Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

Setembro 01, 2023

chamavioleta

AS ENERGIAS DE SETEMBRO DE 2023

Por Natalia Alba

Tradução: De Coração a Coração
a 1 de setembro de 2023

 

 

 

Amados,
 
Setembro traz novas oportunidades para continuarmos entrando em nossa nova linha do tempo harmônica.
 
Com este mês, já estamos atingindo o pico das energias deste ano, um ano de integração de sabedoria e reconfiguração do corpo de luz para a maioria das almas ascendentes, pois é um ano de reconexão consciente e realinhamento com nosso Eu Divino e planos Iluminados de Deus.
 
Um ano em que despertar, ativar e reconectar os principais portais do nosso corpo significou uma abertura totalmente nova para muitos que estavam ansiosos para receber e se sentir conectados à Fonte novamente.
 
Estamos imersos num processo de reconexão que, de fato, mudou a percepção da nossa realidade, tal como costumávamos experimentá-la, pois à medida que reabilitamos os nossos filamentos de DNA, os seus códigos de tempo e sabedoria, também nós começamos a deixar para trás o nosso antigo sentido de tempo e espaço. Quanto mais continuamos a unir o nosso eu humano com o nosso Divino, maiores os sinais de que estamos nos afastando do mundo 3D.
 
O tempo passa rápido à medida que nos aproximamos da simultaneidade, experimentando como os meses passam cada vez mais rápido. A aceleração das partículas, devido ao novo nível de consciência incorporado, é o que causa a sensação de movimento rápido através do nosso tempo 3D. Muitos de nós estamos agora funcionando numa frequência totalmente diferente, quando a fixidez e a linearidade não têm mais o mesmo impacto ou importância em nossas vidas diárias.
 
Remover tudo o que nos impede de recuperar o nosso equilíbrio natural é a chave para sermos capazes de incorporar níveis mais elevados de consciência, reconectar-nos com os nossos eus superiores e entrar em ascensão.
 
Este mês é para nos recalibrarmos completamente, pois é assim que alcançamos a harmonia e uma nova ordem dentro dos nossos novos corpos, pois os nossos corpos estão mudando constantemente, à medida que continuamos a incorporar conscientemente energias mais elevadas.
 
Durante os últimos meses, especialmente durante agosto, incorporamos frequências descendentes da sexta, sétima e, por último, oitava dimensões. Nossos corpos, pela primeira vez em nossa história humana, estão começando a experimentar o processo de ativação galáctica necessária para realmente nos transformarmos, enquanto estamos no físico. Este é um processo que necessita de muito descanso e recuperação se quisermos que tenha sucesso.
 
Setembro é um mês mais calmo astrologicamente falando, que nos ajudará enquanto ainda estamos nos ajustando à nossa nova frequência, pois nos dá tempo para nos prepararmos para outubro e novembro, quando estaremos novamente imersos em uma nova fase de integração, até dezembro. No entanto, não estamos apenas recebendo o impacto energético da dança entre os muitos planetas do nosso sistema, mas também das muitas dimensões e aberturas galácticas que estão enviando mais luz para o nosso planeta.
 
Setembro pode parecer calmo do nosso ponto de vista planetário, no entanto, não significa que nada esteja acontecendo dentro e fora do nosso microssistema. Como sempre, é através da reconexão e do alinhamento consciente que podemos comungar com as muitas energias que agora colidem em nosso planeta, para começar a cocriar com aquelas que irão melhor servir nossos corpos e nossa jornada pessoal, neste momento.
 
Confirmando o processo que temos vivido há meses, Setembro é um sétimo mês universal, dentro de um sétimo ano universal também. Um mês cujas energias giram justamente em torno das revelações da alma, através da profunda comunhão com a nossa essência feminina, como os acontecimentos planetários nos farão lembrar durante este mês. É o ápice do processo de incorporação da sabedoria em que também estivemos imersos, desde o início do ano.
 
É precisamente por isso que é tão importante que durante este mês façamos o trabalho de limpar os velhos cronogramas, iniciando a reconstrução das nossas vidas se onde estamos não estiver mais ressoando com onde gostaríamos de estar.
 
Não se trata tanto de manifestações materiais, mas de dominar o alinhamento pessoal para permanecermos o maior tempo possível na frequência escolhida, o que nos permitirá permanecer centrados em nossos corações em todos os momentos, enquanto o planeta continua enfrentando os desafios naturais necessários para evoluir. Nossa principal tarefa é permanecer em nossa Essência Iluminada, como a única maneira de ancorarmos mais amor, paz e compaixão.
 
Sete é o número de iniciações que devemos passar antes de podermos entrar na ascensão. Uma frequência que será reforçada no final do mês pela lua de Áries, e que nos lembrará de celebrar as nossas conquistas, e não apenas o que ainda temos de alcançar.
 
O número sete nos mostra onde estivemos e para onde vamos. Você superou todos os desafios que o ajudaram a lembrar quem você é? Você ainda está repetindo os mesmos velhos padrões, pensamentos e situações? Você já percebeu a ilusão da separação? Você encontrou a sabedoria e o poder interior?
 
É um momento de realização da alma, quando começamos a discernir as nossas criações, movendo-nos para dentro, observando se há algo que ainda precisamos transformar/unificar, para podermos prosseguir com a nossa jornada, sabendo que para onde estamos indo é onde precisamos estar em seguida, dentro da Criação para a melhoria de Todos os envolvidos.
 
Os Guias nos convidam a trabalhar na recuperação da alma, no perdão e na plenitude, à medida que liberamos e removemos o que não serve, para que possamos iniciar nossa nova jornada emocionalmente curados de tudo o que estamos deixando para trás. Este é um mês em que a comunhão da alma nos ajudará muito a continuar limpando o nosso DNA, recuperando a sua essência cristalina, à medida que continuamos incorporando frequências mais elevadas.
 
A nossa missão não é apenas fixa, pois como almas em ascensão o nosso principal objetivo é trabalhar em nós próprios, pois é apenas através do trabalho interior que começamos a lembrar quem somos, a nossa missão única, e como podemos desenvolvê-la para servir a todos.
 
Está em nossas mãos recuperar nosso poder e sabedoria e quando entendemos, através da lembrança consciente, que nossa principal tarefa é reconectar o que foi danificado, especialmente nossa conexão natural com nosso Eu Divino, é quando finalmente começamos a perceber o infinitas possibilidades que estão à nossa frente, como seres inteiros.
 
Eventos astrológicos
 
Astrologicamente falando, encerramos agosto com a terceira lua em Peixes, essência que nos ajuda também no processo de reconexão que já iniciamos. Também começamos setembro com Vênus direto novamente, para aqueles que ressoam com essas fases, no dia 3 de setembro.
 
Porém, também começamos o mês com seis planetas retrógrados, somando Júpiter, que fica retrógrado no dia seguinte. Como vocês sabem, não posso mais compartilhar sobre retrógrados, pois eles não impactam minha experiência de vida pessoal, pois eliminei essa crença limitada. Tenho certeza de que haverá outras fontes que irão informá-lo sobre essas fases.
 
Vênus e Júpiter são aliados maravilhosos, retrógrados ou não, pois, como compartilhei, é apenas uma mera ilusão humana do nosso planeta. Ambos os planetas nos ajudam a expandir o amor próprio e o valor e, portanto, a criar abundância, pois isso não pode ocorrer se primeiro não amarmos completamente tudo o que somos. Expansão no amor, na cura e na criatividade é o que ambos os planetas nos oferecem se decidirmos nos alinhar com suas essências.
 
Lembre-se que os planetas, assim como nós, estão tendo sua própria evolução dentro da Criação, eles não estão aqui para nos amaldiçoar ou abençoar, pois somos criadores e nada determina a nossa existência humana, a não ser nós mesmos. O resto é cocriação e alinhamento consciente.
 
Quando recuperamos a consciência e lembramos quem somos e nosso poder divino como criadores, entendemos que tudo o que chamamos de milagres ou assistência externa nada mais é do que a vontade consciente e a conexão com o Deus Interior, pois é isso que, em última análise, cria nossa vida e nossa experiência.
 
No dia 13 de setembro, temos Vesta entrando em Câncer e Pallas entrando em Libra. Vesta era a Deusa do Lar, protegendo a família, como a mãe universal que este asteroide representa. É muito semelhante à essência de Vênus. Também representa a sagrada força criativa feminina, aquela que dá à luz internamente e que se conecta com o divino.
 
Os Guias compartilharam a importância, enquanto Vesta está em Câncer, de lembrarmos que o Lar está dentro e que enquanto somos humanos, temos dois Lares, o Divino dentro de nós, um poder invisível que nos faz sentir em Casa, onde quer que vamos, e em segundo lugar , nossos corpos, nosso lar físico sagrado, que nos dá a oportunidade de vivenciar esta vida humana.
 
Cuidar de nós mesmos e dos nossos corpos é vital neste momento, pois precisamos de períodos de recuperação antes de podermos avançar e entrar numa nova fase de integração. Este é um momento para nos nutrirmos, para que possamos estender esse mesmo amor, nutrição e proteção à nossa família, ao lar e a tudo o que é sagrado para nós.
 
Neste mesmo dia, também temos Pallas, entrando em Libra. Pallas representa a sabedoria do feminino e seu poder, quando estamos alinhados internamente com o Feminino Divino, e trazemos conscientemente sua orientação.
 
Esta é uma oportunidade de usar a sabedoria do feminino para resolvermos qualquer situação com justiça, a partir de um espaço de amor incondicional, igualdade e mais equilíbrio, pois Libra nos pede para tomarmos decisões equilibradas, agindo de forma que beneficie a Todos igualmente, não apenas o eu.
 
Este é um mês para cultivar a essência feminina, equilibrando a essência masculina, expansiva e ardente do mês passado. Uma frequência que nos lembra da importância de habitar no amor, na sabedoria e no poder de cura do feminino, enquanto continuamos criando e manifestando no físico, pois a reconexão e a comunhão profunda da alma são fundamentais para criarmos com discernimento e igualdade.
 
No dia seguinte, 14 de setembro, temos Lua Nova em Virgem. Uma Lua que nos convida a desintoxicar, a cuidar de nós mesmos, em todos os níveis, a organizar e a trazer tudo à sua ordem original, de dentro para fora, lembrando a importância da estrutura e da disciplina para podermos criar resultados equilibrados e alinhados.
 
Virgem tem tudo a ver com restaurar a ordem autêntica em nós mesmos, nas coisas, nos relacionamentos, em nossos corpos e em tudo o que nos rodeia, pois temos o poder de destilar, regenerar e purificar completamente.
 
Esta é uma frequência muito curativa para todos os que estão muito imersos nessa fase de cura-recuperação, pois é um mês em que todas as energias se alinham para nos nutrirmos, curarmos e nos restaurarmos.
 
Esta é a continuação das energias que começaram com Peixes no final de Agosto e que também nos convidou a comungar conosco próprios, limpando tudo o que devíamos, estabilizando-nos completamente antes de podermos entrar numa nova fase de encarnação constante. É também uma boa fase para todos os que estão a reabilitar e a reconectar o seu DNA, recuperando as suas propriedades cristalinas, à medida que continuamos a descobrir a nossa sabedoria e potencialidade adormecidas.
 
No dia 15 de setembro Mercúrio passará direto, para quem precisa dessa informação. Como vocês sabem, nada pode governar nossos microciclos, a não ser nossa própria alma e o Eu Divino, a menos que entreguemos nosso poder a ilusões e outras distrações. Depende de você como você escolhe ver a realidade e criar dentro dela.
 
Quando alimentamos uma crença que é uma ilusão, nós a tornamos realidade. Vemos evidências disso em todos os lugares que olhamos ou vamos, não porque seja real, mas porque o nosso poder, como criadores, adapta a realidade à visão que temos dela, é assim que somos poderosos.
 
Poucos dias depois, em 23 de setembro, o Sol entra em Libra, e nós também celebramos o Equinócio e com ele o pico das frequências estabilizadoras recebidas desde o final de agosto. Se olharmos de perto, este mês nos oferece energias preciosas para equilibrarmos cada aspecto de nós mesmos e, portanto, de nossas vidas, pois são um reflexo de como nos sentimos por dentro.
 
Este será um Equinócio muito harmônico, pois trata-se de criar mais equilíbrio interior, através da cura e da limpeza, bem como em nosso planeta, através de nossos atos conscientes e de nossa missão particular.
 
Um período muito ocupado para os estabilizadores e trabalhadores da rede, cuja principal missão é semear a harmonia, o equilíbrio e trazer a restauração aos portais orgânicos da Terra, pois agora, mais do que nunca, somos chamados a estar ao serviço de Todos, nesta jornada, não é sobre nós mesmos, mas sobre lembrar a unidade e como servir o todo, através de nossos atos conscientes e amorosos.
 
Finalmente, em 29 de setembro encerramos o mês com Lua Cheia a 6 graus de Áries. Esta é uma lua para celebrar onde estamos e o que curamos, limpamos, alcançamos e criamos, pois nem tudo é trabalho árduo em nosso caminho de ascensão, e celebrar quem nos tornamos, devido ao nosso trabalho interno e resiliência é também de grande importância.
 
Os Guias sempre compartilham seu respeito e apreço por tudo o que fazemos, a partir de um espaço de amor incondicional e assistência altruísta, pois eles, a partir de sua perspectiva, veem o que é verdadeiramente importante.
 
Este é um momento para revisarmos, discernirmos nossa jornada pessoal e vermos apenas aquilo pelo que somos gratos e dominamos, pois reconhecer os passos que já demos em direção à unidade pessoal e ao serviço a Todos é vital para nós. E ver nosso progresso, recuperando a esperança e a fé em nós mesmos e em uma jornada única.
 
Desejo a todos um setembro maravilhoso e harmonioso, Amados.
 
Dentro do Amor Infinito,

Natália Alba

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub