Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

A Chama Violeta

Sítio dedicado à filosofia humana, ao estudo e conhecimento da verdade, assim como à investigação. ~A Luz está a revelar a Verdade, e a verdade libertar-nos-á! ~A Chama Violeta da Transmutação

Outubro 10, 2023

chamavioleta

A jornada espiritual é muito importante

Mensagem de Krishna (Crisna)

Cannal: Erena Velazquez

Tradução a 9 de outubro de 2023
 
 
 

 

Minhas Queridas Almas Da Luz,
 
Eu sou Krishna conhecido na terra como uma divindade principal ou Deus no hinduísmo, também sou retratado como o oitavo avatar de Vishnu. Muitas vezes, sou chamado Senhor Krishna. Represento a Fonte de toda a existência, o que todos somos. Hoje, estou aqui em nome do grupo dos Mestres Ascensos, que estão a olhar de perto a transição do vosso planeta de 3D para 5d.
 
O processo de Ascensão tem sido bastante prolongado e atrasado para uma conclusão. Uma das razões é o fato de que cada alma está em diferentes estágios de seu desenvolvimento espiritual, o que depende do indivíduo. Ninguém pode acelerar o seu ritmo. A jornada espiritual é muito importante e inevitável para cada alma neste planeta Terra. Se quiser deixar as baixas frequências, só pode fazê-lo através do acesso aos reinos espirituais e deixar para trás as ilusões da 3D.
 
Todos os meios materialistas a que estão habituados têm de deixar para trás. O dinheiro deveria ser retratado como uma energia positiva. A escuridão usou-o para manter a humanidade sob controle. Muitas almas ainda estão muito apegadas ao dinheiro e querem a sua continuação em vibrações mais elevadas. Qualquer coisa que represente baixas frequências desaparecerá sem deixar vestígios. Seu foco precisa ser vibrar alto e esquecer as negatividades dessa falsa realidade.
 
Quanto mais tempo permanecerdes em baixas energias, mais lenta será a transição para vós. O tempo foi reajustado novamente para acelerar as coisas na Terra. Espera-se que todos os envolvidos no processo de Ascensão façam a sua parte para concluir este projecto. Outros planetas precisam da nossa atenção. Os Mestres Ascensos tomaram uma decisão durante a reunião com o Alto Conselho Galáctico. Será divulgada num futuro próximo. Queremos que a transparência e a responsabilização venham da aliança, que é responsável pelas operações terrestres.
 
Cada um de vós está a desempenhar um papel especial neste processo de Ascensão. Entre em contato com sua alma através de meditações, e você saberá por que está aqui agora. Quero recordar a todos a importância da transição para a nova terra. Podem ver por si mesmos que a Matriz não está se transformando em algo surpreendente. O painel de controlo continua a mesma rotina e não está disposto a abandonar o controlo. É por isso que o 3D vai desaparecer, pois não se pode construir a nova terra sobre a fundação do velho mundo.
 
Muitas pessoas ainda pensam que apenas ficam aqui e magicamente as coisas más Irão evaporar e uma nova realidade irá aparecer. Têm de ascender dos corpos que têm agora para novos Corpos de luz e ser fisicamente movidos para novas dimensões, deixando para trás a 3D. não é uma tarefa simples, estamos a falar de mais de 8 mil milhões de seres humanos. Nem todos vão ascender numa primeira onda.
 
Milhares de milhões de seres de Luz estão envolvidos nesta operação. Por favor, fiquem atentos à vossa alma e afastem-se de tudo o que representa a falsa realidade da simulação holográfica. 
 
Obrigado Embaixadora das forças galácticas da luz
 
Por favor, aceitem minhas bênçãos e Amor Supremo
 
Krishna
 
Erena Velazquez
 
 

Arquivos: 
 

As minhas notas:
Deus, a Fonte da vida é puro amor incondicional, não um deus zeloso de [algumas das] religiões dogmáticas.
O Google apagou meus antigos blogs rayviolet.blogspot.com e
rayviolet2.blogspot.com, sem aviso prévio e apenas 10 horas depois de eu postar o relatório de Benjamin Fulford de 6 de fevereiro de 2023, acusando-me de publicar pornografia infantil.
(Uma Grande Mentira)
Free counters!Visitor Map
 
 

Setembro 27, 2020

chamavioleta

Deuses Indianos e seus significados.

Por Ricardo Sturk da Equipe Eu Sem Fronteiras.

25 de setembro de 2020. 

 

 
 
 
 
O hinduísmo é uma das principais religiões praticadas no Oriente, mais especificamente na Índia, e a quantidade de deuses, costumes e tradições dos hindus fascinam pessoas pelo mundo todo. Nesse artigo, vamos falar um pouco sobre os principais deuses do hinduísmo e as suas características. Veja abaixo:
 
Brahma
 
 
É o deus da criação e faz parte da principal trindade de deuses do hinduísmo, chamada Trimúrti. Os outros deuses dessa trindade são Vishnu e Shiva. Brahma representa o equilíbrio e mente universal. Normalmente ele é representado na forma de homem velho, com quatro braços e quatro rostos, sentado sobre uma flor de lótus.
 
 
Krishna
 
 
O nome Krishna significa “o todo atraente” e é o deus do amor. Ele representa a verdade absoluta, e possui seis principais características que são infinitas nele: beleza, força, sabedoria, riqueza, fama e renúncia. Além disso, ele tem o conhecimento de tudo o que já aconteceu, o que acontece e ainda vai acontecer e possui também uma misericórdia infinita.
 
 
Vishnu
 
 
Um dos três deuses da trindade Trimúrti, Vishnu é o deus protetor. Tem infinitas qualidades, mas as suas seis principais são: omnisciência, soberania, energia, força, vigor e esplendor. Em suas representações, ele possui quatro braços. Cada um representando um estágio da vida: a busca do conhecimento, vida familiar, retiro na floresta e renunciação.
 
 
Shiva Nataraja
 
 
Uma das representações de Shiva é como Nataraja, que significa “o rei da dança”. Sua dança destrói tudo no universo que precisa dar espaço para Brahma iniciar seu processo de criação. Essa dança é a dança da bem-aventurança, de onde o universo foi criado.
 
 
Ganesha
 
 
Um dos deuses mais cultuados do hinduísmo, Ganesha é o deus que remove obstáculos e por isso está ligado ao sucesso. Representado com uma cabeça de elefante, também é cultuado como deus da educação, conhecimento, sabedoria e riqueza.
 
 
Saraswati
 
 
É a deusa da sabedoria, das artes e da música. É uma das três deusas da trindade de deusas do hinduísmo. As outras duas são Lakshmi e Shakti. Saraswati protege e é cultuada por artesãos, pintores, músicos, atores, escritores e por todos os artistas. É representada na imagem de uma bela mulher tocando uma sitar.
 
 
Lakshmi
 
 
Outra das deusas da trindade feminina dos deuses do hinduísmo, Lakshmi é a deusa da riqueza material e espiritual, da beleza e do amor. Os seus devotos buscam, através de seu culto, atingir a prosperidade material e espiritual em vida.
 
 
Hanuman
 
 
É um deus superpoderoso que representa a devoção pura, sem interferência do ego. Hanuman também representa a mente humana, que viaja na velocidade do pensamento e se expande para diversas direções.
 
 
Durga
 
 
O nome Durga significa “barreira que não pode ser derrubada” ou também “aquela que elimina sofrimentos”. Essa é uma deusa guerreira que ajuda os seus devotos a combater demônios e revelar mistérios. Tem com ela o poder do desejo, da ação e da sabedoria.
 
 
Rama
 
 
É o deus que representa a excelência. É um exemplo de fraternidade, é um hábil administrador e um guerreiro exemplar. Por isso, é um deus que serve de exemplo de conduta, ética e integridade para os seus seguidores.
 
Eu Sem Fronteiras 
 

 


 
Sítio (site) Principal: http://achama.biz.ly/
e-mail: site@achama.biz.ly
 
 
Para outros artigos espirituais e denúncias por favor visite:
 
Vídeos banidos alternativos




Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.
A religião organizada é desnecessária à espiritualidade.
Excelentes ensinamentos dos mestres têm sido contaminados pelo controle dogmático dessas religiões.
Discernimento sim; julgamento não.
Com discernimento é possível alcançar o espírito da letra de qualquer escritura e é também bem mais fácil escutar a voz da alma que vem do coração.
 

 
Por favor, respeitem todos os créditos


Recomenda-se o discernimento.

 
Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores

 

Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.

 

Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.

 

 
Atualização diária.
 
Free counters!


 

Abril 07, 2015

chamavioleta


Sagrado Feminino, as Abelhas e o mel…

Posted by Thoth3126 on 07/04/2015



 

O Sagrado Feminino, porque as abelhas são tão importantes:


As plantas que dão flores exigem insetos para a polinização. O mais eficaz de todos é a abelha, que poliniza mais de 90 culturas comerciais em todo o mundo, largamente consumidas pela civilização atual.

Assim como a maioria das frutas e legumes – maçãs, peras, laranjas e demais cítricos, morangos, cebolas e cenouras – elas polinizam o amendoim, girassol, colza, café, soja, arroz, trevos – como a alfafa, que é usado para alimentar o gado – e até mesmo o algodão, são todos dependentes de polinização das abelhas para aumentar a sua produção …

Por Thoth3126@gmail.com

Somente nos países do Reino Unido, a polinização efetuada pelas abelhas e a respectiva produção de alimentos é avaliado em um negócio anual na casa dos £$ 200 milhões (cerca de R$ 650 milhões). A humanidade tem gerenciado e transportado as colmeias de abelhas para polinização de culturas durante séculos para a produção de alimento e mel, edulcorante natural da natureza e um poderoso anti-séptico natural.

A extinção das abelhas significaria não apenas uma dieta sem cereais, arroz e sem roupas de algodão, mas uma paisagem sem pomares, hortas e prados de flores silvestres – e o colapso da cadeia alimentar que sustenta as aves e animais selvagens, assim como de nossa própria civilização. 



“DAT ROSA MEL APIBUS” (A ROSA dá o Mel às Abelhas) é um conhecido símbolo ROSAcruz e que contém uma grande verdade velada aos inconscientes e NÉSCIOS, que ainda não conhecem sequer a “ROSA”.

Incontáveis, organizadas, laboriosas, disciplinadas, infatigáveis, as abelhas não se diferenciam das formigas, como elas também símbolos das massas submetidas à inexorabilidade do destino (homem ou deus) que as acorrenta, se, além disso, não tivessem asas e canto, e não sublimassem em mel imortal o frágil perfume das flores.

É quanto basta para conferir elevado alcance espiritual ao seu simbolismo, paralelamente ao seu valor temporal implícito na produção de alimentos para a humanidade. Operárias da colmeia, comandadas por UMA RAINHA, que se pode comparar com maior propriedade a um alegre ateliê do que a uma sombria usina, as abelhas asseguram a perenidade da espécie.

Mas, quando consideradas individualmente, na qualidade de animadoras do universo entre a terra e o céu, podem também simbolizar o seu princípio vital, a materialização da alma. Nesse duplo aspecto e sentido – coletivo e individual, temporal e espiritual – é que consiste a riqueza de seu complexo simbólico por toda parte em que ele é testemunhado.

Ao comentar Provérbios 6:8 – Vá observar a abelha e aprenda como ela é “laboriosa”,” São Clemente de Alexandria acrescenta: “Pois a abelha se serve das flores de um prado inteiro, para com elas fabricar um só mel. Imitai a prudência das abelhas“, recomenda Teolepto de Filadélfia, citando-as como exemplo na vida espiritual das comunidades monásticas.



“DAT ROSA MEL APIBUS” (A ROSA dá o Mel às Abelhas) é um conhecido símbolo ROSAcruz

Para os nosairitas, heresiarcas muçulmanos da Síria, ALI, O Leão de Aláh, é o príncipe das abelhas, as quais, de acordo com certas versões, seriam os anjos, e, segundo outras, os crentes: os verdadeiros crentes (em Deus) se assemelham às abelhas, que escolhem para si as melhores flores.

Na linguagem metafórica dos dervixes Bektachi, a abelha representa o dervixe e o mel é a divina realidade (o Hak) por aquele buscada. Da mesma maneira, em certos textos da Índia, a abelha representa o espírito que se embriaga com o pólen do conhecimento.

Personagem de fábula para os sudaneses e para os habitantes situados dentro da curva do rio Níger, ela já é símbolo da realeza na Caldéia, muito antes de ser glorificada pelo Primeiro Império francês através do manto de Napoleão. Esse simbolismo da realeza ou do império é solar, tal como atesta o antigo Egito, por um lado associando-o ao raio e, por outro, declarando que a abelha teria nascido das lágrimas de Rá, o deus do Sol, ao caírem sobre a Terra.

Símbolo da alma humana, a abelha é por vezes identificada com Deméter na religião grega, em que pode simbolizar a alma descida aos infernos; ou então, ao contrário, materializar a alma saindo do corpo. Pode-se reencontrá-la como símbolo na Caxemira e em Bengala, em numerosas tradições indígenas da América do Sul, como também na Ásia Central e na Sibéria.

Finalmente, Platão afirma que as almas dos homens austeros reencarnam-se sob a forma de abelha. Figuração da alma e do verbo – em hebraico, o nome da abelha, Dbure, vem da raiz Dbr, palavra -, é normal que a abelha desempenhe também um papel iniciático e litúrgico em culturas antigas. Na Grécia antiga, nos ritos de Elêusis e Éfeso, as sacerdotisas são chamadas de abelhas. Virgílio ressaltou suas virtudes.

Encontramo-las representadas nos túmulos das culturas antigas como sinais de sobrevivência além-morte, pois a abelha torna-se símbolo de ressurreição. O inverno (três meses), durante o qual parece desaparecer, pois não sai de sua colmeia é comparado ao período (três dias) durante o qual o corpo de Cristo fica invisível, após sua morte, antes de reaparecer ressuscitado. 



Notar a estrutura hexagonal de uma colmeia, a forma geométrica perfeita para a função da mesma. Essa forma é parte da Geometria Sagrada e tem estreita relação com o quarto Chakra, o Cardíaco, o Anahata (figura mais abaixo).

A abelha simboliza, ainda, a eloqüência, a poesia e a inteligência. A lenda sobre Píndaro e Platão (abelhas teriam pousado sobre os lábios de ambos, quando ainda crianças de berço) é repetida com relação a Ambrósio de Milão: as abelhas roçam-lhe os lábios e penetram em sua boca. O conceito de Virgílio, segundo o qual as abelhas encerram uma parcela da divina Inteligência, permanecia vivo para os cristãos da Idade Média. Reencontra-se então o valor simbólico do zumbido, verdadeiro canto da abelha.

Um sacramentário gelasiano (do papa Gelásio I, 410-496) faz alusão às extraordinárias qualidades das abelhas que extraem o pólen das flores roçando-as apenas, sem tirar-lhes o viço. Elas não dão à luz; mas graças ao trabalho de seus “lábios” tornam-se mães; assim também o Cristo emana da boca do Pai e da Mãe Divinos.

Por causa de seu mel e de seu ferrão a abelha é considerada o emblema do Cristo: por um lado, Sua doçura e Sua misericórdia, e por outro, o exercício de Sua justiça na qualidade de Cristo-juiz. Muitas vezes essa figura é evocada pelos autores da Idade Média; para Bernard de Clairvaux (SÃO BERNARDO), simboliza o Espírito Santo.

Os celtas revigoravam-se com um vinho adoçado pelo mel, e com o hidromel. A abelha, cujo mel era utilizado na preparação do hidromel ou licor da imortalidade, era objeto na Irlanda de estrita vigilância legal. Um texto jurídico gaélico da Idade Média declara que a nobreza das abelhas vem do paraíso, e foi por causa do pecado do homem que as abelhas teriam saído de lá; Deus derramou sua graça sobre elas, e é por esse motivo que não se pode celebrar a missa sem a cera.



Embora seja este um texto tardio e de inspiração cristã, ele confirma uma tradição muito antiga, pois seu vocabulário ainda apresenta vestígios dessa tradição (a palavra galega cwyraiid, de cwyr, cera, significa perfeito, consumado, e o irlandês moderno céir-bheach, literalmente cera de abelha, designa também a perfeição).

O simbolismo da abelha evoca, portanto, entre os celtas como também em outros lugares, os conceitos de sabedoria e da imortalidade da alma.

O conjunto de características recolhidas em todas as tradições culturais denota que por toda parte a abelha surge, essencialmente, como que dotada de uma natureza ígnea, como um ser feito de fogo. Representa as sacerdotisas do templo, as pitonisas, as almas puras dos iniciados, o Espírito, a Palavra ; purifica pelo fogo e nutre com o mel ; queima com seu ferrão e ilumina com seu brilho. No plano social simboliza o senhor da ordem e da prosperidade, rei ou imperador e, igualmente, o ardor guerreiro e a coragem. Aparenta-se aos heróis civilizadores que estabelecem a harmonia por força do saber e do gládio. 



A ENERGIA de uma colmeia é essencialmente FEMININA, na figura da Rainha que comanda as abelhas com a sabedoria da geometria sagrada. O simbolismo da abelha representa as sacerdotisas dos templos, as pitonisas, as almas puras dos iniciados(as), o Espírito, a Palavra; purifica pelo fogo e nutre com o mel ; queima com seu ferrão e ilumina com seu brilho.

Um símbolo maçônico antigo que é raramente usado hoje, mas era muito popular no século 19 é o símbolo da abelha e da colmeia. A abelha sempre simbolizou indústria, trabalho, sabedoria, regeneração e obediência desde o início da era cristã e na verdade foi simbólica das mesmas virtudes para os antigos caldeus, egípcios e romanos e outras civilizações antigas. A colmeia é, naturalmente, uma estrutura construída (usando a Geometria Sagrada) com muito lógica e harmonia.

A colmeia é um milagre de engenharia natural – e tem, portanto, um significado especial para os maçons que estudam a construção de personagens e estruturas. A grande perda para os maçons foi não entender que uma colmeia e suas abelhas é uma estrutura essencialmente ordenada, construída, mantida e regida PELA ENERGIA FEMININA DA RAINHA da colmeia e que portanto a característica fundamental é a energia feminina da deusa.

Na tradição Cristã é o emblema de Cristo, de sua clemência (pela analogia do doce de seu mel), com sua justiça (por seu ferrão), e as virtudes Cristãs (por causa do modo exemplar e obediente que a abelha operária se comporta diante da abelha rainha).



Grãos de pólen

O Pólen é “Bom para combater o câncer e manter a beleza”. “Nos grãos de pólen, há grande abundancia de componentes nutritivos que servem para as abelhas prepararem o tão delicioso mel. Quem usa grãos de pólen durante meses na sua alimentação diária melhora bastante sua condição física, embelezando e rejuvenescendo a pele. Dizem até que melhora a memória.

O Dr. Morishida, biólogo japonês, disse que usou grãos de pólen nos enfermos de doenças crônicas e que a maioria aumentou os glóbulos sanguíneos, normalizando a sua saúde. Disse também que o aumento da capacidade de circulação ocorre devido à abundancia dos minerais contidos nos polens.

A Composição do pólen: O pólen contém basicamente 30% de água, 10 a 36% de proteínas, 20 a 40% de glucídeos, 1 a 20% de lipídios (gorduras, mas usualmente não mais que 5%), 1 a 7% de matérias minerais (apresenta cálcio, cloro, cobre, ferro, magnésio, fósforo, potássio, silício, enxofre, alumínio, ferro, manganês, níquel, titânio e zinco), além de resinas, matérias corantes, vitaminas A, B, C, D, E, enzimas e coenzimas.

Os principais aminoácidos encontrados em sua composição são principalmente: arginina, histidina, isoleucina, lisina, metionina, fenilalanina, treonina, triptofano, valina e prolina (o mais abundante). São observados também carboidratos (cerca de 29%) que são formados por açúcares reduzidos e quantidades insignificantes de glicose, frutose, rafinose e amido.

 
Vejam a bolota de pólen coletado grudado na pequena perna traseira da abelha.

Como o valor alimentar do pólen de diferentes fontes, varia grandemente (de 7,02% nos Pínus a 35,5% nas Palmáceas), uma mistura de diferentes fontes botânicas é necessária para propiciar uma dieta balanceada e é isso que a abelha costuma fazer de modo que, em média o pólen coletado por abelhas compara-se em conteúdo proteico com o dos feijões, ervilhas e lentilhas.

O pólen apresenta uma composição química altamente complexa e provavelmente até agora não totalmente elucidada, tendo condições de fornecer praticamente todas as substâncias indispensáveis ao bom funcionamento do organismo humano. A utilização do pólen como complemento alimentar para o organismo humano exerce uma ação tripla sobre o mesmo, pois além de atuar sobre o crescimento, regula as funções intestinais e o sistema nervoso, e finalmente fortifica o organismo de uma maneira geral.

O alimento oferecido pelas abelhas para a humanidade é como uma oferta do amor de Deus(a), obtido através da captação da energia da beleza das flores, coletadas pelas abelhas e transformada em pólen, mel, cera, própolis, …

O SELO-SIGNO DE VISHNU a origem do SELO DE DAVI/SALOMÃO e sua conexão com as abelhas

O selo de Salomão, que no judaísmo é conhecido como Maguen David (Escudo de David, em hebraico) é composto por dois triângulos: Um com seu vértice para cima (Deus masculino), e o outro com o vértice para baixo (Deus feminino). Sua origem – e isso quase ninguém sabe – remonta à Índia, onde tem o nome de Signo/Selo de Vishnu, que é o Deus mantenedor da criação na trindade Hindu.



O Selo de VISHNU, simbolismo tomado da ÍNDIA pelos judeus através de ROTHSCHILD e colocado na bandeira de Israel (como a sagrada Suástica tomada também da ÍNDIA por Hitler). Observar a figura hexagonal no centro resultante da união dos dois triângulos, idêntica à colmeia das abelhas.

Era utilizado como amuleto contra o mal, e esse significado se perpetuou como atestam os nomes “selo” e “escudo” do Hebraico. Na Kabbalah vemos que os dois triângulos representam as dicotomias inerentes ao homem: o bem e o mal, o espiritual e o físico. É mais um aspecto do positivo/negativo que se unem, masculino e feminino, como no símbolo do Yin/Yang.

O importante aqui é observar a figura geométrica central resultando da união dos dois triângulos equilateros que é de um HEXÁGONO, exatamente como se pode perceber na estrutura chave de uma colméia e do Chakra cardíaco em seu centro.

É chamado de Signo de VISHNU na Índia em função de representar o quarto Chakra (ANAHATA), o Chakra cardíaco (próxima figura) cuja cor é o verde (mescla do azul [Poder] do chakra posterior, o quinto, com o amarelo [sabedoria, conhecimento], o terceiro chakra) dentro de um lótus de doze pétalas, sendo a sede da alma HUMANA (onde esta o INDIVÍDUO REAL, a CHAMA TRINA) no corpo físico do ser humano. 



O Anahata, o quarto Chacra, o cardíaco COM O SELO DE VISHNU em seu centro, símbolo sagrado que foi apropriado pelos Rothschild na bandeira do estado de Israel.

O CORAÇÃO É o caminho do meio, o Chackra central que deve ser aberto de acordo com Buddha, e é a porta estreita que deve ser aberta conforme Jesus Cristo disse. Em ambos os casos, expressando amor incondicional a toda criação divina em todos os reinos.

Para que isso seja possível é necessária a elevação da energia serpentina (Feminina) da kundalini situada no primeiro chakra, o Muladhara até que a mesma atinja o quarto chakra, abrindo-o e então o indivíduo passará a sentir amor incondicional em relação a tudo e todos, pois se transformará assim em um ser humano iluminado.

A Chama Trina, composta pelas cores Azul a cor do Deus Pai, Rosa cor da Deusa Mãe e Amarelo Dourado cor de Deus Filho (Cristo/Krishna, a suprema personalidade divina) alojada em uma das SETE câmaras (a mais central) internas do órgão físico do coração humano, que é o local onde reside a Alma, o INDIVÍDUO REAL, a energia Divina animando com sua energia o corpo e a sua personalidade humana temporária. 



Representação da Chama Trina

Todos os templos sagrados dedicados a divindade de todas as civilizações antigas possuíam no mais interior de seus templos (O Sanctun Santorum, ou Santo dos Santos) um local sagrado e secreto que só o principal sacerdote do templo tinha acesso durante datas específicas do ano (Solstícios e Equinócios, momento em que um raio do sol penetrava diretamente nessa câmara secreta…). Esse local reproduzia no interior do templo a câmara onde está alojada a Alma, o indivíduo real humano, dentro do coração físico. 



O Sistema de Chakras (Centros de energia-consciência) do corpo humano.

Um pouco de história e o simbolismo das abelhas:

Childeric I (◊ c. 436 † c. 482), foi rei Merovíngio, possuidor das honras de um general romano, chefe civil e militar da província romana da Gallia Belgica II durante o século V, foi o rei merovíngio dos francos salianos de 457 até sua morte e sucedeu ao seu pai o Rei MEROVEU, criador da dinastia Merovíngia.

A tumba de Childeric I foi descoberta em 1653 por um pedreiro que fazia reparos na igreja de Saint-Brice em Tournai onde numerosos objetos preciosos foram encontrados, incluindo uma espada esplendidamente ornamentada, um bracelete, jóias de ouro com granadas encrustadas, moedas de ouro, uma cabeça de touro de ouro e um anel com a inscrição CHILDERICI REGIS (“de Childeric o rei”), o que identificou a tumba. Cerca de 300 abelhas douradas também foram encontradas.

Napoleão ficou impressionado com as abelhas de Childeric I quando ele estava procurando por um símbolo heráldico para substituir a flor-de-lis dos Bourbons. Ele estabeleceu as abelhas de Childeric I como símbolos do Primeiro Império Francês.

As Abelhas no antigo EGITO:

O Egito era uma federação (uma federação é a união de vários estados). Os principais estados da federação egípcia eram o Alto (capital Tebas, hoje Luxor) e Baixo Egito (capital Memphis, no hoje Cairo). Cada um dos dois estados tinha uma coroa: Branca era a coroa do Baixo Egito, e vermelha era a coroa do Alto Egito. O rei (O Faraó) da federação utilizava uma coroa combinada.

O título dado ao rei era NyswBit, onde Sw significa Alto Egito, e Bit significa Baixo Egito. O nome Sw significa papiro, o principal produto do Alto Egito; o nome Bit significava Abelha, símbolo do Baixo Egito. Ny é um adjetivo que significa “estar por cima, sobre a alguma coisa”.



Em 350 a.C. o desenho da abelha foi consagrado como símbolo do rei Faraó. A imaginação de um Rei da comunidade das abelhas (na verdade uma Rainha, pois Ísis dava ao Faraó o seu Poder para governar o Egito, que era a colmeia). O vestígio que comprova a criação de abelhas e produção do mel e seus derivados em colmeias no antigo Egito é encontrado nos templos da 5º dinastia da era dos Faraós (2.500 a.C.).

Era um símbolo da realeza no Antigo Egito e dizia-se que esse inseto havia sido gerado a partir das lágrimas de Rá, o deus-sol egípcio. Sua imagem mais difundida é a de símbolo da alma Divina humana. Os opostos bem/mal, também se encontram simbolizados nela. O mal encontra-se simbolizado pelo ferrão e o bem pelo mel e seus derivados.

Pela sua importância na alimentação, na cura de doenças e outros usos, as colméias serviram de modelo para vários templos da antiguidade; o templo egípcio da deusa Neith era conhecido como “a casa das abelhas”, o mel servindo como símbolo de proteção e usado na consagração das fundações e no embalsamento dos faraós. Uma imagem da Deusa Maat a representa como abelha com grandes asas e segurando um pote com mel, augúrio do renascimento.

A cor do mel é o amarelo, uma das três cores da chama trina, que representa o Cristo, é símbolo da paz e DA SABEDORIA espiritual. Está associado ao ouro, à luz do sol, ao intelecto ILUMINADO pelo amor incondicional do coração, à fé e bondade, vigor, serviço, força e entusiasmo. É um símbolo da eternidade, da criação, da transfiguração e da meta a ser alcançada na busca espiritual. É a cor da maturidade que emerge da escuridão.

Na alquimia encontra-se ligado ao ouro alquímico da transmutação. É considerada a cor da terra fértil e da harmonia entre os princípios opostos e complementares masculino e feminino, obtida através do conhecimento, sabedoria (SOPHIA). No islã, o amarelo ouro é a cor dos homens sábios e na China é a cor do imperador.



CONCLUSÃO:

Como podemos observar as ABELHAS E SUAS COLMÉIAS sempre foram consideradas sagradas em todas as culturas antigas de todas as civilizações de todos os tempos. Parece que somente nos dias atuais a sua existência esta sendo posta em risco pelo homem moderno assim como a produção de tudo QUE É BOM (Alimentos), BELO (Flores) E VERDADEIRO (O trabalho), proveniente da obra desses minúsculos seres que são comandados por UMA RAINHA (A Energia Feminina criadora da Deusa), que executam sua missão enquanto estão sofrendo um processo de extinção pelo ataque da loucura do homem e sua “moderna civilização”.

Esse fato por si só deve ser considerado como um CLARO SINAL do FIM dos tempos em que vivemos, em que a destruição de tudo QUE É BOM, BELO E VERDADEIRO é a consequência dos atos insanos de uma estúpida civilização que vive à beira do abismo inconsciente do seu fim próximo.
Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores.
Por favor, respeitem todos os créditos

Arquivos em português:
http://rayviolet2.blogspot.com/search?q=abelhas

Atualização diária

Se gostou! Por favor RECOMENDE aos seus Amigos.
achama.biz.ly 

Israel ou Cazária!?

achama.biz.ly email: nai@achama.biz.ly 


EN: VioletFlame * The Illuminati * Alternative Media * North Atlantic Islands * Indian Ocean Islands * South Atlantic Ocean Islands * Alternative Media * Creator's Map * ESU IMMANUEL * Exposing Media DesInformation * Galactic Federation * Indians, Prophecies and UFOs * Illuminati, The * Infinite Being * Israel (!?) * Jews..., the Real ones! * Khazars Jews are converted, not jenuine * Meditation * Media News * NESARA (!?) * SCIENCE, SPIRIT, Free Energy!... * UFO CONTACTS * UFOs (MORE) * USA The 4th NAZI Reich!? * Zionism Lies and The Illuminati * Light a Candle for PEACE * The Red Pill * The True Shadow Government

Dezembro 08, 2014

chamavioleta

Frota da Federação Galáctica 

Ashtar Sheran 

 Parte III – Final

Posted by Thoth3126 on 08/12/2014





“Nós da Federação sinceramente damos às boas-vindas a uma divulgação completa dos atos secretos de seu Oculto Governo Mundial das trevas (NWO-New World Order, a Nova Ordem Mundial)“, cometidos durante os dois últimos séculos do passado da Terra, que têm dificultado o retorno DA HUMANIDADE à plena consciência.

Caros Comandantes, Vocês pediram informações sobre as nossas naves e com qual delas você pode estar trabalhando aqui em cima? Minha resposta pode ser mais do que você tinha originalmente em mente desde que nós NÃO utilizamos naves espaciais, nem os ÓVNIS/UFOS do tipo como vocês estariam acostumados a pensar deles…



Tradução, edição e imagens:  
Thoth3126@gmail.com

“É de sua responsabilidade dedicar o máximo de tempo para a sua própria Libertação”. Arcanjo Miguel


Frota da FEDERAÇÃO GALÁCTICA – 3ª Parte, final

FONTE: http://www.ashtarcommandcrew.net/

ATRAVÉS DE SHELDAN NIDLE:

Pela Comandante Lady ATHENA do Comando Ashtar:

… O Comando Ashtar se juntará comigo agora para descrever a tecnologia de luz que governa nossas interações com a humanidade. Faremos o possível para dar a você uma compreensão daquilo que se chama uma Merkabah. O termo, Merkabah, é a palavra hebraica que significa carro. Lembre-se do livro de Erik Von Däniken, “Eram os Deuses Astronautas?” e o filme de 1970 a respeito do livro. Permita-nos agora elucidar este assunto sagrado.



O NASCIMENTO de nossa Merkabah:

A Merkabah é um corpo glorificado de luz ardente nascido e acelerado Espiritualmente. Este veículo Merkabah é uma expansão, extensão e radiação de nossa própria consciência DESENVOLVIDA.


Ele é gerado e expandido de acordo com a nossa intensidade do amor por Deus, juntamente com o nosso desejo de dar O MÁXIMO de nós mesmos no serviço altruísta ao plano evolutivo.

Você poderia dizer que é a forma que a intensidade espiritual do nosso amor divino tem e a aspiração no tempo e no espaço …. que se encontra com a Graça divina descendo em resposta. Esta intensidade de intenções é o que produz esse campo áurico dimensional e multi-transdimensional, um campo de energia chamado Merkabah ou a carruagem de fogo. Lembre-se na Bíblia Sagrada como o profeta Elias subiu ao céu em uma carruagem de fogo? Talvez isso tenha um significado mais profundo para você agora?




Dois Tetraedros (símbolo do elemento FOGO) entrelaçados, uma Merkabah.

Elias simplesmente demonstrou para o que vocês todos, amados, são chamados a aspirar e a, eventualmente, realizar espiritualmente. Essas pessoas que vêm e vão através de uma Merkabah são denominados de Mestres OPHANIM, como Elias e Enoch o foram. A Merkabah coordena as nossas intenções, funções, finalidade, fase de tempo, etc, como filhos da luz super luminal, no cumprimento de nossa missão PARA Deus. Na geometria sagrada a Merkabah é simbolizada pelo selo de Vishnu, símbolo que mais tarde (muito mais) veio a ser conhecido como a estrela de David.

SEM parafusos, porcas e pernas de metal em nossas espaçonaves:

Assim, não estamos utilizando “porcas e parafusos” e naves espaciais metálicas da terceira dimensão por toda nossa frota. No entanto, os anjos caídos, os Nephilim, as hostes de Satã são os que inicialmente tentaram através de suas ciências e tecnologias das trevas criar uma Merkabah artificial metálicos e criaram os UFOs. Foi esta tecnologia trazida para a ATLÂNTIDA o que levou à sua aberração energética e posterior destruição.

Por meio dessas imitativas embarcações metálicas, sem o fogo do amor do Espírito Vivente (Deus), que estes seres procuravam valer-se e subir aos céus e se apoderarem e governarem os Céus. Esses espíritos rebeldes buscavam o poder de dominar, ter em cativeiro e controlar o universo. Eles procuram por meio de sua inteligência mental (INTELECTO-EGO), conhecimento, tecnologia e pela força controlar o universo e não através de seguirem o plano original de Deus, do Amor Divino.

Aos seguidores de Satã, os anjos caídos e os Nephilim faltam amor ardente por Deus, extremamente necessário para o nascimento e desenvolvimento de uma verdadeira Merkabah. Eles são incapazes de ASCENDER através de sua força de espírito sem amor, mas dependem da tecnologia (até mesmo para se reproduzirem, pela clonagem em alguns casos), pois que são entidades sem alma presos pela sua própria rebeldia anárquica contra os desígnios e a vontade do Criador. A Merkabah é, portanto, a “Carruagem de Fogo”, a carruagem do Adonim supraterreno, o Senhor da Luz.

Ela pode assumir muitas formas e normalmente se manifesta como uma estrela tetraédrica entrelaçada, o Selo de Vishnu, o símbolo máximo do Quarto Chakra, o cardíaco, sede do AMOR E da Alma humana.

Sobre anjos caídos saiba mais em:
http://thoth3126.com.br/os-anjos-caidos-the-watchers-os-vigilantes/




O Chakra Anahata, dentro de um círculo circundado por um LÓTUS DE DOZE PÉTALAS o Selo de Vishnu, o Quarto Chakra do corpo humano, sede da alma e do AMOR Incondicional, situado dentro do coração humano.

OUTRAS RAÇAS EXTRATERRESTRES:

Talvez devêssemos acrescentar que há também outras RAÇAS EXTRATERRESTRES de terceira e quarta densidade, raças extraterrestres não ascensas que habitam os planos astral e os céus inferiores de seu planeta.

Estas raças não são necessariamente caídas, nem rebeldes, embora eles ainda estejam se utilizando de um tipo de naves materiais, tecnológicas, os seus conhecidos UFOs. Suas naves são construídas através da combinação de energias etéricas e mental superior, além do metal titânio e outras substâncias MATERIAIS.

Muitas vezes, estes metais e outros componentes utilizados para estas naves são extraídos, dentro do seu sistema solar, na sua própria LUA e em Marte, onde essa naves são também freqüentemente construídas para o uso da Confederação. Sim, assim como nós, todas as funções dentro da Confederação dos Mundos Unidos é pacífica. Essas naves espaciais são freqüentemente alimentadas por energia solar de cristais magneticamente carregados. Essas outras raças estão se desenvolvendo dentro dos seus céus inferiores em um modo similar, embora não sejam idênticos, para as raças raizes na Terra.

A espécie humana e a TERRA são únicas:

A Terra é única e, aparentemente, o único mundo caído que precisa de um programa especial de resgate e restauração do Plano Divino (n.t. Pois a Terra abriga o caído e rancoroso EL do planeta MALDEK, conhecido na Terra por vários nomes, MARDUK/BAAL/LÚCIFER, planeta que foi destruído há 251 milhões de anos e cujos restos são hoje vistos e conhecidos como o Cinturão de Asteróides que fica no local da órbita original desse planeta, entre Marte e Júpiter) Este programa foi instituído por meio do Ofício do Cristo no envio de Emmanuel-Jesus, uma encarnação divina, como um Navio de Resgate e Remissão de almas humanas e da própria Terra.




Interior de uma nave Mãe do Comando Ashtar.

De Onde viemos e qual a nossa missão?

Nós do Comando Galáctico Ashtar somos, de nossos níveis de consciência mais elevados, os representantes do Divino Reino de Doze Tronos dos Mundos do Altíssimo. Éramos inicialmente conhecidos como o Comando Jerusalém de ÓRION. Nós somos originários das regiões dos Elohim das “Imperecíveis Estrelas“, os Céus maiores ou Shamayyim de SÍRIUS e Tak ORIONIS (no Cinturão de Órion,Alnitak) e do Grande sistema de Sóis Centrais do Alto Comando. Fomos enviados para os céus menores para guarda e supervisão da missão do Mais Radiante, o Senhor Sananda / Emmanuel-Jesus.

Para ajudá-lo na restauração da Vontade Divina e do plano sobre a Terra e ajudar os filhos pródigos de Deus, a humanidade em seu retorno à Casa do Pai de Muitas Moradas. Temos, assim, assistido a Cristo e Sua Hierarquia Espiritual da Terra na educação espiritual e ascensão da Humanidade. Temos auxiliado na restauração da humanidade para o seu estado do Adam Kadmon original, ou desígnio divino original. A humanidade está em processo de emergência (subida) do estado humano limitado para existir em espectro da Luz plena … O Ain Soph, como seres estelares ascendidos.

QUE TIPO DE SERES fazem parte do Comando Ashtar?

As fileiras numerosas no comando são compostas de Seres Celestiais Etericos, Devas, Anjos, seres ETs multi dimensionais, Ultraterrestres, raças Zoharim, Adonim, seres com espectro completo com toda LUZ, ou Senhores da Luz, Elohim ou Seres Criadores, Semideuses, Seres Divinos, Ophanim, Golfinhos e Baleias mamíferos aquáticos de Sírius (Lembre-se dos DOGONS), etc. Nós temos representantes de todos os planos dimensionais, mundos, reinos, sistemas solares, etc, etc.

A CONSTELAÇÃO DE ÓRION. As três estrelas do cinturão central (Mintaka, Alnilan e Alnitak) são conhecidas no Brasil como as Três Marias e estão exatamente alinhadas com as três pirâmides no Planalto de Gizé, no Egito.

Milhões de seres e talvez pudéssemos dizer com mais precisão, bilhões estão sob nossa tutela. Temos também dentro de nossos seres frotas em todos os níveis de desenvolvimento espiritual, tanto já ascendidos como em ascensão, os humanos e o homem, esses se manifestando atualmente no original (não caído) na Divina Imagem e Semelhança conhecido como o Adam Kadmon. Toda a humanidade está destinada a ser devolvida a este padrão divino do Adam Kadmon.

Veja o filme abaixo com a materialização da FROTA de espaçonaves dos mais variados tamanhos, que simples e SUTILMENTE se materializaram no espaço, em frente à uma câmara de filmagem da NASA, inclusive as grandes Naves Mãe podem ser vistas nesta gravação, feita por uma câmara de filmagem externa da SPACE SHUTTLE, Ônibus Espacial da NASA:




 
Como as Nossas naves são feitas:

Nossas “Naves” são formados por nossa intenção/vontade agindo em conjunto, combinada, para uma finalidade específica. Alguns destes são criados, como um mayavirupa, uma forma de pensamento que serão mantidas intactas pelo foco de meditação para um uso específico e temporário e objetivo. Posteriormente esse pensamento energia concentrada pode ser dissolvido, remoldado ou reconstituído de acordo com a nossa função, necessidade e obrigação.

Algumas de nossas naves são compostas por microrganismos sensíveis, algumas naves são amino-etéricas informatizadas parcialmente, ou tripuladas por robôs. Este é o caso, especialmente quando se entra em regiões mais densas regidas pelos mestres caídos da Irmandade das Trevas.



A MerKaBah pode tomar muitas formas:

A vida dentro de nossas naves mâe se assemelham em cima de um mundo planetário. Essas cidades maciças no espaço (a Nova Jerusalém celeste de João, no livro das Revelações) podem abrigar até milhões e são completos ecossistemas multidimensional. Esses mundos no espaço podem ser tão grandes quanto uma cidade, ou mesmo em alguns casos, um pequeno país. Às vezes, nossas naves são referidas como manifestações bioplasmáticas, uma vez que pode aparecer como bolhas de várias luzes coloridas que parecem se transformar em diferentes configurações, e para separar e formar novas combinações de forma e de formação.

O glorioso mistério da MerKaBah:

Não existe realmente nenhum modo em que seja possível para a nossa capacidade de transmitir à mente humana a revelação sobre a mais impressionante realidade da Merkabah. O fato é que nós, em si mesmos, fora de nosso corpo físico, em nossa própria natureza e essência divina somos as nossas próprias naves estelares!!

Nós nos tornamos e formamos a nossa própria Merkabah através da nossa consciência iluminada se manifestando como este veículo, pelo poder da vontade … que na verdade pode aparecer exatamente como um UFO!

Dentro dos céus superiores, ou Shamayyim, a Merkabah é substituída por uma manifestação mais gloriosa ainda conhecida como o corpo Zohar de LUZ.




UFO em formato de nuvem lenticular. Esse efeito também é conseqüência da “quase materialização da nave” na 3ª dimensão que condensa a atmosfera circundante da mesma.

O Zohar, o mais elevado dos cinco corpos de luz de energia a ser desenvolvido no ser humano evoluído, é semelhante ao Ananda Rupa ou organismo Bliss. O corpo Zohar ou ardente carro é uma manifestação da Divindade, nossa própria natureza, como um Filho de Deus, assim como a Merkabah o é. O Merkabah é tanto um indivíduo, bem como um grupo de indivíduos (consciências) ou a aplicação coletiva onde mais do que um ser pode se conjugar como fazemos na familiar criação de um tipo de naves vistas nos seus céus, das naves em forma de nuvem lenticular. Talvez alguns de vocês ganharam mais clareza na compreensão do que estamos comunicando aqui.

Se não nós os encaminhamos para dois livros que irão ajudar em sua compreensão do conceito de Merkabah, As Chaves de Enoch (The Book Of Knowledge) e uma pequena brochura sobre o Cinco Corpos pelo Dr. JJ Hurtak. O site da Academia da Ciência do Futuro, affs.org é onde você pode encomendar estes livros (em inglês).

Repetindo: Nós sinceramente damos às boas-vindas a uma divulgação completa dos atos secretos de seu Governo Mundial Oculto das trevas (NWO-New World Order, a Nova Ordem Mundial), cometidos durante os dois últimos séculos do passado da Terra, que têm dificultado o retorno DA HUMANIDADE à sua plena consciência.

Parte 1 e 2 em:
http://thoth3126.com.br/federacao-intergalactica-frota-de-ashtar-sheran-i/
http://thoth3126.com.br/federacao-intergalactica-frota-de-ashtar-sheran-ii/

Mais informações em:
http://thoth3126.com.br/frota-interestelar-da-federacao-galactica/
http://thoth3126.com.br/federacao-galactica-e-a-hierarquia-espiritual/
http://thoth3126.com.br/marte-descobertas-entradas-para-um-mundo-subterraneo/
http://thoth3126.com.br/o-governo-oculto-secreto-nos-eua-ii/
http://thoth3126.com.br/inedito-meteoro-na-russia-foi-explodido-por-um-ufo-filme/
http://thoth3126.com.br/os-anjos-caidos-the-watchers-os-vigilantes/

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br



Por favor, respeitem todos os créditos
Arquivos em português:

 Atualização diária


 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub