Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

Março 03, 2023

chamavioleta

RELATÓRIO DA ENERGIA DE MARÇO DE 2023

Jennifer Hoffman

Tradução: Regina Drumond

a 3 de março de 2023

 
 

 

 

Há alguns eventos de energia realmente grandes este mês, bem como muitos eventos sob a superfície e teremos energia e potencial para a transformação chegando até nós de todos os ângulos. Março pode ter uma espécie de atmosfera carnavalesca, como quando você está andando por aí e todos estão tentando chamar sua atenção para que você gaste seu dinheiro em seu passeio ou compre suas mercadorias. É mais do que um ponto crítico, é um ponto de inflexão para a humanidade, quando o Grande Despertar encontra os Novos Potenciais e o paradigma 3D dá sua última volta no círculo do carma. A base de energia deste mês é o Rendez-vous, que não significa uma reunião, significa trazer a si mesmo. E temos temas de liberdade, milagres, motivação, verdade e domínio da energia. Sem pressão aqui, já passamos por isso antes. Chega de ensaios, é noite de abertura e é hora de acordar, levantar, posicionar-se e brilhar. Este é um mês poderoso e rico em potencial que você pode usar, desde que coloque suas possibilidades na mesa, suas prioridades em ordem e reivindique seus milagres. Um dos temas de Março são os milagres, tema no qual tenho amplo conhecimento, como vocês sabem. Agora os milagres não são mágicos e não acontecem aleatoriamente. Eles são o produto de uma intenção deliberada e focada e uma ferramenta de energia que você deve usar todos os dias para manifestar sua realidade. Milagres são simplesmente o movimento de energia de um lugar para outro. Pensar neles como o movimento da energia, algo com o qual você está muito familiarizado se você me segue há algum tempo, elimina o mistério e a confusão da criação de milagres. A palavra milagre significa algo que cria admiração. Pense nos milagres como algo maravilhoso e eles são, porque geralmente o levam de um espaço de não ter para ter, da ansiedade para o alívio, do desastre para a calma. Esse tem sido o meu caso sempre que criei milagres, pois eles geralmente me tiraram de um desastre absoluto para uma série verdadeiramente milagrosa de bênçãos. Eu compartilhei minhas histórias de milagres com vocês muitas vezes. Há muita coisa acontecendo em Março que não sei por onde começar, então começarei o detalhamento do Relatório de Energia de Março, observando o primeiro aspecto de Março e essa é sua numerologia. Março de 2023 é um mês 1, 3 + 7 = 10, o que reduz a 1. Interessante também, que o último dia de Fevereiro também foi 1 ( 2 + 8 +2 + 2 + 0 + 2 + 3 = 19, 9 + 1 = 10 ou 1). 1 significa novos inícios, novos começos e o primeiro passo. A jornada mais longa começa com o primeiro passo e para nós outra coisa é verdade, o próximo passo em qualquer jornada começa quando damos um passo em uma direção diferente. Isso é o que temos em Março e é apropriado que seja um mês de começos depois de Fevereiro cheio de energia 9, o número de finais. E o ciclo de energia continua. Também no início de Março, temos o portal Alpha Ômega da lua nova de 20 de Fevereiro em jogo, foi uma lua nova poderosa que ativou muita energia e foi acompanhada por uma atividade solar muito intensa, que ainda estamos sentindo agora. Março também começa com uma bela conjunção exata entre Júpiter e Vênus em Áries, que dá outro nível de ênfase ao paradigma energético de Março de milagres, domínio da energia, verdade, liberdade e motivação. O primeiro grande dia de Março é o dia 7, quando Saturno entra em Peixes. Isso inicia outro ciclo de energia que começou em Fevereiro de 1991, a última vez que tivemos Saturno em Peixes. Eu estava contemplando isso e percebendo há quanto tempo isso aconteceu. Meu filho mais novo tinha 2 anos na época, ele agora tem 34. Eu sei que MUITA coisa aconteceu naquele período de 30 anos e estamos enfrentando algumas energias muito escuras e densas hoje, muitas das quais foram ativadas durante aquele período de 1991. Veja o que estava acontecendo no mundo então. E enquanto escrevo isso, lembro que em 1991 eu morava em Houston, Texas, e comecei a fazer muito trabalho de canalização. Não com Uriel, mas com muitas outras energias, especialmente angélicas. Eu havia criado um grande grupo espiritual e costumávamos nos encontrar regularmente e fazer muitas canalizações e trabalho energético. Foi divertido e um começo para o trabalho que começaria a sério com o ciclo da Ascensão de 2003 que iniciamos. Este foi um despertar espiritual precoce que estabeleceu as bases para o que estamos fazendo hoje. E com Saturno entrando em Peixes novamente, é hora de subir alguns níveis para refletir a compreensão espiritual, maturidade e experiência que acumulamos nos últimos 30 anos. Portanto, se você está confuso sobre sua direção, missão ou propósito espiritual, ou se está consternado com os charlatães espirituais que estão usando esse movimento para enganar e manipular as pessoas, isso chega ao fim agora. Saturno estará em Peixes até Fevereiro de 2026 e veremos muitas mudanças na composição da comunidade espiritual nos próximos 2 anos. Novos professores se apresentarão, antigos professores sairão e aqueles que estiveram manipulando seu público serão revelados e cairão no esquecimento. Saturno em Peixes traz senso de ordem e maturidade para nossas vidas espirituais agora, especialmente com Netuno em Peixes. Alguns astrólogos dizem que traz desgraça e melancolia, mas eu discordo. Saturno é o professor, o disciplinador, o mestre de tarefas que não se contenta com menos do que a perfeição e insiste que terminemos o que começamos antes de passarmos para outra coisa. Acredito que Saturno em Peixes trará alguma ordem ao caos e confusão espiritual que Netuno em Peixes criou desde fevereiro de 2012. Eu também acho que Saturno em Peixes irá controlar parte da tirania que experimentamos nos últimos 3 anos. Muito disso começou com Saturno em Capricórnio, especialmente quando estava em conjunção com Plutão de Janeiro a Março de 2020. O que aconteceu então? Você pode aprender mais sobre isso aqui. A lua cheia em 7 de Março está em 15 graus de Virgem, que não está espetacularmente aspectada, mas traz uma energia interessante para o mês, pois forma um aspecto útil com Urano agora em Touro. Com Mercúrio em Peixes e Saturno entrando em Peixes nessa data, uma vez que Virgem é a oitava inferior de Peixes, temos uma escolha interessante entre o Curador Martirizado versus Consciência Crística. Nossa pergunta é: Será que nos sacrificamos pela cura e alegria dos outros ou servimos a nós mesmos? Estamos “a serviço” como servos ou “a serviço” como mestres empoderados? Isso sempre esteve no centro de nossos ciclos cármicos e grupos de almas e teremos mais oportunidades de fazer essas escolhas neste ano. Nossos pilares do karma essencial estão sendo ativados para que possamos avançar com a clareza da liberdade, em vez das prisões energéticas de nossos alinhamentos cármicos. Em seguida, temos o Equinócio em 20 de Março, que é o nosso ano novo solar. É quando o ano realmente começa. E a lua nova do Equinócio a 0 graus de Áries será seguida por uma lua nova em 20 de abril a 29 graus de Áries, outro Portal Alfa Ômega. Isso traz oportunidades de encerramento, de reconsideração e recalibração energética. Temos uma energia dupla de Áries que trará motivação, entusiasmo e ação sem medo. E também é primavera no hemisfério norte e, como moro no sul, onde a primavera chega mais cedo, estou gostando dos sinais de um novo crescimento e de uma nova vida ao meu redor. Aqueles em climas mais frios verão isso em algumas semanas. Se você não tem sido decisivo ou tem se sentido um pouco confuso, prepare-se para uma dose dupla de coragem e desejo de liberdade. Áries são os pioneiros, os que assumem riscos, os que perscrutam o desconhecido para descobrir o que está lá. Embora nem sempre façam as melhores escolhas, não lhes falta coragem, curiosidade e vontade de saber o que está além do próximo horizonte. E por volta de 15 de Março, Marte finalmente sai de sua sombra retrógrada e podemos ter alguma ação e movimento reais. Então Marte, o planeta de ação e regente planetário de Áries, finalmente deixa Gêmeos em 26 de Março, após um trânsito muito longo que começou em Agosto de 2022. É muito tempo para Marte estar em um signo, especialmente um que rege o carma, as comunicações e viagens, ao mesmo tempo em que cria confusão, dúvida e pensamento excessivo. Portanto, se você está vagando, pensando sobre seus próximos passos, o melhor caminho ou qual é a coisa certa e melhor a fazer, poderá obter alguma clareza até o final do mês, quando Marte completa seu tempo extra longo em Gêmeos e avança. Essa mentalidade de busca de aventura lhe servirá bem em Março, enquanto você explora novos horizontes para si mesmo, deixando para trás seus velhos hábitos antigos ​​e isso inclui qualquer coisa que esteja drenando sua energia. Se você não está disposto ou não é capaz de abrir mão de relacionamentos que realmente não lhe servem de forma alguma, que roubam sua alegria e que não ‘o amam, honram e respeitam’, Março o apontará na direção de seu alegria. Agora, o que acontece depende de sua vontade de criar seu novo paradigma 5D, de se encontrar com sua nova missão de alma de alegria e essa é uma escolha pessoal que você terá que fazer. Lembre-se de que toda escolha tem consequências e toda mudança de energia inclui uma recalibração que pode excluir algumas pessoas e situações, mas também é uma escolha deles. A chave para o sucesso em Março é o discernimento, decidindo o que é certo e melhor para você e o que lhe serve e à sua intenção e aceitação, honrando as escolhas de todos como parte de sua soberania energética. Sim, há muito caos no mundo agora, mas o caos faz parte do ciclo de ascensão e é um sinal de que estamos desintegrando o paradigma 3D e integrando mais luz e frequências mais altas. Portanto, mantenha a sua luz, brilhe o máximo possível e estabeleça intenções fortes e poderosas de alegria para inspirar, encorajar e motivar a si mesmo e aos outros. O mundo precisa de nossa luz e estamos criando nossas comunidades 5D agora. Há apoio para você em sua jornada, à medida que nossas frequências se elevam e nosso desejo pela vida energizada 5D e qualidades de comunidade, conexão, colaboração, cooperação e criatividade para serem nossos novos paradigmas nos obrigam a encontrar nossas famílias e amigos energéticos e criar nossas comunidades energéticas. Isto começa este mês.

 
Jennifer Hoffman
 
 
Direitos Autorais: Site original: http://www.enlighteninglife.com/     

Direitos reservados © 2004/2022 para Jennifer Hoffman. Todos os direitos são reservados. Todo o material desta página está protegido pela lei dos direitos internacionais dos Estados Unidos da América e não podem ser parcialmente o integralmente reproduzidos sem a permissão escrita e expressa da autora. Todas as reproduções autorizadas, parciais ou em cópias, por inteiro ou em parte, devem fazer referência ao nome da autora e ao website de Curas Uriel
 

Dezembro 31, 2020

chamavioleta

Fracassar não é algo ruim

Rodrigo Poiesis

30 de dezembro de 2020

 
 
 
 
 
 
 
 
Ainda na infância somos orientados a fazer as escolhas mais assertivas, que gerem os melhores resultados e que nos direcionem ao sucesso. Dessa forma, as tentativas que fazemos e não geram os resultados esperados são entendidas como o oposto do sucesso, como fracasso. Para quem pensa assim é difícil perceber que na verdade fracassar não é algo ruim.
 
O fracasso representa a diferença entre aquilo que se esperava de uma escolha e o resultado efetivamente alcançado. Quanto mais distante do resultado esperado, maior é o fracasso. Mas será que ir numa direção diferente daquela que se espera ir ou ter um resultado diferente do almejado é ruim?
 
 
Anastasia Shuraeva / Pexels
 
 
Talvez você não tenha parado para pensar nisso, mas muitas escolhas acertadas que fazemos não nos entregam a satisfação que imaginávamos que teríamos ao alcançá-la. Seguimos com a vida fazendo as escolhas com a menor probabilidade de erro possível. Fugimos da possibilidade do fracasso, pois isso representa algo ruim. O problema é que esse comportamento nos leva repetidamente a não fazer escolha alguma.
 
Ficar travado, sem saber que escolha fazer, acontece por causa do medo de errar, de ser um fracasso. Por isso, temos tantas pessoas estagnadas reclamando da vida e das escolhas dos outros. Na falta de escolhas próprias resta apontar problemas nas escolhas dos outros para justificarem a sua falta de ação. Se o outro escolhe e fracassa, então fazer escolhas e realizar ações para mudar a própria vida significa algo ruim.
 
 
O fracasso pode ajudar a fazer as melhores escolhas
 
Quem não conhece o fracasso também não conhece o sucesso. É só entendendo como é uma situação em que as coisas não dão certo que você pode identificar uma situação em que tudo dá certo. O fracasso está aí para nos indicar o que não está dando certo em relação aos resultados que buscamos.
 
Se você está fazendo uma viagem, é possível ter vários trajetos que te levem para um mesmo destino. Um caminho pode ser mais longo, outro pode ter um terreno mais acidentado, um terceiro pode ser mais perigoso. São caminhos que têm diferentes características e demandam determinado nível de esforço e habilidades, mas todos levam aonde você deseja ir.
 
 
Tyler Lastovich / Pexels
 
 
Nessa mesma viagem podem existir trajetos que te conduzam para um destino diferente daquele que você quer ir. Não quer dizer que esse destino seja ruim, apenas não será aquele que você tinha intenção de ir. O fracasso também não é algo necessariamente ruim, é algo que traz um resultado diferente daquele que você esperava.
 
O diferente pode lhe ensinar muito, pode fazer você repensar suas escolhas. Sempre dá para tirar algo de bom de uma experiência que é entendida como fracasso. Na pior das hipóteses, ele irá te mostrar qual escolha não fazer. Mas para se beneficiar de situações assim é preciso que você veja o fracasso como oportunidade, não como uma derrota.
 
 
Pense por si mesmo
 
Não dá para obter resultados satisfatórios ao repetir o mesmo padrão de pensamento de todas as outras pessoas que não são felizes. É importante que, antes de qualquer coisa, você procure entender a si mesmo. Buscar aquilo que lhe faz bem e motiva. Essas respostas estão dentro de você e não nas outras pessoas. Você pode encontrar pessoas que admira e se inspirar nelas, mas sempre seguindo a sua própria trajetória, fazendo suas próprias escolhas.
 
Ao perceber o fracasso como parte do processo de aprendizagem você não se abala quando algo não sai exatamente como esperado. Você se adapta e faz novas escolhas. Segue em frente ou muda a direção, sempre buscando escolhas que tenham mais a ver com você e que lhe tragam satisfação e bem-estar.
 
 
Rodrigo Poiesis
 
Email: contato@poiesis.online
Site: poiesis.online
Facebook: poiesis.online
Instagram: @poiesis.online
 
 
 
 
 




Sítio (site) Principal: http://achama.biz.ly/
e-mail: site@achama.biz.ly
 
 
Para outros artigos espirituais e denúncias por favor visite:
 
Vídeos banidos alternativos




Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.
A religião organizada é desnecessária à espiritualidade.
Excelentes ensinamentos dos mestres têm sido contaminados pelo controle dogmático dessas religiões.
Discernimento sim; julgamento não.
Com discernimento é possível alcançar o espírito da letra de qualquer escritura e é também bem mais fácil escutar a voz da alma que vem do coração.
 

 
Por favor, respeitem todos os créditos


Recomenda-se o discernimento.

 
Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores

 

Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.

 

Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.

 

 
Atualização diária.
 
Free counters!


 

...

Novembro 12, 2020

chamavioleta


Gratidão: Um caminho para semear “bons” frutos na sua vida!

Por Erika T. Ferreira

11 de novembro de 2020. 

 
 

 
 
 
Devido à pandemia causada pela Covid-19, já estamos em quarentena há quase seis meses, e, para quem tem filhos, significa que estamos com as crianças todo esse período em casa. Tenho gêmeos de 5 anos, e estes dias estava me recuperando de uma sinusite, e nestes momentos é bem pesado seguir essa rotina com duas crianças e um cachorro, em que os afazeres domésticos são quase infinitos (comida, louça, roupa, limpeza de casa, comida de novo etc.).
 
 
Esse foi exatamente um dia que poderia ser bem “pesado”, que chamamos de um dia “daqueles”! Eu estava sem energia, mas quem é mãe sabe que não existe opção de descanso! (rsrs) Então resolvi (mesmo sem forças físicas) não deixar isso afetar minha mente, e enquanto fazia os serviços resolvi ouvir muitas músicas sobre GRATIDÃO! Gratidão pela vida, gratidão pelo sustento e força nos momentos difíceis, dar graças pelos milagres e beleza da vida! Graças! Comecei a agradecer por pessoas que se curaram, agradecer por minha família, pelos meus problemas, sim, pelos problemas! porque eles são “um convite” a mudanças e aprendizado. Ouvi músicas em português, inglês e espanhol com este tema “Gratidão”, e assim segui fazendo o almoço, e quando menos percebi já estava inundada por esse sentimento e a “energia” do dia já estava bem melhor! Claro que não é linear… claro que não fiquei zen de repente. Sim, em meio às músicas de gratidão foram muitos: mãe, me ajuda a cortar esse sulfite, mãe me ajuda a desenhar pecinhas de “tetris (jogo), mãeeee, fulano pulou em mim, pegou meu brinquedo, até que a mãe disse: chegaaaaaa! Parem de discutir! É um mix de sentimentos (cansaço, vontade de ficar no silêncio e de apenas descansar), mas nós que decidimos se vamos entrar nesse “furacão”
 
e deixá-lo nos dominar o dia todo e arrancar toda nossa energia ou se vamos, apesar das dificuldades, respirar e escolher mudar a rota para que as coisas saiam da melhor forma possível!… Nestes dias, não podemos dar nosso 100%, e está tudo bem, tudo certo! Acho que essa é a primeira coisa de que devemos tomar consciência. Vejo como se fosse um “cabo de guerra”, você puxa um pouco mais para o lado positivo, e mesmo que entre no “looping” do cansaço e negativismo, logo consegue voltar “para seu centro”, para um reequilíbrio, e não ficar o dia todo (ou a vida toda) nesse turbilhão caótico. Senão acaba virando hábito reclamar, ver o meio copo vazio sempre! Não é fácil! Tem dias que nosso “melhor possível” é apenas ouvir músicas e agradecer para não entrar no tsunami. E está tudo ok!
 
Quis dividir com você, leitor, essa estratégia tão simples de agradecer, mas que é tão poderosa! Mudou meu dia! Pode mudar uma vida toda, não é!? A escolha é minha, a escolha é sua 😉
Mude o foco
 
Neste mesmo dia, no período da tarde fui fazer caminhada com meus filhos em uma trilha aqui perto de casa, e o Murilo queria uma semente para plantar, mas não havíamos levado nenhuma, e então plantaram uma pétala cor-de-rosa que estava caída no chão. Coletaram dente-de-leão e sopraram ao vento e me presentearam com uma florzinha linda! E o combinado foi que amanhã retornaremos devidamente equipados para o plantio com sementes de maçã, pera e goiaba e nosso kit de jardinagem. A partir daí, vários pensamentos começaram a surgir, e fiquei pensando sobre os FRUTOS, sobre os ciclos da vida, da natureza, sobre o encantamento de cada detalhe do Universo, e assim voltei reflexiva todo o caminho, com o coração agradecido. Tirei meus sapatos e caminhei um pouco de pés descalços, do jeito que amo, na terra, e tirei as seguintes fotos:
 
Foto concedida pela autora Erika T. Ferreira
 
Foto concedida pela autora Erika T. Ferreira
 
Cheguei em casa, já em cima da hora para uma reunião via computador com mulheres de um grupo de voluntariado de que participo. Houve tanta sincronicidade que meu coração se sentiu mais agradecido ainda! Todas querendo fazer a diferença, ajudar pessoas mais humildes a se empoderarem e a se sentirem pertencentes e úteis dentro da cooperativa de resíduos recicláveis em que trabalham. Como podemos ajudar esses colaboradores a aumentarem sua autoestima, a se sentirem valorizados!? Surgiram várias ideias! Meu coração se encheu de gratidão por encontrar cada dia mais pessoas que têm esse sonho (que para muita gente é utopia), mas que para nós não é utopia! Esse “sonho”, que se chama amor incondicional, que se chama gentileza, empatia, esperança etc.!
 
À noite, já tomada por esse sentimento de gratidão e envolta numa atmosfera de boas energias, veio ao meu coração o versículo bíblico (Romanos 12.2), “Não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus”. Creio que essa passagem é exatamente isso! Não se conformar é querer fazer a diferença, mas como fazer a diferença?! Por meio da renovação da nossa mente! Saindo da caixinha, saindo do “inconsciente coletivo”, que nos leva às crenças limitantes e religiosidade.
 
Priscilla Du Preez / Unsplash
 
Renovação da mente, para mim, é seguir o caminho do autoconhecimento. Entender que tudo ocorre “dentro” e necessita de análise, e tudo que vejo fora é reflexo do que há dentro de mim, como diz o princípio da projeção de Carl Jung, o qual já citei em diversos textos.
 
A partir desse momento, em que há consciência de todos os processos internos da mente, corpo e espírito, então podemos começar a trilhar nossa jornada de maturidade pessoal, profissional e espiritual.
 
Dentro deste contexto, voltei a refletir sobre os FRUTOS! Frutos que meus filhos quiseram plantar nesta caminhada, mas depois de todos os pensamentos sobre meu dia que citei acima, ao final, fiquei refletindo sobre nossos “frutos” pessoais, os quais produzimos dentro de nós!
 
Você observa que tipo de “fruto” está produzindo?
 
Existem várias frases que são “ditados populares” tão usados que ninguém mais presta atenção na sua essência e significado: “O que você planta, você colhe”; “Pelo fruto, conhecereis a árvore”. Aí refleti muito! Porque em essência temos como humanidade vários princípios e valores, independentemente de religião ou até de país ou cultura em que vivemos, temos como características universais, talvez intrínsecas à raça humana, sentimentos e conceitos muito parecidos, sobre o significado de quais são os “bons frutos” que podemos produzir durante nossa vida!
 
Rainier Ridao / Unsplash
 
As grandes religiões e escolas filosóficas são embasadas em princípios de AMOR, domínio próprio, alegria, bondade, gentileza etc.
 
Budismo
 
“O amor, a compaixão, a alegria e a equanimidade são a própria natureza de uma pessoa iluminada. São os quatro aspectos do amor verdadeiro dentro de nós mesmos e dentro de todos e de tudo.” – Thich Nhat Hanh
 
“Pratiquem a bondade, não criem sofrimento, dirijam a própria mente. Essa é a essência do budismo.” – Buda Krishna
 
Quatro são as qualidades necessárias para a Senda:
 
I. Discernimento;
 
II. Ausência de desejos (desapego, abnegação);
 
III. Boa conduta;
 
IV. Amor;
 
Jiddu Krishnamurti
 
 
Cristianismo
 
“Mas o fruto do espírito produz: amor, alegria, paz, paciência, delicadeza, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio.” (Gálatas 5:22-23)
 
Analisando esses trechos acima, vemos que independentemente da religião, se olharmos para as características, todos falam do “FRUTO” ou das qualidades que devemos desenvolver!
 
Esse versículo de Gálatas é um dos que, para mim, melhor resumem as características de quem entendeu o que é “estar na Presença do Criador”. E se prestar atenção diz “O FRUTO”, e não “os frutos”, no plural. Isso faz toda a diferença! Quer dizer que o fruto do espírito tem por si só todas essas características! É tão maravilhoso quando se entende isso! E ao mesmo tempo é tão difícil, na prática, conseguir viver “gerando” esse fruto no nosso dia a dia!
 
Assim, volto ao início do texto, e penso como uma sinusite pode ser o gatilho para “tirar” nossa atenção da produção desses frutos! Mas nesse dia em específico minha “desculpa” para produzir atitudes e sentimentos ruins era uma doença. Quantas outras desculpas e gatilhos temos todos os dias para produzir “maus” frutos, não é mesmo?! Se seguirmos essa linha de pensamento, temos em escala infinita razões para gerarmos frutos ruins, que podem ser traduzidos em um grito, um gesto, um palavrão, e às vezes, mesmo que não seja expresso, produzimos internamente raiva, culpa, vergonha, medo etc.
 
 
Manejo do jardim interno
 
Que tal começar o manejo do seu próprio jardim? Em geral, passamos a vida toda sem prestar atenção no nosso jardim interno. Não analisamos os tipos de frutos (emoções/sentimentos/ações) que produzimos diariamente e normalmente reclamamos dos resultados, culpamos a vida e os outros pelos frutos gerados por nós! Isso é vitimismo!
 
“Eu não sou o que me aconteceu. Eu sou o que ESCOLHO me tornar.” (Carl Jung)
 
Tome as rédeas da sua vida! Assuma os resultados gerados por suas atitudes! Seja humilde para reconhecer que produziu frutos tóxicos e acima de tudo tenha muita gratidão pela coragem e consciência de assumir suas vulnerabilidades, porque quando assumimos nossa vulnerabilidade, é um grande indicador de que nos tornamos responsáveis pelas “ervas daninhas” produzidas por nós mesmos! (somos todos falhos e está tudo bem). A partir daí, enxergamos as “raízes e árvores” que precisam ser tratadas dentro de nós! Assim, começa o manejo consciente do nosso lindo jardim interno e nosso processo de cura!
 
 
Ismael Sanchez / Pexels
 
Te convido a observar seu jardim, regá-lo com amor incondicional do Criador, com autoperdão e autoaceitação, e tenho certeza de que em breve produzirá maravilhosos frutos! Claro, sempre haverá um ou outro fruto “ruim”, ok, está tudo certo! Também faz parte do manejo a paciência com acertos e erros 😉. O importante é que, na média, a maior parte da safra seja de “bons frutos”!
 
Boa colheita!
 
 
Erika T. Ferreira
 

 
 


 
Vídeos banidos alternativos




Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.
A religião organizada é desnecessária à espiritualidade.
Excelentes ensinamentos dos mestres têm sido contaminados pelo controle dogmático dessas religiões.
Discernimento sim; julgamento não.
Com discernimento é possível alcançar o espírito da letra de qualquer escritura e é também bem mais fácil escutar a voz da alma que vem do coração.
 

 
Por favor, respeitem todos os créditos


Recomenda-se o discernimento.

 
Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores

 

Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.

 

Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.

 

 
Atualização diária.
 
Free counters!


 

Novembro 07, 2020

chamavioleta

Quem se importa?

Andrea Ralize

7 de novembro de 2020 

 
 
 
 
 
Nem todos os dias estamos bem. Aliás, neste período que estamos vivendo, ficar bem tem exigido de muitos de nós uma força sobre-humana, já que o que era comum e normal se transformou sobremaneira e não se reconhece o mundo, que vem se tornando difícil e confuso, dependendo do enfoque que se dê a ele agora. Pensando assim, gostaria de compartilhar com vocês uma maneira que tenho de lidar com a dor, confusão, medo, angústia, desde bem pequena… Eu pego um pedaço de papel e uma caneta e deixo minha mão escrever o que vem, sem questionar, sem julgamentos. Isso geralmente é como um curativo para a ferida, que ainda está muitas vezes bem aberta, mas com atividades como essa, a escrita, a dor do machucado fica menor, pois o pus e a sujeira saem… e o sangue pode correr mais solto e livre, levando embora, no tempo certo, a lembrança da ferida. Muitas vezes restam cicatrizes, mas essas com certeza são amadas no futuro como um prêmio de consolação.
 
 
Ontem eu escrevi isto:
 
Ando me perguntando o motivo de ser tão difícil controlar a minha própria mente, deixá-la serena e tranquila, possibilitar a ela condições de não se deixar afetar por situações externas. Minha mente, apesar de tantas tentativas, continua mandando em mim. Ela se agita e cria armadilhas nas quais eu muitas vezes caio e não consigo me libertar. Apesar de ela ser minha, é impossibilitada de ser uma companheira. Torna-se minha mais hábil inimiga. Coloca fora de mim a culpa, projeta fora de mim meus anseios de ser amada, dificulta a compreensão de mim mesma e faz barulho, muito barulho, não ouço mais nada a não ser essa confusão de pensamentos que ela tem.
 
Neste momento da vida, eu estou novamente passando por uma situação tão conhecida. Uma situação de descontrole mental, uma situação tão comum no meu funcionamento: colocar no outro a chave do meu bem-estar, colocar no outro a capacidade de eu ser feliz, colocar no outro o controle remoto de meu equilíbrio. Finjo que o pouco amor e atenção que recebo é o suficiente para eu me levantar todo dia e ter esperança. Mas esse pouco amor não é sequer migalha ou sobra, é resultado de muito implorar, de muito me humilhar para conseguir atenção.
 
Adrian Swancar / Unsplash
 
Como meditar e tentar agir com retidão se a confusão mental gera essa dor que dilacera e me separa do meu eu? Tudo me deixa desestabilizada e infeliz, não há vontade de sair, ver gente, experimentar coisas novas, abandonar a segurança da cama vazia.
 
Isso é depressão? Isso é consequência dessa doença crônica que nasceu comigo e tem sido minha fiel companheira? Isso são traços da depressão que, em muitas fatias da minha vida, me tornou refém de pensamentos desordenados e emoções turbulentas? Não sei ao certo. Mas, neste momento, em que há uma pandemia solta lá fora, em que a morte ronda em todos os lugares, em que não se pode confiar em ninguém a não ser em si mesma, eu acho que isso se chama depressão. O mundo está em depressão… as florestas queimam… os bichos inocentes morrem… algumas pessoas insistem em comportamentos egoístas…
 
Esse estado mental de querer parar tudo, desistir de tudo, evitar tudo, fugir de si mesma é um estado mental que já conheço bem, mas não controlo. Essa realidade mexe com meu sentimento de impotência, detona com minha autoestima, faz com que eu desacredite totalmente da minha capacidade de estar só. Mas eu sempre estive só. Paradoxo. Eu sempre, desde que me entendo por gente, estive só. Um mundinho tão meu e tão protegido por todos os lados. Abuso. Abuso. Abuso. Solidão. Autoestima destruída. Solidão. Incapacidade de me sentir bem com qualquer pessoa, em qualquer lugar. Vontade de viver um grande amor. Grandes amores não existem. Não existe Papai Noel. Não existem fadas e duendes. Mas eu acredito. Eu acredito.
 
 
Quem se importa?
 
 
Juli Kosolapova / Unsplash
 
Conselhos vêm de todos os lados. Todo mundo acha que pode dizer o que se deve ou não fazer. Fala-se que é falta de Deus, falta de fé, covardia, frescura. Mas será que se sabe como é morar dentro de uma alma depressiva? Será que se sabe que dentro dessa alma falta o ar, mas é preciso respirar? Falta carinho, sente-se necessidade de carinho, mas o medo de recebê-lo é maior que o buraco de solidão que foi crescendo com o tempo? Viver uma ambivalência emocional o tempo todo, todos os segundos da vida… querer ser amada e temer isso… querer amar e perceber que se é incapaz de reconhecer o amor…
 
Quem se importa?
 
De verdade, no fundo da verdade, quem se importa com o que se passa dentro de mim?
 
De verdade, quem pode curar essa dor milenar?
 
Quem se importa?
 
Tenho a resposta e não desconfio dela. Eu sou a única que me importo e posso me curar. Só não encontrei ainda o remédio, a terapia, o local para repousar e renascer. Não encontrei o caminho que pode levar-me ao encontro de mim mesma. Ainda não pude mirar meus próprios olhos, pois existe uma neblina que me afasta da verdade, e talvez isso seja bom. Será que estou pronta para mirar meus olhos? Existe um muro alto que me impede de chegar até mim.
 
O barulho da mente está gigante, está estrondoso. Não sei onde encontrar o botão para diminuir o volume. Eu não aguento mais. Não sei se vou suportar mais tempo. Preciso de ajuda, preciso segurar minha mão para não cair no abismo da incapacidade de me encontrar. Quem se importa?”
 
Ao terminar essa quase “psicografia” de mim mesma, sentindo-me então mais calma e mais segura, quero falar um pouco sobre como as pessoas podem assumir diferentes papéis, e tá tudo bem! Assim é a dinâmica da vida. Por vezes se está mal a ponto de querer desistir de se levantar, preferindo ficar na cama o dia todo, escondendo-se da realidade, por outras vezes, a mesma pessoa pode querer ajudar quem está vulnerável, ouvindo quem precisa de apoio emocional, sem julgamentos, sem aconselhamento, com uma postura compreensiva, ou seja, colocando-se empaticamente no lugar do outro. Não é uma tarefa fácil, pois exige que se consiga olhar o problema apresentado com o ponto de vista de quem está desabafando e não sob o nosso ponto de vista, sem fazer projeções de valores, sem se sentir superior apenas porque se está na posição de ouvinte.
 
Uma das alternativas para quem precisa desabafar é o CVV. Fundado em 1962, em São Paulo, ele atua no apoio emocional e na prevenção do suicídio pelo telefone 188, por chat, por e-mail e também pessoalmente (não na época em que estamos agora, de isolamento).
 
São mais de 4 mil voluntários espalhados em mais de 120 postos no Brasil, atendendo 250 mil ligações por mês, em média.
 
Ilya Shishikhin / Unsplash
 
Além de escrever, colorir mandalas, fazer yoga para tentar se encontrar, também é possível ser uma das 4 mil pessoas que, voluntariamente, oferecem no mínimo quatro horas semanais para ouvir quem precisa se ouvir. Sim, quando se ouve o desabafo de alguém de maneira empática, isso faz com que a pessoa possa se ouvir. Não como acontece no dia a dia, quando alguém vai contar algo que a aflige e logo vem o “ouvinte” e diz: “Comigo foi pior… vou te contar…” O ser humano está sem tempo para ouvir o outro… Somos surdos de sentimentos alheios… muitas vezes, ouvir cansa… dá preguiça… então, quando alguém quer desabafar, quase sempre se arrepende de ter tentado, pois vai ouvir histórias, conselhos, reprovações, julgamentos… melhor se calar. A cabeça de quem está passando por um desajuste emocional está a mil por hora, ela só precisa falar, precisa esvaziar, precisa se ouvir e, assim, tirar a pressão que pode, inclusive, levar ao suicídio.
 
Aproveitando o Setembro Amarelo, faço dois convites. Se precisa conversar, desabafar, se abrir, ligue no 188. Se tem vontade de se juntar a esse trabalho como voluntário, entre no site www.cvv.org.br e faça a sua inscrição para o próximo curso de seleção.
 
Precisamos nos sensibilizar… mesmo sendo uma grande e infinita dualidade. Todos nós somos essa dualidade, pois, ao mesmo tempo que causamos o nosso próprio sofrimento com nossas escolhas, somos a única maneira de encontrar a cura.
 
Sim, há quem se importe! E você? Se importa? 
 
 
Andrea Ralize
 




Sítio (site) Principal: http://achama.biz.ly/
e-mail: site@achama.biz.ly
 
 
Para outros artigos espirituais e denúncias por favor visite:
 
Vídeos banidos alternativos




Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.
A religião organizada é desnecessária à espiritualidade.
Excelentes ensinamentos dos mestres têm sido contaminados pelo controle dogmático dessas religiões.
Discernimento sim; julgamento não.
Com discernimento é possível alcançar o espírito da letra de qualquer escritura e é também bem mais fácil escutar a voz da alma que vem do coração.
 

 
Por favor, respeitem todos os créditos


Recomenda-se o discernimento.

 
Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores

 

Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.

 

Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.

 

 
Atualização diária.
 
Free counters!


 

Outubro 18, 2020

chamavioleta

A importância das afirmações positivas

Por Gabriella Hausen.

17 de outubro de 2020. 

 
 
 
 
 
 

As afirmações positivas são palavras ou frases que causam bem-estar para quem escuta. Junto disso, elas podem mudar um padrão vibratório e até uma crença limitante.

Como funciona a energia das palavras:
 
Foto: chajamp / 123RF

No universo, o que muitas vezes diferencia uma coisa da outra é o seu padrão vibratório. Entendemos que quase tudo o que os nossos sentidos alcançam são ondas. As cores são ondas, a luz do sol chega até nós em formas de ondas, o som dos relâmpagos são ondas, e assim por diante. Contudo, a frequência dessas ondas pode variar e muito.

As nossas palavras, sejam faladas ou pensadas, manifestam energias diferentes em nós, que podem harmonizar todo um campo energético (aura) ou desequilibrar, inclusive, o campo eletromagnético de uma casa inteira.

Podemos dizer que tudo no universo contém um padrão vibratório: que é a somatória das energias emanadas; as flores, por exemplo, emanam energias de cura, de bem-estar, e assim por diante, logo, o padrão energético delas é alto, pois não emanam pensamentos de ódio ou de inveja. Já os nossos pensamentos, falas e ações, ora são positivos, ora são negativos. O que retrata que nossos padrões podem ter disposições a serem meio baixos, em alguns momentos, ou até em uma vida inteira.

Os nossos padrões são formados principalmente por pensamentos que são, geralmente, formados por imagens e palavras/frases.

A importância de afirmações mais positivas:
 
Foto de Anna Shvets no Pexels

As palavras e as frases carregam todo um campo de energia com elas, logo, para termos uma melhor qualidade de vida, relacionamento e um campo energético saudável, precisamos cuidar daquilo que colocamos para dentro e, em conjunto, do que soltamos, nesse caso, em forma de pensamentos e falas.

Quando formamos pensamentos baseados em julgamentos e justificativas, acabamos por diminuir a energia do nosso campo. Por isso, as afirmações positivas podem nos ajudar nesses casos. Inclusive, para não emanarmos sem querer energia sugadora (obsessão) para a outra pessoa.

As afirmações positivas nos auxiliam a mudar formas de pensar e, como consequência, com o tempo, até de sentir, tendo em vista que os sentimentos são muito influenciados por pensamentos.

As palavras e as frases positivas podem nos servir de diversas formas. Podemos criar o hábito de termos boas leituras, de escutarmos músicas com letras harmônicas que nos trazem bem-estar e reflexão. Também podemos criar mantras para serem repetidos em momentos de dificuldade.

Sendo as palavras frequências, podemos utilizá-las para mudarmos a nossa frequência ou para prevenir momentos de aflições. Outra possibilidade é pesquisar meditações que contenham afirmações positivas e escutá-las todas as noites ou ao acordar, pois, assim, a nossa mente vai se acostumando com as frases a ponto de começar a escolher melhores energias a serem cultivadas e emanadas. Seja por meio de pensamentos ou da fala.

Palavras e pensamentos positivos podem mudar o padrão energético ao ponto de ajudar alguém a sair de uma depressão, angústias e vícios. Podem auxiliar a novas crenças serem formadas, podem fazer uma pessoa dormir mais tranquilamente e crianças nutrirem crenças mais positivas.

Tente incrementar na sua vida mais palavras e pensamentos positivos. Você pode perceber que alguns dos seus pensamentos e das suas falas são automáticos; pode perceber o quanto você julga, critica os outros ou a si mesmo. Mas, além disso tudo, você pode perceber o quanto carrega uma força de mudança. E não se esqueça do quanto você possui o poder da mudança, quando quiser e o quanto puder.

Gabriella Hausen
 
Gabriella Hausen
 
Email: terapias.psiholistica@gmail.com
Youtube: Psique Holística l Espiritualidade e Psicologia
Instagram: @linguagem_novaera
 


Sítio (site) Principal: http://achama.biz.ly/
e-mail: site@achama.biz.ly
 
 
Para outros artigos espirituais e denúncias por favor visite:
 
Vídeos banidos alternativos




Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.
A religião organizada é desnecessária à espiritualidade.
Excelentes ensinamentos dos mestres têm sido contaminados pelo controle dogmático dessas religiões.
Discernimento sim; julgamento não.
Com discernimento é possível alcançar o espírito da letra de qualquer escritura e é também bem mais fácil escutar a voz da alma que vem do coração.
 

 
Por favor, respeitem todos os créditos


Recomenda-se o discernimento.

 
Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores

 

Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.

 

Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.

 

 
Atualização diária.
 
Free counters!


 

Julho 17, 2020

chamavioleta

Qual é a sua real motivação ao trabalhar com espiritualidade?

Gabriel RL.

16 de julho de 2020

 
 
 
A sua verdadeira motivação e intenção irá estabelecer seu caminho no mundo mais "3D", assim como no da espiritualidade. Você é grato por sua realidade?


Esses dias em uma conversa espontânea, onde eu falava sobre a importância da motivação amorosa em tudo que fazemos, especialmente se estamos começando a desenvolver algum trabalho dentro da área da espiritualidade, como sendo um terapeuta por exemplo.


Eu estava falando sobre qual é a motivação que move uma pessoa quando ela entra em um grupo espiritualista? Qual a motivação por trás de "Ah, vou trabalhar com terapias espirituais!" mas qual é a verdadeira motivação? Amor, auxiliar o próximo ou ganhar dinheiro? Não que dinheiro seja ruim, mas há algo profundo que é preciso se entender nisso.


Eu, Neva, não estou aqui para ganhar dinheiro, estou para a humanidade! Passaram-se mais de 5 anos, para eu poder ir no supermercado fazer uma compra mais tranquila. Apesar de eu sempre ser uma pessoa que ama ancorar a energia de prosperidade em todos os níveis, também passei por apertos e nem por isso quis usar o que construí, com tanta dificuldade, para ganhar dinheiro em cima das pessoas. Os recursos vêm naturalmente de acordo com o meu nível de entrega amorosa.


E neste áudio aprofundo um pouco mais sobre o tema. O que nos motiva, qual o real motivo de estarmos no Sementes, ou em qualquer outro ambiente? O que queremos realmente? Claro, querer viver bem, em harmonia, pagando suas contas é ótimo para todos e todos nós precisamos, mas há gratidão pelo que já se tem? Vamos juntos ouvir os áudios.


Eu amo vocês, estou apenas compartilhando um pouco dessa conversa com o Igor e um pouco do que eu tenho entregado em palestras nos planos espirituais.
 
 
Você não está feliz no seu emprego? Ouça isso: https://youtu.be/Ipb74PrPtZQ 

 
 

 




Sítio Principal: http://achama.biz.ly/
 
 
 
 
 
Para outros artigos espirituais e denúncias por favor visite:
 
Vídeos banidos alternativos




Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.
A religião organizada é desnecessária à espiritualidade.
Excelentes ensinamentos dos mestres têm sido contaminados pelo controle dogmático dessas religiões.
Discernimento sim; julgamento não.
Com discernimento é possível alcançar o espírito da letra de qualquer escritura e é também bem mais fácil escutar a voz da alma que vem do coração.
 

 
Por favor, respeitem todos os créditos


Recomenda-se o discernimento.

 
Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores

 

Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.

 

Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.

 

 
Atualização diária.
 
Free counters!



geoglobe1


 


 

Maio 22, 2020

chamavioleta

QUAL É A SUA MOTIVAÇÃO?

Escritos do Criador.

Através de Jennifer Farley

Tradução De Coração a Coração

a 22 de maio de 2020. 

 
 
.
 
 
 

 

De vez em quando os seres humanos podem criar, ou imaginar levemente, para se afastarem de uma situação desafiadora ou indesejada.

Pode ser muito mais fácil ficar com raiva do que admitir para si mesmo (e para os outros) que o ego assumiu o controle.


Gastando um pouco de energia você pode se tornar livre … mas a que custo?

Se isso for feito regularmente, um hábito poderá ser formado e a mente começará a desejar esta dissonância.

O Universo está solicitando que você analise mais profundamente suas motivações e razões para usar essa “estratégia de fuga”.

Você também está sendo convidado a ser honesto consigo mesmo.

Seu plano terrestre está se movendo em direção a uma era mais transparente e pacífica, sem espaço ou tempo para dissonância.

Ser fiel a tudo será uma das coisas mais importantes que você fará com seu tempo aqui.


O Criador.


Jennifer Farley



Agradecimentos a:  
 

Site Pincipal: http://achama.biz.ly/
 
 
 
 
Para outros artigos espirituais e denúncias por favor visite:
 
BitChute Channel do Jordan Sather




Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.
A religião organizada é desnecessária à espiritualidade.
Excelentes ensinamentos dos mestres têm sido contaminados pelo controle dogmático dessas religiões.
Discernimento sim; julgamento não.
Com discernimento é possível alcançar o espírito da letra de qualquer escritura e é também bem mais fácil escutar a voz da alma que vem do coração.
 

 
Por favor, respeitem todos os créditos


Recomenda-se o discernimento.

 
Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores

 

Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.

 

Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.

 

 
Atualização diária.
 
Free counters!



geoglobe1


 


 

Fevereiro 18, 2020

chamavioleta

CERTIFIQUE-SE DE SUAS MOTIVAÇÕES.

Inspiração de Kate Spreckley.

Tradução de Regina Drumond

a 18 de fevereiro de 2020.

 
.



Esses tempos de profunda transformação e mudança estão nos levando a encontrar uma nova sensação de equilíbrio, uma nova direção e novas formas de viver e de ser. Atualmente, estamos sendo chamados a redefinir quem somos e como vivemos neste mundo. Como resultado, muitos estão questionando o propósito de suas vidas, o que estão fazendo e por que estão fazendo isso. Durante esse período do Mercúrio retrógrado, você será solicitado a reconhecer e analisar quais mudanças extensas dentro de você e de sua vida são necessárias. Observe as estruturas de sua vida, seu senso de responsabilidade, e sua integridade. Mude sua maneira habitual de pensar e considere quais situações e problemas não resolvidos precisam ser solucionados. Seja claro sobre suas motivações e instile o conhecimento da auto-disciplina, humildade e serviço. Use esse tempo para obter novas idéias e uma nova perspectiva divina.

Kate Spreckley
Como coach, a praticante de energia, palestrante e facilitadora Kate Spreckley permite que suas habilidades e habilidades naturais guiem e apoiem aqueles que estão em busca de despertar, cura, crescimento e transformação. Ao longo dos anos, Kate permitiu que sua orientação interior formasse o modo como ela trabalha. Isso permite que ela agora ofereça uma mistura criativa de tudo o que ela descobriu ser o mais útil e eficaz ... Leia mais em inglês.


Agradecimentos a:  
 

 



Para outros artigos espirituais e denúncias por favor visite:

 
 




Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.
A religião organizada é desnecessária à espiritualidade.
Excelentes ensinamentos dos mestres têm sido contaminados pelo controle dogmático dessas religiões.
Discernimento sim; julgamento não.
Com discernimento é possível alcançar o espírito da letra de qualquer escritura e é também bem mais fácil escutar a voz da alma que vem do coração.
 

 
Por favor, respeitem todos os créditos

 
 

Recomenda-se o discernimento.

 

Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores.

 

 

Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.

 

 

Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.

 
 
 
Atualização diária.
 
Free counters!



geoglobe1

 


esoterismo


Nestes tempos de profunda cura e transformação, somos chamados a reexaminar e revisar nossos caminhos. Como resultado, está sendo acessada uma nova maneira de ser, de consciência e de percepção expandidas, transformando-nos individual e coletivamente em um novo paradigma. Para muitos, isso está resultando em caos e confusão, pois o que funcionou no passado não tem mais relevância. No entanto, podemos ter certeza de que, após esse período de escuridão, haverá a luz. Não é fácil entrar nos espaços internos calmos e sombrios e enfrentar as relíquias de sua sombra para transformar seus medos mais terríveis em seus aliados. É preciso muita coragem para permitir que a luz ilumine sua verdade e descubra seu destino. Mas, ao resolver todas as situações internas, você é capaz de tecer a sabedoria e a verdade de sua alma em sua vida. Intuição, inspiração e criatividade surgem, revelando as muitas oportunidades novas e inesperadas que esperam por você.
 

Março 04, 2017

chamavioleta

PREVISÃO DA ENERGIA PARA MARÇO DE 2017.

Mensagem de Emmanuel Dagher

3 deMarço de 2017.

Tradução: Regina Drumond.

 

energyforecastbanner 2015

 

Há muita energia do fogo agora no mundo, que é outra maneira de dizer que há grandes mudanças e movimentos acontecendo.

Isto também significa que Agora é a hora de agir!

Se experimentamos a estagnação, ou parece que estivemos hibernando um pouco, as energias acessíveis do fogo para nós neste momento, ajudarão a mover as coisas novamente.

Para aqueles que se identificam como um empata, que são muito sensíveis e conscientes das energias dos outros, a energia do fogo pode parecer opressiva, às vezes.

Passar um tempo na Natureza, certificarmo-nos de que estamos bem hidratados e ter uma prática espiritual diária, o que nos ajudam a ancorar, ajudará a pacificar qualquer sensação de opressão.

Aqui estão algumas maneiras  pelas quais a energia do fogo pode surgir em nossas vidas:

Paixão

Motivação

Vitalidade

Raiva

Excitação

Alegria

Aumento do desejo sexual

Mau humor

Inspiração

Criatividade

Se você tem notado estas energias mais do que o habitual, agora você sabe por quê!

As energias listadas acima são indicadoras de que as coisas estão se movendo dentro de nós e ao nosso redor.

Quando temos uma atitude saudável, elas servem como um veículo que nos transporta para o tipo de realidade que realmente desejamos.

Estas energias do fogo nos apoiam a ancorar a energia da ação externa. Elas também podem nos ajudar a nos sentirmos mais vivos.

Agora é o momento perfeito para começar novos projetos, tomar grandes decisões, viajar, mudar, começar um novo relacionamento, investir, encontrar um novo hobby, ou fazer um curso para aprender algo novo.

 

O AMOR COMO UM CAMINHO DIÁRIO

À medida que estas energias do fogo se aquecem, elas nos apoiarão poderosamente na escolha do amor.

O amor nos permite ver a perfeição em tudo. Ele nos permite ver além das ilusões da separação.

Escolher o amor como o nosso caminho diário é uma prática poderosa. Alguns dias podem ser difíceis de escolher o amor, então, lembremo-nos de sermos gentis com nós mesmos ao longo do caminho.

Fomos criados em um mundo dominado pelo pensamento do lado esquerdo do cérebro, que tende a desprezar as habilidades do coração. No entanto, podemos experienciar mais amor ao escolhermos pensar menos e sentir mais.

É importante compreender que as emoções não são iguais aos sentimentos intuitivos. Emoções são reações mentais que julgam algo como sendo ou bom ou ruim.

Os Sentimentos intuitivos não se tratam de julgamento. Eles se referem ao seu coração ressoar com algo como sendo verdadeiro para você, ou não. Em outras palavras, o seu coração responde, ou contraindo ou se expandindo.

Aprendemos também que a ação é preferível ao sentimento e à intuição. E ainda, que o amor se trata menos de fazer, e mais de Ser.

À medida que entramos neste estado de Ser que é o amor –vivendo a partir do coração, e suspendendo todo o julgamento – o Universo está sempre aí para nós, apoiando-nos ao longo do caminho.

Porque quando escolhemos viver no amor, o Universo arranja tudo em nosso mundo exterior para que possamos experienciar ainda mais amor.

Quanto mais nos conscientizamos destas oportunidades e nos dirigimos para elas, mais fácil se torna ancorar o amor em nossa realidade como um modo de vida.

É importante perceber que embora nos fosse ensinado deoutra fo rma, o verdadeiro amor não tem quaisquer condições colocadas em torno dele. Ele também não indica fraqueza.

É hora de se tomar consciência dos sistemas de crençasque são simplesmente estruturas baseadas na mente, que nos distraem. Eles nos afastam de nossa verdadeira natureza, que se baseia no amor verdadeiro. Um amo rque não julga, e não nos causa e nem ao outro a dor ou sofrimento. Um amor que não nos obriga a desistir ou esconder alguma parte de nós mesmos.

O verdadeiro amor é uma frequência inabalável que flui atravésde toda a vida. Escolher ser e incorporar o amor significa que nos alinhamos imediatamente com este fluxo constante.

Neste momento, toda a resistência que temos com a vida desaparece, de modo que tudo em nossas vidas flui com muito mais facilidade.

 

NOSSO EU SUPERIOR: O PODER DO AMOR

Porque temos tantos equívocos sobre o que é realmente o “poder”, muitos têm hesitado a reivindicar o próprio poder inato. Tendemos a associá-lo com o poder mal utilizado, do tipo corrupto ou controlador.

O uso do poder baseado no ego é geralmente um tipo de criatividade mal direcionada – uma forma falsa que a mente criou como resultado de perder a conexão com o seu Eu Superior.

É uma forma de autoproteção que decorre de esquecer que não precisamos estar controlando externamente. Estamos sempre seguros e somos sempre providos, em um nível mais elevado.

Mas nesta era nova e excitante em que estamos agora, estamos nos lembrando coletivamente da verdade de como são realmente poderososos nossos Eus Superiores.

Este é um poderoso despertar, e que está nos permitindo recuperar plenamente o nosso verdadeiro e autêntico poder, que está interessado exclusivamente em servir ao nosso bem maior e de todos.

Neste momento, quando tantos estão ascendendo à quinta dimensão, estamos nos afastando da dimensão inferior da dualidade, do julgamento e da estreiteza mental.

Isto está nos libertando para sairmos das ilusões do falso poder externo que nos foi mostrado por tanto tempo, e nos dirigindo para o verdadeiro poder de nossa verdadeira natureza interior – e que se baseia no poder do amor.

 

LIBERANDO O PAPEL DE VÍTIMA

Se houve um momento para liberar os arquétipos de vítima com que nós, como seres humanos, nos identificamos por tanto tempo, é agora.

Podemos honrar estes arquétipos por trabalharem para nos manter seguros e protegidos por milhares de anos. À medida que as nossas mentes olhavam para um mundo perigoso, elas se concentravam puramente na sobrevivência.

Mas sabemos agora que um mundo construído principalmente na ideia da sobrevivência não é um mundo que esteja em alinhamento com quem somos em nossa essência: um Ser Divino, mantendo o Amor como o nosso maior propósito.

Como Seres Divinos de Amor, estamos aqui para fazermos bem mais do que sobrevivermos. Buscamos agora prosperar e amar a nós mesmos e o mundo ao nosso redor, afirmando que estamos constantemente seguros e protegidos,ainda que as nossas mentes baseadas na sobrevivência possam tentar nos dizer ocontrário.

Portanto, agora, ao liberarmos o papel de vítima, podemos alegremente receber o nosso Eu Superior.

Liberar a consciência de vítima significa ter várias ideias de poder, ainda que elas pareçam ir contra a natureza, às vezes.

O primeiro passo é aceitar cada pessoa, cada experiênciae cada situação externa que chegue até nós, sem tentar mudá-la.

Não temos que concordar com tudo e com todos que encontramos. Precisamos apenas liberar a necessidade de permitir que as condições externas – e as nossas reações a elas – definam quem nós somos. Através da aceitação, liberamos também a necessidade de nos determos no passado e no que pode ter sido.

O segundo passo poderoso para liberar a consciência devítima é liberar a necessidade de culpar.

Tendemos a sentir a necessidade de culpar quando algo sai errado, porque nos foi ensinado que há sempre algo ou alguém fora de nós mesmos que está certo/errado, ou que é bom/ruim – alguém ou algo que é responsável pelas nossas experiências.

Estamos em um espaço agora onde sabemos que isto não podeser verdade. E que culpar os outros sempre nos afasta da paz de nosso Eu Superior.

É por isto que Dalai Lama disse: “Quando você pensar que tudo é culpa de outra pessoa, você sofrerá muito. Quando você perceber que tudo surge apenas de si mesmo, você conhecerá a paz e a alegria.”

Sabemos agora que somos os Criadores de todas as nossas experiências.

Podemos liberar a necessidade de julgar simplesmente percebendo que à medida que operamos a partir de nossos Eus Superiores, reconhecemo-nos como o Criador de tudo o que somos e tudo o que experienciamos.

Quando agimos ou sentimos como os nossos Eus Superiores, fazemos apenas o que está em alinhamento com o nosso coração, liberando o que não esteja.

Culpar a nós mesmos ou a outros nos impede de nos conectarmos com o nosso Eu Superior e Divino.

O terceiro passo para liberar o papel de vítima é assumir plena responsabilidade pelas nossas vidas e nosso bem-estar.

A mentalidade de vítima não aprovará necessariamente este novo comportamento. Ela pode muito bem resistir quando ouvir que somos responsáveis por nossas vidas e bem-estar.

Ela sente que está perdendo o seu emprego. E ela não podemais ter conforto em se separar, apoiada pela ilusão de que tudo o que precisamos precisa vir a nós de fora de nós mesmos.

É natural sentir esta resistência. Mas quando assumimos a responsabilidade pelas nossas vidas e o nosso bem-estar, nós nos afastamos ativamente da consciência de vítima, e nos dirigimos para a Consciência do Criador.

É na Consciência do Criador que somos capazes de mover montanhas. E neste momento, quando estamos recuperando o nosso verdadeiro poder interior, somos capazes de manifestar a partir do aspecto mais autêntico e poderoso de nós mesmos.

Dar estes três passos apoia ativamente a nossa transição da consciência de vítima para a Consciência do Criador.

À medida que avançamos na Consciência do Criador, lembramos que, no nosso âmago, fomos sempre o próprio Amor.

É isto o que está acontecendo agora.

Estamos nos lembrando de que somos todos uma família. Eas ilusões da separação através da raça, gênero, papéis, títulos de cargos,sistemas de classe, estruturas, religiões e orientações sexuais estão se dissolvendo e desaparecendo.

O Amor está fazendo um retorno enorme à consciência da humanidade.

O Amor sempre esteve aqui, mas agora, estará no centro do palco.

Assista este espaço!

Milagrosamente seu,

Emmanuel

 

© 2009-2016 Emmanuel Dagher 
 
Todos os Direitos Reservados www.emmanueldagher.com
 
Você é absolutamente bem-vindo para compartilhar e distribuir essas previsões com os outros como você se sentir guiado. Certifique-se de manter a integridade deste artigo incluindo o link do site do autor e da fonte.

 

 


 

 
Agradecimentos a:  Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br


Recomenda-se o discernimento.






Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores.


Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.


Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.




Atualização diária.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub