Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

Julho 04, 2023

chamavioleta

Criar uma vida de beleza e majestade

Por Kenneth Schmitt

Traduzido a 3 de julho de 2023

 

 

Na nossa essência, sempre vivemos em beleza e majestade. Neste momento, vivemos em absoluto poder sobre nossas vidas em infinita consciência e infinito amor e alegria. Para estarmos conscientes do nosso verdadeiro Ser, temos de sair do nosso transe hipnótico humano para um estado de ser que é terminalmente temido pela nossa consciência do ego, porque é Desconhecido. Para nossa mente consciente do ego, há um grande perigo, se liberarmos o controle de nossas crenças sobre nós mesmos. O medo da terminação da consciência do ego é real, porque a mente do ego é baseada no medo da separação da fonte da nossa vida. Sem esse medo, não há ego. Só existe o nosso eu intuitivo, a nossa presença eterna de consciência, capaz de criar tudo o que o nosso coração deseja, incluindo as nossas pessoas humanas e tudo o que nos rodeia.
 
A criação da nossa expressão pessoal e das nossas experiências de vida em todos os sentidos é o que fazemos, quer percebamos ou não. Se queremos viver em beleza e majestade, temos de alinhar as nossas vibrações com a sua energia. Podemos usar nossa imaginação e emoções para nos levar a cenários com encontros maravilhosos e amorosos. Podemos usar a nossa imaginação para realizar a luz do Criador em todos, mesmo nos maus. Esta presença da consciência do Criador está em todos. Qualquer um ou qualquer coisa além de nossa própria essência não tem poder sobre nós sem nossa permissão. Mesmo assim, não podemos ser destruídos, porque nos levantamos a cada momento, trilhões de vezes a cada segundo, dentro da consciência do Criador. Partilhamos desta consciência, que está em todo o lado e em todos. Estamos todos conscientes juntos e podemos estar conscientes da nossa própria consciência e da consciência uns dos outros.
 
A energia da vida é constantemente criativa, e qualquer tipo de medo que bloqueie nossa força vital é uma anomalia e pode ser resolvido em alinhamento com o conhecimento intuitivo de nós mesmos. Tudo em nossa consciência tem uma vibração. Quando nos concentramos em um, alinhamos nossas vibrações com ele. Eles irradiam para o campo quântico com instruções para o tipo de energia que queremos experimentar. Quando somos negativos ou positivos em relação aos outros, estamos enviando essa energia para nós mesmos, resultando em nossas experiências.
 
Há também a questão é o destino. Antes de nossa encarnação, decidimos que tipo de experiências mais nos beneficiariam para despertar para o nosso verdadeiro eu, uma vez que não temos memória de quem somos. Neste sentido, as nossas vidas são metáforas simbólicas que nos guiam para este objectivo, oferecendo-nos constantemente e incitando-nos a tomar consciência da consciência do nosso coração e das vibrações da nossa força vital.
 
O alinhamento com o nosso conhecimento intuitivo mais profundo liga-nos à consciência da nossa essência infinita, tendo todas as capacidades possíveis e utilizando constantemente todas elas de acordo com o nosso estado vibratório. Nossa capacidade de criar experiências para nós mesmos exige apenas que vibremos em uma faixa de onda predominante, determinada por nossos processos mentais e emocionais. Imaginando e sentindo que estamos em cenários expressando gratidão, amor e alegria, podemos nos alinhar com nossa intuição, na qual tudo é conhecido.

Kenneth Schmitt
 
 
 

 
Transcrito por  http://achama.biz.ly  com agradecimentos a: 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub