Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

Julho 05, 2024

chamavioleta

COMPREENDENNDO AS INFLUÊNCIAS PARENTAIS

APROVEITE AS ENERGIAS DA LUA NOVA EM CÂNCER

Por Selácia

Tradução: Regina Drumond

a 4 de julho de 2024

 

 

Hoje eu gostaria de falar sobre a paternidade e as diversas influências parentais que impactam as nossas vidas. Um catalisador útil para se interiorizar e explorar isso é a Lua Nova em Câncer, em 5 de Julho. Continue a ler para compreender a importância dessas influências ao longo de sua vida.

A Lua Nova em Câncer é um momento poderoso para entrar em contato com o seu eu interior e conectar-se com a energia nutridora do universo. Lembre-se, ao fazer isso, que você é um ser infinito – ilimitado e capaz de perceber além do seu condicionamento humano.

Quer você cuide de outras pessoas ou esteja no processo de cura de sua criança interior, é importante dar um passo atrás e avaliar como você cuida das pessoas ao seu redor e que tipo de apoio você precisa para si mesmo.

Recomendo envolver-se em algum diálogo com a criança interior para obter informações sobre o que você precisa para se sentir seguro e completo. Peça um conhecimento sobre como manifestar esses elementos.

Além disso, observe mais atentamente as influências ancestrais que podem estar afetando os seus padrões e comportamentos. Algumas delas podem se refletir na educação que você recebeu.

CINCO PERGUNTAS A SE FAZER

 

  1. Eu me senti ouvido?
  2. Eu fui totalmente visto?
  3. Foi-me permitido experienciar, questionar, cometer erros e pensar fora da caixa?
  4. Se faltou alguma coisa na minha educação parental, o que foi e como isso impactou a minha vida adulta?
  5. O que eu mais apreciei em meus cuidadores?

 

Ao compreender essas influências, você poderá obter clareza e fazer mudanças positivas em sua vida.

Lembre-se, o autocuidado não é egoísmo, é necessário para o seu bem-estar. Acolha esta energia lunar e priorize suas próprias necessidades.

Conte-me a sua experiência ao trabalhar com essas ideias e como sua vida exterior começa a se transformar!

Gratidão por estar aqui comigo e pelo seu apoio contínuo!

Desejo-lhe amor e bênçãos,

 

Selacia [Selácia].
 

 
 
 
Transcrito por achama.biz.ly, com agradecimentos, de:  
 
 
 
Arquivos:
 
 

As minhas notas:
Deus, a Fonte da vida é puro amor incondicional, não um deus zeloso de [algumas das] religiões dogmáticas.
O Google apagou meus antigos blogs rayviolet.blogspot.com e
rayviolet2.blogspot.com, sem aviso prévio e apenas 10 horas depois de eu postar o relatório de Benjamin Fulford de 6 de fevereiro de 2023, acusando-me de publicar pornografia infantil.
(Uma Grande Mentira)
Free counters!Visitor Map
 

Março 12, 2024

chamavioleta

Como funciona o universo consciente

Por Owen Waters

Tradução a 11 de março de 2024

 
 
"O universo só existe quando você o está observando", ou assim diz a teoria popular.
 
Esta teoria é uma descendência da física quântica. Diz que, uma vez que o observador afecta o resultado das experiências, o observador é fundamental para a realidade. A teoria continua a sugerir que o universo só existe quando você olha para ele; portanto, você deve estar criando o universo a partir de sua consciência.
 
Na verdade, esta não é uma ideia nova. O velho enigma Zen: "se uma árvore cai em uma floresta sem ninguém para ouvi-la, então ela faz um som?"reflete o mesmo estilo de pensamento. Isso sugere que nada acontece no universo sem a presença de um observador.
 
Há alguma validade para esta teoria em que, no nível mais profundo da consciência, você é um ser infinito. Nesse nível mais profundo, você é o que cria o universo inteiro e o que o mantém em movimento. No entanto, ao nível da consciência humana quotidiana, o universo existe e corre muito feliz sem intervenção humana, quer alguém o esteja ou não a observar. A árvore faz barulho quando cai, independentemente de haver ou não observadores humanos presentes no momento.
 
Tomemos, por exemplo, as Plêiades, o aglomerado de estrelas que também é chamado de Sete Irmãs. Muitas vezes, em uma noite clara, você pode ver as Sete Irmãs cintilando no céu, embora estejam a quinhentos anos-luz de distância. Por causa dessa distância, você está realmente observando onde as sete irmãs estavam há quinhentos anos. Demorou tanto tempo para que a imagem luminosa chegasse aos seus olhos. Basicamente, você está observando a história no céu noturno, não a posição real e atual das estrelas.
 
Se você estivesse criando o universo em virtude de ser seu observador, como diz a teoria, então você realmente testemunharia As Sete Irmãs em sua posição atual, e não na posição que eram há quinhentos anos.
 
A ideia de que vivemos num universo consciente tem vindo a ganhar terreno há vários anos. O universo consciente é muito mais do que um universo que é simplesmente autoconsciente. O tecido do universo é a consciência. O universo consiste inteiramente de consciência. Os objetos no universo são todos feitos de consciência. Tudo no universo é fabricado a partir de aspectos da consciência original, com esses aspectos entrelaçados e postos em movimento.
 
A cadeira sobre a qual se pode sentar parece ser feita de material físico. Tem a aparência de um objeto sólido que existe em algum lugar fora de você. No entanto, a matéria física é composta de partículas de energia subatômica, e a energia, por sua vez, é composta de consciência comprimida. Portanto, a cadeira é composta por 100% de consciência. Ele só parece ser um objeto separado fora de você, porque seus elementos são uma projeção da consciência original do Criador, formada pela natureza e depois pela consciência humana.
 
Os objetos físicos têm suas próprias localizações específicas no espaço. O espaço, no entanto, é apenas uma ilusão projetada, um conceito fabricado pela consciência para que o todo possa ser dividido em uma variedade infinita de partes aparentemente separadas.
 
O tempo é também uma projeção da consciência. O tempo é um conceito pelo qual as partes infinitas do Todo podem se envolver na aparência do movimento. A realidade subjacente ainda é o eterno agora e, no entanto, o tempo torna possível a mudança e, portanto, uma variedade infinita de experiências. Cada momento no tempo tem sua própria vibração característica que o separa de todos os outros momentos no tempo, permitindo que o eterno agora apresente uma série de momentos como uma linha do tempo ao longo da qual a mudança pode ocorrer.
 
 
 
Uma analogia cotidiana da realidade projetada é um filme projetado em uma tela. Um vídeo pode ser uma colecção de fotografias fotográficas apresentadas a uma velocidade de 30 fotogramas por segundo, suficientemente rápidas para parecerem em movimento contínuo.
 
 
Você sabe que o filme é apenas a projeção de uma cena dramática gravada, mas é fácil esquecer isso quando você se envolve no drama que se desenrola. O filme parece um drama da vida real enquanto absorver a sua atenção.
 
O tempo e o espaço foram fabricados na consciência do universo, a fim de preparar o terreno para a vida como a conhecemos. Como o universo é feito de 100% de consciência, todas as coisas estão dentro dele e, portanto, são subjetivas. Nada está realmente "lá fora", embora a vida pareça ser uma experiência objetiva. Toda realidade física é uma projeção dentro de sua consciência, não algo fora de, ou separado de, você mesmo.
 
Todo e qualquer objeto no universo - uma mesa, uma cadeira, um carro, uma casa, qualquer coisa – não é apenas composto de 100% de consciência, na verdade é consciente à sua maneira!
 
P. S. você pode capacitar seu próprio caminho através da vida com persepções esclarecedoras, como os muitos contidos em nossa coleção de livros [em inglês].
 
Owen Waters
 
 

As minhas notas:
Deus, a Fonte da vida é puro amor incondicional, não um deus zeloso de [algumas das] religiões dogmáticas.
O Google apagou meus antigos blogs rayviolet.blogspot.com e
rayviolet2.blogspot.com, sem aviso prévio e apenas 10 horas depois de eu postar o relatório de Benjamin Fulford de 6 de fevereiro de 2023, acusando-me de publicar pornografia infantil.
(Uma Grande Mentira)

Free counters!Visitor Map
 

Janeiro 08, 2024

chamavioleta

Pode haver algo de novo no universo?

Por Owen Waters

Tradução

a 7 de janeiro de 2024

 
 
 
 
A consciência por trás de toda a criação recebeu muitos nomes, incluindo Ser infinito, Deus, Brahman, Tao, Espírito e absoluto. O termo ser infinito reflecte a natureza omnipresente, onisciente e omnipresente dessa consciência divina.
 
Alguns dizem que não pode haver nada de novo dentro do ser inclusivo por trás da criação do universo. Todas as possibilidades já devem existir dentro do ser infinito, caso contrário, seria incompleta e, portanto, não infinita e abrangente.
 
Mas será esse o fim da história? E a criatividade humana? Por exemplo, a invenção da roda exprimiu simplesmente algo que já existia? Em caso afirmativo, onde estavam escondidas as rodas preexistentes? Ora, isso é um mistério! Talvez fosse apenas a ideia da roda que preexistia. Mas, mesmo uma ideia teria de ter começado em algum momento como algo novo.
 
Depois de bilhões de anos criando, desenvolvendo e mantendo cuidadosamente o universo, o Criador adicionou seres humanos à mistura. Depois de todo esse tempo de preparação, parece que o universo estava pronto para os seres humanos com seus atributos fortalecedores de inteligência, memória e livre arbítrio.
 
Como seres humanos, somos criados para procurar novas soluções para quaisquer problemas que encontremos. Enfrentamos desafios com curiosidade e inteligência, levando a novas descobertas e a um aumento da nossa biblioteca de conhecimentos.
 
Como seres humanos, nos voluntariamos para encarnar em um mundo tão denso que nos sentimos isolados dos aspectos superiores de nossa própria consciência. Nossas almas, baseadas em uma densidade mais fina de existência, fazem o possível para oferecer uma orientação mais elevada, na esperança de avançarmos nos tipos de experiências que esperamos obter em nossas vidas.
 
Se os seres humanos pretendem criar novidades, isto é, novas ideias, novas soluções e novos objectos, então deve ser por uma boa razão. Na verdade, tudo se resume à mesma resposta ao mistério metafísico mais antigo da terra. No meu livro, Descubra o seu propósito na vida, contei a história de como, em 2007, um ser arcangélico surpreendeu-me com uma visita e, sabendo que iria distribuir essa informação, revelou a resposta a esse mistério.
 
A grande questão de todos os tempos era por que, quando o ser Infinito é a perfeição em todos os sentidos, ele queria passar de apenas ser para um estado ativo de fazer? Para ser franco, por que se mudaria para um estado de imperfeição para que, através da consciência humana, pudesse encontrar o caminho de volta à perfeição que já tinha? Era um mistério total, um enigma da criação.
 
Por que o ser infinito se aventuraria do ser puro em ação e embarcaria em uma jornada em busca da perfeição que já possui?
 
No entanto, aqui estamos nós, faíscas do Divino agindo fora do Édito de que funcionamos como seres singularmente diferentes para que o ser infinito possa adicionar nossa diversidade à sua unidade. Isso significa que a grande unidade está se tornando, não a grande semelhança com todos sendo idênticos a todos os outros, mas a grande variedade, um encontro de infinitas diferenças em alegre unidade com nossos corações vibrando como um.
 
Então, pode haver algo de novo no universo? Sim, criamos novidades todos os dias. É nossa missão usar nossa curiosidade dada por Deus enquanto observamos, aprendemos, amamos e criamos novas soluções para todas as manifestações possíveis dos misteriosos modos de vida.
 
P. S. você pode capacitar seu próprio caminho através da vida com insights esclarecedores, como os muitos contidos em nossa coleção de livros.
 
Owen Waters
 
 

As minhas notas:
Deus, a Fonte da vida é puro amor incondicional, não um deus zeloso de [algumas das] religiões dogmáticas.
O Google apagou meus antigos blogs rayviolet.blogspot.com e
rayviolet2.blogspot.com, sem aviso prévio e apenas 10 horas depois de eu postar o relatório de Benjamin Fulford de 6 de fevereiro de 2023, acusando-me de publicar pornografia infantil.
(Uma Grande Mentira)

Free counters!Visitor Map
 

Setembro 26, 2023

chamavioleta

AS TRÊS DIMENSÕES DO TEMPO

Por Owen Waters

Tradução: Regina Drumond

a 25 de setembro de 2023

 
 
 
“Se eu tivesse tempo.”
 
Foi isso que o Criador pensou enquanto refletia sobre o estágio do projeto da Criação.
 
É necessário tempo para que se possa adquirir experiência a partir das escolhas tomadas e das mudanças efetuadas a um ritmo adequado à aprendizagem.
 
No Grande Aqui e Agora, que é a realidade subjacente do Ser Infinito, o tempo como o conhecemos, não existe. Qualquer mudança tem efeito instantâneo. Portanto, para desfrutar da aventura da imersão em um universo físico, o Ser Infinito e seu aspecto Criador precisaram da propriedade dimensional que chamamos de Tempo.
 
O conceito popular de dimensões hoje é que vivemos em um mundo de quatro dimensões – três dimensões de espaço e uma de tempo. Contudo, a Lei da Criação aponta para uma realidade diferente. Como você deve ter visto em artigos anteriores, a Lei da Criação tem três componentes e uma tendência à auto replicação.
 
Existe um Criador que opera através dos três aspectos ou princípios criativos do Pensamento, Sentimento e Movimento. As nove propriedades dimensionais da matéria são criadas por cada um desses aspectos, criando três variedades de si mesmo. Três vezes três variedades significa que há um total de nove propriedades dimensionais da matéria.
 
O tempo é uma das nove propriedades dimensionais da matéria física. Outra é o Espaço. Devido à tendência da Lei da Criação de se auto replicar, existem, além disso, três variedades ou direções de Espaço – comumente expressas como comprimento, largura e altura.
 
Agora... perceba isto... assim como três variedades de Espaço, existem três variedades de Tempo!
 
Geralmente pensamos na versão padrão, tic-tac, chamada Tempo Linear. Como um relógio na parede, o Tempo Linear passa em um ritmo fixo, independentemente do que você faça para mudar sua percepção de quão lento ou rápido ele esteja passando.
 
A variedade dois do tempo é chamada de tempo experiencial. No dia a dia você percebe que o tempo pode passar rápido ou devagar na sua percepção. O Tempo Experiencial está mais relacionado à consciência interior e aos sentimentos do que ao mundo exterior, portanto, seu significado para você aumenta à medida que sua frequência de consciência aumenta.
 
Por exemplo, o mundo espiritual da vida após a morte é uma versão sutil e de frequência mais elevada da experiência física. Na vida após a morte, o Tempo Experiencial desempenha um papel muito mais importante do que o Tempo Linear.
 
A Variedade Três do Tempo é algo que entra em ação quando você fica mais sintonizado com o nível de consciência da sua alma. A Variedade Três produz linhas do tempo. Estas são realidades alternativas que são potencialmente de interesse para a sua alma. Qualquer mudança importante em seu foco principal, como uma experiência de despertar espiritual, irá transferi-lo para uma linha do tempo mais apropriada.
 
A mudança será óbvia para o nível de consciência da sua alma, mas o seu cérebro físico foi projetado apenas para estar ciente da sua linha do tempo atual. Para o seu cérebro físico, a única mudança será que a vida será, de alguma forma, melhor do que costumava ser.
 
O grande milagre da dimensão do Tempo não é que ele possa ter múltiplas versões de linha do tempo ou que possa se expandir ou contrair para se adequar à sua consciência, mas que o Tempo Linear pode produzir a ilusão de mudança lenta quando tudo o que realmente existe é o Grande Aqui e Agora.
 
Pense nisso, em uma realidade onde todas as coisas estão Aqui e tudo é Agora, como o Criador criou a ilusão do Tempo para que pudéssemos viver as nossas vidas de experiência a um ritmo apropriado?
 
 
 
A melhor analogia é a de um filme. Os filmes originais consistiam de uma sequência de fotografias projetadas em uma tela em, normalmente, 24 quadros por segundo. Embora cada quadro contenha apenas uma imagem estática, a ilusão de movimento é alcançada quando os quadros subsequentes são projetados com rapidez suficiente para que o cérebro humano perceba as mudanças como uma ação suave.
 
As mudanças ao longo do tempo são criadas a partir de uma reunião de imagens estáticas, e é da mesma forma que o Criador criou o Tempo.
 
O universo pisca bilhões de vezes por segundo. Ele é recriado em cada um desses quadros de ação estática que aparecem rapidamente. Cada quadro é um ponto de vista diferente do Grande Aqui e Agora.
 
O cérebro físico está sintonizado com o tempo desse mecanismo universal de projetor de filmes. Tudo o que vemos é uma mudança contínua, mesmo que essa mudança consista de muitos quadros estáticos e de ação lenta.
 
Com a estrutura do Tempo em vigor, é então possível que as decisões humanas sejam tomadas e que as mudanças subsequentes se desenvolvam a uma velocidade que permitem a aprendizagem e a reflexão. E isso foi conseguido embora, na verdade, todas as mudanças sejam apenas uma reunião de diferentes pontos de vista do Grande Aqui e Agora.
 
O universo não é uma criação maravilhosa?
 

As minhas notas:
Deus, a Fonte da vida é puro amor incondicional, não um deus zeloso de [algumas das] religiões dogmáticas.
O Google apagou meus antigos blogs rayviolet.blogspot.com e
rayviolet2.blogspot.com, sem aviso prévio e apenas 10 horas depois de eu postar o relatório de Benjamin Fulford de 6 de fevereiro de 2023, acusando-me de publicar pornografia infantil.
(Uma Grande Mentira)
Free counters!Visitor Map
 
 

Fevereiro 18, 2023

chamavioleta

Viver numa dimensão superior

Por Kenneth Schmitt

Traduzido a 17 de fevereiro de 2023

 

 

Podemos realizar a nossa consciência infinita ao sentir e conhecer a nossa consciência de coração. Esta consciência não tem pensamentos. Tem apenas conhecimento e sentimento do Ser infinito do nosso verdadeiro Eu. Esta consciência está muito mais profundamente consciente de nós do que de nós próprios. Ela funciona com vibrações. Em cada momento oferece-nos tudo o que poderíamos desejar, à espera da nossa realização da sua realidade. Só a nossa crença de que a realização completa é impossível para nós nos impede de realizar o que realmente queremos. 
 
Quando temos o desejo de expansão da nossa consciência, estamos prontos a empreender a viagem ao Ser infinito através da transcendência das nossas crenças limitantes sobre nós próprios. Podemos reconhecer que elas servem o propósito de intensificar as nossas experiências empíricas, porque não permitem a consciência para além do espaço/tempo. Sentimos que as nossas experiências sensoriais são tudo aquilo em que a vida pode consistir, e limitámos a nossa consciência a este espectro de positivos e negativos.
 
À medida que abrimos a nossa consciência através da nossa consciência do coração, a primeira mudança que notamos é a melhor qualidade de vida que experimentamos. O coração e os chacras superiores não têm negatividade. Podemos transcendê-la dirigindo a nossa atenção e alinhamento energético para a nossa consciência do coração, que podemos tomar consciência como amor incondicional na consciência do Criador, dentro da qual nos levantamos como expressões da consciência divina, tendo um poder criador infinito.
 
Na nossa consciência de ego, não podemos imaginar a nossa grandeza. A saída para a consciência limitada é a transcendência através da consciência intencional e do alinhamento com a clareza na consciência do coração e nos chacras superiores. Quando conseguimos penetrar as nossas crenças limitantes às suas origens em medo, raiva e dúvida, elas tornam-se inacreditáveis para nós, e podemos perceber a nossa presença infinita de consciência como a nossa essência para além de qualquer expressão dimensional de consciência.
 
Embora tenhamos escolhido participar no jogo humano da dualidade empírica, tornámo-nos nele fixações não naturais. Somos as expressões enérgicas da consciência Criadora, ilimitadas em todos os sentidos. Na nossa essência, somos seres de luz e de amor incondicional na consciência universal. Quando nos abrimos à plenitude da nossa consciência de coração, brilhamos com a luz do nosso Criador, emitindo quantidades maciças de fotões. Nesta consciência expandida, podemos realizar a nossa realização de todas as formas, proporcionando-nos uma dimensão superior de vida em alinhamento com a energia positiva e altamente vibratória da consciência Criadora.
 
Kenneth Schmitt
 
 
 

 
Transcrito por achama.biz.ly com agradecimentos a: 
 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub