Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

Janeiro 29, 2024

chamavioleta

2024 SERÁ UM ANO DE EXPOSIÇÕES E EVENTOS

O Grupo Arcturiano

Através de Marilynn Raffaele

Tradução a 28 de janeiro de 2024

 
 
 
Saudações ao começarmos o novo ano de 2024, que será um ano de exposições e eventos que ajudarão a despertar muitos que continuam a confiar em crenças que agora estão se tornando obsoletas. Nenhuma pessoa pode permanecer hipnotizada por ilusões de separação para sempre, porque a realidade de cada pessoa é deus/Fonte/Consciência Divina individualizada.
Há alguns, especialmente aqueles viciados em" poder sobre " que continuam com palavras e ações para manter o mundo viciado no antigo sistema de crenças, porque se a maioria permanece ligada às regras, ideias, líderes, leis, religiosidade e tradições de dualidade, separação e crença em dois poderes, eles continuam a lucrar de alguma forma.
É difícil ir além dos ensinamentos e crenças que serviram bem a uma pessoa como diretrizes ao longo de sua vida. No entanto, chega um momento na jornada evolutiva de todos em que eles devem abandonar muitas crenças que permanecem familiares e confortáveis, mas não ressoam mais, a fim de integrar os níveis mais elevados de consciência. Este processo geralmente não é escolhido conscientemente, mas é provocado pelo Eu Superior quando a pessoa está pronta.
 
Quando tudo o que uma pessoa foi ensinada, acreditada e construída sobre a sua base começa a deixar de ressoar da mesma forma, geralmente precipita um período de medo, confusão, dúvida, resistência e até mesmo a crença de que a pessoa está perdendo a cabeça porque tudo o que ela acreditou de todo o coração até este ponto parece ter sido uma mentira.
Este período constitui uma" noite escura da alma", especialmente para aqueles que há muito buscavam seriamente e acreditavam ter encontrado todas as respostas. Durará enquanto a pessoa resistir, tentar reenergizar o passado ou se recusar a olhar mais profundamente para dentro. Pode ser um momento particularmente traumático para aqueles que se apegam a crenças religiosas, metafísicas ou mesmo "pagãs".
Em algum momento, a experiência se torna um momento de busca, pesquisa, estudo das religiões do mundo, reflexão, questionamento e cura, durante o qual novas consciências começam a se enraizar mesmo enquanto alguns dos antigos permanecem. Saibam que vocês estão sempre guiados e sendo conduzidos por esta fase de sua jornada pelo seu Eu Superior, porque vocês estão prontos para isso, mas a maioria não a inicia por conta própria.
Deus não é um homem velho sentado numa nuvem que julga as qualificações de cada pessoa para receber o bem ou a punição de acordo com o quão bem eles seguiram alguma regra feita pelo homem. Deus é omnipresente, omnipotente, consciência onisciente e porque todos são uma expressão desta única consciência, tudo o que ela é, já está plenamente presente em cada indivíduo. Você não é uma parte de Deus, você é a totalidade.
Não é apenas tolice, mas infrutífero orar a algum conceito de Deus feito à imagem do homem para lhe dar coisas, eventos, pessoas, etc. Deus já está expressando sua plenitude em e como cada pessoa e não tem consciência de nada além de si mesmo, porque nada além de si mesmo existe. Se a doença, a falta, o sofrimento etc. se as facetas da Consciência Divina nunca pudessem ser curadas, alteradas ou eliminadas, porque seriam mantidas para sempre no lugar pela Lei Divina. A evolução espiritual é a jornada de perceber isso e permitir que a auto-Completude se manifeste.
Deus não dá coisas, pessoas, empregos, bens, porque a consciência de Deus não tem ideias de carência e limitação. Deus exprime-se infinitamente através do homem e de todas as suas expressões. Uma vez que uma pessoa atinge uma consciência de unidade e completude, a mente pode então interpretar o conteúdo desse estado de consciência em níveis que a pessoa pode entender.
 
Por exemplo, uma pessoa precisa de um lar. Se eles alcançaram um estado de consciência que sabe que nunca podem estar separados de seu verdadeiro lar, Que é a Consciência Divina, a mente interpretará isso externamente como o lar certo. A consciência esclarecida de um mecânico não se manifestará externamente como novas ideias para a cirurgia, nem o cirurgião manifestará ideias para consertar um carburador-a menos que seja disso que ele precise.
É por isso que é necessário abandonar os muitos ensinamentos religiosos ou metafísicos familiares, mas agora obsoletos, que os encorajam a rezar desta ou daquela maneira, a fim de obter o que vocês acreditam que vocês ou os outros precisam. Essas práticas serviram bem em tempos anteriores da evolução, mas foram apenas passos ao longo do caminho que não deveriam ser mantidos para sempre. Essas práticas realmente promovem e fortalecem crenças de separação. Chegou a hora de abandonar as ferramentas de um estado de consciência anterior e menos evoluído e passar para a consciência do que realmente significa ser um com Deus.
 
É inútil rezar pela paz, Porque Deus não conhece outra coisa senão a paz de um eu omnipresente que não tem opostos. Em vez de orar a Deus pela paz, perceba que, porque cada pessoa é uma consciência divina individualizada, a energia que flui e conecta toda a vida (amor) permanece plenamente presente mesmo quando não é reconhecida porque é a realidade.
 
Não negeis as aparências, mas deixai de lhes dar poder, reconhecendo a realidade subjacente a todas as aparências. A guerra é uma atividade da crença coletiva na separação que deve ser experimentada por alguns para que aprendam e evoluam além das crenças de separação.
Muitos continuam a viver com um pé em ambos os mundos muito tempo depois do Tempo em que estão prontos para ter os dois pés no mundo da verdade. Isto pode ser difícil, assustador, e até mesmo resultar em rejeição por parte da família e amigos, mas vocês vieram à terra para despertar plenamente, limpar as velhas energias remanescentes, ajudar os outros a fazer o mesmo e, ao fazer isso, ajudar com o processo de Ascensão da terra. As questões que estão a testemunhar na terra neste momento são facetas deste processo, porque tudo o que é antigo e falso tem de vir à tona, desenrolar-se e ser reconhecido, a fim de ser abandonado e ultrapassado.
Nunca faça prosélitos ou tente pressionar a sua consciência sobre os outros na crença de que você os está ajudando, mas simplesmente seja um exemplo de paz e não julgamento. Confie que aqueles prontos para o que você tem para dar encontrarão seu caminho para você, porque a energia semelhante atrai a energia semelhante.
Uma pessoa espiritualmente evoluída é uma pessoa empoderada que não permite que outros a dominem ou controlem na crença de que estão sendo pacientes e amorosos quando fazem isso. Nunca permita que uma pessoa ou grupo o abuse ou domine. É um insulto à sua divindade. Uma pessoa espiritualmente capacitada nunca tem medo de dizer amorosamente: "obrigado pela sua opinião, mas vou fazê-lo.."
Alguns permanecem em situações abusivas ou mesmo perigosas simplesmente porque querem agradar, refletindo tentativas pouco ressonantes de serem amados. Outros foram ensinados que é espiritual ser amoroso e paciente, independentemente de todas as circunstâncias negativas. Não é espiritual permitir que alguma pessoa ou grupo o manipule fisicamente, emocionalmente, mentalmente ou mesmo espiritualmente. No entanto, é muito importante ser muito honesto consigo mesmo nesses tipos de situações, não interpretando o desejo de diálogo ou mudança de outra pessoa como uma desculpa fácil para fugir ou evitar lidar com algo.
É frequentemente o caso, e particularmente durante estes tempos de limpeza intensa, que as situações dolorosas com que uma pessoa pode estar a lidar nesta vida são, na verdade, velhas energias que foram experimentadas e que foram levadas a cabo por muitas vidas anteriores. Quando uma pessoa se sente forte e evoluída o suficiente para finalmente reconhecer e limpar energias intensamente dolorosas e de baixa ressonância que ainda carregam (experiências horríveis como tortura até a morte ou uma ou vidas de abuso), muitas vezes escolherão encarnar em uma família ou situação que reativará essa velha energia. Porque agora eles estão espiritualmente capacitados e emocionalmente preparados, eles são capazes de reviver a energia de alguma forma, reconhecê-la pelo que ela representa e liberá-la totalmente da consciência.
Sempre nestes tipos de situações fazer o que precisa ser dito ou feito, enquanto interiormente conhecer a verdadeira natureza espiritual de todos os envolvidos. Dessa forma, você não cria energia negativa que precisará ser limpa.
 
Goste ou não, aproveite ou não, deseje ou não, acredite ou não, há um plano divino se desenrolando e você faz parte dele.
 
Somos o Grupo Arcturiano
 
Marilynn Raffaele
 
 
 

 
Traduzido por  http://achama.biz.ly  com agradecimentos a: 

As minhas notas:
Deus, a Fonte da vida é puro amor incondicional, não um deus zeloso de [algumas das] religiões dogmáticas.
O Google apagou meus antigos blogs rayviolet.blogspot.com e
rayviolet2.blogspot.com, sem aviso prévio e apenas 10 horas depois de eu postar o relatório de Benjamin Fulford de 6 de fevereiro de 2023, acusando-me de publicar pornografia infantil.
(Uma Grande Mentira)
Free counters!Visitor Map
 

Outubro 19, 2020

chamavioleta

A depressão e suicídio são pecados imperdoáveis, como afirmam alguns grupos religiosos?

Por Jonathan Gomes de Brito.

18 de outubro de 2020. 

 
 
 

Foto: Katarzyna Białasiewicz / 123RF
 
 
 
 
Alerta: A taxa de suicídio cresceu 30% no isolamento social. De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), em 2014, 10.631 pessoas cometeram suicídio no Brasil.
 
E, no contexto de pandemia, postagens e publicações sobre suicídio têm aumentado no Facebook e em outras redes sociais.
 
Após um estudo feito em Michigan, divulgado pelo Loudwire, o índice de pessoas que se matam cresceu 32% durante a quarentena.
 
Fiquei consternado ao observar alguns comentários na internet de pessoas que se dizem religiosas e, na prática, não são. Devido a isso, gostaria de desmitificar a crença de que o suicídio é algo imperdoável e demoníaco, como dizem algumas pessoas.
 
O que é depressão? E por que é tão importante falar sobre o assunto?
 
Foto: TORWAI Suebsri / 123RF
 
A depressão, ou transtorno depressivo, é considerada uma doença psiquiátrica que afeta negativamente a maior parte da população. Ela não tem cura, porém possui tratamento.
 
Por que devemos falar sobre a depressão? As pessoas que não são acometidas por essa doença acreditam que as que sofrem depressão se fazem de coitadinhas quando, na verdade, a situação é muito séria e merece uma maior atenção.
 
Devemos informar que a depressão afeta de várias formas a nossa vida. Esses são os principais sintomas, segundo os estudiosos:
 
tristeza ou humor deprimido constante; perda de interesse ou prazer em atividades antes apreciadas; alterações no apetite — perda de peso ou ganho não relacionado à dieta; problemas para dormir (insônia) ou dormir demais; perda de energia ou aumento da fadiga; baixa autoestima e presença de sentimentos de culpa.
 
Por que expliquei o que era a depressão?
 
As pessoas que abraçam a religião acabam não acreditando na ciência, o que é um absurdo, pois podemos fazer um equilíbrio entre Fé e Ciência. Gostaria de apresentar um pensamento que é defendido por alguns grupos religiosos.
 
“Na Idade média, podemos observar que as pessoas que sofriam de depressão eram taxadas como possuídas, e as que tiravam sua vida estariam condenadas eternamente ao inferno.”
 
Esse pensamento ganhou força por causa da Igreja Católica Romana, porém o contexto mudou. A Igreja entendeu que se tratava de uma doença e não de forças malignas.
 
A depressão vem do Diabo?
 
Foto: Katarzyna Białasiewicz / 123RF
 
Sabemos que a mudança de comportamento e humor são tristes frutos da depressão. Com isso em mente, alguns “evangélicos” afirmam que a depressão vem do Diabo, e você pode estar possuído e precisando de uma libertação.
 
Gostaria de provar que esse pensamento está errado, pois a depressão é uma doença psicológica, e não um demônio.
 
Como o próprio Jesus disse: “Eu disse essas coisas para que em mim vocês tenham paz. Neste mundo vocês terão aflições; contudo, tenham ânimo! Eu venci o mundo” (João 16:33).
 
Não estou afirmando que só teremos tristezas nesse mundo e que esse foi o plano de Deus, pelo contrário, por meio do pecado a morte entrou em nosso mundo, por isso existe esse contexto de miserabilidade.
 
Qual é o papel do Diabo no pensamento cristão?
 
Foto: Pixabay / Pexels
 
Um antagonista que existe e se esconde por trás desse mundo terrível. A bíblia se refere a um ser completamente oposto à vontade divina. É chamado, às vezes, de Satanás ou Diabo.
 
São Pedro, em sua primeira epístola, menciona o objetivo do Inimigo da Humanidade:
 
“Sejam sóbrios e vigiem. O diabo, o inimigo de vocês, anda ao redor como leão, rugindo e procurando a quem possa devorar” (1 Pedro 5:8).
 
Comentário Bíblico:
 
8,9: Sede sóbrios (calmos) e vigilantes… vosso adversário
 
(oponente em uma ação judicial)… anda em derredor, como leão
 
que ruge procurando alguém para devorar (1 Pedro 5:8-9).
 
Essa passagem pode ser uma velada referência a Nero ou ao seu anfiteatro com os leões.
 
Resumindo, é um diabo pessoal. Resisti-lhe. Compare Tiago 4:7. A determinação cristã provoca a ajuda divina. E o conhecimento do que a irmandade espalhada pelo mundo sofre as mesmas aflições tende a tomar os cristãos em dificuldades mais firmes na fé.
 
Durante séculos, a crença de que o Diabo vivia em constante guerra com Deus propagou mentiras. Durante a Idade Média, a Igreja Católica ensinava que a alma daqueles que se mataram estava no inferno, e consideravam o suicídio um pecado Imperdoável.
 
Lembrando que, durante a leitura do novo testamento, percebemos a movimentação do Diabo, em algumas passagens. Pouco antes de Jesus começar seu Ministério, o mesmo foi tentando por Satanás (Mateus 4:1-11, Lucas 4:1-13).
 
O fracasso de Satanás é evidente, porém o mesmo foi responsável por influenciar outros seres humanos, para executar Jesus Cristo (Lucas 22:2-4).
 
O apóstolo Pedro foi vítima das ações diabólicas (Mateus 16:21-23, Lucas 22:31-32).
 
A Bíblia revela algumas coisas sobre o caráter sujo do Diabo. Cristo disse:
 
“Vocês pertencem ao pai de vocês, o diabo, e querem realizar o desejo dele. Ele foi homicida desde o princípio e não se apegou à verdade, pois não há verdade nele. Quando mente, fala a sua própria língua, pois é mentiroso e pai da mentira” (João 8:44).
 
Foto de John-Mark Smith no Pexels
 
Comentário Bíblico:
 
43, 44: O verdadeiro motivo para o fracasso deles em aceitá-lo era o
parentesco que tinham com o diabo. Ele era o pai deles. Por isso é que agiam de acordo (Mateus 23:15). Seus pecados especiais eram a mentira (relacionada com a tentação no jardim) e homicídio (no estímulo de Caim para matar seu irmão — I João 3:12).
 
Por Willian Barclay:
 
(1) O próprio do demônio é ser um homicida. Jesus pode estar pensando em duas coisas. Pode ter presente a velha história de Caim e Abel. Caim foi o primeiro homicida e recebeu sua inspiração do diabo.
 
Mas possivelmente Jesus se refere a algo ainda mais sério. Foi o diabo quem tentou pela primeira vez o homem, no antigo relato do Gênesis. O pecado entrou no mundo pelo demônio, e pelo pecado chegou a morte (Romanos 5:12). 
 
Se não tivesse havido tentação, não existiria o pecado, e se não tivesse havido pecado, não existiria a morte. De maneira que, em certo sentido, o diabo é o homicida de toda a raça humana.
 
Além disso, além dos relatos antigos, subsiste o fato de que Cristo conduz à vida e o diabo à morte. O diabo mata a bondade, a castidade, a honra, a honestidade, a beleza, tudo o que converte a vida em algo bonito. O demônio destrói a paz do espírito, a felicidade e até o amor. A essência do mal é a destruição, a essência de Cristo é trazer a vida.
 
Nesse preciso momento, os judeus faziam acertos e planos para matar a Cristo. Tentavam converter-se em homicidas bem-sucedidos.
 
Tomavam o caminho do diabo.
 
(2) O que caracteriza o diabo é o amor à mentira. A palavra falsa, o
 
pensamento falso, a distorção da verdade, a mentira, pertencem ao demônio. Toda mentira é concebida e inspirada pelo demônio e faz sua obra. A falsidade sempre odeia a verdade e tenta destruí-la. É por isso que os judeus odiavam a Jesus. Quando se defrontaram com Jesus, o caminho falso se encontrou com o verdadeiro e, inevitavelmente, o falso tentou aniquilar o verdadeiro.
 
Jesus acusou os judeus de serem filhos do diabo porque seus pensamentos se inclinavam a destruir o bom e a manter o falso. Todo homem que busca destruir a verdade, faz a obra do diabo.
 
Mais tarde em Apocalipse, o apóstolo João oferece uma importante informação:
O grande dragão foi lançado fora. Ele é a antiga serpente chamada Diabo ou Satanás, que engana o mundo todo. Ele e os seus anjos foram lançados à terra (Apocalipse 12:9).
 
Foto: Pixabay / Pexels
 
Satanás “engana todo o mundo”. O verbo “enganar”, que João usa, está no presente do indicativo, o que significa que ele ainda continua com suas atividades diabólicas.
 
O Diabo tem influenciado a humanidade desde o princípio. A história começa no Jardim do Éden, Adão e Eva, representantes da raça humana, foram influenciados por Satanás e ao comerem do fruto, ambos foram expulsos (Gênesis 3). Podemos observar também que a serpente era um animal “sagaz” e, dessa forma, contradisse a mulher (Gênesis 3:4-5). Eva acreditou na serpente e ao comer compartilhou com Adão e ambos permitiram a entrada do pecado no mundo.
 
Como disse o Apóstolo Paulo:
 
“Portanto, da mesma forma como o pecado entrou no mundo por um homem, e pelo pecado a morte, assim também a morte veio a todos os homens, porque todos pecaram” (Romanos 5:12).
 
Homicida desde o princípio, Jesus se referiu a esse incidente, sem dúvidas satanás foi “homicida”. No entanto, ele não feriu Adão ou Eva, apenas provando que desobedecendo a Deus, eles trouxeram consequências para Si (Romanos 6:23).
 
No pensamento Cristão, o mundo sofre por causa do pecado.
 
A humanidade estabeleceu seu próprio padrão por meio de Adão e Eva. Satanás enganou ambos e, com isso, ficamos como escravos do pecado, como disse o Apóstolo Paulo:
 
“Vocês estavam mortos em suas transgressões e pecados” (Efésios 2:1).
 
Ao escrever para a Igreja de Éfeso, Paulo explica como estava a nossa situação antes de Deus, e conseguimos entender que o que ocorre no Mundo é por nossa causa.
 
Como o texto de Romanos 3:23 explica:
 
“Pois todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus.”
 
“Por causa do nosso pecado, sofremos as dolorosas consequências, porém Jesus veio para os doentes” (Marcos 2:17).
 
O mundo está cheio de misérias por causa da nossa ação. Nós colhemos o que plantamos.
 
Conclusão:
 
Foto de Andrea Piacquadio no Pexels
 
O Diabo não é Criador da Depressão, pelo contrário, por meio de sua liberdade, Adão escolheu pecar e, com isso, o pecado entrou no mundo.
 
Deus sempre avisou que após o pecado as pessoas seriam fortemente influenciadas mais cedo ou mais tarde.
 
“O seu crime a castigará e a sua rebelião a repreenderá. Compreenda e veja como é mau e amargo abandonar o Senhor, o seu Deus, e não ter temor de mim” (Jeremias 2:19), diz o Soberano, o Senhor dos Exércitos.
 
Quando procuramos a principal razão do sofrimento das pessoas e dos nossos, devemos buscar as respostas que estão em nossa volta. O Cristianismo afirma que o pecado é algo péssimo que afeta todos os seres humanos; a ciência afirma que a depressão é uma doença psiquiátrica que faz a narrativa dos religiosos passarem longe de tal veracidade.
 
Com a finalização desse artigo, quero afirmar que sou a favor da vida, logo eu não ofereço justificativa para o suicídio, pelo contrário, quero provar que as pessoas que cometeram tal ato sofreram vários motivos para tomarem uma decisão drástica.
 
Porém, todo tipo de julgamento pertence a Deus, caso você acredite nEle. O ser humano deve entender que nem sempre teremos respostas para nossas indagações.
 
Amar a Jesus nem sempre cura pensamentos suicidas. Amar a Jesus nem sempre cura a depressão. Amar a Jesus nem sempre cura o Transtorno de Estresse Pós-traumático. Amar a Jesus nem sempre cura a ansiedade. Mas isso não significa que Jesus não nos oferece companhia e consolo. Ele sempre faz isso.
 
— Pastor Jarrid Wilson (1988–2019)
 
Observação: Jarrid foi uma triste vítima da depressão que não aguentou as circunstâncias.
 
Descanse em paz, meu irmão na fé!
 
 
Jonathan Gomes de Brito
 
 
Email: jonathangomesdebrito@gmail.com
Facebook: Jonathan Gomes de Brito
Instagram: @eu_brito88
 




Sítio (site) Principal: http://achama.biz.ly/
e-mail: site@achama.biz.ly
 
 
Para outros artigos espirituais e denúncias por favor visite:
 
Vídeos banidos alternativos




Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.
A religião organizada é desnecessária à espiritualidade.
Excelentes ensinamentos dos mestres têm sido contaminados pelo controle dogmático dessas religiões.
Discernimento sim; julgamento não.
Com discernimento é possível alcançar o espírito da letra de qualquer escritura e é também bem mais fácil escutar a voz da alma que vem do coração.
 

 
Por favor, respeitem todos os créditos


Recomenda-se o discernimento.

 
Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores

 

Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.

 

Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.

 

 
Atualização diária.
 
Free counters!


 

Agosto 30, 2020

chamavioleta

Voluntariado e Doutrina Espírita.

Por Antônio Navarro.

29 de agosto de 2020.

 
Mãos unidas de outras pessoas no centro


 

Comemoramos no dia 28 de agosto o Dia Nacional do Voluntariado. Segundo definição das Nações Unidas, “o voluntário é o jovem ou o adulto que, devido a seu interesse pessoal e ao seu espírito cívico, dedica parte do seu tempo, sem remuneração alguma, a diversas formas de atividades, organizadas ou não, de bem-estar social ou outros campos…” (1)
 
No Brasil, o trabalho voluntário é regulamentado pela Lei nº 9.608, de 18 de fevereiro de 1998. Em ‘O Livro dos Espíritos’, livro básico da Doutrina Espírita, encontramos os seguintes esclarecimentos dados pelos Espíritos Superiores em respostas dadas às perguntas de Allan Kardec – os grifos são nossos:
 
Item 766: A vida social é uma obrigação natural?
 
– Certamente. Deus fez o homem para viver em sociedade. Deus deu-lhe a palavra e todas as demais faculdades necessárias ao relacionamento.
 
Item 767: O isolamento absoluto é contrário à lei natural?
 
– Sim, uma vez que os homens procuram por instinto a sociedade, para que todos possam concorrer para o progresso ao se ajudarem mutuamente.
 
Item 825: Há posições no mundo em que o homem pode se vangloriar de desfrutar de liberdade absoluta?
 
– Não, porque todos necessitam uns dos outros, tanto os pequenos quanto os grandes. Não é preciso nenhum esforço para se verificar o quanto a sociedade humana experimenta enormes dificuldades, individuais e coletivas, de todos os tipos.
 
 
Giulia Bertelli/Unsplash
 
 
Se as leis humanas estabelecem critérios para a convivência social atingir o máximo de harmonia, as leis divinas, no campo moral, estabelecem critérios para o Espírito imortal, que preexiste e sobrevive a vida física.
 
Fundamentada nas lições de Nosso Senhor Jesus Cristo, que para os espíritas é o Guia e Modelo máximo dado por Deus, a Doutrina Espírita preconiza os Seus ensinamentos para a convivência, e Jesus estabelece como Lei o amor ao próximo ao dizer:
 
 
“Amarás ao teu próximo como a ti mesmo. Estes dois mandamentos contêm toda a lei e os profetas”
 
(Mateus, 22:39).
 
E ainda acrescenta:
 
“E assim, tudo o que quereis que os homens vos façam, fazei-o também vós a eles”
 
(Mateus, 7: 12)
 
Enquanto seres humanos todos temos necessidades, materiais e subjetivas, individuais e coletivas, que só podem ser satisfeitas, direta ou indiretamente, por outras pessoas, e vice-versa.
 
Os Governos têm algumas dessas necessidades, de cunho eminentemente social, nos seus mais diversos níveis, diretrizes e mecanismos de trabalho para atuação direta no sentido de eliminar ou minimizar as necessidades dos menos favorecidos.
 
Infelizmente, porém, e sem juízo de valor, a ação governamental não tem alcançado o mínimo de sucesso em suas investidas, bastando ver a quantas andam, por exemplo, as áreas da educação, saúde e trabalho, que resultam em uma massa humana sem as mínimas condições de sobrevivência.
 
 
Katarzyna Białasiewicz/ 123RF
 
 
É nesse campo, o das necessidades humanas, que surgiu e se fortalece a cada dia o chamado Terceiro Setor, através de Organizações Não Governamentais, entidades filantrópicas, Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público, organizações sem fins lucrativos e outras formas de associações civis sem fins lucrativos. (2)
 
Em contrapartida, porém, em nenhuma época da história humana se registrou tantas ações voluntárias para a melhora da dignidade humana. Nunca existiram tantas pessoas e entidades voltadas para o voluntariado, no Brasil e no Mundo, para produzir melhores condições de vida para todos.
 
É a Beneficência, que vem, paulatinamente, sendo implantada em nossa sociedade. Mas é preciso entender corretamente a Beneficência e a forma de colocá-la em prática. No capítulo treze de ‘O Evangelho Segundo o Espiritismo’ encontra-se, inserida por Allan Kardec, importante resposta do Eminente Espírito de São Luiz a respeito: é correta a beneficência quando é exclusivamente praticada entre pessoas de uma mesma opinião, da mesma crença ou de um mesmo grupo social?
 
Não, pois é principalmente o espírito de seita e de grupo que é preciso eliminar, porque todos os homens são irmãos.
 
Aaron Blanco/Unsplah
 
 
Aquele que crê, o cristão, vê irmãos em todos seus semelhantes e, quando socorre aquele que está necessitado, não lhe interessa nem crença, nem opinião, no que quer que seja. Estaria ele seguindo o preceito de Jesus Cristo, que diz para amar até mesmo aos inimigos, se rejeitasse um infeliz por ele ter uma crença diferente da sua? Portanto, que o socorra sem lhe interrogar a consciência, porque, se ele for um inimigo da religião, será um meio de fazer com que ele a ame. Repelindo-o, fará com que ele a odeie.
 
Assim, a prática da Beneficência se firma como o Amor pregado por Jesus e que mais dia, menos dia, naturalmente será implantado por nós, afastando-nos do egoísmo que mantém o estado de sofrimento alheio pela ausência de nossa participação voluntária.
 
Queremos terminar estes apontamentos transcrevendo interessante conclusão a que chegou Alfred Adler, eminente psicólogo Vienense que fundou a psicologia do desenvolvimento individual: “É o indivíduo que não está interessado no seu semelhante quem tem as maiores dificuldades na vida e causa os maiores males aos outros. É entre tais indivíduos que se verificam todos os fracassos humanos”. (3)
 
O grande cientista do psiquismo humano confirmou, na prática, que o efeito produzido pelo bem aos outros resulta em benefício próprio a quem o pratica, como deixou claro em Suas orientações Nosso Senhor Jesus Cristo.
 
Pensemos nisso.
 
Referências:
 

 
 
Antônio Navarro
 
Antônio Navarro
 
Email: antoniocarlosnavarro@gmail.com
Facebook: Antônio Carlos Navarro
Celular: (17) 99702-7066
 


Sítio (site) Principal: http://achama.biz.ly/
e-mail: site@achama.biz.ly
 
 
Para outros artigos espirituais e denúncias por favor visite:
 
Vídeos banidos alternativos




Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.
A religião organizada é desnecessária à espiritualidade.
Excelentes ensinamentos dos mestres têm sido contaminados pelo controle dogmático dessas religiões.
Discernimento sim; julgamento não.
Com discernimento é possível alcançar o espírito da letra de qualquer escritura e é também bem mais fácil escutar a voz da alma que vem do coração.
 

 
Por favor, respeitem todos os créditos


Recomenda-se o discernimento.

 
Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores

 

Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.

 

Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.

 

 
Atualização diária.
 
Free counters!


 

Junho 19, 2020

chamavioleta

A Importância do Hinduísmo.

Escrito por Eu Sem Fronteiras.

18 de junho de 2020. 

 
 
.
 
Estátua de Deus Ganesha com flores em ritual de celebração
Foto de Artem Beliaikin no Pexels
 
 
hinduísmo é um conjunto de crenças que convivem de tal forma que conformam uma cultura que envolve aspectos sobrenaturais, filosóficos e sociais. Portanto, é difícil determinar o hinduísmo como uma religião consistente e harmoniosa. É essencialmente um longo campo religioso onde há diferentes tendências, escolas e diferentes considerações no que diz respeito à metafísica. No entanto, apesar desta grande diferença, é possível estabelecer alguns pontos centrais que podem servir como guia para esta complexa rede e, a partir destes aspectos ter uma visão mais clara sobre esta questão.


Hinduísmo, uma composição de crenças heterogêneas

No território que atualmente é ocupado pela Índia desenvolveu-se uma civilização da qual hoje pouco conhecemos devido à passagem do tempo. Esta civilização tinha vários deuses, muitos dos quais permanecem até hoje no que é conhecido como hinduísmo. No entanto, seria um erro entender que o hinduísmo é uma derivação desta cultura; a mesma foi somente um fator de influência para o conjunto de crenças a que nos referimos, neste sentido, há outros fatores que também contribuíram. Assim, a partir do século XV antes de Cristo, o território é invadido pelos arianos, povo que espalhou suas próprias crenças. Os arianos eram politeístas e atribuíam às divindades os diferentes processos de ordem natural.

Como podemos ver, o hinduísmo estava se formando gradualmente a partir da contribuição de diferentes povos. Esta circunstância faz com que não exista um indivíduo que tenha funcionado como um elemento de coesão de crenças. Por outro lado, o hinduísmo é um processo de diferentes crenças,   convivendo entre si que foram se desenvolvendo, ao longo do tempo e, em alguns casos podem ser antagônicos.


Você também pode gostar



No entanto, tal como já comentamos, apesar desta distancia é possível estabelecer alguns critérios para considerá-las. Um exemplo é Brahma, que em algumas variantes é considerado como uma deidade mas também é como um princípio subjacente à realidade; para o hinduísmo este princípio é a causa da criação. Outro elemento muito divulgado é o da reencarnação, o que pode ocorrer em formas superiores ou inferiores de vida, de acordo com o comportamento que se teve em vida; neste sentido existe para o hinduísmo uma lei chamada Karma que considera as ações que uma pessoa teve durante sua existência são levadas em conta para sua vida futura, a sua próxima reencarnação.


Eu Sem Fronteiras
 
 


 

Sítio Principal: http://achama.biz.ly/
 
 
 
 
Para outros artigos espirituais e denúncias por favor visite:
 
Vídeos banidos alternativos




Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.
A religião organizada é desnecessária à espiritualidade.
Excelentes ensinamentos dos mestres têm sido contaminados pelo controle dogmático dessas religiões.
Discernimento sim; julgamento não.
Com discernimento é possível alcançar o espírito da letra de qualquer escritura e é também bem mais fácil escutar a voz da alma que vem do coração.
 

 
Por favor, respeitem todos os créditos


Recomenda-se o discernimento.

 
Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores

 

Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.

 

Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.

 

 
Atualização diária.
 
Free counters!



geoglobe1


 


 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub