Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

Abril 05, 2023

chamavioleta

Perceber o amor e a alegria infinitos

Por Kenneth Schmitt

Traduzido a 4 de março de 2023

 

 

A consciência que todos partilhamos é infinita, mas a parte de que estamos conscientes está localizada dentro das nossas limitações escolhidas, aceites e realizadas. Para termos maior consciência, temos de reconhecer as nossas limitações pelo que elas são e perceber que todas elas se baseiam em crenças que criámos para nós próprios em alinhamento com a crença na nossa mortalidade. Temos acreditado na inevitabilidade da privação, do sofrimento, do envelhecimento e da morte. Através das vibrações destas crenças, temos atraído experiências que ressoam com elas.
  
Se quisermos ser mais leves na nossa Auto-Realização, temos de resolver as nossas crenças limitantes sobre nós próprios. Criámos estas crenças com o propósito de desenvolver uma maior compaixão e uma compreensão mais profunda dos efeitos do encontro e do envolvimento com a energia negativa. O alinhamento com a negatividade está sempre a diminuir a vida. Estamos a aprender a identificar a energia negativa e a transformá-la nas vibrações de aumento da vida. Fazemo-lo utilizando os nossos poderes mentais e emocionais de forma inspiradora e amorosa em todos os nossos encontros e experiências. Isto não é fraqueza. É a forma mais poderosa de ser, porque estabelece uma qualidade vibratória pessoal para além da experiência da negatividade.
 
Não há necessidade de julgar ninguém como mau ou inadequado. Estes são traços dentro da nossa própria consciência, e projectamo-los sobre os outros, não tendo sido capazes de os aceitar por nós próprios. Vivemos sem uma orientação superior, e de muitas maneiras participámos em coisas que não queremos reconhecer. Devemos escolher perdoar-nos pela nossa incapacidade de nos amarmos a nós próprios e a todos, incondicionalmente, sempre. Só quando estamos perfeitamente alinhados com a energia do nosso coração é que podemos ter esta capacidade, porque podemos transcender as nossas limitações realizando a nossa presença eterna de consciência e poder criativo infinito que constantemente surge para nós dentro da essência de vida da consciência universal.
 
Quando nos apercebemos de que a nossa presença física é uma expressão da nossa essência, somos livres de mudar tudo sobre nós próprios. Tudo o que precisamos de fazer é expandir a nossa realização do que é real. Dentro da nossa própria consciência, temos a capacidade de sentir, conhecer e realizar o nosso Eu expansivo. Isto exige a nossa consciência intencional em gratidão pela grande alegria e amor que constantemente surgem e irradiam da nossa consciência de coração. Esta é a energia transformadora que vive dentro de nós e que nos guia para experiências que desejamos profundamente. A expansão da realização e do conhecimento é um dom que vem da abertura à consciência do coração.
 
Kenneth Schmitt
 
 
 

 
Transcrito por  http://achama.biz.ly  com agradecimentos a: 
  

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub