Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

Dezembro 06, 2023

chamavioleta

Dominando as incógnitas da vida

Por Kenneth Schmitt

Traduzido a 5 de dezembro de 2023

 
créditos: frasesdelavida.com
 

Surgindo dentro da consciência que é infinita, nos abrimos a ela tanto quanto nos permitimos. Fora da nossa própria consciência, não há limites sobre quem somos. Em nossa essência de estar além do espaço-tempo, somos nossa presença de consciência infinita e poder criativo. A nossa pessoa humana é um actor no jogo de viver num mundo de dualidade entre o bem e o mal. Este é um mundo que criamos em nossa própria consciência a cada momento. Sem a nossa interação energética e reconhecimento, o mundo empírico existe como padrões de energia não realizados. Com a nossa realização, tornamo-la real na nossa experiência. Acreditamos que estamos sujeitos a experiências que são independentes de nós, mas somos participantes da Consciência universal. Estamos todos dentro da mesma consciência. Tudo tem a mesma essência da vida consciente, e criamos nosso próprio caráter de acordo com nossa atenção, consciente e subconsciente.
 
Os dramas pessoais baseados em crenças limitantes devem ser confrontados, avaliados quanto à sua veracidade e resolvidos. Quando nos tornamos neutros em nosso estado de ser, nem positivos nem negativos, podemos estar além do medo do desconhecido e na presença de uma consciência ilimitada. Não precisamos de viver por defeito. Ao alinhar nossos processos mentais e emocionais com as vibrações que amamos, podemos projetar nossas vidas de acordo com nossos desejos. A nossa criatividade é inerente à nossa essência. Independentemente de estarmos conscientes da nossa natureza, estamos a criar através das expressões das nossas assinaturas energéticas. Eles consistem em nossas crenças mais profundas sobre nossas capacidades e como nos sentimos sobre nós mesmos em cada momento, juntamente com o nível vibratório de energia que mantemos em nossa atenção.
 
A física quântica mostrou que não existe um mundo objetivo. Tudo é percebido na consciência e tornado real para nós pela forma como o percebemos. Temos o controlo da nossa atenção e podemos imaginar o que quisermos. Todas as possibilidades energéticas já existem. Ao nos sentirmos e imaginarmos vivendo no espectro vibratório que desejamos, nos alinhamos com sua energia e a tornamos real em nossa experiência, desde que estejamos livres de dúvidas, o que desativa nossa intenção criativa. Acreditando que estamos sujeitos às limitações do espaço-tempo, não podemos abrir a nossa consciência à nossa verdadeira essência. Colocamos limites em torno de nossa consciência e treinamos nosso subconsciente para operar de acordo com nossas crenças. Tornámo-nos nossos próprios senhores de escravos.
 
À medida que nos levantamos em nosso ser como fractais da Consciência do Criador, somos a única força que pode nos limitar. Podemos acreditar no que quisermos e torná-lo real para nós mesmos. Ao participar da experiência humana, adquirimos grandes poderes de visualização e emoções poderosas. Agora precisamos aprender a usá-los intencionalmente para o aprimoramento de toda a vida. Ao reconhecer nossa verdadeira essência e obter a certeza de como podemos participar da vida humana, podemos nos transformar em mestres de nossas vidas, vivendo em amor incondicional e realização em todos os sentidos. À medida que expressamos essas energias, atraímos a consciência da humanidade para o nosso nível de consciência.
 
Kenneth Schmitt
 

As minhas notas:
Deus, a Fonte da vida é puro amor incondicional, não um deus zeloso de [algumas das] religiões dogmáticas.
O Google apagou meus antigos blogs rayviolet.blogspot.com e
rayviolet2.blogspot.com, sem aviso prévio e apenas 10 horas depois de eu postar o relatório de Benjamin Fulford de 6 de fevereiro de 2023, acusando-me de publicar pornografia infantil.
(Uma Grande Mentira)
Free counters!Visitor Map
 
 

Julho 02, 2023

chamavioleta

Perceber a grandeza de quem somos

Por Kenneth Schmitt

Traduzido a 1 de julho de 2023

 

 

Embora nossa consciência seja potencialmente infinita, em nossas vidas como humanos, nossa consciência está apenas dentro dos limites de nossas crenças sobre nós mesmos. Se pudermos imaginar que parte de nós vive além de nossa presença física, eventualmente poderemos perceber que somos nossa presença de consciência e somos ilimitados em todos os sentidos. A princípio, não conhecemos necessariamente nossas habilidades, nem mesmo a presença de nosso conhecimento interior. Por eras temos vivido ao acaso sob a orientação do ego. Podemos transcender a consciência do ego concentrando-nos na energia do nosso coração. É a nossa fonte de vida consciente, capacitando-nos a viver da maneira que acreditamos que devemos dentro de qualquer estrutura de crença que tenhamos aceitado como verdadeira. É nossa escolha acreditar que somos ricos ou pobres, livres ou escravizados, normais ou deficientes, brilhantes ou aborrecidos. Crenças poderosas podem ser cuidadosamente examinadas em nosso subconsciente para encontrar sua origem. É aqui que mantemos os nossos medos mais profundos, que ancoram a nossa vida a experiências e limitações negativas. Os medos baseiam-se numa incompreensão da realidade e na ignorância da nossa essência.
 
Se quisermos conhecer estas coisas, devemos abrir-nos à sua radiância energética. Torna-se imediatamente claro se estamos a lidar com energia positiva ou negativa. Se for positivo, podemos confiar que melhora a vida, estimulando-nos a sentir-nos bem na sua presença. Neste estado de ser, Podemos usar o nosso poder de escolha para imaginar que estamos a viver na expressão energética do nosso coração e a sentir as suas vibrações. Podemos fazê-lo em todas as situações da melhor forma possível. Eventualmente, podemos estar confiantes de que sabemos como ser e o que fazer sempre, enquanto Praticamos seguindo o que sentimos em nossa fonte de vida.
 
Em nossos pensamentos e emoções, podemos escolher ser gratos e melhorar a vida de todos dentro de nosso brilho energético, e podemos nos expressar em alinhamento com nossa intuição. Vivendo assim, podemos transformar a nossa vida da situação a que nos habituámos, para uma vida de realização e de alegria.
 
Quando percebemos que nosso mundo empírico é uma expressão de consciência com a qual nos alinhamos energeticamente, podemos começar a viver com intenção e liberdade. Nós experimentamos viver nas qualidades de nossos processos mentais e emocionais. Tudo acontece dentro de nossa própria realização, acreditando no que acreditamos. Ao reconhecer, resolver e transcender nossas crenças negativas sobre nós mesmos, nos abrimos para a realização de nossa consciência infinita e capacidade criativa
 
Existindo para sempre na consciência universal, somos livres para realizar tanto quanto quisermos. A corrente da nossa força vital está a levar-nos à renovação, regeneração e auto-realização como fractais de uma consciência criativa infinita que aumenta a vida. É o mesmo fluxo de vida compartilhado com o nosso planeta e todos os seres além. Estamos a ser levados para uma nova era de amor, beleza, alegria e realização em todos os sentidos.

Kenneth Schmitt
 
 
 

 
Transcrito por  http://achama.biz.ly  com agradecimentos a: 

Maio 27, 2023

chamavioleta

A nossa grande oportunidade como humanos

Por Kenneth Schmitt

Traduzido a 26 de maio de 2023

 

 

Quando nos identificamos com a consciência do nosso coração, só precisamos de saber como estar no momento presente. Sabemos sempre o que precisamos de saber. O passado ou o futuro não têm significado, porque podemos mudá-los, devido à nossa capacidade de modular a energia com a nossa força vital. É sempre o momento presente que estamos a viver, mesmo para além do tempo e do espaço. Na nossa essência, somos intemporais, infinitos, sempre presentes, e podemos exprimir-nos em qualquer dimensão e forma. 
 
Aqui estamos a expressar-nos como humanos com consciência do ego. Escondemos a nossa verdadeira identidade atrás de crenças limitadoras sobre o nosso ser humano, mas mantivemos a nossa verdadeira presença na essência da nossa intuição. Quando nos conseguimos alinhar com as suas vibrações na nossa consciência-coração, esta presença de consciência ilimitada está disponível para a nossa transcendência para além da nossa auto-consciência humana. 
 
Quando desejamos ser preenchidos com as nossas vibrações intuitivas, podemos encontrá-las no nosso interior, alinhando o nosso estado de ser com a presença de tudo o que é maravilhoso e gratificante. A consciência do coração é sempre expansiva, inspiradora e sempre consciente. Encoraja uma vida alegre e transcendente. Quando nos abrimos para ela e a desejamos, esta é a orientação que podemos receber. Está sempre presente e dá-nos o que precisamos mesmo antes de o precisarmos. Está consciente do plano cósmico em que estamos a participar. Nunca é intrusiva, mas é uma expressão que conhecemos e sentimos dentro de nós. É assim que sabemos inatamente o que sabemos. Podemos até abrir-nos ainda mais com maior gratidão e alegria, e saber o que não sabemos agora. 
 
Porque somos fractais da Consciência Criadora, participamos na consciência universal e podemos utilizar todas as suas capacidades infinitas para o que quer que desejemos. Para não sermos destrutivos, temos estado em treino, sob condições limitadoras, para aprender a escolher apenas o que realmente amamos, até podermos confiar em nós próprios para desejarmos melhorar sempre toda a vida. Libertos das limitações pessoais, somos livres para criar as experiências mais alegres e divertidas que o nosso coração deseja. 
 
Na nossa essência, não temos necessidades pessoais de qualquer tipo, porque a nossa realização ocorre quando a desejamos. Somos livres para experimentar qualquer tipo de energia que desejarmos. Se escolhermos viver na energia da consciência do nosso coração, somos guiados pela nossa intuição para a expressão mais favorável do que queremos. 
 
Como fractais da consciência universal, criamos as nossas experiências com a nossa própria consciência. Nós somos a causa de tudo o que experimentamos. Estamos a aprender as regras do jogo da vida humana nesta dimensão de dualidade, e é possível compreendê-lo em termos de energia quântica. Quando o compreendermos e nos tornarmos intuitivamente conscientes de nós próprios, poderemos ser os verdadeiros directores das nossas vidas.
 
Kenneth Schmitt
 
 
 

 
Transcrito por  http://achama.biz.ly  com agradecimentos a: 

 

Maio 13, 2023

chamavioleta

Alcançar a verdadeira liberdade pessoal

Por Kenneth Schmitt

2023/05/10, traduzido a 13 de maio de 2023

 

 

Para além dos nossos corpos físicos, somos a nossa presença eterna e infinita de consciência com o nosso próprio padrão e alinhamento vibratório escolhido. Somos electromagneticamente radiantes na energia do nosso estado de ser. Somos multidimensionais na nossa presença, e podemos realizar a nossa essência de Ser como o nosso Eu infinitamente criativo nas nossas expressões energéticas. Ao reconhecermos a natureza da energia no coração do nosso Ser, simbolizada pelo nosso coração físico, podemos alinhar os nossos sentimentos em cada momento com as expressões de melhoria de vida da força vital consciente que surge na nossa intuição. Dentro da consciência do Um infinito, somos fractais de consciência infinita sendo constantemente guiados em criatividade. 
 
Na nossa expressão pessoal actual, estamos a desempenhar vidas humanas que nos desafiam e guiam para nos alinharmos mais de perto com o nosso conhecimento e sentimento intuitivos. Cada experiência leva-nos a abrirmo-nos cada vez mais à consciência do nosso coração. Quando estamos totalmente alinhados com a gratidão, a compaixão, a alegria e o amor do nosso estado natural de Ser, tornamo-nos os verdadeiros directores das nossas vidas terrenas. Podemos regenerar e mudar os nossos corpos em qualquer altura. Podemos fazer isso percebendo a realidade das nossas visões e sentimentos. 
 
A nossa experiência actual da realidade é baseada naquilo que acreditamos saber. Na nossa essência não temos crenças, e criamos a nossa realidade em cada momento através do nosso alinhamento vibratório. Podemos saber quem somos no sentido mais profundo como Seres infinitos. Podemos participar no amor infinito do Criador de tudo e partilhar as energias que melhoram a vida. Traduzindo tudo isto para as nossas vidas actuais como humanos, podemos estar cheios de vitalidade e vigor, e saber sempre, através da nossa orientação intuitiva, como ser, como pensar, sentir e agir de formas que melhoram a vida.
 
Quando conseguimos reconhecer a nossa orientação intuitiva, podemos transformar as nossas vidas através da nossa capacidade de nos alinharmos com a gratidão, a alegria e o amor. Este é o espectro energético da melhoria de vida. Através destas vibrações, podemos expandir a nossa consciência para além das crenças limitadoras sobre nós próprios, e podemos manter o nosso alinhamento em cada momento. Isto requer uma prática intencional, até o atingirmos.
 
Através da nossa intuição, podemos resolver as nossas crenças limitadoras sobre nós próprios. Este é o nosso caminho para a liberdade. Ao percebermos que criamos as nossas próprias situações de medo ao abrigar o medo e a dúvida criados por nós próprios, damos a nós próprios a escolha de mudar o nosso alinhamento com as vibrações do nosso coração. Se conseguirmos manter este alinhamento, podemos viver num espectro vibratório para além da negatividade, e a nossa escravidão ao medo é apenas uma memória.
 
Kenneth Schmitt
 
 
 

 
Transcrito por  http://achama.biz.ly  com agradecimentos a: 

 

Maio 11, 2023

chamavioleta

DESBLOQUEIE POSSIBILIDADES QUÂNTICAS INFINITAS

By Meg Benedicte

Tradução: De Coração a Coração a 11 de maio de 2023

 

 

Você já se perguntou como aproveitar todo o potencial de sua mente magnífica e intuitiva? Pode parecer desafiador acender o poder adormecido da criatividade, visualização e manifestação.
 
Ao longo do dia, um fluxo de preocupações e conjecturas sem sentido disputa o território mental, distraindo e perturbando a intenção e a atenção focadas. De muitas maneiras, a mente poderosa também pode bloquear o acesso ao potencial inexplorado. Então, como você acessa o reino quântico infinito de possibilidades?
 
O famoso ditado ‘Penso, logo existo’, do filósofo do século XVII René Descartes, evoca um argumento convincente para o domínio imaginativo. Fiquei intrigada com esse conceito por anos. Perguntando a mim mesma: como posso me tornar a criadora da minha realidade? Como a consciência afeta minha vida diária? Como posso direcionar o fluxo de energia que determina meu futuro?
 
Trabalhar como curadora quântica por 25 anos oferece um lugar na primeira fila para a natureza extraordinária da existência. Como parece. Como funciona. Como ela responde. Um dos fenômenos surpreendentes, mas distintos, que observei no campo quântico é um tipo de modelo informativo que instrui a formação do plano material. Se eu quisesse entender por que algo se formou daquela maneira, fui constantemente puxada para explorar o projeto codificado.
 
 
 
 
Na escala quântica, toda a existência pulsa e vibra como energia. Na mecânica quântica, os físicos demonstraram que a luz e a matéria exibem características de ondas e partículas. Depois de anos de investigação dentro das complexidades da energia quântica, percebi que o cérebro humano não era o originador da cognição mental, mas o receptor de ondas de energia recebidas de dados do campo quântico. Com base no fluxo constante de consciência que inunda a mente, essas flutuações de onda determinam a condição física.
 
Pesquisadores quânticos propuseram que o reino 3D é um holograma, uma imagem da realidade codificada em uma superfície bidimensional (2D). Em um holocampo universal, a natureza da realidade física torna-se mais mutável e maleável. Quando você acessa as informações incorporadas no modelo, ou projeto holográfico, pode recodificar a projeção holográfica. Você pode influenciar como as ondas-partículas de energia se materializam no plano físico. Você pode aproveitar esse poder criativo e melhorar o resultado futuro.
 
A mente humana funciona como um computador quântico que retrata ou projeta a realidade externa como um holograma. Imagine que sua mente age como um projetor de cinema, exibindo o fluxo de imagens piscantes no campo ao seu redor. Os fótons são o ônibus universal, o transportador da consciência que informa o projeto quântico. A luz fotônica transfere inteligência que se forma em matéria física. Quando a luz do fóton é ativada na mente holográfica, suas visualizações são projetadas no campo quântico, levando a luz com elas.
 
Você é um ser eletromagnético. Quando você combina a visualização de luz de fótons (elétrica) com desejos sinceros (magnéticos), você se torna um poderoso projetor de possibilidades futuras. Sintonize sua natureza dual como um ser físico (partículas da matéria) e um ser espiritual (estado de onda) simultaneamente.
 
A meditação consciente é a ferramenta que aumenta o magnetismo visualizado. Na quietude do momento agora, no coração coerente, tudo se abre para você em potencial quântico. Requer aquietar a tagarelice mental, sentir o corpo sensorial, desacelerar e aprofundar a respiração. O poder da imaginação, visualização e paixão se fundem e inflamam em harmonia.
 
A matéria é o espírito cristalizado manifestado. A formação de sua realidade física fornece um ciclo de feedback observável no qual a pessoa pode se ver, se reconhecer, se compreender e se testar. Envolva-se com o vibrante campo de consciência que pulsa ao seu redor. Concentre o poder de sua mente holográfica na vida que deseja viver. Seus dons criativos estão esperando. As possibilidades são infinitas!
 
Carinhosamente, 
 
Meg
 
 

 
Transcrito por  http://achama.biz.ly  com agradecimentos a: 
 

Abril 26, 2023

chamavioleta

Aceitar e adaptar-se à ascensão

Por Kenneth Schmitt

Traduzido a 24  de abril de 2023

 

 

Para além da consciência do ego, a nossa Auto-Identidade é a nossa eterna presença de consciência. Aqueles de nós que tiveram experiências fora do corpo sabem que a nossa consciência não está localizada. É esférica nesta dimensão e infinita para além do tempo/espaço. No mundo empírico da dualidade, expressamo-nos como as nossas pessoas humanas. É um jogo que jogamos uns com os outros, enquanto representamos os nossos papéis contemporâneos. Treinámo-nos para acreditar que esta é a nossa realidade completa. O que é importante aqui são as experiências que criamos para nós próprios e para as nossas interacções com os outros. 
 
Enquanto crianças, tentamos orientar-nos nesta dimensão. É um pouco como estar constantemente em passeios desorientadores num parque de diversões, uma vez que estamos encarnados sem qualquer ideia de quem somos. Temos de aprender a natureza desta dimensão e como navegar nela, mantendo-nos em ressonância com ela. Ajustámo-nos a viver num transe hipnótico, no qual não nos permitimos perceber nada para além do acaso e da luta para gostar de estar no corpo. Pressionados pelas nossas circunstâncias, desenvolvemos a consciência do ego para lidar com o reino da dualidade, onde vivemos sob a ameaça constante de intimidação e eliminação. Não queremos ser eliminados deste jogo, por isso suportámos muito sofrimento. 
 
Não conhecendo o nosso próprio potencial criativo, aprendemos a roubar a força vital dos outros para aumentar a nossa. Depois temos de experimentar as qualidades de tudo o que fizemos aos outros e de que temos medo, porque é o padrão energético que criámos na nossa imaginação e nos nossos sentimentos. Como não podemos confiar em nós mesmos, achamos assustador saber o quanto somos poderosos. Duvidamos da nossa capacidade ao ponto de não acreditarmos em quem somos, e a ideia de saber tudo é inaceitável para nós. O mesmo acontece com amar toda a gente e estar em gratidão e alegria.
 
No entanto, sabemos inatamente que englobamos mais do que o mundo que temos estado a viver. Quando olhamos para dentro, para o nosso conhecimento e sentimento mais profundos, a consciência da nossa essência para além do tempo/espaço pode tornar-se a nossa realidade. Temos a capacidade de transcender intencionalmente as nossas crenças limitadoras sobre nós próprios. Podemos perceber a natureza do jogo que estamos a jogar, e assumimos os nossos papéis, permitindo-nos sentir o que quisermos em qualquer momento. Não precisamos de reagir a nada nem a ninguém, excepto ao que nos parece melhor no conhecimento intuitivo do nosso coração. 
 
Podemos sempre escolher estar em gratidão e alegria, criando experiências que se harmonizam com as nossas energias. No campo quântico de todas as potencialidades, podemos permitir que a nossa assinatura energética cuide de nós através da nossa radiância, onde a nossa consciência e as qualidades dos nossos pensamentos, emoções e perspectivas são conhecidas, e onde a consciência universal proporciona experiências que estimulam essas qualidades em nós.
 
Kenneth Schmitt
 
 
 

 
Transcrito por  http://achama.biz.ly  com agradecimentos a: 
  

 

Abril 06, 2023

chamavioleta

A Origem e Resolução da Limitação Pessoal

Por Kenneth Schmitt

Traduzido a 5 de março de 2023

 

 

Dentro das limitações da nossa consciência, não podemos conhecer a nossa verdadeira essência. Estamos para além do tempo/espaço na consciência infinita eternamente presente, expressando-nos como seres humanos vivendo num espectro compartimentado dentro da consciência universal. De dentro da consciência da humanidade, não conhecemos o amor incondicional e a abundância. Se quisermos conhecer este tipo de vida, podemos começar por nos encher de gratidão por cada experiência. 
 
Podemos ter a perspectiva de que criámos a nossa situação actual para a nossa aprendizagem e realização de algo pelo qual nos sentimos sobrecarregados, ou por algo que amamos. Quando temos a sensação de que nos estamos a valorizar a nós próprios e a todos os seres conscientes, estamos a resolver o nosso medo de privação consciente do nosso ego. Estamos a permitir a expansão da consciência pessoal para uma maior compreensão da causa das nossas experiências. 
 
Todas as nossas limitações pessoais dependem de crenças que temos, e que podemos mudar intencionalmente a qualquer momento. Estas crenças surgem de alguma forma de medo que não nos permitimos realizar. Podemos seguir este medo até às preocupações de sobrevivência e conforto. Estas preocupações são mantidas na consciência do ego e evoluem para o medo do desconhecido. A menos que resolvamos este medo, não podemos expandir a nossa consciência. É aqui que podemos trabalhar connosco próprios para uma consciência interior da consciência do coração. 
 
Os nossos sentimentos informam-nos sempre da presença de negatividade ou positividade. Quando enfrentamos a negatividade, é porque nos envolvemos com ela no passado, e temos agora a oportunidade de transformar o nosso alinhamento vibratório. As nossas experiências são reflexos de padrões energéticos que mantemos na nossa consciência, incluindo o nosso subconsciente. Ao deslocar o nosso alinhamento vibratório para a energia da nossa consciência do coração, transformamos as nossas experiências exteriores.
 
Nada é realmente "exterior". Tudo está contido na nossa consciência, e nós somos capazes de uma consciência infinita. Tudo o que experimentamos são padrões de energia que a nossa consciência interpreta como estimulação empírica dos nossos sentidos. Tudo se passa dentro da consciência universal, da qual participamos. Existe apenas uma consciência, e estamos conscientes de tanto dela quanto nos permitimos. Realizada dentro da consciência humana, temos sido as nossas únicas limitações, e estamos a ser convidados a resolvê-las e a libertar-nos para viver num estado de gratidão, alegria e realização para todos.
 
Kenneth Schmitt
 
 
 

 
Transcrito por  http://achama.biz.ly  com agradecimentos a: 
  

Março 25, 2023

chamavioleta

Abertura à Sensibilização Infinita

Por Kenneth Schmitt

Traduzido a 24 de março de 2023

 

 

Por ser infinita, a consciência não pode ser medida. A nossa consciência existe dentro da consciência e é tão expansiva quanto permitimos. À medida que abrimos a nossa receptividade a uma maior verdade sobre quem somos, as nossas vidas começam a mudar. Podemos sentir e perceber a nossa presença enérgica. Isto não é descritível; mas pode ser conhecido para além da mente-ego. Podemos sentir e perceber a presença energética de outros, incluindo aqueles sem corpos físicos. Quão abertos e receptivos somos, determina quão expandidos podemos ser a nossa consciência e alinhamento com a nossa consciência do coração. A nossa consciência pode estar para além da dualidade, sem sequer uma pincelada de medo. Isto está no reino do amor e da compaixão. 
 
Ao mantermos dramas pessoais e sentimentos negativos em relação aos outros e a nós próprios, bloqueamos a nossa consciência do amor incondicional na consciência criadora. Ao optar por alinhar com a gratidão e a alegria, podemos perceber que temos uma essência que podemos sentir. É a nossa presença de consciência. Na consciência desta presença, podemos observar e dirigir a nossa consciência de ego, que não pode aceder à consciência infinita e necessita de uma orientação mais elevada para viver uma vida plena. Fomos treinados e habituámo-nos a acreditar que somos a nossa consciência de ego encarnada, e permitimos isto para termos a experiência humana mais intensa. 
 
Ninguém nos pode exigir que vivamos sob limitações. São inteiramente voluntários, mas persistirão dentro de nós até os reconhecermos e aceitarmos e percebermos o que eles são. Quando os resolvermos e os libertarmos, podemos abrir a nossa consciência ao nosso conhecimento intuitivo. Durante eons temos vivido com a crença de que as nossas limitações são reais para nós e para todos os seres humanos. Ao examiná-los cuidadosamente e ao rastreá-los até aos seus alicerces com medo, podemos descobrir que todas as limitações podem ser rastreadas até à crença na mortalidade. É isto que podemos transcender, quando nos damos conta de que a nossa presença de consciência está eternamente presente na consciência universal. 
 
Ao expressarmo-nos como a nossa pessoa actual, a nossa consciência humana inclui o nosso subconsciente, para além da consciência de consciência do ego. É o armazém das nossas experiências e limitações, o director de todas as nossas funções corporais e o limitador da nossa consciência. Ao longo da nossa vida, treinámos o nosso subconsciente para nos prender no medo e na limitação. Herdámos também crenças limitadoras sobre nós próprios. Tudo isto pode ser resolvido quando escolhemos abrir-nos e receber as vibrações da Auto-Realização fluindo através do nosso coração e envolvendo-nos na alegria ilimitada e êxtase da melhoria da vida para todos. 
 
Ter o desejo de conhecer o nosso verdadeiro Eu é o início do despertar. Então devemos iniciar a busca de penetrar as nossas limitações e abrir a nossa consciência à essência criativa infinita de quem somos.
 
Kenneth Schmitt
 
 
 

 
Transcrito por  http://achama.biz.ly  com agradecimentos a: 
  

Março 15, 2023

chamavioleta

Compreender o nosso potencial como criadores

Por Kenneth Schmitt

Traduzido a 14 de março de 2023

 

 

Comecemos pela nossa consciência. A partir de experiências de física quântica, sabemos que a consciência é universal. Está em todo o lado e sempre e é a essência criativa de tudo. Na nossa essência, levantamo-nos dentro da consciência universal. É a essência da nossa vida e da nossa consciência. Embora esteja para além da explicação, sabemos o que é. Somos todos fractais dela, partilhando a sua essência dentro e fora do tempo/espaço. Nesta encarnação estamos a expressar a nossa consciência como a nossa identidade pessoal e presença física, mas esta é apenas uma de um número infinito de expressões possíveis. 
 
Da nossa observação do funcionamento da natureza, podemos compreender como todas as formas de vida estão constantemente a renovar-se, e a vida continua a expandir-se. Como expressões da consciência Criadora, temos a liberdade de nos expressarmos como quisermos, e na nossa essência temos acesso ao infinito poder criador da consciência universal. Só por estarmos presentes, estamos a criar padrões de energia pelos nossos pensamentos e emoções. Podemos escolher a sua qualidade, a sua polaridade e frequência vibratória. Estes padrões energéticos criam um vórtice electromagnético à nossa volta e atraem experiências ressonantes. 
 
Desta forma, criamos experiências para nós próprios. Cada experiência que já tivemos foi formada pelas qualidades vibratórias da nossa energia pessoal. Escolhemos a nossa situação actual, ou não estaríamos aqui, porque na nossa essência somos Seres soberanos. Cada um de nós tem a nossa presença pessoal de consciência com a escolha de nos expressarmos como quisermos. O que sentimos sobre nós próprios em qualquer momento, seja em reacção a algo ou iniciando um sentimento positivo ou negativo, afecta a nossa assinatura energética e atrai energias compatíveis. 
 
Se conseguirmos alinhar os nossos pensamentos e sentimentos com as vibrações da natureza que estimulam a vida expressas pelo Espírito da Terra, podemos criar cenários que estimulam a vida na nossa imaginação e podemos abrir-nos à nossa consciência de coração em gratidão e alegria. Podemos abrir a nossa consciência à luz amorosa em cada pessoa e circunstância e interagir em compaixão e aceitação. Este estado de ser atrai experiências que são positivas e sentidas com o coração. 
 
Como expressões da consciência universal, temos a capacidade de criar qualquer qualidade de experiência. À medida que nos tornamos mentalmente e emocionalmente claros e alinhados com a nossa consciência de coração, criamos beleza e alegria ao longo das nossas experiências e encontros. Podemos criar o que quer que imaginemos que melhore e expanda toda a vida em toda a parte. Somos eternos e infinitos na nossa presença de consciência dentro da consciência universal, partilhando amor infinito com todos os seres conscientes.
 
Kenneth Schmitt
 
 
 

 
Transcrito por  http://achama.biz.ly  com agradecimentos a: 
  

Março 12, 2023

chamavioleta

Viver no fluxo das Energias que Melhoram a Vida

Por Kenneth Schmitt

Traduzido a 11 de março de 2023

 

 

Como fractais da Consciência Infinita Uma, temos capacidades infinitas, e podemos aceder a elas quando nos tornamos absolutamente dignos de confiança. Temos uma profunda ligação com a Fonte da nossa consciência e da nossa consciência. Esta consciência inerente surge das expressões da nossa consciência de coração. Está sempre presente, e recebemos tanto dela quanto nos permitimos. 
 
Porque o ego opera com uma carga eléctrica, enquanto que, a energia do coração é magnética, a consciência do ego não reconhece a realidade da consciência do coração. Trabalham em conjunto na sua essência, e a energia do coração é muito mais poderosa, mas não intrusiva. A fim de manter a nossa consciência afastada das expressões do nosso coração, a nossa mente mantém-nos distraídos e entrincheirados sem a ressonância do coração. Esta é uma auto-limitação intencional que nos impomos a nós próprios. Quanto mais fundo formos na consciência do ego, mais o nosso coração é silenciado por nós. 
 
Na consciência do ego, alinhamos as nossas vibrações com um espectro de energia diferente da consciência do coração. Abrangendo a nossa consciência de ego são as nossas limitações de todo o tipo. Todas elas são auto-impostas para melhorar a realidade das nossas experiências humanas. Estes são professores poderosos para além das limitações da dualidade e negatividade, porque expressam as qualidades vibratórias do nosso estado de ser pessoal e assinatura energética. 
 
Se acreditarmos que somos perfeitos fractais da consciência criadora, que é o que somos na nossa essência, podemos realizar o poder e a qualidade do maior amor, porque sabemos profundamente que somos a nossa consciência actual para além do espaço/tempo. Podemos modular a energia de qualquer situação para nos alinharmos com as expressões da nossa consciência de coração. Quando percebemos a nossa capacidade, temos o poder de manifestação instantânea de qualquer coisa que o nosso coração deseje e nos guie para isso. 
 
Ao estarmos abertos à nossa orientação interior, podemos começar a reconhecer para onde nos leva. Podemos ir lá intencionalmente nos nossos sentimentos e imaginações. Quando prestamos atenção no nosso interior, eles exprimem para nós o conhecimento da nossa orientação interior. Podemos conhecê-la pela sua ressonância vibratória, que é criativamente enriquecedora em todos os sentidos. Ao alinharmo-nos com esta qualidade, recebemos a clareza de uma maior consciência, permitindo-nos libertar as nossas crenças limitantes sobre nós próprios e realizar a nossa essência que surge dentro da consciência do infinito. Esta realização está para além das palavras e dos pensamentos, mas podemos senti-la e conhecê-la.
 
Seguindo o nosso mais profundo sentimento interior e conhecimento, podemos criar um estado de ser que se alinha com a nossa consciência de coração. Isto transforma a nossa vida humana em experiências que amamos e pelas quais estamos gratos. Podemos entrar na consciência do brilho eterno do nosso coração e da clareza da nossa mente.
 
Kenneth Schmitt
 
 
 

 
Transcrito por achama.biz.ly com agradecimentos a: 
  

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub