Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

Junho 17, 2024

chamavioleta

A LIMITAÇÃO QUE SUFOCA A VIDA

Por Owen Waters

Tradução: Regina Drumond a 16 de junho de 2024 

 
 
Você está com dificuldades financeiras? O seu orçamento mensal está mapeado nos mínimos detalhes, sem nada extra sobrando? Suas preocupações com dinheiro se tornaram uma grande dor de cabeça?
 
Para pessoas espiritualizadas, esta é muitas vezes uma grande razão pela qual…
 
A pobreza pode afligir os buscadores espirituais mais do que outros por causa de vidas passadas. Muitas vezes, no passado, um buscador espiritual sério encarnava com o propósito de explorar a vida como um monge ou freira.
 
O voto de pobreza que veio com tal decisão não foi problema. Na época, foi uma ótima ideia. Afinal, eles seriam apoiados em sua vida de serviço por um mosteiro ou convento. O problema é o que aconteceu depois.
 
Você nasceu nesta vida com uma memória completa de todas as suas vidas passadas – e votos – guardada em sua mente subconsciente. Os votos que não tinham prazo de validade continuam afetando-o. Eles continuam indo e vindo, moldando a maneira como sua mente consciente vê a vida.
 
Muitos de nós já fomos monges ou freiras em vidas passadas, renunciamos ao dinheiro e nos treinamos para pensar que o dinheiro é uma distração das atividades espirituais. Então, nesta vida, perguntamo-nos por que o dinheiro se torna um foco tão grande, simplesmente porque nunca há dinheiro suficiente para pagar as contas!
 
POBREZA E PROSPERIDADE
 

No meu caso, passei toda a vida como um buscador espiritual dedicado. Experimentei a pobreza e a prosperidade. Quando criança, minha família era tão pobre que eu fui uma das poucas crianças que se qualificava para receber refeições gratuitas na escola. Fazer compras por diversão nunca passou pela nossa cabeça; só substituíamos roupas e sapatos quando os velhos estavam realmente gastos.
 
Mais tarde, decidi experienciar a riqueza. Nossa, que diferença! Eu morei em “Beverly Hills, 90210”. Eu dirigi um carro de luxo novo que pertencia a mim, não ao banco. Não tinha dívidas e aproveitava ao máximo as coisas boas da vida. Nos bairros ricos, você sente uma aura palpável de conforto que preenche o ar.
 
Tinha ternos e camisas feitos sob medida, um Rolex reluzente, jantares cinco estrelas que começavam com champanhe e caviar. Foi divertido explorar uma nova visão de vida, mesmo que fosse cansativo ficar correndo dentro daquela “roda de hamster” o dia todo no escritório.
 
Tudo isso prejudicou minha busca espiritual? De jeito nenhum. Aprendi mais coisas novas sobre espiritualidade naquela época do que antes. A coisa do monge não me atrapalhou porque nunca fiz voto de pobreza em nenhuma vida passada. Já fui monge, quando o Buda estava vivo, mas isso foi em uma época em que toda a ideia do voto de pobreza ainda não tinha sido inventada.
 
Assim, livre de um voto de pobreza que pode assombrar a mente subconsciente de uma pessoa, mostrei que uma pessoa pode ser pobre ou próspera – de qualquer forma, não há barreira – é simplesmente uma escolha.
 
Agora, se você tem sido assombrado pela convicção de que a pobreza está próxima da santidade e se encontra continuamente lutando para pagar as contas, que escolha você tem? Bem, você pode desenterrar esse antigo voto de pobreza e libertar-se dele conscientemente, mesmo que não se lembre dos detalhes de vidas passadas sobre como e quando isso aconteceu.
 
A pobreza costumava permitir que monges e freiras se concentrassem no serviço às suas instituições. No mundo comercial de hoje, porém, causa limitações severas e sufocantes. Se você abriga a crença oculta de que sua conta bancária deveria estar perpetuamente vazia, então, ao abandonar essa crença inconsciente e restritiva na pobreza, você abrirá enormes caminhos de liberdade pessoal.
 
Uma vida de aventura e descoberta espera por você
 
No mundo de hoje, especialmente quando você está aposentado, você só poderá buscar suas maiores alegrias se tiver os recursos necessários. Viagens, estudos, aventuras e hobbies exigem fundos. Ao mesmo tempo, um voto de pobreza permitiu que você se concentrasse no seu propósito. Hoje, porém, isso pode fazer com que você perca muitas das experiências potencialmente divertidas e oportunidades de expansão da consciência na vida.
 
Estou prestes a lhe dar uma maneira de liberar qualquer voto de pobreza que possa estar residindo em sua mente subconsciente. Depois de ter liberado essa barreira à sua própria abundância natural, você poderá criar uma nova vida livre de limitações financeiras.
 
Os pensamentos são criativos. Quando você foca uma intenção, a natureza do universo é moldar-se nessa intenção. O universo é abundante. Se você pensa que tem escasez, o universo criará a percepção de carência; então sua vida será repleta de muitas carências.
 
A PARTE OMITIDA DO  "O SEGREDO"
 
É claro que a prosperidade não se materializa apenas porque você deseja que assim seja. A intenção por si só não resolverá o problema. A Lei da Criação tem três partes: Intenção, Sentimento e um terceiro componente essencial – Ação. Que ação é necessária?
 
Aumente o valor do seu serviço à sociedade. Observe o que as pessoas precisam e ajude-as a se conectarem com isso. Quaisquer que sejam as novas habilidades que você precisa para se tornar mais útil, existem livros que irão ensiná-lo com pouco ou nenhum custo.
 
Depois de liberar quaisquer votos subconscientes que não lhe servem mais, é perfeitamente normal aceitar uma troca financeira de energia por serviços prestados.
 
O dinheiro é uma medida energética do seu valor para os outros. Sua abundância o torna abundantemente livre para escolher.
 
Agora, você provavelmente já ouviu falar que o amor ao dinheiro prejudica as buscas espirituais, e é o que acontece. Mas vamos acertar. A questão é o AMOR ao dinheiro, não o dinheiro em si ou a exigência prática de que você seja pago de forma justa pelos seus serviços.
 
Afinal, o dinheiro é a forma como partilhamos o nosso trabalho neste complexo mundo moderno. Já não estamos na era agrícola, trocando batatas por leite, roupas ou madeira. Somos especializados em nosso trabalho e usamos a forma de energia chamada dinheiro como meio de troca por uma variedade infinita de resultados das especialidades de outras pessoas.
 
Se você não desfruta da plena liberdade e abundância financeira que merece como pessoa espiritual, faça o seguinte exercício de liberação. O resultado pode ser como a diferença entre a noite e o dia.
 
Aqui está o seu ingresso para a liberdade
 
Agora, faça a seguinte declaração pessoal de liberação. Entre em um estado tranquilo, inspire-se no pensamento do universo consciente ou no estado final do Ser Infinito e então declare com sentimento:
“Pelo poder que me foi conferido pela minha existência no Ser Infinito, cancelo agora todos os votos e obrigações inconscientes que não me servem mais. Agradeço-lhes pela forma como me serviram no passado e os libero agora. Eu os substituo pelo amor incondicional e pela abundância que flui através de toda a Criação. EU SOU o Ser Infinito.”
 

No dia seguinte, se você se sentir assombrado por dúvidas incômodas sobre se merece todo o seu valor como ser humano espiritual que está melhorando o mundo, repita o processo. Se necessário, continue repetindo pelo tempo que for necessário.
O mundo está esperando que você se torne livre em todos os sentidos para atingir todo o potencial da sua vida.
 
Owen Waters
 
 

As minhas notas:
Deus, a Fonte da vida é puro amor incondicional, não um deus zeloso de [algumas das] religiões dogmáticas.
O Google apagou meus antigos blogs rayviolet.blogspot.com e
rayviolet2.blogspot.com, sem aviso prévio e apenas 10 horas depois de eu postar o relatório de Benjamin Fulford de 6 de fevereiro de 2023, acusando-me de publicar pornografia infantil.
(Uma Grande Mentira)

Free counters!Visitor Map
 

Junho 16, 2024

chamavioleta

Conhecendo A Nossa Verdadeira Essência

Por Kenneth Schmitt

Traduzido a 15 de junho de 2024

 
créditos: frasesdelavida.com
 
 
Se queremos saber a Verdade Sobre nós mesmos, muitos fatores precisam da nossa atenção. Primeiro, devemos reconhecer que temos crenças de limitação sobre nós mesmos. Qualquer coisa menor que o infinito é limitação. Temos muitas dessas crenças que nos mantêm fascinados pelo medo, acreditando que estamos sujeitos a poderes maiores do que nós mesmos em quase todos os aspectos de nossa experiência. É impossível que isso seja verdade, exceto pelo nosso reconhecimento e aceitação como real. Não conhecemos a essência da nossa vivacidade e o que ela realmente é. A biologia quântica compreende a nossa natureza como seres de luz. Cada célula do nosso corpo é composta por seres conscientes subatómicos de pontos giratórios de luz em várias cores que reconhecemos como partículas. Ao reconhecê-los, eles se tornam reais para nós, mas em sua presença não reconhecida, eles não existem em nossa realização. Eles existem no campo quântico infinito, uma parte da qual reconhecemos como realidade. Preenchendo a extensão do cosmos, os seres conscientes expressam ondas eletromagnéticas que vibram em padrões definidos. Nossa realidade é criada por nossos próprios padrões vibratórios pessoais e assinatura energética que magnetizam padrões de energia ressonantes de experiências para nós. Esses padrões de onda não têm forma ou substância. São expressões de seres conscientes das quais podemos ter consciência. Cada ponto de luz girando em ressonância com os padrões vibratórios dentro de nossa consciência tem uma presença de consciência dentro de nossa consciência maior. Nossos corpos manifestam as qualidades Vibratórias de nosso estado mental e emocional de ser, juntamente com as expressões de nosso subconsciente. Para sermos livres para realizar nossa verdadeira identidade, devemos reprogramar nosso subconsciente para vibrar em ressonância com a frequência e polaridade de nosso coração maior. Esta é a nossa essência quântica. É a nossa luz interior, recebendo a força vital para os nossos corpos. Quando nos alinhamos com esses padrões vibratórios, nos abrimos com gratidão a conhecer e sentir amor incondicional e alegria em um brilho consciente de alta frequência que contribui para uma maior consciência da humanidade. As ciências quânticas reconheceram que existe apenas uma consciência, e ela é infinita. Todos nós participamos na medida em que as nossas crenças limitantes o permitem. É por isso que alguns de nós são telepáticos, mas muitos não são. Trilhões de vezes por segundo, somos continuamente criados na consciência universal como fractais da inteligência infinita. Dentro do transe humano, bem como além dele, temos uma presença eterna de consciência com capacidade criativa infinita que modulamos em alinhamento com nossas crenças e perspectivas limitantes. À medida que aprendemos a reconhecer nossas limitações pelo que elas são e a aceitá-las, podemos optar por mantê-las ou liberá-las. Se os libertarmos, abriremos a nossa consciência para o grande desconhecido. Quando adotamos e incorporamos a gratidão, o amor e a alegria como nosso estado predominante de ser, Podemos entrar no reino desconhecido da causa etérica com confiança e conhecimento interior, atraindo magneticamente tudo o que precisamos em cada momento.
 
Kenneth Schmitt
 

As minhas notas:
Deus, a Fonte da vida é puro amor incondicional, não um deus zeloso de [algumas das] religiões dogmáticas.
O Google apagou meus antigos blogs rayviolet.blogspot.com e
rayviolet2.blogspot.com, sem aviso prévio e apenas 10 horas depois de eu postar o relatório de Benjamin Fulford de 6 de fevereiro de 2023, acusando-me de publicar pornografia infantil.
(Uma Grande Mentira)
Free counters!Visitor Map
 
 

Agosto 04, 2023

chamavioleta

Transformando o envelhecimento em Sem Idade

Por Kenneth Schmitt

Traduzido a 3 de agosto de 2023

 
credits: frasesdelavida.com
 

A maioria de nós provavelmente não planeja viver neste corpo por muito mais de cem anos. Na realidade, somos ilimitados. Do ponto de vista da consciência do ego, limitada por crenças limitantes, isso é inconcebível. A nossa limitação tem sido a nossa crença de que as nossas células envelhecem e acabam por morrer. Ninguém reforça essa crença além de nós mesmos. Somos livres para acreditar ou não. Atinge profundamente a nossa consciência e é apoiado por quase toda a humanidade. Esta crença é tão profunda e forte que precisamos de uma forma especial de a resolver. Para a transcendência, precisamos de uma imaginação forte e da capacidade de estender nossas emoções além das limitações autoimpostas humanas. Requer um esforço semelhante para despertar de um sono profundo para outra dimensão energética.
 
O método consiste em encontrar o lugar da consciência em nós mesmos que absolutamente sabe alguma coisa sobre nós mesmos. Podemos fingir que temos esta consciência imaginando como seria viver com as suas qualidades. Isso nos leva ao alinhamento com sua energética e ao nosso reconhecimento dela. Quando somos receptivos o suficiente, podemos perceber que estamos em um estado de ser mais maravilhoso. Podemos participar num mundo superior e mais alegre, separado dimensionalmente das limitações da humanidade.
 
Pode ser útil respirar profunda e ritmicamente, ouvir música inspiradora, passar o tempo descalço em lugares bonitos da natureza e imaginar viver em condições, relacionamentos e energias que amamos. Desta forma, alinhamo-nos com as vibrações expansivas de uma maior consciência. Podemos tornar-nos sensíveis às vibrações do nosso planeta e de todos os lugares e situações da nossa presença, e podemos conhecer as formas de interagir que mais melhoram a vida.
 
Este nível de consciência exprime-se de formas criativamente que melhoram a vida, que podemos sentir profundamente interiormente e que sabemos intuitivamente que são perfeitas. Eles são a nossa orientação para a consciência superior. Quando prestamos atenção a eles, a sua qualidade de consciência está sempre presente para nós, e quando seguimos a sua orientação na consciência da nossa verdadeira essência expansiva, podemos resolver e transcender as nossas limitações. Podemos tomar consciência de nossa presença atemporal de consciência com poder criativo infinito. Esta presença exprime-se na energia da vida-criação e valorização. É o que sabemos ser verdade.
 
Vivendo nas qualidades da criação de toda a vida e seu aprimoramento, permitimos que a força vital consciente do Criador cósmico flua para dentro e através de nossa consciência. Não há morte ou envelhecimento. Nossas crenças nas limitações humanas se dissolvem de nossa consciência, junto com todo medo. A nossa consciência estende-se tão longe e tão profundamente quanto estamos dispostos a ir. Isto é verdade para nós agora e em todas as dimensões. Somos livres para nos expressar em qualquer tipo de corpo físico, livres de quaisquer restrições cármicas. Existem apenas no domínio da dualidade e não se traduzem numa dimensão superior.
 
Kenneth Schmitt
 
 
 

 
Transcrito por  http://achama.biz.ly  com agradecimentos a: 

Junho 06, 2023

chamavioleta

O que dirás depois de ascenderes

O Conselho Arcturiano da 9ª Dimensão

Canalizado por Daniel Scranton

Tradução a 4 de junho de 2023

 
 
 
Saudações. Nós somos o Conselho Arcturiano. Temos o prazer de nos ligar a todos vós.
 
Temos tido todo o tempo do mundo para nos libertarmos da escravidão da limitação, limitação essa que nos mantém na nossa dimensão actual. E temos feito isso da maneira lenta, deliberada e metódica que temos feito, porque gostamos muito da jornada, e queremos sentir até a última gota de liberação enquanto deixamos ir tudo o que é necessário para nos manter nesta dimensão. A maneira como todos vocês estão a mudar é semelhante, mas também é diferente, porque a maioria das pessoas não está a escolher a libertação das suas camadas da mesma maneira intencional que nós estamos. 
 
Em vez disso, muitos de vós sentem-se presos na vossa dimensão ou presos emocionalmente, ou noutros aspectos das vossas vidas, e compreendemos como isso pode ser frustrante, porque vos vemos dia após dia, mesmo momento após momento, a procurar libertar-se. Mas se puderem assentar e estabelecer a intenção, todos os dias, de que vão apreciar a viagem, então podem abraçar tudo o que vos aparecer. 
 
Cada pequeno desafio que enfrentam pode ser visto através dos olhos de um ser que gosta de desafios, e se gostam de crescer, então gostam de desafios. É importante que todos vocês descubram algo sobre a vida na Terra e sobre a vossa vida especificamente, para que também possam desfrutar do alívio de fazer o mais pequeno progresso na vossa jornada.
 
Quando percebem que foram vocês que prepararam tudo, que tudo na vossa vida é algo que decidiram assumir, isso pode ajudar. E se conseguirem deixar de lado a ideia de que estão presos, ou que ficaram presos, ou que estão a ser castigados, então podem ver o quanto há para vocês na vossa experiência de vida actual, e podem começar a reparar nas pequenas coisas da vida na Terra pelas quais vale a pena ficar. Sabemos que é difícil e que a maioria das pessoas decide, numa altura ou noutra, ao longo das suas vidas, que gostaria de partir, mas também vemos os triunfos, e vemos o progresso, e notamos que todos vocês estão a tornar-se muito melhores a ser humanos.
 
E queremos que sintam a mesma alegria que nós sentimos com o descascar gradual das camadas, porque no fim de tudo isto, ireis poder olhar para trás, para a vossa ascensão e dizer: "Eu fiz isso. Foi difícil; não houve muitas recompensas ao longo do caminho e, no entanto, aguentei e consegui". E será algo para se sentirem muito bem quando estiverem firmemente plantados na quinta dimensão.
 
Somos o Conselho Arcturiano, e temos gostado de nos ligar a vós.
 
 

 
Traduzido com agradecimentos de: 
 
com ajuda da versão gratuita do deepl.com/translator
 
 
Archives:
 
Tags:
 
 
 

 

Maio 30, 2023

chamavioleta

Transcender o medo e as limitações

Por Kenneth Schmitt

Traduzido a 29 de maio de 2023

 

 

Se decidirmos sair do transe humano e tomar consciência da vastidão da nossa consciência, temos de estar conscientes das nossas crenças limitadoras e resolvê-las, pois acabamos por nos abrir à realização do nosso infinito. Este é o caminho que podemos escolher, quando já tivemos experiência suficiente com o medo e todas as vibrações negativas. Todas elas são auto-criadas e requerem o nosso alinhamento energético.
 
Com esta consciência, podemos ser destemidos. Não precisamos de criar medo em nós próprios. Ele não existe em lado nenhum, excepto na nossa própria realização, baseada na nossa crença na negatividade e na morte pessoal. É dedutivamente impossível que tenhamos sido criados para morrer. A energia criativa só aumenta a vida. Tivemos de criar a nossa própria mortalidade e desintegração, o que fizemos através das nossas crenças limitadoras sobre nós próprios. Em cada momento criamos o reino da dualidade, do qual nos apercebemos que estamos a participar. 
 
Dentro do nosso sistema de crenças adquirido, realizámos experiências de negatividade, para as quais criámos o medo e a nossa própria morte física. Através da nossa forte intenção, podemos banir o medo e a dúvida da nossa consciência, percebendo que eles não existem para além da nossa intenção criativa, do alinhamento energético e da projecção da nossa força vital através da nossa atenção. 
 
Ao deslocar a nossa atenção para a energia no coração do nosso Ser, podemos transcender a dimensão da negatividade e perceber a nossa própria essência infinita e capacidade criativa. Sempre que escolhermos fazê-lo, podemos voltar a focar a nossa atenção na consciência do nosso coração, que só melhora a vida em todos os sentidos. Podemos perceber a nossa presença eterna de consciência infinita, abrindo-nos para a realização de quem realmente somos, com grande alegria e gratidão. 
 
Como podemos abrir a nossa realização para o nosso Eu maior, todas as limitações tornam-se inacreditáveis. Ainda temos a memória do medo, da preocupação e da dúvida, mas eles não existem em nós. A transformação pessoal ocorre quando nos alinhamos com a consciência do nosso coração e com o nosso conhecimento intuitivo. Continuamos a participar nas mesmas vidas que os humanos, mas numa faixa energética mais elevada, para além da dualidade. Tudo dentro de nós e à nossa volta transforma-se em experiências de tudo o que amamos. Quando vivemos com uma realização expandida, estamos a tirar toda a humanidade do seu transe hipnótico de viver com experiências negativas numa consciência limitada.
 
Kenneth Schmitt
 
 
 

 
Transcrito por  http://achama.biz.ly  com agradecimentos a: 

 

Fevereiro 09, 2023

chamavioleta

Experimentando as vibrações que amamos

Por Kenneth Schmitt

Traduzido a 8 de fevereiro de 2023

 

 

Quem acreditamos ser determina os limites mentais e emocionais da nossa consciência. A nossa realidade existe dentro dos limites da nossa consciência. Para expandir a nossa consciência para além das nossas crenças auto-limitadoras requer que prestemos atenção à nossa intuição, e que o façamos com clareza mental e emocional, com foco directo nas vibrações que aumentam a vida, que podemos conhecer através da nossa consciência de coração.
 
O nosso mundo inteiro está dentro da nossa própria consciência, e podemos tomar consciência disso. Moldamos e formamos constantemente padrões energéticos de experiências na nossa imaginação e emoções, criando a nossa assinatura energética de energia radiante. Em ressonância com a nossa própria identidade energética, atraímos as experiências que escolhemos reconhecer e realizar como reais dentro dos limites da nossa imaginação e sentimentos.  
 
As nossas limitações são inteiramente auto-impostas. Não têm realidade para além das nossas crenças. Reconhecer as nossas crenças e examiná-las energicamente para quaisquer vestígios de medo ou dúvida permite-nos perceber que não há lá nada. As nossas crenças são construções artificiais que impusemos ou aceitámos sobre nós próprios. Adquirimo-las por herança e por formação telepática. As nossas crenças limitadoras mais poderosas baseiam-se em experiências extremamente negativas com as quais nos envolvemos e sofremos através delas. 
 
Ao perceber que nos permitimos alinhar com a energia negativa, podemos em vez disso optar por prestar atenção à nossa consciência de coração, transcendendo as nossas limitações e abrindo a nossa consciência a novas realizações. A menos que desistamos, temos o controlo da qualidade dos nossos pensamentos e emoções em cada momento. Podemos comandar a nossa consciência inata, o repositório de cada experiência que já tivemos, para nos alinharmos com a nossa consciência de coração em cada momento. 
 
Para além de nós próprios, não há qualquer exigência de que alguma vez nos envolvamos com medo. Sem o nosso alinhamento mental e emocional, ele não poderia existir para nós. Criamos inteiramente o nosso próprio medo. Na consciência do coração, o medo não existe. Existe apenas amor infinito e ligação com a consciência do Criador. Isto tem implicações muito práticas para nós, porque assim que nos apercebemos da nossa presença essencial de consciência e capacidade ilimitada em todos os sentidos, transformamos as nossas vidas e podemos viver numa dimensão mais elevada de beleza e liberdade. 
 
Resolvendo as nossas crenças limitantes sobre nós próprios e alinhando intencionalmente com o espectro energético da nossa consciência do coração, podemos continuar a criar novas experiências de melhoramento da vida para nós próprios e para todos à nossa volta.
 
Kenneth Schmitt
 
 
 

 
Transcrito por achama.biz.ly com agradecimentos a: 
 
 

 

Dezembro 30, 2022

chamavioleta

ORTAL GALÁCTICO ABERTO!
Por Aurora Ray
rayviolet2.blogspot.com/2022/12/portal-galact

Estou muito feliz em informar que o Portal Galáctico recentemente aberto está causando mudanças significativas em seu DNA (ADN), o que permitirá que você ascenda da terceira para a quinta dimensão.

O que significa ascender da terceira dimensão para a quinta dimensão?

A terceira dimensão é a vibração inferior da dualidade, separação e limitação.
A quinta dimensão é uma vibração mais elevada de unidade, unicidade e potencial ilimitado.

A seguir estão as principais mudanças que você notará à medida que seu DNA mudar durante o processo de ascensão:

1. Você se sentirá muito mais leve, como se um grande fardo tivesse sido tirado de seus ombros.....+ deixaracaixa.blogspot.com/2022/12/portal-gala

Dezembro 23, 2022

chamavioleta

Pôr de lado as suposições
Cartas do Céu
Através de Gloria Wendroff
rayviolet2.blogspot.com/2022/12/por-de-lado-a

Deus disse-me:

Parte da abertura não é fazer suposições. As suposições são juízo. Tenha cuidado com as suposições. Assumir é pensar que se sabe algo quando se conhece apenas uma parte, se é que isso é verdade.

As suposições são crípticas. São condenatórias.

O meu filho Cristo não fez nenhuma suposição. As suposições são limitativas, e ele não limitou ninguém.

Poder-se-ia dizer que ele fez uma suposição, e que foi que eu estava com todos, mas claro que isso não foi suposição, mas facto.

Ele não assumiu que, sob a superfície da doença, irradiava saúde radiante. Ele sabia que, de facto, isso acontecia.

Ele não assumiu que a Minha luz estava dentro de tudo. Ele sabia que assim era....ler+ deixaracaixa.blogspot.com/2022/12/por-de-lado

Dezembro 05, 2020

chamavioleta

NÃO DESISTA...

Arcanjo Gabriel

Transcrito por Shelley Young

Tradução: Adriano Pereira

a 4 de dezembro de 2020

 
 
 
 
Querido, o que você quer já existe.
 
Seu anseio combinado com sua energia chamando você para a frente é uma força poderosa.
 
O que queremos que você saiba é que não precisa conhecer todas as etapas para chegar a essa experiência. Ela terá seu próprio fluxo de desenvolvimento.
 
O que você precisa fazer é liberar qualquer resistência, limitação ou restrição que o impeça de entrar na interseção com a experiência.
 
Você sente o chamado do seu sonho e imediatamente surgem razões pelas quais você não acha que isso vai acontecer?
 
Você desiste porque não consegue ver como isso poderia acontecer do seu lado do véu?
 
Você se pressiona tanto contra o que é indesejado que está negando o fluxo em direção ao que deseja?
 
Você sente seu sonho chamando você para a frente e imediatamente paralisa seu fluxo por causa do medo, da dúvida e de pensar demais?
 
Confie onde sua alma o está chamando!
 
Alinhe-se com o seu sonho.
 
Reconheça.
 
Acredite que existe por um motivo.
 
Entre no fluxo.
 
Permita que O Universo, sua alma e seus guias o ajudem no desdobramento que o levará até ele.
 
Fique curioso e animado com a jornada que pode levá-lo até lá.
 
Lance sua rede mais longe e siga os desejos mais verdadeiros do seu coração.
 
Há tantos novos potenciais, possibilidades e alinhamentos se abrindo para você devido à intensidade e às descobertas que você fez este ano.
 
Permita-se ver o que todas as energias transformacionais de 2020 estão preparando você, para descobrir e experimentar tudo isso na próxima e emocionante fase de sua encarnação.
 
 

Arcanjo Gabriel

 
Shelley Young
 
 
 
 
 
 

 


 

Agradecimentos a:  

Arquivos:
  1. Por estiquetas: Arcanjo GabrielShelley Young,

Sítio (site) Principal: http://achama.biz.ly/
e-mail: site@achama.biz.ly
 
 
Para outros artigos espirituais e denúncias por favor visite:
 
Vídeos banidos alternativos




Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.
A religião organizada é desnecessária à espiritualidade.
Excelentes ensinamentos dos mestres têm sido contaminados pelo controle dogmático dessas religiões.
Discernimento sim; julgamento não.
Com discernimento é possível alcançar o espírito da letra de qualquer escritura e é também bem mais fácil escutar a voz da alma que vem do coração.
 

 
Por favor, respeitem todos os créditos


Recomenda-se o discernimento.

 
Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores

 

Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.

 

Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.

 

 
Atualização diária.
 
Free counters!


 

Outubro 22, 2019

chamavioleta


Por Talita Rebello.

21 de outubro de 2019

 
 
.
 
 
 
 
 
Ouvi, uma vez, a explicação de uma mulher árabe sobre o motivo pelo qual ela usava roupas largas e cobria os cabelos para sair de casa.
 
Para a minha surpresa – e, naquele momento, deixando de lado as minhas percepções acerca do condicionamento social -, a resposta dela em nada se aproximou dos conceitos de limitação do universo feminino ou de submissão.
 
Ela simplesmente disse que guardava o seu melhor, a sua beleza e a sua completa exposição para quem partilhava o mesmo teto que ela.
 
Essa inesperada resposta reverberou profundamente e longamente em mim, trazendo à consciência a incoerência entre a nossa postura dentro e a nossa postura fora de casa: são completamente invertidas.
 
Sinto que, antes de encarnarmos, escolhermos a dedo os aprendizados e os vínculos que teremos. Por certo que as lições das quais não podemos fugir nos são apresentadas por meio dos vínculos mais firmes, como os familiares.
 
Assim, ainda que fisicamente afastados, permanecemos energeticamente vinculados ao grupo familiar e aos aprendizados que ele reserva.
 
É em casa que extravasamos. É em casa que transformamos as nossas frustrações em comportamentos agressivos. É em casa que projetamos a nossa insegurança, a nossa insatisfação e a nossa inconsciência. Isso porque, ainda assim, amanhã eles estarão lá, prontos para mais um dia ao nosso lado.
 
Podemos passar a vida assim, um alimentando o corpo de dor do outro.
 
Havia, para mim, naquele momento, uma escolha e uma cura que deveriam ser feitas em vários níveis.
 
A partir daquele dia, então, eu escolhi me curar de mim mesma. Resolvi lançar mão de tudo o que estava ao meu alcance para purificar a minha mente e aliviar o meu coração.
 
Decidi que eu passaria a dar o melhor de mim para os meus companheiros de jornada mais próximos; que eu não daria para ninguém fora, o que eu não fosse capaz de oferecer dentro do meu núcleo. Assim, além de me propiciarem as minhas maiores e mais complexas lições de vida (como assim se propuseram), os meus amados mais próximos também receberiam a minha atenção, o meu tempo e a minha dedicação.
 
Continuei a usar o velho pijama, mas, daquele dia em diante, passei a conter os meus primeiros impulsos explosivos. Eu respirava e voltava ao centro antes de responder.
 
Também passei a conter os meus impulsos de preguiça ou inércia e passei a agir antes de ser demandada, passei a juntar antes que alguém se abaixasse, passei a guardar antes que alguém o fizesse por mim.
 
O que parecia ser um serviço ao outro, era, em verdade, um processo profundo de autoconhecimento. Sair do modo reativo demandou muito autocontrole.
 
Mas toda essa mudança criou um movimento que eu demorei muito (muito mesmo) para perceber: eu estava criando abismos entre mim e as pessoas. Ninguém sabia de verdade como eu estava me sentindo, nem mesmo eu. Eu apenas continha o impulso, sem senti-lo e sem me responsabilizar por ele.
 
Enfrentar esse corpo emocional não está sendo nada fácil.
 
Reconhecer o sentimento que dispara cada impulso não está sendo fácil.
 
Aprender a sentir a raiva, permitir que ela se expresse através das minhas células, que ela revire o meu estômago e feche a minha garganta, até escorrer pelos olhos.
 
Aprender a sentir ciúmes, daquele que faz o corpo todo arder e me transforma em uma loba que demarca o seu território e está disposta a brigar por ele, ao mesmo tempo em que só deseja ser acolhida em um abraço e apoiada pelo olhar do homem que me escolhe todos os dias.
 
Aprender a sentir medo, deixar o coração disparar e a cabeça perder o rumo. Reencontrar, no escuro, a linha que me sustenta no amor, na pureza e na confiança.
 
Ainda (e talvez para sempre) em queda livre, um profundo mergulho dentro de mim, recolhendo cada fragmento e reconhecendo cada traço de personalidade.

A cada dia, mais um passo em direção a um maior alinhamento entre o sentir, o pensar, o falar e o agir.
 
Hoje já consigo reportar o meu estado emocional, sem que as pessoas precisem interpretar o meu comportamento intranquilo ou o meu olhar distante.
 
O grande resultado foi que a honestidade comigo mesma trouxe o espaço de cura para dentro do meu campo. Tornei-me plenamente capaz e plenamente responsável pela minha purificação.
 
Que haja coragem para seguir.
 
Que haja amor para sustentar.
 
Que haja mãos para segurar.
 
Que haja abraços para confortar.
 
Que haja integridade no caminhar.
 
Em silêncio,
 
 


 
 
Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.
A religião organizada é desnecessária à espiritualidade.
Excelentes ensinamentos dos mestres têm sido contaminados pelo controle dogmático dessas religiões.
Discernimento sim; julgamento não.
Com discernimento é possível alcansar o espírito da letra de qualquer escritura e é também bem mais fácil escutar a voz da alma que vem do coração.
 

 
Por favor, respeitem todos os créditos

 
 

Recomenda-se o discernimento.

 

Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores.

 

 

Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.

 

 

Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.

 

 
Atualização diária.
 
Free counters!



geoglobe1

 
 
 
 
 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub