Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

Fevereiro 10, 2023

chamavioleta

Os terramotos na Turquia e na Síria

O Conselho Arcturiano da 9ª Dimensão
Canalizado por Daniel Scranton

Tradução a 9 de fevereiro de 2023

 

the earthquakes in turkey & syria - the 9d arcturian council - channeled by daniel scranton - channeler of aliens

Saudações. Nós somos o Conselho Arcturiano. Temos o prazer de nos ligar a todos vós.
 
Estamos aqui para projectar a nossa energia e a nossa consciência sobre vós lá no planeta Terra. Estamos aqui para vos dar uma perspectiva que vos pode e irá ajudar a viver vidas de beleza, alegria, criatividade, amor, paz e maravilha. Pode aproveitar a nossa energia, mesmo quando não estamos a passar pelo canal aqui. Colocamo-nos à disposição de cada um de vós, e aparecemos ainda mais em tempos de trauma e tragédia lá na Terra. Sabemos que muitas pessoas morreram na Turquia e na Síria, e sabemos que os terramotos parecem implicar que todos vós necessitais de ser abalados. Mas não se trata disso.
 
Tudo se resume a levar-vos a um estado de consciência mais elevado, e aqueles de vós que são capazes de testemunhar um desastre natural de longe podem enviar amor, paz e cura àqueles que estão em sofrimento, sofrendo perdas, e que estão agora sem abrigo. Têm a capacidade de criar uma bela mudança de consciência, juntamente com aqueles de nós que aparecem dos planos não-físicos, dos planos superiores, pois estamos todos aqui para ajudar, e a nossa ajuda aumenta em tempos de maior necessidade. 
 
A humanidade também aparece nesses tempos de necessidade. Trazemos o melhor de nós quando os nossos companheiros humanos estão em apuros. Já vimos isto vezes sem conta, e continua nas horas e dias desde os trágicos terramotos que ceifaram a vida de tantos e deixaram tantos mais feridos, sem abrigo, e sem comida e água. Estamos aqui para ajudar a amplificar a cura e a compaixão que pode vir do resto da humanidade, e já a vemos. Vemos como se responde nestes momentos à tragédia e trauma dos outros. Sabemos que este é um sinal muito bom para a humanidade porque sabemos que a compaixão eleva a vibração e o nível de consciência da humanidade. Os actos de serviço fazem o mesmo. Sempre que se ama alguém, qualquer animal, ou qualquer coisa, faz-se o mesmo.
 
E assim, apareces para todos aqueles que são afectados pelos terramotos, e nós também o somos. E nós colaboramos, cooperamos, co-criamos juntos uma Terra melhor, e estamos a co-criar uma viagem mais suave, uma transição mais alegre para a quinta dimensão, onde as catástrofes naturais, os colapsos financeiros, e outros eventos caóticos não são necessários. Quando se acede a mais amor, perdão, compaixão e cura dentro de si, e se envia para qualquer pessoa que precise dele, cria-se uma versão diferente da conclusão da mudança, e vibra-se para uma linha do tempo onde se pode experimentar a mudança dessa forma. 
 
Não se preocupem que as coisas vão piorar lá na Terra, porque pelo que podemos ver, a bela forma como a humanidade responde àqueles que precisam é um enorme indicador do que está para vir para todos vós. O que é inevitável é paz e harmonia lá na Terra e mais alegria, mais criatividade, mais tudo o que têm vindo a pedir individualmente e como colectivo. E nós estamos aqui para vos ajudar a chegar lá, para vos empurrar nessas direcções, e é isso que continuaremos a fazer.
 
Nós somos o Conselho Arcturiano, e temos gostado de nos ligar a vós.
 
Daniel Scranton
 
 
 

 
Traduzido por achama.biz.ly com agradecimentos de: 
 
 

 

Fevereiro 08, 2023

chamavioleta

ATUALIZAÇÃO DAS ENERGIAS

Por Celia Fenn

Tradução: De Coração a Coração 

a 8 de fevereiro de 2023

 

* O terremoto na Turquia, mudanças na Terra, Gobekli Tepe e nossa história galáctica *
 
Quero começar expressando simpatia e apoio à Turquia pela perda de vidas sofrida no grande terremoto. Passei muito tempo na Turquia e seu povo é especial para mim.
 
No entanto, notei que o terremoto foi centrado na área de Gaziantep, que fica muito perto do antigo local de Gobekli Tepe.
 
Gobekli Tepe é importante em nossa “recente” história galáctica, pois é a mais antiga estrutura pós-Atlântida conhecida na Terra, que se acredita ter mais de 12.000 anos. Também se alinha com a constelação de Cygnus, o Cisne, em nossa Galáxia.
 
Acredita-se que Cygnus seja a constelação dos Anjos Elohim e o lugar de onde muitas almas angelicais de alta frequência descem para a Terra e retornam às estrelas.
 
Parece-me que este forte terremoto, vindo logo após o Portal 2/2 e a Lua Cheia de Leão, pode ser um aspecto das mudanças na Terra, à medida que a Terra se realinha com Cygnus no processo de se tornar multidimensional.
 
Pode ser que novas frequências importantes, positivas e cheias de Luz, cheguem a esta área que tem sido tão pesada e escura por tanto tempo à medida que as velhas energias densas são quebradas, abrindo espaço para algo novo.
 
Bênçãos e Luz para todos na Turquia e na Síria.
 
Celia
 
 
 

 
Transcrito por achama.biz.ly com agradecimentos a: 
 
 
 

 
Lembrete: 
O discernimento é recomendado

Free counters!Visitor Map
 
 

Outubro 15, 2019

chamavioleta


https://www.washingtonexaminer.com/

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

 
 
.
 
 
 

 
 

Você desconfia da cobertura da “Mídia Mainstream” (média convencional) sobre o que está acontecendo agora no norte da Síria entre os curdos e o exército turco? Você tem um bom motivo para estar desconfiado. A rede ABC exibiu imagens de vídeo supostamente chocantes na segunda e no domingo, alegando ser de uma batalha da linha de frente entre os curdos sírios e os turcos invasores. O único problema é que as imagens parecem vir de uma demonstração noturna de metralhadoras e outras armas na Knob Creek Gun Range, em West Point Kentucky, dentro dos EUA.
 
 

FAKE NEWS descarado na rede ABC ao afirmar que imagens de vídeo de Kentucky mostram ataque turco em “massacre” a civis curdos.

 
 
Em uma exibição quase inacreditável de extrema incompetência ou fake news proposital desmascarada, a rede de televisão ABC News transmitiu imagens de um show de armas no Kentucky, alegando que seria de massacre em ataque turco a civis curdos no norte da Síria, aliados que Donald Trump teria entregado à sua própria sorte ao retirar as tropas dos EUA da Síria.

A (des)organização de notícias fez a incrível, notável e humilhante confusão em seu programa World News Tonight no domingo e, pasmem, novamente no dia seguinte, no programa Good Morning America na segunda-feira. Ele foi apresentado em um pacote que foi fortemente crítico à decisão do presidente dos EUA, Donald Trump, de retirar tropas militares dos EUA do norte da Síria.
Com o impactante título “Abate na Síria”, o gráfico na tela gritou quando o âncora (palhaço) Tom Llamas apresentou a filmagem “Este vídeo aqui parece mostrar os militares da Turquia bombardeando civis curdos em uma cidade fronteiriça síria”, disse Llamas enquanto a fita rolava na tela, em um pseudo massacre na Síria.
“Este vídeo “obtido” pela ABC News parece mostrar a fúria do ataque turco à cidade fronteiriça de Tal Abyad”, disse o correspondente sênior estrangeiro Ian Pannell (com forte sotaque britânico), que está na Síria, na segunda-feira no Good Morning America. Enquanto ele falava, a ABC exibiu imagens mostrando militares não revelados disparando balas de grosso calibre (.50) em alvos não revelados, causando explosões maciças de fogo, de fato um pesado fogo de artilharia.
No início deste domingo, o âncora da ABC News, Tom Llamas, também transmitiu as imagens supostamente chocantes, alegando que mostrava um ataque feroz da Turquia a civis curdos. “A situação rapidamente descontrolada no norte da Síria. Uma semana desde que o presidente Trump ordenou que as forças americanas saíssem dessa região efetivamente abandonando os aliados dos EUA na luta contra [o Estado Islâmico]”, disse ele.
E Lhamas descreve o vídeo como foi ao ar na tela:
“Este vídeo parece mostrar aqui o bombardeio militar de civis curdos da Turquia em uma cidade fronteiriça síria. Os curdos que lutaram ao lado dos EUA contra o ISIS. Agora, relatos horríveis de atrocidades cometidas por combatentes turcos contra esses mesmos aliados”, acrescentou.
A introdução ao programa que ele ancorou, o ABC World News Tonight também alegou a filmagem como sendo de “Uma cidade fronteiriça bombardeada pelos militares da Turquia”
As filmagens seriam realmente impressionantes se realmente fossem do norte da Síria Seria horrível se mostrasse um ataque turco a civis curdos. Mas não mostra os fatos que os (pseudo) jornalistas narram, pois que as filmagens mostram entusiastas de armas norte americanos fazendo um show de pirotecnia fantástico. para uma audiência em Kentucky. De fato, o Machine Gun Shoot e o Military Gun Show, que envolvem as filmagens noturnas muito populares, são um evento semestral na faixa de armas de Kentucky. As pessoas adoram o show. 
Então houve apenas um sério e grande problema: o vídeo não era do norte da Síria, nem da invasão e massacre dos turcos na Síria e foi filmado a cerca de 10.000 km de distância durante o show de armas na Knob Creek Gun Range, perto de West Point Kentucky, nos Estados Unidos da América !!!!
A uso de armas ao ar livre é uma realização de shows dramáticos duas vezes por ano e eles foram imortalizados em vários vídeos do YouTube. A rede ABC reproduziu nacionalmente um vídeo de 2017 do show em seu caótico FAKE NEWS de domingo com direito à repetição na segunda pela manhã.
A exibição dos clipes mostra claramente que é a mesma cena, mas o vídeo foi editado PROPOSITALMENTE para cortar o público assistindo em primeiro plano.
ASSISTA AO VÍDEO ORIGINAL:
Depois de transmitir as imagens com as noticias falsas para a maioria das residências nos EUA, a ABC também enviou o vídeo para o YouTube. O vídeo foi excluído posteriormente quando a manipulação foi completa e vergonhosamente desmascarada pelo público.
O World News Tonight emitiu uma correção na segunda-feira dizendo que a ABC News “lamentava o erro”.
“Nós gravamos o vídeo que foi ao ar no ‘World News Tonight’ domingo e no ‘Good Morning America’ nesta manhã que “pareciam ser da fronteira síria” imediatamente depois que perguntas foram levantadas sobre sua precisão”, twittou a desmascarada rede de televisão.
O erro da ABC é ainda mais flagrante pelo fato de as imagens do show de armas de Kentucky terem se viralizado anteriormente em outra notícia falsa, quando foi alegado, em outra tentativa de FAKE NEWS,  que mostrava pseudo forças curdas destruindo tanques turcos em janeiro de 2018.
Parece que a ABC não emprega nenhum fato real no seu jogo de tentar iludir seus espectadores com noticias manipuladas, falsas e que são desmascaradas, deixando os seus apresentadores bem próximo da realidade, jornalistas transformados em meros marionetes, simples palhaços, noticiando FAKE NEWS.
Voce acreditaria em qualquer “notícia, informação, fatos” que esses jornalistas Fakes vomitam em suas telas de TV? … Bem-vindo ao show de horrores!




Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.
A religião organizada é desnecessária à espiritualidade.
Excelentes ensinamentos dos mestres têm sido contaminados pelo controle dogmático dessas religiões.
Discernimento sim; julgamento não.
Com discernimento é possível alcansar o espírito da letra de qualquer escritura e é também bem mais fácil escutar a voz da alma que vem do coração.
 

 
Por favor, respeitem todos os créditos


 
 


Recomenda-se o discernimento.

 


Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores.


 

 

Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.

 

 

Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.

 

 
Atualização diária.
 
Free counters!



geoglobe1


 


 

Dezembro 26, 2018

chamavioleta

Trump pôs o Estado Profundo (Deep State) em evidência com a retirada das tropas dos EUA da Síria?

Fonte: https://www.strategic-culture.org/.

Tradução, edição e imagens: Thoth3126@protonmail.ch

 
 
.
 
 
 
 
 

 

 
 

 

A razão pela qual tantos personagens dentro dos EUA continuam a interpretar erroneamente as ações do presidente do país, Donald Trump, é porque elas tendem a confundi-lo com as ações e comportamentos de administrações passadas do país, onde a morte e a destruição indiscriminadas eram o cartão de visita dos EUA em um planeta chocado pela violência ianque. Embora certamente errático em suas ações, Trump até agora tem sido previsível em um ponto crucial: manter quem esta no poder tentando adivinhar suas ações.
 
 
Na semana passada, Donald Trump, agindo unilateralmente e no pleno poder como comandante-em-chefe das forças armadas dos EUA, descarrilou os planos do Deep (Estado Profundo) State para mais uma desastrosa “operação de mudança de regime”, anunciando a retirada das tropas dos EUA do longo conflito da Síria.
Em um  vídeo  divulgado via Twitter, o líder norte-americano anunciou que “vencemos a luta contra o ISIS… e chegou a hora de nossas tropas voltarem para casa”.
Num passado não tão distante, tal anúncio teria sido recebido com aplausos, já que é geralmente aceito que a guerra é – pelo menos para aqueles que fazem o trabalho pesado – um empreendimento muito desagradável. Mas os tempos mudaram, juntamente com a “agenda nacional”, e em vez de aplausos enchendo as ondas dos meios de comunicação, o povo americano não consegue ouvir nada a não ser o grito dos falcões indignados em ambos os lados do corredor político. Esse grito é o som do Deep State expressando seu profundo desprazer e até dor profunda ao ver sua agenda sendo desmantelada por Trump e seu governo.
Trump ao retirar as tropas dos EUA da Síria sugere fortemente que o magnata imobiliário de Manhattan pode ser o negócio real, um populista empolgado na Casa Branca por um exército de eleitores em um país enfurecido e dividido que está cansado de suportar as serpentes vendedores de petróleo, armas e munições enganando-os com promessas vazias. Trump é o verdadeiro negócio?
Existem duas escolas de pensamento sobre Donald J. Trump. O primeiro diz que ele é apenas mais um típico político em dívida com os fantoches do establishment do Deep State, obedientemente cumprindo ordens de cima, embora com um pouco mais de blefe e arrogância do que as fraudes do passado, como os Bush, Clintons e Obama. Afinal, continua o argumento, não há nenhuma maneira possível de qualquer indivíduo alcançar o Salão Oval sem o apoio total do establishment – da mídia mainstream, das forças armadas, dos serviços de inteligência e dos grandes conglomerados do  Complexo Militar Industrial (os fabricantes de armas e munições) etc.
Embora essa posição tenha algum mérito, ela subestima toda a extensão do desespero que tem atormentado o coração dos Estados Unidos por muitos anos. Tais sentimentos chegaram ao auge depois que ficou  dolorosamente evidente  que o antecessor de Trump, Barack Obama, apesar de toda a doce conversa de “esperança e mudança”, não era diferente dos outros e, em muitos casos, foi ainda muito pior.
Ao mesmo tempo, superestima a capacidade dos membros do Estado Profundo de controlar e manipular todos os aspectos do processo político nos EUA. Isso explica por que a Rússia foi arrastada para o cenário – o Deep State precisava fornecer algum tipo de álibi sobre como (a satanista) Hillary Clinton perdeu a eleição de 2016, além de fornecer uma cortina de fumaça de 11 fusos horários para esconder sua miríade de irregularidades.
A outra escola de pensamento diz que Trump é o negócio real, uma daquelas forças raras e irresistíveis de natureza política que, por pura força de vontade, caráter e – ouso dizer – gênio (afinal ele tem um QI de 176), sobe as montanhas nebulosas apesar ou por causa das forças poderosas se alinharam contra ele. Em outras palavras, o fenômeno Trump é uma janela aberta de oportunidades para salvar o que resta do sistema político americano, e a elite que serve ao Deep State, plenamente consciente do que está em jogo, está fazendo de tudo para destruí-lo.

 
Neste mapa uma “diferente” visão do ORIENTE MÉDIO: O GRANDE ISRAEL: Em 04 de setembro de 2001 uma manifestação foi realizada em Jerusalém, para apoiar à ideia da implantação do Estado de Israel desde o RIO NILO (Egito) até o RIO EUFRATES (Iraque). Foi organizado pelo movimento Bhead Artzeinu (“Para a Pátria”), presidido pelo rabino e historiador Avraham Shmulevic de Hebron. De acordo com Shmulevic: “Nós não teremos paz enquanto todo o território da Terra de Israel não voltar sob o controle judaico …. Uma paz estável só virá depois, quando ISRAEL tomar a si todas as suas terras históricas, e, assim, controlar tanto desde o CANAL de SUEZ (EGITO) até o ESTREITO de ORMUZ (o IRÃ) … Devemos lembrar que os campos de petróleo iraquianos também estão localizadas na terra dos judeus”.

UMA DECLARAÇÃO do ministro Yuval Steinitz, do Likud, que detém o extenso título de ministro da Inteligência, Relações Internacionais e Assuntos Estratégicos de Israel hoje: “Estamos testemunhando o extermínio do antigo Oriente Médio. A ordem das coisas esta sendo completamente abalada. O antigo Oriente Médio está morto, e o novo Oriente Médio não está aqui ainda. Esta instabilidade extrema poderia durar mais um ano, ou até mais alguns anos, e nós não sabemos como a nova ordem do Oriente Médio vai se parecer à medida que emergir a partir do caos e derramamento de sangue e fumaça atual. É por isso que devemos continuar a agir com premeditação”. No mapa acima podemos ver as pretensões de judeus radicais (tão ou mais radicais quanto os fanáticos islâmicos).
A razão de pertencer ao segundo campo de pensamento é dupla. Primeiro, se Trump realmente fosse apenas mais um político comum na dicotomia entre republicanos e democratas, a grande mídia não estaria tão comprometida em destruir esse homem e tudo o que ele representa. Não é exagero dizer que nunca antes na história dos Estados Unidos um líder político atraiu tanto veneno catastrófico e explosivo do chamado “Quarto Estado” (a mídia mainstream), ele próprio apenas mais um braço comprometido do estado profundo. 
Não só ele é difamado 24/7 em quase todos os principais meios de comunicação, com a Fox News como a única grande exceção, os ataques continuam quando o sol se põe e os mercadores da comédia noturna contam suas  ‘piadas’ do tipo desgaste Trump à noite sem vergonha ou pudor. 
Quando é que a comédia nos Estados Unidos foi tão mesquinha? O mesmo poderia ser dito de Hollywood (controlada pelos judeus khazares), onde as cerimônias de premiação se transformaram em maratonas de manifestações de ódio. Enquanto isso, mesmo do outro lado da “lagoa”, na Grã-Bretanha, a cruzada anti-Trump continua, o que parece bastante estranho, dado que se espera que um país estrangeiro apresente uma versão mais equilibrada da realidade. Este ataque combinado a um indivíduo sugere algo mais do que ódio e aversão; tem o cheiro de um medo palpável enorme.
Outra razão para acreditar que Trump é o negócio real é porque se ele fosse apenas mais um fanfarrão político, seguindo a agenda de interesses especiais e escusos do Deep State, então certamente teríamos estado em guerra até agora. 
É fácil esquecer, já que a mídia nunca menciona isso, mas a América não passou por um período tão longo de ação militar como essa por muitos anos, desde que Bush, Clinton, Barack e Hillary destruíram o Oriente Médio e o país mais desenvolvido da África e o chamaram de “processo de paz”.
E quem poderia esquecer o quão vertiginoso em aplausos o establishment se tornou no ano passado quando Trump deu a eles o primeiro sabor de derramamento de sangue com um ataque limitado com míssil  na Síria? Esperançoso de uma escalada no conflito militar, os lobos neoliberais travestido de ovelhas, como o analista da CNN Fareed Zakaria, que declarou que “Trump se tornou presidente ontem à noite” após o ataque não autorizada pelo congresso a um estado soberano. O âncora da MSNBC Brian Williams, para não ficar atrás, referiu-se à “beleza” do ataque aéreo noturno três vezes em 30 segundos.
Hoje, os liberais “amantes da paz” mais uma vez traíram suas verdadeiras cores, para não mencionar os seus mestres, repreendendo Trump por ter a audácia de trazer nossas tropas para casa de uma zona de guerra. Será que tudo isso significa que Trump – que pode ter sido obrigado a se retirar da Síria como um ato de vingança contra o Estado Profundo por não apenas persegui-lo com coisas como o ‘Russiagate’ pelos últimos dois anos, mas por se recusar a financiar sua Muralha Mexicana continuará a endossar soluções não militares para problemas globais? De modo nenhum. De fato, podemos realmente viver para ver mais desordem militarista sob esse presidente do que de seus predecessores.
A situação entre a Ucrânia e a Rússia, por exemplo, onde Kiev está provocando deliberadamente Moscou, parece madura para algum tipo de  escalada de eventos  que poderiam desencadear uma reação em cadeia de conseqüências insondáveis.
Seja qual for o caso, uma coisa parece certa agora, e esse é o novo desejo de Trump de unilateralmente dar os planos em sua presidência. O Estado Profundo agora deve estar se perguntando o que Trump poderia fazer a seguir: ordenar que os militares dos EUA construíssem seu muro  na fronteira do México? Iniciar  denúncias  judiciais contra a Fundação Clinton sobre alegações de “pagar para jogar”, entre outras coisas? Fechar o sistema da Reserva Federal e trazer de volta o Tesouro dos EUA para imprimir a oferta monetária dos Estados Unidos, conforme previsto na Constituição dos EUA? Tudo está agora na mesa até onde vão as opções de Trump, e isso certamente não deve ser uma preocupação pequena para os poderosos do Deep State, cada vez mais expostos, em Washington DC.


artigo anterior





 

 
Por favor, respeitem todos os créditos


Recomenda-se o discernimento.






Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores.


Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.


Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.






Atualização diária.



Free counters!
 
 
 
geoglobe1
 

 

Abril 25, 2018

chamavioleta


Lista de países destruídos por Hillary!

20 de abril de 2018

Tradução

 
 
 

Lista de países destruídos por Hillary!

 
 
Em um e-mail enviado a Jeffrey Leeds, ex-secretário de Estado dos EUA, Colin Powell, o ex-secretário de Estado americano Colin Powell, escreveu sobre Hillary Clinton: "Tudo o que a HRC diz é que ela estraga a arrogância".
 
O mandato de Clinton como secretário de Estado durante o primeiro mandato de Barack Obama foi um desastre absoluto para muitas nações ao redor do mundo.
 
Nem a campanha de Donald Trump nem a mídia corporativa descreveram adequadamente como vários países do mundo sofreram horrivelmente com as decisões de política externa de Hillary Clinton.
 
Milhões de pessoas foram prejudicadas pelas políticas equivocadas de Clinton e por suas operações “play-to-pay” envolvendo favores em troca de doações à Fundação Clinton e à Clinton Global Initiative.
 
O seguinte é um gráfico de antes e depois, ilustrando, país por país, os efeitos desestabilizadores das políticas de Clinton como Secretário de Estado:
 
Abecásia
 
Antes de Hillary: Em 2009, mais e mais nações começaram a reconhecer a independência desta nação que se separou da Geórgia e repeliu com sucesso uma invasão georgiana apoiada pelos EUA em 2008.
 
Depois de Hillary: Clinton pressionou Vanuatu e Tuvalu a romper relações diplomáticas com a Abkhazia em 2011. O Departamento de Estado pressionou os governos da Índia, Alemanha e Espanha a se recusarem a reconhecer a validade dos passaportes abecazianos e, em violação do Tratado EUA-ONU. recusou-se a permitir que diplomatas abkhazianos visitassem a sede da ONU em Nova York.
 
O Departamento de Estado de Clinton também ameaçou San Marino, Bielorrússia, Equador, Bolívia, Cuba, Somália, Uzbequistão e Peru com recriminações se reconhecessem a Abkházia.
 
 
A Geórgia estava ligada a Clinton através da representação da Geórgia em Washington - o Grupo Podesta - dirigido por Tony Podesta, o irmão do amigo íntimo de Clinton e atual presidente da campanha, John Podesta.
 
Argentina
 
Antes de Hillary: Sob o Presidente Nestor Kirchner e sua esposa Cristina Fernández de Kirchner, a economia da Argentina melhorou e a classe trabalhadora e os estudantes prosperaram.
 
Depois de Hillary: Depois da morte repentina do ex-presidente Nestor Kirchner em 2010, a embaixada dos EUA em Buenos Aires tornou-se um elo para atividades anti-Kirchner, incluindo o fomento de protestos políticos e trabalhistas contra o governo. Enquanto isso, Clinton pressionou fortemente a Argentina em suas obrigações de dívida com o FMI, o que também enfraqueceu a economia.
 
Bolívia
 
Antes de Hillary: o presidente progressista Evo Morales, da Bolívia, primeiro líder indígena aimará do país, forneceu apoio do governo aos produtores de coca do país e aos mineiros. Morales também comprometeu seu governo com a proteção ambiental. Ele manteve seu país fora da Área de Livre Comércio das Américas e ajudou a iniciar o Acordo Comercial dos Povos com a Venezuela e Cuba.
 
Depois de Hillary: Clinton permitiu que a embaixada dos EUA em La Paz provocasse revoltas separatistas em quatro províncias bolivianas de maioria descendente de europeus, bem como fomentasse greves de trabalhadores entre mineradores e outros trabalhadores no mesmo modelo usado na Venezuela.
 
Brasil
 
Antes de Hillary: os presidentes progressistas do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, inauguraram uma nova era para o país com direitos de trabalhadores e estudantes na vanguarda e proteção ambiental e desenvolvimento econômico para as grandes prioridades pobres.
 
 
Depois de Hillary: A autorização de Clinton de espionagem eletrônica maciça da embaixada dos EUA em Brasília e do consulado geral no Rio de Janeiro resultou em um "golpe constitucional" contra Dilma e o governo do Partido dos Trabalhadores, dando início a um governo corrupto apoiado pela CIA.
 
República Centro-Africana
 
Antes de Hillary: Sob o presidente François Bozize, o CAR permaneceu relativamente calmo sob um acordo de paz elaborado sob os auspícios da Líbia de Muammar Qaddafi.
 
Depois de Hillary: Em 2012, terroristas islamistas do movimento Seleka e apoiados pela Arábia Saudita conduziram uma revolta, massacrando cristãos e expulsando o governo de Bozize do poder. O CAR tornou-se um estado falido no Departamento de Estado de Clinton.
 
Equador
 
Antes de Hillary: o Equador começou a compartilhar sua riqueza em petróleo com o povo e a economia, e a situação difícil dos pobres da nação melhorou.
 
 
Depois de Hillary: Clinton autorizou um golpe da Polícia Nacional em 2010 contra o presidente Rafael Correa. A economia logo despencou quando as disputas trabalhistas afetaram os setores de mineração e petróleo.
 
 
Egito
 
Antes de Hillary: Sob Hosni Mubarak, o Egito era uma nação secular estável que suprimia a política jihadista nas mesquitas. A Irmandade Muçulmana orientada pela jihadista foi mantida à distância.
Depois de Hillary: Após a “Primavera Árabe” de Clinton em 2011 e a queda de Mubarak, o Egito viu Mohamed Morsi, presidente eleito da Irmandade Muçulmana. Imediatamente, o país secular deu início a um processo de islamização com os cristãos coptas enfrentando a repressão e a violência, incluindo massacres. A regra de Morsi resultou em um golpe militar, acabando com os movimentos anteriores do Egito em direção à democracia.
 
Alemanha
 
Antes de Hillary: A nação era um país pacífico onde a cultura alemã, assim como a liberdade religiosa e os direitos das mulheres eram garantidos.
Depois de Hillary: A “Primavera Árabe” de Clinton resultou em uma enxurrada de refugiados principalmente muçulmanos sendo acolhidos na Alemanha pelo Oriente Médio, África e Sul da Ásia. Hoje, a Alemanha é arruinada pelo crime de refugiados muçulmanos, hábitos de saúde pública insalubres e prejudiciais de migrantes, agressões sexuais de mulheres e crianças migrantes, aumento de atos de terrorismo e diminuição da cultura alemã e práticas religiosas.
 
Grécia
 
Antes de Hillary: A Grécia era uma nação que via os serviços sociais da rede de segurança do governo estendidos a todos os necessitados. Ele também permaneceu um destino turístico de topo para os europeus do norte.
 
Depois de Hillary: A crise da dívida de 2010 emagreceu a economia grega e Clinton permaneceu inflexível de que a Grécia cumprisse as medidas econômicas draconianas ditadas pela Alemanha, a União Européia e o FMI / Banco Mundial.
 
 
Para piorar as coisas, a “Primavera Árabe” de Clinton acabou resultando em uma enxurrada de refugiados principalmente muçulmanos sendo recebidos em primeiro lugar, as ilhas gregas e depois a Grécia continental, do Oriente Médio, África e Sul da Ásia.
 
Hoje, a Grécia, especialmente as ilhas de Lesbos, Chios, Samos, Symi, Rodes, Leros e Cós são destruídas pelo crime de refugiados muçulmanos, hábitos insalubres de saúde pública de migrantes, agressões sexuais de homens e mulheres migrantes, atos de incêndio criminoso e vandalismo, e uma diminuição da cultura grega e práticas religiosas.
 
Guatemala
 
Antes de Hillary: Sob o governo do presidente Álvaro Colom, o primeiro presidente progressista populista do país, os pobres receberam acesso à saúde, educação e seguridade social.
 
Depois de Hillary: Clinton autorizou a embaixada dos EUA na Guatemala a trabalhar contra as eleições de 2011 como presidente da esposa de Colom, Sandra Torres. Colom foi sucedido por um presidente corrupto de direita que renunciou por corrupção e depois foi preso.
 
Haiti
 
Antes de Hillary: O Haiti foi preparado em 2011 para re-eleger Jean-Bertrand Aristide, forçado a deixar o cargo e exilar-se em um golpe da CIA em 2004. A perspectiva do retorno de Artistide ao poder foi uma bênção para os moradores das favelas do Haiti.
 
Depois de Hillary: Clinton se recusou a permitir que Aristide retornasse ao Haiti do exílio na África do Sul até que fosse tarde demais para concorrer na eleição de 2011. Sob uma série de presidentes instalados nos EUA, todos aprovados por Bill e Hillary Clinton, o Haiti é uma vaca virtual para os Clintons.
 
 
A Fundação Clinton desviou para seu próprio uso, ajuda internacional ao Haiti, e os Clintons garantiram que seus amigos ricos nas empresas de hotéis, têxteis e construção desembarcassem contratos lucrativos para projetos haitianos, nenhum dos quais beneficiara os pobres haitianos e muitos dos quais resultou em lojas de suor e práticas trabalhistas extremamente baixas.
 
Honduras
 
Antes de Hillary: Democracia multipartidária emergente com um presidente populista progressista, Manuel Zelaya. As crianças recebiam educação gratuita, as crianças pobres recebiam refeições escolares gratuitas, as taxas de juros eram reduzidas e as famílias mais pobres recebiam eletricidade gratuita.
 
Depois de Hillary: Clinton autorizou um golpe militar contra Zelaya em 2009. O homem da família Clinton "consertar" Lanny Davis tornou-se um defensor das relações públicas para a ditadura militar. A resultante ditadura fascista envolvida em assassinatos de jornalistas, políticos e líderes indígenas por esquadrões da morte extrajudiciais seguiu o “golpe constitucional” contra Zelaya. Durante 2012, Clinton ordenou que a embaixada dos EUA em Tegucigalpa trabalhasse contra a eleição de 2013 de Xiomara Castro de Zelaya como presidente.
 
Iraque
 
Antes de Hillary: Sob o governo do primeiro-ministro Nouri al-Maliki, o Iraque passou por pequenos movimentos em direção a um alojamento com os curdos do norte e os sunitas. O Irã agiu como uma força política moderadora no país que impediu quaisquer tentativas de jihadistas apoiados pelos sauditas de perturbar o governo central em Bagdá.
 
Depois de Hillary: A Primavera Árabe de Clinton resultou na ascensão do Estado Islâmico Sunita / Wahhabista no norte e no oeste do Iraque e o mergulho do Iraque em estado de estado falido. Shi'as, curdos, yazidis, cristãos assírios e sunitas moderados foram massacrados pelos jihadistas no norte, oeste e centro do Iraque. As cidades iraquianas de Mosul, Kirkuk e Nínive caíram para as forças do EIIL, com os não-muçulmanos sendo estuprados, torturados, executados e antiguidades inestimáveis ​​sendo destruídas pelos saqueadores jihadistas.
 
Independência do Kosovo
 
Estas incluem o Paquistão, Palau, Maldivas, São Cristóvão e Névis, Dominica, Fiji, Papua Nova Guiné, Burundi, Timor Leste, Haiti, Chade, Gâmbia, Brunei, Gana, Kuwait, Costa do Marfim, Gabão, Santa Lúcia, Benim, Níger, Guiné, República Centro-Africana, Andorra, Omã, Guiné-Bissau, Catar, Tuvalu, Kiribati, Honduras, Somália, Djibuti, Vanuatu, Suazilândia, Mauritânia, Malauí, Nova Zelândia, República Dominicana, Jordânia, Bahrein e Comores.
Na capital do Kosovo, Pristina, há uma estátua de 10 pés de altura de Bill Clinton em pé sobre Bill Clinton Boulevard. Não muito longe está uma loja de roupas femininas chamada “Hillary”.
 
Líbia
 
Antes de Hillary: Sob o comando de Muammar Kadafi, a Líbia pós-sanção viu um boom na construção urbana e um novo grande aeroporto internacional para servir como um centro para a África. Planos anunciados para um dinar africano, apoiado por propriedades de ouro da Líbia, para atender às necessidades da África. Todos os líbios receberam educação gratuita e assistência médica. Houve um programa de partilha de receitas da riqueza petrolífera da Líbia com o povo líbio.
 
Depois de Hillary: As operações de mudança de Clinton em 2011 contra Kadafi, que viu o líder soviético ser agredido, espancado e baleado na cabeça por rebeldes jihadistas supervisionados pelos Estados Unidos, fizeram com que Clinton ria do incidente no infame: “Viemos, vimos, ele morreu ”comentário. A Líbia se tornou um estado fracassado onde terroristas jihadistas islâmicos disputavam o controle do país e os esconderijos de Qaddafi eram dados ou vendidos a terroristas jihadistas na Síria, Iraque, Egito, região de Pan-Sahel e África subsaariana. Após a deposição de Kadafi, os trabalhadores convidados negros africanos e suas famílias foram massacrados pelas forças jihadistas.
 
Malásia
 
Antes de Hillary: A Malásia, antes de 2009, era uma nação religiosamente tolerante, onde budistas, cristãos e hindus desfrutavam da liberdade de religião.
 
Depois de Hillary: Em 2009, Najib Razak tornou-se primeiro-ministro e começou a aceitar subornos da Arábia Saudita que totalizaram cerca de US $ 2,6 bilhões com mais dinheiro público malaio nas contas bancárias pessoais de Razak mais o caixa saudita totalizando cerca de US $ 3,5 bilhões. Razak começou a permitir que os clérigos influenciados pelos sauditas pressionassem pela sharia em toda a Malásia e os cristãos em Sarawak, Sabah e Penang começaram a sofrer a repressão wahhabista. Clinton ficou em silêncio sobre a perseguição da Malásia aos não-muçulmanos. O motivo pode ter sido um relato de várias centenas de milhões de doações do fundo secreto do Razak para os cofres da Fundação Clinton.
 
Palestina
 
Antes de Hillary: Em 2012, a Palestina recebeu status de observador não-membro nas Nações Unidas. O Relatório Goldstone de 2009 da ONU descobriu que Israel violou a lei humanitária internacional em sua guerra contra Gaza em 2009. A Palestina estava ganhando mais apoio e simpatia internacionalmente e estava conseguindo acabar com a desinformação da propaganda israelense.
 
Depois de Hillary: Hillary Clinton rejeitou o Relatório Goldstone como "unilateral". O apoio desenfreado de Clinton à expansão dos assentamentos israelenses na Cisjordânia e Jerusalém Oriental e seu silêncio sobre o desumano bloqueio israelense de Gaza encorajaram o governo de direita teocrático de Israel a invadir territórios palestinos e consolidar uma série de "bantustões" palestinos como um apartheid na Cisjordânia e um gueto a céu aberto em Gaza.
 
Paraguai
 
Antes de Hillary: O país sob Fernando Lugo começou a tirar da pobreza os camponeses rurais e trabalhadores urbanos do país. O Paraguai também iniciou um movimento firme em direção à democratização após anos de ditaduras militares.
 
Depois de Hillary: o “golpe constitucional” de Clinton contra Fernando Lugo, em 2012, trouxe de volta ao poder a oligarquia militar-industrial, com os camponeses da nação sendo forçados a voltar à pobreza e ao domínio repressivo.
 
Sudão do Sul
 
Antes de Hillary: Antes da independência em 2011, o Sudão do Sul, embora repleto de disputas intra-tribais, estava relativamente calmo.
 
Depois de Hillary: Depois de ser levado para a independência do Sudão em 2011, o Sudão do Sul, um projeto especial de Clinton, George Soros e o ator George Clooney, mergulharam na guerra civil e no caos. Ele bateu todos os registros em ser transformado de um estado recém-independente em um estado falhado.
 
Síria
 
Antes de Hillary: a Síria era um estado secular multicultural e multirreligioso que defendia o conceito de socialismo pan-árabe e políticas progressistas promovidas pelo egípcio Gamal Abdel Nasser. A Síria não era um lugar seguro para o jihadismo.
 
Depois de Hillary: Após o sinal verde de Clinton para a “Primavera Árabe” de 2011, a Síria se tornou um estado fracassado, onde o Estado Islâmico ganhou uma posição firme. Aluitas minoritários, cristãos, drusos e curdos foram massacrados por grupos jihadistas auxiliados e incentivados por ONGs e outros interesses apoiados por Clinton.
 
 
Tailândia
 
Antes de Hillary: o movimento da camisa vermelha da Tailândia era uma força poderosa que exigia um retorno à democracia na Tailândia e a restauração do ex-primeiro-ministro Thaksin Shinawatra, derrubado em um golpe militar de 2006, ao poder.
Depois de Hillary: Um protesto de camisa vermelha em 2010 resultou em uma sangrenta repressão pelos militares tailandeses. Clinton permaneceu em silêncio sobre a matança de manifestantes do exército tailandês e as prisões em massa de líderes da Red Shirt. A assistência militar dos EUA ao governo tailandês foi continuada por Clinton. Quando a irmã de Thaskin, Yingluck Shinawatra, se tornou primeira-ministra em 2011, Clinton começou a trabalhar para minar ela e seu governo de uma forma não muito diferente dos subterfúgios de Clinton contra Dilma no Brasil e Cristina Kirchner na Argentina. Quando chega a mulheres líderes, Clinton só tolera conservadores que se reúnem para os Estados Unidos. A pressão contra Yingluck acabou resultando em sua saída em 2014 e ela ser acusada criminalmente da mesma maneira que viu Dilma ser cobrada no Brasil.
 
Tunísia
 
Antes de Hillary: A Tunísia era uma das nações mais seculares do mundo árabe e islâmico. Principal destino dos turistas europeus, o país era mais europeu em suas perspectivas do que o norte-africano.
 
 
Depois de Hillary: Após a “Revolução de Jasmim”, de Clinton, em 2011, uma revolução temática de livro didático elaborada pelo amigo de Clinton, George Soros, a Tunísia desceu ao domínio e violência islâmicos. Hoje, a Tunísia é o principal país para recrutas do Estado Islâmico.
 
Peru
 
Antes de Hillary: A Turquia estava se aproximando cada vez mais dos padrões europeus em direitos humanos e democracia.
Detalhes
Mesmo sob o primeiro-ministro islamista Recep Tayyip Erdogan, o país permaneceu comprometido com o pluralismo.
 
Depois de Hillary: Clinton autorizou o envio de armas líbias capturadas dos esconderijos de armas de Qaddafi aos intermediários turcos no emprego do governo de Erdogan para serem transferidos para os rebeldes jihadistas na Síria. Uma complicação nesse arranjo resultou no ataque jihadista de 11 de setembro de 2012 no depósito da CIA em Benghazi, que matou o enviado americano Chris Stevens e outros funcionários do Departamento de Estado.
Detalhes
O namoro da Turquia com os rebeldes jihadistas na Síria foi refletido pela crescente islamização da Turquia. Os eventos de 2011 e 2012 resultaram na Turquia hoje sendo governada por um líder islamista, Erdogan, com a oposição política aberta sendo reprimida.
 
Ucrânia
 
Antes de Hillary: A Ucrânia era um país estável e neutro que nem se alinhava com o Ocidente e a OTAN nem com a Rússia sob a presidência de Viktor Yanukovych, eleito em 2009 e inaugurado em 2010.
 
Depois de Hillary: Clinton tentou de tudo para garantir a derrota de 2009 de Viktor Yanukovych. O Departamento de Estado e seus amigos no campo de George Soros deram assistência à candidata favorita de Clinton, Yulia Tymoshenko, para derrotar Yanokovych. Foi essa interferência inicial nas eleições de 2009 que levou à revolução “Euromaidan” em 2014 contra o governo, resultando em guerra civil, retrocesso da Criméia de volta à Rússia e estados secessionistas no leste da Ucrânia. As políticas de Clinton levaram diretamente a um estado falido na Europa.
 
Venezuela
 
Antes de Hillary: Sob Hugo Chávez, o país prestou serviços sociais básicos aos seus cidadãos mais pobres. A Venezuela também forneceu gasolina com desconto para vários países do Caribe e da América Central através do consórcio PetroCaribe.
 
Depois de Hillary: Depois que Clinton permitiu que a embaixada dos EUA em Caracas fomentasse protestos trabalhistas e políticos anti-Chávez, o país começou a vacilar economicamente. Após o diagnóstico de câncer terminal de Chávez em 2012, o Departamento de Estado aumentou a pressão sobre a Venezuela, enfraquecendo a economia e o sistema político do país.
 
Saara Ocidental
 
Antes de Hillary: Reconhecido pela União Africana e várias nações ao redor do mundo como a República Árabe Saaraui Democrática (RASD), o Saara Ocidental via alguma esperança para uma evacuação de tropas de ocupação marroquinas ilegais de seu território.
 
Depois de Hillary: Em 2010, as tropas marroquinas começaram a entrar nos campos de refugiados sarauís e a atacar os residentes, mesmo em zonas de exclusão protegidas pela ONU, onde as tropas marroquinas eram proibidas de entrar. Clinto assegurou que as negociações da ONU e um proposto referendo popular sobre o futuro do Saara Ocidental estivessem paralisados. Clinton pressionou vários Estados a retirar seu reconhecimento da RASD, incluindo São Vicente e Granadinas, Paraguai, Haiti, Guiné-Bissau, Cabo Verde, Malauí, Quênia, Maurício, Zâmbia, Panamá e Burundi. A Clinton Foundation recebeu uma doação de US $ 1 milhão em 2011 de uma empresa de fosfato marroquina pertencente ao governo marroquino e que tem operações de mineração no Saara Ocidental.
 
 
Iémen
 
 
Antes de Hillary: o Iêmen era um estado amplamente secular que estava se transformando em uma federação onde os direitos do Iêmen do Sul e dos Zaidi Houthis do norte do Iêmen estavam sendo reconhecidos.
 
 
Depois de Hillary: a “Primavera Árabe” de Clinton de 2011 e a queda de Abdullah Saleh do poder viram o Iêmen se tornar um estado falido. A Al Qaeda, na Península Arábica, e o Estado Islâmico ganharam controle sobre várias áreas do norte e do sul do Iêmen. A queda de Saleh permitiu à Arábia Saudita conduzir uma guerra genocida no país, com o total apoio de Clinton.


SE VOCÊ QUISER SALVAR A AMÉRICA (ou o seu país) - PASSE ESTE INFORMAÇÃO AOS SEUS FAMILIARES E AMIGOS E POSTAR A OUTROS SITES. ESPALHE A PALAVRA.


Fonte: http://nesaranews.blogspot.ca/


 

Recomenda-se o discernimento.





Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores.


Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.


Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.






Atualização diária.


Abril 08, 2017

chamavioleta



Actualização da Situação Planetária.

Cobra ~ 07.04.2017.

7 Abril, 2017 por Colaborama 

 
 
A limpeza do grupo quimera continua. As forças da Luz estão intensamente a limpar a cabeça da entidade Yaldabaoth com todas as anomalias de plasma e bombas de plasma e todas as tecnologias escalares de plasma do véu. Percebendo que vai perder, o grupo quimera intensificou os ataques de plasma contra os Trabalhadores e Guerreiros da Luz chave que são para além de brutais.




Na quarta-feira, as forças da Luz da Confederação Galáctica e do Comando Ashtar iniciaram a remoção activa de toda a negatividade de plasma próxima da superfície do planeta. Toda intervenção directa das forças da Confederação no interior da quarentena da Terra provoca uma retaliação do grupo quimera e eles começaram primeiro por tentar provocar o conflito nuclear entre os EUA e a Coreia do Norte:

https://www.rt.com/usa/383652-keane-north-korea-nuclear/

https://www.youtube.com/watch?v=jV0GRuR99ZM&feature=youtu.be

Embora tenha havido uma troca nuclear limitada na Quarta-feira numa das bases subterrâneas que vaporizou um certo número de draconianos que trabalhavam para o grupo quimera, as forças da Luz NÃO permitem nenhum conflito nuclear além da potência das mini-armas nucleares que existem superfície do planeta.

Percebendo que eles não serão autorizados a utilizar a opção nuclear, o grupo quimera tem recorrido a tentativas de desencadear uma guerra global com armas convencionais.

Através da rede arconte e jesuíta, eles pressionaram Trump para atacar a Síria:

https://www.rt.com/news/383782-us-strikes-syria-tomahawaks/

Trump fez isso sem a aprovação do Congresso o que é uma clara violação da Constituição:

http://www.washingtonexaminer.com/tim-kaine-trump-has-no-congressional-authorization-for-syria-strike/article/2619644

Esta acção militar ajuda os arcontes na sua tentativa de reconquistar Palmyra, um ponto crucialmente importante no vórtice do pentagrama da Síria:




http://www.presstv.ir/Detail/2017/04/07/517062/Syria-Daesh-Palmyra-US-Russia-airbase

https://www.rt.com/news/383826-isis-used-us-airstrike-syria/

O plano das forças das trevas é o de envolver a Turquia e Israel no conflito e expandi-lo para todo o Oriente Médio:

http://presstv.ir/Detail/2017/04/06/516998/Turkey-Iraq-PKK

Eles esperam provocar Putin mas ele está em contacto com brilhantes estrategas militares Pleiadianos e muito provavelmente ele vai jogar com sabedoria, usando a diplomacia, a opinião pública internacional e o apoio militar ao exército sírio, em vez do confronto directo com os Estados Unidos.

O público internacional está cada vez mais ciente de que o ataque de gás químico em Idlib, que Trump usou como pretexto para atacar a Síria, foi um ataque de falsa bandeira:

http://russia-insider.com/en/politics/real-justice-syria-gas-attack-moscow-submits-evidence-new-resolution-unsc/ri19455

https://sputniknews.com/middleeast/201704051052334782-idlib-chemical-attack-no-facts/

http://theduran.com/confirmed-chemical-weapons-in-idlib-were-stashed-by-terrorists/

https://sitsshow.blogspot.com/2017/04/ron-paul-says-chemical-attack-in-syria-makes-no-sense-all-signs-point-to-a-false-flag.html#more

Envolvendo capacetes brancos:

http://www.veteranstoday.com/2017/04/06/swedish-medical-associations-says-white-helmets-murdered-kids-for-fake-gas-attack-videos/

http://humansarefree.com/2017/04/chemical-weapons-attack-in-syria.html

Agora os que veneram Trump finalmente estão a começar a ficar sóbrios:

http://www.mirror.co.uk/news/politics/donald-trump-bombed-syria-biggest-10178367

As forças da Luz farão o que puderem para limitar tanto quanto possível a escalada deste conflito militar. Fontes dos Dragões reconfirmaram que esta será uma escalada curta, intensa, mas limitada. A Resistência espera que a situação atinja o seu ponto de maior intensidade na próxima Terça-feira.

A Deusa quer Paz e Paz terá!

Assim que eu ia publicar esta e a próxima actualização, que será ainda mais importante, o blogger teve uma quebra de serviço durante algumas algumas horas por todo o mundo, atrasando a publicação do meu artigo:

http://downdetector.com/status/blogger

Uma interessante “coincidência”.

Vitória da Luz!

Fonte: http://2012portal.blogspot.pt/2017/04/planetary-situation-update.html





Leia em:

English

slovenščina
 



 

Recomenda-se o discernimento.






Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores.


Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.


Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.




Atualização diária.



Donations via PayPal
esoterismo
Please do not change this code for a perfect fonctionality of your counter
esoterismo

Abril 08, 2017

chamavioleta

ATAQUE DE TRUMP COM MÍSSEIS NA SÍRIA É UM SINAL DO DESESPERO DA MÁFIA KHAZARIANA 

BENJAMIN FULFORD  07.04.2017

Tradução: Candido Pedro Jorge




O ataque com mísseis, na Síria, ordenado pelo presidente dos EUA, Donald Trump é um sinal de desespero, não de poder e que vai levar ao fim da presidência de Trump, dizem fontes da CIA na Ásia. Não foi por acaso que o ataque com mísseis ocorreu quando o presidente chinês, Xi Jinping, estava visitando os EUA, uma vez que estava destinado a provocar a China e a Rússia. No entanto, este ataque NÃO irá causar a 3ª Guerra Mundial e não conseguirá evitar a falência do governo corporativo dos Estados Unidos.


Este ataque ocorreu depois que os chefes de Estado do Egito e da Jordânia visitaram os EUA para exigir o fim definitivo dos crimes israelenses no Oriente Médio e forçar uma solução para o problema palestino. Os militares dos EUA apóiam esse pedido e criaram uma aliança em torno de Israel para garantir tal resultado.


Numa tentativa desesperada de impedir as suas mortes, os khazarianos forçaram Donald Trump chantageando-o com um vídeo em que aparecia violando uma menina de 12 anos, disseram fontes da CIA e da NSA. Ao forçar Trump a realizar este ato, no entanto, os khazarianos só revelaram seu desespero e condenaram a presidência de Trump.


Os gângsteres adoradores de satanás que controlam o Estado de Israel, aparentemente, não leram a história do menino que gritava “é o lobo” ou, neste caso, o menino que gritou gás Sarin. Eles perderam completamente a capacidade de enganar o mundo, não importa quão histericamente sua propaganda repita suas mentiras sobre Sarin ou qualquer outra coisa.


http://www.veteranstoday.com/2017/04/06/swedish-medical-associations-says-white-helmets-murdered-kids-for-fake-gas-attack-videos/


É hora de acabar de uma vez por todas com reinado de terror desses criminosos na superfície do planeta Terra.


Benjamin Fulford
 
 
 



 
Agradecimentos a: Sementes das Estrelas

Recomenda-se o discernimento.






Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores.


Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.


Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.




Atualização diária.



Donations via PayPal
esoterismo
Please do not change this code for a perfect fonctionality of your counter
esoterismo

Outubro 22, 2015

chamavioleta

A Rússia está derrotando mais do que o EI 'Estado Islâmico' na Síria.

Por F. William Engdahl


Tradução, edição e imagens: Thoth3126@protonmail.ch


A área em vermelho é o mapa da Ucrânia e não o da Síria.

A Rússia e seu presidente, Vladimir Putin, um pouco mais de um ano atrás, em julho de 2014 foram o foco das atenções na Europa e América do Norte, acusado sem um pingo de provas forenses, de abater um avião civil desarmado de passageiros da Malaysia (Voo MH-17) Airlines sobre a Ucrânia oriental. Os russos foram considerados como tentando restaurar a URSS-União Soviética com o seu acordo para o referendo popular de cidadãos da Crimeia para anexar a região à Federação Russa contra a vontade da Ucrânia.



Tradução, edição e imagens: Thoth3126@protonmail.ch


As Sanções ocidentais (EUA-UE) foram sendo jogadas sobre a Rússia por Washington e a UE. As pessoas falavam de uma nova Guerra Fria. Hoje, o quadro está mudando rápida e profundamente. É que Washington agora está na defensiva, e seu “governo” sendo exposto pelas ações criminosas (apoio aos terroristas) que vem conduzindo na Síria e em todo o Oriente Médio, incluindo a criação da recente crise de refugiados sírios na Alemanha e em grandes partes da UE.

Dia 15/10/2015 – Autor: F. William Engdahl – Fonte: http://journal-neo.org

Como um estudante de política internacional e economia durante a maior parte da minha vida adulta, devo dizer que o auto controle emocional que Vladimir Putin e o governo russo tem demostrado contra os insípidos ataques ad hominem, de pessoas como Hillary Clinton, que comparou Putin a Adolf Hitler, é notável.


Mas mais do que controle é necessário para evitar trazer o nosso mundo à beira, como alguns podem dizer, do início de uma III Guerra Mundial. Uma ação brilhante e dirigida é essencial. Aqui relatamos algo extraordinário que aconteceu nos poucos dias desde que o presidente Vladimir Putin discursou em 28 de setembro na AGNU (Assembleia Geral das Nações Unidas) em Nova York.

O que PUTIN disse na assembleia da ONU…

O que Putin disse à Assembléia Geral das Nações Unidas deve ser anotado para colocar o que ele e a Rússia fizeram nos dias imediatamente a seguir a assembleia da ONU. Primeiro de tudo ele deixou claro que que a Rússia está escrupulosamente respeitando a Carta dos direitos internacionais por trás da Carta das Nações Unidas ao justificar as ações de apoio militar na Síria. A Rússia, ao contrário dos EUA, foi formalmente convidada pelo governo sírio legítimo para ajudar na sua guerra interna contra o terror (patrocinado pela CIA-EUA-OTAN).

Para os delegados e chefes de Estado presentes, Putin declarou na ONU: “As decisões debatidas no âmbito da ONU ou são tomadas sob a forma de resoluções ou não. Como dizem os diplomatas, ou passa ou não fazem. Qualquer medida tomada para contornar esse procedimento é ilegítima e constitui uma violação da Carta da ONU e as Leis internacionais contemporâneas.”

Ele continuou: “Nós todos sabemos que após o fim da Guerra Fria, o mundo foi deixado com apenas um centro de posição dominante (os EUA), e aqueles que se encontram no topo da pirâmide foram tentados a pensar que, uma vez que eles são tão poderosos e excepcionais, eles sabem melhor o que precisa ser feito e, portanto, eles não precisam contar com a aprovação da ONU, mas passam por cima de suas decisões quando necessário, muitas vezes, se a ONU está em seu caminho.”

Putin seguiu em seu discurso enviando uma CLARA MENSAGEM para os governos de Washington e da Europa OTAN sobre o assunto de soberania nacional, uma espécie de anátema para muitos que abraçam o Nirvana da globalização, homogeneização de todos os países em um mesmo um nível e governo central:“Qual é o significado da soberania do Estado, o termo que tem sido mencionado pelos nossos colegas aqui?“, perguntou retoricamente Putin.

Presidente russo, Vladimir Putin, discursa em 30 de setembro de 2015, no plenário da ONU pela primeira vez desde 2005


“Basicamente, significa a liberdade, cada pessoa e cada estado ser livre para escolher o seu próprio futuro. A propósito, isso nos leva à questão da chamada legitimidade das autoridades do Estado. Você não deve brincar com as palavras e manipulá-las. Em direito internacional, assuntos internacionais, cada termo tem que ser claramente definido, transparente e interpretado da mesma forma como um todo“.

Putin acrescentou: “Somos todos diferentes, e devemos respeitar isso. As nações não devem ser forçadas a adotar o mesmo modelo de desenvolvimento de conformidade com que alguém tenha declarado ser o único e mais apropriado. Devemos todos lembrar as lições do passado. Por exemplo, podemos lembrar exemplos do nosso passado soviético, quando a União Soviética exportou experimentos sociais, pressionando e impondo por mudanças em outros países, por razões ideológicas, e isso muitas vezes levou a conseqüências trágicas (com a morte de milhões) e causado degradação em vez de progresso. “

Estas poucas palavras sucintamente apontam para o que está fundamentalmente errado na ordem internacional hoje. Países, acima de tudo proclamando-se como única superpotência, de hegemonia infalível, como os EUA, esta arrogantemente agindo depois do colapso do seu principal adversário, a antiga União Soviética, em 1990, para criar o que só pode ser chamado como um império totalitário global, o queo presidente George Herbert Walter Bush (pai) em discurso de onze de setembro de 1991, ao Congresso norte americano, declarou como uma Nova Ordem Mundial.

Eu acredito com convicção que as fronteiras não importam, mas que o respeito pelos diferentes povos e culturas, diferentes experiências históricas é essencial em um mundo de paz. Isso é verdadeiro tanto para com as nações como para com os seres humanos individuais. Nós parecemos ter esquecido essa simples noção humanista básica em meio a todas as guerras e matanças das últimas décadas em nome da implantação de uma Nova Ordem Mundial. Vladimir Putin recorda-nos.

Em seguida, o presidente russo vai ao cerne da questão. Ele põe a nu as verdadeiras atividades da Administração dos EUA e Obama na Síria e no Oriente Médio em armar e treinar terroristas islâmicos “moderados” para atacar como uma bête noire (Black Beast-Besta Negra) a mando de Washington (e de Israel), devidamente eleito e, recentemente, o presidente reeleito da Síria, Bashar al Assad.


Putin declarou: “Em vez de aprender com os erros dos outros, alguns preferem repeti-los e continuar a exportar revoluções, somente que agora estas revolução são“revoluções democráticas”. Basta olhar para a situação no Médio Oriente e na África do Norte … os problemas foram se acumulando por muito tempo nesta região, e as pessoas não queriam mudanças. Mas qual foi o resultado real? Em vez de trazer reformas, a agressiva intervenção às instituições governamentais precipitadamente destruiu o modo de vida local. Em vez de democracia e progresso, agora há violência, pobreza, morte, desastres sociais e total desrespeito pelos direitos humanos, incluindo até mesmo o direito à vida“.

Então, em uma observação dirigida ao governo de Washington e de sua ONG Cor Revolutions conhecida como a Primavera Árabe, Putin incisivamente fez a pergunta:“Eu estou perguntando àqueles que criaram esta situação: vocês, pelo menos, perceberam agora o que vocês causaram?”

Putin, sem nomear os EUA diretamente, aborda o papel do país e da OTAN (Europa) na criação da organização EI-Estado Islâmico, ÍSIS, (meros mercenários travestidos de terroristas à serviço da agenda Neocon dos EUA-ISRAEL), notando com precisão a anomalia curiosa de que a nova e sofisticada unidade do Tesouro dos EUA criada para conduzir sanções financeiras contra organizações terroristas, ignora totalmente as fontes de financiamento do grupo EI-ISIS, ignora que as vendas de petróleo pelos “terroristas” é facilitada pela própria família do presidente turco, para citar apenas um caso.

Assista o vídeo (legendado) em que Putin explica à jornalistas do ocidente em N. York como os Estados Unidos criaram o EI-ISIS:



O presidente russo, declarou:


“… o Estado islâmico em si não surgiu do nada. Ele foi desenvolvido inicialmente como uma arma contra regimes seculares indesejáveis. Após ter controle estabelecido sobre partes da Síria e do Iraque, o Estado Islâmico expande agora agressivamente seus tentáculos em outras regiões. Ele busca o domínio no mundo muçulmano e além … A situação é extremamente perigosa. Nestas circunstâncias, é hipócrita e irresponsável se fazer declarações sobre a ameaça do terrorismo e, ao mesmo tempo fechar os olhos para os canais utilizados para financiar, treinar e apoiar terroristas, incluindo as receitas do tráfico de drogas, o comércio ilegal de petróleo e ocomércio de armamento”.

E o que Putin está fazendo …

A Rússia nas últimas semanas ultrapassou e atropelou ??a agenda diabólica, e eles são muito diabólicos, da Administração Obama não só na Síria, mas também em todo o Oriente Médio e agora na UE, liberando o fluxo de refugiados. Ele chegou a convidar abertamente Obama em sua reunião em New York, em 30 de setembro para cooperar com a Rússia para derrotar o EI-ISIS. Obama teimosamente insistiu que primeiro Assad deve ser deposto, apesar do fato de que Christine Wormuth, a subsecretária responsável pela guerra síria no Pentágono, confirmar as declarações russas sobre o papel essencial de Assad hoje em qualquer derrota do EI-ISIS. Ela disse ao Senado dos EUA que as forças militares de Assad “ainda tem uma força considerável”, acrescentando: “ainda é a mais poderosa força militar na Síria. A avaliação agora é que o regime (Assad) não está em perigo iminente de cair“.

Agora vêm os gritos de protesto dos neo-cons “senhores da guerra” sanguinários, como o sempre pronto para a guerra, senador John McCain, presidente da ONG Instituto Republicano Internacional de exportação da revolução democrática apoiado pela ONG dos EUA, a National Endowment for Democracy. Ou ouvimos débeis protestos do presidente Obama. Isto porque o governo em Washington encontra-se agora profundamente exposto à luz do escrutínio mundial por apoiar, financiar e treinar os grupos terroristas (mercenários) na Síria contra um líder de estado e de um governo devida e legalmente eleito pelo povo da Síria. Os “senhores da guerra” dos EUA acusam a Rússia de atacar posições da “oposição síria moderada” ou civis.


As Roupas Novas do Imperador

O Presidente da Rússia, Vladimir Putin está desempenhando o papel sempre tão elegante, mesmo graciosamente, do pequeno menino no clássico conto de fadas de Hans Christian Anderson de 1837, A Roupa Nova do Imperador. O menino está com sua mãe em meio a milhares de outros moradores no meio da multidão do lado de fora da varanda do palácio do Imperador, onde o rei dissociado de seu povo se pavoneia andando pela varanda completamente nu, pensando iludido de que está vestindo um magnífico novo conjunto de roupas. O menino grita, para o constrangimento de todos os cidadãos servis que “fingem ver as roupas magníficas do rei”, “Mamãe, olha o imperador não tem nenhuma roupa, ele ESTA NU!”

O que quero dizer com isso? Nos primeiros quatro dias de bombardeio de precisão de selecionados locais na Síria caças avançados russos disparando mísseis ar-superfície Kh-29L guiados por laser, que atingem alvos com uma precisão inferior a dois metros, conseguiu destruir os principais centros de comando do grupo EI-ISIS, depósitos de munições e armas e infra-estruturas vitais. De acordo com os relatórios oficiais do Ministério da Defesa russo, com fotos, os aviões bombardeiros Su-34 atacaram um campo de treinamento especial e depósito de munições dos terroristas perto de Al-Tabqa, província de Ar-Raqqah, “um posto avançado crítico foi capturado em agosto de 2014, após as batalhas amargas. “Como resultado da explosão do depósito de munição, o campo de treinamento terrorista foi completamente destruído”, o porta-voz do Ministério da Defesa russo afirmou. Os jatos Russos Su-25 também atacaram o acampamento de treinamento do Estado Islâmico no Idlib na Síria, destruindo uma oficina para produção de cintos de explosivos .

Moscou afirma que aviões de sua força aérea “destruiu três depósitos de munições, combustível e armamento dos grupos armados ilegais. Bombas de aviação KAB-500 destruíram munição e armamentos”, e eles usaram bombas de concreto BETAB-500 de perfuração para destruir quatro campos de comando dos grupos armados EI-ISIS. As instalações com terroristas estão completamente destruídas”, acrescentou o porta-voz em Moscou. A aviação da Rússia realizou 20 voos e efetuou 10 ataques aéreos contra instalações do Estado Islâmico (ISIL) grupo terrorista nas últimas 24 horas. Em seguida, Moscou anunciou que também tinha destruido postos-chave de outros grupos terroristas como a Al Qaeda e Frente Al Nusra.


Estes são os chamados “moderados” que McCain e os “senhores da guerra”em Washington estão chorando. Washington tem vindo a criar aquilo a que chama de “nova” Forças armadas da sírias (NSF), que eles alegam é composta por terroristas “moderados”, assim eufemisticamente denominados. Imagine como as palestras de recrutamento de “rebeldes” acontecem: CIA recrutador, pergunta a Mohammed:


“Você é um islâmico moderado? -Claro que sim, meu querido treinador da CIA. Por favor, me leve, me treine e me arme na luta contra o ditador implacável Assad. Estou no seu lado. Você pode confiar em mim…”

No final de setembro, foi relatado que o Major Anas Abu Zayd Obaid, ao completar seu treinamento da CIA na Turquia, desertou da equipe do programa de formação (de terroristas) para se juntar à organização Jabhat al-Nusra (Al Qaeda na Síria) imediatamente ao entrar na Síria. Incrivelmente, as autoridades dos EUA admitem que Washington não controla ou exerce o comando-e-controle de seus proxies jihadistas, uma vez que eles entram na Síria. A Deserção de Abu Zayd depois de ser treinado em técnicas de guerra avançados pelos EUA, é típica. Outros elementos das Forças Novas sírias diretamente entregaram todas as suas armas para Jabhat al-Nusra ao entrar em território sírio na cidade de Atareb no final de setembro.

Estas últimas deserções de “moderados” para juntar-se à frente Al-Nusra da Al Qaeda na Síria aconteceu menos de duas semanas depois de o general Lloyd Austin III, chefe dos EUA na “guerra contra o ISIS”, durante uma audiência do Comitê de Serviços Armados do Senado sobre a Síria, quando admitiu que o programa militar dos EUA que destina produzir 5.400 combatentes treinados por ano, até agora, só resultou em “quatro ou cinco” que ainda permanecem no solo e ativos em combate. O resto foram todos se juntar ao EI- ISIS ou à Al Nusra fcção da Al Qaeda, todos apoiados, treinados, financiados e armados pelos EUA, a “oposição moderada” dos terroristas.

O que os bem-sucedidos ataques aéreos de precisão russos têm feito é expor em toda a sua horrível nudez a roupa nova do imperador. Por mais de um ano, a Administração Obama afirma que usou o poder aéreo (a USAF-Força aérea dos EUA) mais impressionante no planeta supostamente para destruir os terorristas do EI-ISIS, que tem sido descrito como uma “banda de militantes ralé correndo em volta do deserto usando tênis de basquete.”


Curiosamente, até o fim de setembro, o EI-ISIS só ampliou sua teia de poder na Síria e no Iraque sob bombardeios norte-americanos. Agora, dentro de 72 horas, os militares russos, após lançamento de apenas 60 bombardeios em 72 horas, atingindo mais de 50 alvos, colocou os combatentes do EI-ISIS no que o porta-voz do Ministério da Defesa russo descreveu como um estado de “pânico”, onde mais de 600 já desertaram (acaboua farsa, os aviões russos ATACAM DE VERDADE). E, segundo Moscou, a luta está apenas começando, os ataques, eles dizem que é para durar entre três a quatro meses.

A administração de Obama tem treinado terroristas da Al Qaeda / Al Nusra, alegadamente para combater o EI-ISIS, assim como o desonrado general David Petraeus fez no Iraque e no Afeganistão, juntamente com o coordenador especial de Obama, o recém-renuncido general John Allen. Os terroristas “moderados” treinados pelos EUA foram sendo preparados, é agora claro para todo o mundo, na realidade, que a batalha contra o governo de Assad e para abrir o caminho para uma tomada de poder pela Irmandade Muçulmana da Síria e um verdadeiro mergulho na escuridão que o mundo assistirá se isso realmente vier a acontecer.

Agora, com a verdade exposta ao ar livre, demonstrada pelos sucessos notáveis ??de um punhado de aviões de combate russos em quatro dias contra os terroristas, realizando mais do que a pseudo “coalizão anti-ISIS” dos EUA em mais de um ano, fica claro para o mundo que Washington vem jogando um jogo duplo muito sujo.

Agora que a máscara hipócrita usada pela Administração Obama foi arrancado com o sucesso dos ataques de precisão de um míssil guiado por laser russo Kh-29L. Com os governos da UE-OTAN e como os alemães admitiram, para a forte objeção de Washington, Putin demonstrou que a Rússia é uma parte essencial de qualquer solução pacífica para a guerra na Síria e no ORIENTE MÉDIO (IRÃ e Iraque).


Que por sua vez tem uma enorme influência sobre a atual crise dos refugiados sírios na Alemanha e em outras partes da UE. Ele também tem uma enorme influência sobre as perspectivas para a paz mundial. O Parlamento do Comitê norueguês do Prêmio Nobel da Paz em vez de considerar John Kerry como candidato, pode considerar Vladimir Putin e o ministro da Defesa da Rússia, Serguei Choigu, para o prêmio.

F. William Engdahl é consultor de risco estratégico e cientista político, ele é formado em política pela Universidade de Princeton e é um autor best-seller sobre petróleo e geopolítica, exclusivamente para a revista on-line “New Outlook Oriental”.
Saiba MUITO mais em
  1. http://thoth3126.com.br/o-governo-oculto-secreto-nos-eua/
  2. http://thoth3126.com.br/a-visao-das-provacoes-dos-estados-unidos-por-george-washington/
  3. http://thoth3126.com.br/algo-muito-grande-e-definitivo-esta-para-acontecer/
  4. http://thoth3126.com.br/o-projeto-comunista-nos-eua-nwo-nova-ordem-mundial/
  5. http://thoth3126.com.br/o-futuro-colapso-dos-e-u-a-previsto-por-jornal-da-russia/
  6. http://thoth3126.com.br/obama-nasceu-em-mombasa-no-quenia/
  7. http://thoth3126.com.br/os-eua-ou-o-mundo-esta-chegando-ao-fim/
  8. http://thoth3126.com.br/ei-estado-islamico-e-uma-criacao-dos-eua-cia-e-israel-mossad/
  9. http://thoth3126.com.br/nos-os-eua-somos-os-terroristas/
  10. http://thoth3126.com.br/a-farsa-do-estado-islamico-e-o-conflito-no-oriente-medio/
  11. http://thoth3126.com.br/eua-encerram-apoio-a-rebeldes-mercenarios-sirios/
  12. http://thoth3126.com.br/o-endgame-fim-de-jogo-de-putin-na-siria/
  13. http://thoth3126.com.br/eua-acusa-a-russia-de-bombardear-os-bons-terroristas-2/
  14. http://thoth3126.com.br/presidente-da-ue-declara-europa-nao-pode-ter-relacao-com-a-russia-ditada-por-washington/


Permitida a reprodução desde que respeite a formatação original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

Compartilhe:

125Share on Facebook (Opens in new window)125
2Click to share on Twitter (Opens in new window)2
Click to share on Google+ (Opens in new window)
Click to share on Reddit (Opens in new window)
Click to email this to a friend (Opens in new window)

Posted by Thoth3126 on 22/10/2015

Agradecimentos a  http://wp.me/p2Fgqo-9AN



Por favor, respeitem todos os créditos

Arquivos deste escritor em português: 
http://rayviolet2.blogspot.com/search?q=F. William Engdahl


Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores.
Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.
Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.

Atualização diária 


Se gostou! Por favor RECOMENDE aos seus Amigos.
achama.biz.ly 

Israel ou Cazária!?
achama.biz.ly email: nai@achama.biz.ly 

EN: VioletFlame The Illuminati * Alternative Media * North Atlantic Islands * Indian Ocean Islands * South Atlantic Ocean Islands * Alternative Media Creator's Map ESU IMMANUEL Exposing Media DesInformation Galactic Federation Indians, Prophecies and UFOs Illuminati, The Infinite Being Israel (!?) Jews..., the Real ones! *Khazars Jews are converted, not jenuine Meditation Media News NESARA (!?) SCIENCE, SPIRIT, Free Energy!... UFO CONTACTS UFOs (MORE) USA The 4th NAZI Reich!? * Zionism Lies and The Illuminati * Light a Candle for PEACE * The Red Pill * The True Shadow Government
ES: LLAMA VIOLETA 

Outubro 21, 2015

chamavioleta

A "Guerra galáctica por procuração na Síria".

Portal 2012 - 19.10.2015. 

Por  COBRA 

Tradução: Candido Pedro Jorge.



A remoção do grupo chimera continua. No momento, muita coisa ainda não pode ser dita publicamente sobre isso.

Por outro lado, a remoção de seus asseclas draconianos e reptilianos, agora está bastante intensa, já alcançou a conscientização da população dominante:

http://sputniknews.com/politics/20151018/1028720468/end-new-world-order-russia-shifts-balance-power.html

http://www.veteranstoday.com/2015/10/14/putins-wild-card-in-syria/

É importante entender que os khazarianos realmente são draconianos que vieram ao planeta Terra no período Atlante tardio, através do portal do Cáucaso e que mantiveram reencarnações em corpos humanos. O portal do Cáucaso, também foi o principal ponto de entrada para a casta guerreira escrava reptiliana, que veio para o planeta Terra em corpos humanos, no período de Atlântida e, mais tarde, durante o período Neolítico, através da invasão Kurgan:

 

E no século 4, durante a invasão khazariana:

 

Os Pleiadianos e suas raças aliadas, sempre estiveram apoiando a população da Terra em sua luta pela liberdade contra a supressão chimera/draconiana/reptiliana. Os povos eslavos, especialmente os russos, geralmente estiveram abertos à orientação e apoio dos Pleiadianos.

Por volta do ano 965, russos, sob o comando militar de Sviatoslav I, de Kiev, destruíram o estado khazariano:

https://en.wikipedia.org/wiki/Sviatoslav_I_of_Kiev

Esse foi o início da longa animosidade entre khazarianos e russos. Desde então, os khazarianos ficaram sem sua terra natal original e perderam o controle do portal do Cáucaso.

Agora, os Pleiadianos e raças aliadas estão apoiando Putin, em sua missão de limpeza da Síria dos mercenários do Estado Islâmico. Esses seres, na verdade, pertencem à casta guerreira reptiliana, que chegou ao planeta Terra há milhares de anos, através do portal do Cáucaso e mantiveram reencarnações em corpos humanos:

http://exopolitics.org/is-russia-using-weapons-developed-with-extraterrestrial-help-in-syrian-civil-war/

Ultimamente, muitos reféns Pleiadianos foram resgatados na Síria por agentes Spetsnaz Russos, enquanto esses agentes pensavam estar apenas resgatando prisioneiros de guerra humanos de prisões sírias. O pessoal de inteligência superior na GRU, está ciente do elemento extraterrestre na situação da Síria.

O chimera pretende retomar o portal do Cáucaso, sendo esta a razão oculta por trás do envolvimento das forças chechenas na situação da Síria:

http://www.veteranstoday.com/2015/10/16/direct-intelligence-from-syria-and-lebanon/



Apenas digo que Grozny, a capital da Chechênia, é um grande vórtice negativo na matriz energética do planeta que precisa de muita cura e que está ligado a Odessa, na Ucrânia, outro vórtice negativo, um reduto dos khazarianos:

http://one-evil.org/content/entities_locations_odessa.html

A situação na Síria, é o ponto de virada da libertação geopolítica planetária. Militares iranianos estão mostrando orgulhosamente suas bases militares subterrâneas:

https://www.rt.com/news/318702-iran-video-missiles-secret/

Enquanto no lado oposto, os khazarianos sauditas estão em fuga:

http://awdnews.com/top-news/the-mystery-of-fleeing-saudi-princes-and-their-immense-oil-wealth-smuggled-into-europe

Longe das atenções da mídia corporativa, massas na Europa estão começando a se levantar em sua luta pela liberdade.

Quase 2 milhões de pessoas pela independência da Catalunha:

https://www.rt.com/news/315070-catalan-independence-rally-barcelona/

Na Alemanha, um quarto de milhão de pessoas contra o TPP:

http://www.zerohedge.com/news/2015-10-10/biggest-protest-country-has-seen-years-quarter-million-germans-protest-obama-free-tr

Na Bélgica, cem mil pessoas contra a austeridade:

http://journalstar.com/business/belgian-government-faces-big-protests-over-austerity/article_c7a383cf-8826-5be4-9ef9-1d06a4186ef6.html

No plano financeiro, a Aliança Oriental lançou o CIPS, um sistema de pagamento internacional alternativo ao SWIFT:

http://tass.ru/en/economy/827143

http://sputniknews.com/business/20151008/1028228289.html

E os EUA forçados a aprovarem a inclusão do yuan chinês na cesta de moedas do DSE:

http://geopolitics.co/2015/09/27/us-approves-yuan-sdr-inclusion-after-china-orders-300-boeing-planes/

Já existem sinais positivos de rachaduras do atual sistema de escravidão financeira:

http://www.trueactivist.com/this-is-what-happened-when-sweden-adopted-a-6-hour-workday/

Na medida em que as guerras galácticas estão chegando ao fim e com a vitória final e definitiva das Forças da Luz no horizonte, a divulgação suave, de repente não é mais tão suave:

http://news.discovery.com/space/alien-life-exoplanets/has-kepler-discovered-an-alien-megastructure-151014.htm



Com a vitória final se aproximando, algumas pessoas podem querer tentar escapar:

http://www.theguardian.com/commentisfree/2015/sep/16/mega-rich-rocket-ships-escape-earth

E não terão para onde ir.

Vitória da Luz!


COBRA 

Fonte: Portal 2012 



Agradecimentos a  Sementes das Estrelas



Por favor, respeitem todos os créditos

Arquivos deste escritor em português:
http://rayviolet2.blogspot.com/search?q=cobra


Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores.
Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.
Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.

Atualização diária 


Se gostou! Por favor RECOMENDE aos seus Amigos.
achama.biz.ly 

Israel ou Cazária!?
achama.biz.ly email: nai@achama.biz.ly 

EN: VioletFlame * The Illuminati * Alternative Media * North Atlantic Islands * Indian Ocean Islands * South Atlantic Ocean Islands * Alternative Media * Creator's Map * ESU IMMANUEL * Exposing Media DesInformation * Galactic Federation * Indians, Prophecies and UFOs * Illuminati, The * Infinite Being * Israel (!?) * Jews..., the Real ones! * Khazars Jews are converted, not jenuine * Meditation * Media News * NESARA (!?) * SCIENCE, SPIRIT, Free Energy!... * UFO CONTACTS * UFOs (MORE) * USA The 4th NAZI Reich!? * Zionism Lies and The Illuminati * Light a Candle for PEACE * The Red Pill * The True Shadow Government
ES: LLAMA VIOLETA







Outubro 14, 2015

chamavioleta

Obama acusa a Rússia de perseguir os “Bons Terroristas” dos EUA na Síria.

A guerra ao terrorismo é uma farsa. EUA financia e patrocina EI-Estado Islâmico.


By Prof Michel Chossudovsky.

Global Research, October 10, 2015

Edição e imagens: Thoth3126@protonmail.ch




Amplamente documentado mas raramente mencionado em reportagens e notícias é o fato de que o EI-Estado Islâmico ser uma criação dos serviços de inteligência dos EUA com seus membros tendo sido recrutados, treinados e financiados pelos Estados (CIA) Unidos e seus aliados o que aqui incluiria a Inglaterra, França, Arábia Saudita, Qatar, Turquia e Jordânia. (e Israel)

Edição e imagens: Thoth3126@protonmail.ch

A guerra ao terrorismo é uma farsa. EUA financia e patrocina EI-Estado Islâmico

By Prof Michel Chossudovsky – Global Research, October 10, 2015

Até recentemente o Estado Islâmico tinha sido conhecido como a Al-Qaeda no Iraque (AQI). Em 2014 essa “organização” veio a ser denominada como Estado Islâmico (Estado Islâmico do Iraque e Síria, Estado Islâmico do Iraque e do Levante, ISIL, EI, etc).




O terrorismo do EI-Estado Islâmico é treinado e financiado pelos EUA

A Rússia está agora envolvida na Guerra Contra o Terrorismo

Uma grande virada na dinâmica da guerra Síria-Iraque está se desenrolando agora porque a Rússia está ficando impaciente e agora esta diretamente envolvida na campanha do contra-terrorismo em coordenação com os governos da Síria e do Iraque.

Mesmo que Washington tenha reconhecido essa resolução de Moscou ele se põe agora a reclamar que os russos estão perseguindo os “terroristas moderados”, os bem comportados, apoiados (treinados e financiados) por Washington.




Pela primeira vez o EI esta realmente sendo atacado e sofrendo pesadas baixas e perdas em material bélico agora que a Rússia resolveu agir na Síria, apesar dos protestos dos EUA e Europa

Saindo diretamente da “Boca do Cavalo”. de acordo com o Wall Street Journal:


Ataques Aéreos da Rússia na Síria miram Rebeldes apoiados pela CIA, dizem EUA-Oficiais. Uma das áreas atingidas pelos bombardeiros russos teria sido uma localização ocupada principalmente por rebeldes recebendo fundos, armas e treinamento da CIA e seus aliados.




Manchetes do Wall Street Journal declaram que a RUSSIA ESTA ATACANDO TERRORISTAS/REBELDES APOIADOS PELA CIA-EUA

Um importante dado de informação não mencionado pela reportagem do WSJ é que a CIA está apoiando os terroristas como meio de engatilhar uma “mudança de regime” na Síria, a derrubada do governo de Bashar Al Assad, o que implica a condução de operações secretas no território da Síria:


“A agência de espionagem dos EUA tem armado e treinado rebeldes na Síria desde 2013 para lutar contra o regime de Assad” (WSJ, 30 de setembro de 2015, ênfases acrescentadas, nota do autor: na verdade o apoio secreto vem sendo dado aos terroristas desde o começo da guerra, em março de 2011)

O assunto exposto acima apresentado é conhecido e bem documentado, mas também um assunto praticamente não tocado pelos principais meios de comunicação dos EUA e Europa.

Al Nusra: Os “Bons Terroristas”

Conquanto o Pentágono francamente reconheça agora que a CIA está apoiando grupos afiliados a Al-Qaeda na Síria, incluindo a Al Nusra, ele ainda deplora o fato de que a Rússia esteja supostamente perseguindo os “terroristas moderados”, apoiados por Washington:


Um dos ataques [russos] atingiu uma área principalmente ocupada por rebeldes apoiados pela CIA-Agência Central de Inteligência e serviços secretos aliados, disseram oficiais dos EUA, . . .

Entre as sete áreas que a mídia estatal síria apresentou como alvos dos ataques russos, só uma área, a do leste da cidade de Salamiyah, na província de Hama, tem uma conhecida presença de combatentes. As outras áreas apresentadas são em grande parte dominadas por frações moderadas ou grupos islâmicos como Ahrar al-Sham e a Fronte Nusra, afiliada da Al-Qaeda. (WSJ, 30 de setembro de 2015, ênfases acrescentadas)

Al Nusra é uma organização “jihadista”, afiliada a Al-Qaeda, financiada pelos Estados Unidos, e responsável por inúmeras atrocidades. Desde 2012, AQI e Al Nusra — ambas apoiadas pelos serviços de inteligência dos EUA– estiveram trabalhando, como mãos numa luva, em muitos empreendimentos terroristas na Síria.

Presidente da Rússia, Vladimir Putin dá uma aula aos jornalistas do ocidente sobre QUEM controla os “terroristas” e o terrorismo na Síria (legendado em português):



O governo da Síria identificou em desenvolvimentos recentes suas próprias áreas de prioridade da campanha aérea do contra-terrorismo, prioridade síria essa que consiste essencialmente em focalizar na Al Nusra. Al Nusra é apresentada, e caracterizada, como a ala terrorista do Exército Livre da Síria (FSA).

Conquanto Washington tenha categorizado Al Nusra como uma organização terrorista (no começo de 2012), ele ainda assim apoia a Al Nusra, e seus ditos “rebeldes moderados”, em forma de fornecimento de armas, treino, apoio logístico, munição, recrutamento, etc. Esse ajuda substancial é canalizada não só pelos aliados dos Estados Unidos no Golfo Pérsico, o que incluiria o Qatar e Arábia Saudita, mas também pela Turquia e Israel.

É ironico que o Conselho de Segurança da ONU tenha decidido, em maio de 2012, “a pôr a Al-Nusra na Lista Negra como um braço da al-Qaeda no Iraque”, nomeadamente então como ISIL [Estado Islâmico]:




Essa decisão iria submeter o grupo a sanções incluindo embargo de armas, proibição de viagens, e congelamento de bens, foi dito então por diplomatas.

A missão dos Estados Unidos para a ONU tinha declarado que nenhum dos 15 membros do conselho tinha levantado qualquer objeção a acrescentar Al-Nusra como um braço da Al-Qaeda no Iraque, na reunião de quinta-feira.

Al-Nusra, uma das forças mais efetivas lutando contra o Presidente Bashar al-Assad, jurou no mês passado fidelidade ao líder da al-Qaeda Ayman al-Zawahri. (Al Jazeera, May 2012)


A Rússia está agora sendo acusada de atacar uma entidade terrorista que não só está na Lista Negra do Conselho de Segurança da ONU, como também tem vínculos declarados com o grupo Estado Islâmico (EI).

Qual seria o significado dessas acusações?

Conquanto a narrativa midiática reconheça que a Rússia tenha aprovado a campanha de contra-terrorismo, na prática a Rússia está (indiretamente) combatendo a coalisão EUA-OTAN de quando apoiando o governo sírio na luta contra os terroristas, que se apresentam na realidade como os soldados rasos da aliança militar ocidental. O que na prática a Rússia está combatendo são terroristas mercenários pagos apoiados pelos Estados Unidos.

A proibida verdade é que através de dar ajuda militar tanto a Síria como ao Iraque a Rússia está (indiretamente) confrontando os Estados Unidos e a Europa-OTAN.



Moscou estará apoiando esses dois países, a Síria e o Iraque em sua guerra por procuração contra o ISIL, Estado Islâmico esse, que por sua vez é apoiado pelos Estados Unidos e seus aliados.

Michel Chossudovsky

Saiba MUITO mais em:
  1. http://thoth3126.com.br/o-governo-oculto-secreto-nos-eua/
  2. http://thoth3126.com.br/a-visao-das-provacoes-dos-estados-unidos-por-george-washington/
  3. http://thoth3126.com.br/algo-muito-grande-e-definitivo-esta-para-acontecer/
  4. http://thoth3126.com.br/o-projeto-comunista-nos-eua-nwo-nova-ordem-mundial/
  5. http://thoth3126.com.br/o-futuro-colapso-dos-e-u-a-previsto-por-jornal-da-russia/
  6. http://thoth3126.com.br/obama-nasceu-em-mombasa-no-quenia/
  7. http://thoth3126.com.br/obama-nao-nasceu-nos-eua/
  8. http://thoth3126.com.br/os-eua-ou-o-mundo-esta-chegando-ao-fim/
  9. http://thoth3126.com.br/ei-estado-islamico-e-uma-criacao-dos-eua-cia-e-israel-mossad/
  10. http://thoth3126.com.br/nos-os-eua-somos-os-terroristas/
  11. http://thoth3126.com.br/a-farsa-do-estado-islamico-e-o-conflito-no-oriente-medio/
  12. http://thoth3126.com.br/eua-encerram-apoio-a-rebeldes-mercenarios-sirios/
  13. http://thoth3126.com.br/o-endgame-fim-de-jogo-de-putin-na-siria/


Permitida a reprodução desde que respeite a formatação original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

Compartilhe:

14Share on Facebook (Opens in new window)14
1Click to share on Twitter (Opens in new window)1
Click to share on Google+ (Opens in new window)
Click to share on Reddit (Opens in new window)
Click to email this to a friend (Opens in new window)


Posted by Thoth3126 on 14/10/2015

Agradecimentos a http://wp.me/p2Fgqo-9y6



Por favor, respeitem todos os créditos

Arquivos deste escritor em português:
http://rayviolet2.blogspot.com/search?q=Michel Chossudovsky


Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores.
Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.
Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.

Atualização diária 


Se gostou! Por favor RECOMENDE aos seus Amigos.
achama.biz.ly 

Israel ou Cazária!?
achama.biz.ly email: nai@achama.biz.ly 

EN: VioletFlame * The Illuminati * Alternative Media * North Atlantic Islands * Indian Ocean Islands * South Atlantic Ocean Islands * Alternative Media * Creator's Map * ESU IMMANUEL * Exposing Media DesInformation * Galactic Federation * Indians, Prophecies and UFOs * Illuminati, The * Infinite Being * Israel (!?) * Jews..., the Real ones! * Khazars Jews are converted, not jenuine * Meditation * Media News * NESARA (!?) * SCIENCE, SPIRIT, Free Energy!... * UFO CONTACTS * UFOs (MORE) * USA The 4th NAZI Reich!? * Zionism Lies and The Illuminati * Light a Candle for PEACE * The Red Pill * The True Shadow Government
ES: LLAMA VIOLETA







Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub