém fala de outros casos; nos últimos cinquenta anos nunca fizeram nada para se aproximarem de nós, que estamos abertos, somos honestos e não queremos enganar ninguém.

M.H. – Conhece testemunhas do caso da queda em Socorro?

R.M. – Sim, naturalmente.

M.H. – Poderia me pôr em contato com eles?

R.M. – Sim, mas não posso lhe prometer que falem consigo, porque você é um homem branco. Para os índios é muito difícil confiar em quem não é índio. Eles podem ter as melhores intenções, mas não é fácil esquecer 300 anos de exploração e violência. Mas juro-lhe que neste momento há índios que sabem exatamente do que estou falando, mas eles não falarão porque têm medo, não de voce, mas das câmaras de televisão, da opinião pública; têm medo que alguém possa vir aqui atraído pela publicidade. Sim, eu poderia lhe dar os seus nomes, e poderíamos tratar de ir juntos até onde eles estão. Voce quer falar com eles? Podemos tentá-lo, mas não posso prometer nada.


O encontro dos quatro estados que formam o chamado Four Corners.

M.H. – Nós provaremos, Robert, eu voltarei. Mas você já falou com eles?

R.M. – Sim, e eles me disseram donde provinha esse disco voador e onde ele caiu, assim como o que aconteceu aos Seres das estrelas. Na reserva corriam rumores de alguns casos e de alguns seres. Frequentemente estes seres sobreviviam ao acidente, mas não aos soldados. Estas são histórias horríveis. Tratavam-se de Seres das estrelas, próximos a Deus como ninguém, e os soldados os matavam. Que possibilidade temos nós como índios? Nós somos muito menos importantes. Numa escala de 1 para 10 já nos contentávamos ao menos de pontuar com 1; por isso temos medo. Se eu os levasse até eles, e eles falassem com vocês poderiam vir os soldados? Talvez. Deveríamos confiar? Não. Desagrada-me, mas quando um povo, o nosso, que já sofreu tanto, há que se compreender que não tenham vontade de falar.

M.H. – E sobre às profecias dos índios HOPI, dos Kachinas, da Estrela Azul, do cometa Hale-Bopp. Que é que voce pode me dizer sobre isso?

R.M. – Eu não sou um Ancião HOPI, não falo para ou pelo povo dos HOPI. Uma vez tentei falar com os Anciões HOPI e lhes disse: Vejam, há que se dizer ao resto do mundo o que está se sucedendo. Como já o dissemos, nós os índios sempre temos sido castigados, e quando conhecemos uma profecia perguntamo-nos porque é que a deveríamos compartilhar com o resto do mundo? De todo o modo, o surgimento do cometa avistado pelos astrônomos, que o chamaram de HALE-BOPP é citado nas profecias. Não fica bem que eu fale das profecias e do seu significado, mas digo somente que estava tudo profetizado. Deste cometa também falam as profecias MAIAS, dos aborígenes, assim como os antigos livros dos Sumérios e dos Egípcios.

Baseando-se nas profecias dos HOPI e dos antigos hieróglifos, eu gostaria de afirmar que não creio no fim do mundo, no fim da humanidade, senão que penso que algumas coisas mudarão. Os que se esforçarem (em sua própria evolução) sobreviverão, e aqueles que tiverem medo, provavelmente não vão sobreviver (caso da maioria). E por favor não subvalorizeis as minhas palavras. Esta profecia não tem nada que ver com o espiritismo. Se eu digo 2, 4, 6, 8, qual é o número seguinte? Sem possuir faculdades paranormais você me dirá que se trata do 10. Você teria profetizado o 10?

Não, ele é uma consequência lógica. O que quero aqui dizer é que as profecias MAIAS e HOPIS não são fruto de atividades mediúnicas, mas sim de CONHECIMENTO (e sabedoria) ancestral. Eles sabem (os sábios de todas as tribos) que a cada 2000 ou 10000 anos deveriam se suceder determinadas coisas. O que significa isto? Os antigos povos conhecem a história do planeta desde muitos milhares de anos. As profecias se baseiam em modelos conhecidos e (fatos) não em forças mediúnicas.

M.H. – O que dizem estas profecias?

R.M. – A passagem do Cometa Hale-Bopp deveria coincidir com o regresso dos Katschina da Estrela Azul. Um Katschina é um espírito da natureza, a essência de todas as coisas. Uma águia tem uma Alma, nós a chamamos de Kaschina. O Vento tem uma Alma que nós também chamamos de Katschina. As nossas lendas dizem que no final dos tempos, no final deste ciclo, aparecerá uma estrela luminosa cujo nome é Nan-ga-sohn. A dita estrela é azulada, com a cabeça em forma de cruz e uma larga cauda de plumas por detrás. depois de 7 anos da sua aparição, ela desceria concluindo-se este ciclo. Esta estrela luminosa Katschina, “Nan-ga-sohn” representa, segundo a minha opinião, o cometa que se está aproximando.

Diz que esse cometa tem uma cauda de vários milhares de quilômetros: os astrônomos dizem que não é possível, mas assim é. Antes se dizia que o cometa deveria ter uma cor azul, e se descobriu que esse cometa tem uma luz azulada. Também a estrela de quatro pontas foi descoberta no semblante de Kaschina: uma estrutura, uma marca, algo na superfície do cometa que se parece a uma cruz. A longa cauda do cometa é a mesma que a do Hale-Bopp. A profecia diz que o homem branco teria medo do cometa, porque este deveria mudar o seu mundo, e eu creio nisso. O homem branco tratará de destruir este cometa. Já está começando a ter medo.

Nós veremos por todas as partes asteroides e cometas, e os consideraremos perigosos. Assim os militares construirão uma bomba, um míssil, qualquer arma para destruir este cometa, porque o consideram perigoso. Mas eu penso que se trata só de uma desculpa, pois tratarão de destruí-lo somente porque está profetizado. Eles conseguirão? Talvez. Eu penso que algumas pessoas quando verem a cruz na sua superfície pensarão em algo religioso; pensarão no regresso do Filho de Deus. Respeitosamente digo que não é exatamente assim, mas e ao mesmo tempo o será.

M.H. – O que acontecerá depois do ano 2000?

R.M. – O Cometa aparecerá em 1997, e sete anos depois estaremos em 2004. Mas há astrônomos e investigadores bíblicos peritos em computadores que analisam a data de nascimento de Jesus, e descobriram que este nasceu provavelmente sete anos antes da data oficializada. O nosso calendário estaria portanto atrasado sete anos. Se o fim do ciclo é, segundo o nosso calendário no ano 2004, somando os sete anos chegamos ao ano 2011. Este ano será só um ano antes do fim do ciclo, segundo o calendário MAIA e segundo outros calendários orientais. Por este motivo estou convencido de que o cometa Hale-Bopp é um sinal de algo que ainda deve acontecer. O fim do mundo? Não. Mas sim de Grandes mudanças? Seguramente.

(Artigo retirado da publicação da revista italiana “NONSIAMOSOLI” (Não Estamos Sozinhos), Ano XII N.º 2 Julho-Dezembro 1996, págs. 17 a 20. A inserção de fotos é extraído do mesmo artigo).


Os “deuses” (a partir de 2013) estarão voltando e isso pode NÃO SER BOM para os habitantes do planeta Terra.

Enquanto a raça humana aceitar Senhores e deuses salvadores, nós estaremos aceitando uma existência da servidão. Quando nós finalmente nos lembrarmos que nosso próprio reino planetário foi tomado, quando finalmente olharmos para nós mesmos como nosso próprio Mestre ou Deus, com responsabilidade pela nossa própria existência, liberdade e escolhas, então e só então estaremos livres de (deuses) extraterrestres. Nós somos GRANDES VÍTIMAS DE NOSSA PRÓPRIA IGNORÂNCIA E PREGUIÇA MENTAL.

O autor (Robert Morning Sky, um índio nativo Pele Vermelha) pede ao leitor branco que seja mais curioso e interessado em sua própria evolução para investigar por si mesmo as informações apresentadas aqui. Não aceite nenhuma delas como definitiva, mas desafie todas elas. Decida por si mesmo se as palavras dele aqui relatadas são confiáveis e verdadeiras. Você é seu próprio deus, você é o mestre de seu próprio destino – se você puder relembrar a Verdade que existe em seu interior.
“NÃO ANDE ATRÁS DE MIM, TALVEZ EU NÃO SAIBA LIDERÁ-LO.
POR FAVOR, NEM ANDE EM MINHA FRENTE, TALVEZ EU NÃO SAIBA SEGUI-LO.
ANDE AO MEU LADO PARA QUE JUNTOS POSSAMOS CRESCER E GALGAR OS DEGRAUS DA ELEVAÇÃO DA CONSCIÊNCIA.” – Provérbio Sioux

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

Compartilhe:

169Share on Facebook (Opens in new window)169
8Click to share on Twitter (Opens in new window)8
Click to share on Reddit (Opens in new window)
Click to email this to a friend (Opens in new window)


Por favor, respeitem todos os créditos


Arquivos em português:

http://rayviolet2.blogspot.com/search?q=Pele Vermelha

Agradecimentos a http://wp.me/p2Fgqo-vn

Atualização diária


Se gostou! Por favor RECOMENDE aos seus Amigos.
achama.biz.ly 

Agosto 22, 2015

chamavioleta

Peles Vermelhas e um aviso do final dos tempos


Posted by Thoth3126 on 24/02/2015


Um Aviso Final dos anciãos e sacerdotes xamânicos da nação Pele Vermelha da América do Norte sobre o FIM DOS TEMPOS

 No passado recente os  Nativos Peles Vermelhas dos EUA compartilharam suas mensagens e visões de futuro a partir de seus anciãos e chefes. 

Essas mensagens estão em linha com as mesmas mensagens que eu (no caso Peter) tenho recebido para a nossa orientação durante os últimos anos e que já aumentaram em um passado mais imediato…

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@gmail.com

Um Aviso Final dos anciãos e sacerdotes xamânicos da nação Pele Vermelha da América do Norte

Por Peter Farley

Fontewww.4truthseekers.org



O começo do fim da escuridão começou. Aqueles que estão dentro da estrutura dos que acham que vão continuar controlando a humanidade vão se tornar vítimas de seu próprio medo …

redskin-LittleRedFlower

“Através dos Irmãos Anciãos e chefes espirituais das tribos nativas da América do Norte; estas mensagens espirituais foram recebidas na noite do dia 21 de dezembro, de 2010, na noite do Solstício de Inverno (para o Hemisfério Norte) e durante o Eclipse da Lua Cheia durante cerimônias sagradas dos Caminhos da Ilha Tartaruga do Canupa (Cachimbo Sagrado), e da Oração do Caminho Sagrado da Avó Mulher Búfalo Branco:

(Pte San Cigana Waste Wind), O sa da du Mitakuye Oyasin, que significa:

As coisas serão difíceis num futuro muito próximo, mas podemos fazer algo sobre isso e ” … devemos começar a desidratar os alimentos e a economizar água e assim por diante. Também foi dito que  Não devemos esperar por ninguém . Não espere por ninguém.

“… Foi-me dito há muitos anos pelo maior de todos os anciãos dos mais velhos, que um dia o futuro não pertencerá  àqueles que possuem o desenvolvimento e o controle da tecnologia moderna, mas o futuro será daqueles que seguem a espiritualidade, buscam a evolução do seu próprio espírito,” para que seja tocado pela energia do amor e da compaixão.


“As cidades dos Estados Unidos estão em dificuldades tremendas. Diga a seus familiares para saírem das grandes e pequenas cidades

O Espírito nos disse que quando você ver a ÁGUIA na cidade, é hora de ir para casa, voltar para a natureza, para junto da Mãe Terra. O Espirito também falou sobre as cidades,Vai ser tão ruim nas cidades que uma mãe não iria querer ver seu filho sobreviver nelas na época das grandes mudanças no final desse ciclo.” 

“Então, isso depende de onde você irá estar, quando a grande mudança ocorrer.” Esta grade de distribuição de energia (elétrica) do sistema atual será inexistente em muitas áreas, se não em todos os lugares. Se alguém tem uma fonte de energia alternativa, então suas chances de sobrevivência aumentam dramaticamente. 

Permanecer em estado de oração e de cerimônia do sagrado criará uma oportunidade adicional de sobrevivência. Nosso paradigma, pensamentos, emoções, conhecimento, visões, tudo vai se intensificar e aumentar. Até mesmo anatomicamente nós seremos diferentes.

É esta parte, “diferente” é a que muitas pessoas não entendem. Este conceito desconhecido é o que as pessoas precisam ter condições evolutivas próprias para entendimento. Esse condicionamento é desenvolvido pela Espiritualidade, e não por nenhuma religião.


Nós compreendemos as Religiões (n. t: as religiões também são instrumentos de CONTROLE) como doutrinas e dogmas feitos pelo homem que mudam na medida em que às idéias do homem também mudam, mas a espiritualidade e sua verdade nunca muda ao sabor das idéias dos homens, É o EU SOU A CONSCIÊNCIA.

“Tem tudo a ver com o CORAÇÃO-ouça o seu coração e sinta se nele há alguma possibilidade de que ele é ressonante com essa mensagem, então, como o Espírito o orientou na última noite… “Não espere por ninguém “isso foi repetido duas vezes para ser enfatizado…  haverá muito pouco tempo para os preparativos finais para o evento mais surpreendente que jamais aconteceu em todo o Universo, e desde o início dos tempos.

Nós estamos aqui agora e começamos a participar disso tudo! Yay! Mas, precisamos estar acordados e conscientes, e nós precisamos saber o que estamos fazendo …. Fique no Amor, mantenha sua fé e esteja sempre forte e diligente … Ore pela nossa Mãe Terra preciosa que está em transição e que agora quer levar-nos com ela ….. com amor, Paula Corn Woman 


Uma mensagem dStanding Elk (Alce em Pé) à direita

Sobre os parentes . . . A Implosão do pensamento comum começou. Os pobres já numeraram os ricos. Portanto, a energia daqueles que estiveram em cadeias (mentais), aprisionados por meio da manipulação dos pensamentos, estará livre para sonhar novamente. 
A mente daqueles que foram manipuladas pelos outros a pensar em pensamentos que não eram seus, que não são da luz, vai estar dançando uma música nova. A revolução que vai trazer a Luz das Luzes já começou. O novo governo de Luz e para A LUZ está emitindo o comando para todos aqueles que estavam esperando o sinal, agora é tempo de acordar, o despertar da Era de Aquário … que começou a partir de 21 de janeiro de 2011!! 
O dia 11-01-2011 foi o início da queda de todos os falsos profetas. Todos os falsos governos sofrerão um lento declínio e já não estarão em serviço para si próprios (de egos para egos). 
As estruturas que não servem a luz vão todas começar a implodir e o governo da Luz e para A LUZ vai emergir lentamente quando o fogo da Verdade for revelado. Este é um ciclo final que a humanidade criou para si mesma. É o ritmo da vida. . . Uma nova criação emerge do final da grande ilusão e o despertar de um Mundo Novo e uma Nova Humanidade, dentro e fora começou ..
O começo do fim da escuridão já se iniciou. Aqueles que estão dentro da estrutura dos que acham que vão continuar controlando a humanidade vão se tornar vítimas de seu próprio medo e controle. 

contagem-regressiva

A estrutura deles, das trevas, que cria medo para aqueles que estão dentro da sua criação, eles vão olhar uns para os outros com desconfiança crescente e vão iniciar a lutar entre si mesmo, por que o mal e as trevas são incapazes de criar. Eles criarão um espião para vigiar outro espião dentro de suas fileiras de incontáveis espiões

O sistema entrará em colapso como acontece com todos os sistemas corruptos. Eles perseguirão uns aos outros como animais que perseguem seus próprios rabos. Haverá muitos rabos para se perseguir e cada cauda terá um conto. A liderança dentro deles vai se tornar (acéfala) sem liderança. Deixe o mal agir para destruir o próprio mal.
O envenenamento da Terra, do Ar, do Fogo e da Água vai parar dentro do tempo. . . A Era de Aquário é toda sobre a água (que rege as emoções), portanto todos os aspectos da água irão surgir. A partir do envenenamento para a limpeza, todo o conhecimento será liberado e o karma vai se tornar um amigo ou um inimigo. . . Manteremos a nossa água saudável e limpa! . . A Água é você e você é a água. 
MITAKUYE OYASIN – Sungdeska Itancan Sapa 


Além disso, em ressonância com os recentes acontecimentos de mortandade de aves e peixes ao redor do planeta:

” No século passado uma mulher sábia e anciã da nação indígena CREE, chamada “Olhos de Fogo”, teve uma visão do futuro. Ela profetizou que um dia, por causa dos homens brancos ou Yo-ne-gis, da sua ‘ganância, haveria de chegar um momento, quando a terra estivesse sendo devastada e poluída, as florestas e suas árvores sendo destruídas, os pássaros cairiam do ar mortos, as águas estariam escurecidas, os peixes sendo envenenados nos córregos e riachos, e que as árvores deixariam de existir, então a humanidade saberia que tudo, tudo poderia deixar de existir.  

Haveria chegado um momento em que os “guardiões das lendas, das histórias, dos rituais, cultura e mitos, e todos os povos tribais ancestrais e suas culturas” seriam necessários para nós restaurarmos a saúde do planeta e da humanidade, tornando a terra verde novamente. Eles, os Anciãos (e sua sabedoria ancestral de respeito à Grande Mãe Terra) seriam a chave   para a sobrevivência da humanidade, eles são os  “Guerreiros do Arco-Íris”.

Haveria chegado um tempo de despertar quando todos os povos de todas as tribos formariam um Novo Mundo de Justiça, Paz, Liberdade e reconhecimento do Grande Espírito… “Uma Profecia CREE da Xamã “Olhos de Fogo”


Então, o que significa tudo isto? Perguntei a Standing Elk como muitos de seu povo iriam prestar atenção a essas mensagens. Ele respondeu: 

“Peter, temos mais de 4.000 pessoas em nossa tribo. Muitos seguem as igrejas e as suas formas religiosas. Nós temos um grupo que nasceu para estar em contato com o Espírito e com a Mãe Terra. Sabem a música e as cerimônias que têm existido por mais de 16.000 anos, desde antes do dilúvio. Eu estou assumindo que cerca de 1.000 deles sabem, mas as minhas hipóteses são de que 1 / 4  (250) deles atuarão e agirão de acordo com o aviso da Grande ÁGUIA do Espírito.

MITAKUYE OYASIN. Sungdeska Itancan Sapa 

No serviço, Peter – www.4truthseekers.org 

Para mais informações:

http://thoth3126.com.br/carta-do-chefe-seattle/
http://thoth3126.com.br/nasceu-raro-bezerro-de-bufalo-branco-no-texas/
http://thoth3126.com.br/a-lenda-do-bufalo-branco/
http://thoth3126.com.br/katchinas-os-amigos-dos-indios-hopi/
http://thoth3126.com.br/grand-canyon-misterios-de-uma-imensa-caverna-revelados/
http://thoth3126.com.br/um-testemunho-do-povo-pele-vermelha/
http://thoth3126.com.br/a-historia-secreta-do-planeta-terra/
http://thoth3126.com.br/profecias-dos-indigenas-hopi/
http://thoth3126.com.br/os-maias/

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br



Por favor, respeitem todos os créditos


Arquivos em português:


http://rayviolet2.blogspot.com/search?q=Peles Vermelhas



Atualização diária


Se gostou! Por favor RECOMENDE aos seus Amigos.
achama.biz.ly 

Agosto 18, 2015

chamavioleta

Múmia com crânio gigante encontrada no Peru

Posted by Thoth3126 on 17/02/2015




Uma múmia alienígena? Mistério de múmia com cabeça gigante encontrada no Peru

Renato Davila Riquelme um antropólogo que trabalha no Museu Privado Ritos Andinos em Cuzco disse que três antropólogos, da Espanha e da Rússia, chegaram ao museu para investigar as descobertas e concordaram que os restos “não eram de um ser humano” e que iriam conduzir mais estudos.

Tradução, edição e imagens: Thoth3126@gmail.com



Por PAUL MILLIGAN - O Crânio tem um ponto fraco, encontrado em crianças, mas também tem dois molares grandes, encontrados somente em seres humanos adultos. Três antropólogos concordam: “Não é um crânio de um ser humano“.

Fonte: http://www.dailymail.co.uk/

Um crânio alongado mumificado encontrado no Peru poderia finalmente provar a existência de aliens, dos seres extraterrestres e suas visitas à Terra.

A cabeça de formas estranhas e desproporcional ao corpo – quase tão grande quanto o mesmo (20 polegadas) de 50 cm de altura apenas – tem confundido os antropólogos.

Foi um dos dois conjuntos de restos mortais encontrados na cidade de Andahuaylillas no sul da província de Quispicanchi, no Peru.


Os restos mortais foram encontrados na cidade de Andahuaylillas no sul da província de Quispicanchi, nos Andes do Peru.

Renato Davila Riquelme um antropólogo que trabalha no Museu Privado Ritos Andinos em Cuzco disse que três antropólogos, da Espanha e da Rússia, chegaram ao museu na semana passada para investigar as descobertas e concordaram que os restos “não eram de um ser humano” e que iriam conduzir mais estudos.

Ele acrescentou: “Embora a primeira avaliação tenha sido superficial, é óbvio que suas características não correspondem a qualquer grupo étnico do mundo.”


A criatura ainda não identificada tem um crânio de formas estranhas e tamanho quase tão grande quanto o seu corpo de cerca de 50 centímetros (20 polegadas) de altura

Os restos de um globo ocular no soquete direito ajudará a determinar o seu DNA genético – e esclarecer a controvérsia se ele é humano ou não.

A segunda múmia encontrada está incompleta e tem apenas 30cm (12 inches). Falta-lhe um rosto e parece estar envolto em uma camada como placenta e em uma posição fetal.


O Filme Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal apresentava um crânio alienígena cônico muito semelhante ao encontrado no Peru

Os restos têm uma notável semelhança com a caveira de cristal triangular do filme Indiana Jones, O Reino da Caveira de Cristal, de 2008 – que no filme era de origem alienígena e teria poderes sobrenaturais.

A explicação alternativa para a descoberta bizarra é que o crânio era deformado artificialmente como parte de um ritual tribal. A prática do alongamento do crânio – para significar a afiliação a um grupo ou status social – remonta a 9.000 anos.

Comum em várias culturas tribais de todo o mundo (como os maias, os nativos norte-americanos e aborígenes australianos), os estilos de moldagem da cabeça criava três grupos: plano, redondo ou cônico. Para atingir a forma desejada, a cabeça era envolta em um pedaço de tecido bem apertado.


Crânios alongados no Museu Ica, em Paracas, no Peru.

No caso de achatamento do crânio, a cabeça era colocada entre dois pedaços de madeira. A técnica normalmente seria realizada em uma criança, quando o crânio ainda esta em formação e é mais flexível.

O tecido seria aplicado a partir de um mês após o nascimento e seria mantido no lugar por cerca de seis meses.

Vídeo da múmia com entrevista do antropólogo Renato D’avila Riquelme abaixo:

Vídeo do misterioso esqueleto de múmia alienígena com cabeça gigante e desproporcional ao resto do corpo que foi encontrado no Peru pelo antropólogo Renato Davila Riquelme na região de Andahuaylas, entre Cuzco e Ayacucho, na região dos Andes e relativamente próximo à Machu Pichu.

Saiba mais em:
http://thoth3126.com.br/nibiru-o-livro-perdido-de-enkiea/
http://thoth3126.com.br/nibiru-crop-circle-enki-ea-na-italia/
http://thoth3126.com.br/o-genesis-e-a-epopeia-de-gilgamesh/
http://thoth3126.com.br/o-iraque-babilonia-ira-persia-e-a-luta-pela-heranca-extraterrestre/
http://thoth3126.com.br/maldek-e-nibiru-mais-dois-planetas-de-nosso-sistema-solar/
http://thoth3126.com.br/nibiru-o-genesis-e-adao-e-eva/
http://thoth3126.com.br/conselho-de-nibiru-parte-i/
http://thoth3126.com.br/conselho-de-nibiru-parte-ii/
http://thoth3126.com.br/cientistas-encontram-genes-extraterrestre-em-dna-humano/
http://thoth3126.com.br/cidades-annunaki-encontradas-na-africa/
http://thoth3126.com.br/o-livro-perdido-de-enki/

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

Compartilhe:

257Share on Facebook (Opens in new window)257
7Click to share on Twitter (Opens in new window)7
Click to share on Reddit (Opens in new window)
Click to email this to a friend (Opens in new window)



Por favor, respeitem todos os créditos


Arquivos em português:

http://rayviolet2.blogspot.com/search?q=Crânios alongados



Atualização diária


Se gostou! Por favor RECOMENDE aos seus Amigos.
achama.biz.ly 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub